Vous êtes sur la page 1sur 3

UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO

Ronaldo dos Santos Barbosa – RA:167601

Engenharia Elétrica
Laboratório de Eletrônica III

Experimento II- Amplificador Emissor Comum

20 de Fevereiro de 2018
Campo Grande, MS.
1. Introdução
A tensão CA aplicada na base de um transistor polarizado com o ponto Q
próximo ao centro da reta de carga, produz uma tensão maior no coletor, a qual
continua com a mesma forma de onda do sinal original; porém com uma
amplitude maior. A esse aumento de tensão dá-se o nome de amplificação.
Quando um sinal é amplificado, alguns elementos são essenciais para
seu funcionamento, como os capacitores, os quais podem ser ser usados para
acoplar ou transmitir sinais de corrente alternada de um circuito para o outro, ou
para desviar os sinais alternados para o terra. Desse modo, os circuitos com
transistor bipolares podem funcionar como amplificadores de sinais.

2. Objetivos
analisar e medir o ganho de tensão e observar as formas de onda de um
circuito com transistor bipolar funcionando como amplificador.

3. Materiais utilizados
Fonte de tensão, resistores de 1kΩ, 2.2kΩ, 3.9kΩ e 10kΩ; transistores BC337,
matriz de contato, capacitores de 470µF e 1µF, multímetro e osciloscópio.

4. Procedimentos
Montar o circuito fornecido, calcular e medir a tensão CC e AC na base,
no emissor e no coletor, bem como da resistência CA do emissor.
Posteriormente, achar o ganho do circuito por meio dos valores da tensão CA
de entrada e saída. Repetir o procedimento para outros dois transistores.

4.1. Circuito fornecido


5. Análise e resultados

Tabela 1- Amplificador em emissor comum.


Calculado(Volts) Medido(Volts)
Valores
B E C B E C

CC 1,8 1,103 5,697 1,78 1,19 5,44

CA 8m 7,3m 1,37m 8m 7m 1,20m

Tabela 2- Ganho de tensão.


Calculado Medido Experimental
Transistor
r´e A Vent Vsaída r´e A

1 22665,46Ω 234 8,2mV 1,37654mV 22665,46Ω 0,17

2 22665,46Ω 292 8,2mV 1,37654mV 22665,46Ω 0,17

3 22665,46Ω 243 8,2mV 1,37654mV 22665,46Ω 0,17

6. Conclusão

Um amplificador com transistor envolve a utilização de dois sinais de


entrada, um de corrente alternada e outro de corrente contínua que estabelece
o ponto Q da reta de carga; bem como de capacitores para acoplarem os sinais
e desviar o sinal do emissor para o terra. Nesse tipo de amplificador, então, as
variações do sinal de entrada na base leva a variações de proporções maiores
na corrente do coletor, uma vez que há um ganho de corrente, culminando,
consequentemente, em um aumento da tensão CA no coletor. Assim,ao analisar
esse circuito deve-se levar em consideração os dois sinais de entrada, dividindo-
o, portanto, em duas partes: uma em CC e outra em CA.
Para tanto, adotou-se como método o da superposição, onde calcula-se
os efeitos produzidos por cada fonte funcionando separadamente com o intuito
de se obter um efeito equivalente total. Partindo disso, na análise em CC a fonte
CA foi reduzida à zero, ou seja, colocadas em curto- circuito e os capacitores
foram abertos; restando apenas um circuito divisor de tensão. Já, para a análise
em CA, tanto a fonte em CC quanto os capacitores foram curto-circuitados.
Dessa maneira, o circuito equivalente pôde ser analisado e os valores para a
tensão de base, coletor e emissor, calculados e medidos. Portanto, os objetivos
do experimento foram passíveis de execução e possibilitaram a observação da
aplicação do transistor bipolar em amplificador.