Vous êtes sur la page 1sur 45

Sobre a "atitude".

Ela não é tudo e pode te fazer um imbecil que se acha

Nunca abra mão de ter uma visão bem realista quando o assunto é a atitude masculina
na conquista da aceitação feminina. Muitos inocentões ainda esperneiam revoltadinhos
quando leem ou ouvem que isso de ter a tal atitude NÃO é o que importa porque eles
aparecem com relativismos e histórias de que o zé mané pegou a mocinha linda do
bairro mesmo ele sendo baixinho, bonezinho na cabeça e pé de chinelo. Bem, isso tem
um nome: falta de alternativas.

É claro que nenhuma mulher escolherá um lixo de homem (pobre, feio, sem nenhum
atrativo) porque ela QUER. E sim porque - “é o que tem pra hoje” - bordão que muitas
usam nas redes sociais para descrever tal situação em que não a contentará ou satisfará...
mas que é a opção mais “alcançável” para ela. Assim como a única opção acessível para
um homem carente e sem qualidades interessantes na visão feminina moderna é uma
gordona velha relaxada e esbagaçada ou pior.

Já viu mendigo com atitude fazer sucesso com a mulherada, por exemplo? Então não
seja trouxa!

Charlatães usam isso para enganar e vender livros, eles ditam que existe uma "fórmula
mágica" que qualquer um vai pegar qualquer mulher que quiser fazendo "macaquices"
da sedução. A prática é outra e você mesmo pode visualizar no dia a dia, eu não vou
ficar aqui enchendo o texto de relatos verídicos ou explicar o porque a teoria ilusória
não se confirma.

Como eu escrevi em vários textos por aqui: não estamos mais na era das cavernas onde
o homem metia a paulada na cabeça da mulher e a levava para a toca arrastando-a (ou
algo parecido). E nem na era do: “papai arrumou um marido pra você...deve se casar
com este aqui”. Hoje existem leis e regras sociais a serem cumpridas e É A MULHER
QUEM DECIDE o que vai rolar. Se você, homem, forçar algo...é es7upro e será
penalizado por qualquer atitude que seja contrária a vontade dela. Então REFLITA e
APRENDA de uma vez!

Anote num lugar onde você possa ler isso sempre: uma mulher JÁ DECIDIU se vai
ficar com um cara ANTES MESMO dele chegar nela. Entenda aqui que o "ficar"
representa aprová-lo ou não para relacionamento, seja casual, eterno, a 3, a 2, de forma
selvagem, inversão, qualquer m3rda que seja. Esta é a realidade, apesar de muita gente
não querer enxergar e fatalmente me xingarão nos comentários (estou acostumado).
Atitude é o car@lh0. Quer queiram ou não. Se você duvida, jogue o jogo/ pague para
ver!
6 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Relacionamentos Amorosos

O que NÃO fazer para que seu relacionamento dure

Algumas pessoas me sugeriram escrever algo sobre como manter um relacionamento.


Eu já disse várias vezes que não sou conselheiro amoroso ou coisa do tipo. Porém tenho
absoluta certeza de erros que você NÃO deve cometer para evitar f0der sua relação,
como vejo muita gente fazer. São eles:

- Lugares: esse é um erro primário, pois balada NÃO é lugar para gente comprometida
se divertir. Bares com pistas de dança, shows de artistas, churrasquinhos com put@ri@
e festas universitárias TAMBÉM não. "Ainnn, mas eu vou com meu namorado e a gente
se diverte junto". MENTIRA! Um dos dois (quando não os dois) SEMPRE serão
submetidos a flertes, olhares e desvios de comportamento. Isso é relacionamento aberto.
Se está ali é porque procura caso, não importa se está acompanhado(a). Você não pode
enfiar na cabeça das pessoas ali presentes que seu parceiro(a) é só seu(sua) pois quem
frequenta compreende que há TOTAL favorecimento para possíveis aproximações com
segundas intenções. Já vi muitos casais brigarem e até terminarem namoro em lugares
como esses. Um bebe um pouco mais ou o outro dá o famoso "perdido" em algum
momento e está feita a m3rda. A maior causa de discussões em namoros é o local errado
que escolheram para ir.

- Anular a cumplicidade: preferir fazer tarefas sozinho(a) quando a outra pessoa poderia
te acompanhar e auxiliar. Não estou incentivando ninguém a grudar em ninguém e não
desgarrar, mas a partir do momento que um abandona hábitos que antes faziam juntos
com o sentimento prazeroso de companhia é porque algum pilar da base da relação é
instável. Viver de segredinhos também é uma m3rda para o relacionamento, pois denota
falta de confiança no outro.

- Manter contato com ex: isso incomoda e irrita profundamente homens e mulheres,
então ENCERRE COMPLETAMENTE sua história e QUALQUER TIPO DE
CONTATO com casos passados. E nem o faça escondido. Em casos mais graves
ocorrem até mortes.

- Dedicar mais tempo com amigos do que com seu parceiro(a): aqui tem de haver um
equilíbrio. O que a outra parte não vai engolir é você começar a atrasar em
compromissos que marcaram de fazer juntos, se enfiar em festinhas ou algum evento
que lhe tome tempo extenso e ainda em algumas ocasiões c@gar e andar em dar alguma
satisfação para seu parceiro(a) sobre o porque da ausência. Se vai ficar a vida toda
jogando video game ou em piscininhas com amigas NÃO namore.

- Não aceitação da rotina, mesmo que pacífica: aqui o problema é das mulheres, que
desejam um relacionamento com "surpresas", emoções, sustos, frio na barriga e a p0rr4
da eterna mania de querer SEMPRE alguma coisa diferente. É interessante alguma
viagem, passeio diferente, restaurante diferente e até o gênero de um filme diferente do
que normalmente curtem, ás vezes. Mas aguentar mulher que EXIGE e COBRA
novidade TODO fim de semana é ficar cuidando de menina que não amadureceu e
parece nunca ter tido pai que a levasse no parque brincar. Se existe rotina, mesmo que
tranquila é porque existe alguém que aceite ficar do seu lado e te ter como a mulher
dele. Racionalizem isso ou NUNCA ficarão satisfeitas.

- Aceitação zero da sua família: é importante que seu parceiro(a) seja bem visto por pelo
menos as pessoas da sua família que são mais próximas a você. Se NINGUÉM aprovar
seu relacionamento é porque tem alguma coisa errada e só você ainda não enxergou.

- Influências externas (o mais grave): tanto os p1nt0s loucos zoneiros ou baladeiros


colegas do seu parceiro quanto as "zamigas" v@dias da sua namorada podem ferrar
facilmente a relação de vocês. Algumas pessoas são especialistas nisso porque NÃO
conseguem ver o lado bom em duas pessoas juntas, mesmo que uma delas seja uma
amizade de anos. Fiquem espertos com filh0s da pu7@ que inventam picuinhas,
convidam seus parceiros(as) para pu7@rias e os puxam para a traição direta. Além de
ser necessário SEMPRE avaliar com quem anda a pessoa que você vai assumir
compromisso. Nas famílias também podem haver cretinos invejosos, então fortaleçam-
se contra isso. E claro, aqui neste item é importante lembrar sempre que NÃO EXISTE
amizade entre homem e mulher sexualmente ativos.

- Falta de respeito na frente de outras pessoas: comparações com outros são fatais, além
de fazer sua namorada(o) motivo de chacota entre a turma de amigos ou dentro do
círculo familiar. NUNCA, JAMAIS, EM NENHUM MOMENTO menospreze NEM
POR BRINCADEIRA seu parceiro(a) fronte a demais pessoas. Pois isso pode ser
irreversível.
4 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Relacionamentos Amorosos

A mulher moderna é uma mulher "contaminada"


Para começar, saibamos que: mulher moderna = modernete, mulher que odeia o formato
tradicional de família, se deixa levar por modismos nocivos à reputação dela própria
(promiscuidade), tem círculo de amizades com outras mulheres também imorais, prega
falsas liberdades sexuais que ela insiste em entender que são virtudes, acha opressão
quaisquer atribuições como mãe de família e esposa, possui inclinações feministas, vê o
homem como um simples macho utilitário, é adepta a relacionamentos abertos, é falsa e
fingida com erros que comete (como traições), é manipuladora e grita aos quatro ventos
que é "livre" e que não precisa de homem.

A declinação da eficácia e qualidade do processo de educação dado pelos pais


"modernos" e da libertinagem sem freios fez com que as novas gerações de homens se
tornassem mais molengas e sensíveis e mulheres se tornassem mais reveladoras de seus
lados desprezíveis antes não notados.

Eu não apoio muito a conclusão de alguns especialistas em comportamento feminino


que insistem na teoria de que mulheres SEMPRE tiveram seu lado obscuro, mas
somente agora é que estão se revelando como são, por conta do avanço da tecnologia
nos meios de comunicação, pela nova ordem nas interações sociais dentro de uma
sociedade mais tolerante com ideologias cretinas. Porque? Um motivo é porque as
pessoas, em épocas diferentes, tiveram comportamentos e influências diferentes umas
das outras SIM. As influências e costumes são bem distintos de décadas para outras.
Outro motivo é a involução causada pelas inversões de valores e forte e maciça
campanha da mídia nojenta que vem ao longo dos últimos anos apelando de todas as
formas para que sejam impostos estilos e filosofias de vida prejudiciais à sociedade
moderna.

Vejam suas mães ou avós: elas NÃO se inspiraram em pr0stitut@s. Vejam casais de
idosos que completam 40, 50 ou mais anos juntos: eles não foram "contaminados" pelo
imediatismo e outras m3rdas que influenciaram na vida a dois (como relacionamentos
"abertos", por exemplo). E tem gente que acha isso (a união de longa data) "opressor"
para a mulher. Pois é. Quem acha isso são os vermes contaminadores sociais os quais
me refiro em alguns de meus textos.

Então acredito muito que a "contaminação" da mulher moderna se deu muito mais pelo
feminismo e cópia de comportamentos de outras mulheres indecentes e desorientadas
achando correto isso, além do estilo de vida despreocupado em relação à própria
reputação em sociedade. Não raro já estamos vendo mulheres se "orgulharem" de serem
dadeiras e algumas até já se autodenominando pu7@s, assumindo tal rótulo. É o que
vemos no caso da mulher que trai o parceiro e passa uma imagem de "poderosa" e feliz
e também a de uma "vencedora" quando se separa dele. As mentes femininas mais
vulneráveis, vendo este modelo de comportamento, passam então a acreditar que uma
mulher destas é um modelo feminino a ser seguido e imitado. Porém os Homens passam
a não mais aceitá-las pelas atitudes e pelo seu passado/ história que um dia ele
fatalmente e certamente tomará conhecimento.

Mulheres modernas se influenciam fortemente umas pelas outras e as más companhias


podem moldar a maior parte da personalidade de uma pessoa. Podemos observar a
essência da competitividade quando notamos o simples fato de uma comprar um certo
sapato e a outra querer saber onde foi comprado porque quer tê-lo também, por
exemplo. Nenhuma quer ficar abaixo da outra. Nenhuma mulher quer ser a sombra de
uma outra dentro da sociedade.

Em eras passadas as mulheres, quando começavam a se perceber mulheres, copiavam


comportamentos e estilo de vida de suas mães: casar, ter filhos e ter um homem só
dentro da relação. Atualmente elas se espelham em figuras vergonhosas de mídia e em
outras mulheres do seu grupo social que as levam para a trilha ilusória do "ser livre" e
"independente". V@dias, golpistas, interesseiras, infiéis, jogadoras, enfim, os piores
tipos são formados nesta etapa de formação de personalidade.

Portanto é importante deixar bem claro que a culpa é das "maçãs podres". Que hoje são
muitas infelizmente.

Feliz será aquela mulher que não se deixa "infecionar" pelos vírus ideológicos
engenhosamente espalhados por manipulações sociais que objetivam tornarem-nas
apenas um corpo descartável e nada mais.
3 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Relacionamentos Amorosos

Mulheres apenas bonitas já estão perdendo espaço para concorrentes


imprevistas

Notei claramente que Homens estão percebendo a cada dia que passa que não vale a pena se
relacionar com mulheres as quais não se pode confiar nem mesmo antes de assumir algo sério
(falsas, promíscuas, v@dias, interesseiras). E com a falta de alternativas já olham de uma
forma diferente as outras mulheres, que seriam apontadas como improváveis para um
relacionamento.
Homens já estão sabendo o que fazer com as lindas, porém rodadas, ególatras e que se
acham as últimas da Terra: botam elas para rodarem, afinal não é isso que elas querem, a fim
de se autoafirmarem?
Não se surpreenda se ver por aí uma mulher muito bonita e jovem... sozinha e futuramente na
total solidão. Então a tendência é a de que mulheres não tão lindas, porém com a devida
humildade, comportamentos femininos tradicionais e simplicidade, atrairão muito mais os
homens do que as modernetes. São elas:
- As que moram mais longe: eu não pratico o incentivo de namoro à distância, mas alguns
homens sempre comentam que na cidade onde moram só conheceram mulheres que não dá
para se confiar, então por meio da internet acabaram descobrindo que em outras cidades
vizinhas pode ser que haja alguma esperança. Mas é um caso bem arriscado. Diria que é como
se fosse loteria achar mulheres um pouco mais interessantes nas cidades menores e que ainda
não foram "contaminadas" com militâncias feministas e outras ideologias de desvalorização
feminina.
- Gar0tas de pr0grama: somente para sexo. Somente para homens que estão há tempos sem
relações sexuais com mulheres, os que se desfizeram de namoros muito longos ou apenas os
que procuram "descarregar" a tensão. Entretanto passou a ser alternativa até de homens
compromissados, porém com mulheres que não gostam de sexo ou que sempre fazem
chantagens para oferecer algo mais íntimo ao parceiro, então procuram as "primas"
profissionais (não incentivo aqui nenhum homem compromissado a procurar por gar0tas de
pr0grama, apenas citei que estas são mulheres procuradas por eles quando não têm sexo de
qualidade ou nenhum em "casa").
- As nem tão bonitas assim: não estou falando de barangudas mal acabadas, não seja cretino,
são mulheres que perdem um pouco na notabilidade social, porém são as NÃO baladeiras,
NÃO cachaceiras e que NÃO foram muito promíscuas no passado. Muitas destas sabem que
seu poder de sedução não é tão forte quanto o das mulheres mais bonitas, mas o fato de terem
convivido com poucos parceiros já a exclui da lista das rodadas, que é grande e a dá alguma
vantagem perante muitas outras por aí.
- Mais velhas, porém MELHOR resolvidas: não estou citando aqui aquela amiga de bingo da
sua avó, é claro. Mas sim todas aquelas que passaram da idade e ritmo frenético de vida igual
o das novinhas. Então há menos riscos. Dizem que para realmente se comprometer a gostar
de alguém não importa a diferença de idade. Bem, eu penso que há um limite. Entretanto,
homens que preferem ter uma vida a dois mais tranquila NUNCA iriam optar por novinhas ou
mulheres que estão ainda na fase de usarem seu "poder de sedução" à vontade, afinal isso é
temporário e mulheres que têm um pouco mais de idade do que a sua já passaram por fases
de ter o rab0 quente há anos. E provavelmente, dentro de uma teoria, querem sossegar.
- As de outra raça: antigamente existia um grande receio por parte da grande maioria dos
homens de se relacionar com mulheres de raças/ etnias diferentes. Dificilmente víamos uma
japonesa junto com um homem que não fosse da mesma descendência, assim como negras
(que antes eram mais rejeitadas por conta de um racismo oculto, mas não tão combatido como
atualmente) com homens brancos.
Muitas vezes isso acontecia pelo fato das famílias cobrarem a "manutenção" da raça. Mas isso
hoje felizmente é bem raro de se ver. Então casais inter-raciais ganharam mais espaço e se
tornaram mais bonitos de se ver na sociedade moderna. Até a mídia de massas ajudou nisso.
- Separadas sem filhos: obviamente não se encontram mais mulheres virgens ou pouco
rodadas, então porque não optar por uma que tenha já passado por um casamento, viu como
são as coisas e já vem com uma bagagem que poucas têm em relação a uma vida a dois de
real cumplicidade? Alguns homens defendem a ideia de se relacionarem com mulheres
separadas pelo motivo dela ter sido de um homem só ou de poucos. Na teoria mulheres
divorciadas sem filhos ficaram mais tempo se dedicando à união do que passando na mão de
vários homens sociedade à fora. Então, na falta de opções viáveis e para homens que também
já tem uma boa experiência em relacionamentos estas mulheres poderão ser uma alternativa
boa.
Como podemos analisar neste texto o homem não possui atualmente muitas alternativas para
relacionamentos estáveis e seguros com mulheres "modernas", porém vê em outros tipos de
mulheres e em outras situações talvez uma oportunidade de ter menos dores de cabeça numa
relação teoricamente mais saudável.

8 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Relacionamentos Amorosos

Porque as mulheres modernas estão se alcoolizando mais na sociedade


hoje do que antes?
Não há para listar aqui motivos muitos diversos para que isso aconteça. São quase sempre as
mesmas coisas dentro do âmbito relacionamentos: sofrem rejeições amorosas, decepções com
homens que elas sempre acham que são os corretos, inveja da vida amorosa da amiga, prima,
irmã, etc.
Com o advento feminista que prega a "liberdade sexual" da mulher moderna muitas mulheres
compraram esta filosofia como ideal de vida feliz e saem dando para vários para depois
chorarem pelo fato de que nenhum deles a assumiu ou a levou à sério na questão de acreditar
que ela seria viável para relacionamento. Além disso, como o feminismo se situa em transpor e
colocar a mulher de uma forma inconsequente e a qualquer custo ACIMA do homem, mulheres
modernas têm cada vez mais copiado certos comportamentos antes só vistos em homens: se
alcoolizar para "afogar as mágoas".
De decepção em decepção, de frustração em frustração, de rejeições, traições, chifres que
levam de caras otários os quais se relacionam e de tanto quebrarem a cara por aí... acabam
vendo na bebida e noitadas regadas a álcool com as "zamigas" (também frustradas em seus
relacionamentos) uma ilusória terapia momentânea que parece apagar erros do passado e e
enchem a cara sem medo nenhum só para gozarem de algumas horas de esquecimento do
sofrimento amoroso que passaram.
Ir na contramão disso, refletir sobre os erros cometidos na hora de se deixar levar pelas
"emoções" e tentar evoluir com eles é menos fácil do que encher um copo de tequila. Então
esta penúltima frase responde a pergunta do texto.

0 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Relacionamentos Amorosos

P@us mandados: homens que se sentem m3rdalhões, mas não dizem


Se é para você, homem, assumir relacionamento sério ou casar e depois c@gar e andar para
seus amigos de longa data ou não, perdendo totalmente o contato, virando um total P@U
MANDADO E ESCRAVINHO da sua mulherzinha, então corte suas bolas e jogue aos urubus.
São os mesmos que enchem a boca para falar: "quem manda em casa é minha mulher, quem
dá a última palavra é ela. Né, mozinho?".
Na maioria dos casos que presencio vejo homens se submetendo a mudar completamente
para pior suas personalidades por causa da mulher (muitos não se relacionaram com muitas
mulheres anteriormente, então quando conhecem uma se veem na obrigação de serem
capachos submissos) e acabam cortando completamente o contato com os amigos, que antes
dividiam momentos de descontrações e palavras de apoio.
Os p@us mandados acham que relacionamento é uma prisão europeia com regalias, e olha
que em muitos casos é só um namoro, imagine um p@u mandado casado?! Homens p@us
mandados são homens extremamente carentes!
Partem para uma vida limitada, como se tivessem dentro de uma cerquinha de gado, onde em
determinadas situações até a própria mulher/ noiva/ namorada dele se irrita com a tamanha
carência desses infelizes que SEMPRE querem estar com ela e NUNCA mais ter qualquer
contato com os colegas dele, fazendo até com que ela se sinta sufocada (muitos têm
insegurança e receio de serem c0rnos, têm autoestima baixíssima, medo de serem trocados
por um outro cara, então grudam na parceira como carrapatos chorosos e dependentes) e
acabam por se anularem como lixos quando algum amigo tenta alguma aproximação ou sugere
para fazerem qualquer atividade, por mais inocente que seja.
Seus b0st@s, este texto é para vocês, que ao conhecerem uma mulher não sabem que suas
b0las ainda permanecem grudadas em vocês, froux0s! Se afastar de amigos e até parentes
que antes tinha convívio costumeiro é atitude de escravizado e carentão abobalhado por bct.
Alguns reclamam que "a esposinha não quer fazer igual" quando veem aqueles vídeos p0rn0s
que uns enviam para os outros por celular e ficam frustrados porque caem na real que casar
não significa sex0 intenso em qualquer cômodo da casa a qualquer hora do dia ou da noite.
Seus IMB3CIS! TR0UXAS E ESCRAVOCETAS! Ficassem com pu7@s de zona!
Casamento ou namoro não é pra você se anular, se rebaixar e cortar contato com pessoas que
antes te ofereciam até suporte para seus problemas! Viviam no mundinho da ilusão
p0rnogr@fica antes de se casarem? Agora se f0dem seus burr0s e 100% despreparados para
uma união com uma mulher, que deve ser para sempre, como determina um matrimônio.
Mesmo os que ainda somente namoram: muitos optam por sequer responder mensagens de
conversas simples de amigos, mesmo que não sejam convites para um futebol e bares, por
exemplo. Acham que "se a namorada pegar, vai dar chabu, vai ficar brava comigo e mimimi".
P0RR4, vocês têm que viver como verm3s na coleira mesmo. São homens ou o que? Pois se
castraram por completo a partir do momento que se desfizeram de amigos para viver num
relacionamento que ás vezes nem te faz tão feliz assim, mas só pelo fato de ter ao menos uma
f0dinh@ no mês (alguns casos nem isso, porque tem mulher que o sabota e o chantageia com
a falta de sex0, já que essas percebem que estes p@s mandados são também controlados
pelo próprio p3n1s) vocês viram uns montes de m3rda.
Ser prestativo, atencioso, carinhoso e cumprir com suas obrigações conjugais na relação é
uma coisa. Ser totalmente sem opinião, comando (não necessariamente mandar e escravizar a
mulher, antes que me venham falar asneiras) e perder até o rumo dos planos de vida que fazia
antes quando era solteiro é outra, completamente diferente. Coisa de sem bolas frouxo e
carentão que pode ser facilmente manipulado e ás vezes até enganado por qualquer mulher.

1 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Relacionamentos Amorosos

Sexo no primeiro encontro: não é bom sinal não!

Como está fácil conhecer pessoas atualmente e tudo facilitado por novas tecnologias, em duas
ou três dedadas em algum aplicativo de celular duas pessoas querendo sexo se encontram e
vão para o "fatality" sem pensar duas vezes.
No caso de um homem sem a devida noção sobre relacionamentos com v@dias (os mesmos
que foram doutrinados por toda a vida que mulheres são seres divinos e angelicais) este
certamente vai se sentir o "especial", o f0d@o e o cara que encantou a "princesa" logo da
primeira vez em que se viram.
Aqui é necessário citar uma tese que defendo há tempos em meus textos: quem rege uma
situação de relacionamento sexual É A MULHER. Pois se for o homem e for forçado é
ES7UPR0. E isso é crime e ele tem de pagar por isso caso o faça. Então não me venham de
mimimi nos comentários de que "hurrr durrr você só fala mal de mulher e o homem pegador
cafajeste, você não fala nada?". Porque é o que sempre os lembro: pernas fechadas NÃO
formam cafajestes/ comedores e safados que traçam e somem.
Podem dizer "é, mas nesses casos é só relacionamento casual".
Então pense, por exemplo, no número de parceiros sexuais que ela teve...com isso você está
apoiando que TODAS rodem, então raciocine: acha mesmo que encontrará uma menos larga?
Acha que com este pensamento encontrará um dia uma mulher exceção? Se apoia a put@ria
delas, é como se apoiasse o tráfico de drogas e não quisesse que alguém oferecesse crack
para um filho/ filha tua. Se dá oportunidades de relacionamento sério para mulheres que dão
logo no primeiro encontro é porque é cab@ção, futuro potencial c0rno, CSP e troux@ sim!
A probabilidade dela ter tr@nsado no primeiro encontro com outro(s) é muito grande, seu zé
mané!
Então não se sinta o p1c@ especialzinho. Porque você é apenas mais um na lista
possivelmente enorme de machos que ela teve, quando no caso se relacionou sexualmente
com uma mulher que te liberou logo de cara.
Primeira vez que se veem serve para trocar ideias, conhecer um ao outro para aproveitar o
tempo do encontro com eficiência e não algum dia ter que atravessar a rua porque deu para
um sujeito que está vindo na mesma direção, a fim de evitar vergonha. Se uma mulher quer
sexo que pague a um garoto de pr0grama e um homem a mesma coisa, com uma profissional.
Não sejam hipócritas que ficam reclamando depois. Mulheres que dão no primeiro encontro
NUNCA serão dignas de relacionamento sério pois já se deixaram invadir o grau máximo de
intimidade e aceitam serem depósitos de p0rr4 gratuitos.
13 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Relacionamentos Amorosos

Deixe de ser uma mulher idi0ta: "homens" que apoiam sua


promiscuidade só querem te comer ou te tornar uma rodada para
beneficiar "eles" mesmos

Quando um (pseudo) homem diz que admira mulheres "seguras", "independentes" e libertas de
qualquer regra/ opressão...ele quer duas coisas:
1.Ou é gay e com estas ideologias pregadas pretende fazer mais mulheres rodadas a fim de
depois serem devidamente rejeitadas por outros pensando de forma imbecil e ilusoriamente
que mais homens virarão gays por causa disso, ou...
2. É um verme cafa que pretende que mais mulheres "libertas" fiquem disponíveis e dando fácil
por aí para alimentar o descontrole que ele tem do próprio p@u. Por isso ele apoia a
promiscuidade feminina se aproveitando cada vez mais facilmente de uma quantidade maior de
mulheres dadeiras objetivando o prazer dele mesmo! Já ouvi de alguns pint0s loucos solitários
a frase: "- É, tem que dar mesmo!".
Não em vão as rodadas fazem amizades com caras gays, dizem se sentirem mais à vontade
com eles. Obviamente porque estes apoiam TODAS as atitudes que fazem com que elas não
passem a imagem de uma mulher séria/ decente e com isso tenham uma fama de mulher fácil
entre os homens do âmbito social em que vivem.
De uma forma geral (mas não total), se um amigo seu gay te incentiva a trair, sair com um
homem diferente a cada fim de semana ou concordar que você USE o seu parceiro... na
realidade "ele" está pretendendo que sua reputação seja a mais suja possível para que o
mesmo desfrute de duas coisas: mais homens virem gays por causa de decepções com
mulheres pu7as (iludidamente, pois quem é hétero é hétero e acabou) e que você sempre o
tenha como apoiador moral em horas difíceis, haja visto que a intenção de alguns é "ver o circo
pegando fogo" gerando mais términos e menos casais héteros, por conveniência. Esta é a
verdade.

2 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Relacionamentos Amorosos

Uma mulher, na sociedade moderna, SEMPRE desejará trocar o macho


que tem caso encontre um melhor
Os motivos são diversos, mas bem específicos. Não dá para adivinhar o que se passa na
mente feminina quando ela resolve chutar tudo para o alto nos relacionamentos de hoje. O que
dá para prever é que, se um homem começa deixar a desejar no que antes oferecia aos baldes
para sua parceira, ela possivelmente se deixará levar por opiniões externas, por pensamentos
muito mais voltados ao que pesa na "balança" DELA, por benefícios que são encerrados de
uma hora para outra, pelo que ela vê em outros relacionamentos, etc.
As antigas gerações ainda lutavam contra as marés temporariamente turvas de um
relacionamento na base do "consertar e não pagar para comprar um novo", como é de costume
hoje em dia relembrar. Mas certos lixos midiáticos influentes e o movimento feminista encaram
isso como opressão e incentivam cada vez mais as mulheres a rodarem, experimentarem
vários parceiros, não ligarem para julgamentos ou reputação e notabilidade gravemente
afetadas depois de tais comportamentos e ainda chamar isso de "liberdade sexual feminina /
empoderamento" vendendo a ideia de uma falsa felicidade.
Como na sociedade moderna as pessoas estão cada vez mais interligadas e sabem cada uma
da vida da outra (todos conhecem todos), mulheres "modernas" são excelentes pesquisadoras
e muito raro não se incomodam quando veem outra mulher dentro do círculo social
dela...melhor que ela.
Não compreendem que não há a real necessidade de a vida conjugal dela competir com a vida
das outras. Preste atenção quando uma mulher diz: "Mas Fulana ganha tudo do Fulano/ mas
ele dá de tudo para ela/ Eles foram viajar para a Fulalândia, a gente nem para a praia foi/ Você
viu? Na casa da Fulanilda tem uma TV de trocentas polegadas que o maridão dela
comprou...parece um cinema a sala dela!". Entre outras frases comparativas e de teor
competitivo e de cobrança.
A alienação das "zamigas" também é outro ponto chave: mulheres desabafam para outras
mulheres coisas que sequer dão pistas que sentem aos parceiros. Se realizam
momentaneamente "lavando a roupa suja" para colegas e passam a comparar diariamente a
rotina de vida delas às dos outros casais. Isso quando não se comparam ao estilo de vida de
outras mulheres solteiras, mas estas, p0rras loucas que já estão mais famosas que atrizes
porn0, se é que me entendem. E muitas comparações geram felicidades totalmente errôneas e
falsas.
Então uma mulher, seja do tipo venenosa ou não, não pensará duas vezes ao "aconselhar"
uma outra em aflição: "ainn, larga deste traste inútil, pobre e que não te dá atenção, miga... o
que você está esperando?". Certamente nestas horas é que se separam as mulheres de
verdade e que realmente amam seus parceiros das mais fracas e influenciáveis.
A mídia também influencia. O que você acha que as novelas estão mostrando hoje? Bem, não
precisa acompanhar diariamente, só as campanhas nos intervalos nos mostram a base que
chama a atenção: casos de traição, inveja, golpes, manobras criminosas, mentiras para se dar
bem e muitos outros comportamentos sociais que detonam as mentes mais perdidas de
personalidade a copiarem para "se dar bem na vida". E não podemos esquecer dos livros
voltados a instigar uma vida "mais agitada" alheia que pode oferecer mais "emoções" às
mulheres que acham que a própria rotina a dois está muito monótona.
Não precisa do motivo violência e traição, por exemplo, para uma mulher te trocar por um
homem melhor em qualquer aspecto. Ela somente precisa enxergar (se não domina os
próprios instintos femininos) que na competição social está se sentindo uma mulher inferior
para tomar tal atitude, sem piedade nenhuma de você. Desculpe, mas esta é a realidade.
Não estou cravando que TODAS as mulheres comprometidas, uma hora ou outra, vão terminar
um relacionamento só porque viram um mais bonito ou mais rico. Entretanto experimente você,
Homem, parar de dar conta do recado em algum quesito que antes a fez te aprovar para ficar
com você!
Então a conclusão é: vendo muitos casos e experimentando ficar na posição de observador
quando se lida com certas variações emocionais femininas, atualmente a mulher é muito mais
movida a não pensar nos contras e sim em todos os prós quando tem um simples e mínimo
incentivo despertar de desejo para trocar seu atual macho por um novo que esteja disponível a
aceitá-la também, sem medos e com uma boa carga de inconsequências.

8 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Relacionamentos Amorosos

Homens SEMPRE farão pre julgamentos. Então seja a menos pu7a

Vejo mulheres reclamando muito frequentemente sobre o mau julgamento que Homens fazem,
por exemplo, a uma mulher que vive em baladas e/ou no meio de muitos outros homens que
ela alega serem amigos (Homens não foram feitos para serem amiguinhos de mulheres -
Tavares), mas não adianta explicar isso a um Homem. Somente um afeminado que não é a fim
de mulher ou um cafa que só quer pegar, trepar e chutar é que apoiam a atual e cada vez mais
recorrente promiscuidade feminina.
Não seja idi0ta. Se homens se aproximam de você somente para fins sexuais é porque
souberam ou viram que outros conseguiram isso com certa "facilidade". Então pensam que
também vão conseguir te usar. Ou certamente ele não tem planos de te assumir como a
mulher dele e você é só mais uma. Nem perca seu tempo se justificando. Um Homem de
verdade JAMAIS assumirá uma mulher rodada, a que se comportar como uma pu7a ou dar
mínimas pistas para isso.
Burrice é perceber que nenhum cara te dá moral para um relacionamento sério e insistir nos
mesmos comportamentos, nas mesmas escolhas, se deixar influenciar pelas mesmas pessoas
e acreditar que um dia, depois de sua vasta galeria de preservativos usados algum tr0uxa vai
te assumir. E se assumir já saberá que está com um tr0uxa.

0 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Relacionamentos Amorosos

O que você deve levar em conta quando for analisar uma mulher para
relacionamento sério

Este texto é mais voltado ao público masculino e NÃO TEM POR OBJETIVO fazer alguma
mulher querer se "encaixar" nos itens a serem observados pelos Homens antes de se
relacionarem com uma mulher. Aos imbecis, antes que venham comentar para eu "não cag@r
regras": também NÃO SÃO regras a serem seguidas, usem o mínimo do cérebro para
entenderem que cada um é responsável por suas atitudes e consequências e não me encham
o sac0 depois.
Os itens mais importantes são:
1. Perguntar logo de cara e sem rodeios se já teve experiências bissexuais:
Antes de tudo, o básico: ela gosta de meninos ou de meninas? E mesmo que diga que gosta
de homem é importante tentar arrancar informações se ela já teve relações lésbicas, pois
certamente ela pode ser uma promíscua camuflada. Mulheres bissexuais, de uma forma geral
são promíscuas. Então escolha uma mulher HETEROSSEXUAL para não ter "trabalho"
futuramente.
2. Estilo de vida:
Aqui a dica independe do SEU estilo de vida. Mesmo um baladeiro ou cachaceiro uma hora ou
outra vai querer sossegar e ficar com uma mulher só, ou que seja SÓ dele. Então de toda
forma ESQUEÇA baladeiras, showzeiras, festeiras (principalmente de festas universitárias, em
repúblicas, etc.), as que batem ponto com as "zamigas" em bares TODOS os finais de semana
enchendo a cara e não sabendo com quem trepou. Ou se não trepou já está com o fígado todo
destroçado de tanto beber.
É muito importante compreender que: mulher sociável é uma coisa, mulher que vive em festas,
shows e baladas é outra, totalmente diferente.
3. Tenha um mínimo de habilidade genuinamente feminina:
Muitos idi0tas vão pensar que estou querendo dizer que se uma mulher não sabe cozinhar ou
lavar a cueca dele, ela não serve para relacionamento. Não é nada disso, seus m3rdalhões
feministos!
Mesmo que muitos costumes nas rotinas dos relacionamentos modernos tenham mudado é
válido avaliar se ela sabe se virar num momento de dificuldade, afinal um cuida do outro, mas
oferecer ao homem uma tranquilidade em relação a não ter de comprar comida fora todos os
dias, só para se ter um exemplo, faz com que certa despesa desnecessária não entre no
orçamento de um casal que não tenha condições financeiras para isso. É como se um homem
não fosse capaz e trocar um pneu furado do próprio carro.
4. Não tenha filhos:
Certamente, um homem solteiro, sem filhos, ficha limpa na polícia, formado academicamente e
que sempre trabalhou, é desenvolvido ou está em busca de seu desenvolvimento profissional
PODE EXIGIR uma mulher que não seja mãe solteira. Ele não tem que começar sua vida
amorosa já numa etapa avançada só porque a mulher já tem filho(s). Por motivos óbvios, não
vou me aprofundar no tema M$ols aqui.
5. Não tem trauma de relacionamentos passados que a deixe "travada":
Existem mulheres que levaram tão à sério as decepções amorosas do passado (por que
fizeram más escolhas) que se fecham completamente por anos para conhecer um novo
homem. Ou viram feministas e/ou passam a vida toda tomando remédios controlados. A culpa
destes traumas não é sua, então se ela se mostrar totalmente inapta a não compreender de
forma nenhuma que a vida é um aprendizado e que não se deve pretender bater na mesma
tecla e fazer péssimas escolhas novamente, caia fora.
6. É instruída (não necessariamente formada) e não influenciável pelas "zamigas":
É preciso que você procure uma mulher do seu mesmo nível intelectual, para não ter um certo
trabalho de "redimensioná-la" todos os dias sobre algo ou a cada problema de casal. Não tem a
necessidade de exigir uma Phd ou uma cientista renomada, mas conversar com uma porta é
ruim. Para os dois.
Também é importante que ela tenha discernimento sobre as influências externas que são
prejudiciais na relação a dois. V@dias que dão muito mais importância a festas com as
"zamigas" ou ao que elas falam não merece seu tempo dedicado nem as dores de cabeça.
7. Não viva circundada por vários homens:
Amizade de homem com mulher não existe, não seja tr0uxa. Se ELA der abertura, ele, hétero,
vai pegar. Então você não tem que se adaptar aos costumes já viciados dela: se vive rodeada
de "amiguinhos", sejam gays ou héteros, já sabe que vai ter trabalho e aborrecimentos.
E não caia nunca naquela de "Aiin, mas você não confia em mim? Não confia no seu taco"?
Isso é desculpa de pu7a para não dar pistas sobre as "artes" ou suas atitudes propositais para
inflar o ego feminino o máximo que der, com o máximo de machos que ela conseguir atrair,
mesmo dentro de um compromisso amoroso. O melhor amigo e confidente de uma mulher é
unicamente seu próprio parceiro. O resto é intruso.
8. Não trabalha como pr0stitu7a:
Por motivos óbvios!
9. Goste de se cuidar:
Uma mulher que cuida da estética e reclama disso é porque quando casar vai relaxar e virar
um trambolho. Uma mulher que gosta de cuidar de si mesma, tanto pela estética quanto pela
própria saúde, principalmente, é uma mulher inteligente. Cachaceiras que vivem em noitadas
hoje são as barangudas e mal acabadas de amanhã. Mais detalhes vide o item 2 (estilo de
vida).
10. Não é interesseira e gosta de sex0 por gostar de fazer com você:
Quando você perceber que ela está lhe fornecendo sexo de qualidade ruim (em relação ao que
já lhe foi fornecido antes por ela mesma) por algum motivo que dependeu de alguma atitude
sua: um presente que não comprou ou não comparecer a uma festa chata com ela, por
exemplo, é porque ela já está tentando te dominar e trocar sexo por comportamentos seus.
Esta "troca" mata qualquer relacionamento porque a mulher tenta adestrar o homem pelo meio:
sexo. Para conseguir um fim: presentes, favores, etc.
Só dê importância a isso caso esteja num relacionamento depois de casado. Do contrário nem
comece uma relação e não continue numa união a qual você serve apenas como prestador de
favores com cara de cachorrinho no cio louco para ter uma noitinha de prazer com ela.
Perceba que em nenhum momento citei algo sobre a aparência, coisa que elas acham que nós
Homens ligamos mais para isso (acham que só iremos aprová-las para relacionamento se
tiverem corpos de panicats gostosas) do que de fato a reputação dela como mulher decente.
Mas obviamente é preferível se relacionar com uma mulher que goste de si mesma e cuide o
mínimo da saúde.
Homens gostam de mulheres raras, as decentes, não promíscuas, não v@dias e não
interesseiras. Meninos gostam apenas de mulheres bonitas.

10 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Relacionamentos Amorosos

O que você deve levar em conta quando for analisar um Homem para
relacionamento sério (versão para mulheres)

Este texto é mais voltado ao público feminino e NÃO TEM POR OBJETIVO fazer algum homem
querer se "encaixar" nos itens a serem observados pelas mulheres antes de se relacionarem
com um Homem. Aos imbecis, antes que venham comentar para eu "não cag@r regras":
também NÃO SÃO regras a serem seguidas, usem o mínimo do cérebro para entenderem que
cada um é responsável por suas atitudes e consequências e não me encham o sac0 depois.
Sem mimimi. Aqui neste texto vou destrinchar e escancarar os itens mais importantes que
muitas mulheres deveriam ter observado antes de se f0derem em relacionamentos:
1. A aparência NUNCA deve ser a prioridade:
Você vai ter que deixar aquele espírito de novinha quando for analisar um Homem para ser seu
parceiro.
As novinhas se apegam 100% à aparência e não querem saber se é bandidinho, repetente
burro ou zé droguinha: elas querem o mais parecido com aquele atorzinho da novelinha juvenil
das 17:00h.
Tudo para ela se tornar a ganhadora de um trofeuzinho, fazendo com que satisfaça o ego
enorme, o qual ela tem de alimentar, para não ficar depressiva.
NUNCA a aparência de um Homem deve ser a prioridade de sua escolha, isso, como já
descrito acima, é coisa de novinhas de 15 anos que bitolam em novelinhas adolescentes e
depois se f0dem em verde e amarelo (isso quando não engravidam e viram mães solteiras e
são abandonadas).
Aos retardados, antes que venham falar m3rdas: não estou dizendo que uma mulher, para não
se estrepar em relacionamentos, só poderá se relacionar com feiosos e estuporados. O que
deixo claro é que é um item que não tem que ser dado prioridade, como 99% fazem.
Entretanto, muitas mulheres NUNCA deixam de agir como menininhas adolescentes. É difícil.
Mais ou menos como se fosse um menino, se tornando Homem, ao deixar o vício de mijar
respingos fora do vaso.
Recentemente muitas mulheres (não sou eu quem está dizendo) estão confirmando que a
grande maioria dos "bem apessoadinhos", os quais muitas já se envolveram, são realmente
afeminados.
2. Que tenha o mínimo de instrução para conversar:
A exemplo do que escrevi nos itens a serem observados pelos homens quando estão
analisando uma mulher para relacionamento, reitero: conversar com uma porta é ruim. Para os
dois. O problema de muitas mulheres é que só se tocam disso quando estão diante de
situações sociais onde o namoraduxo/ mariduxo a faz passar vergonha. Aí elas começam a
cobrar do cara coisas que ele não pode oferecer porque é limitado.
3. Fuja de violentos:
Sempre repare como ele trata, da pessoa mais humilde até a pessoa mais destacada
socialmente, e observe as reações perante a qualquer imprevisto, mas sem testá-lo. Existem
milhares de mulheres que se envolvem com homens violentos e apanham até hoje sem dar um
pio. Evite este tipo de sofrimento e não deixe a idiotice do desejo de viver uma "vida loka cheia
de surpresas (aaaiiinnnn!)" tomar conta da sua mente. Ou você viverá para sempre inventando
lugares diferentes sobre onde bateu o rosto a fim de explicar os hematomas.
4. Fuja de viciados, bandidos e zés droguinhas:
Se está lendo este texto, presumo que não seja burra. Então, fuja desses tipos. Por motivos
óbvios, você sabe! Ou gosta de sofrer e acha que nasceu para ser marmitinha de marginal?
Correndo sérios riscos de morte? Gostaria que sua família te encontrasse toda picotada... ou
até viva, mas num presídio por ser comparsa de espertalhões que usam parceiras para o
crime? Mulher que se envolve com bandidos, viciados e drogados se rebaixa a um nível zero
de autoestima. É como se ela mesma dissesse à sociedade: "sou uma m3rdalhona e o máximo
que consegui atrair foram vermes".
5. Fuja de cafajestes e "amiguinho" de várias mulheres:
Por mais que suas "zamigas" te empurrem para o cafão só pelo fato de que disseram que ele
tem a "pegada"... saiba que ele não vai querer SÓ você.
Cafajestes têm instinto de quanto mais, melhor e NUNCA vão se contentar com uma única
mulher. Você não é especial para ele, é só mais uma. Então, se não tiver dom para carregar
chifres e beijar ppk por tabela, fique longe de caras que demonstram só quererem te comer.
É o que digo sempre: enquanto mulheres seguirem este instinto de buscarem o mais "cafão"
irão se f0der em azul e branco.
Uma minoria consegue sair desta linha e encontrar um parceiro correto que não queira apenas
usá-la como saquinho de p0rra depois de g0zar. Importante: Há cafajestes que mancham tua
imagem como se você fosse a mulher mais fácil da cidade informando seu telefone, perfil de
rede social, etc. para os outros amigos cafas. Não à toa mulheres reclamam de receberem
mensagens até do além de caras que nunca viram na vida.
O mesmo vale para aqueles que têm muitas "amiguinhas" nas redes sociais, na rua, no
trabalho, faculdade, etc., pois na verdade são contatos "comestíveis" que ele tem na agenda e
assim que pintar a oportunidade ele vai esquecer e c@gar e andar para o compromisso que
assumiu com você.
6. Reclamões sobre o trabalho são os vagais do futuro:
Se um homem chora as pitangas do trabalho para você com ar de vitimista ele pode fazer o
mesmo sobre muitas outros problemas da vida dele. Comentar que algo não vai bem na vida
profissional, pessoal, familiar, etc. é uma coisa. Ficar lamentando e reclamando diariamente
disso é derrotismo.
Por natureza mulheres sentem repulsa de derrotistas e vitimistas, então nem preciso informar
com detalhes que se um homem não consegue honrar o trabalho que tem, por mais árduo que
seja, ou não mexe uma palha para mudar o que está ruim (situação de desemprego também
conta) é porque certamente, assim que tiver a oportunidade, vai se esparramar no sofá e
esquecer que tem deveres a cumprir.
Homens que não choramingam e vão à luta, por mais terrível que ela seja, estes sim são os
soldados da vida merecedores das melhores mulheres.
7. Fuja de baladeiros/ cachaceiros e zoneiros:
Aqui leia-se: baladeiro = baladeira. Então, já sabe. Baladeiros são caras que NÃO QUEREM
coisa séria em relacionamentos.
Beber uma cerveja com amigos no fim da tarde, de boa, te avisando onde estarão...é uma
coisa. Dar um perdido em você de algumas (ou muitas) horas e voltar com cheiro de pinga e
totalmente distante de um abraço seu é outra, completamente diferente.
Caia fora da reta dos cachaceiros (aqui estes podem também entrar no item 4 como viciados)
que curtem frequentemente encherem a cara e depois curtir um put3iro com amigos. Isso é
coisa para caras solteiros (que gostem de tais programas) e ainda não estão preparados para
compromisso com uma mulher. Seja casual ou sério.
Se não quer correr o risco de pegar uma DST por tabela e ter sempre que esperar a
ressaquinha ir embora do corpo do seu mariduxo ou namoradinho estes tipos de homens não
são para você.
8. Feministos e sensíveis demais:
Homem que defende o feminismo moderno... não é homem. Ou somente quer dar "umazinha"
fingindo ser militante do movimento. Geralmente são motivo de chacota e vergonha alheia de
outros homens. Qual o homem que irá defender a "liberdade sexual" da própria parceira?
Cuckolds (C0rnos assumidos)? Talvez.
Mas a ideia é não acreditar que um cara delicadinho demais (aqui não entenda como os
educados e sim molões que mal encostam em uma mulher) possa te pegar de jeito, a maneira
eficiente que um Homem pega uma mulher, que a beija e a aperta e a deixa realmente se
sentindo mulher. Você vai se sentir no máximo uma amiguxa de um carinha "moderninho".
Sensiveizinhos de m3rda não foram feitos para serem o macho da relação.
9. Golpistas:
A história é mais frequente hoje em dia do que antigamente pois MAIS mulheres estão
sozinhas e carentes esperando o príncipe encantado: de repente ele aparece. Algumas
semanas passam e ele já está dormindo e tomando banho com ela. Ela dá até as chaves do
apartamento para ele. Ela não quer perdê-lo de jeito nenhum, acha que encontrou ouro que
nenhuma outra viu. Ela cede mais.. e começa a emprestar dinheiro. Para facilitar dá a senha do
cartão.
Está feita a cag@da: mulheres assim existem aos montes por aí. Pagam um preço alto pela
carência e vontade de aparecer acompanhada de um macho.
Mal sabem elas que um tipo de homem desse NEM SEXO quer com elas e sim SUGAR o
máximo que conseguir delas. Tontolonas que acreditam que podem confiar num golpista
malandrão assim como se pode confiar em cafas.
Nem preciso detalhar o quanto se f0dem ao confiar demais em homens que se fazem de
sonsos e devagar, devagarinho vão pedindo coisas quase todos os dias.
10. Contadores de histórias e vantagens:
Até mesmo algumas mulheres já relataram que ficaram irritadas com caras que já vêm com o
papo sobre quantas caminhonetes têm na fazenda, quantas cabeças de gado, quantas outras
mulheres ele já pegou, por quantas cidades já viajou, quais as bebidas que curtiu, etc.
Isso soa para muitas (as menos iludidas) como se estivessem na frente de um homem inseguro
e arrogante desesperado para "vender seu peixe", pois para as não interesseiras pouco
importam certos assuntos.
E caras que ficam pagando de comedores certamente causarão a impressão de medrosos
sobre falharem com ela na cama. Assim como este tipo de homem pode te conquistar com um
lero lero de mentiras, pode te enganar facilmente no caso de precisar inventar algo para
encobrir o fato de estar te chifrando.
Bem, os itens básicos como ser galinhão ou homosexual nem foram citados acima porque são
muito óbvios, assim como no texto para os homens não citei que fujam de mulheres feministas
ativistas, por estar implícito.
O que citei aqui foram itens que muitas mulheres passam por cima e talvez nem dariam
atenção. Agora se você, mulher, quer só "pegação", nada sério, f0der com força e dar à
vontade, de quebra ficando com sua reputação social mais suja do que a da mais velha
prostituta do put3ir0 mais tradicional da cidade, vá em frente e escolha somente os tipos que
citei neste texto.

1 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Relacionamentos Amorosos

A autoestima masculina cada vez mais afundada no lixo

Já faz um tempo que podemos observar que os homens de hoje estão cada vez mais sedentos
por qualquer vírgula de atenção feminina. Existem os que têm sua autoestima com base no
número de mulheres que ele acaba de conhecer, outros medem o "poder" pelo número das que
ele leva para cama e outros por quantas apenas já e somente conversou.
Alienados pensam que só porque uma mulher sorri de alguma idiotice que dizem, ela vai ficar
nua de 4 na frente deles e pedir para enfiar fundo. A carência é gigante e notória e muitos
caras colocam tanto a mulher só por... ser mulher... no pedestal, que se elas pedirem eles
certamente vão literalmente lamber o salto do sapato delas. A aceitação feminina que o homem
recebe é como uma droga que entorpece, mal sabendo ele que na grande maioria dos casos
está ingerindo placebo.
Observe aí por onde você anda e vai concordar comigo: homens até bem apessoados, com
bom emprego e recém formados em faculdades, com boa dicção, cavalheiros e atenciosos
andando de mãos dadas com mulheres barangudas, gordonas e em alguns casos até bem
mais velhas que eles. Isso ocorre porque, além da falta de autoestima masculina, existe o fato
de que mulheres não tão bem aparentadas estão descaradamente e utopicamente exigindo
homens acima do nível estético em que elas estão. Agora imagine as bem apessoadas!
Exatamente! Imaginou certo, muitas estão sozinhas.
Em resumo o homem hetero "moderno" aceita qualquer mulher só por... ser mulher!
E os que pagam TUDO, então? Hoje em dia não se fala tanto em igualdade entre os gêneros?
Porque raios então um cara vai lá e paga, de boa, até a mensalidade atrasada da
faculdadezinha da namoraduxa que conheceu há somente três meses? Com estas e outras
penso que no subconsciente dele passa a ideia de que está "compensando" por se achar um
m3rda e estar com uma mulher mais ou menos para ele, mas que isso basta para se sentir
menos m3rda.
Sei de alguns caras sozinhos que entram em depressão por isso, choram, se sentem os mais
fracassados do mundo só porque não estão envolvidos com uma mulher no momento. Só
porque não tem uma bct para a f0dinha ao menos uma vez no mês. Enterram suas rotinas de
vida em garrafas e mais garrafas de bebida. Sem mencionar os que se matam quando se
deparam com alguma decepção amorosa (isso é uma derrota nível master!). Como se um
relacionamento com uma mulher fosse a única força motriz que comanda a vida de um
Homem.
Alguns aceitam put1ces de suas parceiras como levá-las a festinhas em que ele NÃO foi
convidado. Há também os que vestem uma espécie de coleira invisível e dizem amém para
qualquer lugar que a parceira exija que ele vá, mesmo que o local o desagrade 100%. Outros
pecam por aceitar aproximação, flerte e sabe-se lá o que mais dos "amigos" homens dela, pois
a v@dia sempre vem com o papinho "ain, você não confia no próprio taco, mor?". Puro jogo de
defesa feminino para não ser pega.
Ao que venho notando, cada dia mais homens aceitam qualquer tipo de mulher. Até as rodadas
e promíscuas.
Muitos vão cag@r aqui dizendo que "o que importa é o amor". Nem venham com essa de que
o que vale é o amor, que não convence! Isso é teoria de iludidinhos. A vida é mais prática do
que seu sentimentozinho, seja Homem!
O pior mesmo são os que acreditam totalmente no que elas dizem e jamais observam as
atitudes e comportamentos reais no dia a dia.
Quando o homem vai perceber que se "auto estimar" também faz parte do jogo de sedução?
Se elas se SUPER valorizam (mesmo as que não tem NADA a oferecer), porque um homem
não pode apenas SE valorizar? Já seria o bastante.

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Não, não é você quem precisa mudar


Só não enxerga quem é extremamente imbecil e conduzido(a) bovinamente pela massa
já "contaminada" e frágil intelectualmente. Cada vez mais certos burros de charrete
humanos fazem um papel totalmente desnecessário e ridiculamente bizarro para serem
aceitos no meio social em que vivem. E isso é prejudicial, porém poucos percebem.

Abaixo algumas situações comuns que você, leitor, já deve ter presenciado ou ao menos
suspeita de que esteja acontecendo à sua volta:

- Você não precisa ser uma pu7a igual suas "zamigas": cheguei a ver mulheres tristes
por não consentirem com atitudes putânicas de amigas. Mas elas viam as outras sair,
beberem até cair e serem levadas para o "abate" (sexo) com desconhecidos facilmente e
seguirem a vida normalmente no dia posterior achando que a felicidade estava ali. Ou
viam outras traírem seus parceiros sem pena nenhuma e duvidarem se o sorriso
estampado na cara das traidoras v@dias era realmente de felicidade ou de “escape” por
não ser amada de verdade pelo namorado/ marido e levar uma vida sentimental
desgraçada. As tais “bem resolvidas” mais mal resolvidas e hipócritas já vistas.

Eu digo sempre: você é responsável por suas ações, pode fazer o que quiser da vida,
porém sua reputação entre as pessoas que te conhecem ou sabem o que você fez não
pode ser mudada. Ninguém tem o poder de apagar a memória que está registrada na
cabeça de outro alguém. Então quando estiver num shopping, por exemplo, e ver um
grupo de caras olhando para uma certa mulher e rindo (todos) fatalmente é porque já
sabem o que ela fez e que não vale nada.

É como sentir na pele a dificuldade de encontrar um emprego por ser ex presidiário. É


como cair na real sabendo que não são as ex atrizes pornôs que têm o segredo de como
ser feliz a dois ou como “segurar um macho”.

- Você não precisa mudar seus hábitos para encontrar e manter um(a) namorado(a): se
você tiver de mudar, é porque a outra pessoa não lhe é compatível. Isso tem que ser
visto LOGO DE CARA.

Relacionamento f0did0 e com os dias contados é aquele em que uma das partes diz: -
“Você tem que mudar, senão...” (ameaça/ chantagem). Tenha paciência até achar
alguém que NÃO te obrigue a fazer o que não gosta. Não seja um(a) m3rda de pessoa.
Ou prefira a própria companhia mesmo.

- Você não precisa entrar em coma alcoólico nem botar seu p@u em qualquer buraco
pra provar que é homem: o que mais ando vendo por aí atualmente são molecotes fracos
de mente “surfando” na onda dos mais sacanas e se f0dendo, tanto socialmente, de uma
forma geral, como com mulheres. São iguais a ovelhinhas tosadas e arrastadas pela
direção do bando: fazem de TUDO para serem "aprovados", uns talvez até topem
lamber m3rda dos que eles acham que são referência!

Somente em raros casos profissionais você vai ter que mudar seu jeito de se vestir, falar
e agir por forma de sua bagagem intelectual, porque hoje em dia o convívio no campo
profissional virou política, mistura/ conflito de ideias e também adaptação ao ambiente.
Lembre-se daquela cena daquele filme em que há um buraco enorme em um campo e a
multidão caminha a passos rápidos caindo para dentro dele. Você sabe porque está indo
na mesma direção deles?

Se pergunte isso sempre.


2 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Textos de Opinião

Estar preparado, com visão diferenciada e conhecedor dos novos


humanos tem um preço

Às vezes a armadura fica pesada demais para carregar junto ao corpo, afinal, sou
humano.

Nela há notáveis riscos e marcas bélicas sociais e eu sei o que significam cada uma
destas avarias, afinal, sou humano.

Tem horas em que é difícil acreditar que tudo de ruim que acontece hoje em dia à nossa
volta é real. Chega a ser desmotivante, mas ao mesmo tempo desafiante e assustador,
afinal, sou humano.

Saiba que em determinados momentos da vida não suportará o peso do seu escudo.
Então o escorará em algum lugar. Só por um pequeno período de tempo, afinal, você é
humano.

Porém, acredite: és privilegiado.

Entretanto, o mais importante é nunca cair de novo na piscina de ilusões que nos
jogaram desde que nascemos, aquela mesma que já está bem cheia de gente, sem espaço
até para aquela velha escadinha. Mas que você conseguiu sair a tempo, pagar o preço e
nunca mais ter a visão obstruída.
3 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Textos de Opinião

Porque você não deve revidar ou cair em provocações na sociedade atual


Temos alguma esperança agora com a saída da vermelha esquerdopata do poder, que
separou o BR em pobres e ricos, gays e héteros, negros e brancos, sulistas e nortistas e
principalmente homens e mulheres (vide lei do feminicídio, onde descreve claramente
que vale muito mais a vida de uma mulher do que a de um homem) de que a m3rda
comece a ser retirada da mente dos asnoleiros (zé povinho bitolado) massa de manobra.

Mas eu sei que a sua vontade, na hora em que é vítima de algum filh0 da pu7a que te
fechou no trânsito, um mau caráter que fica segregando e provocando sua ira no
ambiente de trabalho/ faculdade ou até mesmo algum asno querendo briga real por
motivo nenhum...é ter uma arma e dar um balaço no meio da testa do vag@bundo(a) e
acabar com o problema. Eu sei que a sua vontade é dar um soco monstro no meio do
queixo de quem te ofende, eu sei que a sua vontade é dar uma bicuda bem no fígado
daquele infeliz que fez algo imbecil e danoso para você. Mas nunca caia nessas
tentações. Ou seus 5 segundos de nervosismo custarão dívidas e penas para o resto de
sua vida.

Uma vez, ao chegar com o carrinho de supermercado no caixa, naquela desorganização


de filas como são a maioria dos lugares aqui no BR, meu tio se posicionou ao mesmo
tempo que uma velha gorda sebosa e estressada chegava. Ficamos lado a lado. Na hora
de passar as compras meu tio alegou ter chegado ali primeiro. Aí foi como acender a
fogueira: a mulher estourou em raiva querendo aquele lugar na fila como o último
lanche da vida dela. Bateu o pé, fez escândalo e quando iam partir para os xingamentos
eu, com a cabeça mais fria e não muito surpreso de nos depararmos com pessoas assim,
tirei meu tio dali e puxei-o para um outro caixa.

Dependendo do que ele dissesse ou fizesse naquele momento, até eu poderia me


estrepar com a situação. Pois cheguei a ver os olhos vermelhos de ódio daquela bruxa
nervosa e infeliz, que nem es7uprador tarado ia querer comer, mirando raivosamente
meu tio que já tem uma certa idade e tem problemas de pressão alta.

Em uma outra situação, dentro de um banco, uma mulher, ao ver um senhor idoso tendo
a preferência para cortar a fila e ir para o caixa de autoatendimento, xingou-o
imediatamente por ela perder a vez. O maridinho murchão dela nada fez. Mas este
senhor idoso não se alterou e foi até parabenizado pelas pessoas ali próximas por seu
surpreendente autocontrole.

Na p0rr4 do trânsito, por exemplo, principalmente nas médias e grandes cidades, existe
uma verdadeira luta pelo mínimo espaço disponível, ninguém no volante está
preocupado com outro alguém também no volante ou a pé, atravessando uma rua. O
importante é o caminho livre, dirija como dirigir e f0da-se o espaço do outro.

E aqueles caras dando descaradamente em cima da namorada do outro em festas?


Muitas vezes o objetivo não é somente a autoafirmação pelo próprio p3nis e sim
arrumar confusão para se alimentar de adrenalina, doa a quem doer em quem ali estiver.
Já vi casos onde um cidadão de bem que revidou numa discussão está pagando pena há
anos, até hoje e não consegue emprego.

Já vi também muita, mas muita gente se dando mal fronte a atitudes nitidamente
provocativas no ambiente de trabalho. Muita gente é inocente na questão de se ter um
“bode expiatório” para acelerar o processo de desligamento de funcionários. Eu
compararia este ambiente ao gramado do futebol, onde existe sempre a intenção de
provocar cartões amarelos e expulsão do adversário. Pois é! É só ficar mais ligado que
você perceberá quando isso acontecer perto de você!

Existe algo de curioso em algumas pessoas consideradas “normais” no meio em que


vivemos: desejam saber como o próximo reage a situações de conflito e BUSCAM tal
conflito. Uns para se garantirem com gritos, como se fossem verdadeiros macacos
líderes de bando (mas que na verdade são os mais m3rdas e complexados), outros para
alterar o sistema neurológico de outrém e tentar f0der com a saúde de alguém mesmo.
Alguns têm prazer nisso.

E é claramente intencional, por isso não se deve “dar linha” para que tais atritos
aconteçam de forma mais venenosa para si mesmo. Creio que há uma certa psicopatia
enraizada nessa popularesca “ver o circo pegar fogo”, afinal muitos levam uma vida tão
pobre de espírito que passam a tentar aplicar as cenas que viram na novela no dia
anterior...na vida real.

O controle emocional é imprescindível nos dias de hoje e é muito mais fácil na


sociedade em que vivemos arrumar prejuízos do que ganhos, portanto a resposta para o
título deste texto é: porque tem muita gente em todos os lugares atrás de confusões
mesmo, a fim de conseguir indenizações de forma fácil e oportunista, autoafirmação e
“aterramento” das frustrações na vida...por um simples confronto, pelo motivo de
fatalmente não ter NADA a perder.
5 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Textos de Opinião

O que há por trás do "você tem que aproveitar a vida"

O mal que faz a cegueira social

Os odiadores chapadores, alcoólatras irrecuperáveis, p1nt0s loucos, p0rr@s loucas,


viciados, rodadas rodeadas de “zamigas” rodadas, iludidinhos em relacionamentos,
cuckolds (c0rnos assumidos) e afins virão me atacar por este texto, mas não estou nem
aí, f0dam-se todos! A mensagem será passada mesmo assim!

Nem todas as ocasiões sociais fazem de você uma pessoa f0d0na e inclusa numa rede de
amizades, negócios, família ou até em um ambiente acadêmico. Neste último é mais
frequente acontecer, mas em todos os momentos, se você não souber LER cada uma das
situações estará agindo como um macaco que repete os movimentos dos demais. E se
souber menos ainda, estará se auto detonando e auto sabotando. ENTÃO SAIBA
ENXERGAR, CAR@LH0! E CONTINUE LENDO PARA APRENDER, P0RR4!

Imagine alguém bem filh0 da pu7@ (o que não é difícil de se encontrar na sociedade
moderna) com muitos problemas pessoais, financeiros e de relacionamentos. Agora
imagine que você tem amizade com esta pessoa. E agora imagine que você é alguém
bem sucedido(a), admirado(a) profissionalmente, tem uma família encantadora e vive de
forma estável com seus ganhos/ gastos. O que você acha que despertará, em algum
momento, nesta pessoa com vida de desgraçado? Obviamente NÃO é admiração e sim
inveja, desejo de que você não estivesse em um “nível” acima e com uma vida sem
muitos problemas. Mas por quê isso?

Pelo fato de que no fundo das vontades, ideologias e pensamentos humanos “modernos”
é inaceitável que, ao se olhar para o lado não se veja uma pessoa em condições iguais ou
piores. Acha que mansões são construídas no meio das favelas (e vice versa)? Claro que
não! Tenha malícia! Deixe de acreditar em m3rdas que passam na TV! Caia na real e
observe ao seu redor!

Explicando em detalhes: é como já escrevi em um outro texto anteriormente publicado:


ás vezes podemos perceber claramente em nossas vidas algo como se enterradinhos na
ilusão que estivessem dentro de uma piscina cheia de m3rda ficassem te chamando:
Hei! Pula! Pula que tá gostoso aqui!

Vou direto para os exemplos:

- Te chamam para beber: você vai dizer: p0rr4! Nada demais, vou jogar conversa fora
com uns amigos, beber uma boa cerva! Sim, obviamente estas interações podem lhe
fazer bem, EU mesmo gosto de beber com amigos e sempre que podemos vamos a um
bar e ficamos ali conversando, falando sobre mulheres, esposas, namoradas, o mala do
chefe, futebol, política, zoeiras, etc.

Mas por trás de fazer você beber junto com alguns, com uma certa frequência e em
certas ocasiões se torna interessante a partir do momento que você passe a ver a situação
com outra ótica: soaria como uma "equalização" da forma física e estilo de vida de tal
pessoa. Compreenda um certo "seja alcoólatra também, não me deixe sozinho nesta
m3rda de vida a qual tenho de beber para esquecer meus problemas quase todos os dias.
Crie uma pança horrenda como a minha, para eu não me sentir um lixo".

Fazer uma “social” muitas vezes é importante. Mas...é preciso ter uma visão
diferenciada para enxergar que por trás de toda interação há uma INTENÇÃO
INDIVIDUALISTA meio que pedindo um certo socorro.

Vejo uma penca de homens que se reúnem de segunda à sexta-feira, no mesmo bar,
quase no mesmo horário, no fim da tarde e fico imaginando o quão deve ser uma m3rda
a vida deles para não voltar para a casa e descansar em seus lares com as respectivas
parceiras. Veja bem: eu disse DE SEGUNDA À SEXTA-FEIRA!
- “Você tem que aproveitar a vida! Bora chapar de novo! F0da-se se bebi a semana
inteira. F0da-se meu fígado ou meu controle sobre o álcool, passa lá do bar hoje!”
- Vou pensar se preciso realmente disso e o que vou, de fato, aproveitar.

- Promiscuidade feminina: aqui é preciso uma legenda: mulheres P = promíscuas,


mulheres NP = não promíscuas.

As mulheres P, que atualmente são um grande número e todos sabemos disso, (se você
não sabia, volte para a terra, imb3cil do car@lh0, sintonize-se e leia mais textos do Blog
Verdades Inconvenientes) influenciam DIRETAMENTE no comportamento de todas as
outras mulheres NP, mesmo as já compromissadas. Além de desejarem perpetuar a
filosofia feminista proposta por algumas, de que a mulher tem de ser “livre”
sexualmente. E outras ideologias, eu diria sanguinárias e autodestrutivas, para a
reputação moral das mulheres em tempos modernos.

Não raro comento nos grupos do Facelixo que iremos viver numa era em que as
namoradinhas/ esposinhas chegarão para os c0rnos dizendo: “ainn mor, saí com ele, mas
como amigo, nada a vê ”.

Ou até pior! Então, quando uma mulher P começa a desvirtuar as atitudes de uma
“zamiga” (ainda NP), é porque quer igualar (leia-se também: contaminar) sua
“rodagem” sexual com outra(s), para ficar tão ou mais “famosa” como uma v@dia
dadeira fácil, a fim de não ficar atrás na competição social feminina um dia mais para a
frente. Porém o óbvio: um Homem NUNCA vai preferir se relacionar/ casar com uma
mulher P que já rodou com todos os amigos dele...em vez de uma mulher NP.

É como você, lá na fila de uma vaga de emprego para fazer entrevista, um carro passar e
sujar toda a sua roupa e de mais meia dúzia de candidatos, mas daqueles 3 na ponta da
fila não, então a vontade implícita sua e dos demais lameados é de que os outros 3
entrem para fazer tal entrevista sujos também. Uma “igualitariação”, entendeu?
-“Você tem que aproveitar a vida! Vamos pra balada, dar pra aquele outro boy magia e
ser feliz! Larga desse mole, ele não te traz emoção! Que casamento/ namoro de m3rda!
Vem comigo, vamos curtir!”
- Vou pensar se preciso realmente disso e o que vou, de fato, aproveitar.

- Gastar mais do que tem: os "aproveitadores" p0rr4 loucas financeiros da vida dirão
que você não pode ficar guardando grana porque não vai levá-la para o caixão quando
morrer. C@ralh0! Mas é justamente para ter uma vida digna e equilibrada que não nos
metemos em dívidas, empréstimos e outras dores de cabeça ligadas ao dinheiro que
temos de controlá-lo com inteligência, não jogá-lo para o alto fazendo macaquices de
ostentação!

É como se sua mente te traduzisse no momento que alguém te dissesse para não ser um
mão de vaca: "gaste! Gaste todo o seu dinheiro! Gaste, compre coisas para ostentar e
parecer que é feliz, como eu faço. Compre! Se endivide e que se f0da depois! Gaste sua
grana pra ficar com quase nada, assim você se iguala a mim, ao menos financeiramente
e não sentirei inveja de você, pelo contrário, prefiro ter pena e me sentir um pouco
melhor".

Cansei de ver sujeito se f0dendo em verde e amarelo para pagar prestação de coisas que
em pouco tempo já tinha dado sua desvalorização ou m3rdas que ele sequer precisava,
comprou e depois emprestou dinheiro desesperadamente para itens REALMENTE
necessários. Chega a ser engraçado.

Governos têm uma parcela extra de culpa nisso, pois JAMAIS irão aprovar educação
financeira já no ensino básico, eles querem mesmo é que todos se “explodam” gastando
em demasia e gerando bons índices de economia usando isso como campanha futura.
-“Você tem que aproveitar a vida! Financia esse carro que você tanto quer, depois vê
como paga! Não vai levar nenhuma moeda na hora da morte não! Amanhã você tá
morto e não comprou!”
- Vou pensar se preciso realmente disso e o que vou, de fato, aproveitar.

- Desesperados por “adrenalina” a todo custo: para muitos, se você não estiver fazendo
rapel, ter visitado ao menos uma praia paradisíaca, ter dado perca total no carro pelo
menos uma vez na vida ou ter entrado em coma alcoólico naquela festa da formatura da
faculdade, você é um(a) b0sta inútil depressivo(a), problemático(a) que tem de ser
ignorado(a) e o pior: NÃO APROVEITA A VIDA.

Alguns asnoleiros típicos (brasileiros com mentalidade nula, telespectadores de


novelinhas e enterradinhos no mundo da ilusão) nunca compreendem que cada ser
humano tem um jeito de ser e de pensar. Vivemos dentro de uma sociedade que acha
quase um crime você não ter assistido àquele filme que esteve em cartaz na última
semana, mas que c@ga e anda para quantos diplomas você tem e quantos livros já leu
ou até mal sabe a real situação de desemprego e serviços de saúde no próprio país. E o
pior, não se preocupam NENHUM pouco com isso.

O ideal é sempre mandar à m3rda, pois cada um aproveita a vida com os prazeres e
momentos que acha viáveis para si. Mas com moderação. Nunca irrite muito um
desesperado, ele pode pensar que você esteja querendo se suicidar, pois na mente dele
passa o fato de que não há outra pessoa no mundo que viva tão “intensamente” quanto
ele.
-“Você tem que aproveitar a vida! Fica aí perdendo tempo com essas coisas. Tem que
fazer isso e aquilo. Pare de ser um fracassado, mimimi’s”.
- Vou pensar se preciso realmente disso e o que vou, de fato, aproveitar.

Conclusão: é claro que ninguém precisa tomar medidas radicais para que não seja
enganado ou “sugado” para dentro de uma bolha nociva onde existam c@nalh@s
sedentos para que você se “estrepe” na vida igual a eles, mas saber enxergar além de um
palmo à sua frente é importante para não ser manipulado, contaminado, ter seu caminho
e metas desviados ou pular desnecessária e forçadamente na piscina de m3rda. Lembra
dela?
3 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Textos de Opinião

Quem são os contaminadores sociais

Em muitos dos meus textos cito esta expressão "contaminadores sociais", então resolvi
descrever detalhadamente QUEM SÃO estes can@lhas que vivem no meio de nós, mas
objetivam sempre destruir o que até agora deu certo para a humanidade, além de
deturpar, inverter valores e tentar lavar o cérebro dos mais vulneráveis a serem
manipulados.

- Homens que ajudam e facilitam mulheres a serem pu7@s: não estou falando de
cafetões e sim de caras que elogiam uma mulher promíscua vendendo a ela a ilusão de
que o certo é ser "fácil" sexualmente e que são "independentes e livres" rodando por aí.
Conheço caras p1nt0s loucos que não param em namoro nenhum e sempre soltam que
"mulher tem que dar mesmo!". Obviamente por interesse unicamente sexual estes
inúteis contribuem também para a desvalorização da moral feminina. Já escrevi um
texto sobre isso aqui http://verdadesinconvenientesblog.blogspot.com.br/2015/12/deixe-
de-ser-uma-mulher-idi0ta-homens.html detalhando o porque e quem são estes
"homens".

- Gays (não os que pregam gayzismo propriamente, mas...): apoiam a promiscuidade


feminina para mais homens se decepcionarem em relacionamentos sérios e aparecerem
"disponíveis" a eles. Uma utopia e ilusão bem semelhante à algumas femininas. Não
estou mencionando TODOS, excluo aqueles que vivem suas vidas na boa, sem oferecer
ideologias ruins ao círculo social em que vivem. Mas outros, por parecerem inofensivos,
sequer passam na linha de desconfiança de mulheres. Estes são os que apoiam que uma
mulher seja rodada e fácil para que de fato futuramente seja rejeitada pela sua fama de
dadeira. São os que geralmente dizem: "- Vai lá miga, arrasa e dá bastante mesmo!". Ou
com palavras parecidas. Pois a maioria têm inveja de mulheres por...terem nascido
mulheres!

- Gays que pregam o gayzismo: seja no congresso nacional criando cartilhas


DESeducativas LGBT's, seja militando ou querendo empurrar a filosofia de que
TODOS têm de virar gays e que isso é o mais correto para a sociedade. O que vocês
acham que muitos querem dizer com "toda forma de amor é válida" ? Entre outras
coisas, pedofilia! Preste atenção e veja por um ponto de vista diferente que o da massa!

- Feministas: por motivos óbvios. Feministas pregam ódio a homens e à deturpação do


machismo. Se depender delas o simples fato de nascer homem já será considerado
crime, pois o movimento feminista moderno NÃO luta por direitos iguais e sim pela
supremacia da mulher perante ao homem. Além de apoiar gayzismo, aborto, sexo livre e
consequentemente a DESVALORIZAÇÃO da mulher.

- Mulheres rodadas e dadeiras: querem equalizar a "rodagem" delas com as demais para
não ficarem atrás numa possível competição sexual em relação a pretensão dos homens.
Querem igualar todas as outras a elas e por isso incentivam as demais mulheres
diretamente a promiscuidade.

- Defensores de bandidos: os que acham que marginais que roubam e matam no BR são
"vitiminhas" da sociedade e precisam de amparo e suporte. Certamente o fazem porque
há algum interesse por trás. É gente suja, imunda e sem escrúpulos, vestidas em pele de
cordeiro tentando manipular os mais ignorantes. Se depender destes can@lhas
defensores de gente ruim o cidadão de bem vai ter que trabalhar mais para pagar mais
impostos para sustentar mais presidiários e menores infratores. E de quebra ficar preso
em casa, pois também defendem o desarmamento. São corruptos. Para estes hipócritas
um menor assassino não pode ser preso porque não sabe ainda o que faz, mas pode
votar para eles mesmos nas eleições.

Para fechar o texto concluo com um comentário que recentemente fiz em uma página
que mostrava a foto de um evento pré carnaval, a qual uma mulher seminua estava
sendo chup@da por um homem, em meio ao público, no alto de um camarote:

Os "contaminadores sociais", aqueles que pregam o gayzismo e promiscuidade,


vomitarão aqui dizeres de que "ela é livre, o corpo é dela e ela faz o que quiser".
Espero que estes vermes nunca venham a ter uma filha, porque possivelmente teremos
uma geração de pr0stitutas gratuitas.
7 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Textos de Opinião

Como é fácil ser mulher

Muitas de minhas seguidoras vão se irritar com o texto (sim, tem muitas mulheres que leem
meus textos e gostam muito), outras tantas vão compreender e as feministas não assumidas
vão querer que eu morra, certamente. Mas é um assunto que até Homens têm receio de
abordar. Imagine escrever! Ainda mais para a conjuntura social aqui no BR que favorece muito
mais o desenvolvimento e defesa da mulher do que algo similar para os Homens.
São pontos precisos que abordarei e certamente vão abrir a mente de quem os lerá pois este
texto não tem por alvo denegrir a imagem de mulher nenhuma, nem chorar por
desfavorecimentos (como alguns retardados virão comentar "hurrrr vitimismo sexista"),
tampouco desfazer alguma ideologia já implantada governamentalmente, pois vejo que
mulheres nem precisariam de tanto (elas mesmas nunca se intitularam como guerreiras e fortes
como antes visto na história).
- Se por um acaso você sentar no meu colo para o sexo, mesmo sem dizer nada, eu sei o que
você quer e se eu não tr@nsar com você, serei tachado de gay, fora as chacotas que sofrerei
por não ter comido uma mulher que queria me dar. Por outro lado, se eu lhe tocar (e
futuramente até olhar para você), ainda mais se for alguma parte íntima do seu corpo... em
minutos você gritará e enquanto a polícia não chega para me prender, posso ser linchado pelo
público presente, talvez com sorte saia vivo, mas depois, já na prisão, certamente serei
agredido e até estuprado pelos outros presos.
- Se você tem um pneu de seu carro furado, deixa cair algum caderno na rua, demonstra não
conseguir carregar aquela caixa pesada, etc. aparecerá prontamente um (ou mais) Homem a
fim de te ajudar. Uns com segundas intenções, é bem verdade, outros pelo simples instinto de
auxiliador prestativo e atencioso. Se furar o pneu do meu carro TODOS em minha volta ficarão
tranquilos porque sendo Homem pensarão que saberei me virar sozinho, só por ser Homem, se
deixo cair algo na rua certamente NENHUMA mulher tem obrigação (social) de me ajudar (com
ou sem o intuito de me cortejar/ flertar, pois ela será vista talvez como uma "oferecida demais"),
se eu não conseguir carregar aquela caixa pesada corro o risco de ser tachado como fracote,
além de poder virar motivo de risos.
- Se você precisar de nota para passar de bimestre na faculdade e o professor da matéria for
um idolatrador de mulheres daqueles que pensam que só porque um homem quebra o galho
para uma mulher ela vai cair de 4 na frente dele, obviamente fará uma forcinha extra para que
você consiga os pontos necessários para sua aprovação, só por ter se encantado com sua
beleza distribuída neste seu corpo bonito e seus longos cabelos. Já eu, bem... eu tenho que
estudar em dobro se quiser atingir a nota que preciso.
- Se você engravida têm um tempo em que é liberada para cuidar da gestação deixando
temporariamente o emprego por uma lei trabalhista. Eu, se for pai, não.
- Em eventos sociais você é cortejada, recebe elogios, é a mais observada e admirada por
muitos (até por outras mulheres) e em muitos locais até entra de graça. Eu tenho que pagar
bem caro, o figurino social me manda pagar uma bebida para você sem ao menos ter te
conhecido antes e ainda corro o risco de ser rejeitado somente por ser um homem que parece
estar ali para "caçar" presas (mulheres).
- Em certas situações, se você está com uma criança que não é sua... é vista como uma
pessoa com o "instinto maternal". Eu corro o risco de ser confundido com um ped0filo.
- Eu até tentei eleger votando em um candidato homem nas últimas eleições para presidente
porque o via mais preparado para tentativas de melhorias para a minha nação, mas como as
mulheres já votam há décadas e nas duas últimas eleições lá estava uma candidata mulher,
certamente foi reeleita por causa (entre outros motivos) de um bom número maciço de
mulheres eleitoras no meu país.
- Pela lei nº 13.104 de 2015, artigo1, VI no (lei do feminicídio) se alguém matar uma mulher a
pena é maior em comparação se fosse o mesmo crime contra um homem. Ou seja, a justiça do
meu país me condenará mais fortemente caso eu cometa algum crime contra uma mulher do
que se cometer o mesmo contra um outro homem. Dando claramente a compreender que
atualmente a vida da mulher no BR VALE MAIS do que a do homem.
- Eu posso perder o meu emprego a qualquer momento caso meu empregador encontre uma
mulher com mais experiência ou formação acadêmica do que a minha, pois existem
empregadores manginões (p1nt0s loucos lambedores de salto) que dão prioridade na
contratação de mulheres, ainda mais pelo fato de que nunca se viu tantas mulheres inclusas no
mercado de trabalho como antes. E concorrer com quem tem "o que os homens querem"
(homens manginas no poder) é devidamente injusto.
- Você tem uma delegacia específica para apoio/ suporte. Eu, como Homem, corro o risco de
mal ser ouvido pelo policial.
- Há um número altíssimo de homicídios no BR. As vítimas são mulheres e homens. Mas o
governo gera campanhas para diminuir somente a violência contra as mulheres.
- O feminismo é visto pela mídia e massas de manobra como algo bonitinho que defende e
valoriza a mulher. Leitores dos meus textos já sabem que não é bem assim (se você não é
leitor dos meus conteúdos procure pelo termo feminismo nos textos que escrevi e conhecerá
as verdades). Já o machismo, que é a condição de atitudes originais masculinas e que de uma
certa forma até oferece alguns itens benéficos para mulheres é visto como crime hoje em dia.
- Se você postar fotos seminua na internet muitas pessoas vão dizer que "o que é bonito é para
ser mostrado mesmo". Sem contar os elogios que receberá por ser uma mulher "poderosa". Se
eu postar uma foto seminu serei denunciado/ escrachado/ condenado por muita gente por ser
um exibido ou um tarado doente mental.
- Se você rejeitar um gordo, pobre ou feio (ou rejeitar um homem por alguma característica que
ache que não seja viável para si dentro de um possível relacionamento) será considerada uma
mulher decidida, de personalidade refinada e seletiva. Se eu não quiser nem conversar com
uma mulher pouco atraente ou que eu entenda que não vai rolar a tal "química" serei avaliado
como um gay e homossexual não assumido ouvindo gritos de "saia do armário!".
- Você já ouviu pelo menos uma vez na vida que você era a "princesinha do papai". Eu só
lembro de ter ouvido que tinha de arranjar logo um emprego para ajudar nos custos da casa.
- Ainda hoje e em certas ocasiões, quando você vai entrar em algum estabelecimento, por
exemplo, ouve: "primeiro as damas". E tem prioridade no ato de entrar. Eu tenho uma certa
pressão social em cima de meus ombros para ter que ficar na chuva e emprestar a proteção de
meu guarda chuva a uma mulher, caso ela esteja ainda do lado de fora.
- Na academia, se você pede alguma orientação do instrutor é prontamente atendida, pois é
bonita e exala sensualidade dentro destas roupas que despertam o tes@o em qualquer
homem. Se eu pedir ajuda, no máximo escuto um "pera aí".
- Na guarda de uma criança, a prioridade SEMPRE foi você, é com você que seu filho fica no
caso de uma separação. Salvo raras exceções da nova guarda compartilhada, por lei. E eu
ainda sou obrigado por lei e te ajudar a pagar as despesas do filho, mesmo não
acompanhando de forma frequente o dia a dia do desenvolvimento do mesmo.

7 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Textos de Opinião

A solução é privatizar o congresso BR

Quando eu preciso de um reparo em meu carro, como eu não sou mecânico, eu o levo a
uma oficina. Quando eu preciso providenciar um bolo de aniversário para uma festa e
eu não sei fazê-lo, eu encomendo um com uma boleira ou numa padaria. Quando está na
hora de declarar o imposto de renda eu recorro a um contabilista. Quando preciso fazer
uma reforma na parte elétrica em minha casa e eu não tenho conhecimento para tal, eu
chamo um eletricista. Quando tenho algum problema mais sério de saúde e não sei
como resolver eu marco consulta com um médico. Nestes comparativos podemos
concluir que terceirizamos muitos serviços que não são de nossa competência natural.

E é com esta teorização que lhes pergunto: se brasileiros genuínos, ao longo de décadas,
não conseguiram fazer de um país imenso e "rico" uma terra desenvolvida e que opere
na ordem e no progresso, porque não PRIVATIZAR o comando a quem pode e mostra
ser mais competente? Porque não radicalizar removendo mais de quinhentos
parlamentares (fora ministros, secretários, assessores, etc.) que se julgam nossos
"representantes" no congresso para um comando estrangeiro, mas efetivamente capaz?
Quem? Ora, olhe para os países de primeiro mundo desenvolvidos por eles mesmos!
Loucura? Nem tanto.

No que os alemães são mestres? No que os japoneses são insuperáveis? No que os


americanos se mostram os melhores?

É como contratar os melhores jogadores para o seu time, simples. Imaginem por
exemplo a contratação de 100 japoneses para comandarem o ministério da educação. E
que tal algumas dezenas de europeus também devidamente diplomados e experientes na
área médica administrarem o setor da saúde? Americanos poderiam ser chamados para
gerenciar a segurança pública (que tal russos aqui hem?). Alemães ou suíços
comprovadamente competentes em finanças dariam um destino melhor para nossas
verbas do que alguns políticos BR deram alguns anos atrás quando foram pegos com
dinheiro até na cueca.
Crime de corrupção? Constituição atualizada para punir os responsáveis com deportação
e prisão em seus países (onde a lei para quem rouba ou aplica golpes é REALMENTE
cumprida, bem diferente daqui). Além de multas a serem pagas.

Não dizem que o brasileiro é corrupto e metido a malandrão por natureza?


Então...porque está achando a ideia esquisita? Contrato de profissionais estrangeiros
com conhecimento também político seria por 4 anos renováveis por mais 4. Mais
prático impossível. O que fariam os centenas de colarinhos brancos hoje em Brasília?
F0dam-se eles. Que arrumem outro emprego.

"Mas a troco de que os grupos estrangeiros fariam isso?". Ora, a troco de salários que
estes profissionais talvez não conseguissem em seus países de origem. Atualmente
muitos países desenvolvidos passam por índices de desemprego preocupantes também.
Então, se NÃO HÁ gente competente aqui que ganhe MILHARES DE REAIS para
administrar nossas verbas, nada mais lúcido terceirizar tal serviço a quem pode operar
de forma eficaz e talvez por salários até menores do que os dos nossos caríssimos
engravatados que aqui estão.

Oposto ao bolivarianismo esta nova "privatização" da administração de nosso dinheiro


arrecadado pelo corpo de governo contatado teria a rígida fiscalização de outros órgãos
estrangeiros, talvez. Vide exemplo da intromissão dos americanos na atual investigação
de lavagem de dinheiro e corrupção na Fifa, entidade europeia. Porque um grupo
competente não pode fiscalizar a corrupção de um governo de outro país também? Basta
simplesmente autoridade e transparência para isso. Já que estamos TODOS estafados de
tanta imundice pelo BR adentro...não diga que não seria uma boa ideia.

Aqui no gerenciamento público BR não privatizaram várias empresas estatais?


Proponho então a mesma ideia para darmos cidadania a um grupo (bem menor do que a
quantidade de parlamentares hoje no Congresso) de estrangeiros comprovadamente
aptos em suas áreas e eficazes no manejo de contas públicas. Não me venham dizer que
não posso defender culturas de fora e que só valorizamos coisas de outros países e
mimimi. Isso é coisa de cego social br.

Quem mama nas t3tas do governo há anos, varre sujeiras para debaixo de um tapete
grande e velho, não nasceu com índole incorruptível e lê este texto no momento...ficou
um pouco preocupado. Isso eu garanto.
0 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Textos de Opinião

O mito dos termos alfa, beta, gama, zeta, etc.


Quando você estiver em uma entrevista de emprego NÃO vão te perguntar se você é um
homem alfa. Quando você estiver pela primeira vez diante daquela mulher que te atraiu ela
NÃO vai te questionar se você é um beta. Quando você estiver fazendo a redação para algum
vestibular, na folha da prova NÃO vai conter a questão se você é zeta em gramática.
Portanto é completamente impossível e inútil rankear um homem por UM item social, pessoal
ou profissional.
Alfa, beta, zeta...são termos usados pelos P.U.A.'s (Pick Up Artists), os intitulados "artistas da
sedução". Estes termos foram criados para vender livros e materiais de mídia sobre sedução e
conquista.
São termos que se aplicam mais no mundo animal, pois não há desigualdade na forma geral
entre os da mesma espécie, então um lobo macho alfa é alfa porque se difere de outro lobo
macho não por usar roupa de marca, andar de carro do ano ou ter saldo brilhoso na conta
bancária e sim por demonstrar em atitudes naturais que lidera e comanda uma matilha, por
exemplo. Porém um dia certamente ele perderá este posto e outro assumirá a posição.
Para compreender melhor o porque não uso estes termos em meus textos vamos na prática:
Exemplo 1. Imagine um empresário f0d@o nos negócios, ele é o cara que faz a empresa
detonar o concorrente, lidera uma equipe de dezenas de homens e mulheres, lida com
maestria e calma todos os problemas cotidianos que aparecem, tem uma mulher e filha lindas,
casarão, carrão, fazendas e... é broxa! Exatamente! Não dá conta do recado com a esposa
devido a falta de vontade sexual. Alfa de um lado mas beta do outro.
Exemplo 2. Pense num cara que tem o corpo f0d@stico, um shape que causa umidade na
mulherada quando ele passa perto (se é que vocês me compreendem), musculatura toda
definida, boa estatura e postura de macho quando anda, mas...não tem um centavo no bolso,
não conseguiu terminar o ensino médio e está desempregado há anos porque não consegue
passar em nenhum processo de seleção, não tem grana nem para comprar uma roupa decente
para sair. Além disso vive com um bafo demoníaco, horrível que sai da boca, pois não
conseguiu pagar tratamento para os dentes. É beta em um lado, mas alfa de outro? Ou é beta?
Ou é só alfa?
Exemplo 3. Um cara ricaço, tem o carro que ele quiser, sempre conviveu super protegido de
qualquer mal que alguém poderia ter feito a ele no círculo social ao qual está dentro, está
sempre bem vestido, além de poder frequentar qualquer lugar e viajar para qualquer país que
ele queira. Tem praticamente tudo à sua disposição mas...é totalmente tímido e não sabe
sequer iniciar uma conversa com uma mulher. Ele treme! Muitas vezes até as afasta pelo seu
jeito esquisito de ser e não consegue ter desenvoltura para interagir normalmente num flerte ou
situação favorável para conhecer alguém interessante. É um alfa com dinheiro sendo um beta
social? Ou é um beta que não sabe que pode ser alfa?
Percebeu o quão idi0ta é se medir dessa forma as qualidades de um Homem e inútil usar a
fitinha métrica imaginária com graduação de alfinha e betinha? E se for zetinha?
Então, seu imb3cil! No mundo dos humanos vários são os signos de poder e diferenciação de
um homem para outro. Não é um relativismo situado mas sim a INEXISTÊNCIA da régua
medidora a qual alguns retardados insistem em acreditar. Você é alfa no item A? Bem, mas
tenho certeza de que é beta betoso no item B!
SEMPRE haverá alguém PIOR do que você em algo e SEMPRE haverá alguém MELHOR do
que você em outro. Cravem isso em suas mentes e nunca se esqueçam!
12 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Textos de Opinião

O valor do fútil em detrimento do útil: porque muitos não são


valorizados?

Várias pessoas que conversam comigo dizem que têm um ótimo papo, são bem informadas
sobre vários assuntos, sabem conversar com homens ou mulheres, mas ficam indignadas
quando acabam percebendo atualmente que quem ganha atenção, respeito e é idolatrado... é
o fútil, o crasso, o p0rra louca e o insignificante.
Me perguntam: - o que fazer? Porque não sou valorizado(a)? Porque existe uma certa fuga de
quem não está abobalhado, atolado num estilo de vida cru, sem nexo, adepto ao "f0da-se" e
ainda vai na contra mão disso: sempre busca o melhor para si mesmo? "- Nem me escutam,
será que eu que sou retardado(a)?"
Eu sempre respondo: - Deixe estar.
Todos se decepcionam uma hora com suas escolhas. Vou além e digo que a sociedade BR
regrediu muito em maturidade, pois é como se voltássemos todos a ter 10 anos de idade. Sim,
estamos num nível muito baixo de cultura e compreendimento do que é bom e do que não é.
Duvida? Olhe a sintonia pífia que existe entre grande parte do círculo social que você vive com
a cultura. Não estou pedindo para observar quantos nerds existem ao seu redor e sim o que o
povo se orgulha em ter disponível: estilos musicais cada vez mais apelativos e esdrúxulos,
mídia incitadora de ideologias nocivas e nada contribuidoras para o desenvolvimento humano,
pu7aria em relacionamentos sendo pregada cada vez mais como comportamentos normais e
aceitáveis, bandidos criminosos com mais regalias que cidadãos de bem, política pública
nojenta, etc.
E sobre valores humanos podemos concluir que: o homem bom, fiel e honesto é o bananão. A
mulher decente, fiel e não promíscua é a bananona na visão das outras "contaminadas" pelas
ideologias modernas.
Na realidade não podemos exigir que todos sejam iguais em nível intelectual e idoneidade.
Nem nivelar por baixo e nem por cima. Mas QUEREM NIVELAR POR BAIXO, PORQUE É
MAIS FÁCIL!
O que ocorre é que a "instantaneidade" é regra criada pela sociedade moderna há um bom
tempo e conta pontos quem mais se afunda na piscina da ilusão. Seja para fugir dos
problemas, seja para mascarar estilo de vida medíocre, seja para se preocupar muito mais
sobre o fato de TER do que SER.
Então, se percebe que não te valorizam é como se sentir num deserto de areia com sol a pino
vendendo farofa apimentada. Saia dali e procure seu "público alvo" adequado.
Não chegamos ainda a comermos as cabeças uns dos outros nestes tempos de crise,
falsidades e egoísmos, mas é perfeitamente viável dizer que o que importa é o que você deixa
em vida, o que você contribui para si e os demais de forma a beneficiar a todos. Não se revolte
quando seu assunto não for muito interessante naquela roda de colegas, por exemplo, pode
ser que o nível que você está exigindo ali é muito alto.
Se iluda menos por achar que vão te valorizar pelo que você conhece. Caia na real! Num
mundo cada vez mais fútil os signos de poder contam muito mais do que qualquer currículo ou
bagagem. Faça o que tem de ser feito: viva de forma consciente mas sem deixar que te insiram
em algum campeonato social.

0 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Textos de Opinião

O que é machismo? O que significa o machismo? Entenda o machismo


que não querem que você saiba

Machismo nada mais é do que o comportamento original de um Homem em sua verdadeira


essência: instinto de protetor, de mais forte, o líder da família que se arrisca nas situações mais
perigosas (desde os primórdios da humanidade), o indivíduo que vem à frente da mulher para
defendê-la. O machismo reflete o sentimento de construtor da família e que chama a
responsabilidade de provê-la, zelar por ela e tomar as atitudes que mais exigem coragem e
força.
Entretanto atualmente nunca se viu tantas tentativas de quererem deturpar o real e sempre
verdadeiro significado do machismo. Mas porque?
A mídia, manipuladora da massa, objetiva fazer com que o movimento moderno feminista
possa se sobressair ao machismo desviando teorias e mentindo sobre o que ele é.
Geralmente a ideia é incitar ódio a homens (o que já fazem alguns grupos feministas) mas de
forma indireta. Como se todos os homens fossem perigosos e, com isso, a fim de rebaixar o
poder do homem como se ele não servisse à sociedade e fosse um mero provedor, por
conveniência e competitividades sexistas desnecessárias.
Feministas nada mais são do que mulheres mal amadas que iludem a sociedade sobre
defenderem os direitos das mulheres e como se não bastasse querem se igualar aos piores
tipos de homens: cafajestes, por exemplo, então tentam várias táticas de engenharia social
para atacarem o machismo original e pregarem que a vida da mulher VALE MAIS do que a de
um homem - vide lei do feminicídio!
Alguns especialistas dizem que o objetivo da deturpação do significado é a de enfraquecer
socialmente o maior número de homens possíveis de certas nações. Tanto para impedirem
crescimento econômico/ populacional quanto para planos de invasões de um país em outro a
fim de facilitar o domínio de um território alheio no caso de uma guerra. Mas isso ainda soa
como uma "viagem na maionese" por outros especialistas.
Então o desfiguramento do que é o machismo que estão fazendo atualmente seria interessante
para alguns povos com objetivos bem específicos e políticos, mas principalmente para uma
grande massa de mulheres manipuladas engenhosamente por movimentos feminazistas que
tentam cravar nas mentes mais "pobres de informação" que um homem só serve para ser um
mero auxiliar nos serviços pesados, que todo homem é um es7uprador em potencial, que todos
são cafajestes e que a mulher é melhor que o homem e não de forma igualitária socialmente.
Para estas e para o movimento feminista o machismo é visto e idealizado como crime.

7 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Textos de Opinião

O que uma sociedade com alcance de visão limitado considera como


fracassado e como vitorioso

Duvido que você nunca teve a sensação de estar no caminho certo mas passa a achar que é o
errado porque percebe que toda a boiada ao seu redor trilha um caminho diferente. Seja no
ambiente profissional, familiar ou amoroso.
Se você acha bizarro aplaudirem certas m3rdas expressas na mídia ou simplesmente num
grupo ao qual está inserido, este texto é para você.
Não raro se vê a super valorização do grão de feijão que saiu na b0sta de algum imbecil
famosinho imediato e, por outro lado, não se vê nem em uma nota de rodapé de algum jornal
manipulatório aquela notícia sobre uma pílula que potencialmente pode curar o câncer.
Nem estou manobrando o assunto para a tal da inversão de valores que tanto vemos na
sociedade moderna atualmente. Mas sim a valorização imediata do escracho, da escória, do
fútil, do nocivo e do inútil.
Porque isso acontece? Porque mentes com objetivos ruins querem que você fique burro o mais
rápido possível para tirar várias vantagens na competição social. É como induzir um possível
adversário ao erro antes mesmo de você ser um adversário de alguém.
É como se os casados, (os mal casados, diga-se de passagem) por exemplo, estivessem
mergulhados em uma grande piscina de m3rda bem fétida e gritassem para você (caso ainda
esteja fora dela): pule, pule, pule que é aqui que está gostoso! Sei que nem todas as uniões
estão desgraçadas, mas estou enfatizando a filhadaput@gem que é o fato de que ninguém vai
te mostrar o caminho do tesouro; é mais fácil te mostrarem o caminho do precipício.
Enquanto você não estiver na "linha de tiro" da sociedade NUNCA irão te considerar como
alguém que "venceu na vida". Que linha de tiro é essa? É a linha do comum, do que foi
implantado bovinamente como sendo vitórias.
Exemplo: hoje em dia é muito mais aceito num círculo social alguém que defende
esquerdismos e modismos recentemente jogados à grande massa para que interajam entre si
e esqueçam dos problemas do BR.
Se vc é uma pessoa sozinha é visto como uma pessoa fracassada. Se é casado, mas não tem
filho, é broxa, incapaz. Se tem filhos mas não oferece uma vida de rainha à sua esposa é outro
fracassado.
É assim que a sociedade moderna vê e dá a medalha a quem ela acha que merece no dia a
dia.
Sair para a baladinha e voltar na hora de entrar no trabalho é considerado por muitos como
uma "vitória" f0dastica, pois leva-se a crer que tal pessoa estava "aproveitando a vida" em
máxima intensidade. Certamente irão ignorar o fato de um alcoólatra depressivo procurar, em
eventos sociais, preencher algum vazio de personalidade solitária rasgando a noite e f0dendo o
fígado, por exemplo.
Outro vitorioso, segundo o ponto de vista que podemos chamar de visão social limitada: um
homem casadinho, mesmo que sua esposinha seja uma baranga escrota e ele esteja se
f0dendo para pagar a mensalidade do brinquedo que deu ao seu filho no aniversario do ano
passado.
Um derrotado, na visão limitada da massa: um formando, pois não adianta você todo
formadinho e com diplominha na sua área fazer sucesso na carreira. O vitorioso é o semi
analfabeto que está num programa de reality show.
Vitorioso: o pós adolescente que rebaixou o carro e botou rodas coloridas para chamar a
atenção das "minas" do bairro. Mesmo que vá pagar em 48 vezes.
Derrotado: um que trabalhou e estudou por anos, guardou uma grana e só depois de muitos
anos conseguiu comprar o próprio carro, um modelo simples, somente para agilizar seu meio
de locomoção.
Vitorioso: a mãe solteira "guerreira" que cria os filhos sozinha e "não precisa de macho". Mas
que recebe pensão para gastar no forró dando a bct para otários aleatórios que ela tenta fisgar
para pagar suas contas.
Fracassado: a jovem que dispensa o convite das "zamigas" para put@nhar noite à fora e fica
nos livros na tentativa de entrar numa universidade pública para não dar gastos aos pais
pagarem alguma faculdade particular caríssima e logo entrar em um emprego que a remunere
o suficiente para ajudar nos cursos e nos custos domésticos.
Vitorioso: a "moça de família" que foi trabalhar a trocentos km de casa, pois o emprego pagava
muito bem. Mas praticamente se prostitui para o chefinho para ter este emprego na empresa
dele.
Derrotado: a mulher que casou com um cara pobre, mas se gostam e se ajudam enfrentando
dificuldades de uma união no mundo moderno (para muitos ela deveria procurar alguém melhor
para ser parceiro dela e se "vender" a um homem mais "podero$$$o").
Vitorioso: o cara porr@louquinha que sai da casa dos pais e vai morar num apartamento fétido
(metade pago pelo pai) para viver uma "vidaloka" com a privacidade que ele sempre quis a fim
de poder chegar alta madrugada cheirando a erva e chapado, além de dar vários "perdidos" no
trabalho, f0dendo cada dia mais com a própria saúde (para muitos ele é uma pessoa
"independente").
Fracassado: a moça que ainda mora com os pais os ajudando e focada no trabalho e estudos
para poder melhorar de vida tanto financeiramente quanto profissionalmente e até
pessoalmente (para muitos ela é uma tontolona que nenhum homem quis).
Entre outros casos bizarros. Sim, são bizarros porque se f0der na vida é seu cartão de entrada
e aceite dentro de algum ambiente onde hajam vários derrotistas bitolados em verem troféus
onde não tem.
Meus caros, resumidamente é exatamente assim que a sociedade "zé povinho" caminha: sem
orientação correta, lixo cultural, inversão de valores e sempre pacíficos quando recebem fortes
manobras ideológicas para beneficiar alguns.

0 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Marcadores: Textos de Opinião

Entrevista com Alberto Santos - Podcast transcrito

Não me foi liberado a autorização de postagem do arquivo em áudio que gravei nesta
entrevista concedida recentemente, então por causa dessa frescura tive que transcrever tudo e
estou postando aqui. Quem me entrevistou foi uma blogueira que pediu sigilo de seu nome.
Pensei que iria postar este áudio no blog dela, mas não vi nada por lá até o momento em que
estou colocando aqui a transcrição dele:

Blog N.: Primeiramente parabéns pelos livros publicados e pela repercussão do público nas
redes sociais e no seu blog. Você sempre citou em seus textos que o feminismo é nocivo à
mulheres e homens e não é um movimento salutar, que quer o bem das mulheres. Com base
em que pensa desta forma?
Alberto Santos: Obrigado. Bem, sobre o feminismo moderno... acho um movimento sem pé
nem cabeça pois enaltece a "liberdade sexual" da mulher e que todo homem não deve rejeitá-
la por isso. Isso é o cúmulo, pois corrobora a ideia de que a mulher pode ser promíscua, se
igualar aos piores tipos de homens e copiar seus piores comportamentos, isso faria parte do tal
"empoderamento" feminino.
A mulher já vota, já trabalha, algumas até mais horas que deveriam, já faz o que ela bem
quiser. Só que no âmbito dos relacionamentos, TODO homem sabe que uma mulher rodada
não é boa para compromisso sério. Além de reivindicar mais direitos. Quais direitos? As
mulheres já votam há décadas, existe hoje a lei do feminicídio, ou seja, hoje a vida da mulher
no Brasil vale mais do que a do homem, as mulheres estão mais inclusas no mercado de
trabalho hoje como nunca estiveram antes. Quer ganhar igual? Seja competente e peça
aumento para seu chefe, simples. As mulheres têm delegacias específicas para elas, as
mulheres têm campanhas governamentais para diminuir a violência contra elas e o
investimento é pesado.
É um movimento que luta pela igualdade? Digo que não! Igualdade não é "empoderamento". O
feminismo é um movimento que visa massacrar o homem e sua essência histórica colocando
uma mulher pu7a acima dele. É isso! Movimentos feministas em décadas longínquas queriam
mais direitos da mulher como votar e trabalhar. E isso foi concedido, vide que mais mulheres
saíram de seus lares para ganhar um salário. Hoje querem o direito de serem pu7as sem
serem julgadas como tal, apenas isso.
Não raro se vê as novatas nuas nas tais "marcha das v@dias" com pinturas em seus corpos
dizendo sim ao aborto, à liberação sexual, "sou v@dia", etc. Isso é o mesmo que dizer: Ei,
todos! Ouçam: quero rodar, ser promíscua e ninguém pode me rejeitar ou me julgar. Nem as
prostitutas nunca participaram de tais manifestações bizarras.

Blog N.: Mas então você não apoia nenhuma ideologia que visa favorecer as mulheres? Acha
que o homem pode tudo, ser o comedor bonzão e sair de inocente?
A.S.: Essa confusão que você teve são os ataques que recebo. Me induzem a dizer que odeio
a cor rosa só porque digo que prefiro a azul. É claro que não é assim. O que tento esclarecer é
que o feminismo é um movimento que não luta pela igualdade, é uma politicagem de ilusão,
talvez até comandada por homens, segundo boatos, para que existam mais mulheres libertinas
e fáceis para eles mesmos.
É para iludir as mentes mais fracas e vulneráveis a manipulações. Porque devo favorecer o
que tem de ser igual? Somos seres humanos, não? Porque a lei do feminicídio criada
recentemente? Somos TODOS humanos e a vida da mulher não tem que valer mais que a do
homem e sim igual.
Sobre o "homem pode tudo e sair de inocente" é o que eu sempre digo: vocês se baseiam nas
atitudes dos piores. Pegam os cafajestes como referência de homem. Aí não dá, não é?
Obviamente que homem metido a ser promíscuo também não vale nada. Mas se existem cafas
é porque existem mulheres fáceis por aí. Pois é a mulher quem dita se vai rolar sexo, por
exemplo, ou não. O contrário disso, a "forçação de barra" para o sexo por parte do homem é
considerada ocidentalmente como abuso/ estupro e ele deve pagar por tal crime. E pagar muito
caro! Entretanto o homem de bem é visto hoje na sociedade moderna apenas como macho
utilitário.

Blog N.: E porque você fala muito pouco do homem cafajeste? Não vi nos seus textos nem nos
ilustrados você condenando atitudes de homens considerados "comedores" e chutadores de
mulheres, aqueles que depois que comem não assumem e fogem das redondezas.
A.S.: Porque este tipo de homem hoje em dia é vangloriado e até idolatrado por grande parte
do público feminino. Influenciadas ou não pelas novelas e pelas "zamigas" de maus costumes
muitas sentem verdadeiro nojo do homem que não é cafa, mas não aquele inocentão que não
sabe nem pegar a mulher de jeito. Então não tem como você dizer que chocolate faz mal para
a saúde numa chocolateria cheio de gente provando, o máximo que vai se ouvir é um "ah, tá
bom então". Os filmes como o 50 tons de cinza fazem sucesso entre o público feminino
porque? Compreende?

Blog N.: Você se considera um pouco misógino?


A.S.: Obviamente não. A primeira impressão que os analfabetos funcionais que não sabem
interpretar o porque e com que propósito escrevo é essa mesmo: acham que "o cara odeia
mulheres". Nunca generalizei e isso está bem explícito nos textos introdutórios tanto do blog
quanto dos livros que escrevi. Mas a preguiça de estudar com profundidade e se informar com
a mínima eficácia lendo os textos é que tornam muitos imbecis indignados a terem uma reação:
me atacar. Talvez por ainda existir pouquíssima literatura aqui no BR sobre o que escrevo é
que geram interpretações imediatistas e ignorantes como estas e outras.

Blog N.: Você é casado? Tem que idade?


A.S.: Não costumo falar sobre minha vida pessoal. Espero que compreenda.

Blog N.: Tudo bem. O que pensa sobre a juventude de hoje?


A.S.: O jovem BR atualmente tem muito mais dificuldades de foco e concentração nos estudos
do que em eras passadas. Uma parte é culpa dele mesmo. Muitos preferem e até se viciam,
ficam conectados o dia inteiro jogando, conversando, vendo fotos, vídeos, etc. Não conheço
nenhum que efetivamente fica nos livros por dois motivos: ele acha que internet é mais legal e
ele tem praticamente tudo usando ela como ferramenta.
Então hoje temos raríssimos bons profissionais com bagagem teórica/ prática. E querem
almejar cargos e salário maiores sem terem competência para tal. Desistem fácil de tudo, não
têm fibra. De uma forma geral temos talvez a geração mais imediatista da história da
sociedade. Escrevi um texto sobre isso, está no livro II.
Blog N.: O que pensa sobre política? O Brasil tem jeito?
A.S.: Não estou otimista em relação a isto. O que mais está acontecendo é que um está
entregando o outro no meio desta imundice que é a política no BR. Acho que daqui uns 50
anos o congresso se tornará apenas uma espécie de Big Brother onde todos são vigiados por
todos e se um olhar torto... tome denúncia e cassação. Mas dizer que farão algo realmente
bom pela nação é utopia dentro deste sistema de bandalheira que adotaram logo após a
ditadura.

Blog N.: Sobre as influências midiáticas: porque que descreveu, num dos seus textos que li,
que brasileiro deixa o livro de lado e vai sentar na frente da TV para ver novela?
A.S.: Porque não precisa pensar, raciocinar, assimilar ou fazer algum esforço para adquirir
conhecimento. Temos uma nação cada vez mais ignorante pois nenhum de nossos líderes e
representantes no governo se preocupam com isso, muito pelo contrário, quanto mais a massa
for burra é melhor para eles, isso está na nossa cara e acontece há muitas décadas.

Blog N.: Conhece Silvio K.? Ou sabe da história dele, textos que escreveu?
A.S.: Não. Li algumas coisas sobre ele. Mas nem sei se ainda está na ativa pela internet.

Blog N.: E sobre Nessahan Alita?


A.S.: Leitura obrigatória a todos os Homens que pretendem nunca perder a cabeça e levarem
suas decepções a atitudes trágicas por causa de mulheres e seus comportamentos que viram
enigmas na mente masculina. Ainda mais em tempos modernos. Mas não conheço a pessoa
N.A., afinal ainda mantém a identidade com este pseudônimo.

Blog N.: Porque você usa este perfil falso? Tem medo de mostrar a cara e dá-la a tapa?
A.S.: O meu não é falso, só não uso fotos pessoais porque há perseguição diária em cima dos
que fornecem material "revelativo" principalmente sobre comportamento feminino e outras
manipulações sociais e o porque disso, etc. e feministas, em sua grande maioria investem
bastante tempo em denúncias em massa contra pessoas como eu. Nunca alguém deixou de
acreditar em meus textos somente por causa disso. Penso que a mensagem é importante, o
meio e por quem ela chega até a visão das pessoas nem sempre.

Blog N.: O que seria esta prostituição moderna que você aborda em alguns dos seus textos e
teorias?
A.S.: Algumas mulheres hoje saem para conhecer os caras só se eles vierem de carro buscá-
las, pagar o cinema, jantar, etc. Isso é se vender, é como se fosse uma prostituição civil velada.
Vejo mulheres dando indiretas para seus parceiros que às vezes nem casados são que
precisam de um celular novo, que não vão conseguir pagar a mensalidade da faculdade, etc..
Sei que atualmente muita coisa mudou, quase ninguém gosta de ninguém sem ter algum
interesse oculto. Mas as mulheres estão se vendendo ao agirem desta forma, pois também
existe o caso de uma mulher se envolver com um homem, até casar, somente porque ela sabe
que ele é de uma família que vai dar suporte financeiro, mas não tem a mínima noção sobre o
que fará quando perceber que não gosta dele. Não raro vemos casos de agressão entre
casais, golpes premeditados e até mortes.

Blog N.: Mas não acha que você seria tipo um fiscal da vida sexual/ afetiva das pessoas? Se
estão felizes assim, que mal há?
A.S.: Muitos não estão felizes, mas fazem parecer. É como já escrevi: deem pra quantos e
quem quiser, não tenho nada a ver com isso, só procuro ajudar de forma orientativa.
Isso de falar "fiscal de c* alheio" e outros mimimis é coisa de gente que já vive num meio
imundo, promíscuo, onde há troca de favores por sexo.
São pessoas que têm culpa reprimida gigantesca e sabem que não tem mais volta desfazer a
fama delas. São pessoas que defendem que isso é ser feliz. Mas não é. A felicidade que
pregam é uma felicidade ilusória e temporária, não contribui e nem alimenta o desenvolvimento
pessoal da mulher, muito pelo contrário. A mulher viraria então um saquinho de p0rra feliz. Se
um homem tem uma filha, por exemplo, a última coisa que ele vai querer é que ela siga estas
ideologias imundas e falsas que vendem a tal felicidade falsa.

Blog N.: Você tem religião? Qual sua visão espiritual, religiosa e de fé?
A.S.: Sim, sou cristão, mas já fui mais praticante. Porém tenho fé e faço por onde tê-la. E
respeito todas as outras religiões, TODAS. Desde que não sejam seitas malignas. E não fico
tentando convencer ateu que Deus existe, se não acredita, respeito também.

Blog N.:O que acha do movimento da Real ?


A.S.: O movimento em si é necessário e deve sim orientar os homens, mas acho que houve
muita influência de gente que não está nem um pouco apta a divulgar. Deturparam muito a
filosofia, principalmente nas redes sociais, desconfio de feministos e feministas infiltradas nos
grupos, onde se vê até discurso misógino e não uma normal revolta dos mais jovens quando
acabam de conhecer a teoria.

Blog N.: O que achou da "conversão" de Sara Winter?


A.S.: Precisamos ter cautela pra saber se não há alguma jogada política por trás disso.
Entretanto, é como se as feministas usassem um ex machista para combater o Homem, então
não critico, se ela vai ter influência sobre muitas outras meninas que ainda vivem
desorientadas como ela foi, então isso é bom.
Não como alguns retardados estão dizendo, que é feminismo híbrido e outras bobagens, isso é
coisa de gente sem visão do quão benéfico pode ser esta "conversão" dela, afinal é mais uma
mulher que viveu um tempo sem a devida instrução do que era bom ou ruim na vida dela. Mas
como disse: é preciso aguardar, vamos ver se isso dura.

Blog N.: Obrigado por responder a entrevista.

A.S.: Disponha, foi um prazer.

Porque as mulheres não são mais como as de antigamente?


No mundo moderno atual vemos que vários fatores (dentre eles, principalmente o
feminismo, mas não vou me aprofundar nisso porque o foco do texto é outro) fizeram
com que as novas gerações de mulheres se definhassem.

Por volta das décadas de 50 até a de 80 era tradição a mulher zelar pela família no
sentido de cuidar da casa, dos filhos, entre outras atividades que tomavam quase seu dia
todo. Ser fiel ao marido ou namorado, noivo.. era também uma forma de seguir o que as
mães delas fizeram exatamente do mesmo jeito.

Para uma mulher daquela época, um "bom partido" para se casar ou ter um simples
relacionamento era um homem que também prezava pela família (respeitava os pais),
tinha um emprego (trabalhador) e não demonstrava atitudes de um sem noção
(bebedeiras, baladas, drogas, putarias com amigas/ amigos, etc.). Note que eu citei
"tinha um emprego" e só. Sim, isso contava muito, não como hoje, que a exigência já é
"tem um bom emprego". Existe uma diferença enorme entre um e outro.
O que as mulheres chamam hoje em dia de "Amélias", antigamente eram as mais
respeitadas, de família, boas para se casar e ter filhos, porquê sabia cuidar da casa, do
marido e filhos vendo o que suas mães faziam. Rarissimamente via-se uma mulher que
engravidou e não casou, adolescentes se beijando de língua pelas ruas, motéis lotados de
vadias dando (para seus namorados ou amigos, ou participando de surubas), etc. Apesar
de muita gente negar isso, sim, as mulheres daquela época eram mais felizes.
Justamente porquê tinham como base a família. Que foi destroçada nos dias atuais.

Nos tempos de hoje (leia-se novas gerações) a grande maioria das mulheres se
desvalorizou como um produto que existe aos montes na prateleira. A lei da oferta (mais
barata, mais fácil) e da procura apareceu de forma muito real depois do passar dos anos.

Não há mais aquela mulher que deseja um simples companheiro para casar e ter filhos.
Alguns casamentos aconteceram como se fosse uma negociação. Dá até para perceber
nitidamente que algumas "modernetes" curtem muito mais o dia do casamento (festas,
centro das atenções, fotos, etc.) do que o próprio matrimônio; do segundo dia após a
celebração em diante a coisa muda muito. Muitas casam-se só porquê a irmã ou amiga
casou-se e ela precisa casar-se também.

Em tempos "modernos" uma grande parcela das mulheres que casaram-se raramente
tem qualidades, além da beleza, que podem ser colocadas à prova. Um exemplo básico é
o fato de muitas sequer saberem esquentar uma água no fogão...imagine preparar uma
refeição para a família. Conheço mulheres que dizem: "Ah, quando casar é só comprar
marmita ou comer fora", já que na maioria dos casos é o homem quem paga mesmo.
Tudo bem que o homem tem que saber se virar, mas para ele colocar dentro de sua casa
uma companheira que seja totalmente dependente das iniciativas do seu marido, ele
contrataria uma empregada de 5 dias por semana. Muitas já se casam intimando o futuro
marido a contratar uma empregada. Mas e aqueles que não tem condições de pagar por
uma?

É daí que vem outro mal das mulheres atuais: o interesse. Conheço muitas com idades
variadas que simplesmente aceitam namorar ou casar com um cara que já tenha uma
certa estabilidade financeira mesmo não gostando um "pingo" sequer dele. Para não
citar muitas que traem até depois de casadas. Algumas preferem até um cara que já
tenha filhos, mas que seja "bom da grana" para relacionamento. É a tal da "segurança "
que a mulher alega ter o direito de querer hoje em dia. Mas e a segurança em relação a
sua fidelidade ou compromisso com o cônjuge dela, onde fica? As obrigações dela
consistem em fazer comprinhas no shopping e ficar na piscina ou até transando com
outros ex-namoradinhos enquanto o maridão não chega do trabalho?

Mulheres de hoje bebem muito mais (isso consta em certas pesquisas pelo mundo à
fora) do que as de antes. Mulheres de hoje em dia saem muito mais de casa, mesmo sem
o consentimento dos pais, para festas, baladas, reuniõezinhas na casa das amigas, fazem
muito mais sexo, tem muito mais parceiros durante sua vida sexual ativa, almejam
chegar bem mais longe na carreira profissional (não aceitam qualquer emprego/ função)
para ter dinheiro e tentarem ser independentes, para, posteriormente acharem que têm
direitos iguais aos dos homens.

Antigamente não era muito aceitável passar de uma certa idade e ainda estar solteiro ou
solteira. Era tradição casar e ter os filhos, porque os pais, avós, bisavós, enfim, toda a
árvore genealógica tiveram. Mas na época mulheres honradas existiam em maior
quantidade. Hoje é muito mais compreensível o fato de termos mais pessoas solteiras
justamente porque ninguém confia em mais ninguém. Decepções amorosas se
encontram aos montes por aí. Culpa do homem e da mulher. Entretanto se a mulher
"moderna" se valorizasse como antigamente e escolhesse seu parceiro pelo que ele
realmente é e não pelo que ele tem, teríamos bem menos pessoas infelizes habitando o
planeta.
Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Mulheres baladeiras

Cada um faz o que bem entende. Essa frase você já deve ter ouvido várias vezes, mas
não notou que, na maioria delas, ou em todas as vezes, foi dita por uma mulher que
você conheça. Sim, muitas mulheres sempre têm uma desculpa para a vadiagem, a
poligamia e traição.

Mulheres que frequentam baladas, não importa se semanalmente ou só ás vezes, não são
para relacionamento sério. Eu me canso de dizer isso a muitos caras por aí, mas alguns
se fazem de surdos. E depois pagam o preço.

Direto ao ponto: a balada para uma mulher é como se fosse a zona para o homem. Elas
são sempre as cortejadas, conseguem que trouxas paguem bebidas e lugares vip para
elas na esperança de pegá-las. Muitas até fazem essa "troca". E como uma mulher que
frequenta balada vai querer encontrar um cara para namoro sério se ali os homens
somente querem sexo? Sim, são todos sim! Alguns com mais lábia, outros com menos.
Mas o objetivo é o mesmo.
E por outro lado, como um homem vai levar um relacionamento à sério com uma que já
rodou ali na noitada (ou em outras noitadas) na mão de vários que também tinham a
mesma meta: pegá-la para sexo? Muitos não entendem isso. É como uma feira e cada
qual tem seu preço.

Mulheres baladeiras não merecem crédito ou confiança, pois estão ali como
mercadorias, estão ali para oferecer somente o que todas podem oferecer, sem abrir a
boca: só a beleza. Pois não é em uma noitada que você tem condições de analisar a
índole dessa mulher, se ela tem ou não chance de ser a sua escolhida. Onde você pensa
que elas vão com as amigas, na primeira oportunidade quando brigam com namorados,
por exemplo?

E você, que ainda pensa em levar a sério um namoro com uma baladeira, saiba desde já
que ela nunca deixará a vontade de frequentar noitadas só porque surgiu alguém na vida
dela. Ou seja, mesmo namorando sério, muitas mulheres de balada dão sempre um
jeitinho de escapar e satisfazer a "vontade louca" de sair, mesmo que com amigas. Não
se iluda!
Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Casamentos atuais: tradição ou vitrine?

Não sei quando as mulheres mudaram a visão sobre casamentos, mas creio
que já nas décadas de 80/90 dava para notar um alvoroço muito maior com
relação às festas que acontecem após as cerimônias religiosas (na maioria dos
casos) justamente porque envolve um grande número de pessoas próximas à
elas (família, amigas, colegas de trabalho, etc.) e isso a faz pensar que o que
mais importa é que todo mundo veja que ela desencalhou, ou que conseguiu
um homem. Tradição? (risos)

Em grande parte dos casos que analiso observo com nitidez que, por parte da
mulher, há uma necessidade implícita de que todas as pessoas do seu convívio
social têm que notar que ela estava bem, e agora vai estar muito mais,
casando-se. Não é dada nenhuma atenção ou mencionado sobre o que será
da vida a dois após a celebração na igreja, após os docinhos, a bebedeira na
festa, a gravata para os convidados, as lembrancinhas, as danças, o vestido,
etc.

O que se entende é que a maioria dos casamentos nos dias atuais servem
apenas como uma vitrine para que os convidados e pessoas do convívio da
mulher notem que ela atingiu uma espécie de meta. Seria uma certa carência/
necessidade de mostrar que elas estão felizes? Mas e o depois? Não raro se
vê casamentos que duram menos que um ano!

Não sou contra os casamentos, mas sim contra o despejo de atenção total para
as firulas que envolvem o evento em si. Sou a favor de projetar com muita
inteligência a vida a dois, antes e depois do casamento.

Se a sua parceira se mostra muito mais entusiasmada com a festa e afins, do


que com o "depois" do evento ou sobre como vão conviver juntos, planos,
desenvolvimento da união com o passar dos dias, etc. é hora de repensar seu
relacionamento, meu amigo.