Vous êtes sur la page 1sur 25

Qualfood ®

Legislação Decreto-Lei n.º 121/98

Decreto-Lei n.º 121/98 a) «Conservantes» as substâncias que


de 8 de Maio prolongam a durabilidade dos géneros
alimentícios, protegendo-os contra a
O Decreto-Lei n.º 192/89, de 8 de Junho, deterioração causada por microrganismos;
estabeleceu os princípios orientadores da b) «Antioxidantes» as substâncias que
utilização dos aditivos alimentares, remetendo prolongam a durabilidade dos géneros
para posterior regulamentação, entre outras alimentícios, protegendo-os contra a
matérias, a fixação das condições de utilização deterioração causada pela oxidação, tal
nos vários géneros alimentícios. como a rancidez das gorduras e as
alterações de cor;
As Directivas n.º 95/2/CE e 96/85/CE, do c) «Agentes de transporte», incluindo os
Parlamento Europeu e do Conselho, solventes de transporte, as substâncias
respectivamente, de 20 de Fevereiro de 1995 utilizadas para dissolver, diluir, dispersar
e 19 de Dezembro de 1996, vieram ou de outro modo modificar fisicamente um
estabelecer as condições a que deve obedecer aditivo alimentar sem alterar a sua função
a utilização dos aditivos alimentares, com tecnológica, e sem que eles próprios
excepção dos corantes e dos edulcorantes, exerçam quaisquer efeitos tecnológicos, a
pelo que importa alterar a legislação nacional fim de facilitar o respectivo manuseamento,
sobre a matéria. aplicação ou utilização;
d) «Acidificantes» as substâncias que
Assim: aumentam a acidez dos géneros
alimentícios e ou lhes conferem um sabor
Nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo acre;
198.º e do n.º 5 do artigo 112.º da e) «Reguladores de acidez» as substâncias
Constituição, o Governo decreta o seguinte: que alteram ou controlam a acidez ou a
alcalinidade dos géneros alimentícios;
Artigo 1.º f) «Antiaglomerantes» as substâncias que
Objecto reduzem a tendência das partículas isoladas
dos géneros alimentícios para aderirem
1 - O presente decreto-lei aplica-se aos umas às outras;
aditivos alimentares, com excepção dos g) «Agentes antiespuma» as substâncias
corantes, dos edulcorantes e dos agentes de que impedem ou reduzem a formação de
tratamento da farinha. espumas;
2 - O disposto no presente diploma é h) «Agentes de volume» as substâncias que
igualmente aplicável aos géneros alimentícios contribuem para dar volume aos géneros
correspondentes destinados a uma alimentícios sem contribuírem
alimentação especial. significativamente para o seu valor
3 - Apenas poderão ser utilizados nos géneros energético disponível;
alimentícios os aditivos que satisfaçam as i) «Emulsionantes» as substâncias que
especificações adaptadas pelo Comité tornam possível a formação ou a
Científico da Alimentação Humana da União manutenção de uma mistura homogénea de
Europeia. duas ou mais fases imiscíveis, como óleo e
água, nos géneros alimentícios;
Artigo 2.º j) «Sais de fusão» as substâncias que
Definições convertem as proteínas contidas no queijo
numa forma dispersa, daí resultando uma
1 - Para efeitos do presente diploma, entende- distribuição homogénea das gorduras e
se por: outros componentes;
l) «Agentes de endurecimento» as
substâncias que tomam ou mantêm firmes

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 1/25


Decreto-Lei n.º 121/98

ou estaladiços os tecidos dos frutos ou dos ou intensificam a cor natural dos géneros
produtos hortícolas, ou actuam em alimentícios;
conjunto com gelificantes para produzir ou z) «Espessantes» as substâncias que
reforçar um gel; aumentam a viscosidade dos géneros
m) «Intensificadores de sabor» as alimentícios.
substâncias que intensificam o sabor e ou o
cheiro dos géneros alimentícios; 2 - Entendem-se por agentes de tratamento
n) «Espumantes» as substâncias que da farinha, com excepção dos emulsionantes,
tornam possível a dispersão homogénea de as substâncias adicionadas à farinha ou à
urna fase gasosa nos géneros alimentícios, massa para melhorar a qualidade da cozedura.
líquidos ou sólidos; 3 - A expressão «quantum satis», constante
o) «Gelificantes» as substâncias que dão nos anexos ao presente diploma, significa que
textura aos géneros alimentícios através da não é especificado qualquer teor máximo,
formação de um gel; sendo, no entanto, os aditivos utilizados de
p) «Agentes de revestimento» as acordo com as boas práticas de fabrico, em
substâncias, incluindo os lubrificantes, que, quantidade não superior à necessária para a
quando aplicadas na superfície externa dos obtenção do resultado pretendido e desde que
géneros alimentícios, lhes conferem uma não induzam em erro o consumidor.
aparência brilhante ou formam um 4 - Na acepção do presente diploma, a
revestimento protector; expressão «não preparados» significa que não
q) «Humidificantes» as substâncias que foram submetidos a tratamento de que resulte
impedem os géneros alimentícios de secar uma alteração substancial do estado original
por contrabalançarem o efeito de uma dos géneros alimentícios, que podem, no
atmosfera com baixo grau de humidade, ou entanto, ter sido, por exemplo, divididos,
que promovem a dissolução de um pó num separados, cortados em fatias, desossados,
meio aquoso; picados, pelados, desbastados, descascados,
r) «Amidos modificados» as substâncias triturados, cortados, limpos, aparados,
obtidas através de um ou mais tratamentos ultracongelados ou congelados, refrigerados,
químicos de amidos comestíveis, que mo dos ou descorticados, e embalados ou não.
podem ter sofrido um tratamento físico ou
enzimático e podem ser fluidificadas por via Artigo 3.º
ácida ou alcalina ou branqueadas; Substâncias não consideradas aditivos
s) «Gases de embalagem» os gases, com alimentares
excepção do ar, introduzidos em recipientes
antes, durante ou após a colocação dos Para efeitos do presente diploma, não são
géneros alimentícios nesses recipientes; considerados aditivos alimentares:
t) «Gases propulsores» os gases, com
excepção do ar, que expelem os géneros a) As substâncias utilizadas no tratamento
alimentícios dos recipientes; da água potável, nos termos do Decreto-Lei
u) «Levedantes químicos» as substâncias n.º 74/90, de 7 de Março;
ou combinações de substâncias que b) Os produtos que contêm pectina obtidos
libertam gás, aumentando assim o volume a partir de polpa de maçã seca, de cascas
das massas ou polmes de farinha; de citrinos ou de uma mistura de ambas,
v) «Sequestrantes» as substâncias que por acção de um ácido diluído seguida de
formam complexos químicos com iões neutralização parcial com sais de sódio ou
metálicos; de potássio («pectina líquida»);
x) «Estabilizadores» as substâncias que c) As bases das gomas de mascar;
tornam possível a manutenção do estado d) A dextrina, branca ou amarela, o amido,
físico-químico dos géneros alimentícios e torrado ou dextrinado, o amido modificado
dos quais fazem parte as substâncias que por tratamento, ácido ou alcalino, o amido
permitem a manutenção de urna dispersão branqueado, o amido modificado por
homogénea de duas ou mais substâncias processos físicos e o amido tratado por
imiscíveis num género alimentício, bem enzimas amilolíticos;
como as substâncias que estabilizam, retêm e) O cloreto de amónio;

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 2/25


Decreto-Lei n.º 121/98

f) O plasma sanguíneo, a gelatina de lactentes e crianças doentes, ficando estes


qualidade alimentar e os hidrolisados géneros alimentícios
proteicos e respectivos sais, as proteínas do sujeitos às disposições do anexo VI ao
leite e o glúten; presente diploma e do qual faz parte
g) Os aminoácidos e respectivos sais, com integrante;
excepção do ácido glutâmico, da glicínia, da o) Géneros alimentícios enumerados no
cisteína e da cistina e respectivos sais, anexo II, que apenas podem conter os
desde que não tenham função de aditivos; aditivos indicados nesse anexo e nos
h) Os caseinatos e a caseína; anexos III e IV e nas condições neles
i) A inulina. especificadas.

Artigo 4.º 4 - Os aditivos enumerados nos anexos III e


Aditivos alimentares utilizados nos IV apenas podem ser utilizados nos géneros
géneros alimentícios alimentícios indicados nesses anexos e nas
condições aí especificadas.
1 - Apenas podem ser utilizadas nos géneros
alimentícios, para os fins referidos no artigo Artigo 5.º
2.º, as substâncias constantes dos anexos I, Agentes de transporte ou solventes de
III, IV e V ao presente diploma, do qual transporte
constituem parte integrante.
2 - Os aditivos alimentares constantes do Apenas podem ser utilizados como agentes de
anexo I são autorizados nos géneros transporte ou solventes de transporte de
alimentícios para os fins referidos no artigo aditivos alimentares os aditivos enumerados
2.º, salvo nos géneros alimentícios previstos no anexo V, devendo ser utilizados nas
no anexo II ao presente diploma, do qual condições aí especificadas.
constitui parte integrante, de acordo com o
princípio quantum satis. Artigo 6.º
3 - Excepto nos casos especificamente Indicação dos teores máximos
previstos, o disposto no número
anterior não se aplica aos seguintes géneros Os teores máximos indicados nos anexos
alimentícios: dizem respeito aos géneros
alimentícios comercializados, salvo indicação
a) Géneros alimentícios não preparados; em contrário.
b) Mel;
c) Óleos e gorduras de origem animal ou Artigo 7.º
vegetal não emulsionados; Presença autorizada de aditivos
d) Manteiga; alimentares nos géneros alimentícios
e) Leite pasteurizado e esterilizado,
incluindo a esterilização UHT, e natas, 1 - Salvo disposição em contrário, a presença
sejam magras, gordas ou meio gordas; de aditivos alimentares nos géneros
f) Produtos lácteos não aromatizados, alimentícios é autorizada nos seguintes casos:
ferment dos com fermentos vivos;
g) Águas minerais naturais e águas de a) Nos géneros alimentícios compostos,
nascente; com excepção dos referidos no n.º 3 do
h) Café, salvo o café aromatizado de artigo 4.º, na medida em que o aditivo
preparação instantânea e extractos de café; alimentar seja autorizado num dos
i) Chá em folhas não aromatizado; ingredientes que constituem esse género
j) Açúcares; alimentício;
l) Massas alimentícias secas; b) Nos géneros alimentícios destinados
m) Leitelho natural não aromatizado (com apenas a serem utilizados na preparação de
excepção do leitelho esterilizado); géneros alimentícios compostos e na
n) Alimentos para lactentes e crianças de medida em que estes estejam em
tenra idade, incluindo os alimentos para conformidade com o disposto no presente
diploma.

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 3/25


Decreto-Lei n.º 121/98

2 - O número anterior não se aplica aos


preparados para lactentes, aos alimentos de
transição e aos alimentos para desmame,
excepto quando expressamente previsto.

Artigo 8.º
Legislação específica sobre aditivos

O presente diploma aplica-se sem prejuízo das


legislações específicas que autorizam a
utilização dos aditivos enumerados nos anexos
como edulcorantes ou corantes.

Artigo 9.º
Norma revogatória

São revogados a Portaria n.º 646/93, de 6 de


Julho, a Portaria n.º 747/94, de 19 de Agosto,
e os n.º 1.º, 2.º, 3.º, 5.º e 6.º da Portaria n.º
833/89, de 22 de Setembro.

Visto e aprovado em Conselho de Ministros de


5 de Março de 1998. - António Manuel de
Oliveira Guterres - Fernando Manuel Van-
Zeller Gomes da Silva - Maria de Belém
Roseira Martins Coelho Henriques de Pina -
Elisa Maria da Costa Guimarães Ferreira.

Promulgado em 23 de Abril de 1998.

Publique-se.

O Presidente da República, JORGE


SAMPAIO.

Referendado em 27 de Abril de 1998.

O Primeiro-Ministro, António Manuel de


Oliveira Guterres.

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 4/25


Decreto-Lei n.º 121/98

E 331 Citratos de sódio


ANEXO I
i) Citrato monossódico
ADITIVOS ALIMENTARES GENERICAMENTE ii) Citrato dissódico
AUTORIZADOS PARA USO EM GÉNEROS ALIMENTÍCIOS
NÃO REFERIDOS NO N.º 3 DO ART.º 4 iii) Citrato trissódico

1. As substâncias enumeradas na presente lista podem E 332 Citratos de potássio


ser adicionadas a todos os géneros alimentícios, com i) Citrato monopotássico
excepção dos referidos no n.º 3 do art.º 4, de acordo
com o princípio quantum satis. ii) Citrato tripotássico

E 333 Citratos de cálcio


2. As substâncias que figuram na lista com os números E
407 e E 440 poderão ser padronizadas com açucares, i) Citrato monocálcico
desde que tal seja declarado juntamente com o seu
ii) Citrato dicálcico
número e designação.
iii) Citrato tricálcio
3. Para efeitos do presente anexo, os símbolos (*) e (#)
significam que: E 334 Ácido L (+) - tartárico

E 335 Tartaratos de sódio


a) (*) as substâncias E 290, E 938, E 939, E 941, E
942, e E 948 podem também ser utilizadas nos i) Tartarato monossódico
géneros alimentícios referidos no n.º 3 do art.º 4,
ii) Tartarato dissódico
b) (#) as substâncias E 410, E 412, E 415 e E 417 E 336 Tartaratos de potássio
não podem ser utilizadas para produzir géneros
alimentícios desidratados destinados a ser i) Tartarato monopotássico
rehidratados após ingeridos. ii) Tartarato dipotássico

N.º E Designação E 337 Tartarato duplo de sódio e potássio

E 170 Carbonatos de cálcio E 350 Malatos de sódio

i) Carbonato de cálcio i) Malato de sódio

ii) hidrogenocarbonato de cálcio ii) Hidrogenomalato de sódio

E 260 Ácido acético E 351 Malato de potássio

E 261 Acetato de potássio E 352 Malatos de cálcio

E 262 Acetatos de Sódio i) Malato de cálcio

i) Acetato de sódio ii) Hidrogenomalato de cálcio

ii) Hidrogenoacetato de sódio (diacetato de sódio) E 354 Tartarato de cálcio

E 263 Acetato de cálcio E 380 Citrato triamónico

E 270 Ácido láctico E 400 Ácido algínico

E 290 Dióxido de carbono * E 401 Alginato de sódio

E 296 Ácido málico E 402 Alginato de potássio

E 300 Ácido ascórbico E 403 Alginato de amónio

E 301 Ascorbato de sódio E 404 Alginato de cálcio

E 302 Ascorbato de cálcio E 406 Ágar-ágar

E 304 Ésteres de ácidos gordos e ácido ascórbico E 407 Carragenina

i) Palmitato de ascorbilo E 407 a Algas Eucheuma transformadas

ii) Estearato de ascorbilo E 410 Farinha de semente de alfarroba (goma alfarroba) #

E 306 Extracto rico em tocoferóis E 412 Goma de Guar #

E 307 Alfa- tocoferol E 413 Goma adragante

E 308 Gama-tocoferol E 414 Goma arábica

E 309 Delta-tocoferol E 415 Goma xantana #

E 322 Lecitinas E 417 Goma de tara #

E 325 Lactato de sódio E 418 Goma de gelana

E 326 Lactato de potássio E 422 Glicerol

E 327 Lactato de cálcio E 440 Pectinas

E 330 Ácido cítrico i) Pectina

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 5/25


Decreto-Lei n.º 121/98

ii) Pectina amidada i) Sulfato de potássio

E 460 Celulose ii) Hidrogenossulfato de potássio

i) Celulose microcristalina E 516 Sulfato de cálcio

ii) Celulose em pó E 524 Hidróxido de sódio

E 461 Metilcelulose E 525 Hidróxido de potássio

E 463 Hidroxipropilcelulose E 526 Hidróxido de cálcio

E 464 Hidroxipropilmetilcelulose E 527 Hidróxido de amónio

E 465 Etilmetilcelulose E 528 Hidróxido de magnésio

E 466 Carboximetilcelulose E 529 Óxido de cálcio

Carboximetilcelulose de sódio E 530 Óxido de magnésio

E 470 a Sais de cálcio, potássio e sódio de ácidos gordos E 570 Ácidos gordos

E 470 b Sais de magnésio de ácidos gordos E 574 Ácido glucónico

E 471 Mono e diglicéridos de ácido gordos E 575 Glucono-delta-lactona

E 472 a Ésteres acéticos de mono e diglicéridos de ácidos E 576 Gluconato de sódio


gordos
E 577 Gluconato de potássio
E 472 b Ésteres lácticos de mono e diglicéridos de ácidos
gordos E 578 Gluconato de cálcio

E 472 c Ésteres citrícos de mono e diglicéridos de ácidos E 640 Glicina e respectivo sal de sódio
gordos E 938 Árgon *
E 472 d Ésteres tartáricos de mono e diglicéridos de ácidos E 939 Hélio *
gordos
E 941 Azoto *
E 472 e Ésteres monoacetiltartáricos e diacetiltartáricos de
mono e diglicéridos de ácidos gordos E 942 Óxido nitroso *

E 472 f Ésteres mistos acéticos e tartáricos de mono e E 948 Oxigénio *


diglicéridos de ácidos gordos
E 1200 Polidextrose
E 500 Carbonatos de sódio
N.º E Designação
i) Carbonato de sódio
E 1404 Amido oxidado
ii) Hidrogenocarbonato de sódio
E 1410 Fosfato de monoamido
iii) Sesquicarbonato de sódio
E 1412 Fosfato de diamido
N.º E Designação
E 1413 Fosfato de diamido fosfatado
E 501 Carbonatos de potássio
E 1414 Fosfato de diamido acetilado
i) Carbonato de potássio
E 1420 Amido acetilado
ii) Hidrogenocarbonato de potássio
E 1422 Adipato de diamido acetilado
E 503 Carbonatos de amónio
E 1440 Hidroxipropilamido
i) Carbonato de amónio
E 1442 Fosfato de diamido hidroxipropilado
ii) Hidrogenocarbonato de amónio
E 1450 Sal de sódio de octenilsuccinato de amido
E 504 Carbonatos de magnésio

i) Carbonato de magnésio ANEXO II


ii) Hidrogeno carbonato de magnésio
(sinónimo: hidroxicarbonato de magnésio)
GÉNEROS ALIMENTÍCIOS EM QUE É PERMITIDO
UTILIZAR UM NÚMERO LIMITADO DE ADITIVOS DO
E 507 Ácido clorídrico ANEXO I
E 508 Cloreto de potássio
Géneros Aditivos Teor máximo
E 509 Cloreto de cálcio alimentícios
E 511 Cloreto de magnésio Produtos de E 330 Ácido cítrico 0,50%
cacau e
E 513 Ácido sulfúrico E 322 Lecitinas Quantum
chocolate,
referidos no DL satis
E 514 Sulfatos de sódio
n.º 227/93, de E 324 Ácido tartárico 0,50%
i) Sulfato de sódio 22 de Junho e
Portaria n.º E 422 Glicerol Quantum
ii) Hidrogenossulfato de sódio
satis
E 515 Sulfatos de potássio

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 6/25


Decreto-Lei n.º 121/98

671/93, de 17 E 471 Mono e diglicéridos de Quantum E 350 Malatos de sódio


de Julho ácidos gordos satis
E 471 Mono e diglicéridos de Quantum
E 170 Carbonatos de cálcio ácidos gordos satis
E 500 Carbonatos de sódio Doces, geleias, E 440 Pectinas Quantum
marmeladas e satis
E 501 Carbonatos de potássio citrinadas
referidos no DL E 270 Ácido láctico Quantum
E 503 Carbonatos de amónio 7% em
n,º 81/92, de 7 satis
relação ao E 296 Ácido málico
E 504 Carbonatos de resíduo seco de Maio e na
magnésio isento de Portaria n.º E 300 Ácido ascórbico
matéria 497/92, de 17
E 524 Hidróxido de sódio de Junho e E 327 Lactato de cálcio
gorada,
E 525 Hidróxido de potássio expresso em outros E 330 Ácido cítrico
carbonatos preparados de
E 526 Hidróxido de cálcio de potássio frutos similares, E 331 Citratos de sódio
incluindo os
E 527 Hidróxido de amónio E 333 Citratos de cálcio
produtos de
E 528 Hidróxido de magnésio baixo índice E 334 Ácido tartárico
calórico
E 530 Óxido de magnésio E 335 Tartaratos de sódio

E 414 Goma arábica Apenas como E 350 Malatos de sódio


agente de
E 440 Pectinas revestimento E 400 Ácido alginico 10g/Kg
quantum (estremes ou
E 401 Alginato de sódio em
satis
E 402 Alginato de potássio combinação)
Sumos e E 300 Ácido Ascórbico Quantum
néctares de satis E 403 Alginato de amónio
frutos referidos
na Portaria n.º E 404 Alginato de cálcio
189/91, de 6 de E 406 Ágar-ágar
Março
E 407 Carragenina
Géneros Aditivo Teor máximo Géneros
alimentícios s alimentícios E 410 Farinha de semente de
alfarroba (goma de
Sumos de E 296 Ácido málico 3g/l alfarroba)
ananás, referido
na Portaria n.º E 412 Goma de Guar
189/91, de 6 de
E 415 Goma xantana
Março
E 418 Goma gelana
Néctares E 330 Ácido cítrico 5g/l
referidos na E 509 Cloreto de cálcio Quantum
Portaria n.º E 270 Ácido láctico 5g/l
satis
189/91, de 6 de E 524 Hidróxido de sódio
Março
Leites, parcial E 300 Ácido ascórbico
Sumo de uva, E 170 Carbonatos de cálcio Quantum ou totalmente
desidratados, E 301 Ascorbato de sódio
referido na satis
Portaria n.º referido DL n.º E 304 Ésteres de ácidos
189/91, de 6 de E 336 Tartaratos de potássio Quantum 261/86, de 1 de gordos de ácido
Março satis Setembro ascórbico
Sumo de frutos, E 330 Ácido cítrico 3g/l E 322 Lecitinas
referido na
Portaria n.º E 331 Citratos de sódio Quantum
189/91, de 6 de satis
E 332 Citratos de potássio
Março
E 407 Carragenina
Doces e geleias E 440 Pectinas Quantum
de qualidade satis E 500 ii) Bicarbonato de sódio
“extra”,
referidos nos DL E 270 Ácido láctico E 501 ii) Bicarbonato de
81/92, de 7 de potássio
E 296 Ácido málico
Maio e Portaria
E 509 Cloreto de cálcio
n.º 497/92, de E 300 Ácido ascórbico
17 de Junho Natas E 270 Ácido láctico Quantum
E 327 Lactato de cálcio
esterilizadas, satis
Quantum pasteurizadas e E 322 Lecitinas
E 330 Ácido cítrico
satis ultra- E 325 Lactato de sódio
E 331 Citratos de sódio pasteurizadas
(UHT), natas de E 326 Lactato de potássio
E 333 Citratos de cálcio
baixo índice
calórico e natas E 327 Lactato de potássio
E 334 Ácido tartárico
pasteurizadas E 330 Ácido cítrico
E 335 Tartaratos de sódio

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 7/25


Decreto-Lei n.º 121/98

com baixo teor E 331 Citratos de sódio Peixe, E 333 Citratos de cálcio
de matérias crustáceos e
gordas E 332 Citratos de potássio moluscos não
E 333 Citratos de cálcio transformados,
incluindo os
E 400 Ácido algínico mesmos
produtos
E 401 Alginato de sódio congelados e
E 402 Alginato de potássio ultracongelados

E 403 Alginato de amónio Arroz de E 471 Mono e diglicéridos de Quantum


cozedura rápida ácidos gordos satis
E 404 Alginato de cálcio
E 472a Ésteres acéticos de
E 406 Ágar-ágar mono e diglicéridos de
ácidos gordos
E 407 Carragenina
Óleos e E 304 Ésteres de ácidos Quantum
E 410 Farinha de semente de
gorduras não gordos de ácido satis
alfarroba (goma de
emulsionados ascórbico
alfarroba)
de origem
animal eou E 306 Extracto rico de
E 415 Goma xantana
vegetal tocoferóis
E 440 Pectinas (excepto óleos E 307 Alfa-tocoferol
virgens e
E 460 Celulose
azeites virgens) E 308 Gama-tocoferol
E 461 Metilcelulose
E 309 Delta-tocoferol
E 463 Hidroxipropilcelulose
E 322 Lecitinas 30 g/l
E 464 Hidroxipropilmetilcelulo
E 471 Mono e diglicéridos de 10 g/l
se
ácidos gordos
E 465 Etilmetilcelulose
E 330 Ácido cítrico Quantum
E 466 Carboximetilcelulose satis
E 331 Citratos de sódio
Carboximetilcelulose de
sódio E 332 Citratos de potássio
E 471 Mono e diglicéridos de E 333 Citratos de cálcio
ácidos gordos
Azeite refinado E 307 Alfa-tocoferol 200 mg/l
E 508 Cloreto de potássio e óleo de
bagaço de
E 509 Cloreto de cálcio
azeitona
E 1404 Amido oxidado refinado

E 1410 Fosfato de monoamido Queijos curados E 170 Carbonatos de cálcio Quantum


satis
E 1412 Fosfato de diamido E 504 Carbonatos de
magnésio
E 1413 Fosfato de diamido
fosfatado E 509 Cloreto de cálcio

E 1414 Fosfato de diamido E 575 Glucono-delta-lactona


acetilado
Mozzarella e E 270 Ácido láctico Quantum
E 1420 Amido acetilado requeijão satis
E 330 Ácido cítrico
E 1422 Adipato de diamido
E 575 Glucono-delta-lactona
acetilado
Frutos e E 260 Ácido acético
E 1440 Hidroxipropilamido
produtos Quantum
hortícolas em E 261 Acetato de potássio satis
E 1442 Fosfato de diamido
hidroxipropilado lata ou em E 262 Acetatos de sódio
frasco
E 1450 Sal de sódio de E 263 Acetato de cálcio
octenilsuccianto de
amido E 270 Ácido láctico

Frutos e E 300 Ácido ascórbico Quantum E 300 Ácido ascórbico


produtos satis E 301 Ascorbato de sódio
hortículas não E 301 Ascorbato de sódio
transformados, E 302 Ascorbato de cálcio E 302 Ascorbato de cálcio
congelados e
ultracongelados E 330 Ácido cítrico E 325 Lactato de sódio

Compotas de E 331 Citratos de sódio Quantum E 326 Lactato de potássio


frutos; satis E 327 Lactato de cálcio
E 332 Citratos de potássio
E 330 Ácido cítrico

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 8/25


Decreto-Lei n.º 121/98

E 331 Citratos de sódio E 472f Ésteres mistos acéticos


e tartáricos de mono e
E 332 Citratos de potássio diglicéridos de ácidos
E 333 Citratos de cálcio gordos

E 334 Ácido tartárico Pain courant E 260 Ácido acético Quantum


français satis
E 335 Tartaratos de sódio E 261 Acetato de potássio

E 336 Tartaratos de potássio E 262 Acetatos de sódio

E 337 Tartarato duplo de E 263 Acetato de cálcio


sódio e potássio E 270 Ácido láctico
E 509 Cloreto de cálcio E 300 Ácido ascórbico
E 575 Glucono-delta-lactona E 301 Ascorbato de sódio
Gehakt E 330 Ácido cítrico Quantum E 302 Ascorbato de cálcio
satis
E 331 Citratos de sódio E 304 Ésteres de ácidos
E 332 Citratos de potássio gordos de ácido
ascórbico
E 333 Citratos de cálcio
E 322 Lecitinas
Preparados pré- E 300 Ácido ascórbico Quantum
embalados de satis E 325 Lactato de sódio
carne fresca E 301 Ascorbato de sódio
E 326 Lactato de potássio
picada E 302 Ascorbato de cálcio
E 327 Lactato de cálcio
E 330 Ácido cítrico
E 471 Mono e diglicéridos de
E 331 Citratos de sódio ácidos gordos
E 332 Citratos de potássio Massas E 270 Ácido láctico Quantum
alimentícias satis
E 333 Citratos de cálcio frescas E 300 Ácido ascórbico
Pão preparado E 260 Ácido acético Quantum E 301 Ascorbato de sódio
somente com satis
os seguintes E 261 Acetato de potássio E 322 Lecitinas
ingredientes: E 262 Acetatos de sódio E 330 Ácido cítrico
farinha de trigo,
água, fermento E 263 Acetato de cálcio E 334 Ácido tartárico
ou levedura, sal
E 270 Ácido láctico E 471 Mono e diglicéridos de
ácidos gordos
E 300 Ácido ascórbico
E 575 Glucono-delta-lactona
E 301 Ascorbato de sódio
Vinhos e vinhos Aditivos autorizados Pro memoria
E 302 Ascorbato de cálcio gasificados e
E 304 Ésteres de ácidos mosto de uvas em confomidade com os
gordos de ácido parcialmente Regulamentos (CEE) n.º
ascórbico fermentado 822/87, (CEE) n.º 4252/88,
(CEE) n.º 2332/92, e (CEE) n.º
E 322 Lecitinas 1873/84 e com os respectivos
regulamentos de execução em
E 325 Lactato de sódio
conformidade com o
E 326 Lactato de potássio Regulamento (CEE) n.º
1873/84 que autoriza a oferta
E 327 Lactato de cálcio ou o fornecimento para consumo
humano directo de certos vinhos
E 471 Mono e diglicéridos de
importados provavelmente
ácidos gordos
submetidos a práticas não
E 472a Ésteres acéticos de previstas no Regulamento
mono e diglicéridos de (CEE) n.º 337/79
ácidos gordos
Cerveja E 270 Ácido láctico Quantum
E 472d Ésteres tartáricos de satis
E 300 Ácido ascórbico
mono e diglicéridos de
ácidos gordos E 301 Ascorbato de sódio
E 472e Ésteres E 330 Ácido cítrico
monoacetiltartáricos e
diacetiltartáricos de E 404 Goma arábica
mono e diglicéridos de
Foie gras, foie E 300 Ácido ascórbico Quantum
ácidos gordos
gras entier, satis
blocs de foie E 301 Ascorbato de sódio
gras

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 9/25


Decreto-Lei n.º 121/98

Bebidas 300 150 250 As


ANEXO III aromatizadas +
CONSERVANTES E ANTIOXIDANTES AUTORIZADOS não alcoólicas 150 Ab
(1)
SOB DETERMINADAS CONDIÇÕES
Concentrados 600
PARTE A de chá líquidi e
de infusões de
Sorbatos, benzoatos e p-hidroxibenzoatos frutos e plantas

Sumo de uvas 2000


N.º E Designação Abreviaturas não
fermentados
E 200 Ácido sórbico para fins
religiosos
E 202 Sorbato de potássio As
Vinhos referidos 200
E 203 Sorbato de cálcio no regulamento
(CEE) n.º
E 210 Ácido benzóico Ab (1) 822/87; vinho
sem álcool,
E 211 Benzoato de sódio vinho de frutos
E 212 Benzoato de potássio (incluindo o
vinho sem
E 213 Benzoato de cálcio álcool; Made
wine, cidra e
E 214 p-Hidroxibenzoato de etilo perada(incluind
o sem álcool)
E 215 Sal de sódio do p-Hidroxibenzoato
de etilo Sod...Saft ou 500 200
Sodet...Saft...
E 216 p-Hidroxibenzoato de propilo
Cerveja sem 200
E 217 Sal de sódio do p-Hidroxibenzoato PHB álcool em barril
de propilo
Hidromel 200
E 218 p-Hidroxibenzoato de metilo
Bibidas 200 200 400
E 219 Sal de sódio do p-Hidroxibenzoato alcoólicas com
teor alcoólico
de metilo
inferior a 15%
(1) o ácido benzóico pode estar presente em determinados
Recheios para 1000
produtos fermentados como resultados dos processos de ravioli e
fermentação em condições de boas práticas de fabrico produtos
similares

Doces, 500 1000


1. Os teores de todas as substâncias acima referidas são compotas,
expressos em termos dos respectivos ácidos livre geleias,
citrinadas e
marmeladas
2. As abreviaturas usadas na tabela têm o seguinte com baixo teor
significado de açucar e
produtos
As+Ab: As e Ab utilizados estremes em combinação similares de
baixo índice
calórico ou não
As+PHB: As e PHB utilizados estremes em combinação açucarados e
outros
As+Ab+PHB: As, Ab e PHB utilizados estremes em preparados
para barrar à
combinação base de frutos
Marmeledes
3. Os teores máximos de utilização indicados dizem
Frutos e 1000
respeito a géneros alimentícios prontos a consumir produtos
preparados de acordo com as instruções do fabricante hortícoas
escorridos e
Géneros Teor máximo (mg/kg ou mg/l consoante os casos) cristalizados
Alimentícios Frutos 1000
As Ab PHB As+Ab As+PHB As+Ab+PHB
desidratados
Bebidas 200
aromatizadas à Frugtgrod e 1000 500
base de vinho Rote Grotze
incluindo os
produtos
abrangidos pelo
Regulamento
(CEE) n.º
1601/91

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 10/25


Decreto-Lei n.º 121/98

Produtos 1000 Sobremesas à 300


preparados à base de
base de frutos e produtos
de produtos lácteos,
hortícolas, incluindo os
incluindo produtos
molhos à base lácteos
de frutos e aromatizados,
excluindo fermentados
purés, com fermentos
“mousses”, vivos, não
compotas, submetidos a
saladas e tratamento
produtos térmico
similares em
lata ou em Coalhada 1000
frasco
Ovo líquido 5000
Produtos 2000 (clara, gema ou
hortícolas em ovo inteiro)
vinagre,
Ovoprodutos 1000
salmoura ou
desidratados
óleo (excluindo
concentrados,
as azeitonas)
congelados e
Massa de batata 2000 ultracongelados
e pedaços de
Pão pré- 2000
batata pré-
embalado em
fritos
fatias e pão
Gnocchi 1000 centeio

Polenta 200 Produtos de 2000


pastelaria e
Azeitonas e 1000 panificação
produtos parcialmente
preparados à cozidos e pré-
base de embalados
azeitona destinados à
venda a retalho
Revestimentos 1000
gelatinososde Produtos de 2000
produtos pastelaria e
cárneos padaria fina
(cozinhados, com uma
curados ou actividade de
secos), Páté água superior a
0,65
Tratamento da Quantum
superfície de satis Aperitivos à 1000
produtos base de cereais (dos
cárneos secos ou de batata e quais
frutos secos 300, no
Semiconservas 2000 revestidos máximo,
à base de de PHB)
peixe, incluindo
produtos à base Polmes de 2000
de ovas farinha

Pescado 200 Produtos de 1500


salgado seco confeitaria (dos quais
(excepto 300 no
Camarões 2000 chocolate) máximo, de
cozidos PHB)
Crangon cragon 6000 Gomas de 1500
e Crangon mascar
vulgaris cozido
Coberturas 1000
Queijo pré- 1000 (xaropes para
emabalado, em panquecas,
fatias xaropes
aromatizados
Qeijos não 1000
para batidos de
curados
leite e gelados,
Queijo fundido 2000 produtos
similares)
Queijo em 1000
camadas e Emulsões 1000
queijo com gordas (excepto
adição de manteiga) com
géneros 60% ou mais
alimentícios de matéria
gorda

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 11/25


Decreto-Lei n.º 121/98

Emulsões 2000 1. Os teores máximos são expressos em SO2, em mg/kg


gordas com ou mg/l, consoante os casos, e referem-se às
menos de 60% quantidades totais, de todas as origens.
ou mais de
matéria gorda
2. Um teor de SO2, não superior a 10 mg/kg ou 10 mg/l
Molhos 1000 é considerados inexistente
emulsionantes
com 60% ou
mais de matéria Géneros alimentícios Teor máximo (mg/kg ou
gorda mg/l, consoante os
casos) expresso em SO2
Molhos 2000
emulsionados Burger meat com teor mínimo de 4% 450
com menos de de cereais e ou outros produtos
60% de matéria vegetais
gorda
Breakfast sausages 450
Molhos não 1000
emulsionados Longaniza fresca e Butifarra fresca 450
Saladas 1500 Pescado salgado e seco da espécie 200
confecionadas
Gadidae
Mostarda 1000
Crustáceos e cefalópedes:
Temperos e 1000 - frescos, congelados e 150 (1)
condimentos ultracongelados
Crustáceos, familia penaeidae
Sopas líquidas e 500
solancaridasm aristeídae: 150 (1)
caldos (não
enlatados)
- até 80 unidades 200 (1)
- entre 80 e 120 unidades 300 (1)
Aspic 1000 500 - mais de 120 unidades 50 (1)
- cozidos
Suplementos 2000
alimentares Biscoitos secos 50
dietéticos
liquídos Amidos (excluindo os amidos 50
utilizados em preparados para
Alimentos 1500
lactentes, alimentos de transição e
dietéticos para
fins medicinais
alimentos para desmane)
específicos com Sago 30
excepção dos
alimentos para Cevada esferulada 30
lactentes e
crianças de Batata granulada desidratada 400
tenra idade
referidos no DL Aperitivos à base de batata ou de 50
n.º 227/91 - cereais
preparados
dietéticos para Batata descascada 50
controlo dp
Batata transformada (incluindo as 100
peso destinados
a substituir a
batatas congeladas e ultracongeladas)
ingestão diária Massa de batata 100
total de
aliementos ou Produtos hortícolas de cor branca 400
uma ou mais desidratada
refeições
Produtos de cor branca transformada 50
(incluindo produtos hortícolas de cor
Parte B branca congelados e ultracongelados)
Dióxido de enxofre e sulfitos Gengibre seco 150
Tomate desidratado 200
N.º E Designação Polpa de rábano 800
E 220 Dióxido de enxofre
(1) Nas partes comestíveis
E 221 Sulfito de sódio

E 222 Hidrogenossulfito de sódio (bissulfito de sódio)


Géneros alimentícios Teor máximo (mg/kg ou
E 223 Metabissulfito de sódio mg/l, consoante os
E 224 Metabissulfito de potássio casos) expresso em SO2

E 226 Sulfito de cálcio Polpa de chalotas, cebolas e alhos 300

E 227 Hidrogenossulfito de cálcio (bissulfito de cálcio) Frutos e produtos hortícolas em 100


vinagre, óleo ou salmoura (excepto
E 228 Hidrogenossulito de potássio (bissulfito de potássio) azeitonas e pimentos amarelos em
salmoura)

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 12/25


Decreto-Lei n.º 121/98

Pimentos amarelos em salmoura 500 Bebidas não alcoólicas aromatizadas 50


que contenham pelo menos 235 g/l de
Cogumelos transformados (incluindo 50 xarope de glucose
cogumelos congelados)
Sumo de uva não fermentado para 70
Cogumelos desidratados 100 fins religiosos
Frutos desidratados Confeitaria à base de xarope de 50
- alperces, péssegos, uvas, ameixas e 2000 glucose (exclusivamente
figos 1000 proveniente de xarope de
- bananas 600 glucose)
- maçãs e peras 500
- outros (incluindo frutos secos de Cerveja, incluindo a cerveja sem 20
casca rija) álcool e de baixo teor alcoólico
Coco desidratado 50 Cerveja com segunda fermentação no 50
barril
Frutos e produtos hortícolas, 100
escorridos e cristalizados, angélicas e Vinho Em conformidade com os
cascas de citrinos cristalizados Regulamentos (CEE) n.º
822/77, (CEE) n.º
Doces, geleias, compotas, 50 425/88, (CEE) n.º
marmeladas e citrinadas referidos nos 2332/92 e (CEE) n.º
DL n.º 81/92 e Portaria n.º 497/92 1873/84 e respectivos
(com excepção do doce e da geleia de Regulamentos de
qualidade extra) e outros preparados execução:
similares à base de frutos, incluindo (pro memoria) em
produtos de baixo índice calórico conformidade com o
Jams, jellies e marmeledes produzidas 100 Regulamento (CEE) n.º
com frutos tratados com sulfitos 1873/84, que autoriza a
oferta ou o fornecimento
Recheios de tarte à base de frutos 100 para consumo humano
directo de certos vinhos
Temperos à base de sumos e citrinos 200 importados
Sumo de uva concentrado para 2000 provavelmente
produção artesanal de vinho submetidos a práticas
enológicas não previstas
Mostarda di fruta 100 no Regulamento (CEE)
n.º 337/79
Extracto gelificante de frutos, pectina 800
líquida para venda ao consumidor final Bebida fermentada de uvas, sem 200
álcool
Cerejas de polpa branca, frutos secos 100
re-hidratados e lichias, em frasco Made wine 260
Rodelas de limão em frasco 250 Sidras, peradas, bebidas fermentadas 200
de outros frutos, espumosas ou não
Açúcares, na acepção da Directiva 15
(incluindo os produtos sem álcool)
73/437/CEE com excepção dos
xaropes de glucose, desidratados ou Hidromel 200
não
Vinagres de fermentação 170
Xaropes de glucose, desidratados ou 20
não Mostarda, com excepção da mostarda 250
de Dijon
Melaços 70
Mostarda de Dijon 500
Outros aúcares 40
Gelatinas 50
Coberturas (xaropes para panquecas, 40
xaropes aromatizados para batidos de Sucedâneos de carne, peixe ou 200
leite e gelados, produtos similares) crustáceos à base de proteinas de
cereais ou de outros produtos
Sumos de laranja, toranja, maçã e 50 hortícolas
ananás para fornecimento em grandes
quantidades e estabelecimentos de
PARTE C
restauração

Sumos de limão e lima 350 Outros conservantes

Concentrados à base de sumos de 350


N.º E Designação Géneros Teor máximo
frutos que contenham, no mínimo,
alimentícios
2,5% de cevada (barley water)
E 230 Bifenilo, difenilo Tratamento da 70 mg/kg
Outros concentrados à base de semos 250
superfície dos
de frutos ou de outros frutos moidos:
citrínos
calipé, groselha e produtos similares
E 231 Ortofenilfenol Tratamento da superfície dos
Bebidas não alcólicas que contenham 20
citrinos
sumos de frutos (exclusivamente E 232 Ortofenilfenol de 12 mg/kg estremes ou em
proveniente de sódio combinação, expresso em
concentrados)
ortofenilfenol

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 13/25


Decreto-Lei n.º 121/98

E 233 Tiabendazolo Tratamento da E 250 Nitrato de Outros 150 (2) 100( 3)


superfície de sódio (1) produtos
- citrinos 6 mg/kg salgados e de
- bananas 3 mg/kg salsicharia,
incluindo os de
E 234 Nisina (1) Pudins de 3 mg/kg sangue e
semolina e outros
tapioca e enchidos
produtos Produtos à
similares base de carne
Queijos curados 12,5 mg/kg em conserva
e queijos Foie gras, fois
fundidos grais entier,
Clotted cream 10 mg/kg blocs de foie
E 235 Natamicina Tratamento de 1 mg/dm2 de gras
superfície de superfície Toucinho 175(3)
- queijo de pasta (ausente a fumado
dura, semi-dura 5mm de (bacon)
e semi-mole profundidade)
- enchidos secos E 251 Nitrato de Produtos 300 250 (4)
ou curados sódio salgados e de
salsicharia,
E 239 Hexametilenotetram Queijo Provolone 25 mg/kg incluindo os de
ina quantidade sangue e
residual, outros
expressa em enchidos
formaldeído Produtos à
E 242 Dicarbonato Bebidas 250 mg/l base de carne
dimetílico aromatizadas quantidade em conserva
não alcoólicas adicionada, E 252 Nitrato de Queijo de 50 (4)
Bebidas residuo não potássio pasta dura,
fermentadas de detectável semi-dura e
uvas, sem álcool semi-mole
Concentrado de Sucedâneos
chá líquido de queijo à
E 284 Ácido bórico Ovas de esturjão 4 g/kg base de
(caviar) expressos em produtos
E 285 Tetraborato de ácido bórico lácteos
sódio (borax)
Conservas de 200 (5)
arenque e
( ) Esta substância pode encontrar-se naturalmente presente em
1
espedilha em
alguns queijos como resultados dos processos de fermentação vinagre

(1) Quando forem rotulados “para utilização em géneros


Quantidade Quantidade alimentícios”, os nitratos s+o poderão ser comercializados em
Géneros adicionada residual
N.º E Designação mistura com sal ou substitutos do sal
alimentícios
mg/kg (2) Expressa em Na NO2
(3) Quantidade residual no ponto de venda ao consumidor final
E 249 Nitrato de Produtos 150 (2) 50 (3) expressa em Na NO2
potássio (1) salgados e de (4) Expressa em Na NO3
salsicharia, (5) Quantidade residual expressa em Na NO2, incluindo o nitrito
incluindo os de formado a partir de nitrato
sangue e
outros
N.º E Designação Géneros alimentícios Teor máximo
enchidos não
submetidos a E 280 Ácido propiónico Pão pré-embalado 3 000 mg/kg
tratamento Propionato de em fatias e pão de expresso em
térmico, sódio Propionato centeio ácido
curados e E 281 de cálcio propiónico
secos

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 14/25


Decreto-Lei n.º 121/98

E 282 Propionato de Pão de valor 2000 mg/kg Batata granulada 25 (galatos e


E 283 potássio enegético reduzido expresso em desidratada BHA, estremes
Pão parcialmente ácido ou em
cozido pré- propiónico combinação)
(1) embalado
Produtos de Gomas de mascar 400 (galatos,
pastelaria e padaria Suplementos BHT e BHA,
fina pré-embalados dietéticos estremes ou
(incluindo em
confeitaria à base combinação)
de farinha) com E 315 Ácido eritórbico Conservas e 500
uma actividade de E 316 Eritorbato de semiconservas de expresso em
água superior a sódio produtos cárneos ácido eritórbico
0,65
Rolls, bans e pitta Conservas e 1500
pré-embalados semiconservas de expresso em
produtos da pesca ácido eritórbico
Christmas pudding 1000 mg/kg Peixe vermelho
Expresso em congelado e
Pão pré-embalado ácido ultracongelado
propiónico
E 1105 Lisozima Queijos curados Quantum satis
ANEXO IV
(1) O ácido propiónico e os seus sais podem estar presentes em
determinados produtos fermentados como resultado dos processos
OUTROS ADITIVOS AUTORIZADOS
de fermentação em condições de boas práticas de fabrico
Os níveis máximos de utilização indicados dizem respeito
aos géneros alimentícios prontos a consumir preparados
PARTE D de acordo com as instruções do fabricante

Outros antioxidantes
N.º E Designação Géneros Teor
O sinal * que figura na tabela refere-se à regra da alimentícios máximo
proporcionalidade: quando forem utilizadas combinações
de galatos BHA e BHT, os teores de cada uma destas E 297 Ácido fumárico (Pro memoria)
substâncias deverão ser reduzidos proporcionalmente. Vinho em
conformidade
com o
Reulamento
N.º E Designação Géneros alimentícios Teor máximo (CEE) n.º
(mg/kg) 1873/84, que
E 310 Galato de propilo Gorduras e óleos 200 * (galatos autoriza a oferta
E 311 Galato de octilo utilizados na e BHA ou o
E 312 Galato de produção ou estremes ou fornecimento
dodecilo preparação de em para consumo
E 320 géneros alímentícios combinação) humano directo
Butil- submetidos a 100* (BHT) de certos vinhos
E 321 hidroxíanisolo tratamentos ambos os importados
(BHA) térmicos valores provavelmente
Butil- Óleos e gorduras expressos em submetidos a
hidroxitolueno para freituras, com relação á práticas
(BHT) excepção do óleo de matéria gorda enológicas não
bagaço de azeitona previstas no
Banha, óleo de Regulamento
peixe e gordura de (CEE) n.º
bovinos, de aves e 337/79
de ovinos Recheios e 2,5 g/kg
Misturas para bolos 200 (galatos e coberturas para
Aperitivos à base de BHA, estremes pastelaria e
cereais ou em padaria fina
Leite em pó para combinação) Confeitaria à 1g/kg
máquinas de expresso em base de açúcar
distribuição relação à
automática matéria gorda Sobremesas tipo 4g/kg
Sopas e caldos gelatina
desidratados Sobremesas com
Molhos aromas de frutos
Produtos cárneos Misturas em pó
desidratados para sobremesas
Frutos secos
transformados Pós instsntâneos 1 g/l
Temperos e para bebidas à
condimentos base de frutos
Cereais pré-cozidos

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 15/25


Decreto-Lei n.º 121/98

Chá em pó 1 g/l Misturas de cor 30 g/kg


instantâneo branca para
bebidas
Gomas de 2g/kg
mascar Misturas de cor 50 g/kg
branca para
Nas aplicações seguintes, o teor máximo bebidas destinadas
indicado (expresso em P2 O5) de ácido a máquinas de
fosfórico e dos fosfatos E 338, E 339, E distribuição
340, E 341, E 341, E 450, E 451 e E 452 automática
poderá ser adicionado, estrem ou em
combinação E 450 Difosfatos Gelados 1 g/kg
i) Difosfatos dissódico
E 338 Ácido fosfórico Bebidas 700 mg/l ii) Difosfatos trissódico Sobremesas 3 g/kg
aromatizadas (1) iii) Difosfatos
não alcoólicas Misturas em pó 7 g/kg
tetrassódico para sobremesas
Leite, 1 g/l iv) Difosfato dipotássico
esterilizado e v) Difosfato Pastelaria e 20 g/kg
ultrapasteurizad tetrapotássico padaria fina
o (UHT) vi) Difosfato dicálcico
vii) dihidrogenodifosfato Farinha 2,5 g/kg
E 339 Fosfatos de sódio monocálcico Farinha 20 g/kg
i) Fosfato Leite 1g/kg autolevedante
monopotássico parcialmente
ii) Fosfato dissódico desidratado com Soda bread 20 g/kg
iii) Fosfato tripotássico um resíduo seco
inferior a 28% Ovo líquido (clara, 10 g/kg
gema ou ovo
Leite 1,5 g/kg inteiro)
parcialmente
desidratado com Molhos 5 g/kg
um resíduo seco Sopas e caldos 3 g/kg
superior a 28%
E 451 Trifosfatos Chá e infusões de 2 g/kg
Leite em pó e 2,5 g/kg i) Trifosfato plantas
leite em pó pentassódico
magro ii) Trifosfato Sidra e perada 2 g/kg
pentapotássico Gomas de mascar Quantum
(1) Apenas o E 338 satis (1)
Géneros 10 g/kg
alimentícios (2)
N.º E Designação Géneros Teor
desidratados em
alimentícios máximo

E 340 Fosfatos de potássio Natas 5 g/kg
E 452 Polifosfatos Bebidas à base de 2 g/kg
i) Fosfatos pasteurizadas
produtos lácteos
monopotássico esterilizadas e
com chocolate e
ii) Fosfatos dipotássico ultrapasteurizadas
malte
iii) Fosfatos tripotássico (UHT)
i) Polifosfato de sódio Bebidas alcoólicas, 1 g/kg
Nata batida e 5 g/kg
excepto vinho e
sucêdaneos à base
cerveja
de gorduras
vegetais ii) Polifosfato de Cereais de 5 g/kg
potássio pequeno almoço
Queijo não curado 2 g/kg
(excepto iii) Polifosfato de sódio e Aperitivos 5 g/kg
mozzarella) cálcio
Queijo fundido e 20 g/kg iv) Polifosfatos de cálcio Surimi 1 g/kg
seus sucedáneos
Pasta de peixe e 5 g/kg
Produtos cárneos 5 g/kg de crustáceos
Bebidas para 0,5 g/l Coberturas 3 g/kg
desportistas e (xarope para
águas de mesa panquecas,
prepradas xaropes
aromatizados para
E 341 Fosfatos de cálcio Suplementos Quantum
batidos de leite e
i) Fosfatos monocálcico dietéticos satis
gelados; produtos
ii) Fosfatos dicálcico
Sal e seus 10 g/kg similares
iii) Fosfatos tricálcico
substitutos
Preprados 5 g/kg
Bebidas à base de 20 g/kg especiais para fins
proteína vegetal dietéticos
específicos

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 16/25


Decreto-Lei n.º 121/98

Revestimentos 4 g/kg Produtos em pó para 10 g/l


para produtos preparação caseira de
cárneos e produtos bebidas
horticolas
Expresso
Confeitaria à base 5 g/kg em ácido
de açucar adípico
Açucar em pó 10 g/kg E 363 Ácido succínico Sobremesas 6 g/kg
(icing sugar)
Sopas e caldos 5 g/kg
Noodles (massas 2 g/kg
de tipo chinês) Produtos em pó para 3 g/l
preparação caseira de
bebidas
(1) Apenas o E 341 ii)
(2) Apenas o E 342 iii) E 385 Etilenodiaminatetr Molhos emulsionados 75 mg/kg
acetato de cálcio
dissódico (EDTA de
Teor sódio e cálcio)
Nº. E Designação Géneros alimentícios
máximo Produtos hortícolas e 250 mg/kg
Polmes 5 g/kg de leguminosas, de
cogumelos e de
Filetes de peixe não 5 g/kg alcachofras em lata ou
transformado, em frasco
congelados e
ultracongelados Crustáceos e 75 mg/kg
moluscos em lata ou
Produtos à base de 5 g/kg em frasco
crustáceos congelados
e ultracongelados Produtos da pesca, 75 mg/kg
em lata ou em frasco
Preparados de batata 5 g/kg
(incluindo congelados, Minarina 100 mg/kg
ultracongelados, Crustáceos 75 mg/kg
refrigerados e congelados e
desidratados) ultracongelados
E 431 Estearato de (Pro memoria) E 405 Alginato de 1,2 Emulsões gordas 3 g/kg
polioxietileno (40) Vinho em propanodiol
conformidade com o Pastelaria e padaria 2 g/kg
Regulamento (CEE) fina
nº. 1873/84, que
autoriza a oferta ou o Recheios, coberturas 5 g/kg
fornecimento para e revestimentos para
consumo humano pastelaria e padaria
directo de certos fina e sobremesas
vinhos importados Confeitaria à base de 1,5 g/kg
provavelmente açúcar
submetidos a práticas
enológicas não Gelados à base de 3 g/kg
previstas no água
Regulamento (CEE)
nº. 337/79 Aperitivos à base de 3 g/kg
cereais ou de batata
E 353 Ácido Vinho em
metatartárico conformidade com o Molhos 8 g/kg
Regulamento (CEE) Cerveja 100 mg/l
nº. 822/87, (CEE) nº.
4252/88, (CEE) nº. Gomas de mascar 5 g/kg
2332/92 e (CEE) nº.
1873/84 e respectivos Preparados à base de 5 g/kg
regulamentos de frutos e de produtos
execução hortícolas

Made wine 100 mg/l Bebidas aromatizadas 300 mg/l


não alcoólicas
E 355 Ácido adípico Recheios e coberturas 2 g/kg
para pastelaria e Licores emulsionados 10 g/l
E 356 Adipato de sódio padaria fina Alimentos dietéticos 1,2 g/kg
E 357 Adipato de Misturas em pó para 1 g/kg para fins medicinais
potássio sobremesas específicos –
preparados dietéticos
Sobremesas tipo 6 g/kg para controlo de peso
gelatina destinados a substituir
a ingestão diária total
Sobremesas com 1 g/kg de alimentos ou uma
aromas de frutos refeição

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 17/25


Decreto-Lei n.º 121/98

Suplementos 1 g/kg Confeitaria à base de 10 g/kg


alimentares dietéticos cacau
E 416 Goma Karaia Aperitivos à base de 5 g/kg E 444 Isobutirato de Bebidas aromatizadas 300 mg/l
cereias ou de batata acetato de sem alcoól de aspecto
sacarose turvo
Revestimentos de 10 g/kg
frutos secos E 445 Ésteres de glicerol Bebidas aromatizadas 100 mg/l
de colofónia sem alcoól de aspecto
Recheios, coberturas 5 g/kg turvo
e revestimentos para
pastelaria e padaria E 473 Ésteres de Café líquido, em lata 1 g/l
fina sacarose de ácidos
gordos
Sobremesas 6 g/kg Produtos cárneos 5 g/kg (em
E 474 Sacaridoglicéridos
submetidos a realção à
Molhos emulsionados 10 g/kg tratamento térmico matéria
gorda)
Licores à base de ovos 10 g/l
Emulsões gordas para 10 g/kg
Suplementos Quantum
panificação
aliementares satis
dietéticos Pastelaria ou padaria 10 g/kg
fina
Gomas de mascar 5 g/kg
Misturas de cor branca 20 g/kg
E 420 Sorbitol Géneros alimentícios Quantum
para bebidas
em geral (excepto as satis
i) Sorbitol bebidas e aqueles 8para fins Gelados 5 g/kg
ii) Xarope de géneros alimenícios que não os
que sejam referidos de Confeitaria à base de 5 g/kg
sorbitol
no n.º 3 do art.º 4) edulcorante açúcar
E 421 Manitol s)
Sobremesas 5 g/kg
Produtos de pesca,
E 953 Isomalte crustáceos, moluscos Molhos 10 g/kg
E 965 Maltitol e cefalópedes não
transformados, Sopas e caldos 2 g/kg
i) Maltitol congelados e ultra-
Tratamento da Quantum
congelados
ii) Xarope de superfície de frutos satis
maltitol frescos
Licores
E 966 Lactitol Bebidas à base de 5 g/l
anis não alcoólicas
E 967 Xilitol
Bebidas de coco e 5 g/l
E 432 Monolaurato de Pastelaria e padaria 3 g/kg amêndoa não
sorbitano fina alcoólicas
polioxietileno
(polisorbato 20) Emulsões gordas para 10 g/kg Bebidas alcoólicas 5 g/l
E 433 Monooliato de panificação excepto vinho e
sorbitano cerveja
Sucedâneos do leite e 5 g/kg
polioxietileno das natas Produtos em pó para 10 g/l
(polisorbato 80)
preparação de bebidas
E 434 Monopalmitato de Gelados 1 g/kg
quentes
sorbitano
polioxietileno Sobremesas 3 g/kg
Bebidas de base 5 g/l
(polisorbato 40) Confeitaria à base de 1 g/kg láctea
E 435 Monoestearato de açucar
sorbitano Suplementos Quantum
polioxietileno Molhos emulsionados 5 g/kg alimentares dietéticos satis
(polisorbato 60)
Sopas 1 g/kg Alimentos dietéticos 5 g/kg
E 436 Triestearato de
para fins medicinais
sorbitano Gomas de mascar 5 g/kg específicos –
polioxietileno
Suplementos Quantum Preparados dietéticos
(polisorbato 65)
alimentares dietéticos satis para controle de peso
destinados a substituir
Alimentos dietéticos 1 g/kg em ingestão diária
para fins medicinais (Estremes total de alimentos ou
específicos – ou em uma refeição
Preparados dietéticos combinação
para controle de peso ) Gomas de mascar 10 g/kg
destinados a substituir (Estremes
em ingestão diária ou em
total de alimentos ou combinação
uma refeição )

E 442 Fosfatidatos de Produtos de cacau e 10 g/kg E 475 Ésteres de Pastelaria ou padaria 10 g/kg
amónio chocolate poliglicerol de fina
ácidos gordos
Licores emulsionados 5 g/l

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 18/25


Decreto-Lei n.º 121/98

Ovoprodutos 1 g/kg E 481 Esteraroil-2-


lactilato de sódio
Misturas de cor branca 0,5 g/kg
para bebidas E 482 Esteraroil-2- Pastelaria e padaria 5 g/kg
lactilato de cálcio fina
Gomas de mascar 5 g/kg
Arroz de cozedura 4 g/kg
Emulsões gordas 5 g/kg rápida
Sucêdaneos do leite e 5 g/kg Cereais de pequeno 5 g/kg
das natas almoço
Confeitaria à base de 2 g/kg Licores emulsionados 8 g/l
acúcar
Bebidas alcoólicas com 8 g/l
Sobremesas 2 g/kg teor alcoólico inferor a
Suplementos Quantum 15%, em volume
alimentares dietéticos satis Aperitivos à base de 2 g/kg
Alimentos dietéticos 5 g/kg cereias
para fins medicinais Gomas de mascar 2 g/kg
específicos;
Preparados dietéticos Emulsões gordas 10 g/kg
para controle de peso
destinados a substituir Sobremesas 5 g/kg
em ingestão diária Confeitaria à base de 5 g/kg
total de alimentos ou açúcar
uma refeição
Misturas de cor branca 3 g/kg
Cereais de pequeno 10 g/kg para bebidas
almoço tipo Granola
Aperitivos à base de 5 g/kg
E 476 Polirricinoleato de Produtos para barrar e 4 g/kg cereias e de batata
poliglícerol guarnições com baixo
ou muito baixo teor de Produtos cárneos 4 g/kg
matéria gorda picados e em cubos,
em lata
Confeitaria à base de 5 g/kg
cacau, incluindo o Produtos em pó para 2 g/l
chocolate preparação de bebidas
quentes
E 477 Ésteres de 1,2 Pastelaria ou padaria 5 g/kg
propanodiol de fina Alimentos dietéticos 2 g/kg
ácidos gordos para fins medicinais
Emulsões gordas para 10 g/kg específicos -
panificação Preparados dietéticos
Sucêdaneos do leite e 5 g/kg para controle de peso
das natas destinados a substituir
em ingestão diária
Misturas de cor branca 1 g/kg total de alimentos ou
para bebidas uma refeição
Gelados 3 g/kg Pão (excepto o 3 g/kg
referido no anexo II)
Confeitaria à base de 5 g/kg
açúcar Mostarda di frutta 2 g/kg
(Extremes
Sobremesas 5 g/kg ou em
Produtos de cobertura 30 g/kg combinação
batidos para )
sobremesas, com E 483 Tartarato de Produtos de 4 g/kg
excepção das natas estearilo panificação (excepto
Alimentos dietéticos 1 g/kg o pão referido no
para fins medicinais anexo II)
específicos; Sobremesas 5 g/kg
preparados dietéticos
para controle de peso E 491 Monoestearato de Pastelaria e padaria 10 g/kg
destinados a substituir sorbitano fina
em ingestão diária E 492 Triestearato de
total de alimentos ou sorbitano Coberturas e 5 g/kg
uma refeição E 493 Monolaurato de revestimentos para
sorbitano pastelaria e padaria
E 479b Produto da Emulsões gordas para 5 g/kg E 494 Monoooliato de fina
reacção de óleo de frituras sorbitano
soja oxidado por Geleia de citrina 25 mg/kg
E 495 Monopalmitato de (1)
via térmica com sorbitano
mono e digliceridos Emulsões gordas 10 g/kg
de ácidos gordos

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 19/25


Decreto-Lei n.º 121/98

Sucêdaneos do leite e 5 g/kg E 521 Sulfato de alúminio e Frutos e produtos 200 mg/kg
das natas sódio horticólas expresso
E 522 Sulfato de alúminio e escorridos e em alúminio
Misturas de cor branca 5 g/kg potássio cristalidos (Estremes
para bebidas E 523 Sulfato de alúminio e ou em
Concentrados de chã 0,5 g/l amónio combinação
líquido e de infusões )
de frutos e de outras E 541 Fosfato ácido de Pastelaria e 1 g/kg
plantas aluminio e sódio padaria fina expresso
Gelados 0,5 g/kg (apenas os scones em alúminio
e bolos similares
Sobremesas 5 g/kg de massa
esponjosa)
Confeitaria à base de 5 g/kg
açúcar E 535 Ferrocianeto de sódio Sal e seus 20 mg/kg
E 536 Ferrocianeto de substitutos expresso
Confeitaria à base de 10 g/kg (2) potássio em
cacau, incluindo o E 538 Ferrocianeto de cálcio ferrocianeto
chocolate de potássio
Molhos emulsionados 5 g/kg anidro
(Estremes u
Suplementos Quantum em
alimentares dietéticos satis combinação
)
Leveduras para Quantum
panificação satis E 551 Silica (dióxido de Géneros 10 g/kg
silício) alimentícios
Gomas de mascar 5 g/kg
E 552 Sílicato de cálcio desidratados em
E 553a i) Sílicato de pó (incluindo os
(1) Apenas o E 493 magnésio açucares)
(2) Apenas o E 492 ii) Trisílicato de
magnésio (1) Sal e seus 10 g/kg
E 553b Talco (1) substitutos
N.º E Designação Géneros Teor E 554 Sílicato de alúminio e Suplementos Quantum
alimentícios máximo sódio alimentares satis
E 555 Sílicato de alúminio e dietéticos
Alimentos 5 g/kg potássio
dietéticos para fins E 556 Silicato de alúminio e Géneros Quantum
medicinais cálcio alimentícios sob satis
específicos - E 559 Silicato de alúminio forma de pastilhas
Preparados (caulino) com e sem
dietéticos para revestimento
controle de peso
destinados a Queijo duro e 10 g/kg
substituir em queijo fundido em (Estremes
ingestão diária fatias ou em
total de alimentos combinação
ou uma refeição )
(Pro memoria) (1) Sem amianto
Apenas em relação (Estremes
ao E 491, vinho ou em
em conformidade combinação N.º E Designação Géneros Teor
com o ) alimentícios máximo
Regulamento
Gomas de mascar Quantum
(CEE) n.º
satis (1)
1873/84, que Arroz
autoriza a oferta e
o fornecimento Salsichas (apenas
para consumo tratamento de
humano directo de superfície)
certos vinhos Gomas de gelatina
importados moldadas (apenas
provavelmente tratamento da
submetidos a superfície)
práticas enológicas
não previstas no E 579 Gluconato ferrose Azeitonas 150 mg/kg
Regulamento escurecidas por expresso
(CEE) n.º 337/79 E 585 Lactoto ferroso oxidação em ferro
E 512 Cloreto estanhoso Espargos de cor 25 mg/kg
branca em lata ou (expresso
em frasco em
estanho)
E 520 Sulfato de alúminio Clara de ovo 20 mg/kg

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 20/25


Decreto-Lei n.º 121/98

E 620 Ácido glutâmico Géneros 10 g/kg Vinho em


E 621 Glutamato alimentícios em conformidade com
monossódico geral (excepto as o Regulamento
E 622 Glutamato bebidas e aqueles (CEE) n.º
monopotássico géneros 1873/84, que
E 623 Diglutamato de cálcio alimenícios que Estremes autoriza a oferta
E 624 Glutamato sejam referidos no ou em ou o fornecimento
monoamónico n.º 3 do art.º 4) combinação para consumo
E 625 Diglutamato de humano directo de
magnésio Quantum certos vinhos
satis importados
Condimentos e provavelmente
temperos submetidos a
práticas enológicas
E 626 Ácido guanílico Géneros 500 mg/kg não previstas no
E 627 Guanilato dissódico alimentícios em expresso Regulamento
E 628 Guanilato dipotássico geral (excepto as em ácido (CEE) n.º 337/79
E 629 Guanilato de cálcio bebidas e aqueles guanílico
Ou em géneros (Estremes Sod...Saft 10 mg/l
E 630 Ácido inosínico alimenícios que ou em Polmes 10 mg/kg
E 631 Inosinato dissódico sejam referidos no combinação
E 632 Inosinato dipotássico n.º 3 do art.º 4) ) E 901 Cera de abelhas Apenas como Quantum
E 633 Inosinato de cálcio (branca e amarela) agentes de satis
E 634 5´Ribonucleótidos de Temperos e Quantum E 902 Cera candelilha revestimento
cálcio condimentos satis E 903 Cera de carnaúba para:
E 635 5´Ribonucleótidos E 904 Goma laca - confeitaria
dissódico (incluindo
chocolate)
E 900 Dimetilpolissiloxano Doces, compotas , 10 mg/kg - pequenos
geleias e produtos de
citrinadas e outros pastelaria e de
produtos para padaria fina
barrar à base de revestidos de
frutos e produtos chocolate
similares, incluindo - aperitivos
os produtos e - frutos secos
baixo índice - café em grão
calórico Suplementos
Sopas e caldos 10 mg7kg alimentares
dietéticos
Óleos e gorduras 10 mg/kg Citrinos, melões,
para frituras maçãs e peras
frescos (apenas
Confeitaria 10 mg/kg tratamento de
(excepto superfície)
chocolate)
E 912 Ésteres de ácido Citrinos frescos Quantum
Bebidas 10 mg/l E 914 montânico (apenas satis
aromatizadas não Cera de polietileno tratamento de
alcoólicas oxidada superfície)
Sumo de ananás 10 mg/kg E 927b Ureia (carbamida) Gomas de mascar 30g/kg
Frutos e produtos 10 mg/kg sem adição de
hoticolas em lata e açucares
em frasco E 950 Acessulfame - K Gomas de mascar 800 mg/kg
Gomas de mascas 100 mg/kg com adição de
E 951 Aspartamo açúcares 2500 mg/kg
(Pro memoria)
E 957 Taumatina 10 mg/kg
(1) Apenas o E 553b (apenas
como
intensificado
r de sabor)
N.º E Designação Géneros Teor (1)
alimentícios máximo
E 959 Neo-hesperidina DC Goma de mascar 150 mg/kg
com adição de (1)
açúcares

Margarina 5 mg/kg
Minarina (apenas
Produtos cárneos como
Geleias de frutos intensificado
Proteínas vegetais r de sabor)

(1) Se os E 950, E 951, E 957 e E959 forem utilizados em


combinação nas gomas de mascar, os respectivos teores máximos
serão reduzidos proporcionalmente

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 21/25


Decreto-Lei n.º 121/98

Monolaurato de sorbitano
E 432 polioxietileno (polissorbato
N.º E Designação Géneros Teor 20)
alimentícios máximo
Monooleato de sorbitano
E 999 Extracto de quilaia Bebidas 200 mg/l E 433 polioxietileno (polissorbato
aromatizadas à calculados 80)
base de água não como
alcoólicas extracto Monopalmitato de sorbitano
anidro E 434 polioxietileno (polissorbato Agentes antiespuma
40)
E 1201 Polivinilpirrolidona Suplementos
E 1202 Polivinilpolipirrolidona alimentares Quantum Monoestearato de sorbitano
dietéticos sob a satis E 435 polioxietileno (polissorbato
forma de pastilhas 60)
com e sem Triestearato de sorbitano
revestimento E 436 polioxietileno (polissorbato
E 1505 Citrato triétilico Clara de ovo Quantum 65)
desidratada satis E 442 Fosfatidatos de amónio Antioxidantes

Celulose (microcristalina ou
Anexo V E 460
em pó)
AGENTES DE TRANSPORTE E SOLVENTES DE E 461 Metilcelulose
TRANSPORTE AUTORIZADOS
E 463 Hidroxipropilcelulose

E 464 Hidroxipropilmetilcelulose
Esta lista não inclui:
E 465 Etilmetilcelulose
1. Substâncias geralmente consideradas E 466
géneros alimentícios; Carboximetilcelulose

2. As substâncias a que se refere o art. 3.º;


Sal de sódio da
3. Substâncias fundamentalmente com a Carboximetilcelulose
função de acidificante ou de regulador de acidez, tais E 322 Lecitinas
como o ácido cítrico e o hidróxido de amónio
E 432- Polissorbatos 20, 40, 60,
Nº. E Designação Condições de utilização 436 65 e 80

Corantes, emulsionantes, Sais de magnésio de ácidos


E 470b
1,2-Propanodiol antioxidantes e enzimas gordos
(propilenoglicol) (máximo 1 g/kg no
Mono e diglicéridos de
género alimentício) E 471
ácidos gordos
E 422 Glicerol
Ésteres acéticos de mono e
E 420 Sorbitol E 472a diglicéridos de ácidos
gordos
E 421 Manitol
Ésteres cítricos de mono e
E 953 Isimalte Corantes e antioxidantes
E 472c diglicéridos de ácidos
lipossolúveis
gordos
E 965 Maltitol
Ésteres
E 966 Lactitol
monoacetiltartáricos e
E 967 Xilitol E 472e diacetiltartáricos de mono e
diglicéridos de ácidos
Ácido algínico e respectivos gordos
E 400-
sais de sódio, potássio,
404 Ésteres de sacarose de
cálcio e amónio E 473
ácidos gordos
E 405 Alginato de 1,2 propanodiol
Ésteres de poliglicerol de
E 406 Ágar-ágar E 475
ácidos gordos
E 407 Carragenina

Farinha de semente de E 491 Monoestearato de sorbitano


E 410 alfarroba (goma de
alfarroba) E 492 Triestearato de sorbitano

E 412 Goma de guar Corantes e agentes


E 493 Monolaurato de sorbitano
antiespuma
E 413 Goma de adragante
E 494 Monooleato de sorbitano
E 414 Goma arábica
E 495 Monopalmitato de sorbitano
E 415 Goma xantana
E 1404 Amido oxidado
E 440 Pectinas

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 22/25


Decreto-Lei n.º 121/98

E 1410 Fosfato de monoamido Os preparados e alimentos para desmame de lactentes e


para crianças de tenra idade poderão conter goma
E 1412 Fosfato de diamido arábica (E 414) e sílica (E 551), resultantes da
Fosfato de diamido incorporação de misturas de nutrientes que contenham,
E 1413
fosfatado no máximo, 10 g/kg de cada uma dessas substâncias, e
ainda manitol (E 421), quando este for utilizado como
Fosfato de diamido
E 1414
acetilado agente de transporte da vitamina B12 (nunca menos de
uma parte de vitamina B12 para 1 000 partes de
E 1420 Amido acetilado manitol).
Adipato de diamido Os teores máximos de utilização que são indicados dizem
E 1422
acetilado
respeito a géneros alimentícios prontos a consumir
E 1440 Hidroxipropilamido preparados de acordo com as instruções do fabricante.
Fosfato de diamido
E 1442
hidroxipropilado
Sal de sódio e
E 1450
octenilsuccinato de amido
E 170 Carbonatos de cálcio PARTE 1
E 263 Acetato de cálcio
Aditivos alimentares autorizados nos preparados
E 331 Citratos de sódio para lactentes saudáveis
E 332 Citratos de potássio

E 341 Fosfatos de cálcio 1. No fabrico dos leites acidificados, poderão


E 501 Carbonatos de potássio ser utilizadas culturas não patogénicas produtoras de
ácido L (+) –láctico.
E 504 Carbonatos de magnésio

E 508 Cloreto de potássio


2. Se forem incorporadas num género
alimentício mais do que uma das substâncias E 322 e
E 509 Cloreto de cálcio E 471, o teor máximo fixado para cada uma dessas
E 511 Cloreto de magnésio substâncias nesse género alimentício será reduzido
da parcela correspondente à outra substância
E 514 Sulfato de sódio presente no mesmo género alimentício.
E 515 Sulfato de potássio

E 516 Sulfato de cálcio


Nº. E Designação Teor máximo
E 517 Sulfato de amónio
Ácido láctico [apenas a
E 577 Gluconato de potássio E 270 Quantum satis
forma L (+)]
Glicina e respectivo sal de E 330 Ácido cítrico Quantum satis
E 640
sódio
Em conformidade com os
E 1505 Citrato trietílico E 338 Ácido fosfórico limites que constam da
legislação específica
Triacetato de glicerilo
E 1518
(triacetina) E 306 Extracto rico em tocoferóis
E 551 Dióxido de silício (sílica) Emulsionantes e corantes. E 307 Alfa-tocoferol 10 mg/l
(Estremes ou em
E 552 Silicato de cálcio Máximo de 5 % E 308 Gama-tocoferol combinação)
E 553b Talco Corantes E 309 Delta-tocoferol
E 558 Bentonite Máximo de 5 % E 322 Lecitinas 1g/l
Silicato de alumínio Mono e diglicéridos de
E 559 E 471 4g/l
(caulino) ácidos gordos
E 901 Cera de abelhas Corante

E 1200 Polidextrose
PARTE 2
E 1201 Polivinilpirrolidona Edulcorantes
Aditivos alimentares autorizados em preparados de
E 1202 Polivinilpolipirrolidona transição para lactentes saudáveis

Anexo VI 1. No fabrico dos leites acidificados, poderão


ser utilizadas culturas não patogénicas produtoras de
ADITIVOS ALIMENTARES AUTORIZADOS EM
ácido L (+) –láctico.
ALIMENTOS PARA LACTENTES E CRIANÇAS
2. Se forem incorporadas num género
alimentício mais do que uma das substâncias E 322 e

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 23/25


Decreto-Lei n.º 121/98

E 471, o teor máximo fixado para cada uma dessas E 500 Carbonatos de sódio Alimentos Quantum
substâncias nesse género alimentício será reduzido E 501 Carbonatos de potássio para satis
da parcela correspondente à outra substância E 503 Carbonatos de amónio desmame (apenas como
presente no mesmo género alimentício. levedantes
químicos)
3. Se forem incorporadas num género
Estremes ou
alimentício mais do que uma das substâncias E 407,
E 300 Ácido L-ascórbico Bebidas, em
E 410 e E 412, o teor máximo fixado para cada uma E 301 L-ascorbato de sódio sumos e combinação,
dessas substâncias nesse género alimentício será E 302 L-ascorbato de cálcio alimentos expresso em
reduzido da parcela correspondente ao conjunto das para bebés, ácido
outras substâncias presentes. à base de ascórbico
frutos e
produtos 0,3 g/kg
hortícolas
Nº. E Designação Teor máximo
Alimentos à
Ácido láctico [apenas a base de
E 270 Quantum satis
forma L (+)] cereais
contendo
E 330 Ácido cítrico Quantum satis 0,2 g/kg
gordura,
E 306 Extracto rico em tocoferóis incluindo
bolachas e
E 307 Alfa-tocoferol 10 mg/l biscoitos
(Estremes ou em
E 308 Gama-tocoferol combinação) E 304 Palmitato de L-ascorbilo Cereais,
E 306 Extracto rico em bolachas,
E 309 Delta-tocoferol 0,1 g/kg
tocoferóis biscoitos e
estremes ou
E 307 Alfa-tocoferol alimentos
em
E 308 Gama-tocoferol para bebés,
Em conformidade com os combinação
E 309 Delta-tocoferol contendo
E 338 Ácido fosfórico limites que constam da gorduras
legislação específica
E 338 Ácido fosfórico 1 g/kg
5 g/l apenas nos expresso em
E 440 Pectinas preparados de transição Alimentos
P2O5
acidificados para
(apenas para
desmame
ajustamento
E 322 Lecitinas 1 g/l
de pH)
Mono e diglicéridos de
E 471 4 g/l E 339 Fosfatos de sódio 1 g/kg
ácidos gordos
E 340 Fosfatos de potássio expresso em
E 407 Carragenina 0,3 g/l E 341 Fosfatos de cálcio P2O5
Cereais
(estremes ou
Farinha de semente de em
E 410 alfarroba (goma de 1 g/l combinação)
alfarroba)
E 322 Lecitinas Bolachas,
E 412 Goma de guar 1 g/l biscoitos
Alimentos à
base de 10 g/kg
PARTE 3 cereais
Alimentos
Aditivos alimentares autorizados em alimentos para para bebés
desmame lactentes e crianças saudáveis E 471 Mono e diglicéridos de
ácidos gordos Bolachas, 5 g/kg
Nº. E Designação Géneros Teor máximo E 472a Ésteres acéticos de mono biscoitos
alimentícios e diglicéridos de ácidos (estremes ou
gordos Alimentos à em
E 170 Carbonatos de cálcio base de
E 260 Ácido acético Alimentos Quantum E 472b Ésteres lácticos de mono combinação)
e diglicéridos de ácidos cereais
E 261 Acetato de potássio para satis
E 262 Acetatos de sódio desmame (apenas para gordos Alimentos
E 263 Acetato de cálcio ajustamento E 472c Ésteres cítricos de mono para bebés
E 270 Ácido láctico (*) de pH) e diglicéridos de ácidos
E 296 Ácido málico (*) gordos
E 325 Lactato de sódio (*) E 400 Ácido algínico
E 326 Lactato de potássio (*) E 401 Alginato de sódio Sobremesas 0,5 g/kg
E 327 Lactato de cálcio (*) E 402 Alginato de potássio
E 330 Ácido cítrico E 404 Alginato de cálcio Pudins (estremes ou
E 331 Citratos de sódio Citratos em
E 332 de potássio Citratos de combinação)
E 333 cálcio
E 410 Farinha de semente de Alimentos 10 g/kg
E 507 Ácido clorídrico Hidróxido alfarroba (goma de para (estremes ou
E 524 de sódio Hidróxido de alfarroba) desmame em
E 525 potássio Hidróxido de E 412 Goma de guar combinação)
E 526 cálcio

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 24/25


Decreto-Lei n.º 121/98

E 414 Goma arábica


E 415 Goma xantana Alimentos à 20 g/kg
E 440 Pectinas base de (estremes ou
cereais, em
isentos de combinação)
glúten
E 551 Sílica (dióxido de silício) Cereais 2 g/kg
desidratados

E 334 Ácido tartárico (*)


E 335 Tartarato de sódio (*) Bolachas, 5 g/kg
E 336 Tartarato de potássio (*) biscoitos e (sob a forma
E 354 Tartarato de cálcio (*) tostas residual)
E 450a Difosfato dissódico
E 575 Glucono-delta-lactona
E 1404 Amido oxidado
E 1410 Fosfato de monoamido Alimentos 50 g/kg
E 1412 Fosfato de diamido para
E 1413 Fosfato de diamido desmame
fosfatado

(*) Apenas a forma L(+)

Nº. E Designação Géneros Teor máximo


alimentícios

E 1414 Fosfato de diamido


acetilado
E 1420 Amido acetilado
E 1422 Adipato de diamido
acetilado
E 1450 Sal de sódio do
octenilsuccinato de amido

PARTE 4
Aditivos alimentares autorizados em alimentos para
lactentes e crianças, com fins médicos específicos
São aplicáveis as tabelas das partes 1 a 3 do anexo VI

Copyright © 2003-2010 Biostrument, S.A. 25/25