Vous êtes sur la page 1sur 64

FORMAÇÃO DE TREINADORES – GRAU I

METODOLOGIA DE TREINO
METODOLOGIA DE TREINO
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

ENQUADRAMENTO

A QUEM ENSINAMOS/TREINAMOS?

O QUE ENSINAMOS/TREINAMOS?

COMO ENSINAMOS?
METODOLOGIA DE TREINO
ENQUADRAMENTO Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

A QUEM ENSINAMOS?
METODOLOGIA DE TREINO
ENQUADRAMENTO Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

O QUE ENSINAMOS?
METODOLOGIA DE TREINO
ENQUADRAMENTO Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

A QUEM ENSINAMOS? O QUE ENSINAMOS?

COMO ENSINAMOS?
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

TAREFA
Grupos de 3

Apresentar um bom
exercício de treino.
Aquele que vocês mais
gostam de aplicar.
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CONCEITO
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CONCEITO
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CONCEITO
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

Para muitos o treino é


uma moda..
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CONCEITO

METOOLOGIA DE TREINO DO FUTEBOL

METODOLOGIA
Conjunto de regras ou princípios empregues no ensino de
uma ciência ou arte.

metodologia In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2013. [Consult. 2013-11-18]. Disponível na www: <URL:
http://www.infopedia.pt/pesquisa-global/metodologia>.
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CONCEITO

METOOLOGIA DE TREINO DO FUTEBOL

TREINO
O Treino é um processo pedagógico que visa desenvolver
as capacidades técnicas, táticas, físicas e psicológicas dos
praticantes e das equipas, articulado com princípios
científicos, através da prática sistemática e planificada do
exercício.

Pacheco, R. (2014)
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CONCEITO
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CONCEITO
Em 1939, Grantyn compõem pela primeira vez um ciclo anual de treino devidamente estruturado e
fundamentado. O ciclo já apresentava uma divisão por períodos de treino.

Seguidamente Ozelin em 1949 e Letunov em 1950 desenvolvem o conceito e incluem a adaptação


biológica relacionada com a natureza da carga.

Matveev , na década de 60 do séc. XX e Werschoshanskij, na década de 70, surgem como


precursores da moderna Teoria e Metodologia do Treino Desportivo.

O fator Físico estava no centro da definição destas teorias, sendo todas as decisões tomadas
geridas em torno deste fator de rendimento.
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CONCEITO

“O instrumento fundamental no processo de treino em Futebol é o exercício, dado que é a partir


deste que o treinador incute a sua forma de jogar no(s) atleta (s), e consequentemente na equipa,
pelas aquisições a todos os níveis (táticos, técnicos, físicos e psico-cognitivos).” Pereira R., 2006.
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CONCEITO
FATORES DE
RENDIMENTO

PROCESSO
PEDAGÓGICO TÉCNICOS ATLETA

TREINO PRÁTICA
TÁTICOS
SISTEMÁTICA
FÍSICOS
EQUIPA
PRÁTICA
PSICO-
PLANIFICADA
COGNITIVOS

EXERCÍCIOS
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CONTEXTO DE TREINO
Rentabilização do treino.
Quem treinamos? Tempo de prática efetiva.
Idade dos atletas?
Caraterização plantel? Quanto tempo treinamos?
País/cultura? 5 dias / 2 dias / Bidiários?
Profissionais / amadores?

O que treinamos?
Nível competitivo?
Profissional / amador? TREINO O jogo / Modelo de jogo?
Treino complementar?
Nacional / distrital?
Visualização vídeos?
Avaliações diárias?
Onde treinamos?
Que condições de treino?
Que condições climatéricas? ANÁLISE
Campo todo/Meio campo? CONTEXTO
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

O QUE TREINAMOS?
E QUE OBJETIVOS?
MÉTODO(S)

Ideia de
TREINO RENDIMENTO
JOGO
Modelo de Jogo Fatores rendimento Coletivo
Jogo Individual
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

TREINO VS. NÍVEIS DE ESPECIFICIDADE


No treino em futebol, de acordo com Castelo (2000) a especificidade pode ser
definida como “um processo pedagógico que visa desenvolver as dimensões tática,
cognitivas-preceptivas, técnicas, físicas, psicológicas, estratégicas e socioculturais
dos praticantes e das equipas no quadro específico das situações competitivas
através da prática sistemática e planificada do exercício, orientada por princípios e
regras devidamente fundamentadas no conhecimento científico”.

Para Tamarit (2007) a especificidade/Modelo de jogo relaciona-se com uma


determinada forma de jogar, distinta da especificidade/ modalidade que é apenas
composta por exercícios físicos, as vezes com bola.
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

TREINO VS. NÍVEIS DE ESPECIFICIDADE

A QUEM ENSINAMOS?

ESPECIFICIDADE

ENSINO DE UM
ENSINO DO JOGO VS.
MODELO DE JOGO
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

TREINO VS. NÍVEIS DE ESPECIFICIDADE

Nascimento, L. & Magalhães, R. (2010)


METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

TREINO VS. NÍVEIS DE ESPECIFICIDADE

Nascimento, L. & Magalhães, R. (2010)


METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

TREINO VERSUS FADIGA

Numa das sistematizações, Cação cit. Bugard e


Col.(1974), apontam três níveis diferentes de
localização da fadiga:

1-Fadiga Tissular: com sede nas fibras contrácteis e


resultante de alterações fisiológicas e bioquímicas, no
próprio músculo.

2-Fadiga no sistema de comando: tem lugar no sistema


nervoso central

3-Fadiga no sistema de transporte: provocada por um


insuficiente transporte de elementos nutritivos aos
órgãos funcionantes.
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

TREINO VERSUS FADIGA

Níveis de fadiga:

- 1º Crise de adaptação: Não é observável analiticamente mas há que ficar atento, é um estado de
fadiga normal após os primeiros treinos da época ou após treinos muito intensos, são sentidas algumas
dores musculares que duram 3, 4, ou 5 dias.

- 2º Crise de supra–solicitação: Instala-se quando o treinador não deteta a crise de adaptação e


continua a aplicar cargas para quem a resposta não é boa. Este estado tem origem nas alterações
bruscas do processo de treino sem o respetivo controlo, a recuperação faz-se com um repouso ativo de
algumas semanas (2 ou 3 semanas praticando outras atividades).

- 3º Crise de sobretreino (overtraining): Neste caso, não se deteta no organismo do indivíduo, é o


estado de fadiga mais grave, o atleta pode não voltar a ser a mesma pessoa, nem voltar a repetir as
suas melhores prestações, a recuperação pode levar a uma paragem de vários meses.

Cação (s.d.)
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

TREINO VERSUS FADIGA


Controlo da frequência cardiaca

Avaliação e controlo, segundo escala de Borg (1998):

Outros indicadores do atleta


METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

TREINO VERSUS DESTREINO

FATORES

A ausência de treino, levará a novas adaptações do


FÍSICOS
organismo, com perdas nas capacidades físicas adquiridas.
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

TREINO VERSUS DESTREINO


FATORES

TÉCNICOS

TÁTICOS

PSICO-
COGNITIVOS
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CONCEITO
METOOLOGIA DE TREINO DO FUTEBOL

FUTEBOL
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CONCEITO
METOOLOGIA DE TREINO DO FUTEBOL

“O treino de Futebol serve para treinar Futebol”.

O que é Futebol?
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
MODELAR A
COMPLEXIDADE DE JOGO
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
MODELAR A
COMPLEXIDADE DE JOGO

Cit. Nascimento, L. & Magalhães, R. (2010)


METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
MODELAR A
COMPLEXIDADE DE JOGO

Cit. Leal, M. & Quinta R. (2001)


METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
MODELAR A
COMPLEXIDADE DE JOGO
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
MODELAR A
COMPLEXIDADE DE JOGO
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
MODELAR A
COMPLEXIDADE DE JOGO

BOLAS
PARADAS

TRANSIÇÃO TRANSIÇÃO
DEFESA - ATAQUE -
ATAQUE DEFESA

BOLAS
PARADAS
Simão, J. (2016)
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

MODELOS DE ENSINO DO JOGO


METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

MODELOS DE ENSINO DO JOGO


MODELO ANALÍTICO MODELO ESTRUTURALISTA MODELO SISTÉMICO
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CLASSIFICAÇÃO DO EXERCÍCIO
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CLASSIFICAÇÃO DO EXERCÍCIO
Taxonomia Castelo, J. (2009)

MÉTODOS GERAIS DE TREINO


(SEM BOLA)

MÉTODOS ESPECÍFICOS DE PREAPRAÇÃO


GERAL (SEM FINALIZAÇÃO)
Aperfeiçoamento técnico;
Posse de bola;
Circuitos;
MÉTODOS ESPECÍFICOS DE TREINO
Lúdico/recreativos.
(COM BOLA)

MÉTODOS ESPECÍFICOS DE PREAPRAÇÃO


(COM FINALIZAÇÃO)
Finalização;
Esquemas táticos;
Competitivos;
Setorial/intersectorial;
Padronizados;
Meta-especializados;
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

MODELAR A
COMPLEXIDADE DE JOGO
Segundo Marques (1983) e Lehnert (1986) citados por Leitão (2004), “o processo de treino
desportivo tem como objetivo fundamental o desenvolvimento de respostas às exigências
desportivas em situações de treino e suas aplicações na competição”.

Segundo Garganta (1997) e Leitão (2004), quando se quer jogar de determinada maneira, treina-
se em função disso, com objetivo de alcançar a maneira desejada de jogar. Então se treina
conforme se quer jogar. Isso sugere uma relação de interdependência e reciprocidade entre o
treino e a competição. O fundamento desta relação é encontrado em um dos princípios do
treino desportivo: o princípio da especificidade. De acordo com este princípio os aspetos a
serem treinados devem ter relação direta com o jogo (estrutura do movimento, estrutura da
carga, natureza das tarefas, etc.), em função de viabilizar a maior transferência possível das
aquisições operadas no treino para o contexto específico de jogo (Garganta, 1997; Leitão, 2004).
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

MODELAR A
COMPLEXIDADE DE JOGO
TREINO/ENSINO DO JOGO EM FUNÇÃO DA IDADE?

FUNDAMENTOS/
MODELO DE
PRINCÍPIOS DO
JOGO
JOGO

CONTEÚDOS VARIEDADE VS. ESPECIFICIDADE

TIPO TAREFAS TAREFAS ABERTAS – TAREFAS FECHADAS

INTERVENÇÃO DESCOBERTA ORIENTADA DISCIPLINADA

Nascimento, L. & Magalhães, R. (2010)


METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CRIAR CONTEXTUALIDADES
DE JOGO

MICROCICLO EXERCÍCIO

OBJETIVOS

PARTES DA SESSÃO

LÓGICA DA SESSÃO

COMPLEXIDADE

RENTABILIDADE DO TREINO
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

CRIAR CONTEXTUALIDADES
DE JOGO
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
CRIAR CONTEXTUALIDADES
DE JOGO
Condicionantes estruturais dos métodos específicos de treino (Castelo, 2009)

REGULAMENTAR AMPLIAÇÃO OU REDUÇÃO DAS LEIS NORMATIVAS DO JOGO

MANIPULAÇÃO DAS DIFERENTES FORMAS DE UTILIZAÇÃO DO


ESPACIAL
ESPAÇO DE JOGO
AJUSTAMENTO DOS TEMPOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS DE
TEMPORAL
SOLUÇÃO DAS SITUAÇÕES DE JOGO
POTENCIAÇÃO DE DIFERENTES AÇÕES ESPACIAIS, EM
COMPORTAMENTAL
DETERIMENTO DE OUTRAS
APLICAÇÃO DE DIFERENTES RELAÇÕES NUMÉRICAS, Nº DE
NUMÉRICA
JOGADORES, Nº DE PASSES OU TOQUES NA BOLA
UTILIZAÇÃO DE DIFERENTES MATERIAIS, INTRODUZINDO O MAIOR
INSTRUMENTAL
NÚMERO DE AÇÕES ESPECÍFICAS
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
CRIAR CONTEXTUALIDADES
DE JOGO
Condicionantes estruturais dos métodos específicos de treino (Castelo, 2009)
REGULAMENTAR AMPLIAÇÃO OU REDUÇÃO DAS LEIS NORMATIVAS DO JOGO

Condicionar contato com a bola;


Valorizar marcação de golos;
Variar relações numéricas;
Manipular fatores de tempo, espaço e número.
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
CRIAR CONTEXTUALIDADES
DE JOGO
Condicionantes estruturais dos métodos específicos de treino (Castelo, 2009)
MANIPULAÇÃO DAS DIFERENTES FORMAS DE UTILIZAÇÃO DO
ESPACIAL ESPAÇO DE JOGO

Barros, E. (2013)
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
CRIAR CONTEXTUALIDADES
DE JOGO
Condicionantes estruturais dos métodos específicos de treino (Castelo, 2009)
TEMPORAL AJUSTAMENTO DOS TEMPOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS DE SOLUÇÃO DAS
SITUAÇÕES DE JOGO

Tempo do exercício;
Tempo de recuperação;
Tempo para atingir um objetivo;
….
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
CRIAR CONTEXTUALIDADES
DE JOGO
Condicionantes estruturais dos métodos específicos de treino (Castelo, 2009)
COMPORTAMENTAL POTENCIAÇÃO DE DIFERENTES AÇÕES ESPACIAIS, EM
DETERIMENTO DE OUTRAS

Membro dominante;
Compartimentar fases do jogo (equipa só ataca ou só defende, ou por fases);
Aumentar taxa de êxito.
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
CRIAR CONTEXTUALIDADES
DE JOGO
Condicionantes estruturais dos métodos específicos de treino (Castelo, 2009)
NUMÉRICA APLICAÇÃO DE DIFERENTES RELAÇÕES NUMÉRICAS, Nº DE JOGADORES, Nº DE PASSES
OU TOQUES NA BOLA

Produção energética (física);


Estratégico/Tático (Tempo chave para marcar golo, variação tempo de jogo, divisão
em tempos parciais)
Tempo decisão/ação (Nº toques; Nº passes por ação, Nº jogadores por equipa);
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
CRIAR CONTEXTUALIDADES
DE JOGO
Condicionantes estruturais dos métodos específicos de treino (Castelo, 2009)
INSTRUMENTAL UTILIZAÇÃO DE DIFERENTES MATERIAIS, INTRODUZINDO O MAIOR NÚMERO DE AÇÕES
ESPECÍFICAS

Nº balizas;
Nº portas;
Barreiras;
Tipo de bolas;
Coletes de peso extra;
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
CRIAR CONTEXTUALIDADES
DE JOGO
Condicionantes estruturais dos métodos específicos de treino (Castelo, 2009)
AMBIENTAIS UTILIZAÇÃO DE DIFERENTES MATERIAIS, INTRODUZINDO O MAIOR NÚMERO DE AÇÕES
ESPECÍFICAS

Vento,
Chuva,
Estado do relvado,
Natural ou sintético;….
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
CRIAR CONTEXTUALIDADES
DE JOGO

As condicionantes estruturais não são estanques. A sua interação provoca efeitos diferentes no exercício.

REGULAMENTAR

ESPACIAL NUMÉRICA

TEMPORAL INSTRUMENTAL

COMPORTAMENTAL
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
CRIAR CONTEXTUALIDADES
DE JOGO

Exemplo: Exercício 1 Exercício 2 Exercício 3

ESPACIAL Meio campo Meio campo Campo inteiro

NUMÉRICA 10x10 10x10 10x10

Com portas
INSTRUMENTAL Sem balizas Com 4 balizas
interiores

Exercícios com mesma relação numérica, são diferentes em espaços diferentes e com instrumentos diferentes.
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
CRIAR CONTEXTUALIDADES
DE JOGO
Relação entre condicionantes estruturais e exemplos:

Diferentes relações
Antes de marcar golo tem
numéricas em diferentes
de fazer 10 passes.
zonas.
Diferentes instrumentos
No último minuto o golo vale
para condicionar
por dois.
comportamentos.

Jogo termina aos 3 minutos


ou aos 2 golos.
METODOLOGIA DE TREINO
DIRECIONAR NUMA Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

DIMENSÃO COLETIVA Dimensão grupal padronizada com objetivo


Tarefa fechada
METODOLOGIA DE TREINO
DIRECIONAR NUMA Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

DIMENSÃO COLETIVA Dimensão individual - Tarefa fechada


METODOLOGIA DE TREINO
DIRECIONAR NUMA Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

DIMENSÃO COLETIVA Dimensão grupal com objetivo - Tarefa aberta


METODOLOGIA DE TREINO
DIRECIONAR NUMA Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

DIMENSÃO COLETIVA Dimensão grupal


METODOLOGIA DE TREINO
DIRECIONAR NUMA Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

DIMENSÃO COLETIVA Dimensão grupal


METODOLOGIA DE TREINO
DIRECIONAR NUMA Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

DIMENSÃO COLETIVA Dimensão sectorial - Defesa de espaço intra-linha;


Escolha de grupos/equipas por posições (linha defensiva ou linha média)….
METODOLOGIA DE TREINO
DIRECIONAR NUMA Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

DIMENSÃO COLETIVA

Treinar princípios e sub-princípios do jogo até alcançar


o modelo de jogo pretendido.

Desenvolver ligações entre os sub-princípios e


princípios treinados. O todo igual à soma das partes.

Ter em conta neste processo, o contexto competitivo e


a morfologia semanal.
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.
AVALIAÇÃO DO OBJETIVO
MICROCICLO/EXERCÍCIOS
Proatividade na preparação do plano de treino, do espaço de treino e distribuição de coletes e tarefas.
Objetividade da instrução inicial e assimilação da mesma pelos praticantes. Definição palavras-chave.
Tempo efetivo de treino.
Tempo efetivo da tarefa dedicado aos objetivos pretendidos (ajustamento das condicionantes do
exercício).
Incisão dos feedbacks nos objetivos definidos.
Coerência com o modelo de jogo.
Praticantes enquadrados no exercício de acordo com aquelas que serão as suas funções no jogo.
Evolução da complexidade (desenvolver do simples para o mais complexo)
Enquadramento do regime físico semanal.
METODOLOGIA DE TREINO
Tema I - Treino e metodologia de treino do Futebol.

TAREFA
Grupos de 3

VÍDEO DE UMA IDEIA DE JOGO

Realizar 1 exercício a aplicar no treino de forma a


desenvolver um subprincípio de uma ideia de
jogo.

Definir:
Parte do treino;
Objetivo - Fase do jogo, princípio e subprincípio;
Regime físico;
Regime psicológico;
Fase de aprendizagem - Introdução, assimilação
ou consolidação;

Outras considerações que considerem pertinente.

Definir bem as pertinência das condicionantes


estruturais definidas para o objetivo do exercício.