Vous êtes sur la page 1sur 3

Características das explorações agrícolas

Conjunto de terras contíguas (juntas), ou não, utilizadas total e parcialmente para a produção
agrícola.

Em Portugal, em 2007, havia pouco mais de 275 mil explorações agrícolas face às cerca de 300
mil contabilizadas, em 2005, pelo último Inquérito às Explorações Agrícolas. Continua, assim, a
verificar-se a tendência para a diminuição do número de explorações, que resulta, em boa parte, da
absorção de explorações de pequena dimensão por outras maiores. Deste modo, a tendência,
relativamente à dimensão das explorações, é para aumentar (fig.1).

Em Portugal, existiam, em 2005, mais de 300 000 explorações


agrícolas distribuídas desigualmente pelas diferentes regiões
agrárias (Doc. 2 e 3).

A distribuição regional das explorações, segundo o seu número,


evidencia contraste Norte-Sul e reflecte as desigualdades no
que respeita à sua dimensão (Doc. 2 e 3).
Em termos gerais, no Norte e Centro concentra-se a maioria das
explorações, enquanto no Sul se concentra a maioria da SAU.
A tendência é de redução do número de explorações e,
consequentemente, do aumento da sua dimensão média.
No Norte de Portugal Continental,
especialmente nas regiões agrárias da Beira
Litoral e de Entre Douro e Minho, predominam
as explorações de pequena dimensão que,
geralmente, correspondem a minifúndios –
pequena propriedade (fig. 4).

Pelo contrário, no Sul, particularmente no


Alentejo, predominam as explorações de grande
dimensão que, outrora, constituíam vastos
latifúndios – grande propriedade (fig. 4). Daí
que o Alentejo apresente um reduzido número
de explorações (9%), apesar da sua vasta área
agrícola (60,6%).

Nas regiões autónomas, domina a pequena


dimensão das explorações, sobretudo na
Madeira, região que tem a menor dimensão média das explorações do país.

Se a dimensão média das explorações é um factor normalmente referido como obstáculo ao


desenvolvimento da agricultura portuguesa, inviabilizando a mecanização e a modernização dos
sistemas de cultura/produção.
A grande fragmentação da propriedade também condiciona o desempenho técnico e económico
das explorações agrícolas. O problema da pequena dimensão das explorações agrícolas é ainda
agravado pela excessiva fragmentação das explorações.

A estrutura fundiária das explorações reflecte duas deficiências estruturais:


• a dimensão média das explorações;
• a fragmentação das explorações (parcelamento).

Centres d'intérêt liés