Vous êtes sur la page 1sur 14

Ezequias e as suas

orações que mudaram o


curso da história

Por Bispo Ildo Mello


Um rei exemplar

Ezequias "confiou no Senhor, Deus de Israel, de


maneira que depois dele não houve seu
semelhante entre todos os reis de Judá, nem entre
os que foram antes dele."

(2Rs 18.5).
Cercado pelo mais poderoso
exército, Ezequias orou e…

• Quando o exército assírio, que era o mais


poderoso daquele tempo, cercou Jerusalém, o
rei Ezequias orou ao Senhor, que, por sua vez,
enviou um anjo que exterminou 185 mil
soldados assírios.

(Is 37).
Deus disse que Ezequias
morreria

• Quando tinha 39 anos de idade adoeceu de uma


enfermidade mortal e Deus lhe falou assim
através do profeta Isaías:

• “Põe em ordem a tua casa, porque


morrerás e não viverás.”

(Is 38.1)
Ezequias orou e Deus
decidiu curá-lo

"Então, veio a palavra do Senhor a Isaías,


dizendo: Vai e dize a Ezequias: Assim diz o
Senhor, o Deus de Davi, teu pai: Ouvi a tua
oração e vi as tuas lágrimas; acrescentarei,
pois, aos teus dias quinze anos."

(Is 38.4–5)
Os efeitos do
arrependimento e da oração
• “No momento em que eu falar acerca de uma
nação ou de um reino para o arrancar, derribar e
destruir, se a tal nação se converter da maldade
contra a qual eu falei, também eu me
arrependerei do mal que pensava fazer-lhe.” (Jr
18.7-8).

• "Bem pode ser que ouçam e se convertam,


cada um do seu mau caminho; então, me
arrependerei do mal que intento fazer-lhes por
causa da maldade das suas ações”. (Jr 26.3).
Deus diz a Moisés que irá
destruir o povo

Agora, pois, deixa-me, para que se acenda


contra eles o meu furor, e eu os consuma; e
de ti farei uma grande nação.

(Êx 32.10)
Moisés intercede
e Deus muda de idéia
11 Porém Moisés suplicou ao Senhor…

13 Lembra-te de Abraão, de Isaque e de Israel, teus servos,


aos quais por ti mesmo tens jurado e lhes disseste:
Multiplicarei a vossa descendência como as estrelas do céu,
e toda esta terra de que tenho falado, dá-la-ei à vossa
descendência, para que a possuam por herança
eternamente.

14 Então, se arrependeu o Senhor do mal que dissera havia


de fazer ao povo.

(Êx 32.11–14)
Deus disse que Nínive seria
destruída

"Ainda quarenta dias, e Nínive será subvertida."

(Jn 3.4)
Os Ninivitas se arrependeram e
oraram e Deus mudou de ideia!

• 5 Os ninivitas creram em Deus, e proclamaram um jejum,


e vestiram-se de panos de saco, desde o maior até o
menor.

• 10 Viu Deus o que fizeram, como se converteram do seu


mau caminho; e Deus se arrependeu do mal que tinha
dito lhes faria e não o fez.

(Jn 3.5–10)
A oração faz Deus mudar de idéia?
• Sim, se compreendemos que fomos convidados, pela infinita
misericórdia de Deus, a participarmos do maior drama, das
mais profundas paixões, da mais íntima interação e
relacionamento que possa existir: do confronto e do diálogo
entre a justiça e a misericórdia divinas. Embora só exista um
sacrifício de expiação pelos pecados, pelo mesmo Espírito
que levou o Filho a se entregar em nosso favor, nós também
podemos nos entregar para apresentar a um Deus justo e
imutável as súplicas por misericórdia baseadas naquela obra
expiatória. Assim preenchemos, como diz o apóstolo Paulo,
“o que resta das aflições de Cristo, na minha carne, a favor
do seu corpo, que é a igreja” (Cl 1.24).

Christopher Walker
Deus mudou de idéia por causa de Moisés?

• Sim, mas ele mudou porque encontrou em Moisés o mesmo Espírito que habitava
em Jesus. O mesmo Deus que é um fogo consumidor, que sente profundos ciúmes
e ira contra o pecado e a infidelidade, desejava ardentemente ser confrontado com
sua natureza de compaixão e fidelidade às suas promessas. Em Números 14,
Moisés usou a revelação do nome e da natureza de Deus, que o próprio Deus lhe
dera no monte santo, para argumentar com ele contra sua decisão.

• Podemos dizer, com muita reverência e pouco conhecimento, que é esse mesmo
tipo de interação que ocorre dentro da própria divindade. O Filho vive para
interceder por nós (1 Jo 2.1,2). Só que agora, de forma totalmente impensável e
imerecida, ele permite que nós também façamos parte, pelo seu Espírito, dessa
interação divina que se chama intercessão.

• Quando falamos em Deus mudar de idéia, então, lembremos que na intercessão


aprendemos apenas a sentir e a suplicar em harmonia com aquilo que a própria
natureza divina mais anseia ouvir. Deus é o primeiro a se regozijar quando a
misericórdia triunfa sobre o juízo (Tg 2.13).

Christopher Walker
Coisas deixam de acontecer
por falta de oração.
• "Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-
se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca
encontra; e, a quem bate, abrir-se-lhe-á.” (Mt 7.7–8).

• “Nada tendes, porque não pedis; pedis e não recebeis,


porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres.”
(Tg 4.2–3).

• "E esta é a confiança que temos para com ele: que, se


pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos
ouve." (1Jo 5.14).
A oração move as mãos de Deus!

• A oração de um justo pode muito em seus


efeitos (Tg 5.16).

• “Se o meu povo, que se chama pelo meu nome,


se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter
dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos
céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua
terra.” (2Cr 7.14–15).