Vous êtes sur la page 1sur 20

CCJ0003 – INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO

Aula 02: A Sociedade e o Direito: Relação de Dependência


Introdução ao Estudo do Direito
Conteúdo desta aula

O DIREITO E RACIONALIDADE DIREITO: INSTRUMENTO PRÓXIMOS


A MORAL MORAL DE CONTROLE SOCIAL PASSOS

1 2 3 4 5 6
ÉTICA E MORAL INFLUÊNCIA DA ORDENAMENTO
MORAL NO DIREITO JURÍDICO

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
Relação entre o Direito e a Moral

Direito e Moral constituem dois diferentes


conceitos, mas não estão separados. Sobre o
assunto, muitas são as teorias.

Miguel Reale afirma:

“Dizer que o Direito representa apenas o mínimo


Direito Moral de Moral declarado obrigatório para que a
sociedade possa sobreviver. Como nem todos
podem ou querem realizar de maneira
espontânea as obrigações morais, é
indispensável armar de força certos preceitos
éticos, para que a sociedade não soçobre.”
Ambos são instrumentos de controle social. (2002, p. 42)

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
Relação entre o Direito e a Moral

Moral
Conjunto de práticas, costumes
Direito e padrões de conduta
Conjunto de normas, postas formadores da ambiência ética.
pela sociedade e pelo Estado, a Trata-se de algo que varia no
fim de prevenir, compor e, em Direito Moral tempo e no espaço, porquanto
última instância, punir os cada povo possui sua moral,
conflitos de interesses. que evolui no curso da história,
consagrando novos modos de
agir e pensar.

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
Relação entre o Direito e a Moral

O dever moral não é exigível por ninguém, reduzindo-se a dever de


consciência, ao tu deves, enquanto o dever jurídico deve ser
observado sob pena de o devedor sofrer os efeitos da sanção
organizada, aplicável pelos órgãos especializados da sociedade.

Desse modo, no Direito, o dever é exigível, enquanto na moral, não.

O Direito, apesar de acolher alguns preceitos morais fundamentais,


garantidos com sanções eficazes, aplicáveis por órgãos
institucionais, tem campo mais vasto que a Moral, pois disciplina
também matéria técnica e econômica indiferente à Moral.

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
Distinções entre o Direito e a Moral

Direito Moral
• Campo um pouco mais limitado • É um campo amplo

• Tem coação • É incoercível

• Visa evitar que se lese ou • Visa à abstenção do mal e a prática


prejudique a outrem do bem
• Dirige-se ao momento externo, • Dirige-se ao momento interno,
físico (ato exteriorizado) psíquico
• Bilateral • Unilateral

• Impõe deveres e confere direitos • Impõe deveres

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
Distinções entre Ética e a Moral

Ética é a teoria ou ciência do Moral é o conjunto de práticas,


comportamento moral dos costumes e padrões de conduta,
homens em sociedade, ou seja, formadores da ambiência ética,
é ciência de uma forma destinados a regular as relações dos
específica de comportamento indivíduos em uma determinada
humano. sociedade, em um determinado
momento histórico.

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
Ética e Moral em Kant

Kant, na Fundamentação da Metafísica dos


Costumes, reconheceu, pela primeira vez em
uma ética filosófica, que todo ser racional possui
um valor absoluto.
Mesmo sendo finito e limitado, Kant ressalvou
que o ser humano possui o privilégio de reger-se
por leis assumidas livremente por sua própria
razão.

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
Ética e Moral em Kant
• Racionalidade Moral

Estar livre para escolher e agir é o que caracteriza


o ser humano, o que o filósofo denomina de
autonomia moral.

Para o filósofo alemão, imperativo


categórico é o dever de toda pessoa agir
conforme os princípios que ela quer que
todos os seres humanos sigam, que ela quer
que sejam “lei da natureza humana”.

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
Ética e Moral em Kant
• Racionalidade Moral

IMPERATIVO •“Age como se a máxima de tua


ação devesse tornar-se, por tua
CATEGÓRICO vontade, lei universal da natureza.”

IMPERATIVO •“A máxima do meu agir deve ser


por mim entendida como uma lei
UNIVERSAL universal, para que todos a sigam.”

•“Age de tal modo que possas usar


a humanidade, tanto em tua pessoa
IMPERATIVO como na pessoa de qualquer outro,
PRÁTICO sempre como um fim ao mesmo
tempo e nunca apenas como um
meio.”

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
Ética e Moral em Kant

A Moral é histórica e acompanha o devir no Ao longo da história, Direito e Moral se


mundo da vida, como modo de aproximaram e se afastaram
comportamento específico do homem em conceitualmente, em razão de diferentes
determinada época. correntes de pensamento.

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
Desvendando as palavras

AMORAL
Qual a diferença entre IMORAL
imoral
Aquilo que não possui um senso moral, e amoral?O que vai contra a moral.
que não contém aspecto moral.

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
A influência da Moral no Direito

Os campos da Moral e do Direito entrelaçam-


se e interpenetram-se de diversas maneiras. As
normas morais tendem a se converter em
normas jurídicas, como aconteceu, por
exemplo, com o dever do pai de cuidar do
filho, e com a indenização por acidente de
trabalho.

No entanto, ainda não há uma norma jurídica


específica que prescreva que o pai deve ter
afeto pelo filho.

Direito e Moral são instrumentos de


controle social que pertencem ao campo da
ética e que não se excluem.

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
Direito: instrumento de Controle Social

Convívio Conflitos: Necessidade de Controle


Ser humano
social: interesses segurança e social,
gregário
socialização distintos harmonia social instituições

O Direito é um dos instrumentos de controle social,


cujo principal objetivo é o estabelecimento de
normas de conduta visando prevenir o conflito e
viabilizar a existência em sociedade, trazendo paz,
segurança e justiça.

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
As Instituições Sociais

A sociedade humana tem uma estrutura natural


sem a qual falhariam as tentativas de organizá-la:
as instituições.

As instituições são vigas estabelecidas pelo


costume, pela razão e pelos sentimentos, que
alicerçam a sociedade, estruturando-a. A mais
antiga das instituições seria a família e a mais
relevante de todas seria o Estado.

O Direito é uma das instituições criadas pela


sociedade para o Controle Social.

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
Funções Sociais do Direito

• Função compositiva
O conflito, por vezes, é inevitável e necessário se faz solucioná-lo. E aí
está outra função social do direito: compor conflitos.

• Função Preventiva
Disciplinamento social, estabelecendo regras de conduta, direitos e
deveres.

• Função de Controle social (ou punitiva)


É socializador em última instância. Só é necessário quando a conduta
humana já se apartou da tradição cultural aprendida pela educação,
pela moral e religião e alcançou o nível do ilícito, ou do crime.

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
Funções Sociais do Direito

O Direito existe, em tese, muito mais para


prevenir do que para corrigir, muito mais
para evitar que os conflitos ocorram, do
que para compô-los.

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
Funções e finalidades específicas que competem ao Direito

Controle social
Prevenção e composição de conflitos de interesses
Promoção de ordem e segurança
Resolução dos conflitos de interesse
Repressão e penalização dos comportamentos
socialmente inadequados
Organização da produção e uma justa distribuição
de bens e serviços
Institucionalização dos poderes do Estado e da
Administração Pública
Realização da justiça e do respeito aos Direitos
Humanos

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


Introdução ao Estudo do Direito
Ordenamento Jurídico

Cumpre ao Estado a tarefa de estabelecer o Ordenamento Jurídico, que é o conjunto de


normas de conduta juridicamente relevantes para o conjunto da sociedade, realizado por
meio de procedimentos próprios, no processo legislativo.

Ordenamento Jurídico pode ser considerado como a


organização e o disciplinamento da sociedade realizados
por intermédio do Direito, ou seja, concretizados por
meio de normas exclusivamente jurídicas.

AULA 02: A SOCIEDADE E O DIREITO: RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA


VAMOS AOS PRÓXIMOS PASSOS?

Ler o Capítulo 2 — A História do


Pensamento Jurídico, páginas 29 a
51 do livro (conteúdo interativo) de
Introdução ao Estudo do Direito.

Resolver o caso concreto e a


questão objetiva da aula 3 e postar
os resultados no SAVA.

Navegar pelos demais itens das


trilhas de conhecimento do SAVA.

AVANCE PARA FINALIZAR


A APRESENTAÇÃO.