Vous êtes sur la page 1sur 2

Ministério da Educação

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ


Campus Curitiba

PLANO DE AULA
Engenharia Elétrica
CURSO
Engenharia de Controle e Automação

DISCIPLINA/UNIDADE CURRICULAR CÓDIGO CARGA HORÁRIA (aulas)


AT AP APS Total
Geração de Energia ET7ED
34 34 4 72
AT: Atividades Teóricas, AP: Atividades Práticas, APS: Atividades Práticas Supervisionadas.
PLANO DE AULA
Carga Procedimentos Recursos
Data Conteúdo
Horária Metodológicos Didáticos
Apresentação da disciplina, formas e critérios de
Quadro, Pincel,
08/08 4 avaliação, bibliografia; Introdução a Geração de Aula Expositiva
(Datashow)
Energia Elétrica.
Quadro, Pincel,
15/08 4 Sistema Elétrico Brasileiro, um panorama geral. Aula Expositiva Transparência
(Datashow)
Quadro, Pincel,
22/08 Fontes de Energia: Energia Hidrelétrica; Energia
4 Aula Expositiva Transparência
Termoelétrica
(Datashow)

Quadro, Pincel,
Hidrologia: Fluviometria Regularização das Vazões
29/08 4 Aula Expositiva Transparência
Curva Chave Fluviograma Diagrama de Rippl
(Datashow)
Classificação de Usinas Hidrelétricas: Quanto à Quadro, Pincel,
05/09 4 Potência Quanto à Queda Quanto ao Fator de Aula Expositiva Transparência
Carga (Datashow)
Componentes das Centrais Hidrelétricas:
12/09 Barragem, Conduto Forçado, Comportas Câmara Quadro, Pincel,
4 Aula Expositiva
de Carga, Chaminé de Equilíbrio, Vertedouro e Transparência.
Casa de Força
Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) Aula Expositiva e Quadro, Pincel,
19/09 4
prática de exercícios Transparência.
26/09
4 Avaliação teórica e prática (B1) - -
Turbinas Elétricas: Classificação de Turbinas de
Quadro, Pincel,
03/10 Ação e Reação; Seleção da Turbina; Turbina
4 Aula Expositiva Transparência
Pelton; Turbina Francis; Turbina Kaplan; Turbina
(Datashow)
Dériaz;Turbina Bulbo; Turbina Michell Banki
Gerador elétrico: Classificação e Características
Técnicas Componentes Principais do Gerador
Quadro, Pincel,
10/10 4 (Estator e Rotor) Estator: características elétricas e Aula Expositiva
(Datashow)
componentes Rotor: características elétricas e
componentes
17/10 Sistemas de Controle de Centrais Hidrelétricas: Quadro, Pincel,
4 Aula Expositiva
Reguladores de velocidade Retroprojetor
24/10 Comissionamento de Centrais Quadro, Pincel,
4 Aula Expositiva
Hidrelétricas (Datashow)
Tipos de Centrais Termelétricas (CTE): CTE à
Quadro, Pincel,
31/10 vapor; CTE a ciclo simples com turbina a gás e de
4 Aula Expositiva Transparência
ciclo combinado; TE a gás natural; TE a biomassa;
(Datashow)
TE a carvão mineral; Usina Nuclear; Usina Eólica
Controle de usinas termelétricas: operação e Quadro, Pincel
Aula Expositiva e
07/11 4 manutenção; controle de poluição e impactos ao Transparência
prática de exercícios
meio ambiente. (Datashow)
Quadro, Pincel,
14/11 4 Cogeração e Geração Distribuída. Aula Expositiva
(Datashow)
21/11 Avaliação teórica e prática (B2) – Entrega do
4 - -
Trabalho de Sistemas de Geração de Energia.
28/11
4 Continuação da B2 – Apresentação do Seminário - -
05/12
4 Avaliação de recuperação (AR) - -

12/12 4 APS – entrega final - -


18
76h
dias

PROCEDIMENTO DE ENSINO
Aulas expositivas Pesquisas em bibliografia complementar
Trabalhos Práticos
Recursos audiovisuais utilizados: retroprojetor; vídeo + TV, data-show
Exercícios desenvolvidos em sala de aula

METODOLOGIA

Os conteúdos de ensino serão ministrados através de aulas expositivas (quadro-giz, transparências e slides). A
aquisição das habilidades por parte dos alunos será reforçada por meio de resolução de exercícios nas aulas e
através de listas de exercícios.

AVALIAÇÃO: INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS


1. Serão realizadas duas provas individuais no semestre. Também serão realizados TRABALHOS e/ou TESTES que
irão compor a nota final da seguinte maneira:
B1 = 0,70  NP + 0,30  APS
B2 = 0,70  NSF + 0,30  APS
Onde:
B1 e B2 - Prova escrita, sem consulta, com questões descritivas
NP = Nota da prova
NSF = Nota do Seminário Final (Trabalho escrito, Apresentação e participação individual).
APS = Atividade Prática Supervisionada, correspondente aos trabalhos e listas de exercícios.
A média semestral (MS) será a soma simples de B1 e B2, dividida por 2
B1  B 2
MS 
2
As APS referentes a o primeiro e segundo bimestres deverão ser entregues na aula que precede suas
respectivas provas. Os requisitos necessários para a realização de cada APS serão apresentados em momento
oportuno.
O aluno que totalizar MS maior ou igual a 6,0 estará automaticamente aprovado, já considerando a APS.
O aluno que não tiver alcançado MS igual a 6,0 terá direito a realizar uma avaliação substitutiva especial de
recuperação (AR) contemplando toda a matéria. O aluno deverá optar por qual nota irá substituir (B1 ou B2).
Assim, a média final (MF) será da seguinte forma:
B1 ou AR  B2 ou AR
MS 
2
- A matéria das provas corresponderá ao conjunto de todo conteúdo ministrado até a aula que precede a
realização da prova.
- Não será permitido ao aluno sair de sala de aula durante a realização das provas.
- Para as provas de substituição (AR) não serão aproveitadas as notas de trabalhos realizados para a
composição do grau a ser substituído (B1 ou B2).
2. A data da RECUPERAÇÃO(AR) será considerada dia letivo sendo, portanto indispensável a presença dos alunos.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA: (sugerida pelo professor)
1. SIMONE, Gílio Aluisio. Centrais e aproveitamentos hidrelétricos. São Paulo: Erica, 2000.
MACINTYRE, A. J. (Archibald J.). Maquinas motrizes hidraulicas. Rio de Janeiro: Guanabara Dois, 1983. 649 p.
2.
ISBN 8570300166 ).
SOUZA, Zulcy de; FUCHS, Rubens Dario; SANTOS, Afonso Henriques Moreira. Centrais hidro e termelétricas. São
3. Paulo: E. Blücher: Centrais Elétricas Brasileiras S/A ELETROBRÁS: Escola Federal de Engenharia de Itajubá, c1983
241p.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR: (sugerida pelo professor)
1. ITAIPU BINACIONAL. Hydroelectric project. Curitiba: Itaipu Binacional, 1994.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Turbinas hidráulicas para pequenas centrais hidrelétricas. Rio
2.
de Janeiro: ABNT, 1987. 3 p.
3. PFLEIDERER, Carl; PETERMANN, Hartwig (Autor). Máquinas de fluxo. Rio de Janeiro, RJ: LTC, 1979. 454 p.