Vous êtes sur la page 1sur 36

Educação Física - Licenciatura

Metodologia do ensino da
Natação
Eloise Werle de Almeida
Aula 1
Histórico, quem são
nossos alunos e Física da
água
Como surgiu a natação? ?

Instinto de sobrevivência ou também por


observação dos animais
Fuga ou ataque a animais, ou pela busca de
alimentos
3.000 anos antes da nossa era - Gregos

Fonte: <https://universidadedanatacao.wordpress.com/2008/10/03/o-
surgimento-da-natacao/>. Acesso em: 11 jul. 2016.
Histórico da Natação
Segunda Guerra Mundial – Soldados aprendiam
para evitar afogamentos
Atualmente:
- Saúde: produção de efeitos benéficos ao organismo
e ao físico.
- Lazer: oportunidade de satisfações emocionais.
- Necessidade: sobrevivência ou reabilitação.
- Esporte: performance e resultados.
Surgimento dos estilos - crawl
Duke Kahanamoku

Surgimento do crawl
moderno – vencedor da prova
dos 100m livres nas
Olimpíadas de 1912 e 1920.

Fonte: <http://chroniclingamerica.com/lccn/sn83025121/1912-07-09/ed-1/seq-

3/image_681x721_from_0,294_to_1984,2395.jpg>. Acesso em: 11 jul. 2016.


Surgimento dos estilos - costas

Movimento simultâneo
1935 – estilo completo – braçadas alternadas –
Adolph Kiefer
Adolph Kiefer ganhando
prova de 100 m nado costas
nas Olimpíadas de 1936

Fonte: <http://www.notinat.com.es/images/noticies/Image/2007-
05/AdolphKiefer_100Back_1936.jpg>. Acesso em: 11 jul. 2016.
Surgimento dos estilos - peito

Primeira forma encontrada pelo homem de


propulsão na água
1957 – nado não podia mais ser submerso

FILIPINA
Surgimento dos nados - Borboleta

1933 - Henry Myers – dificuldade em realizar o


nado peito – braçada por fora da água
1934 – ondulação

Fonte: <http://corpoequilibrado.com.br/wp-
content/uploads/2016/06/nata%C2%BA%C3%BAo-para-emagrecer.jpg>.
Acesso em: 14 set. 2016.
Surgimento da natação no Brasil

1897 – oficialização da natação - União de Regras


Fluminense - Federação Brasileira das Sociedades
de Remo
1898 – primeiro campeonato brasileiro - fortaleza
de Villegaignon e a praia de Santa Luzia – 1500m
no mar – RJ
1919 – primeira piscina para competições –
Fluminense Futebol Clube
História da natação no Brasil
Abraão Salíture – 1901 a 1920
Maria Lenk – 1935 - 100 m livre, 400 m livre,
revezamento 4x100 livre, 200 m peito e 100 m
costas

Fonte: http://htesports.com.br/wp-content/uploads/2016/03/arq_150074.jpg
História da natação no Brasil
Gustavo Borges – prata 100m livre – Barcelona
Cesar Cielo – ouro 50m livre e bronze 100m livre.
Thiago Pereira – finalista olímpico 200 e 400
medley.
Fabíola Molina – 100m costas
Joana Maranhão – 200 e 400m medley
Rogério Romero – 100 e 200m costas
Ricardo Prado – 400m medley
Fenômeno Michael Phelps
Vídeo

Michael Phelps

https://www.youtube.com/watch?v=KHTuo55ojfE
Quem são nossos alunos

Nível de desenvolvimento dos alunos


Aspectos da personalidade
Características físico emocionais

Bebês
Crianças
Adolescentes
Adultos
Idosos
Bebês

O desenvolvimento harmonioso do bebê depende da


quantidade e qualidade dos estímulos
proporcionados pelo seu meio ambiente, as
experiências aquáticas são atividades muito valiosas
para progresso no plano psicomotor

Vivenciar experiências variadas


pode tornar o corpo do bebê mais
operacional
Bebês
Diferentes posicionamentos
Diferentes partes do corpo

Consciência e noção corporal

As noções espaciais são vividas na exploração do


meio aquático, utilizando o corpo do bebê
estático ou em diferentes deslocamentos, em
pequenas ou grandes quantidades de água,
próximo ou longe de alguém .
Bebês
As noções temporais serão adquiridas conforme as
ações em aulas realizadas. Estas irão se adaptar ao
ritmo e o tempo próprio do bebê. Por exemplo: para
compreender o significado de “antes”, o bebê deverá
vivenciar uma situação antes e depois de imergir, que
pode ser uma situação qualquer. Essas experiências
irão estimular áreas cognitivas e irão promover a
aquisição da noção de tempo
Bebês

Atividades irão proporcionar o contato social entre os


bebês, os bebês e suas mães, os bebês e o professor

Estímulos visuais, sonoros, táteis, cinestésicos; por meio


das cores do ambiente e dos materiais; do som da água e
músicas utilizadas, do suporte da mãe e até da própria
água.

REFLEXOS

MOVIMENTOS
VOLUNTÁRIOS
Vídeo Natação para bebês

Natação para bebês

https://www.youtube.com/watch?v=XfTemB-qim0
Momento de perguntas
Natação para crianças

O aprendizado se dá pelas brincadeiras, imitações


e também fantasiando situações.

Todas as situações são estímulos


JOGOS E BRINCADEIRAS
para aprendizagem

VARIEDADE

A partir dos sete até os dez anos


as crianças já entendem e
respeitam regras e dão feedback
positivo ou negativo das
propostas oferecidas.
Natação para crianças

Percepção sem influências sociais


Aprendizado do nado sem muitas correções
técnicas.

Fonte:https://paisdoleao.files.wordpress.com/2014/10/natac3a7c3a3o.jpg
Natação para adolescentes

Pré-adolescência e adolescência: momento de


mudanças físicas e emocionais.
Conflitos de comportamento: professor não deve
ser autoritário
Nesse momento a turma dos alunos é muito
importante – interesse
Natação para adolescentes

Toda aprendizagem
adquirida poderá ser
transformada em
aperfeiçoamento

Atitudes positivas em
relação a atividades
esportivas regulares.
Natação para adultos

O processo de ensinar um adulto é o mesmo que


uma criança, só que neste momento a ludicidade é
menos importante, e sim as explicações e os
porquês das atividades que estamos propondo.
Manter o interesse
Vídeo

Natação Master

https://www.youtube.com/watch?v=nXin-tMG4G8
Natação para idosos

Proposta de atividades nas quais eles possam se


sentir capazes e valorizados. Ainda, os profissionais
de educação física têm uma missão primordial com
essas pessoas: reativar o corpo e fazer com que
redescubram sua autoestima

Fonte:<http://www.jomi.org.br/noticias_imgs/26.jpg>.Acesso em: 26 jul. 2016.


Natação para pessoas com deficiência
Atividade em Sala

Pensando no que vimos até agora, qual é o melhor


momento para iniciarmos as atividades
competitivas com nossos alunos nadadores ?
ÁGUA
Densidade

“A densidade é uma grandeza que mede a


quantidade de massa (m) de um corpo por unidade
de volume (v).” (DUARTE, 2004, p. 7)

A densidade específica é a razão entre a densidade do


corpo e a densidade da água. Podemos exemplificar esse
conceito com uma situação comum: quando estamos
dentro da água podemos perceber
que ficamos mais leves.
Densidade de tecidos
Empuxo
Empuxo

É a força que a água exerce sobre um corpo imerso.


Sua intensidade será igual ao
peso do volume de água
deslocado por esse corpo, e o
sentido dessas forças será
oposto, sendo o peso para
baixo e o empuxo para cima.
E= dH2O . V. g

Ex: caminhar em uma piscina


com diferentes profundidades
Centro de volume
O centro de volume (CV) é a região do corpo em torno
da qual o volume está igualmente distribuído em
todas as direções. Assim como o peso pode ser
considerado atuando em um único ponto que é o
centro de gravidade, a força empuxo também pode
ser considerada atuando em um único ponto: o
centro de volume. O empuxo atua no centro de
volume da parte submersa do corpo.
(DUARTE, 2004, p. 16)
Centro de volume

Equilíbrio instável

Equilíbrio estável
Velocidade

Posição do corpo
Corpo na horizontal enfrenta menor resistência e,
com isso, terá maior velocidade

Fonte:<http://natacao.f1cf.com.br/images/projeto_natacao_0-2-3.jpg>.
Acesso em: 16 ago. 2016.
Temperatura
Interesse de participação a nível motivacional, trabalho
da musculatura, relaxamento e flutuabilidade.

Preferência individual.

Bebês e pessoas com deficiência


Momento de perguntas