Vous êtes sur la page 1sur 737

TF007

Manual de Instruções

KRONES
Enchedora

Nº de comissão, ver:
- Lombada do arquivador
ou
- menu de seleção

Doc.Nº: ver abaixo

D-03-00230 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT


gelb
Avisos importantes

O objetivo deste manual é assistir no manuseamento correto e seguro da máquina.


Favor atentar portanto para as seguintes observações.

I. Ler todo o manual de instruções antes de instalar a máquina e proceder ao seu


arranque. Deste modo, será evitado o manuseamento incorreto da máquina.

II. Acima de tudo e no seu próprio interesse, observar os regulamentos de


segurança que se encontram no segundo capítulo.
Efetuar a leitura mesmo que já conheça o manejo de uma máquina Krones.

III. Este símbolo marca indicação de segurança.


Necessariamente obedeça esta indicação, caso contrário há
● perigo de vida ou perigo de ferimentos,
● perigo de danos na máquina, no produto, no meio ambiente.

Este símbolo marca indicações de tipo geral.

IV. Um manual de instruções só pode servir o seu propósito se estiver sempre


ao dispor do operador da máquina.
Favor assegurar-se para que o manual permaneça sempre junto a máquina.

V. Este manual de instruções, referente a uma máquina KRONES, deve ser mantido
confidencial. As informações aqui contidas não podem ser reproduzidas,
utilizadas indevidamente ou facultadas a terceiros, sem a nossa autorização.

VI. A KRONES trabalha continuamente no desenvolvimento de todas as suas


máquinas.
Reservamo-nos o direito de fazer alterações no formato, técnicas e equipamentos
das máquinas. Pedimos a sua compreensão para o fato de não aceitarmos
reclamações com base nos dados e ilustrações contidos neste manual.

VII. Atenção: Na seção 7 se encontram informações gerais e instruções sobre o


equipamento especial/grupos específicos do pedido de encomenda.

D-03-00179 PO
Índice geral

Arquivador 1 Apresentação
Dados técnicos
Instalação
1

Segurança
Princípio de funcionamento
2
Elementos de comando

Revisão
Processo de trabalho
4
Conversão
Defeitos durante o funcionamento
5
Arquivador 2 Manutenção
Instruções de lubrificação
Limpeza/desinfecção
6
Informações
Instruções
Tampadora
7
D-03-00180 PO
register1 Índice

Capítulo
Apresentação
Enchedora KRONES

Índice
1.1. 1 Enchedora KRONES

D-03-00197 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT


Apresentação

Enchedora KRONES

z Sua enchedora KRONES foi concebida, equipada e ajustada de forma a corresponder a suas
necessidades, tal como especificadas em seu pedido de encomenda.
z Os recipientes são levados para a máquina por meio de transportadores.
Na máquina, os recipientes são posicionados por baixo de válvulas de enchimento, enchidos e -
dependendo do pedido de encomenda - transferidos para uma tampadora para serem fechados.
Em seguida, saem da máquina através da zona de saída.
z Em seguida serão descritos, em capítulos separados, o funcionamento, utilização e manutenção
da máquina.
z As informações/dados específicos do pedido de encomenda, se encontram em documentações
suplementares pertencentes a sua máquina (p. ex.: documentação de peças de reposição, docu-
mentação elétrica); veja o capítulo "Informações".

Exemplo:
Vista geral de uma enchedora

03o0192C

D-03-00197 PO 1. 1. 1
Índice

Capítulo
Dados técnicos
Enchedora

Índice
1.2. 1 Informação preliminar

1.2. 2 Instruções de segurança/Indicações referentes aos


dados técnicos

1.2. 3 Dados básicos


1.2. 3 Dados básicos
1.2. 6 Placas de identificação, nº da máquina, ano de construção, ...
1.2. 7 Designação do tipo/modelo
1.2. 8 Conexões de alimentação

1.2. 9 Produtos de serviço permitidos/limites de serviço


permitidos
1.2. 9 Produto
1.2.14 Gás de serviço - Caldeira/reservatório de produto
1.2.19 Gás de serviço - Ar de trabalho
1.2.21 Água de serviço - Água fria
1.2.24 Água de serviço - Água quente
1.2.26 Recipientes/tampas
1.2.26 Lubrificantes

1.2.27 Produtos de limpeza/desinfetantes para o serviço de limpeza


CIP/SIP
1.2.28 Produtos esterilizantes para os filtros assépticos

1.2.30 Detritos resultantes


1.2.30 Detritos resultantes

1.2.31 Níveis de enchimento


1.2.31 Níveis de enchimento

1.2.32 Torques
1.2.32 Torques

D-03-00163 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT


Dados técnicos

Informação preliminar

● As informações contidas neste capítulo se


referem aos modelos standard da máquina.
● Os dados específicos da máquina se encon-
tram em outras partes de sua Documentação
Técnica, como p. ex. na documentação de
peças de reposição ou na documentação
elétrica.

10751b

● Primeiro leia tudo!


Só assim poderá ter a certeza de não
esquecer nada ou de não fazer algo errado.

● Neste capítulo encontram-se


• os dados básicos da máquina
• os dados referentes ao enchimento
• os dados referentes à limpeza/desinfecção
• outros dados, como p. ex. acerca dos detritos resultantes, níveis de enchimento,
torques, ...
● As unidades de medição utilizadas nos Dados Técnicos correspondem ao
"Sistema internacional de unidades (SI)".

D-03-00163 PO 1. 2. 1
Dados técnicos

Instruções de segurança/Indicações referentes aos


dados técnicos

● Sendo necessário, esvaziar a máquina e Produtos de serviço permitidos/limites de serviço


desligá-la. permitidos
● Para a execução de trabalhos na máquina: ● Os produtos de serviço têm de possuir uma qualidade
Bloquear a máquina para que não possa apropriada à sua utilização no setor de produtos
ser colocada em funcionamento alimentares.
acidentalmente. Os produtos de serviço não podem conter nenhuma
Conforme o modelo da máquina: substância que o produto alimentar não possa conter,
• Colocar o interruptor de liberação para como p. ex. microrganismos, produtos de limpeza/
manutenção em "O" / pressionar o desinfetantes, impurezas.
botão combinado de PARADA DE ● O envasilhamento de produtos ozonizados ou com um
EMERGÊNCIA/Liberação para forte teor de cloreto terá de ser devidamente especifi-
manutenção. cado no pedido de encomenda, visto que será
Proteger o interruptor contra necessário utilizar materiais/vedações especialmente
religação. apropriados, na construção da máquina.
OU ● A utilização de produtos de limpeza/desinfetantes
• Se não existir, posicionar o interruptor ozonizados ou com um forte teor de cloreto terá de ser
principal em "O". devidamente especificada no pedido de encomenda,
Proteger o interruptor contra visto que será necessário utilizar materiais/vedações
religação. especialmente apropriados, na construção da máquina.
● Breve colocação da máquina em ● Respeitar os limites de serviço,
funcionamento: • para que ninguém seja posto em perigo
• Se for indispensável movimentar/ligar • para que a máquina não seja danificada
temporariamente a máquina, ligá-la (p. ex.: pressões, temperaturas).
somente pelo tempo estritamente
necessário. Gases de serviço
• Prestar especial atenção para que
● Cumprir as leis/regulamentos/diretivas nacionais, caso
ninguém seja posto em perigo ou para
se utilizem/trabalhem quaisquer tipos de gases
que a máquina não seja danificada.
(p. ex.: CO2, N2, ...).
• Em seguida, bloquear novamente a
Arejar suficientemente a sala de trabalho.
máquina (ver acima).
Trantando-se de gases mais pesados do que o ar,
● Os trabalhos na máquina só podem ser arejar, além disso, suficientemente as salas/canais
executados por pessoal especializado e situados a um nível mais baixo ou protegê-los contra a
autorizado. penetração do gás.
● É imprescindível observar:
• as instruções de segurança KRONES Detritos resultantes
• o capítulo "Segurança" ● Providenciar a remoção adequada dos detritos
• as instruções de segurança/informa- resultantes do funcionamento da máquina.
ções contidas no início de cada ● Sendo necessário, o proprietário da instalação/máquina
capítulo deverá mandar instalar um sistema de aspiração para
• as leis/regulamentos/diretivas gases de serviço/vapor - caso não tenha sido acordado
nacionais, caso se utilizem/trabalhem nada em contrário - por uma empresa especializada em
quaisquer tipos de gases, como p. ex. ventilação e devidamente autorizada.
CO2, N2, ...
● Utilizar a máquina somente no âmbito de
seu fim de aplicação permitido, usando
produtos de serviço permitidos e respei-
tando os limites de serviço permitidos.

D-03-00163 PO 1. 2. 2
Dados técnicos

Dados básicos

Dados básicos

1/3
Dados básicos

Designação da máquina Enchedora KRONES

Modelo da máquina A máquina foi concebida, equipada e preparada em conformi-


dade com as necessidades do cliente, tal como especificadas
no pedido de encomenda. Conforme o modelo da máquina, os
recipientes são, por fim, transferidos para uma tampadora.

Fabricante KRONES AG
Böhmerwaldstr. 5
D-93068 Neutraubling
http://www.krones.de
Para mais informações, é favor consultar a lista de endereços
no capítulo "Informações"!

Fim de aplicação permitido da Para envasilhar os produtos, para os quais foi concebida pelo
máquina fabricante.
Para envasilhar o respectivo produto nos recipientes, para os
quais foi concebida, equipada e preparada pelo fabricante.
Usando os produtos de serviço permitidos (tipo, qualidade)
e
respeitando os limites de serviço permitidos (pressões, tempe-
raturas).
● Utilizar a máquina e o sistema de tubulações
exclusivamente no âmbito de seu "fim de aplicação
permitido".
Respeitar as seqüências de trabalho da máquina.
● Uma utilização imprópria implica graves riscos de
funcionamento.
● Por isso, é proibido utilizar a máquina fora de seu
fim de aplicação/seqüências de trabalho permitidos
(p. ex.: emprego de um produto/gás de serviço
explosivo/inflamável e eventuais combinações
perigosas dos mesmos).

D-03-00163 PO 1. 2. 3
Dados técnicos

2/3
Dados básicos

Dados da máquina

Veja:
Folhas de dados e medidas na documentação de peças de
Dados mecânicos reposição
(construção, dimensões, pesos, (p. ex.: esquema de engrenagens, planta da máquina, ...)
rendimento, ...) Planta de montagem
Placa de identificação da máquina
Placa de identificação da caldeira/reservatório de produto

Veja:
Dados elétricos Documentação elétrica (esquema de conexões elétricas, lista
(tipo, qualidade, quantidade, ...) de equipamentos elétricos, plano de software, ...)
Placa de identificação do armário de distribuição

Alimentação do produto através do conduto do produto

Alimentação dos produtos de


através do conduto do produto
limpeza/desinfetantes

Entrada/saída de recipientes através de esteiras ou de estrelas transportadoras

A máquina foi concebida, equipada e preparada em conformi-


dade com as necessidades do cliente, tal como especificadas
no pedido de encomenda.
Construção da máquina Conforme o modelo da máquina, os recipientes são, por fim,
transferidos para uma tampadora.
Para informações mais detalhadas, é favor consultar a
documentação de peças de reposição/documentação elétrica.

D-03-00163 PO 1. 2. 4
Dados técnicos

3/3
Dados básicos

Valor de emissão de ruídos O valor de emissão de ruídos específico do local de trabalho,


para um rendimento até 60.000 recipientes por hora,
● fica, nas enchedoras de garrafas, entre 75 e 85 dB(A),
com uma tolerância de medição de +/- 2 dB(A).
● fica, nas enchedoras de latas, entre 83 e 88 dB(A),
com uma tolerância de medição de +/- 2 dB(A).
(Valor medido de acordo com a norma DIN EN 11204, classe
de exatidão 2.)
Este valor poderá ser superior ou inferior, em função
● do tipo de recipientes a ser processado,
● do tipo de caixas a ser processado,
● da subdivisão da máquina,
● da acústica do edifício.

D-03-00163 PO 1. 2. 5
Dados técnicos

Placas de identificação, nº da máquina, ano de construção, ...

Placas de identificação

Placa de identificação da
1. Tipo/modelo da máquina
máquina
(no/atrás do revestimento de 2. Nº da máquina/
proteção da mesa de entrada) de comissão
3. Ano de construção 1 2 3 4
4. Fabricante

10o0142c

1. Nº da máquina/
Placa de identificação da cal- de comissão
deira/reservatório de produto 2. Ano de construção
1
(no diâmetro interior, no caso de 3. Volume
2
uma caldeira circular) 4. Pressão máxima permitida
5. Pressão medida na
3
inspeção
4
5 11
6. Data da inspeção
Só existente nas caldei- 7. Temperatura mínima 6
ras ou recipientes de permitida 7 10
produto, sujeitos a uma 8. Temperatura máxima 8
inspeção obrigatória. permitida 9
9. Diversos
10.Número do serviço de
inspeção
11.Fabricante 10o0144c

Placa de identificação do 1. Fabricante


armário de distribuição 2. Ano de construção
(em uma das portas do armário de 3. Nº da máquina/ 1
distribuição) 2
de comissão
4. Certificação 3
5. Tensão 4
6. Tipo de corrente 5
7. Freqüência 6
8. Corrente nominal 7
9. Valores ICW-/ICU 8
10.Nº do esquema de 9
conexões elétricas 10
10o0145

D-03-00163 PO 1. 2. 6
Dados técnicos

Designação do tipo/modelo

Esclarecimento da designa- P.
VKP (2)VCF-PET 060-113 KK 10-M
ção do tipo/modelo na placa ex.:
de identificação da máquina
(Exemplo) V Válvula (válvula de enchimento)

K Tubo curto

P Válvula acionada pneumaticamente

(2)V Pré-evacuação (dupla)

Canal suplementar de CO2 para a correção do nível de


CF
enchimento

Máquina para encher garrafas PET, presas pelo anel


PET
do gargalo

060 Quantidade de válvulas de enchimento

113 Subdivisão da máquina em mm

Tipo de tampadora (p. ex.: KK = Tampadora para cáp-


KK sulas de coroa, NK = Rolhadora para rolhas de cortiça,
SV = Tampadora para tampas rosqueadas)
10 Quantidade de elementos de tampar

Série da enchedora (M = Mecafill, S = Sensometic,


M
V = Vacufill, VO = Volumetic)

VKP ... Enchedora com comando eletrônico e válvulas de enchimento acionadas


VP... pneumaticamente

VK... Enchedora com válvulas de enchimento acionadas mecanicamente

VV... Enchedora a vácuo com válvulas de enchimento acionadas mecanicamente

VC... Enchedora de latas com válvulas de enchimento acionadas mecanicamente

Enchedora volumétrica com comando eletrônico e válvulas de enchimento


VO(C)... acionadas pneumaticamente
(C = para latas)

D-03-00163 PO 1. 2. 7
Dados técnicos

Conexões de alimentação

● Os produtos de serviço têm de possuir uma qualidade apropriada à sua utilização no


setor de produtos alimentares.
● Os produtos de serviço não podem conter nenhuma substância que o produto alimen-
tar não possa conter, como p. ex. microrganismos, produtos de limpeza/desinfetantes,
impurezas, ...

Sendo necessário, o proprietário da instalação/máquina deverá mandar instalar um


sistema de aspiração para gases de serviço/vapor - caso não tenha sido expressamente
acordado nada em contrário - por uma empresa especializada em ventilação e devida-
mente autorizada.
Conexões de alimentação ● Produto
para produtos de serviço ● Gases de serviço
(conforme o tipo/modelo da • Caldeira/reservatório de produto (p. ex.: CO2, N2,
máquina) ar standard, esterilizado)
• Ar de trabalho
● Água de serviço
• Água fria (p. ex.: sistema de aspersão, sistema HDE)
• Água quente (p. ex.: sistema de expulsão de estilhaços
por água)
● Recipientes/tampas (p. ex.: esteiras transportadoras,
sistema de alimentação automática)
● Lubrificante para esteiras transportadoras (p. ex.: sistema
de lubrificação das esteiras transportadoras)
● Lubrificantes (p. ex.: sistema de lubrificação central
instalado pelo proprietário)
● Produtos de limpeza/desinfetantes (para o serviço de
limpeza CIP/SIP)
● Vapor para os filtros assépticos

Alimentação elétrica Os valores conectados (tipo, qualidade, quantidade, ...) podem


ser consultados na documentação elétrica, bem como na placa
de identificação do armário de distribuição.

D-03-00163 PO 1. 2. 8
Dados técnicos

Produtos de serviço permitidos/limites de serviço


permitidos
Produto

1/5
Envasilhamento de produtos que contenham CO2,
com atmosfera de gás protetor: p. ex. CO2, N2, ar

● O envasilhamento de produtos ozonizados ou com um forte teor de cloreto terá de ser


devidamente especificado no pedido de encomenda, visto que será necessário utilizar
materiais/vedações especialmente apropriados, na construção da máquina.
● Só é permitido envasilhar os produtos, para os quais a máquina foi concebida pelo
fabricante.

Na caldeira/no reservatório, é adicionada ao produto uma atmosfera de gás protetor


(p. ex.: CO2, N2, ar).
● A atmosfera de gás protetor impede que o CO2 contido no produto seja liberado.
● No caso de produtos sensíveis ao oxigênio, a atmosfera de gás protetor impede que o
produto entre em contato com o oxigênio (atmosfera protetora de CO2 ou N2).

Pressão conectada/
Pressão de serviço

Conduto do produto Pressão conectada/Pressão de serviço conforme


(antes da válvula de regulagem do
produto)
necessário

mín. 2,5 bar máx. 9,5 bar

A pressão conectada/pressão de serviço existente no


conduto do produto deve ser sempre 1,5 bar mais alta
do que a pressão de serviço existente na caldeira/no
reservatório do produto; veja a seção "Gás de serviço
- Caldeira/reservatório de produto".

D-03-00163 PO 1. 2. 9
Dados técnicos

2/5
Envasilhamento de produtos com baixo teor de CO2/isentos de CO2,
com atmosfera de gás protetor: p. ex. CO2, N2, ar

● O envasilhamento de produtos ozonizados ou com um forte teor de cloreto terá de ser


devidamente especificado no pedido de encomenda, visto que será necessário utilizar
materiais/vedações especialmente apropriados, na construção da máquina.
● Só é permitido envasilhar os produtos, para os quais a máquina foi concebida pelo
fabricante.

Na caldeira/no reservatório, é adicionada ao produto uma atmosfera de gás protetor


(p. ex.: CO2, N2, ar).
● A atmosfera de gás protetor impede que o CO2 contido no produto seja liberado.
● No caso de produtos sensíveis ao oxigênio, a atmosfera de gás protetor impede que o
produto entre em contato com o oxigênio (atmosfera protetora de CO2 ou N2).

Pressão conectada/
Pressão de serviço

Conduto do produto Pressão conectada/Pressão de serviço conforme


(antes da válvula de regulagem do
produto)
necessário

mín. 2 bar máx. 4 bar

A pressão conectada/pressão de serviço existente no


conduto do produto deve ser sempre 1,5 bar mais alta
do que a pressão de serviço existente na caldeira/no
reservatório do produto; veja a seção "Gás de serviço
- Caldeira/reservatório de produto".

D-03-00163 PO 1. 2. 10
Dados técnicos

3/5
Envasilhamento de produtos com baixo teor de CO2/isentos de CO2,
sem atmosfera de gás protetor: enchimento sem pressão, enchimento na enchedora a vácuo

● O envasilhamento de produtos ozonizados ou com um forte teor de cloreto terá de ser


devidamente especificado no pedido de encomenda, visto que será necessário utilizar
materiais/vedações especialmente apropriados, na construção da máquina.
● Só é permitido envasilhar os produtos, para os quais a máquina foi concebida pelo
fabricante.

Não há uma atmosfera de gás protetor na caldeira/no reservatório do produto.


Os produtos a serem envasilhados não são sensíveis ao oxigênio.

Pressão conectada/
Pressão de serviço

Conduto do produto Pressão conectada/Pressão de serviço conforme


(antes da válvula de regulagem do
produto)
necessário

mín. 1,5 bar máx. 2 bar

A pressão conectada/pressão de serviço existente no


conduto do produto deve ser sempre 1,5 bar mais alta
do que a pressão de serviço existente na caldeira/no
reservatório do produto; veja a seção "Gás de serviço -
Caldeira/reservatório de produto".

D-03-00163 PO 1. 2. 11
Dados técnicos

4/5
Envasilhamento
com atmosfera de gás protetor

Qualidade próprio para ser usado como produto

(p. ex.: ter em atenção o teor de oxigênio, o teor de


CO2, as impurezas, as proporções de mistura, ...)

Temperatura

Produtos que contenham


mín. -4°C máx. +50°C
CO2

(dependendo do produto)

Pressão de serviço na caldeira/no reservatório de


produto, no máx. 8 bar.

Produtos com baixo teor de


mín. -4°C máx. +50°C
CO2/isentos de CO2

(dependendo do produto)

Pressão de serviço na caldeira/no reservatório de


produto, no máx. 2,5 bar.

D-03-00163 PO 1. 2. 12
Dados técnicos

5/5
Envasilhamento
sem atmosfera de gás protetor

Qualidade próprio para ser usado como produto

(p. ex.: ter em atenção o teor de oxigênio, o teor de


CO2, as impurezas, as proporções de mistura, ...)

Temperatura

Enchimento sem pressão, mín. -4°C máx. +50°C


enchimento na enchedora
a vácuo (dependendo do produto)

Pressão de serviço na caldeira/no reservatório de


produto:
● Enchimento sem pressão = pressão atmosférica
● Enchimento na enchedora a vácuo = aprox.
45 mbar sob pressão atmosférica

Envasilhamento a quente mín. +51°C máx. +95°C

(dependendo do produto)

O envasilhamento a quente só pode ser efetuado com


a caldeira/o reservatório de produto despressurizada/o.

D-03-00163 PO 1. 2. 13
Dados técnicos

Gás de serviço - Caldeira/reservatório de produto

1/5
Envasilhamento de produtos que contenham CO2,
com atmosfera de gás protetor: p. ex. CO2, N2, ar

Na caldeira/no reservatório, é adicionada ao produto uma atmosfera de gás protetor


(p. ex.: CO2, N2, ar).
● A atmosfera de gás protetor impede que o CO2 contido no produto seja liberado.
● No caso de produtos sensíveis ao oxigênio, a atmosfera de gás protetor impede que
o produto entre em contato com o oxigênio (atmosfera protetora de CO2 ou N2).

Pressão conectada A pressão conectada nas válvulas agrupadas deve


ser sempre 1,5 bar mais alta do que a pressão de ser-
Válvulas agrupadas viço existente na caldeira/no reservatório do produto.

• Dióxido de carbono (CO2) mín. 2,5 bar máx. 9,5 bar

• Nitrogênio (N2) mín. 2,5 bar máx. 9,5 bar

• Ar standard, esterilizado mín. 2,5 bar máx. 9,5 bar

Pressão de serviço

Caldeira/Reservatório de
Pressão de serviço conforme necessário
produto

mín. 1 bar máx. 8 bar

A pressão de serviço existente na caldeira/no reserva-


tório do produto deve ser sempre 0,5 bar mais alta do
que a pressão de saturação do produto.

A pressão de serviço existente no canal suplementar de


Canal suplementar de CO2 CO2 deve ser
(só nas máquinas com correção do 0,3 bar mais alta
nível de enchimento) do que a pressão de serviço existente na caldeira/
no reservatório do produto.

Canal de vácuo Os valores e ajustes do sistema de vácuo podem ser


(só nas máquinas com bomba de
consultados no capítulo "Manutenção".
vácuo)

D-03-00163 PO 1. 2. 14
Dados técnicos

2/5
Envasilhamento de produtos com baixo teor de CO2/isentos de CO2,
com atmosfera de gás protetor: p. ex. CO2, N2, ar

Na caldeira/no reservatório, é adicionada ao produto uma atmosfera de gás protetor


(p. ex.: CO2, N2, ar).
● A atmosfera de gás protetor impede que o CO2 contido no produto seja liberado.
● No caso de produtos sensíveis ao oxigênio, a atmosfera de gás protetor impede que
o produto entre em contato com o oxigênio (atmosfera protetora de CO2 ou N2).

Pressão conectada A pressão conectada nas válvulas agrupadas deve


ser sempre 1,5 bar mais alta do que a pressão de ser-
Válvulas agrupadas viço existente na caldeira/no reservatório do produto.

• Dióxido de carbono (CO2) mín. 2 bar máx. 4 bar

• Nitrogênio (N2) mín. 2 bar máx. 4 bar

• Ar standard, esterilizado mín. 2 bar máx. 4 bar

Pressão de serviço

Caldeira/Reservatório de
Pressão de serviço conforme necessário
produto

mín. 0,5 bar máx. 2,5 bar

Pressão de serviço na caldeira/no reservatório de


produto, no mínimo 0,5 bar.

A pressão de serviço existente no canal suplementar de


Canal suplementar de CO2 CO2 deve ser
(só nas máquinas com correção do 0,3 bar mais alta
nível de enchimento) do que a pressão de serviço existente na caldeira/
no reservatório do produto.

Canal de vácuo Os valores e ajustes do sistema de vácuo podem ser


(só nas máquinas com bomba de
consultados no capítulo "Manutenção".
vácuo)

D-03-00163 PO 1. 2. 15
Dados técnicos

3/5
Envasilhamento
com atmosfera de gás protetor: p. ex. CO2, N2, ar

● Os produtos de serviço têm de possuir uma qualidade apropriada à sua utilização no


setor de produtos alimentares.
● Os produtos de serviço não podem conter nenhuma substância que o produto alimen-
tar não possa conter, como p. ex. microrganismos, produtos de limpeza/desinfetantes,
impurezas, ...

próprio para ser usado como gás de serviço na caldeira/


Qualidade
no reservatório de produto

99,98 %vol.
Dióxido de carbono (CO2)
(grau de pureza)

99,50 %vol.
Nitrogênio (N2)
(grau de pureza)

3-3-1
Ar standard (classe de qualidade de acordo com a norma
DIN ISO 8573-1)

1-3-1
(classe de qualidade de acordo com a norma
Ar tratado DIN ISO 8573-1)
Tratamento através de filtros assépticos separados,
equipamento especial

Temperatura

Dióxido de carbono (CO2) mín. +5°C máx. +20°C

Nitrogênio (N2) mín. +5°C máx. +20°C

Ar esterilizado, standard mín. +5°C máx. +50°C

Ar esterilizado, tratado mín. +5°C máx. +50°C

D-03-00163 PO 1. 2. 16
Dados técnicos

4/5
Envasilhamento
com atmosfera de gás protetor: p. ex.: CO2, N2
Cumprir as leis/regulamentos/diretivas nacionais, caso se utilizem/trabalhem quaisquer
tipos de gases (p. ex.: CO2, N2, ...).
Arejar suficientemente a sala de trabalho.
Trantando-se de gases mais pesados do que o ar, arejar, além disso, suficientemente as
salas/canais situados a um nível mais baixo ou protegê-los contra a penetração do gás.

Propriedades

Dióxido de carbono (CO2) ● incolor, inodoro


● incombustível
● medianamente hidrossolúvel
● mais pesado do que o ar
● em caso de concentrações elevadas, perigo de asfixia

Nitrogênio (N2) ● incolor, inodoro


● incombustível
● minimamente hidrossolúvel
● um pouco mais leve do que o ar
● em caso de concentrações elevadas, perigo de asfixia

D-03-00163 PO 1. 2. 17
Dados técnicos

5/5
Envasilhamento de produtos com baixo teor de CO2/isentos de CO2,
sem atmosfera de gás protetor: enchimento sem pressão, enchimento na enchedora a vácuo

Não há uma atmosfera de gás protetor na caldeira/no reservatório do produto.


Os produtos a serem envasilhados não são sensíveis ao oxigênio.

Pressão conectada/
Pressão de serviço

Caldeira/Reservatório de Pressão atmosférica


produto (com a caldeira/o reservatório de produto ventilada/o / com o ar
(enchimento sem pressão) evacuado)

OU

Caldeira/Reservatório de aprox. 45 mbar sob pressão atmosférica


produto (produzida pelos ventiladores de vácuo)
(enchimento na enchedora a vácuo)

A qualidade do gás existente na caldeira/no reservatório de


Qualidade
produto corresponde à do ar ambiente

A temperatura do gás existente na caldeira/no reservatório


Temperatura
de produto depende da temperatura do produto/ambiente

D-03-00163 PO 1. 2. 18
Dados técnicos

Gás de serviço - Ar de trabalho

1/2
Ar de trabalho

Pressão conectada

Válvulas agrupadas mín. 7 bar máx. 10 bar

Pressão de serviço

Unidade de manutenção
Margem de ajuste 5,5 bar
Ar principal

Regulador de pressão
Válvula de regulagem do
Margem de ajuste 1,8 bar
produto (para o nível da caldeira/
do reservatório de produto)

Regulador de pressão
Válvulas de regulagem do
Margem de ajuste 1,4 bar
gás (para a pressão da caldeira/
do reservatório de produto)

mín. 1,5 bar máx. 4,5 bar


Unidade de manutenção
Valor de referência 4 bar, sob condições de enchimento
Cilindros elevadores normais
(se existentes)
Valor de referência 2 bar, para envasilhamento a quente
(dependente da pressão de serviço existente na caldeira/no
reservatório de produto)
OU

Unidade de manutenção
Unidades de elevação Margem de ajuste 2 bar
(só em determinadas enchedoras
VO-PET)

Unidade de manutenção
Unidades de centragem Margem de ajuste 2 bar
(só nas enchedoras de latas
VC e VCC)

Unidades de centragem Unidades de centragem alimentadas pela


Enchedora de latas VOC unidade de manutenção, válvulas de enchimento

Unidade de manutenção
Válvulas de enchimento Margem de ajuste 6 bar
(só no caso de válvulas de
enchimento pneumáticas)

D-03-00163 PO 1. 2. 19
Dados técnicos

2/2
Ar de trabalho

Pressão de serviço
(equipamentos especiais)

Regulador de pressão
Acoplamento, p. ex. Margem de ajuste 4,5 bar
enchedora - enxaguadora

Regulador de pressão
Margem de ajuste 5 bar
Rosca sem fim desacoplável

Unidade de manutenção
Cilindros elevadores
(só na enchedora VKS; pressão dos
Margem de ajuste 1 bar
cilindros elevadores para o serviço
de limpeza CIP)

Regulador de pressão
Os valores e ajustes podem ser consultados no capítulo
Sistema de injeção de alta
"Instruções".
pressão (HDE)

● Os produtos de serviço têm de possuir uma qualidade apropriada à sua utilização no


setor de produtos alimentares.
● Os produtos de serviço não podem conter nenhuma substância que o produto alimen-
tar não possa conter, como p. ex. microrganismos, produtos de limpeza/desinfetantes,
impurezas, ...

próprio para ser usado como gás de serviço - ar de


Qualidade
trabalho

conforme necessário, 5-5-5 ou 3-3-1


Ar de trabalho standard
(classe de qualidade de acordo com a norma DIN ISO 8573-1)

OU

1-3-1
Ar de trabalho esterilizado
(classe de qualidade de acordo com a norma DIN ISO 8573-1)

Além disso: 1-2-1


Ar de trabalho tratado (classe de qualidade de acordo com a norma DIN ISO 8573-1)
(só no caso de válvulas de Tratamento através de secadores de ar pressurizado
enchimento pneumáticas) separados, instalados na máquina

Temperatura mín. +5°C máx. +50°C

D-03-00163 PO 1. 2. 20
Dados técnicos

Água de serviço - Água fria

1/3
Água fria
(se existente)

A utilização de água de serviço ozonizada ou com um forte teor de cloreto terá de ser
devidamente especificada no pedido de encomenda, visto que será necessário utilizar
materiais/vedações especialmente apropriados, na construção da máquina.

Pressão conectada

Válvulas agrupadas mín. 3 bar máx. 5 bar

Pressão de serviço

Sistema de remoção de
estilhaços por aspersão/
sistema de aspersão, igual à pressão conectada
sistema de aspersão por
alavanca de comando
(conforme o equipamento)

Sistema de expulsão de
estilhaços por água igual à pressão conectada
(se existente)
Cilindros elevadores
(se existentes)

• Lubrificação com água fria igual à pressão conectada

OU

• Lubrificação com igual à do sistema de lubrificação das esteiras


lubrificante para esteiras transportadoras
transportadoras
Regulador de pressão
Bomba de vácuo mín. 0,5 bar máx. 1 bar
(conforme o tipo/modelo da
máquina)

Regulador de pressão
Sistema de injeção de alta Os valores e ajustes podem ser consultados no capítulo
pressão (HDE) "Instruções".
(equipamento especial)

D-03-00163 PO 1. 2. 21
Dados técnicos

2/3
Água fria
(se existente)

● Os produtos de serviço têm de possuir uma qualidade apropriada à sua utilização no


setor de produtos alimentares.
● Os produtos de serviço não podem conter nenhuma substância que o produto alimen-
tar não possa conter, como p. ex. microrganismos, produtos de limpeza/desinfetantes,
impurezas, ...

Qualidade própria para ser usada como água de serviço - água fria

Água standard ou
esterilizada

• Dureza máx. 90 ppm

• pH maior ou igual a 7

• Teor de cloreto máx. 80 ppm máx. 150 ppm


(sem ozônio ou em combinação
(máquina standard) (máquina especial)
com ozônio)

OU

Lubrificante para esteiras


transportadoras igual à do sistema de lubrificação das esteiras
(só para a lubrificação dos cilindros transportadoras
elevadores)

D-03-00163 PO 1. 2. 22
Dados técnicos

3/3
Água fria
(se existente)

Temperatura

Sistema de remoção de
estilhaços por aspersão/
sistema de aspersão, mín. +4°C máx. temperatura ambiente
sistema de aspersão por
alavanca de comando
(conforme o equipamento)

Sistema de expulsão de
estilhaços por água, lubrifica- mín. +4°C máx. temperatura ambiente
ção dos cilindros elevadores
(se existente)
Bomba de vácuo
(conforme o tipo/modelo da mín. +4°C máx. +20°C
máquina)

Sistema de injeção de alta


Os valores e ajustes podem ser consultados no capítulo
pressão (HDE)
"Instruções".
(equipamento especial)

No caso de uma temperatura ambiente próxima do


ponto de congelação, ter em atenção:
Esvaziar a máquina, sobretudo no caso de períodos
de paralisação mais prolongados, a fim de evitar
danificações.

D-03-00163 PO 1. 2. 23
Dados técnicos

Água de serviço - Água quente

1/2
Água quente
(equipamento especial)
● A utilização de água de serviço ozonizada ou com um forte teor de cloreto terá de ser
devidamente especificada no pedido de encomenda, visto que será necessário utilizar
materiais/vedações especialmente apropriados, na construção da máquina.
● A utilização de água quente para o sistema de expulsão de estilhaços por água terá de
ser devidamente especificada no pedido de encomenda, visto que será necessário
utilizar tampos de mesa (p. ex.: ”rooftable”, placa maciça de aço inoxidável) especial-
mente apropriados, na construção da máquina.
Nas máquinas equipadas com tampos de mesa estandardizados (tampo de aço com
uma chapa protetora de aço inoxidável, colada), o sistema de expulsão de estilhaços
por água não pode trabalhar com água quente.

Pressão conectada

Válvulas agrupadas mín. 2 bar máx. 3 bar

Pressão de serviço

Sistema de expulsão de
estilhaços por água igual à pressão conectada
(se existente)

D-03-00163 PO 1. 2. 24
Dados técnicos

2/2
Água quente
(equipamento especial)

● Os produtos de serviço têm de possuir uma qualidade apropriada à sua utilização no


setor de produtos alimentares.
● Os produtos de serviço não podem conter nenhuma substância que o produto alimen-
tar não possa conter, como p. ex. microrganismos, produtos de limpeza/desinfetantes,
impurezas, ...

própria para ser usada como água de serviço -


Qualidade
água quente

Água standard ou
esterilizada

• Dureza máx. 90 ppm

• pH maior ou igual a 7

• Teor de cloreto máx. 80 ppm máx. 150 ppm


(sem ozônio ou em combinação
(máquina standard) (máquina especial)
com ozônio)

Temperatura

Sistema de expulsão de
estilhaços por água mín. +85°C máx. +90°C
(se existente)
No caso de uma temperatura ambiente próxima do
ponto de congelação, ter em atenção:
Esvaziar a máquina, sobretudo no caso de períodos
de paralisação mais prolongados, a fim de evitar
danificações.

D-03-00163 PO 1. 2. 25
Dados técnicos

Recipientes/tampas

Qualidade

P. ex.:
• Tipo
• Material Só é permitido utilizar os recipientes/tampas, para os
quais a máquina foi concebida, equipada e preparada
• Diâmetro pelo fabricante.
• Altura
• Forma

Lubrificantes

Lubrificação

P. ex.: Veja o capítulo "Instruções de lubrificação"


• Intervalos
● Uma lubrificação e troca de óleo regulares são tão
• Pontos de lubrificação
importantes como a execução dos trabalhos de
• Lubrificantes manutenção.
• Trabalhos a serem ● Os períodos improdutivos e os danos resultantes
executados de uma lubrificação insuficiente são mais
dispendiosos do que a execução cuidadosa dos
trabalhos de lubrificação.
● Portanto, executar regularmente os trabalhos
descritos nas instruções de lubrificação.

D-03-00163 PO 1. 2. 26
Dados técnicos

Produtos de limpeza/desinfetantes para o serviço de limpeza CIP/SIP

A utilização de produtos de limpeza/desinfetantes ozonizados ou com um forte teor de


cloreto terá de ser devidamente especificada no pedido de encomenda, visto que será
necessário utilizar materiais/vedações especialmente apropriados, na construção da
máquina.

CIP = Cleaning In Place (limpeza local)


SIP = Steaming In Place (limpeza local a vapor)
Significado de CIP/SIP:
Limpeza/desinfecção interna da máquina, sem que seja necessário desmontá-la ou
alterar significativamente o seu estado operacional.
Para esse fim, se faz circular um produto de limpeza/desinfetante pela máquina.

Pressão conectada/ Conduto do produto


Pressão de serviço (antes da válvula de regulagem do produto)

Vapor saturado
0,5 bar
(serviço de limpeza SIP)

Líquidos de lavagem/
desinfecção
(serviço de limpeza CIP)

• Enchedora, sistema CIP


mín. 2 bar máx. 3 bar
sob pressão

OU

• Enchedora, sistema CIP O valor da pressão conectada/de serviço deve ser apenas
só sob pressão mínima suficiente, para que os produtos de limpeza/desinfetantes
(só em determinadas cheguem à caldeira/ao reservatório de produto.
enchedoras)
Determinadas enchedoras (p. ex.: VV) não estão
preparadas para uma pressão excessiva e, por isso,
os produtos de limpeza/desinfetantes só devem ser
bombeados para a caldeira/o reservatório de produto
com uma pressão mínima.

Qualidade

P. ex.: Veja o capítulo "Limpeza/desinfecção"


• Produtos de limpeza/
desinfetantes ● Com máquinas limpas, se obtém um produto limpo.
• Concentração ● Os períodos improdutivos e os danos resultantes
de uma limpeza insuficiente são mais dispendiosos
• Temperatura do que a execução cuidadosa dos trabalhos de
• Tempo de atuação limpeza.
● Portanto, executar regularmente todos os trabalhos
de limpeza e medidas higiênicas.

D-03-00163 PO 1. 2. 27
Dados técnicos

Produtos esterilizantes para os filtros assépticos


(se existentes)
1/2
Produtos esterilizantes para os filtros assépticos
Vapor saturado, água fervente (conforme o equipamento)
SIP = Steaming In Place (limpeza local a vapor)
Significado de SIP:
Esterilização das unidades de filtração (elementos filtrantes e caixas), sem que seja
necessário desmontá-las ou alterar significativamente o seu estado operacional.
Para esse fim, se faz circular um produto esterilizante (vapor saturado) pela unidade de
filtração. Para as seqüências de trabalho específicas deste processo, veja as instruções
"Esterilização do filtro asséptico".
Pressão conectada/
Pressão de serviço
Vapor saturado
1,2 bar
(para o serviço de limpeza SIP)

OU

Vapor saturado 1,2 bar


(na autoclave)

● Os produtos de serviço têm de possuir uma qualidade apropriada à sua utilização no


setor de produtos alimentares.
● Os produtos de serviço não podem conter nenhuma substância que o produto alimen-
tar não possa conter, como p. ex. microrganismos, produtos de limpeza/desinfetantes,
impurezas, ...

Qualidade

Vapor saturado próprio para ser usado como produto esterilizante para os
(para o serviço de limpeza SIP/
na autoclave)
filtros assépticos

OU

Água fervente próprio para ser usado como produto esterilizante para os
(para a esterilização em banho-
maria)
filtros assépticos

• Dureza máx. 90 ppm

• pH maior ou igual a 7

• Teor de cloreto máx. 80 ppm máx. 150 ppm


(sem ozônio ou em combinação
com ozônio)
(máquina standard) (máquina especial)

D-03-00163 PO 1. 2. 28
Dados técnicos

2/2
Produtos esterilizantes para os filtros assépticos
Vapor saturado, água fervente (conforme o equipamento)
Temperatura

Vapor saturado
Valor de referência 121°C
(para o serviço de limpeza SIP)

OU

Vapor saturado
Valor de referência 121°C
(na autoclave)

Água fervente
(para a esterilização em banho- Valor de referência 100°C
maria)

Tempo de atuação

Vapor saturado Valor de referência 20 minutos


(para o serviço de limpeza SIP) (depois de alcançados 95°C no ponto de descarga de água
condensada)
OU

Vapor saturado Valor de referência 20 minutos


(na autoclave) (depois de alcançada a temperatura prescrita)

Água fervente Valor de referência 30 Minuten


(para a esterilização em banho-
(depois de alcançada a temperatura prescrita)
maria)

D-03-00163 PO 1. 2. 29
Dados técnicos

Detritos resultantes

Detritos resultantes

Detritos resultantes do ● Durante o serviço de enchimento


funcionamento da máquina • Quebra / estilhaços de recipientes
• Tampas (p. ex.: cápsulas de coroa, ...)
• Resíduos do produto
Além disso:
(conforme o tipo/modelo da máquina)
• Gases de serviço (p. ex.: CO2, N2, ar standard,
esterilizado, ar de trabalho, ...)
• Água de serviço (p. ex.: sistema de expulsão de
estilhaços por água)
• Vapor (equipamento especial)
• Lubrificante para esteiras transportadoras
● Duranteo serviço de limpeza CIP/SIP
• Águas residuais
• Vapor (equipamento especial)
• Produtos de limpeza e desinfetantes
● Durante os trabalhos de manutenção
• Peças usadas (peças de reposição)
• Lubrificantes e os respectivos recipientes
• Produtos de limpeza e solventes
• Baterias
• Plásticos
• etc.
Providenciar a remoção adequada dos detritos
resultantes do funcionamento da máquina.
Veja também as instruções de segurança KRONES.

D-03-00163 PO 1. 2. 30
Dados técnicos

Níveis de enchimento

Níveis de enchimento

Vaso de óleo 30 mm
(só em máquinas com cilindros eleva-
dores pneumáticos e vaso de óleo)
(veja a respectiva marca)

● Só controlar o nível de enchimento com os cilindros


elevadores em baixo.
● Só reabastecer, observando as indicações
incluídas no capítulo "Instruções de lubrificação".

Caldeira/Reservatório de A superfície do produto pode ver-se no óculo de inspeção


produto (sob condições normais)

Dependendo do produto, do tamanho dos


recipientes, ...

Engrenagem do acionamento
principal

Engrenagem abastecida com O nível de enchimento corresponde ao nível indicado no


óleo mineral óculo de inspeção.

OU

Engrenagem abastecida com O nível de enchimento corresponde ao nível indicado no


óleo sintético bujão de enchimento.

D-03-00163 PO 1. 2. 31
Dados técnicos

Torques

Torques

Tampa da caldeira
(só em máquinas com caldeira circular)

Parafuso de cabeça sexta-


170 Nm
vada no diâmetro exterior

Porca de tampa no diâmetro


110 Nm
interior

Arrastadores da parte
superior do carrossel 240 Nm
(só nas enchedoras de latas VC com
ajuste manual da altura)

Equipamentos de carga 180 Nm

D-03-00163 PO 1. 2. 32
Índice

Capítulo
Instalação
Enchedora

Índice
1.3. 1 Observação prévia

1.3. 2 Condições prévias para uma instalação profissional

1.3. 4 Transporte da máquina


1.3. 4 Meios auxiliares para o transporte
1.3. 5 Fixação dos dispositivos do guindaste
1.3. 6 Seguranças de transporte

1.3. 7 Montagem da máquina

1.3. 9 Conexão da máquina

1.3.10 Primeira colocação em serviço,


colocação em serviço após um longo período

1.3.11 Desmontagem, embalagem e armazenagem da


máquina

D-03-00207 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT


Instalação

Informação preliminar

Uma instalação feita por pessoal especializado é condição prévia para que o processo de trabalho
não apresente perturbações.

Por este motivo nós recomendamos: Deixar que a instalação seja executada por um
montador-KRONES!

Neste capítulo encontram-se


● condições prévias importantes para uma instalação adequada
● Indicações sobre as quais deve ser dada atenção especial:
• no transporte da máquina
• na instalação da máquina
• na conexão da máquina
• na primeira colocação em funcionamento
• na desmontagem, embalagem e armazenagem da máquina.

Favor atentar para que:


Não realizar trabalhos de instalação que estejam reservados ao pessoal da assistência técnica-
KRONES conforme especificações de contrato.
Estes trabalhos devem ser realizados por um montador da KRONES, pois caso contrário, não há
direitos de garantia.

D-03-00207 PO 1. 3. 1
Instalação

Condições prévias para uma instalação profissional

Espaço necessário
● As dimensões Standard da máquina estão indicadas no capítulo "DADOS TÉCNICOS“ deste
manual de instruções de serviço.

No caso de máquinas que foram construídas sob encomenda especial do cliente, estes
dados encontram-se na planta de montagem e na folha de medidas e dados que são forne-
cidas por ocasião da fase do contrato.

● Observar o tamanho da abertura de entrada de acordo com a planta de montagem e/ou folha de
medidas e dados.
● Planejar suficiente espaço livre na área de montagem para
• liberdade de movimentos para comando da máquina,
• liberdade de movimentos para transporte da máquina,
• trabalhos de manutenção e reparos nos quais a máquina tenha que ser desmontada e remon-
tada,
• uma possível montagem de equipamento suplementar com agregados adicionais.

Local de montagem
● Prever o local de montagem de acordo com a planta de montagem.
● Resistência do subsolo deve ser apropriada para o sistema/máquina.
● O piso e as fundações precisam ser preparados para o peso e para a carga sobre o piso.
● Realização das fundações de tal forma que as possíveis vibrações sejam absorvidas e não
transmitidas adiante.
● Observar atentamente na área de atuação e utilização da máquina
(p. ex. enchimento de garrafas na área molhada)
• medidas de proteção apropriadas contra umidade,
• medidas de proteção apropriadas contra ruídos,
• exigências microbiológicas, higiênicas e de ventilação.
● Providenciar uma iluminação adequada nas redondezas da máquina.

D-03-00207 PO 1. 3. 2
Instalação

Conexões para o suprimento de energia


● As conexões devem estar previstas nos locais correspondentes.
● Colocar as conexões de acordo com a carga conectada.
● Os dados correspondentes a tipo, qualidade, quantidade, valores nominais, pressões, etc.
encontram-se no esquema de montagem, ou caso existir, no plano de suprimento de energia.
As cargas conectadas devem permanecer constantemente disponíveis.
● Adaptar as conexões às condições climáticas, p.ex.
• com temperaturas excessivamente baixas: proteger os condutores contra congelamento,
• com uma umidade do ar excessivamente alta: proteger os condutores contra umidade.

Dispositivos de eliminação
● Os dispositivos de eliminação devem estar previstos conforme as prescrições legais, p.ex.
• canalização de esgosto,
• container para resíduos de vidro.

Eliminar de forma especial os produtos nocívos ao meio ambiente, p.ex.


● através de tubulação para ácidos ou soda cáustica,
● reservatório para óleo usado.

Produtos auxiliares e materiais necessários para a produção


● Deixar a disposição os respectivos produtos auxiliares e materiais necessários para a produção
• na primeira colocação em funcionamento,
• no processo de trabalho,
• na manutenção,
• na lubrificação.

Transporte
● Adotar meios de transporte adequados.
(Ver também neste capítulo o item "Transporte da máquina"!)

D-03-00207 PO 1. 3. 3
Instalação

Transporte da máquina

Meios auxiliares para o transporte

O transporte da máquina deve ser efetuado somente por pessoal especializado!


Antes de tudo, atentar para a utilização de equipamento adequado (ex: guindastes,
empilhadeiras de forquilha, polias blindadas, correias de transporte, etc.).
Meios auxiliares para o transporte
Para se poder transportar de forma segura com um guindaste a máquina ou peças da máquina, têm
de ser montados na máquina vários meios auxiliares de transporte e de carregamento; conforme o
modelo
● Dispositivos de transporte e carregamento ou cavilhas com olhal,
● Cavilhas com olhal,
● Travessas (somente com enchedoras de latas).

Dispositivos de transporte e carregamento ou


1 cavilhas com olhal
Fixar os dispositivos de transporte e carrega-
mento (1) ou cavilhas com olhal nos pontos de
fixação marcados com adesivos na máquina.

E0662c

Cavilhas com olhal


Em caso de um carrossel separado, montar as
cavilhas com olhal (1) no carrossel.
1 Os pontos de montagem encontram-se dentro do
depósito de bebidas, próximo do dispositivo de
ajuste da altura.

65/28

Travessas
1 2 Somente com enchedoras de latas (VC, VOC).
Em enchedoras de latas são montadas
travessas (1) em baixo de carrossel.
Conforme o modelo, na mesa da máquina (2)
têm de ser montados meios auxiliares de
transporte e de carregamento.

03o0021Ca

D-03-00207 PO 1. 3. 4
Instalação

Fixação dos dispositivos do guindaste

Fixação dos dispositivos do guindaste


Prender os ganchos de cabos (1) nos dispositi-
vos de transporte e carregamento e nas cavilhas
1 com olhal ou colocar ganchos fechados (3).
Cabos, ganchos e manilhas devem em
2 todos os casos estar adequados à
3 carga causada pela máquina.
Além disso os mesmos não devem de
forma alguma escorregar sobre a
arruela da borda (2).
E0674 T0018

Guindaste
A maneira de transporte mais segura é oferecida
por um guindaste segundo o esquema ao lado.

É impreterível que o mesmo seja apro-


priado para suportar a carga causada
pela máquina.

Remover os auxílios de transporte e carga,


parafusos anulares e demais meios auxiliares
após o término dos trabalhos de transporte.

E0235

D-03-00207 PO 1. 3. 5
Instalação

Seguranças de transporte

Seguranças de transporte
1 Existente só em máquinas com porta-componen-
tes no carrossel.
Remover as seguranças de transporte (1) no
suporte do aparelho e caldeirão de produto
durante a colocação da máquina.
Conforme o tamanho da máquina também estão
montadas uma ou várias seguranças de trans-
porte na área de entrada/saída.
192/18

D-03-00207 PO 1. 3. 6
Instalação

Montagem da máquina

Mandar instalar a máquina só por pessoal especializado!


Na execução destas operações, observar as normas de segurança da KRONES!

Após desembalar a máquina deve-se controlar todas as peças, de acordo com a lista de embalagem
em relação à sua totalidade e à danos e, caso necessário, limpá-las.
Caso a máquina seja composta de múltiplos componentes principais, como p. ex.,
● mesa da máquina / carrossel
● enxaguadora / enchedora / máquina etiquetadora (nas versões Bloc) etc.
as mesmas deverão ser conectadas entre si.

Ajuste da máquina à altura necessária:


● Colocar a máquina na placa dos pés (1).
● Girar de forma correspondente o fuso dos pés
(2) com uma chave de boca.
● Simultaneamente alinhar a máquina com um
nível de tal forma que todas as partes estejam
horizontais .

Veja na página a seguir informações


mais detalhadas, sobre este assunto.

● Apertar as contra-porcas nos fusos dos pés.


Caso a máquina tiver que ser montada em
plantas já existentes,
2 favor observar para que,
● as cintas transportadoras estejam ajustadas
entre si em relação à altura.
1

03O0009

Executar as medidas de segurança:


● Colocar as placas de segurança.
● Pendurar as prescrições de segurança.
● Colocar os dispositivos de proteção.
● Traçar as vias de saída de emergência.

T0127

D-03-00207 PO 1. 3. 7
Instalação

Superfícies de medição em tipo de máquinas


incluidas até a 123, 223, 323
● Superfície da mesa da máquina na periferia
total.

03O0100C

Superfícies de medição em tipos de


máquinas maiores do que 123, 223, 323
● Superfície da mesa da máquina na periferia
1 total (1).
● Parte inferior do carrossel na periferia total
(2).

2 2 03O0102C

Alinhar a máquina horizontalmente


● Durante o alinhamento controlar sempre se
ele está correto na periferia total.
● A máquina está corretamente alinhada
quando
• ela está horizontal em todos os pontos de
medição da sua periferia total e
• a carga de todas as placas dos pés estão
uniformemente distribuidas.

03O0101C

Assegurar de que a mesa da máquina esteja


plana
(Especialmente em tipos de máquinas incluidas
1 até a 123, 223, 323)
● Coloque ripa de medição sobre a mesa (1).
● Ajustar o desnível do chão, regulando as pla-
cas dos pés (2), de modo que
• a ripa de medição esteja completamente
assenta em todo o comprimento,
• a carga esteja uniformemente distribuida
2 2 2 03O0103C nas placas dos pés.

D-03-00207 PO 1. 3. 8
Instalação

Conexão da máquina

Só executar a conexão da máquina por meio de pessoal especializado!


Durante estas operações observar
● As normas de segurança da KRONES,
● Requisitos que devem ser observados durante a montagem, conexão e funcionamento
dos aparelhos técnicos.

Conexão eléctrica
A conexão elétrica deverá ser feita por um
eletricista credenciado.
Os bornes para conexão à rede encontram-se no
armário de distribuição.
Utilizar para isso a documentação elétrica
correspondente à maquina.

J0682

A máquina não deve funcionar nunca


em marcha à ré.
Por isso
Colocar a correia trapezoidal no motor
acionador somente após a conexão
elétrica
e
após o controle da direção de marcha.

Conexões de alimentação
Observar nesta oportunidade Conectar as conexões de alimentação seguintes
● as pressões máximas de aos pontos correspondentes, como p. ex.
conexão, ver capítulo ● Gás (CO2, N2, ar estéril)
"Dados técnicos". ● Ar de serviço
● Água
● as notas sobre "Unidade de
● Vapor
manutenção" no capítulo
● Conduto de produto
"Elementos de comando".
● Tubo de retorno CIP
● Sistema de lubrificação central presentes no
lado de construção

D-03-00207 PO 1. 3. 9
Instalação

Primeira colocação em serviço,


colocação em serviço após um longo período

Observar as normas de segurança da KRONES durante estas operações.

● Examinar e/ou relubrificar todos os pontos de lubrificação da máquina antes da primeira


colocação em serviço ou após longos períodos de parada.
Veja capítulo "Instruções de lubrificação“.

● Colocar todos os revestimentos de proteção

● Testar o funcionamento de todos dispositivos de segurança

● Executar um teste do funcionamento elétrico

● Comprovação da vedação de todos os condutos de ar comprimido

● Executar os últimos trabalhos de montagem e ajuste

● Outros pontos para a comprovação antes da primeira colocação em funcionamento ver capítulo
"Revisão“

● Recepção da máquina

● Comprovação da vedação da máquina e efetuar teste de funcionamento com água


● Executar teste de estanqueidade de todas tubulações de gás
● Comprovar válvulas de segurança
● Executar uma limpeza externa/serviço de limpeza CIP, veja capítulo "Limpeza / Desinfecção".

D-03-00207 PO 1. 3. 10
Instalação

Desmontagem, embalagem e armazenagem da máquina

Durante os serviços de reforma dentro da empresa ou para revenda da máquina poderá ser
necessário executar as seguintes tarefas:

Favor obedecer as normas de segurança da KRONES durante os serviços!

Desmontagem:
● A desmontagem da máquina realiza-se na ordem inversa da ligação ou da montagem da
máquina.
Favor observar as notas em "conexão da máquina" e "montagem da máquina" neste capítulo.

Embalagem:
● Embalar em caixas como no fornecimento.
O fundo da caixa deverá ser apropriado para o peso da máquina.
A máquina deverá ser parafusada às pranchas da caixa.
Caso necessário, colocar dispositivos para segurança de transporte.

Armazenagem:
● Esvaziar a máquina completamente.
● Armazená-la em local protegido e seco.
● No caso de armazenagem à longo prazo
• eventualmente será necessária uma conservação.
• para colocação em serviço, controlar a lubrificação, substituir meios lubrificantes
resinosos.
• lubrificação posterior segundo as instruções de lubrificação.

D-03-00207 PO 1. 3. 11
register2 Índice

Capítulo
Segurança
Enchedora

Índice
2.1.1 Informação preliminar

2.1.2 Elementos de segurança da máquina


2.1.2 Interruptores/grupos funcionais relevantes para a segurança
2.1.7 Dispositivos de sinalização e de advertência
2.1.8 Revestimento de proteção
2.1.10 Letreiros da máquina

2.1.11 Elementos de segurança da documentação de serviço


2.1.11 Capítulo "Segurança"
2.1.12 Símbolos
2.1.12 Páginas amarelas

2.1.13 Regras/Instruções de segurança


2.1.13 Regras/Instruções de segurança para um manuseamento
seguro da máquina

Índice do anexo

D-03-00221 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT


Índice

Índice do anexo

● Instruções de segurança KRONES

● Regras/Instruções de segurança - Enchedora/Tampadora

● Instruções de segurança - Paralisar a máquina/os componentes e protegê-los


contra religação

● Instruções de segurança - Seleção/Ativação dos regimes de funcionamento da


máquina

● Instruções de segurança - Aparelhos de alta pressão - Enchedora, misturadora

● Instruções de segurança - Serviço KRONES "online"

● ...

Dependendo do modelo da máquina, encontrará, em seguida, as mais instruções.

D-03-00221 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT


Segurança

Informação preliminar

Neste capítulo se encontram:


Elementos de segurança da máquina
● Interruptores e grupos funcionais relevantes
para a segurança
● Dispositivos de sinalização e de advertência
● Revestimento de proteção
● Placas de aviso e de indicação

Elementos de segurança da documentação


de serviço
10751c
Identificação de textos relevantes para a segu-
rança:
● Um capítulo específico sobre "Segurança"
● Símbolos
● Páginas amarelas

Regras/Instruções de segurança
● Regras/Instruções de segurança para um
manuseamento seguro da máquina
(veja o anexo).

10o0014ci

● O capítulo "Segurança" tem por objetivo a proteção das pessoas/da máquina.


Leia, portanto, este capítulo, a fim de poder evitar acidentes!
● O manuseamento seguro da máquina implica que se conheçam a fundo
• os elementos de segurança da máquina (localização, modelo, utilização, ...),
• a documentação de serviço e os elementos de segurança nela contidos,
• as regras/instruções de segurança,
E
• a realização de um treinamento específico para a máquina.

D-03-00221 PO 2. 1. 1
Segurança

Elementos de segurança da máquina

Interruptores/grupos funcionais relevantes para a segurança

Figura Elemento de segurança

Botão combinado de PARADA DE EMERGÊNCIA/


Liberação para manutenção
(existente em função do modelo da máquina)
● Para parar a máquina em casos de emergência.
● Para fechar todas as aberturas do sistema de tubulação, em casos
de emergência
(somente em sistemas de tubulação automáticos).
● Para paralisar a máquina a fim de proceder à execução de trabalhos
- Proteção contra religação.
10o0147cc

Botão de PARADA DE EMERGÊNCIA


● Para parar a máquina em casos de emergência.
● Para fechar todas as aberturas do sistema de tubulação, em casos
de emergência
(somente em sistemas de tubulação automáticos).
Para a localização, modelo, utilização, ... veja o capítulo "Elementos de
comando"

10o0151c

Interruptor principal
● Para ligar e desligar a alimentação de tensão da máquina.
● Conforme o modelo da máquina:
• Para paralisar os componentes da máquina, a fim de proceder à
execução de trabalhos - Proteção contra religação
• Para paralisar a máquina/os componentes, a fim de proceder à
execução de trabalhos - Proteção contra religação
Para a localização, modelo, utilização, ... veja o capítulo "Elementos de
10o0083cc comando"

Seletor do regime de funcionamento


Para selecionar/ativar o regime de funcionamento da máquina.
● Regime de produção
(para o operador)
● Regime de preparação
(somente para os técnicos de preparação/manutenção)
Para a localização, modelo, utilização, ... veja o capítulo "Elementos de
comando"
10o0146ca

D-03-00221 PO 2. 1. 2
Segurança

Figura Elemento de segurança

Unidade de comando portátil


Para movimentar a máquina lentamente ou passo a passo
(p. ex.: durante os trabalhos de revisão, conversão, manutenção/repara-
ção, eliminação de defeitos, ...).
Geralmente equipada com:
● Botão de marcha passo a passo
● Botão de PARADA DE EMERGÊNCIA
● Seletor para o ajuste da altura
j0397a (equipamento especial)
Para a localização, modelo, utilização, ... veja o capítulo "Elementos de
comando"

Pedal portátil de marcha passo a passo


Para movimentar a máquina lentamente ou passo a passo
(p. ex.: durante os trabalhos de conversão - montagem/desmontagem
das capas de lavagem, ...).
Geralmente equipada com:
● Botão de marcha passo a passo com dispositivo de PARADA DE
EMERGÊNCIA integrado
Para a localização, modelo, utilização, ... veja o capítulo "Elementos de
03o0186c
comando"
Interruptor de reparação
(Equipamento especial)
Para separar determinados motores da rede elétrica, individualmente, a
fim de executar trabalhos de reparação ou manutenção.
Para a localização, modelo, utilização, ... veja o capítulo "Elementos de
comando"

314/15

D-03-00221 PO 2. 1. 3
Segurança

Figura Elemento de segurança

Teste de lâmpadas
Pressionando as superfícies de comutação correspondentes no monitor
de contato, o teste de lâmpadas mostra a aptidão operacional/o funcio-
namento dos seguintes elementos de segurança:
● Lâmpadas piloto na caixa de comando
● Indicadores luminosos da lâmpada de coluna
● Sinal acústico

Para a localização, modelo, utilização, ... veja o capítulo "Elementos de


## comando"

Circuitos de segurança
● Para a proteção das pessoas.
● Para a supervisão da máquina.
Determinados elementos de segurança formam circuitos de segurança
supervisionados eletricamente/eletronicamente, como p. ex.:
● Dispositivos de PARADA DE EMERGÊNCIA
(circuito de segurança "PARADA DE EMERGÊNCIA")
● Interruptores de segurança/supervisão dos revestimentos de
10o0182c proteção
(circuito de segurança "Proteção")
Se algum dos circuitos de segurança for interrompido, a máquina pára
(p. ex.: quando é acionado um dispositivo de PARADA DE EMERGÊN-
CIA, quando é aberto um revestimento de proteção supervisionado, ...).
A máquina só está novamente operacional, depois de o defeito ter sido
eliminado e confirmado com a tecla de reset.
O campo de ação do circuito de segurança "PARADA DE
EMERGÊNCIA" (=campo de ação dos dispositivos de
PARADA DE EMERGÊNCIA) se estende até os seguintes
10o0183c componentes da máquina:
Em máquinas isoladas:
● Enchedora/Tampadora
● Esteira de entrada/saída
Em máquinas agrupadas em bloco:
● Todas as máquinas do bloco
● Esteira de entrada/saída
Em máquinas de modelo especial:
● Outras seções da instalação comandadas por sinais de
entrada/saída específicos do cliente

D-03-00221 PO 2. 1. 4
Segurança

Figura Elemento de segurança

Freio do acionamento principal


Para uma paralisação imediata da máquina
● quando surgem determinados defeitos,
● em casos de emergência.
O freio do acionamento principal é ativado automaticamente:
● Quando surgem determinados defeitos.
● Quando os dispositivos de PARADA DE EMERGÊNCIA são aciona-
dos.
237/23

Em máquinas com freio eletrônico:


● O freio eletrônico necessita da tensão de alimentação (inter-
ruptor principal LIGADO) para frear.
● Por isso, nunca desligar o interruptor principal em casos de
emergência.
Para paralisar a máquina, utilizar os dispositivos correspon-
dentes (botão "Máquina DESL." e, em casos de emergên-
cia, o botão de PARADA DE EMERGÊNCIA).

Interruptores de segurança/supervisão
(p. ex.: barreiras de luz, sensores, ...)
● Para a detecção de variados defeitos.
● Para a detecção/supervisão de diversos estados operacionais da
j0252a
máquina ou de seus componentes individuais.
● Para a supervisão do processo de trabalho.
As barreiras de luz, sensores, ... são utilizados, p. ex., como:
● Sensores de detecção de recipientes
120/3 ● Sistemas de interrogação - Componente montado ou desmontado/
operacional/na posição correta
● Limitador da altura máxima, durante o ajuste da altura
● Sensor para regulagem automática da velocidade na zona de
entrada/saída
123/9 Dependendo do estado operacional/defeito, a máquina é paralisada, a
ligação é impedida, retardada ou acelerada.

f0505d

D-03-00221 PO 2. 1. 5
Segurança

Figura Elemento de segurança

Proteção do motor e fusíveis


Para desligar a máquina/os acionamentos automaticamente, sempre
que haja uma sobrecarga.

t0251

Válvulas de segurança
Para reduzir as pressões demasiado elevadas, em caso de defeitos ou
de emergência, descarregando-as para o exterior.
304/8
As válvulas de segurança abrem automaticamente, sempre que a pres-
são de serviço permitida seja ultrapassada.
Para a localização, modelo, utilização, ... veja o capítulo "Elementos de
comando"

304/9

Interruptor de pressão
Para supervisionar as pressões de serviço nos componentes da
máquina
(p. ex.: ar principal, cilindro elevador, ...).
A máquina pára/a ligação é impedida, sempre que a pressão de serviço
seja inferior ao valor permitido.

123/10

Acoplamento de sobrecarga
(existente em função do modelo da máquina)
Para separar os elementos de transporte (p. ex.: rosca sem fim, ...) indi-
vidualmente dos respectivos acionamentos, em caso de sobrecarga.
A máquina pára/a ligação é impedida, sempre que o acoplamento de
sobrecarga seja acionado.

02o0334c

D-03-00221 PO 2. 1. 6
Segurança

Dispositivos de sinalização e de advertência

Figura Elemento de segurança

Sinal acústico e lâmpada de coluna


Indica os respectivos estados operacionais e defeitos, através de diver-
sos sons e sinais luminosos.
Para a localização, modelo, ... veja o capítulo "Elementos de comando"

10o0046ce

EEE213
E4
Caixa de comando
EE65
EEE879
EE110
EEE111324
EE1165
AAA213
A4
AA65
ESC ENTER 0 1 2 3 4
com monitor de contato, lâmpadas, botões luminosos, ...
AA87 HELP? 5 6 7 8 9

Mostra os dados de produção, os estados operacionais e os defeitos.


EE21
E3
EEE546
E7
EE98
EEE11102
EE1143
EEA11165
A2
AA43
AAA657 HELP
ESC ENTER 0 1 2 3 4
Para a localização, modelo, utilização, ... veja o capítulo "Elementos de
A8 ? 5 6 7 8 9

comando"

03o0113ce

Esquema de tubulações
● Para representar e supervisionar o sistema de tubulação
(imagem no monitor de contato).
● Mostra a posição das válvulas supervisionadas do sistema de
T
tubulação
(equipamento especial).
Para a localização, modelo, utilização, ... veja o capítulo "Elementos de
comando"
##

Perturbação
A máquina é representada esquematicamente, a fim de permitir uma
detecção e localização rápida das perturbações
(imagem no monitor de contato).
É mostrada a seção da máquina, onde surgiu a perturbação.
Para a localização, modelo, utilização, ... veja o capítulo "Elementos de
comando"

##

D-03-00221 PO 2. 1. 7
Segurança

Revestimento de proteção

Figura Elemento de segurança

Revestimento de proteção
A máquina está rodeada por um revestimento de proteção,
cujas funções são, p. ex.:
● Proteção das pessoas
03o0191ca, 03o0191cb
● Proteção contra ruídos
● Proteção contra recipientes quebrados
● Proteção contra salpicos dos líquidos
(p. ex.: líquidos de lavagem/desinfecção)
03o0199c
O revestimento de proteção é constituído por:
● Portas de proteção para os trabalhos rotineiros
(para o operador)
• com dispositivos de segurança elétricos/eletrônicos, integrados
no circuito de segurança "Proteção"
● Portas de proteção para os trabalhos de manutenção/reparação
(somente para os técnicos de preparação/manutenção)
• com dispositivos de segurança mecânicos por meio de fechos
● Tampa de proteção por baixo da mesa de entrada, para trabalhos de
03o0199c, 03o0199cb manutenção/reparação
(somente para os técnicos de preparação/manutenção)
• com dispositivos de segurança mecânicos por meio de fechos
A máquina pára/a ligação é impedida, sempre que seja aberta alguma
das portas de proteção equipadas com dispositivos de segurança elétri-
cos/eletrônicos.
Prestar sempre atenção a que todos os elementos de segu
rança se encontrem instalados e em bom estado de funciona-
mento!
Para a localização, modelo, utilização, ... veja o capítulo "Elementos de
comando"

D-03-00221 PO 2. 1. 8
Segurança

Figura Elemento de segurança

Aberturas no revestimento de proteção


O revestimento de proteção possui várias aberturas tecnicamente inevi-
táveis
(p. ex.: entrada/saída de recipientes).
Dependendo do equipamento da máquina, poderão existir ainda outras
aberturas.

● Estas aberturas não se destinam a operações de comando/


03o0191cf
manutenção da máquina.
● Por questões de ordem técnica, estas aberturas não estão
equipadas com dispositivos de segurança elétricos.
● Não é permitido mexer na máquina através das mesmas.

D-03-00221 PO 2. 1. 9
Segurança

Letreiros da máquina

● Aqui são apresentados alguns exemplos de placas de proibição, de aviso e de indica-


ção próprias da máquina, com a respectiva explicação.
● As placas chamam a atenção para determinados riscos ou dão indicações importan-
tes.
● O tipo de perigo ou a indicação são representados por símbolos.
● As placas de proibição, de aviso e de indicação que se encontram afixadas na
máquina, dependem do tipo/modelo da mesma.
A seção "Letreiros da máquina", no capítulo "Instruções", contém todos os letreiros e pla-
cas utilizados na máquina.

Figura Elemento de segurança

Proibida a entrada de pessoas estranhas ao serviço

10o03S1

Aviso de ponto de perigo

10o03S10

Observar as instruções de lubrificação contidas no Manual de Instruções

10o03A1

D-03-00221 PO 2. 1. 10
Segurança

Elementos de segurança da documentação de serviço

Capítulo "Segurança"

Figura Elemento de segurança

Capítulo "Segurança"
O capítulo "Segurança" da documentação de serviço tem por objetivo a
proteção das pessoas/da máquina.
Leia, portanto, este capítulo, a fim de poder evitar acidentes!
Ele contém:
● Informações sobre os elementos de segurança
• Figuras/ilustrações dos elementos de segurança
• Finalidade dos elementos de segurança
10o0014ci • ...
● Um anexo com regras/instruções de segurança
• Instruções de segurança KRONES
• Regras/Instruções de segurança - Enchedora/Tampadora
• Instruções de segurança - Paralisar a máquina/os componentes
• ...

D-03-00221 PO 2. 1. 11
Segurança

Símbolos

Figura Elemento de segurança

Símbolo:
Nota de segurança
Este símbolo assinala os trechos da documentação de serviço, que
incluem informações importantes sobre segurança.
Estas indicações devem ser obrigatoriamente cumpridas, a fim de evitar
● perigos de vida ou de ferimentos,
● perigos de danificação da máquina, do produto e do meio ambiente.

##

Símbolo:
Informações de carácter geral
Este símbolo assinala os trechos da documentação de serviço, que
incluem informações de carácter geral.

##

Páginas amarelas

Figura Elemento de segurança

Páginas amarelas
As "páginas amarelas" da documentação de serviço identificam as
regras/instruções de segurança para um manuseamento seguro da
máquina.
P. ex.:
● Instruções de segurança KRONES
● Regras/Instruções de segurança - Enchedora/Tampadora
● Instruções de segurança - Paralisar a máquina/os componentes ...
10o0014ci

D-03-00221 PO 2. 1. 12
Segurança

Regras/Instruções de segurança

Regras/Instruções de segurança para um manuseamento seguro da


máquina

10o0014ci

O manuseamento seguro da máquina implica que se conheçam a fundo


● as regras/instruções de segurança
● a maneira de proceder para paralisar a máquina/os componentes
● a maneira de proceder para selecionar/ativar os regimes de funcionamento
● ...
Para esse fim foram elaboradas instruções próprias com regras/indicações de segurança.
Estas instruções se encontram no anexo do presente capítulo.
P. ex.:
● Regras/instruções de segurança prioritárias:
• Instruções de segurança KRONES
● Regras/instruções de segurança diretamente relacionadas com a máquina:
• Regras/Instruções de segurança - Enchedora/Tampadora
• Instruções de segurança - Paralisar a máquina/os componentes e protegê-los contra
religação
• Instruções de segurança - Seleção/Ativação dos regimes de funcionamento da
máquina
• Instruções de segurança - Instruções de serviço para caldeiras/reservatórios de pro-
duto nas enchedoras

D-03-00221 PO 2. 1. 13
gelb

Instruções de segurança

Atenção:

Segurança em primeiro lugar!

Os dispositivos de segurança utilizados pelo fabricante para equipar a máquina


destinam-se apenas à prevenção básica de acidentes.
O principal responsável por um processo de trabalho sem acidentes é o proprietário da
máquina, bem como as pessoas encarregadas do seu funcionamento, limpeza,
manutenção e reparo.
O proprietário da máquina deve assegurar-se de que:
● as pessoas que trabalham com a máquina estejam devidamente preparadas e
conheçam as regras de segurança.
● as regras de segurança sejam observadas.
● as regras de segurança encontram-se afixadas no respectivo local de trabalho.

Por este motivo, ler e observar rigorosamente as seguintes


instruções de segurança!
Todos os pontos relacionados foram agrupados em itens,
afim de facilitar a compreensão dos mesmos.
Atenção especial deve ser dada ao item correspondente à
operação a ser efetuada em determinado momento!
No entanto, não deixar de observar as instruções contidas
nos demais itens!

TE012
E0464a / sich_vor1

D-03-00185 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT 1. 1


gelb
Regras gerais de segurança:

● A máquina deve ser carregada e transportada para as instalações apenas por


pessoal qualificado e autorizado.
● A máquina deve ser operada por pessoa qualificada, cuja capacidade física e
aptidões a permitam ocupar este cargo. Deve ser igualmente uma pessoa de
inteira confiança.
● Pessoas sob a influência de álcool, medicamentos ou similares não podem ser
autorizadas a operar ou reparar a máquina.
● A máquina foi desenhada para ser operada por uma só pessoa. As outras
pessoas devem assim, por motivos de segurança, permanecer a uma certa
distância da máquina.
● Antes de pôr a máquina em funcionamento, o operador deve verificar se todos
os dispositivos de segurança funcionam corretamente e se não há defeitos no
funcionamento da máquina.
● O operador tem que conhecer o funcionamento do botão EMERGENCY STOP
(PARADA DE EMERGÊNCIA) e verificá-lo regularmente.
● Se existirem quaisquer defeitos, especialmente no que concerne aos
dispositivos de segurança, o operador deve informar o seu superior; quando
mudar de turno deve alertar igualmente a pessoa que o substitui.
● Se estes defeitos põem em risco a execução de um trabalho seguro, a
máquina deve ser parada.
● Quando efetuar reparos ou qualquer outro tipo de operação na máquina, todas
as pessoas envolvidas devem ser alertadas antes de pôr a máquina em
funcionamento.
● A máquina só pode ser utilizada para o fim a que se destina ou para uma
aplicação conforme contrato estabelecido com a KRONES AG.
● As modificações técnicas que influenciem o funcionamento da máquina ou a
segurança só podem ser efetuadas por técnicos da KRONES ou mediante a
aprovação explícita da KRONES. Caso contrário, a KRONES não será
responsável pelas modificações ou quaisquer danos resultantes.
● Nunca ativar ou fazer experiências com componentes de comando antes de
conhecer o seu funcionamento.
● Não ignore qualquer dispositivo de proteção ou segurança durante o processo
normal de produção.
● É estritamente proibido permanecer no interior dos resguardos de segurança
quando estes estão fechados!
E0464a / sich_vor2

D-03-00185 PO 1. 2
gelb

● Para inspecionar a máquina, esta pode ser movida "passo-a-passo“ com os


resguardos de segurança abertos. Antes de efetuar esta operação, o operador
deve certificar-se de que não há mais ninguém perto da máquina.
● Se é impossível evitar que os dispositivos de segurança sejam desativados
durante a montagem, manutenção ou reparos da máquina, somente pessoal
explicitamente autorizado deverá efetuar estas operações. Estas pessoas
devem assegurar que serão evitados acidentes pessoais e danos à máquina.
● Vestir roupa adequada e que o proteja, especialmente durante a mudança de
peças, limpeza, manutenção ou reparos. Estas roupas devem ser justas ao
corpo e resistentes a produtos de limpeza.
● Algumas operações requerem o uso de óculos de proteção, proteção para os
ouvidos, capacete, botas de segurança, luvas, etc.
● Retirar anéis, correntes, etc., afim de evitar que os mesmos se enrosquem em
alguma peça da máquina. Pessoas com cabelo comprido devem prendê-lo
com uma rede para cabelo.
● Para evitar que a máquina arranque acidentalmente durante a mudança de
peças, limpeza, manutenção ou reparos:
• Desligar o interruptor principal e travá-lo de tal modo que não possa ser
ligado.
• Pressionar o botão de parada de emergência.
Se a máquina tiver de ser acionada durante qualquer um destes processos,
ligar a máquina à corrente elétrica, mas só enquanto for absolutamente
necessário.
Tenha especial cuidado para evitar acidentes pessoais ou danos à máquina
quando do arranque da mesma.
● Os transportadores utilizados para transportar recipientes, caixas, paletes, etc.
só devem ser atravessados por escadas, passagens ou estruturas semelhan-
tes que estejam devidamente protegidas e firmemente seguras.
● Observar os regulamentos de prevenção de acidentes em vigor no seu país.
E0464a / sich_vor2

D-03-00185 PO 1. 3
gelb
Antes do arranque da máquina e durante a produção:

● Só utilizar recipientes em perfeitas condições.


● Antes do arranque da máquina, certificar-se de que:
• todas as peças de substituição foram corretamente montadas.
• foram retirados da máquina todos os objetos estranhos (panos,
ferramentas, etc.).
● Antes do arranque da máquina certificar-se de que ninguém se encontra na
zona de perigo.
● O operador deve certificar-se de que não há ninguém a trabalhar na máquina
quando a mesma é movimentada "passo-a-passo", visto que esta operação
pode ser realizada com as portas de segurança abertas.
● Não utilizar ferramentas ou utensílios de limpeza, etc. com a máquina em
funcionamento.
● Nunca mexer na máquina em funcionamento e manter uma distância de
segurança das peças que estejam em movimento.
● Nunca deixar a máquina funcionar sem a supervisão direta do operador.
● Nunca pôr a máquina em funcionamento com instrumentos, lâmpadas-piloto
ou componentes de comando que estejam defeituosos.
● Afastar-se da máquina quando esta é parada pelo sistema de controle de
velocidade automático. A máquina arrancará de novo automaticamente logo
que o problema (acumulação ou falta de garrafas) tenha sido eliminado.
● Durante o funcionamento da máquina, verificar se existem ruídos estranhos
provenientes da mesma. Em caso afirmativo, averiguar a sua origem e reparar
quaisquer danos.

Durante a limpeza e manutenção:

● Nunca limpar os componentes elétricos com água ou outros líquidos.


● Ter cuidado com produtos de limpeza agressivos, ácido, soluções cáusticas,
etc. Seguir as instruções de aplicação recomendadas pelo fabricante do
produto. Vestir roupas que o protejam (óculos de segurança, luvas, etc.)
quando utilizar este tipo de produtos.
● Limpar manípulos, degraus e plataformas de qualquer óleo, massa lubrificante
ou outra substância que poderá provocar quedas ou outros acidentes pes-
soais.
● Inspecionar a máquina para detectar componentes defeituosos (ex: alavancas
de fixação partidas) e substituí-los.
E0464a / sich_vor2

D-03-00185 PO 1. 4
gelb
Durante os reparos:

● Afixar um sinal de aviso no painel de comando alertando para a avaria na


máquina.
● Todos os reparos devem ser supervisionados por um dos encarregados das
máquinas.
● Se, para efetuar a manutenção ou reparo, não for necessário pôr a máquina
em funcionamento, colocar o interruptor principal em OFF e mantê-lo nesta
posição com um cadeado ou algo semelhante para impedir que pessoas não
autorizadas o coloquem em ON novamente.
● Os reparos só devem ser efetuados por pessoal qualificado.
Para evitar acidentes pessoais ou danos à máquina, as operações devem ser
efetuadas cuidadosamente.
● Antes de trabalhar no sistema elétrico, certifique-se de que este está
desativado. Para tal, devem ser tomadas as seguintes medidas de segurança:
• Desligar a corrente elétrica
• Providenciar algum meio de proteção para que a corrente não possa ser
ligada.
• Verificar se a corrente elétrica Para tal, só utilize equipamento em
foi de fato desativada. perfeitas condições de funcionamento.
• Ligação à terra e curto circuito
• Os componentes ativos adjacentes devem ser protegidos ou isolados.
● Reparar componentes pneumáticos ou hidráulicos só depois de ter sido
eliminada a pressão.
Antes de trabalhar no sistema elétrico, desligue a máquina da corrente elétrica.
Certificar-se de que pessoas sem autorização não possam reacionar a
máquina.
● Durante a manutenção e reparos, pessoas não autorizadas devem manter-se
afastadas da máquina.
● Quando efetuar reparos ou outro tipo de trabalho na máquina, todas as
pessoas envolvidas devem ser sempre avisadas antes de cada arranque.
● Depois de efetuados os reparos, a máquina só deverá ser posta em
funcionamento com a autorização da pessoa encarregada.
Antes de pôr a máquina em funcionamento, esta pessoa deve certificar-se de
que:
• os reparos foram efetivamente concluídos.
• toda a máquina está em bom estado de funcionamento.
• todos os trabalhadores saíram da zona de perigo da máquina.
● Atentar para o seguinte:
Se a desmontagem, montagem ou arranque forem executados pelo cliente ou
outra pessoa autorizada pelo cliente para o fazer, em vez de técnicos da
KRONES, a KRONES, não poderá ser responsabilizada por quaisquer danos
ou reparos dai resultantes!
E0464a / sich_vor2

D-03-00185 PO 1. 5
gelb
Outros regulamentos importantes:

● Observe os regulamentos em vigor relativos à instalação e ao funcionamento


da máquina.
Em primeiro lugar:
• Regulamentos:
- que orientam armazenagem, utilização e destruição de substâncias
nocivas à saúde e que prejudicam o meio ambiente
- que orientam a armazenagem e eliminação de material de
processamento.
• Indicações para o funcionamento e reparação de sistemas elétricos.
• Regulamentos que dizem respeito à sua fábrica.
● Neste sentido, quando operar máquinas KRONES, observar os seguintes
pontos:
• No interesse da proteção do meio ambiente, a percentagem de soda cáu-
stica contida nos agentes de limpeza, utilizada no CIP-processo de limpeza,
não deve exceder 2,5%, e a sua composição ácida não deve exceder 0,5%.
• Quando da utilização de produtos de limpeza muito fortes, é aconselhável
reduzir o seu grau de concentração.
• Certifique-se de que os ácidos e as soluções cáusticas são corretamente
destruidos, conforme os regulamentos existentes, e que não são lançados
no sistema de esgotos sem terem sido neutralizados.
• Verifique se as peças substituídas (por peças sobressalentes) e qualquer
refugo resultante de operações de reparos e manutenção requerem mét-
odos de destruição especiais e certifique-se de que as respectivas peças/
materiais são de fato eliminados corretamente.
Prestar atenção especial a:
• Óleo e massa, bem como as suas embalagens (ex: latas tipo spray, inje-
tor de massa PERMA) etc.
• Produtos de limpeza, diluentes e anti-congelante.
• Baterias, tubos, lâmpadas néon, etc.
• Plásticos
• Grânulos radioativos nas unidades de inspeção (unidade de controle do
nível de enchimento / unidade de detecção de resíduos de solução
cáustica.
NOTA: Estas unidades estão marcadas com uma etiqueta indicando a
utilização de substâncias radioativas.
E0464a / sich_vor2

D-03-00185 PO 1. 6
gelb

Regras/Instruções de segurança
Enchedora/Tampadora

Regras/Instruções gerais de segurança

Utilização da máquina
Utilizar a máquina somente no âmbito de seu fim de aplicação permi-
tido, usando produtos de serviço permitidos e respeitando os limites de
serviço permitidos;
veja o capítulo "Dados técnicos".

Pessoal
Os trabalhos na máquina só podem ser executados por pessoal especi-
alizado e autorizado.
P. ex.:
● Operadores:
Pessoal especializado, devidamente treinado e autorizado para ope-
rar a máquina.
● Pessoal de preparação/manutenção:
Pessoal especializado, especificamente treinado e autorizado para a
execução dos trabalhos de preparação, manutenção e limpeza/
desinfecção da máquina.
• Preparação:
P. ex.: revisão, conversão, seleção/ativação dos regimes de funci-
onamento, introdução de parâmetros
• Manutenção:
P. ex.: trabalhos de manutenção/reparação, eliminação de defei-
tos, limpeza/desinfecção (p. ex.: serviço de limpeza CIP, manuse-
amento de produtos químicos)
E0464a / sich_vor1

D-03-00186 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT 1. 1


gelb
Equipamentos de proteção pessoal
● Para a execução dos trabalhos, usar equipamentos de proteção pes-
soal resistentes e à prova de produtos de limpeza.
• Protetores de ouvidos
• Óculos de proteção
• Luvas de proteção
• Fato de trabalho
• Avental
• Sapatos de segurança
● Os equipamentos de proteção pessoal o protegem, p. ex., de
• salpicos de produtos de limpeza derramados,
• recipientes rebentados.
● No caso de máquinas instaladas na câmara higiênica:
• Usar as roupas prescritas para a execução de trabalhos na
câmara higiênica.
• Ter em atenção as regras/instruções e a documentação do fabri-
cante da câmara higiênica.

Dispositivos de proteção
● Prestar especial atenção a que todos os elementos de segurança se
encontrem instalados e em bom estado de funcionamento!
P. ex, bom estado/funcionamento
• dos interruptores/grupos funcionais relevantes para a segurança
• dos dispositivos de sinalização e de advertência
• dos equipamentos de proteção pessoal
• das placas de aviso e de indicação
● Para se poderem realizar trabalhos na máquina, é possível movi-
mentá-la lentamente em marcha passo a passo, com as portas de
proteção abertas.
Antes da marcha passo a passo, os técnicos autorizados deverão
certificar-se de que não se encontram outras pessoas na máquina.
● Depois de concluídos os trabalhos, fechar novamente as portas de
proteção e voltar a montar as grades e tampas de proteção.
● Não é permitido abrir as portas de proteção enquanto houver recipi-
entes na máquina/no carrossel, visto que a quebra/explosão de reci-
pientes constitui uma fonte de perigos.
● O revestimento de proteção possui várias aberturas tecnicamente
inevitáveis
(p. ex.: entrada/saída de recipientes).
Não é permitido mexer na máquina através das mesmas.
● Para a execução de trabalhos na parte superior da máquina, utilizar
apenas meios de subida apropriados (p. ex.: escadotes com boa
estabilidade).
● Atravessar as esteiras transportadoras apenas com escadas apro-
priadas.
E0464a / sich_vor2

D-03-00186 PO 1. 2
gelb
Disposições legais referentes à segurança
● Cumpra obrigatoriamente as leis/regulamentos/diretivas aplicáveis à
sua empresa
(p. ex.: para a utilização/tratamento de gases ou de produtos quími-
cos).
● A documentação de serviço da máquina deve ser guardada num
lugar fixo, nas proximidades da máquina, e estar sempre disponível.
O pessoal deve ter sempre acesso a ela e estar informado sobre o
lugar em que está guardada.
Observar obrigatoriamente:
• Os trechos da documentação de serviço que estão assinalados
com os seguintes símbolos:

identifica informações importantes sobre segurança

identifica informações de carácter geral

• O capítulo "Segurança"
• No capítulo "Segurança" - Regras/Instruções de segurança
• Em outros capítulos - Instruções de segurança/Informações
P. ex.:
• No capítulo "Elementos de comando":
• Botão combinado de PARADA DE EMERGÊNCIA/Libera-
ção para manutenção
• Botão de PARADA DE EMERGÊNCIA
• Interruptor principal
• Seletor do regime de funcionamento
• No capítulo "Limpeza/desinfecção":
• Instruções "Dicas e sugestões para a manutenção e o con-
trole da higiene na sala de envasilhamento"
• Instruções "Utilização de aparelhos de limpeza de alta pres-
são na enchedora"
• Instruções "Utilização de produtos de limpeza/desinfetantes
na limpeza exterior das máquinas e no serviço de limpeza
CIP"
Dependendo do equipamento:
Instruções de segurança/Informações
• sobre o sistema de injeção de alta pressão (HDE)
• sobre o ajuste da altura
• sobre a tampadora
E0464a / sich_vor2

D-03-00186 PO 1. 3
gelb
Paralisar da máquina em casos de emergência/
Fechar todas as aberturas do sistema de tubulação em casos de
emergência
Em casos de emergência, pressionar imediatamente o dispositivo de
PARADA DE EMERGÊNCIA mais próximo, para parar a máquina
(p. ex.: botão combinado de PARADA DE EMERGÊNCIA/Liberação
para manutenção, botão de PARADA DE EMERGÊNCIA).
Familiarize-se, portanto, com a localização, modelo, utilização, ... de
todos os dispositivos de PARADA DE EMERGÊNCIA de sua máquina.

Outras regras/instruções gerais de segurança


● Nas máquinas com sistema de rearranque automático:
O arranque da máquina é sinalizado pelos respectivos sinais de
alarme/aviso
(p. ex.: sons/sinais luminosos).
● Evitar permanecer nas imediações das válvulas de segurança/dre-
nagem e do sistema de expulsão de estilhaços por água.
Determinadas perturbações, a drenagem e o processo de expulsão
de estilhaços por água constituem fontes de perigo, devido aos pro-
dutos de serviço expelidos.
● Dependendo do estado operacional, poderão estar quentes alguns
dos tubos ou mesmo toda a máquina
(p. ex.: serviço de limpeza CIP, envasilhamento a quente, sistema de
expulsão de estilhaços por água, sistema de injeção de alta pres-
são).
Perigo de queimaduras!
● Durante a utilização/tratamento de gases, ventilar suficientemente as
salas de trabalho.
Trantando-se de gases mais pesados do que o ar, arejar, além disso,
suficientemente as salas/canais situados a um nível mais baixo ou
protegê-los contra a penetração do gás.
● Durante a utilização/tratamento de produtos químicos, ventilar sufici-
entemente as salas de trabalho.
Remover os ácidos e soluções alcalinas de forma adequada e de
acordo com as disposições legais.
Não despejar estes produtos na canalização, se não tiverem sido
neutralizados primeiro.
● Sendo necessário, o proprietário da instalação/máquina deverá man-
dar instalar um sistema de aspiração para gases/vapores - caso não
tenha sido acordado nada em contrário - por uma empresa especi-
alizada em ventilação e devidamente autorizada.
● Assegurar a remoção adequada de todos os detritos.
E0464a / sich_vor2

D-03-00186 PO 1. 4
gelb
Regras/Instruções de segurança para a execução de trabalhos
na máquina

Paralisar da máquina em casos de emergência/


Fechar todas as aberturas do sistema de tubulação em casos de
emergência
Em casos de emergência, pressionar imediatamente o dispositivo de
PARADA DE EMERGÊNCIA mais próximo, para parar a máquina
(p. ex.: botão combinado de PARADA DE EMERGÊNCIA/Liberação
para manutenção, botão de PARADA DE EMERGÊNCIA).
Familiarize-se, portanto, com a localização, modelo, utilização, ... de
todos os dispositivos de PARADA DE EMERGÊNCIA de sua máquina.

Paralisar a máquina/os componentes e protegê-los contra religa-


ção
Para a execução de trabalhos na máquina:
● Esvaziar a máquina e desligá-la.
● Paralisar a máquina/os componentes e protegê-los contra religação,
para que não possam ser colocados em funcionamento;
veja o capítulo "Segurança", "Instruções de segurança - Paralisar a
máquina/os componentes e protegê-los contra religação".

Breve colocação da máquina em funcionamento


● Se for indispensável movimentar/ligar temporariamente a máquina
durante a execução dos trabalhos, ligá-la somente pelo tempo estri-
tamente necessário.
● Prestar especial atenção para que ninguém seja posto em perigo ou
para que a máquina não seja danificada.
● Em seguida, proteger novamente a máquina contra religação;
veja o capítulo "Segurança", "Instruções de segurança - Paralisar a
máquina/os componentes e protegê-los contra religação".

Preparação da máquina
Para movimentar a máquina (marcha passo a passo) durante a execu-
ção dos trabalhos, selecionar o regime de funcionamento "Preparação";
veja o capítulo "Segurança", "Instruções de segurança - Seleção/ativa-
ção dos regimes de funcionamento da máquina".
E0464a / sich_vor2

D-03-00186 PO 1. 5
gelb
Manutenção
● Em determinados casos, a máquina ou os seus componentes
podem estar sob pressão.
P. ex.:
• reservatório de pressão,
• componentes pneumáticos,
• componentes do sistema CIP,
• componentes hidráulicos,
• sistema de tubulação.
Interromper a pressurização da máquina e de seus componentes,
durante o período de execução dos trabalhos.
● Se for necessário abrir ou desmontar alguns dos componentes pres-
surizados:
• Evacuar a pressão,
• drenar os gases ou líquidos de serviço,
• escoar os produtos de limpeza e de desinfecção do sistema CIP,
antes de dar início aos trabalhos.
● Durante o serviço de limpeza CIP, é necessário efetuar determina-
dos controles.
• Estes controles englobam apenas uma inspecção visual.
• Durante os controles, não é permitido executar quaisquer traba-
lhos de manutenção.
● Ao soldar ou efetuar trabalhos que produzam faíscas:
Antes de iniciar este tipo de trabalhos, desconectar todo o sistema
elétrico da máquina.
● Ao soldar ou efetuar outros trabalhos com chama aberta:
• Na máquina existem diversos materiais plásticos.
• Os materiais plásticos podem ser inflamáveis e produzir, nesse
caso, gases tóxicos.
• Tomar, portanto, medidas de precaução adequadas ao soldar ou
efetuar trabalhos com chama aberta.
● Nos aparelhos de alta pressão KRONES (caldeiras/reservatórios do
produto) e nas tubulações KRONES
• não é permitido efetuar quaisquer alterações, remodelações ou
trabalhos de soldadura,
• só é permitido instalar peças de reposição genuínas e autoriza-
das (p. ex.: KRONES), ...
Para mais informações,
veja o capítulo "Segurança", "Instruções de segurança - Instru-
ções de serviço para caldeiras/reservatórios de produto nas
enchedoras".
E0464a / sich_vor2

D-03-00186 PO 1. 6
gelb
Lubrificação
● Os lubrificantes poderão, eventualmente, estar quentes
(p. ex.: durante a troca de lubrificante com a máquina à temperatura
de serviço).
Perigo de queimaduras!
● Os lubrificantes são nocivos para a saúde
(exceção: lubrificantes fisiologicamente inofensivos).
• Evitar, portanto, um contato intenso com a pele.
• Sendo necessário, usar luvas de proteção e aventais.
• Após o trabalho e antes dos intervalos para as refeições, lavar
meticulosamente a pele suja de óleo/graxa com sabão ou produ-
tos de limpeza próprios para a proteção da pele.
• Depois de lavar a pele, aplicar uma pomada dérmica gordurosa
para compensar a gordura perdida pela pele.
• Trocar imediatamente a roupa, se estiver impregnada de óleo/
graxa, e não colocar panos de limpeza oleosos/gordurosos nos
bolsos das calças.
• Evitar a inalação de névoas/vapores de óleo.
● Para limpar os pontos de lubrificação, usar apenas:
• panos limpos e que não desfiem,
• produtos de limpeza não prejudiciais à saúde, compatíveis com
os materiais e não prejudiciais ao meio ambiente
(p. ex.: óleo de limpeza pouco viscoso e sem solventes),
MAS
• não utilizar desperdícios de algodão, benzina, benzeno, nem
quaisquer outros produtos de limpeza com um efeito semelhante.
E0464a / sich_vor2

D-03-00186 PO 1. 7
gelb
Limpeza/Desinfecção
● Executar os trabalhos de limpeza/desinfecção regular e meticulosa-
mente.
● Ao efetuar estes trabalhos, ter em atenção as indicações incluídas
nos manuais da máquina e referentes aos produtos de limpeza/
desinfetantes, concentração, temperatura, tempo de atuação e pres-
são de serviço.
Para a execução do serviço de enchimento, não pode haver na
máquina quaisquer resíduos dos líquidos de limpeza/desinfecção.
● Proteger os componentes/grupos elétricos e eletrônicos contra a
água.
● Isentar os componentes elétricos/eletrônicos de tensão, antes de
executar trabalhos de limpeza/desinfecção nestes componentes.
● Os ácidos e lixívias não podem entrar em contato com os cabos elé-
tricos, caixas de distribuição e componentes de plástico.
● Não utilizar produtos de limpeza demasiado ácidos nem demasiado
alcalinos.
(Ter em atenção que a concentração dos produtos de limpeza pode
aumentar devido à evaporação da água.)
● Durante o serviço de limpeza CIP, não é permitido executar quais-
quer trabalhos na máquina.
● Dependendo do estado operacional, poderão estar quentes alguns
dos tubos ou mesmo toda a máquina
(p. ex.: serviço de limpeza CIP, envasilhamento a quente, sistema de
expulsão de estilhaços por água, sistema de injeção de alta pres-
são).
Perigo de queimaduras!
E0464a / sich_vor2

D-03-00186 PO 1. 8
gelb

Instruções de segurança
Paralisar a máquina/os componentes e protegê-
los contra religação

Para a execução de trabalhos na máquina, a fim de impedir a sua religação

p. ex., para ● trabalhos de revisão


● trabalhos de conversão
● trabalhos de manutenção/reparação
● eliminação de defeitos

Modelo: Máquinas com armário de distribuição externo


● Esvaziar a máquina e desligá-la, pressionar o botão "Máquina DESL.".
● Paralisar a máquina, pressionar o botão combinado de "PARADA DE EMERGÊNCIA/
Liberação para manutenção".
● Proteger a máquina contra religação, bloquear o botão combinado de "PARADA DE
EMERGÊNCIA/Liberação para manutenção" com um cadeado.
Cada uma das pessoas que trabalha na máquina, terá de usar o seu próprio cadeado.
O operador deve retirar as chaves e levá-las consigo.
● Sendo necessário, paralisar os componentes que, por questões de ordem técnica,
não sejam paralisados pelo botão combinado de "PARADA DE EMERGÊNCIA/Libera-
ção para manutenção"
(p. ex.: bombas de vácuo, bombas do produto).
• Desligar os componentes com os respectivos "interruptores".
• Paralisar os componentes, desligar o "Interruptor principal".
• Proteger os componentes contra religação, bloquear o "Interruptor principal" com
um cadeado.
Cada uma das pessoas que trabalha na máquina, terá de usar o seu próprio cade-
ado. O operador deve retirar as chaves e levá-las consigo.
E0464a / sich_vor1

D-03-00174 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT 1. 1


gelb
Modelo: Máquinas com armário de distribuição integrado
● Esvaziar a máquina e desligá-la, pressionar o botão "Máquina DESL.".
● Paralisar a máquina/os componentes, desligar o "Interruptor principal".
● Proteger a máquina/os componentes contra religação, bloquear o "Interruptor princi-
pal" com um cadeado.
Cada uma das pessoas que trabalha na máquina, terá de usar o seu próprio cadeado.
O operador deve retirar as chaves e levá-las consigo.

Modelo: Máquinas com armário de distribuição externo


Modelo: Máquinas com armário de distribuição integrado
● Colocação da máquina em funcionamento:
Só depois de todas as pessoas terem concluído os trabalhos, retirar o(s) cadeado(s),
puxar o botão combinado de "PARADA DE EMERGÊNCIA/Liberação para manuten-
ção" para fora e/ou ligar o "Interruptor principal".
A máquina está novamente operacional.

Ter em atenção:
● Descrição/instruções de segurança referentes aos interruptores, p. ex. botão combinado de
PARADA DE EMERGÊNCIA/Liberação para manutenção, interruptor principal, ...
veja o capítulo "Elementos de comando".
● Antes de iniciar quaisquer trabalhos na máquina, paralisar sempre a máquina/os compo-
nentes e protegê-los contra religação para que ninguém seja posto em perigo nem a
máquina danificada.
● Se houver componentes pressurizados:
• Em determinados casos, a máquina ou seus componentes podem estar sob pressão, p.
ex.
• reservatório de pressão,
• componentes pneumáticos,
• componentes do sistema CIP,
• componentes hidráulicos,
• sistema de tubulação.
• Interromper a pressurização da máquina/dos componentes da máquina, em caso de
necessidade.
• Se for necessário abrir ou desmontar alguns dos componentes pressurizados:
• Evacuar a pressão,
• drenar os gases ou líquidos de serviço,
• remover os produtos de limpeza/desinfetantes do serviço CIP, antes de iniciar os tra-
balhos.
E0464a / sich_vor2

D-03-00174 PO 1. 2
gelb

Instruções de segurança
Seleção/Ativação dos regimes de funcionamento
da máquina

A executar somente por pessoal especializado devidamente treinado e autorizado!

Regimes de funcionamento da máquina:


● Produção para os operadores para operar a máquina durante a pro-
dução/o serviço de limpeza CIP

● Modo de preparação só para pessoal para movimentar (em marcha passo a


especializado passo) a máquina, durante a execução
devidamente treinado de trabalhos em que é necessário
e autorizado movimentá-la
p. ex., para ● trabalhos de revisão
● trabalhos de conversão
● trabalhos de manutenção/
reparação
● eliminação de defeitos

Ter em atenção:
● Descrição/instruções de segurança referentes à seleção/ativação dos regimes de funciona-
mento, veja o capítulo "Elementos de comando" - Seletor do regime de funcionamento.
● Durante a execução de trabalhos no regime de funcionamento "Preparação", é necessário
proceder com o máximo de cuidado (a máquina pode ser movimentada em marcha passo a
passo, com a porta de proteção aberta), para que ninguém seja posto em perigo nem a
máquina danificada.
● Se houver componentes pressurizados:
• Em determinados casos, a máquina ou seus componentes podem estar sob pressão, p.
ex.
• reservatório de pressão,
• componentes pneumáticos,
• componentes do sistema CIP,
• componentes hidráulicos,
• sistema de tubulação.
• Interromper a pressurização da máquina/dos componentes da máquina, em caso de
necessidade.
• Se for necessário abrir ou desmontar alguns dos componentes pressurizados:
• Evacuar a pressão,
E0464a / sich_vor1

• drenar os gases ou líquidos de serviço,


• remover os produtos de limpeza/desinfetantes do serviço CIP, antes de iniciar os
trabalhos.

D-03-00175 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT 1. 1


gelb

Instruções de segurança
Aparelhos de alta pressão - Enchedora,
misturadora

Definição do termo "aparelho de alta pressão":


Nas presentes instruções, o termo "aparelho de alta pressão" é utilizado para os reservatórios
existentes nas máquinas KRONES, como p. ex.:
● Caldeira/reservatório do produto na enchedora
● Reservatório de desgaseificação e carbonização na misturadora
Ter em atenção:
z Os aparelhos de alta pressão da KRONES são concebidos e produzidos em conformidade
com as disposições da "Diretiva sobre aparelhos de alta pressão 97/23/CE".
z Nos aparelhos de alta pressão KRONES e nos sistemas de tubulação KRONES
• não é permitido efetuar quaisquer alterações, remodelações ou trabalhos de soldadura,
• só é permitido instalar peças de reposição genuínas e autorizadas (p. ex.: KRONES).
z Se a máquina tiver sido sujeita a ações fora do comum (como p. ex., incêndio, utilização
incorreta de produtos de limpeza e desinfetantes), seu bom funcionamento poderá encon-
trar-se afetado.
Depois de ocorrências deste tipo, executar os trabalhos como descritos na seção "Manuten-
ção dos aparelhos de alta pressão".
z Para assegurar um funcionamento seguro dos aparelhos de alta pressão e minimizar os ris-
cos subsistentes, além de medidas inerentes aos setores de construção e produção, será
necessário tomar medidas especiais durante
• a instalação
• a colocação em funcionamento
• o funcionamento e
• a manutenção
dos aparelhos de alta pressão.
z Por este motivo, o proprietário de aparelhos de alta pressão deverá observar/cumprir obriga-
toriamente os pontos seguidamente indicados!
E0464a / sich_vor1

D-03-00219 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT 1. 1


gelb
Instalação de aparelhos de alta pressão

Componente Atividade Nota

Máquina/aparelho(s) de A máquina/o(s) apare- Veja as informações contidas no Manual de Ins-


alta pressão e sistema lho(s) de alta pressão e o truções, no capítulo "Instalação".
de tubulação sistema de tubulação só
devem ser instalados por
pessoal especializado.

Conduto do produto Instalar um dispositivo de Pressão máxima permitida 15 bar.


(conduto de alimentação segurança/limitação da
instalado pelo cliente) e pressão.
tubulação de gás (p. ex.:
CO2, N2, ar esterilizado)

Válvula(s) de segurança Instalar a tubulação de Válvula(s) de segurança fora do revestimento de


apropriada(s) para o(s) descarga de forma que a proteção:
aparelho(s) de alta pres- saída do ar não cause • Instalar a tubulação de forma que
são e para o sistema de perigos. as pessoas presentes não sejam
tubulação expostas a perigos.
• A seção transversal dos tubos não
pode ser diminuída.

Colocação dos aparelhos de alta pressão em funcionamento

Primeira colocação em funcionamento

Componente Atividade Nota

Aparelho(s) de alta pres- Efetuar um controle final, Mandar inspecionar os componentes que traba-
são e sistema de tubula- após o término dos tra- lham sob pressão por um serviço de inspeção ou
ção balhos de instalação (se por pessoal especializado e devidamente autori-
os regulamentos nacio- zado.
nais o exigirem).

Recolocação em funcionamento após períodos de paralisação mais prolongados

Componente Atividade Nota

Aparelho(s) de alta pres- Antes da recolocação em Esta inspeção deverá incluir:


são e sistema de tubula- funcionamento, mandar • Um controle de funcionamento das
ção inspecionar os compo- válvulas de segurança.
nentes que trabalham • Um controle de corrosão dos com-
sob pressão por um ser- ponentes da máquina.
viço de inspeção ou por
pessoal especializado e
devidamente autorizado.
E0464a / sich_vor2

D-03-00219 PO 1. 2
gelb
Funcionamento dos aparelhos de alta pressão

Componente Atividade Nota

Máquina/aparelho(s) de Utilizar a máquina/o(s) Veja as informações contidas no Manual de Ins-


alta pressão e sistema aparelho(s) de alta pres- truções, nos capítulos "Dados técnicos" e "Pro-
de tubulação são e o sistema de tubu- cesso de trabalho".
lação exclusivamente no • Uma utilização incorreta implica
âmbito de seu "fim de graves riscos de funcionamento.
aplicação permitido".
• Por isso, é proibida qualquer utili-
Respeitar as seqüências
zação da máquina fora de seus
de trabalho da máquina.
fins de aplicação/processos de tra-
balho permitidos (p. ex.: utilização
de produtos explosivos/inflamáveis
para o enchimento).

Máquina/aparelho(s) de Durante o funciona- Prestar especial atenção às informa-


alta pressão e sistema mento da máquina: ções de segurança e fontes de perigo!
de tubulação Observar as informa-
ções contidas
z no Manual de Instru-
ções,
z na descrição dos pro-
gramas de serviço e
limpeza.

Máquina/aparelho(s) de Respeitar as Veja as informações contidas no Manual de Ins-


alta pressão e sistema z pressões de conexão truções, no capítulo "Dados técnicos".
de tubulação z pressões de serviço
z temperaturas
permitidas para o funcio-
namento.

Respeitar o Veja as informações contidas no Manual de Ins-


z teor de cloreto truções, no capítulo "Dados técnicos".
permitido para a água de
serviço.

Só utilizar Veja as informações contidas no Manual de Ins-


z produtos de limpeza truções, no capítulo "Limpeza/desinfecção".
e desinfetantes
permitidos.

Os valores permitidos Veja as informações contidas no Manual de Ins-


para truções, no capítulo "Limpeza/desinfecção".
z concentração
z temperatura
z tempo de atuação
dos produtos de limpeza
e desinfetantes.

Somente nas enchedo- Respeitar a pressão de Veja as informações contidas no Manual de Ins-
ras: serviço permitida. truções, no capítulo "Dados técnicos".
Cilindros elevadores
(enchedora de garrafas)
ou unidades de centra-
gem (enchedora de
latas)
E0464a / sich_vor2

D-03-00219 PO 1. 3
gelb
Manutenção dos aparelhos de alta pressão

Componente Atividade Nota

Aparelho(s) de alta pres- z Mandar inspecionar z Os aparelhos de alta pressão estão sujeitos a
são e sistema de tubula- regularmente os com- desgaste (p. ex.: fendimento), devido a esfor-
ção ponentes que traba- ços alternados ou pulsatórios (p. ex.: varia-
lham sob pressão por ções da pressão/alterações rápidas da
um serviço de inspe- temperatura).
ção ou por pessoal z A quantidade de ciclos de esforços alterna-
especializado e devi- dos ou pulsatórios (ciclos de carga) permiti-
damente autorizado. dos é, por isso, determinada pelo tempo de
z Controlar regular- funcionamento/intervalo de inspeção do apa-
mente os limites de relho de alta pressão.
carga (ciclos de z A quantidade de ciclos de carga permitidos
carga) permitidos, para o respectivo aparelho de alta pressão já
para que não sejam foi determinada.
ultrapassados. A mesma é indicada no "Relatório do controle
final" do serviço de inspeção (p. ex.: TÜV -
Associação de Inspeção Técnica).

Sob condições de ser- O intervalo de inspeção é indicado no Manual de


viço normais: Instruções, no capítulo "Manutenção".

Sob condições de ser- O intervalo de inspeção deverá ser


viço dificultosas: fixado (encurtado) pelo proprietário,
(p. ex.: freqüentes varia- de forma que a quantidade de ciclos
ções da pressão/fre- de carga permitidos não seja ultrapas-
qüentes alterações sada entre as inspeções.
rápidas da temperatura)

Aparelho(s) de alta pres- Executar os trabalhos de Veja as informações contidas no Manual de Ins-
são e sistema de tubula- manutenção. truções, no capítulo "Manutenção".
ção

Aparelho(s) de alta pres- Executar os trabalhos de Veja as informações contidas no Manual de Ins-
são e sistema de tubula- limpeza/desinfecção. truções, no capítulo "Limpeza/desinfecção".
ção, válvula(s) de
segurança

Aparelho(s) de alta pres- z Os aparelhos de alta Se for necessário abrir ou desmontar


são e sistema de tubula- pressão/tubulações algum dos componentes pressuriza-
ção só podem ser aber- dos:
tos/fechados • Evacuar a pressão,
• por pessoal espe- • drenar os gases ou líquidos de
cializado, serviço,
• com ferramentas • remover os detergentes e desinfe-
apropriadas, tantes da limpeza CIP,
• com o torque cor- antes de iniciar os trabalhos.
reto.
E0464a / sich_vor2

D-03-00219 PO 1. 4
gelb
Manutenção dos aparelhos de alta pressão

Componente Atividade Nota

Aparelho(s) de alta Reparações nos apare- Os trabalhos de reparação/manuten-


pressão e sistema de lhos de alta pressão e ção dos aparelhos de alta pressão
tubulação tubulações. KRONES e dos sistemas de tubula-
ção KRONES só podem ser efetuados
• de comum acordo com a KRONES
(e, eventualmente, também com
as autoridades nacionais compe-
tentes),
• por pessoal especializado e devi-
damente instruído (p. ex.: técnicos
do serviço de assistência técnica
da KRONES),
• tendo em conta os regulamentos
vigentes para os aparelhos de alta
pressão,
• utilizando, exclusivamente, peças
de reposição genuínas (p. ex.:
KRONES).

Aparelho(s) de alta Durante os trabalhos de Caso contrário, a proteção contra


pressão e sistema de reparação, substituir excessos de pressão não poderá ser
tubulação z o(s) regulador(es) de assegurada!
pressão
z a(s) válvula(s) de
regulação
z a(s) válvula(s) de
segurança
exclusivamente, por
peças genuínas.
E0464a / sich_vor2

D-03-00219 PO 1. 5
gelb

Instruções de segurança
Serviço KRONES "online"

Se existir um contrato de serviços KRONES "online" (contrato de ”Teleservice”) entre o proprietário da


máquina/sistema de máquinas ("cliente") e a KRONES AG e, adicionalmente, um pedido individual do
cliente à KRONES AG - para a entrada da KRONES AG na máquina/sistema de máquinas do cliente -, é
válido o seguinte:
1. O cliente deverá tomar as providências necessárias e assegurar que, durante o período mencionado
no contrato/pedido individual:
• todos os dispositivos de segurança (proteção pessoal/proteção da máquina) se encontrem em per-
feito estado de funcionamento,
• não se encontre ninguém na área de perigo da máquina/sistema de máquinas
• e que a supervisão dos trabalhos seja assumida por um funcionário do cliente especialmente auto-
rizado para o serviço "online", técnica e pessoalmente competente para o fazer e devidamente trei-
nado e instruído sobre todos os riscos possíveis (como acordado no contrato de "Teleservice").
2. Exemplos de dispositivos de proteção pessoal:
• A proteção elevável e as portas de proteção têm de estar fechadas,
• não pode estar aberto nenhum dos acessos às peças móveis,
• o botão de PARADA DE EMERGÊNCIA tem de estar operacional.
3. Exemplos de dispositivos de proteção da máquina:
• Robôs: Os limitadores mecânicos de rotação têm de estar operacionais.
• Enchedora: O sistema de supervisão das tulipas de centragem ou o limitador do ajuste da altura
tem de estar operacional.
4. O funcionário responsável da empresa do cliente tem de possuir um telefone/celular, a fim de poder
garantir uma comunicação ininterrupta com a KRONES AG.
5. Os funcionários da KRONES dão as instruções diretamente ao funcionário da empresa do cliente por
telefone/celular.
6. Todas as funções da sistema/máquina de máquinas poderão somente ser acionadas na unidade de
comando da sistema/máquina de máquinas pelo funcionário responsável da empresa do cliente. O
funcionário responsável da empresa do cliente assume a responsabilidade de decidir se e em que
momento a sistema/máquina de máquinas está protegida com segurança e poderá ser ligada.
7. O funcionário responsável da empresa do cliente deve observar cuidadosamente, se poderão ser cau-
sados danos na sistema/máquina de máquinas após qualquer alteração do software e deverá, even-
tualmente, interromper a tempo o processo em curso.
E0464a / sich_vor1

D-03-00217 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT 1. 1


Índice

Capítulo
Princípio de funcionamento
Enchedora

Índice
2.2. 1 Informação preliminar

2.2. 2 Construção da máquina

2.2. 3 Comando da máquina

2.2. 4 Operação da máquina

2.2. 5 Modo de funcionamento da máquina


2.2. 5 Princípio básico do serviço de enchimento
2.2. 6 Serviço de enchimento
2.2. 7 Princípio básico do serviço de limpeza CIP/SIP
2.2. 8 Serviço de limpeza CIP/SIP

2.2.10 Grupos independentes


2.2.10 Comando das válvulas de enchimento
2.2.11 Acionamento
2.2.12 Sistema de tubulação da máquina
2.2.13 Transporte e condução dos recipientes
2.2.16 Lubrificação da máquina
2.2.19 Regulagem dos produtos de serviço
2.2.23 Ajuste da altura da parte superior do carrossel
2.2.24 Conexão rotativa esférica
2.2.25 Revestimento de proteção
2.2.26 Bomba de vácuo/Ventilador de vácuo
2.2.27 Sistema de aspersão/Sistema de expulsão de estilhaços por
água
2.2.28 Sistema de injeção de alta pressão (HDE)
2.2.29 Tampadora

D-03-00173 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT


Princípio de funcionamento

Informação preliminar

● Os dados contidos no capítulo "Princípio de


funcionamento" são informações gerais sobre
a máquina/sobre os grupos independentes.
● Os dados específicos da máquina se encon-
tram em outras seções da documentação de
sua máquina, como p. ex.:
• na documentação de peças de reposição/
documentação elétrica
• na descrição dos programas de serviço e
limpeza.
03o0364c

● O trabalho de operação da máquina exige que se conheçam a fundo os processos de


funcionamento.
Deve, portanto, familiarizar-se com o princípio de funcionamento da máquina.
● Este capítulo inclui informações
• sobre a construção da máquina
• sobre a operação da máquina
• sobre o modo de funcionamento da máquina
• sobre os grupos independentes
● Por favor considere que:
• As figuras aqui incluídas são representações esquemáticas.
• As descrições do funcionamento também são válidas, de forma correspondente, para
máquinas com um sentido de avanço diferente.
• Conforme o modelo da máquina, poderão ser descritos setores da máquina ou com-
ponentes que não fazem parte de sua máquina.

D-03-00173 PO 2. 2. 1
Princípio de funcionamento

Construção da máquina

Exemplo: 9
Vista geral de uma enche-
dora 8

1
2
6
3
5

4
03o0192C

Para uma maior clareza, a figura inclui, principalmente, os componentes mais importantes para a
compreensão do processo de produção.
1. Parte superior do carrossel com estações de enchimento
2. Revestimento de proteção
3. Válvulas agrupadas
4. Entrada de recipientes com bloqueio de recipientes
5. Mesa de entrada com peças de guia
6. Saída de recipientes
7. Caixa de comando
8. Sinal acústico e lâmpada de coluna
9. Tampadora
(equipamento especial)

Além disso
(conforme o modelo da máquina):
• Armários de distribuição externos/Armários de distribuição integrados
• Bomba de vácuo/Ventilador de vácuo
• Sistema de aspersão
• Sistema de expulsão de estilhaços por água
• ...

D-03-00173 PO 2. 2. 2
Princípio de funcionamento

Comando da máquina

Informações gerais
● O comando elétrico da máquina está disposto
em armários de distribuição.
● Através dos emissores de sinais instalados na
máquina, a unidade de comando recebe uma
retroalimentação de informações sobre os
estados operacionais/perturbações.
● A operação é feita através de uma caixa de
comando ou dos elementos de comando exis-
03o0192C
tentes na máquina.

A documentação elétrica/eletrônica de
sua máquina contém informações sobre
o comando elétrico.

Sistema de regulagem automática da veloci-


dade
● O sistema de regulagem automática da velo-
2 cidade adapta a velocidade de trabalho da
máquina ao fluxo de entrada e saída de recipi-
entes.
1 ● A adaptação da velocidade de trabalho ao
fluxo de recipientes é produzida pelo abrir e
fechar do bloqueio de recipientes (1) e é regu-
lada por interruptores de supervisão (2) insta-
lados na zona de entrada/saída de
F0505d
recipientes.
Se houver falta de recipientes na zona
de entrada
OU
um congestionamento de recipientes na
zona de saída,
● o bloqueio de recipientes é fechado,
● a máquina é esvaziada,
● a máquina desacelera para a veloci-
dade mínima.
Depois de eliminado o defeito, a
máquina acelera novamente para a
velocidade programada.

D-03-00173 PO 2. 2. 3
Princípio de funcionamento

Operação da máquina

Elementos de comando na caixa de comando


E1
E2
E3
E4
E5
E6
● Elementos de comando das funções centrais
E7
E8
E9
E 10
E 11
E 12
E 13
E 14
E 15
E 16
(p. ex.: marcha passo a passo, máquina
A1
A2
A3
A4
A5
A6
A7
A8
HELP
?
ESC ENTER
0

5
1

6
2

7
3

8
4

9
DESL./LIG:, ...)
● Monitor de contato
E1
E2
● Unidade de comando KRONES para enche-
E3
E4

doras
E5
E6
E7
E8
E9
E 10
E 11
E 12
E 13

(só em máquinas com válvulas de enchimento


E 14
E 15
E 16
A1
A2
A3 ESC ENTER
A4 0 1 2 3 4
A5
A6

pneumáticas)
A 7 HELP 5 6 7 8 9
A8 ?

03o0113ce ● Unidade de comando KRONES para enxa-


guadoras
(só em máquinas agrupadas em bloco, com
enxaguadora comandada eletronicamente)

O capítulo "Elementos de comando"


contém informações sobre os elementos
de comando existentes na caixa de
comando.

Elementos de comando na máquina


● No lado da frente e no revestimento de prote-
ção da máquina
(p. ex.: sinal acústico, lâmpada de coluna, ...)
● Nas válvulas agrupadas/nas tubulações
(p. ex.: regulador de pressão, manômetro, ...)
● No carrossel
(p. ex.: óculos de inspeção, manômetro, ...)
● Nos grupos independentes/nos equipamentos
03o0192c adicionais
(p. ex.: climatizadores, interruptores de repa-
ração, ...)

O capítulo "Elementos de comando"


contém informações sobre os elementos
de comando existentes na máquina".

D-03-00173 PO 2. 2. 4
Princípio de funcionamento

Modo de funcionamento da máquina

Princípio básico do serviço de enchimento

As figuras mostram exemplos de plantas


da máquina.

7 5 1. Entrada de recipientes
2. Bloqueio de recipientes
3. Rosca sem fim de entrada
4. Estrela de entrada
5. Carrossel com estações de enchimento
6. Estrela de saída
7. Saída de recipientes
8. Tampadora
(equipamento especial)
● Com a barreira de recipientes aberta, os reci-
pientes são conduzidos da zona de entrada
para a rosca sem fim.
● A rosca sem fim de entrada aumenta a distân-
8 6 4 3 2 1 cia entre os recipientes, até que a mesma cor-
responda exatamente à subdivisão da estrela
de entrada e à distância entre as estações de
enchimento.
● As estações de enchimento, destinadas a
03o0365c encher os recipientes, estão dispostas no car-
rossel.
● Durante o funcionamento, o carrossel gira jun-
tamente com as estações de enchimento.
Por cada estação de enchimento, o carrossel
recebe um recipiente vazio da estrela de
2 1 3 7 entrada, o enche e o entrega à estrela de
saída ou à esteira de saída.
● Conforme o equipamento da máquina, os
recipientes são levados para a tampadora por
uma estrela transportadora, por uma rosca
sem fim de transporte ou por uma esteira
transportadora, sendo aí tampados.
● Em seguida, os recipientes são transferidos
para a zona de saída.

5 4 8

03o0367c

D-03-00173 PO 2. 2. 5
Princípio de funcionamento

Serviço de enchimento

● O enchimento dos recipientes se realiza em vários passos ou fases de enchimento.


● O tipo e a duração das fases de enchimento encontram-se adaptados às condições
locais.
● As fases de enchimento são comandadas
• em função do tempo, nas máquinas com válvulas de enchimento acionadas pneuma-
ticamente,
• em função do ângulo, nas máquinas com válvulas de enchimento acionadas mecani-
camente.

Seqüência das fases de enchimento


1. Fases de enchimento dependentes do pro-
2 duto
(p. ex.: evacuação, enxaguadura, pré-carga,
...)
3 2. Enchimento
4 3. Correção
1 (só nas máquinas com correção do nível de
enchimento)
4. Alívio da pressão
03o0366c (só quando o enchimento é feito sob pressão)

Descrição das fases de enchimento

Evacuação = Aspiração do ar dos recipientes.

Enxaguadura = Enxaguar os recipientes com gás protetor (p. ex.: CO2).

Pré-carga = Compensação de pressão entre os recipientes e a caldeira/o reservatório do


produto.
Enchimento = Enchimento dos recipientes com o produto.

Correção = O nível de enchimento dos recipientes é otimizado.


(O produto em excesso é retirado dos recipientes.)
Alívio da pressão = Compensação de pressão entre os recipientes e o ambiente.
(Pressão dos recipientes = Pressão atmosférica)

D-03-00173 PO 2. 2. 6
Princípio de funcionamento

Princípio básico do serviço de limpeza CIP/SIP

CIP = Cleaning In Place (limpeza local)


SIP = Steaming In Place (limpeza local a vapor)
Significado de CIP/SIP:
Limpeza/desinfecção interna da máquina, sem que seja necessário desmontá-la ou alterar
significativamente o seu estado operacional.
Para esse fim, se faz circular um produto de limpeza/desinfetante pela máquina.
Os programas de serviço e limpeza da máquina estão adaptados às condições locais
(veja a ”Descrição dos programas de serviço e limpeza” que lhe foi fornecida pelo Departa-
mento Técnico da Firma KRONES).

Princípio básico do serviço de limpeza CIP/


SIP
1. Máquina
1 2. Tubulações
3. Depósito (p. ex.: sistema CIP, equipamento
especial)
● A máquina e as tubulações podem podem ser
enxaguadas/lavadas com líquidos de lava-
3 2 gem/desinfecção
03o0364c
(= serviço de limpeza CIP)
OU
A figura mostra um exemplo de um esquema esterilizadas com vapor
de tubulações. (= serviço de limpeza SIP, equipamento espe-
O esquema de tubulação de sua máquina é cial).
apresentado no monitor de contato e na docu- ● Os líquidos de lavagem/desinfecção se
mentação de peças de reposição. encontram em depósitos (p. ex.: sistema CIP)
e são reconduzidos, em circuito, para os mes-
Tenha em atenção: mos.
Executar o serviço de limpeza CIP/ Dependendo do tipo/modelo da máquina ou
SIP unicamente com as pressões de dos programas de limpeza/desinfecção, é
serviço corretas, a fim de evitar danifi- possível que se perca uma certa quantidade
cações! dos líquidos de lavagem/desinfecção.
Para os valores, veja o capítulo
● A máquina/o sistema de tubulação terá de ser
"Dados técnicos".
ajustada/o aos diferentes programas de lim-
peza/desinfecção, podendo também ser
necessário efetuar trabalhos de conversão.
Os capítulos "Conversão", "Limpeza/
Desinfecção" contêm informações a
este respeito.

D-03-00173 PO 2. 2. 7
Princípio de funcionamento

Serviço de limpeza CIP/SIP

Limpeza/desinfecção do interior da máquina


Todo o interior da máquina
(p. ex.: sistema de tubulação, caldeira/reservató-
rio do produto, canal de retorno do vácuo/do sis-
tema CIP, ...),
é
● enxaguado com os líquidos de lavagem/
desinfecção do serviço de limpeza CIP, sendo
assim lavado/desinfetado,
● percorrido por vapor, no serviço de limpeza
03o0364c
SIP, sendo assim estirilizado.
Limpeza/Desinfecção das estações de enchi-
mento
● As capas de lavagem (1) fecham o orifício de
saída da válvula de enchimento, envolvendo
todas as peças exteriores das estações de
enchimento, que entram em contato com o
produto
(p. ex.: tubos de retorno de ar, sondas, ...).
● O líquido de lavagem/desinfecção passa da
caldeira/reservatório do produto para as
capas de lavagem, através das válvulas de
enchimento.
A partir das capas de lavagem, o líquido
1 retorna ao sistema de tubulação através do
canal de retorno do vácuo/do sistema CIP.
Desta forma,
• as válvulas de enchimento,
• as peças exteriores das estações de enchi-
mento, que entram em contato com o pro-
duto,
• os canais internos
(p. ex.: canal de vácuo/de alívio da pres-
03o0241c são), são também lavados/desinfetados.
Nem todos os tipos/modelos da
máquina permitem uma limpeza em cir-
cuito fechado.
Em certas máquinas (p. ex.: VV, ...), só é
possível efetuar uma "limpeza em cir-
cuito aberto",
isto é, os líquidos de lavagem/desinfec-
ção são expelidos para o exterior, nas
estações de enchimento, e não são reu-
tilizados.

D-03-00173 PO 2. 2. 8
Princípio de funcionamento

Limpeza/Desinfecção com descarga para o


exterior
P. ex.:
● As vedações dos distribuidores especiais,
● as válvulas de segurança,
● as bombas de vácuo,
● ...
estão integradas no processo de limpeza/desin-
fecção, em determinados programas de limpeza/
desinfecção.
03o0139c Estes componentes são enxaguados com os
líquidos de lavagem/desinfecção a intervalos
regulares e durante um determinado período de
tempo, a fim de serem lavados.
Neste caso, os líquidos não são reutilizados
(= descarga para o exterior).

A ”Descrição dos programas de serviço


e limpeza” que lhe foi fornecida pelo
Departamento Técnico da Firma KRO-
NES, contém informações mais detalha-
das sobre os programas de sua
f0366 máquina.

304/8 304/9

D-03-00173 PO 2. 2. 9
Princípio de funcionamento

Grupos independentes

Comando das válvulas de enchimento

Em máquinas com válvulas de enchimento


peumáticas
● As válvulas são acionadas eletropneumatica-
mente.
● O processo de enchimento é comandado pelo
computador da unidade de comando KRO-
NES para enchedoras.
● As fases de enchimento são processadas em
função do tempo.
S0131

Em máquinas com válvulas de enchimento


mecânicas
● As válvulas são acionadas mecanicamente.
● O processo de enchimento é comandado por
elementos mecânicos.
Conforme o tipo/modelo da máquina,
p. ex.:
• por alavancas de comando
• por mecanismos de comando
f0285
• por cames de comando/de elevação
• por agulhas de comutação
● As fases de enchimento são processadas em
função do ângulo.

030222c

D-03-00173 PO 2. 2. 10
Princípio de funcionamento

Acionamento

Motor e engrenagem
● Como acionamento está instalado na
máquina um motor elétrico.
● Este motor aciona uma engrenagem por meio
de correias trapezoidais.
● A partir da engrenagem, o acionamento da
máquina é realizado por meio de eixos articu-
lados, correias dentadas e rodas dentadas;
veja o esquema de engrenagens na docu-
P184
mentação de peças de reposição.
Freio
● O acionamento da máquina está equipado
com um freio. Sua função é fazer parar a
máquina o mais rapidamente possível em
casos de emergência ou quando ocorrem
determinadas perturbações.
● O freio é acionado automaticamente, sempre
que é pressionado algum dos dispositivos de
PARADA DE EMERGÊNCIA ou quando ocor-
rem determinadas perturbações.
t02552b

Acoplamento
(Equipamento especial nas máquinas agrupadas
em bloco)
Caso necessário, os acionamentos das máqui-
nas agrupadas em bloco podem ser desacopla-
dos por meio de um acoplamento
(p. ex.: para o serviço de limpeza CIP).
Acoplamento mecânico:
● A respectiva máquina (p. ex.: enxaguadora) é
desacoplada/acoplada manualmente, com
03o0369c
uma roda de acoplamento.
Acoplamento pneumático:
● A respectiva máquina (p. ex.: enxaguadora) é
desacoplada/acoplada por meio dos elemen-
tos de comando do monitor de contato.

D-03-00173 PO 2. 2. 11
Princípio de funcionamento

Sistema de tubulação da máquina

03o0364c

● A figura mostra um exemplo de um esquema de tubulações.


O esquema de tubulação de sua máquina é apresentado no monitor de contato e na
documentação de peças de reposição.
● Os elementos do esquema são descritos no capítulo "Elementos de comando".
● A função do sistema de tubulação é alimentar a máquina com produtos de serviço. A alimentação
dos líquidos/gases é comandada por válvulas e reguladores que também regulam as pressões no
sistema de tubulação.
● O sistema de tubulação tem de ser ajustado corretamente aos diferentes programas de serviço.
Para isso, o operador terá de comutar as válvulas do sistema de tubulação de acordo com o pro-
grama desejado.
Dependendo do equipamento, o sistema de tubulação pode ser comutado de formas diferentes:
• Automaticamente: O operador só tem de selecionar o programa.
• Semi-automaticamente: O operador seleciona o programa e, além disso, comuta algumas das
válvulas manualmente.
• Manualmente: O operador efetua todas as comutações manualmente.

D-03-00173 PO 2. 2. 12
Princípio de funcionamento

Transporte e condução dos recipientes

Entrada/saída de recipientes da máquina


1 2 Os recipientes são transportados para a
máquina/para fora da máquina por elementos de
transporte.
Conforme o modelo da máquina:
● Esteiras transportadoras (1)
● Transportadores de ar (2)
● Estrelas transportadoras (3)
(só nas máquinas agrupadas em bloco)
e0641a 05o0015c
● Roscas sem fim de transporte (4)
(só nas máquinas agrupadas em bloco)

3 4

03o0244c 03o0065c

Bloqueio de recipientes
1 (inexistente em determinadas máquinas agrupa-
das em bloco)
O bloqueio de recipientes fecha ou abre a
entrada de recipientes, regulando, assim, o fluxo
de recipientes.
Modelo 1:
Estrela de bloqueio
Modelo 2:
108/15a
Bloqueio de recipientes com peça de pressão
Modelo 3:
Rosca sem fim desacoplável
2
O bloqueio de recipientes é comandado
pelo sistema de regulagem automática
03o0256c da velocidade
OU
3 manualmente, por meio dos respectivos
interruptores da caixa de comando.

282/17

D-03-00173 PO 2. 2. 13
Princípio de funcionamento

Transporte e condução dos recipientes na


1 mesa de entrada
Na mesa de entrada, os recipientes são trans-
portados pelas peças de guia.
As peças de guia são constituídas, p. ex., por:
● Bloqueio de recipientes
● Rosca sem fim de entrada
● Estrelas
● Arcos de guia
● Tulipas/chapas de centragem
f0468

O modelo das peças de guia (1/2) depende do


tipo de recipientes.
2 Se forem processados na máquina
vários tipos de recipientes de medidas/
formas diferentes, também existem,
geralmente, vários jogos de peças de
guia.
Para o serviço de enchimento, é sempre
utilizado o jogo de peças de guia corres-
pondente ao tipo de recipientes a pro-
f0468v cessar;
veja o capítulo "Conversão".

D-03-00173 PO 2. 2. 14
Princípio de funcionamento

Posicionamento dos recipientes nas estações de enchimento


● Os recipientes são conduzidos para o carrossel/para as estções de enchimento por meio da
estrela de entrada.
● Antes de serem enchidos, os recipientes são centrados por baixo das estações de enchimento.
● Durante o processo de enchimento, os recipientes são seguros e, se necessário, pressionados
nas estações de enchimento, de forma a ficarem estanques ao gás.
● Depois de enchidos, os recipientes saem do carrossel e são transferidos para a zona de saída de
recipientes.

Modelo
com cilindros elevadores e tulipas de centragem

03o0363c

Modelo
com cilindros elevadores e chapas de centragem

03o0360c

Modelo
com unidades de centragem
Modelo
com a parte inferior das estações de enchimento

03o0004 03o0222ca

D-03-00173 PO 2. 2. 15
Princípio de funcionamento

Lubrificação da máquina

Lubrificação central
Os pontos de lubrificação centralizados são alimentados com lubrificante por meio de um sistema de
lubrificação central.
● Para os pontos de lubrificação conectados,
veja a documentação de peças de reposição.
● Para os intervalos, lubrificantes,
veja o capítulo "Instruções de lubrificação".

Modelo:
Placa de lubrificação central
(equipamento de série)
Lubrificação dos pontos de lubrificação da
máquina, que se encontram conectados individu-
almente:
● à mão, com uma engraxadeira

f0535 f0535a

Modelo:
Sistema de lubrificação central manual/automá-
tico
(equipamento especial)
Lubrificação de todos os pontos de lubrificação
da máquina, que se encontram conectados:
● à mão, com uma bomba manual
● automaticamente, com uma motobomba

145/10e

Modelo:
Sistema de lubrificação central a cargo do propri-
etário
(equipamento especial)
Lubrificação de todas as máquinas conectadas
de uma linha, por meio de um sistema de lubrifi-
cação central de ordem superior.

03o0371c

D-03-00173 PO 2. 2. 16
Princípio de funcionamento

Lubrificação não central


Os pontos de lubrificação que não estão conec-
tados ao sistema central
(p. ex.: eixos articulados, engrenagens, ...),
são lubrificados individualmente, à mão.
Pontos de lubrificação, intervalos, lubrifi-
cantes,
veja o capítulo "Instruções de lubrifica-
ção".

f0098

Lubrificação com água


Durante o funcionamento, as estações de enchi-
mento são umedecidas com água por meio de
um bocal.
A água lubrifica
● as alavancas de comando das válvulas de
enchimento
(só nas máquinas com válvulas de enchi-
mento mecânicas)
● os rolos e guias dos dispositivos de centra-
p0296a
gem

Lubrificação com água ou emulsão


● Dependendo de sua concepção e do esforço
a que são submetidas, as esteiras transporta-
doras são lubrificadas com água ou emulsão.

F0335

D-03-00173 PO 2. 2. 17
Princípio de funcionamento

Somente em máquinas com cilindros elevadores pneumáticos.

Lubrificação dos cilindros elevadores -


porfora
Os rolos e bielas dos êmbolos dos cilindros ele-
vadores são lubrificados com água ou emulsão,
durante o serviço de enchimento.
Para tal, os bocais são, normalmente, conecta-
dos à lubrificação das esteiras transportadoras.

F0402c

Lubrificação dos cilindros elevadores -


pordentro
● Quando os cilindros elevadores são desloca-
dos para cima com o ar comprimido, o ar com-
primido é conduzido para o sistema através
do vaso de óleo. O óleo é arrastado junta-
mente com o ar e distribuído no sistema. O
vaso de óleo fica, portanto, vazio.
● A mistura de ar e óleo é distribuída homoge-
neamente por todo o sistema.
● Quando o sistema é novamente despressuri-
zado, o ar comprimido é reconduzido para o
exterior através do vaso de óleo. Uma parte
do óleo é arrastado com o ar para o vaso de
óleo e separado do ar; o resto permanece no
sistema.

Para evitar danificações no sistema:


● Lubrificar os cilindros elevadores
regularmente
● Não lubrificar os cilindros elevadores
03o0201cb excessivamente
Informações sobre a lubrificação dos
cilindros elevadores,
veja o capítulo "Instruções de lubrifica-
ção".

D-03-00173 PO 2. 2. 18
Princípio de funcionamento

Regulagem dos produtos de serviço

Nível do produto
O nível do produto na caldeira/no reservatório é
1 regulado pela unidade de comando da máquina,
sendo a regulagem efetuada individualmente
para cada tipo de produto.
O circuito de regulagem é constituído por:
● Unidade de entrada (1)
4 (p. ex.: monitor de contato)
● Unidade de comando da máquina (2)
2 (p. ex.: Siemens)
● Válvulas de regulagem (3)
(p. ex.: válvula de regulagem do produto)
● Interruptores de segurança/supervisão (4)
(p. ex.: sondas do nível de enchimento)

Eventuais alterações/ajustes necessá-


rios, só podem ser efetuados pelos téc-
3 nicos de preparação/manutenção.

##

Gás de serviço - Caldeira/reservatório do


produto
3 (Só se o processo de enchimento for feito com
4 atmosfera de gás protetor.)
A pressão de serviço da caldeira/do reservatório
do produto (1) e, se existente, também do canal
de CO2 (2), é regulada individualmente para
cada tipo de produto.
5 O circuito de regulagem é constituído por:
6
● Unidade de entrada (3)
(p. ex.: monitor de contato)
● Unidade de comando da máquina (4)
(p. ex.: Siemens)
● Válvulas de regulagem (5)
2 (p. ex.: válvula de regulagem da alimentação
e da descarga)
● Interruptores de segurança/supervisão (6)
1 (p. ex.: interruptores/sensores de pressão)
Eventuais alterações/ajustes necessá-
rios, só podem ser efetuados pelos téc-
nicos de preparação/manutenção.
##

D-03-00173 PO 2. 2. 19
Princípio de funcionamento

Gás de serviço - Limpeza


(Existente em função do modelo da máquina.)
A limpeza da caldeira/do reservatório de produto
é regulada pela unidade de comando da
máquina
2 3 (é possível proceder a alterações/ajustes no
monitor de contato).
Durante a produção, a caldeira/o reservatório do
produto (1) é limpa(-o) constantemente com gás
de serviço fresco.
1 ● O gás de serviço fresco (p. ex.: CO2) entra na
caldeira através da válvula de
alimentação (2).
● O gás de serviço oxigenado é expelido atra-
vés da válvula de descarga (3).
Desta forma, se consegue que a atmosfera de
gás protetor mantenha uma qualidade constante.
Eventuais alterações/ajustes necessá-
rios, só podem ser efetuados pelos téc-
nicos de preparação/manutenção.

##

Gás de serviço - Ar de trabalho


● A pressão de trabalho é regulada nas unida-
des de manutenção/reguladores de pressão.
É possível efetuar, p. ex., ajustes nos seguin-
tes componentes/grupos:
• Ar principal
• Válvula de regulagem do produto
• Válvulas de regulagem do gás
• Cilindros elevadores
• ...
t0247
● A pressão de serviço é supervisionada atra-
vés de:
Interruptores de segurança/supervisão
(p. ex.: interruptores/sensores de pressão)
Eventuais alterações/ajustes necessá-
rios, só podem ser efetuados pelos téc-
nicos de preparação/manutenção.
● Para os valores,
veja o capítulo "Dados técnicos".
● Para a composição,
veja o plano pneumático na ”Docu-
10o0099c mentação de peças de reposição”.

D-03-00173 PO 2. 2. 20
Princípio de funcionamento

Existente em função do tipo/modelo da máquina.

Gás de serviço - Vácuo


Modelo
com bomba de vácuo
(Só nas máquinas com evacuação do ar dos
recipientes.)
1 1 ● A pressão de serviço no canal de vácuo (1)
depende da potência da bomba de vácuo (2).
● O vácuo é supervisionado através de:
2
Interruptores de segurança/supervisão
03o0110cb, f0366
(p. ex.: interruptores/sensores de pressão)
● Não é possível proceder a uma regulagem do
vácuo.

Gás de serviço - Vácuo


Modelo
com ventilador de vácuo
(Só se o processo de enchimento for feito sem
atmosfera de gás protetor; enchimento na
1 2 enchedora a vácuo.)
● A pressão de serviço na caldeira/no reserva-
tório do produto (1) depende da potência do
ventilador de vácuo (2).
● O vácuo é supervisionado através de:
##, 03o0118c
Interruptores de segurança/supervisão
(p. ex.: interruptores/sensores de pressão)
Equipamento especial:
● Regulagem do vácuo
(p. ex.: com um potenciômetro na caixa de
comando).

Eventuais alterações/ajustes necessá-


rios, só podem ser efetuados pelos téc-
nicos de preparação/manutenção.

D-03-00173 PO 2. 2. 21
Princípio de funcionamento

Existente em função do tipo/modelo da máquina.

Gás de serviço - Vácuo


Modelo
1 com ventilador de vácuo
(Só nas máquinas com um sistema de aspiração
de gotas.)
2 ● A pressão de serviço no canal
suplementar (1) do sistema de aspiração de
gotas, depende da potência do ventilador de
vácuo (2).
● O vácuo é supervisionado através de:
##, 03o0118c
Interruptores de segurança/supervisão
(p. ex.: interruptores/sensores de pressão)
Equipamento especial:
● Regulagem do vácuo
(p. ex.: com um potenciômetro na caixa de
comando).

Eventuais alterações/ajustes necessá-


rios, só podem ser efetuados pelos téc-
nicos de preparação/manutenção.

D-03-00173 PO 2. 2. 22
Princípio de funcionamento

Ajuste da altura da parte superior do carrossel

Ajuste da altura
(Equipamento especial)
Em determinados casos, é necessário ajustar a
altura da parte superior do carrossel:
● A fim de poder executar trabalhos de conver-
são/ajuste nas peças de guia ou nas estações
de enchimento.
● A fim de poder processar recipientes de altu-
ras diferentes.
Dependendo do modelo, sua máquina poderá
03o0104
estar equipada com um dos seguintes sistemas
de ajuste da altura:
● Ajuste à altura dos recipientes por meio de um
motor/manual:
A parte superior do carrossel é ajustada à
altura dos recipientes em causa por meio de
trabalhos de conversão.
● Ajuste automático à altura dos recipientes:
A parte superior do carrossel é ajustada auto-
maticamente à altura do tipo de recipientes
pré-selecionado.

O capítulo "Instruções" contém informa-


ções mais detalhadas sobre o ajuste da
altura.

D-03-00173 PO 2. 2. 23
Princípio de funcionamento

Conexão rotativa esférica

Existente em função do tipo/modelo da máquina.

Conexão rotativa esférica


1
A conexão rotativa esférica (3) faz a ligação
2 entre a parte giratória (1) e a parte fixa (2) do
carrossel.
Ela é constituída por um único rolamento de
esferas que é tão grande como as superfícies de
3 3 apoio das duas partes.

● Devido ao seu enorme diâmetro, este


rolamento é mais sensível à falta de
03o0104ca lubrificante e à umidade do que
outros rolamentos
● Dar, por isso, especial atenção aos
respectivos trabalhos descritos nos
capítulos "Manutenção" e "Instruções
de lubrificação".

D-03-00173 PO 2. 2. 24
Princípio de funcionamento

Revestimento de proteção

Revestimento de proteção
A máquina está rodeada por um revestimento de
proteção,
cujas funções são, p. ex.:
● Proteção das pessoas
● Proteção contra ruídos
● Proteção contra recipientes quebrados
● Proteção contra salpicos dos líquidos
(p. ex.: líquidos de lavagem/desinfecção)
1 1 O revestimento de proteção é constituído por:
03o0191ca 03o0191cb ● Portas de proteção para os trabalhos
rotineiros (1)
(para o operador)
• com dispositivos de segurança elétricos/
eletrônicos, integrados no circuito de segu-
rança "Proteção"
● Portas de proteção para os trabalhos de
manutenção/reparação (2)
1 (somente para os técnicos de preparação/
manutenção)
• com dispositivos de segurança mecânicos
por meio de fechos
● Tampa de proteção por baixo da mesa de
03o0199c entrada, para trabalhos de manutenção/
reparação (3)
(somente para os técnicos de preparação/
manutenção)
• com dispositivos de segurança mecânicos
por meio de fechos
A máquina pára/a ligação é impedida, sempre
que seja aberta alguma das portas de proteção
equipadas com dispositivos de segurança elétri-
cos/eletrônicos.
Prestar sempre atenção a que todos os
elementos de segurança se encontrem
2 3 instalados e em bom estado de funcio-
03o0199c, 03o0199cb, 03o0191ca namento.

O revestimento de proteção tem por finalidade proteger o operador das peças móveis da máquina.
Por isso:

É proibida a permanência dentro dos revestimentos de proteção fechados.

Durante o funcionamento normal da máquina, não é permitido desativar os dispositivos de


proteção e segurança.

D-03-00173 PO 2. 2. 25
Princípio de funcionamento

Bomba de vácuo/Ventilador de vácuo

Bomba de vácuo
1 (Só nas máquinas com evacuação do ar dos
recipientes.)
Modelo 1:
Bomba de vácuo com depósito de derrame insta-
lado ao lado
Modelo 2:
Bomba de vácuo com depósito de derrame insta-
lado em cima
f0366
● A bomba de vácuo produz uma depressão
destinada à aspiração do ar dos recipientes.
● Ao fazê-lo, a bomba aquece. Para dissipar o
2 calor, é conduzida água de um depósito de
derrame para a bomba. A água absorve o
calor e é rebombeada para o depósito de der-
rame juntamente com o gás aspirado. No
depósito de derrame, a água e o gás se sepa-
ram.
● Para esfriar a água no depósito de derrame, é
alimentada água fria. Em função da quanti-
dade alimentada, é escoada alguma água
p0030
através de um orifício no depósito de der-
rame, para que o nível de água permaneça
constante.

Ventilador de vácuo
(Existente em função do tipo/modelo da
máquina.)
O ventilador de vácuo produz uma depressão
● na caldeira/no reservatório do produto
(só nas enchedoras da série Vacufill VV...)
● no canal suplementar do sistema de aspira-
ção de gotas
(equipamento especial; só nas enchedoras da
série Isofill VG...)
03O0118C

D-03-00173 PO 2. 2. 26
Princípio de funcionamento

Sistema de aspersão/Sistema de expulsão de estilhaços por água

Sistema de aspersão
● Enquanto o carrossel gira, ele pode ser pulve-
rizado com água por fora, por meio de bocais.
● O sistema de aspersão tem as seguintes fun-
ções:
• Limpeza da máquina
• Aspersão dos líquidos de lavagem/desin-
fecção eventualmente derramados
• Remoção de recipientes quebrados

Nas máquinas em que os recipientes


não são seguros à pressão durante o
enchimento, o sistema de aspersão é
desativado durante o serviço de enchi-
mento.
O sistema de aspersão só pode ser ati-
vado - se necessário, manualmente -
fora do serviço de enchimento.

03o0240c

Sistema de expulsão de cacos por água


Equipamento especial
Serve para aspergir diversos componentes com
água.
Para esse fim, observar as instruções "Sistema
de expulsão de cacos por água", incluídas no
capítulo "Instruções".

393/33a

D-03-00173 PO 2. 2. 27
Princípio de funcionamento

Sistema de injeção de alta pressão (HDE)

Sistema de injeção de alta pressão (HDE)


(Equipamento especial)
A função do sistema de injeção de alta pressão
(HDE) é melhorar os valores do ar no gargalo do
recipiente. O sistema HDE injeta água quente,
sob alta pressão, no bocal do recipiente. Desta
forma, a bebida espuma e expele a mistura de ar
e CO2 do recipiente.
Os recipientes são tampados imediatamente a
seguir.

O capítulo "Instruções" contém informa-


ções mais detalhadas sobre o sistema
de injeção de alta pressão (HDE).

tf009

D-03-00173 PO 2. 2. 28
Princípio de funcionamento

Tampadora

Tampadora
Equipamento especial
● Os recipientes são tampados, imediatamente
após o enchimento, na tampadora integrada
na instalação.
● De acordo com o pedido de encomenda,
podem ser instaladas diversas variantes de
tampadoras:
• diversos tipos de tampadoras, como p. ex.
R472/8a
capsuladora coroa, tampadora rosquea-
dora
• tampadoras de diferentes fabricantes
• uma ou mais tampadoras
● A documentação desta máquina inclui infor-
mações sobre os diversos tipos de tampado-
ras.

D-03-00173 PO 2. 2. 29
register3 Índice

Capítulo
Elementos de comando
Enchedora

Índice
3.1. 1 Informação preliminar

3.1. 2 Regras/Instruções de segurança

3.1. 3 Estações de comando

3.1. 4 Interruptores/grupos funcionais relevantes para a


segurança
3.1. 4 Botão combinado de PARADA DE EMERGÊNCIA/Liberação
para manutenção
3.1. 6 Botão de PARADA DE EMERGÊNCIA
3.1. 8 Seletor do regime de funcionamento
3.1.10 Interruptor principal
3.1.12 Superfície de comutação - Teste de lâmpadas
3.1.13 Unidade de comando portátil
3.1.14 Pedal portátil de marcha passo a passo
3.1.15 Interruptor de reparação
3.1.16 Válvulas de segurança
3.1.17 Revestimento de proteção - Portas, Tampa
3.1.18 Revestimento de proteção - Bloqueio/Desbloqueio

3.1.19 Dispositivos de sinalização/advertência


3.1.19 Sinal acústico
3.1.20 Lâmpada de coluna
3.1.21 Monitor de contato
3.1.22 Lâmpada - Defeito geral/comunicação

D-03-00196 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT


Índice

3.1.23 Caixa de comando - Interruptor, botão, elementos de comando


3.1. 4 Botão combinado de PARADA DE EMERGÊNCIA/Liberação para manutenção
3.1. 6 Botão de PARADA DE EMERGÊNCIA
3.1. 8 Seletor do regime de funcionamento
3.1.21 Monitor de contato
3.1.22 Lâmpada - Defeito geral/comunicação
3.1.23 Botão - Ligar/desligar a máquina
3.1.24 Botão - Marcha passo a passo da máquina
3.1.25 Botão - Confirmar geral
3.1.26 Botão - Bloqueio de recipientes
3.1.27 Potenciômetro - Rendimento da máquina
3.1.28 Potenciômetro - Ventilador de vácuo
3.1.29 Interruptor - Correção HDE
3.1.30 Comando da enchedora KRONES

3.1.31 Grupos funcionais/elementos de comando independentes


3.1.13 Unidade de comando portátil
3.1.14 Pedal portátil de marcha passo a passo
3.1.15 Interruptor de reparação
3.1.16 Válvulas de segurança
3.1.17 Revestimento de proteção - Portas, Tampa
3.1.18 Revestimento de proteção - Bloqueio/Desbloqueio
3.1.19 Sinal acústico
3.1.20 Lâmpada de coluna
3.1.31 Botão - Confirmar controle de entrada
3.1.32 Interruptor - Avanço do produto
3.1.33 Interruptor - Ajuste da altura
3.1.34 Comando da máquina
3.1.35 Acionamento - Freio
3.1.36 Caldeira/reservatório do produto, sistema de tubulação
3.1.43 Transporte/guia de recipientes, recursos auxiliares na conversão
3.1.44 Sistema pneumático/secador do ar comprimido/vaso de óleo
3.1.49 Bomba de vácuo/Ventilador de vácuo
3.1.51 Sistema de aspersão/Sistema de expulsão de estilhaços por água
3.1.52 Sistema de injeção de alta pressão (HDE)
3.1.53 Tampadora
3.1.54 Documentação

D-03-00196 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT


Elementos de comando

Informação preliminar

O capítulo "Elementos de comando" descreve os interruptores, botões, indicações, elementos de


comando da máquina.

A máquina é operada em dois regimes de funcio-


namento:
● Regime de produção
(para o operador)
● Regime de preparação
(somente para pessoal especializado e autori-
zado)
Nestes regimes de funcionamento, a máquina é
comandada pelos seguintes elementos de
comando:
10751cb
● Interruptores/grupos funcionais relevantes
para a segurança
● Dispositivos de sinalização/advertência
● Caixa de comando - Interruptor, botão, ele-
mentos de comando
● Grupos funcionais/elementos de comando
independentes

● A seguir são descritos os elementos de comando necessários para a operação habitual


pelos operadores.
● Aqui não são descritos quaisquer elementos para preparar, definir, ajustar, p. ex. para:
• Alterar os tipos de produto existentes
• Adicionar tipos novos
Estes trabalhos devem ser executados somente por pessoal especializado, devidamente
treinado e autorizado, como p. ex.:
• Técnicos do serviço de assistência KRONES
• Técnicos da empresa do cliente, que tenham sido treinados pela KRONES

D-03-00196 PO 3. 1. 1
Elementos de comando

Regras/Instruções de segurança

Capítulo "Segurança"
● O capítulo "Segurança" tem por objetivo a
proteção das pessoas/da máquina.
Leia, portanto, este capítulo, a fim de poder
evitar acidentes!
● Ele contém indicações que deverão ser cum-
pridas durante a execução dos seguintes tra-
balhos.
P. ex.:
• Paralisação da máquina/
10o0014ci dos componentes, ...
• Regras/Instruções de segurança
• ...
Capítulo "Instruções"/Seção "7"
● Estas seções contêm as instruções relativas
aos equipamentos especiais/grupos específi-
cos do pedido de encomenda,
● odendo conter também informações sobre o
tema "Segurança", que deverão ser observa-
das.

10o0014ci

Elementos de comando de equipamentos especiais/grupos específicos do pedido de


encomenda
● Familiarize-se bem com os elementos de comando de toda a máquina, para evitar feri-
mentos de pessoas/danos na máquina.
● Informações sobre equipamentos especiais/grupos específicos do pedido de enco-
menda,
ver capítulo "Instruções"/Seção "7".

D-03-00196 PO 3. 1. 2
Elementos de comando

Estações de comando

A máquina possui as seguintes estações de comando:

Estação de comando principal


(para o funcionamento da máquina)
Caixa de comando com:
● interruptor, botão, elementos de comando
● monitor de contato

03o0113cf

Além disso:
● Unidade de comando da enchedora KRONES
E1
E2
(Somente nas máquinas com válvulas de
enchimento acionadas pneumaticamente).
E3
E4
E5
E6
E7
E8
E9
E 10
Somente para pessoal especializado,
E 11
E 12
E 13
E 14
devidamente treinado e autorizado.
E 15
E 16
A1
A2
ENTER
A3
A4
ESC 0 1 2 3 4
A5
A6
HELP
A7
A8 ?
5 6 7 8 9

11o0002ca

outras estações de comando


(p. ex.: para trabalhos de revisão/inspeção, con-
versão, manutenção/reparação, eliminação de
defeitos)
● Unidade de comando portátil
● Pedal portátil de marcha passo a passo

j0397a 03o0186c

● Mesa de entrada
● Carrossel
● Sistema de tubulação

03o0192c

D-03-00196 PO 3. 1. 3
Elementos de comando

Interruptores/grupos funcionais relevantes


para a segurança
Botão combinado de PARADA DE EMERGÊNCIA/Liberação para manu-
tenção

Figura Elemento de comando

Botão combinado de PARADA DE EMERGÊNCIA/Liberação para


manutenção
(Existente conforme o modelo da máquina).
Localização:
● Caixa de comando
Modelo:
● Botão vermelho sobre um fundo amarelo
● Quando pressionado, o botão bloqueia automaticamente.
10o0147cc ● Para soltar o bloqueio, puxar o interruptor para fora.
● Com várias possibilidades de ser bloqueado, a fim de impedir uma
religação da máquina.
● Quando o botão é acionado, o monitor de contato visualiza uma indi-
cação correspondente.
Finalidade:
● Para parar a máquina em casos de emergência.
● Para fechar todas as aberturas do sistema de tubulação, em casos
de emergência
(somente em sistemas de tubulação automáticos).
● Para paralisar a máquina a fim de proceder à execução de trabalhos
10o0148ca
- Proteção contra religação
(p. ex.: durante os trabalhos de revisão/inspeção, conversão, manu-
tenção/reparação, eliminação de defeitos).
Campo de ação:
● Em máquinas isoladas:
Enchedora, tampadora, entrada/saída de recipientes
● Nas máquinas em bloco:
Todas as máquinas do bloco, entrada/saída de recipientes
● Nos modelos especiais:
Outras seções da instalação comandadas por sinais de entrada/
saída específicos do cliente.
Operação:
● Pressionar o botão, p. ex., para parar a máquina em casos de emer-
gência.
● Pressionar e bloqueá-lo para paralisar a máquina e protegê-la contra
religação.
● Retirar o(s) cadeado(s) e/ou puxar o interruptor para fora para colo-
car a máquina em funcionamento.

D-03-00196 PO 3. 1. 4
Elementos de comando

Figura Elemento de comando

Botão combinado de PARADA DE EMERGÊNCIA/Liberação para manu-


tenção
(Existente conforme o modelo da máquina).
Informações de segurança:
● Em casos de emergência, pressionar imediatamente o dispositivo
de PARADA DE EMERGÊNCIA mais próximo, para parar a
máquina (p. ex.: botão combinado de PARADA DE EMERGÊN-
CIA/Liberação para manutenção, botão de PARADA DE EMER-
GÊNCIA).
10o0147cc
Familiarize-se, portanto, com a localização, modelo, utilização, ...
de todos os dispositivos de PARADA DE EMERGÊNCIA de sua
máquina.
● Não utilizar os dispositivos de PARADA DE EMERGÊNCIA para
parar a máquina, quando se trata de interrupções normais do ser-
viço.
Uma vez que a máquina é paralisada o mais rapidamente possí-
vel, ela é submetida a esforços mecânicos muito maiores.
● Antes de desbloquear os dispositivos de PARADA DE EMER-
GÊNCIA:
• Verificar o motivo, pelo qual foi acionado.
• Só colocar a máquina em funcionamento, se for possível fazê-
10o0148ca lo sem que as pessoas/máquina sejam postas em perigo.
● Proceder da forma correta para paralisar a máquina/os compo-
nentes,
veja o capítulo "Segurança", "Instruções de segurança - Paralisar
a máquina/os componentes", ...
● O botão combinado de PARADA DE EMERGÊNCIA/Liberação
para a manutenção não é um dispositivo de separação da rede.
Antes de quaisquer trabalhos no equipamento elétrico, desligar o
dispositivo de separação da rede (interruptor principal) e protegê-
lo contra religação (bloqueá-lo com um cadeado de fechar à
chave).
● Por questões de ordem técnica, determinados componentes per-
manecem em serviço, mesmo depois de se pressionar o botão de
PARADA DE EMERGÊNCIA/Liberação para manutenção (p. ex.
bombas de vácuo, bombas de produto).
Ter em atenção:
Só é permitido executar trabalhos nestes componentes, depois de
terem sido paralisados individualmente,
veja o capítulo "Segurança", "Instruções de segurança - Paralisar
a máquina/os componentes", ...

D-03-00196 PO 3. 1. 5
Elementos de comando

Botão de PARADA DE EMERGÊNCIA

Figura Elemento de comando

Botão de PARADA DE EMERGÊNCIA


Localização:
● Unidade de comando portátil
● Caixa de comando
(conforme o modelo da máquina)
● Revestimento de proteção
(nos modelos especiais)
Modelo:
10o0151c ● Botão vermelho sobre um fundo amarelo
● Quando pressionado, o botão bloqueia automaticamente.
● Para soltar o bloqueio, puxar o interruptor para fora ou girá-lo
(conforme o modelo).
● Para o desbloquear, destravar o botão com a respetiva chave
(nos modelos especiais).
● Quando o botão é acionado, o monitor de contato visualiza uma indi-
cação correspondente.
Finalidade:
● Para parar a máquina em casos de emergência.
● Para fechar todas as aberturas do sistema de tubulação, em casos
de emergência
(somente em sistemas de tubulação automáticos).
Campo de ação:
● Em máquinas isoladas:
Enchedora, tampadora, entrada/saída de recipientes
● Nas máquinas em bloco:
Todas as máquinas do bloco, entrada/saída de recipientes
● Nos modelos especiais:
Outras seções da instalação comandadas por sinais de entrada/
saída específicos do cliente
Operação:
● Pressionar o botão, p. ex., para parar a máquina em casos de emer-
gência.
● Puxar o botão para fora, girá-lo ou destravá-lo com a respetiva chave
para colocar a máquina em funcionamento.

D-03-00196 PO 3. 1. 6
Elementos de comando

Figura Elemento de comando

Botão de PARADA DE EMERGÊNCIA


Informações de segurança:
● Em casos de emergência, pressionar imediatamente o dispositivo
de PARADA DE EMERGÊNCIA mais próximo, para parar a
máquina (p. ex.: botão combinado de PARADA DE EMERGÊN-
CIA/Liberação para manutenção, botão de PARADA DE EMER-
GÊNCIA).
Familiarize-se, portanto, com a localização, modelo, utilização, ...
de todos os dispositivos de PARADA DE EMERGÊNCIA de sua
máquina.
10o0151c
● Não utilizar os dispositivos de PARADA DE EMERGÊNCIA para
parar a máquina, quando se trata de interrupções normais do ser-
viço.
Uma vez que a máquina é paralisada o mais rapidamente possí-
vel, ela é submetida a esforços mecânicos muito maiores.
● Antes de desbloquear os dispositivos de PARADA DE EMER-
GÊNCIA:
• Verificar o motivo, pelo qual foi acionado.
• Só colocar a máquina em funcionamento, se for possível fazê-
lo sem que as pessoas/máquina sejam postas em perigo.
● Não utilizar o botão de PARADA DE EMERGÊNCIA para paralisar
a máquina.
Utilize os seguintes interruptores para paralisar a máquina e evitar
uma religação:
• Botão combinado de PARADA DE EMERGÊNCIA/Liberação
para manutenção
(existente conforme o modelo da máquina).
OU
• Interruptor principal no armário de distribuição
(nas máquinas sem botão combinado de PARADA DE EMER-
GÊNCIA/Liberação para manutenção).
● O botão de PARADA DE EMERGÊNCIA não é um dispositivo de
separação da rede.
Antes de quaisquer trabalhos no equipamento elétrico, desligar o
dispositivo de separação da rede (interruptor principal) e protegê-
lo contra religação (bloqueá-lo com um cadeado de fechar à
chave).
● Por questões de ordem técnica, determinados componentes per-
manecem em serviço, mesmo depois de se pressionar o botão de
PARADA DE EMERGÊNCIA (p. ex. bombas de vácuo, bombas de
produto).
Ter em atenção:
Só é permitido executar trabalhos nestes componentes, depois de
terem sido paralisados individualmente.
veja o capítulo "Segurança", "Instruções de segurança - Paralisar
a máquina/os componentes", ...

D-03-00196 PO 3. 1. 7
Elementos de comando

Seletor do regime de funcionamento

Figura Elemento de comando

Seletor do regime de funcionamento


Localização:
● Caixa de comando
Modelo:
● Interruptor de chave, para dois regimes de funcionamento.
● Bloqueável com uma chave, a fim evitar uma seleção não autorizada
dos regimes de funcionamento.
Finalidade:
10o0146ca ● Para selecionar/ativar o regime de funcionamento da máquina.
Posição "0" Produção
(para o operador)
• Para operar a máquina durante a produção/serviço CIP.
Permite a execução de funções centrais (p. ex.: Máquina DESL./
LIG.).
• Todos os dispositivos de segurança estão ativados.
• Só é possível executar a marcha passo a passo com as portas de
proteção fechadas.
Posição "I" - Preparação:
(somente para pessoal especializado e autorizado)
• Para movimentar a máquina (em marcha passo a passo), durante
os trabalhos em que é necessário movimentá-la
(p. ex.: durante os trabalhos de revisão/inspeção, conversão,
manutenção/reparação, eliminação de defeitos).
• Nem todos os dispositivos de segurança estão ativados.
(É possível executar a marcha passo a passo com a porta de pro-
teção aberta!)
• O regime de produção fica bloqueado.
Deixa de ser possível executar as funções centrais (p. ex.:
Máquina LIG.).
Operação:
● A seleção/ativação do regime de funcionamento necessário, assim
como o bloqueio do seletor com uma chave, devem ser somente efe-
tuados por pessoal especializado, devidamente treinado e autori-
zado.

D-03-00196 PO 3. 1. 8
Elementos de comando

Figura Elemento de comando

Seletor do regime de funcionamento


Informações de segurança:
● Devido ao baixo grau de segurança do regime de funciona-
mento "Preparação"
(É possível executar a marcha passo a passo com a porta
de proteção aberta!)
os trabalhos a serem executados na máquina, neste regime
de funcionamento, devem ser somente confiados a pessoal
especializado, devidamente treinado e autorizado para o
10o0146ca
efeito.
● Somente este pessoal especializado, devidamente treinado
e autorizado deve ter acesso à chave do seletor.
● Após o término dos trabalhos ou ao sair da máquina, colo-
car o seletor do regime de funcionamento na posição "0"
Produção.
Retirar a chave e levá-la consigo.
● Se, ao sair da máquina, a mesma não puder ser comutada
para o regime de funcionamento "Produção", por não se
encontrar operacional, paralise a máquina/os componentes
e proteja-os contra religação,
veja o capítulo "Segurança", "Instruções de segurança -
Paralisar a máquina/os componentes", ...

D-03-00196 PO 3. 1. 9
Elementos de comando

Interruptor principal

Figura Elemento de comando

Interruptor principal
Localização:
● Armário de distribuição
Modelo:
● Interruptor giratório
● Com várias possibilidades de ser bloqueado, a fim de impedir uma
religação da máquina/dos componentes.
Finalidade:
10o0083c ● Para ligar e desligar a alimentação de tensão da máquina.
● Dispositivo de separação da rede para desconectar o equipamento
elétrico da máquina.
● Nas máquinas equipadas com um botão combinado de PARADA DE
EMERGÊNCIA/Liberação para manutenção:
Para paralisar os componentes da máquina, a fim de proceder à exe-
cução de trabalhos - Proteção contra religação
(p. ex.: durante os trabalhos de revisão/inspeção, conversão, manu-
tenção/reparação, eliminação de defeitos).
OU
Nas máquinas que não possuam um botão combinado de PARADA
10o0083cb
DE EMERGÊNCIA/Liberação para manutenção:
Para paralisar a máquina/os componentes, a fim de proceder à exe-
cução de trabalhos - Proteção contra religação
(p. ex.: durante os trabalhos de revisão/inspeção, conversão, manu-
tenção/reparação, eliminação de defeitos).
Operação:
● Girar para a posição "I", para ligar a alimentação de tensão.
● Girar para a posição "O", para desligar a alimentação de tensão.
● Girar e bloquear para a posição "O" para liberar o sistema elétrico.
● Girar e bloquear para a posição "O" para paralisar a máquina/os
componentes e protegê-los contra religação.
● Cada uma das pessoas que trabalham na máquina deve possuir o
seu próprio cadeado. Deve retirar a chave e levá-la consigo.
● Retirar o(s) cadeado(s) e/ou ligar o interruptor para colocar a
máquina em funcionamento.

D-03-00196 PO 3. 1. 10
Elementos de comando

Figura Elemento de comando

Interruptor principal
Informações de segurança:
● Não utilizar o interruptor principal:
• Para paralisar a máquina, quando se trata de interrupções nor-
mais do serviço.
• Para paralisar a máquina em casos de emergência.
Nestes casos, utilizar os dispositivos correspondentes (botão
"Máquina DESL." e, em casos de emergência, o botão de
PARADA DE EMERGÊNCIA) para paralisar a máquina.
10o0083cc
A máquina está equipada com um freio eletrônico e necessita da
tensão de alimentação (interruptor principal LIG.) para frear.
● Nas máquinas que não possuam um botão combinado de
PARADA DE EMERGÊNCIA/Liberação para manutenção:
Proceder da forma correta para paralisar a máquina/os compo-
nentes.
veja o capítulo "Segurança", "Instruções de segurança - Paralisar
a máquina/os componentes", ...
● Ter em atenção:
• O interruptor principal é também um dispositivo de separação
da rede, destinado a desconectar o equipamento elétrico da
máquina.
10o0083cb
• Determinados componentes permanecem sob tensão, p. ex.:
tomadas, iluminação do armário de distribuição, componentes
com energia aplicada até o contator principal da máquina,
aquecimento do armário de distribuição, partes do comando
da máquina sob USV.
(USV = Alimentação de corrente contínua).
• Determinados trabalhos, tais como desconectar o sistema elé-
trico da máquina sob USV, protegê-la contra religação, verifi-
car a ausência de tensão, ligar à terra e curto-circuitar, tapar
ou isolar os componentes com uma vedação de segurança e
executar trabalhos de reparação no equipamento elétrico,
devem ser somente executados por pessoal especializado e
devidamente autorizado.
● Antes de desbloquear o interruptor principal:
• Verificar por que motivo foi bloqueado.
• Só colocar a máquina em funcionamento, se for possível fazê-
lo sem que as pessoas/máquina sejam postas em perigo.
● Desligar o interruptor principal somente pelo tempo estritamente
necessário para a execução dos trabalhos.
Fora disso, o interruptor deveria ficar ligado, a fim de impedir a for-
mação de água condensada nos componentes elétricos/eletrôni-
cos, devido ao arrefecimento.
Nas máquinas em que o armário de distribuição está equipado
com um aquecimento, o interruptor poderá ser desligado.

D-03-00196 PO 3. 1. 11
Elementos de comando

Superfície de comutação - Teste de lâmpadas

Figura Elemento de comando

Superfície de comutação - Teste de lâmpadas


Localização:
● Monitor de contato
Modelo:
● Superfície de comutação
Finalidade:
● Para verificar dispositivos de sinalização e de advertência
(p. ex.: sinal acústico, lâmpada de coluna, ...).
## ● Para verificar interruptores/botões iluminados
(p. ex. botão - LIGAR máquina, botão - Confirmar geral, ...).
Operação:
● Veja as instruções "Monitor de contato" no capítulo "Instruções".

##

D-03-00196 PO 3. 1. 12
Elementos de comando

Unidade de comando portátil

Figura Elemento de comando

Unidade de comando portátil


Localização:
● Mesa de entrada
Modelo:
● A caixa de comando portátil está equipada com
• um botão de PARADA DE EMERGÊNCIA
• um botão - Marcha passo a passo da máquina
• um interruptor - Ajuste da altura
j0397a (equipamento especial)
Finalidade:
● Para parar a máquina em casos de emergência.
● Para fechar todas as aberturas do sistema de tubulação, em casos
de emergência
(somente em sistemas de tubulação automáticos).
● Para a marcha lenta ou passo a passo da máquina, a fim de poder
observar e controlar em simultâneo determinadas seções
(p. ex.: durante os trabalhos de revisão, conversão, manutenção/
reparação, eliminação de defeitos, ...).
● Para o ajuste em altura da parte superior da máquina.
Operação:
● Ver
• "Botão de PARADA DE EMERGÊNCIA"
• "Botão - Marcha passo a passo da máquina"
• "Interruptor - Ajuste da altura"

D-03-00196 PO 3. 1. 13
Elementos de comando

Pedal portátil de marcha passo a passo

Figura Elemento de comando

Pedal portátil de marcha passo a passo


Localização:
● Carrossel
Modelo:
● Pedal de marcha passo a passo equipado com
• Função - PARADA DE EMERGÊNCIA = engatando
• Função – Marcha passo a passo da máquina = tocando
Finalidade:
03o0186c ● Para parar a máquina em casos de emergência.
● Para fechar todas as aberturas do sistema de tubulação, em casos
de emergência
(somente em sistemas de tubulação automáticos).
● Para a marcha lenta ou passo a passo da máquina, a fim de poder
observar e controlar em simultâneo determinadas seções
(p. ex.: durante os trabalhos de conversão - montagem/desmonta-
gem das capas de lavagem, ...).
Operação:
● Pisar, para selecionar uma função.
• através do batente = Função - PARADA DE EMERGÊNCIA
• Quando pressionado, o botão bloqueia automaticamente.
• Para soltar o bloqueio, premir manualmente e com força o
botão lateral.
• até ao batente = Função - Marcha passo a passo da máquina
Para mais informações, ver
● "Botão de PARADA DE EMERGÊNCIA"
● "Botão - Marcha passo a passo da máquina"

D-03-00196 PO 3. 1. 14
Elementos de comando

Interruptor de reparação

Figura Elemento de comando

Interruptor de reparação
(equipamento especial)
Localização:
● nos respetivos motores
Modelo:
● Interruptor giratório
● Pode ser bloqueado, a fim de impedir uma religação da máquina.
● Quando o botão é acionado, o monitor de contato visualiza uma indi-
314/15 cação correspondente.
Finalidade:
● Para paralisar cada um dos motores
(p. ex.: durante os trabalhos de manutenção/reparação, ...).
Operação:
● Girar e bloquear para paralisar cada um dos motores.
• Posição "O" = Desligar alimentação de tensão
• Posição "I" = Ligar alimentação de tensão

D-03-00196 PO 3. 1. 15
Elementos de comando

Válvulas de segurança

Figura Elemento de comando

Válvulas de segurança
(Existente em função do tipo/modelo da máquina.)
Localização:
● Sistema de tubulação, ver esquema de tubulações
Modelo:
● Acionamento manual durante determinados programas de limpeza.
OU
● Acionamento automático durante determinados programas de lim-
03o0379c peza
(equipamento especial).
Finalidade:
● Para reduzir as pressões demasiado elevadas, em caso de defeitos
ou de emergência, descarregando-as para o exterior.
Operação:
● Regime de produção:
As válvulas de segurança abrem automaticamente, sempre que a
pressão de serviço permitida seja ultrapassada.
● Serviço de limpeza:
03o0378c • Acionamento manual para enxaguar as válvulas.
Girar a roda de mão para abrir/fechar as válvulas.
OU
• Acionamento automático para enxaguar as válvulas.
Para mais informações, ver
● "Descrição dos programas de serviço e limpeza"
● no capítulo "Limpeza/desinfecção"

D-03-00196 PO 3. 1. 16
Elementos de comando

Revestimento de proteção - Portas, Tampa

Figura Elemento de comando

Revestimento de proteção - Portas, Tampa


Localização:
● Em toda a máquina
Modelo:
● Portas de proteção para os operadores (1)
• com dispositivos de segurança elétricos/eletrônicos, integrados
no circuito de segurança "Proteção"
1 3 ● Portas de proteção para técnicos de preparação/manutenção (2)
03o0191ca
• com dispositivos de segurança mecânicos por meio de fechos
● Tampa de proteção por baixo da mesa de entrada, para os técnicos
de preparação/manutenção (3)
• com dispositivos de segurança mecânicos por meio de fechos
Finalidade:
● Proteção das pessoas
● Proteção contra ruídos
● Proteção contra recipientes quebrados
● Proteção contra salpicos dos líquidos
(p. ex.: líquidos de lavagem/desinfecção)
1 3
03o0191cb
Operação:
● A máquina pára/a ligação é impedida, sempre que seja aberta
alguma das portas de proteção equipadas com dispositivos de segu-
rança elétricos/eletrônicos.
● Quando as portas de proteção para os operadores (1) estão abertas,
a máquina só pode ser operada no regime de funcionamento "Pre-
paração",
ver "Seletor do regime de funcionamento"
(somente para os técnicos de preparação/manutenção).
● Prestar sempre atenção para que todos os elementos de
1 03o0199c segurança se encontrem instalados e em bom estado de
funcionamento!
● Não utilizar as portas de proteção bloqueadas elétrica e ele-
tronicamente para paralisar a máquina!
Somente em máquinas com "Revestimento de proteção - Blo-
queio/desbloqueio":
● Antes de abrir tem de se desbloquear as respetivas portas
de proteção,
ver "Revestimento de proteção - Bloqueio/Desbloqueio".
● Voltar a bloquear as portas de proteção após a conclusão
2 2 dos trabalhos.
03o0199c, 03o0199cb

D-03-00196 PO 3. 1. 17
Elementos de comando

Revestimento de proteção - Bloqueio/Desbloqueio

Figura Elemento de comando

Revestimento de proteção - Bloqueio/Desbloqueio


(Existente conforme o modelo da máquina).
Localização:
● Revestimento de proteção
#### Modelo:
● Botão
• aceso quando as portas de proteção estão bloqueadas
• pisca quando as portas de proteção estão desbloqueadas
10A0012Ca Finalidade:
● Para bloquear/desbloquear as respetivas portas de proteção.
Operação:
● Premir para bloquear/desbloquear o revestimento de proteção.

D-03-00196 PO 3. 1. 18
Elementos de comando

Dispositivos de sinalização/advertência

Sinal acústico

Figura Elemento de comando

Sinal acústico
Localização:
● Revestimento de proteção - Mesa de entrada
Modelo:
● O sinal acústico, integrado na lâmpada de coluna, toca em determi-
nados estados operacionais/perturbações.
● Os estados operacionais/perturbações também são exibidos no
monitor de contato.
10o0046ce Finalidade:
● Indica os respetivos estados operacionais e perturbações, através
de diversos sons.
1 Operação:
● Ver em baixo o significado dos sons.
● Superfícies de comutação (1) para desligar/ligar:
Veja as instruções "Monitor de contato" no capítulo "Instruções".
Caso seja necessário efetuar reparações para eliminar a per-
turbação, estas devem ser realizadas por técnicos especializa-
dos autorizados, p. ex.:
##
● Técnicos do serviço de assistência KRONES
● Técnicos da empresa do cliente, que tenham sido treinados
pela KRONES

Som intervalado ● Partida desconhecida prestes a começar,


a máquina arranca brevemente de forma automática (equipamento
especial).
● nível muito baixo na caldeira/no reservatório do produto.

Som contínuo ● Nível muito elevado na caldeira/no reservatório do produto.


Conforme o tipo/modelo da máquina, também:
● Proteção do motor/falta de pressão no sistema de injeção de alta
pressão (HDE).
● Proteção do motor/falta de água de bloqueio/aumento da tempera-
tura da bomba de vácuo.

D-03-00196 PO 3. 1. 19
Elementos de comando

Lâmpada de coluna

Figura Elemento de comando

Lâmpada de coluna
Localização:
● Revestimento de proteção - Mesa de entrada
Modelo:
● Lâmpada de coluna, acende/pisca em determinados estados opera-
cionais/perturbações.
● Os estados operacionais/perturbações também são exibidos no
monitor de contato.
10o0046ce Finalidade:
● Indica os respetivos estados operacionais e defeitos, através de
diversos sinais luminosos.
Operação:
● Ver em baixo o significado dos sinais luminosos.
Caso seja necessário efetuar reparações para eliminar a per-
turbação, estas devem ser realizadas por técnicos especializa-
dos autorizados, p. ex.:
● Técnicos do serviço de assistência KRONES
● Técnicos da empresa do cliente, que tenham sido treinados
pela KRONES

Pisca a amarelo ● Partida desconhecida prestes a começar,


a máquina arranca brevemente de forma automática (equipamento
especial).

Acende a cor-de- ● Perturbação,


laranja até à respetiva eliminação a máquina não se encontra operacional.

acende a branco ● Prontidão CIP ou Serviço CIP

D-03-00196 PO 3. 1. 20
Elementos de comando

Monitor de contato

Figura Elemento de comando

Monitor de contato
Localização:
● Caixa de comando
Modelo:
● Unidade de comando
Chamar imagens, ativar funções tocando sobre as superfícies de
comutação.
Indicação de perturbações numa linha de alarme.
03o0113cf Finalidade:
● Para operar a máquina
(p. ex. para selecionar determinados programas de serviço e lim-
peza).
● Para indicar os dados de produção, os estados operacionais e as
perturbações.
● Para ajustar/parametrizar a máquina
(p. ex. para alterar valores e dados específicos de cada tipo).
Somente para pessoal especializado, devidamente treinado
e autorizado.

Operação:
● Veja as instruções "Monitor de contato" no capítulo "Instruções".

D-03-00196 PO 3. 1. 21
Elementos de comando

Lâmpada - Defeito geral/comunicação

Figura Elemento de comando

Lâmpada - Defeito geral/comunicação


####
Localização:
● Caixa de comando
Modelo:
● Lâmpada
• acende no caso de defeitos gerais
(p. ex. nível muito alto/baixo)
• pisca no caso de defeitos na comunicação
a0002c (p. ex. entre o monitor de contato e o comando da máquina)
● Os defeitos também são exibidos no monitor de contato.
Finalidade:
● Para indicar defeitos, mesmo quando outros dispositivos de sinaliza-
ção/advertência, indicações na máquina estão com defeito
(p. ex.: sinal acústico/lâmpada de coluna).
Operação:
● Após eliminado o defeito, confirmar a eliminação,
ver botão - "Confirmar geral".
Caso seja necessário efetuar reparações para eliminar a per-
turbação, estas devem ser realizadas por técnicos especializa-
dos autorizados, p. ex.:
● Técnicos do serviço de assistência KRONES
● Técnicos da empresa do cliente, que tenham sido treinados
pela KRONES

D-03-00196 PO 3. 1. 22
Elementos de comando

Caixa de comando - Interruptor, botão, elementos de


comando
Botão - Ligar/desligar a máquina

● Em determinado tipo de perturbações a máquina pára /é evitada a ligação ou a mar-


cha passo a passo.
Eliminar as perturbações e, caso necessário, confirmar.
Depois disso, a máquina está novamente pronta para entrar em serviço.
● Caso seja necessário efetuar reparações para eliminar perturbações, estas devem ser
realizadas por técnicos especializados autorizados.

Figura Elemento de comando

Botão - Desligar a máquina


#### Localização:
● Caixa de comando
Modelo:
● Botão
Finalidade:
● Para desligar a máquina.
Operação:
a0004c
● Pressionar para desligar a máquina.

Botão - Ligar a máquina


#### Localização:
● Caixa de comando
Modelo:
● Botão
• aceso quando a máquina está ligada
• apaga-se quando a máquina está desligada
Finalidade:
a0004c ● Para ligar a máquina.
Operação:
● Pressionar para ligar a máquina.

D-03-00196 PO 3. 1. 23
Elementos de comando

Botão - Marcha passo a passo da máquina

● Em determinado tipo de perturbações a máquina pára /é evitada a ligação ou a mar-


cha passo a passo.
Eliminar as perturbações e, caso necessário, confirmar.
Depois disso, a máquina está novamente pronta para entrar em serviço.
● Caso seja necessário efetuar reparações para eliminar perturbações, estas devem ser
realizadas por técnicos especializados autorizados.

Figura Elemento de comando

Botão - Marcha passo a passo da máquina


#### Durante a marcha passo a passo, ter em atenção:
Movimentar a máquina em marcha passo a passo, somente se
for possível fazê-lo sem que ninguém/a máquina seja posto/a
em perigo.
Localização:
● Caixa de comando
● Unidade de comando portátil
a0004c Modelo:
● Botão
Finalidade:
● Para a marcha passo a passo da máquina.
Operação:
● Pressionar para movimentar lentamente a máquina passo a passo.
● Soltar para paralisar a máquina.
● Se o botão for pressionado por um período de tempo mais prolon-
gado, a máquina pára automaticamente.
Em caso de necessidade, acionar novamente o botão.
● Regime de funcionamento: Regime de produção
• Não é possível executar a marcha passo a passo com as
portas de proteção abertas.
• É possível a marcha passo a passo através de todos os
"Botões - Marcha passo a passo da máquina " com as
portas de proteção fechadas.
● Regime de funcionamento: Regime de preparação
• É possível executar a marcha passo a passo com uma
porta de proteção aberta.
• Só é possível a marcha passo a passo através do "Botão
- Marcha passo a passo da máquina " na porta de prote-
ção aberta.

D-03-00196 PO 3. 1. 24
Elementos de comando

Botão - Confirmar geral

Figura Elemento de comando

Botão - Confirmar geral


#### Localização:
● Caixa de comando
Modelo:
● Botão
• acende quando ocorrem defeitos, cuja eliminação terá de ser con-
firmada.
• apaga-se após a eliminação ou quando já não existe nenhum
a0004c defeito
Finalidade:
● Para confirmar a eliminação de defeitos.
Operação:
● Pressionar após a eliminação do defeito.
Caso seja necessário efetuar reparações para eliminar a per-
turbação, estas devem ser realizadas por técnicos especializa-
dos autorizados, p. ex.:
● Técnicos do serviço de assistência KRONES
● Técnicos da empresa do cliente, que tenham sido treinados
pela KRONES

D-03-00196 PO 3. 1. 25
Elementos de comando

Botão - Bloqueio de recipientes

Figura Elemento de comando

Botão - Bloqueio manual de recipientes


Botão - Bloqueio de recipientes fechado
#### Botão - Bloqueio automático de recipientes
Localização:
● Caixa de comando
Modelo:
● Botão
A função selecionada permanece acesa até que seja selecionada
a0004c outra função.
Finalidade:
● Para abrir o bloqueio de recipientes.

#### Operação:
● Pressionar para selecionar uma função.
• Bloqueio de recipientes "Manual":
Para abrir manualmente o bloqueio de recipientes.
• Bloqueio de recipientes "Fechado":
Para fechar manualmente o bloqueio de recipientes
• Bloqueio de recipientes "Automático":
O bloqueio de recipientes abre e fecha automaticamente em fun-
a0004c
ção das condições do programa/de serviço
● Para operar a máquina selecionar a função "Automático".
● Nem sempre é possível abrir o bloqueio de recipientes
#### manualmente.
● A causa do bloqueio de recipientes não abrir ou fechar pode
ser vista na linha de alarme no monitor de contato.
● Causas são p. ex.:
• Perturbação na entrada/saída de recipientes
• Perturbação da alimentação de produtos
• Perturbação não eliminada/confirmada
a0004c • ...

D-03-00196 PO 3. 1. 26
Elementos de comando

Potenciômetro - Rendimento da máquina

Figura Elemento de comando

Potenciômetro - Rendimento da máquina


#### Localização:
● Caixa de comando
Modelo:
5 6
● Potenciômetro
4 7
3
2
8 Finalidade:
9
1 10 ● Para regular o rendimento da máquina durante a produção.
Operação:
a0010c
● Girar para regular o rendimento da máquina.
• rendimento mínimo da máquina = 1
• rendimento máximo da máquina = 10
Indicação do rendimento da máquina, em recipientes por hora,
no monitor de contacto.

D-03-00196 PO 3. 1. 27
Elementos de comando

Potenciômetro - Ventilador de vácuo

Figura Elemento de comando

Potenciômetro - Ventilador de vácuo


#### (Existente conforme o modelo da máquina).
Localização:
● Caixa de comando

5 6
Modelo:
4 7
3 8 ● Potenciômetro
2 9
1 10 Finalidade:
● Para regular o rendimento do ventilador durante a produção.
a0010c
Operação:
● Girar para regular o vácuo.
• vácuo mínimo = 1
• vácuo máximo = 10
Indicação do rendimento do ventilador (p. ex. -50 mbar) mo
monitor de contato.

D-03-00196 PO 3. 1. 28
Elementos de comando

Interruptor - Correção HDE

Figura Elemento de comando

Interruptor - Correção HDE


####
(Existente conforme o modelo da máquina).
Localização:
● Caixa de comando
Modelo:
● Interruptor
Finalidade:
● Para corrigir a pressão de injeção durante a produção.
a0009c
Operação:
● Ver instruções "Sistema de injeção de alta pressão (HDE)" no capí-
tulo "Instruções".

D-03-00196 PO 3. 1. 29
Elementos de comando

Comando da enchedora KRONES

Figura Elemento de comando

Comando da enchedora KRONES


(Somente nas máquinas com válvulas de enchimento acionadas pneu-
E1
E2
E3
E4
maticamente.)
E5
E6

Localização:
E7
E8
E9
E10
E1
E12

● Caixa de comando
E13
E14
E15
E16
A1
A2
A3 ENTER
A4
ESC 0 1 2 3 4
A5
A6
A7
A8
HELP
?
5 6 7 8 9 Modelo:
● Unidade de comando
Finalidade:
11o0002ca ● Para indicar, alterar, ajustar valores/dados específicos do programa.
Operação:
Somente para pessoal especializado, devidamente treinado e
autorizado.

D-03-00196 PO 3. 1. 30
Elementos de comando

Grupos funcionais/elementos de comando


independentes
Botão - Confirmar controle de entrada

Figura Elemento de comando

Botão - Confirmar controle de entrada


Localização:
● Entrada de recipientes
Modelo:
#### ● Botão
• acende quando ocorrem defeitos na entrada de recipientes, cuja
eliminação terá de ser confirmada
(p. ex. recipientes tombados).
10A0012Ca • apaga-se após a eliminação ou quando já não existe nenhum
defeito
Finalidade:
● Para confirmar a eliminação de defeitos.
Operação:
● Pressionar após a eliminação do defeito.
Caso seja necessário efetuar reparações para eliminar a per-
turbação, estas devem ser realizadas por técnicos especializa-
dos autorizados, p. ex.:
● Técnicos do serviço de assistência KRONES
● Técnicos da empresa do cliente, que tenham sido treinados
pela KRONES

D-03-00196 PO 3. 1. 31
Elementos de comando

Interruptor - Avanço do produto

Figura Elemento de comando

Interruptor - Avanço do produto automático/fechado/avanço


####
(Só nas máquinas com sistema de tubulações automático.)
Localização:
● Válvulas agrupadas - Entrada de produto
Modelo:
● Interruptor
● ativo apenas em determinados programas de serviço
• Posição "Automático" = engatando
a0009c • Posição "Fechado" = engatando
• Posição "Avanço" = tocando
Finalidade:
● Para encher o conduto do produto.
Para esse efeito são abertas as válvulas de drenagem.
Terminar o avanço do produto, quando o produto for visível sem mis-
turas no óculo de inspeção.
Operação:
● Girar, para selecionar uma função.
• Posição "Fechar":
As respetivas válvulas da tabulação são fechadas.
• Posição "Avanço":
Manter o interruptor na posição "Avanço", até que o produto seja
visível sem misturas no óculo de inspeção.
• Posição "Automático":
As respetivas válvulas de comutação são comandadas através de
programas.
Para mais informações ver "Descrição dos programas de ser-
viço e limpeza".

D-03-00196 PO 3. 1. 32
Elementos de comando

Interruptor - Ajuste da altura

Figura Elemento de comando

Interruptor - Subir/descer ajuste de altura


####
(equipamento especial)
Localização:
● Unidade de comando portátil
Modelo:
● Interruptor
• Posição "Subir" = tocando
• Posição "Baixar" = tocando
a0009c • ativo somente após a ativação do ajuste de altura no monitor de
contato
Finalidade:
● Para ajustar a parte superior do carrossel, o came de elevação das
tulipas e a tampadora para outra altura
(p. ex. na mudança de recipientes).
Operação:
● Girar, para selecionar uma função.
• Posição "Subir":
Manter o interruptor na posição "Subir", até que seja atingida a
altura correspondente.
• Posição "Descer":
Manter o interruptor na posição "Descer", até que seja atingida a
altura correspondente.
Outras informações, ver instruções "Ajuste da altura..." no
capítulo "Instruções".

D-03-00196 PO 3. 1. 33
Elementos de comando

Comando da máquina

Figura Elemento de comando

Comando da máquina
Localização:
● Armário de distribuição
● Caixa de distribuição
● Caixa de comando
Modelo:
● Unidade composta por diferentes componentes elétricos/eletrônicos,
p. ex.:
t0251 • Comando CLP
• Conversor de freqüência
• Interruptores de segurança/supervisão
• Protecções do motor
• Botão - Confirmar circuito de segurança
• ...
Finalidade:
● Para processar ordens/informações de emissores de sinais da
máquina para o comando.
• As ordens para o funcionamento da máquina são introduzidas
nos elementos das estações de comando
(p. ex. interruptor, botão, monitor de contato, ...).
• O funcionamento da máquina/de cada um dos grupos funcionais
é supervisionado por interruptores de segurança/supervisão
(p. ex.: barreiras de luz, sensores, ...).
• As informações de determinados estados operacionais/defeitos
são representadas nos elementos das estações de comando
(p. ex.: sinal acústico, lâmpada de coluna, monitor de contato, ...).
Operação:
Os elementos de comando/componentes nos armários de dis-
tribuição, caixas de distribuição, caixas de comando servem
apenas para pessoal especializado, devidamente treinado e
autorizado p. ex.:
● Técnicos do serviço de assistência KRONES
● Técnicos da empresa do cliente, que tenham sido treinados
pela KRONES

D-03-00196 PO 3. 1. 34
Elementos de comando

Acionamento - Freio

Figura Elemento de comando

Acionamento - Freio
Localização:
● ver esquema de engrenagens
Modelo:
● Freio eletrônico
OU
● Freio mecânico
(equipamento especial)
237/23 Finalidade:
● Para parar de imediato a máquina em caso de defeito/emergência.
Operação:
● O freio aciona-se automaticamente,
• quando surgem determinados defeitos.
• quando os dispositivos de PARADA DE EMERGÊNCIA são acio-
nados.
● Só em máquinas com freio mecânico:
O freio só pode ser desativado mecanicamente para trabalhos de
manutenção
p183 (p. ex. para reparações, revisões).
Estes trabalhos devem ser executados somente por pessoal
especializado, devidamente treinado e autorizado, como p. ex.:
● Técnicos do serviço de assistência KRONES
● Técnicos da empresa do cliente, que tenham sido treinados
pela KRONES

D-03-00196 PO 3. 1. 35
Elementos de comando

Caldeira/reservatório do produto, sistema de tubulação

Figura Elemento de comando

Óculo de inspeção - caldeira/no reservatório do produto


Localização:
● Caldeira/no reservatório do produto
Modelo:
● Vidro
Finalidade:
● Para indicar o nível.
Operação:
413/10c
● Leitura do nível.

Termômetro
Localização:
● Caldeira/no reservatório do produto
● Sistema de tubulação
(equipamento especial)
Modelo:
● indicação analógica
Finalidade:
03o0374ca ● Para indicar a temperatura, p. ex.:
• Temperatura - Caldeira/reservatório do produto
• Temperatura - Sistema de tubulação
Operação:
● Leitura da indicação.

D-03-00196 PO 3. 1. 36
Elementos de comando

Figura Elemento de comando

Manômetro
Localização:
● em toda a máquina, p. ex.:
• na caldeira/no reservatório do produto
• no conduto de produto
• no painel do sistema pneumático
Modelo:
● indicação analógica
03o0374c Finalidade:
● Para indicar pressões, p. ex.:
• Pressão de serviço - ar principal
• Pressão de serviço - Conduto do produto
• Pressão de serviço - caldeira/reservatório do produto
Operação:
● Leitura da indicação.

Dispositivo de elevação da tampa – Caldeira de produtos


(existente em função do tipo/modelo da máquina).
Localização:
● Caldeira de produto
Modelo:
● Veios roscados com manivela
Finalidade:
● Para levantar a tampa da caldeira, p. ex.:
f0364 • para trabalhos de limpeza/desinfeção
• para reparações/revisões
Operação:
Estes trabalhos devem ser executados somente por pessoal
especializado, devidamente treinado e autorizado, como p. ex.:
● Técnicos do serviço de assistência KRONES
● Técnicos da empresa do cliente, que tenham sido treinados
pela KRONES

D-03-00196 PO 3. 1. 37
Elementos de comando

Figura Elemento de comando

Válvula de regulagem - Admissão do produto


(Existente em função do tipo/modelo da máquina.)
Localização:
● Conduto do produto
Modelo:
● Válvula de ajuste com:
• Indicação para a posição da válvula
• Manômetros para ar de comando/trabalho
f0367c • Roda manual para operação manual adicional
Finalidade:
● Regula a admissão do produto.
Operação:
● A operação durante o regime de produção ocorre automaticamente
através do comando da máquina.

Coletor de sujeira - Conduto do produto


(equipamento especial)
Localização:
● Conduto do produto
Modelo:
● Coletor de sujeira com crivo
1 Finalidade:
● Retém eventuais impurezas.
408/14c
Operação:
● Verificar/limpar/renovar crivo:
• Remover a tampa (1).
• após a verificação/limpeza/renovação voltar a colocar e apertar a
tampa
Executar os trabalhos com o sistema despressurizado!

D-03-00196 PO 3. 1. 38
Elementos de comando

Figura Elemento de comando

Óculo de inspeção - Conduta do produto


(Existente em função do tipo/modelo da máquina).
Localização:
● Conduto do produto
Modelo:
● Vidro
Finalidade:
● Para observar o produto/ agente de limpeza e desinfeção durante o
408/14b serviço.
Operação:
● Observar o produto/agente de limpeza e desinfeção,
p. ex. durante o avanço do produto.

Válvula de recolha de amostras - Conduto do produto


(Existente em função do tipo/modelo da máquina).
Localização:
● Conduto do produto
Modelo:
● Torneira
Finalidade:
● Para a recolha de amostras diretamente da conduta do produto.
408/14b
Operação:
● Girar para a recolha de amostras.
Na versão standard:
• para a direita = Fechar a torneira
• para a esquerda = Abrir a torneira

D-03-00196 PO 3. 1. 39
Elementos de comando

Figura Elemento de comando

Regulador da pressão - Conexão do gás de serviço


(Existente em função do tipo/modelo da máquina).
Localização:
● Válvulas agrupadas
Modelo:
● Regulador de pressão ajustável com manômetro
OU
● Regulador de pressão fixo com manômetro
03o0375c Finalidade:
● Para limitar as pressões de conexão de gases de serviço.
● Para ler as pressões de conexão de gases de serviço.
Operação:
Apenas em reguladores de pressão ajustáveis.
● Girar para ajustar as pressões.
Nas versões standard:
• para a esquerda = reduzir a pressão
• para a direita = aumentar a pressão

03o0377c

Indicação de consumo CO2 - Gás de serviço


(Existente em função do tipo/modelo da máquina).
Localização:
● Válvulas agrupadas
Modelo:
● Indicação analógica
kg / h Finalidade:
● Para indicar o consumo de CO2durante a produção.
03o0376c
Operação:
● Leitura da indicação.

D-03-00196 PO 3. 1. 40
Elementos de comando

Figura Elemento de comando

Filtro asséptico - Gás de serviço


(equipamento especial)
1 Localização:
● Válvulas agrupadas
Modelo:
● Caixa com cartucho filtrante e torneira de descarga
Finalidade:
2 ● Retém eventuais impurezas.
284/11
Operação:
● Verificar/renovar/esterilizar o cartucho filtrante:
• Retirar o dispositivo de fixação (1)
• após a verificação/limpeza/esterilização voltar a colocar e apertar
o dispositivo de fixação
● Limpar a vapor a caixa/o cartucho filtrante:
• Abrir a torneira de descarga (2)
• voltar a fechar depois da limpeza a vapor
Para mais informações, ver o capítulo "Limpeza/Desinfecção".

Válvulas de regulagem - Gás de serviço


(Existente em função do tipo/modelo da máquina).
Localização:
● veja esquema de tubulações
Modelo:
● Válvula de alimentação/descarga
Finalidade:
● Regular a pressão de serviço na caldeira/no reservatório do produto.
p0066a Adicional em função do tipo/modelo da máquina no canal adicional
de CO2.
Operação:
● A operação ocorre automaticamente através do comando da
máquina.

D-03-00196 PO 3. 1. 41
Elementos de comando

Figura Elemento de comando

Válvulas da tubulação
Localização:
● Válvulas agrupadas/sistema de tubulação
Modelo:
● válvulas manuais
OU
● válvulas automáticas
(equipamento especial)
Finalidade:
m0061 ● Para comandar a alimentação/descarga de líquidos/gases.
Operação:
● válvulas manuais:
• Alavanca em posição transversal ao tubo = válvula fechada
• Alavanca em posição paralela ao tubo = válvula aberta
OU
● válvulas automáticas:
A operação ocorre automaticamente através do comando da
máquina.
Para mais informações ver "Descrição dos programas de ser-
06o0032c
viço e limpeza".

Válvula de descarga - Caldeira de produto


(Existente em função do tipo/modelo da máquina.)
Localização:
● Caldeira de produto
Modelo:
● Válvula manual
Finalidade:
● Para esvaziar a caldeira/o reservatório de produto.
03o0230c
Operação:
● Abrir válvula para esvaziar.

D-03-00196 PO 3. 1. 42
Elementos de comando

Transporte/guia de recipientes, recursos auxiliares na conversão

Figura Elemento de comando

Transporte/guia de recipientes
Localização:
● ver folha das peças de formato
Modelo:
● Conforme o modelo da máquina:
• Esteiras transportadoras/peças de guia/pratos porta-garrafas
• Manipulação pelo gargalo
• adequado para um/vários tipos de recipientes
03o0365c • possível de converter/ajustar para vários tipos de recipientes
• ...
Finalidade:
● Para transportar, guiar os recipientes pela máquina.
Operação:
● Ver capítulo "Conversão".
Para mais informações ver "Folha das peças de formato" na
documentação de peças de reposição.

Recursos auxiliares na conversão


Localização:
● guardar em separado
Modelo:
● Dependendo do modelo da máquina, p. ex.:
• Uma folha de peças de formato por cada recipiente, com a locali-
zação de peças de formato
• Carro de peças de formato (equipamento especial)
281/42 • Ferramentas, p. ex. ferramenta de montagem/desmontagem dos
tubos de retorno de ar
• ...
Finalidade:
● Para facilitar os trabalhos de conversão.
● Para guardar peças de conversão.
Operação:
● Veja o capítulo "Conversão".
Para mais informações, veja a "Folha de peças de formato" da
documentação de peças de reposição.

D-03-00196 PO 3. 1. 43
Elementos de comando

Sistema pneumático/secador do ar comprimido/vaso de óleo

● Antes de quaisquer trabalhos nos grupos funcionais pneumáticos:


• Fechar os registros de vedação/fechar com um cadeado
• verificar, se todos os grupos funcionais pneumáticos estão isentos de pressão
(veja a indicação dos manômetros)
● Após a execução de trabalhos nos grupos funcionais pneumáticos:
• verifique se todos os componentes afrouxados/removidos volataram a ser aperta-
dos/colocados
• Remover o cadeado/abrir os registros de vedação
• verificar, se todos os grupos funcionais pneumáticos voltam a estar alimentados
com pressão

Figura Elemento de comando

Unidades de alimentação
Localização:
● Painel do sistema pneumático na mesa de entrada
E/OU
● Painel do sistema pneumático junto das válvulas agrupadas
Modelo:
● Alguns elementos pneumáticos, tais como reguladores de pressão,
manômetros estão ligados a unidades de alimentação, p. ex.:
10o0200c • Unidade de alimentação - ar principal
(constituída por um registro de vedação, um regulador de pres-
são, um separador de água e um lubrificador)
• Unidade de alimentação - cilindro elevador/unidades de elevação
(constituída por um registro de vedação, um regulador de pressão
e um separador de água)
• Unidade de alimentação - válvulas de enchimento
(constituída por um registro de vedação e um regulador de pres-
são)
• Unidade de alimentação - válvulas de regulagem do gás
(constituída por um registro de vedação e um separador de água)
• Unidade de alimentação para grupos funcionais adicionais,
p. ex. pressão de comando - HDE, acoplamento, ...
Finalidade:
● Para alimentar os diversos grupos funcionais com ar de trabalho.
Operação:
● Ajuste/leitura dos níveis de pressão.
Para mais informações, ver
● o "Plano pneumático" na documentação de peças de repo-
sição
● capítulo "Dados técnicos"

D-03-00196 PO 3. 1. 44
Elementos de comando

Figura Elemento de comando

Registro de vedação
Localização:
● Painel do sistema pneumático
Modelo:
● Registro com dispositivo de evacuação de ar/silenciador
● Pode ser bloqueado, a fim de impedir uma religação da máquina
durante a execução de trabalhos.
Finalidade:
10o0200cb ● Para paralisar grupos funcionais pneumáticos
(p. ex.: durante os trabalhos de manutenção/reparação).
Operação:
● Girar e bloquear para paralisar grupos funcionais pneumáticos.
• Alavanca em posição paralela ao tubo = Abrir o registro
• Alavanca em posição transversal ao tubo = Fechar o registro/eva-
cuar o ar dos grupos funcionais

Regulador de pressão
Localização:
● Painel do sistema pneumático
E/OU
● Parte superior do carrossel
Modelo:
● Reguladores manuais com manômetro
Finalidade:
10o0200ce ● Para o ajuste/leitura das pressões de serviço de determinados gru-
pos funcionais.
Operação:
● Rodar para ajustar os níveis de pressão.
Nos modelos standard:
• para a esquerda = reduzir a pressão
• para a direita = aumentar a pressão

D-03-00196 PO 3. 1. 45
Elementos de comando

Figura Elemento de comando

Separador de água
Localização:
● Painel do sistema pneumático
Modelo:
2 ● Separador de água com filtro
Finalidade:
1 ● Para evacuar a água/filtrar o ar de trabalho.
Operação:
10o0200ca
● Drenar a água condensada:
• Afrouxar o parafuso (1) na parte inferior
• Depois de concluir a drenagem, voltar a apertar o parafuso
● Controlar/substituir o filtro:
• Remover a parte inferior (2)
• Após o controle/substituição, voltar a colocar a parte inferior

Lubrificador
Localização:
● Painel do sistema pneumático
1
Modelo:
● Lubrificador com parafuso dosificador
(dosagem está pré-ajustada.)
Finalidade:
● Para lubrificar o ar de trabalho de determinados grupos funcionais.
10o0200cd
Operação:
● Alterar/ajustar a dosagem:
• Só em casos muito especiais!
• Somente para pessoal especializado, devidamente treinado e
autorizado.
● Completar com óleo:
• Remover a porca de reenchimento (1)
• Encher com o óleo precrito até à marcação
• Voltar a enroscar e a apertar a porca de reenchimento

D-03-00196 PO 3. 1. 46
Elementos de comando

Figura Elemento de comando

Conexões de ar comprimido
Localização:
● Painel do sistema pneumático
E/OU
● Carrossel/revestimento de proteção
Modelo:
● Acoplamento
Finalidade:
10o0200cc ● Para a ligação de ferramentas de ar comprimido, p. ex.:
• pistola de sopro
• extrator do tubo de retorno de ar
• ...
Operação:
● Ligar a ferramenta:
• Encaixar a contra-peça no acoplamento
● Remover a ferramenta:
• Empurrar o anel de retenção do acoplamento para trás
• Remover a contrapeça
10o0074c

Secador de ar comprimido
(Somente nas máquinas com válvulas de enchimento acionadas pneu-
maticamente).
Localização:
● Válvulas agrupadas
Modelo:
● Secador do ar comprimido com filtro
Finalidade:
f0570 ● Para evacuar a água/filtrar o ar de trabalho de determinados grupos
funcionais.
Operação:
Somente para pessoal especializado, devidamente treinado e
autorizado.

D-03-00196 PO 3. 1. 47
Elementos de comando

Figura Elemento de comando

Vaso de óleo
(Só em máquinas com cilindros elevadores pneumáticos)
Localização:
● Carrossel
1 Modelo:
● Vaso de óleo, grande
OU
● Vaso de óleo, pequeno
f0547 Finalidade:
● Para lubrificar o ar de trabalho dos cilindros elevadores.
Operação:
● Completar com óleo:
• Remover a porca de reenchimento (1)
• Encher com o óleo precrito até à marcação
1 • Voltar a enroscar e a apertar a porca de reenchimento

f0547a

D-03-00196 PO 3. 1. 48
Elementos de comando

Bomba de vácuo/Ventilador de vácuo

Figura Elemento de comando

Bomba de vácuo
(Só nas máquinas com evacuação do ar dos recipientes.)
Localização:
● Válvulas agrupadas
Modelo:
● Bombas de vácuo individuais
OU
● Sistema compacto de vácuo
f0366 Finalidade:
● Para aspirar o ar dos recipientes.
Operação:
● Bomba de vácuo/Sistema compacto de vácuo:
O desligamento/a ligação ocorre automaticamente pelo comando da
1 máquina.
● Admissão de água fresca:
• O fecho/a abertuar ocorre automaticamente pelo comando da
1 máquina.
• As introduções/alterações só devem ser efetuadas por pessoal
especializado, devidamente treinado e autorizado.
03o0357c

● Durante o serviço temperatura da água fresca deve manter-


se abaixo dos 25°C.
● Somente em sistemas compactos de vácuo:
Na falha de uma bomba de vácuo, paralisar a bomba de
vácuo e bloquear a admissão de água fresca da mesma na
respetiva torneira (1).

D-03-00196 PO 3. 1. 49
Elementos de comando

Figura Elemento de comando

Ventilador de vácuo
1 (Existente em função do tipo/modelo da máquina).
Localização:
● Válvulas agrupadas
Modelo:
● Ventilador (1)
OU
● Ventilador (2)
03o0118c Finalidade:
● Para reduzir a pressão da caldeira/do reservatório do produto na
enchedora a vácuo.
2 ● Em determinadas enchedoras para aspirar restos de produto após o
processo de enchimento.
Operação:
● O desligamento/a ligação ocorre automaticamente pelo comando da
máquina.

03o0381c

D-03-00196 PO 3. 1. 50
Elementos de comando

Sistema de aspersão/Sistema de expulsão de estilhaços por água

Figura Elemento de comando

Sistema de aspersão
(Existente em função do tipo/modelo da máquina).
Localização:
● Carrossel
Modelo:
● Sistema de aspersão com água fria
Finalidade:
● Limpeza exterior do carrosel:
03o0240c • Remover recipientes quebrados
• Remover produto derramado
• Remover agentes de limpeza/desinfeção derramados
Operação:
● O desligamento/a ligação ocorre automaticamente pelo comando da
máquina.
Para mais informações ver "Descrição dos programas de ser-
viço e limpeza".

Sistema de expulsão de estilhaços por água


(equipamento especial)
Localização:
● ver esquema de tubulações
Modelo:
● Sistema de expulsão de estilhaços por água fria
OU
● Sistema de expulsão de estilhaços por água quente
393/33a Finalidade:
● Limpeza exterior da máquina:
• Remover produto derramado
• Remover agentes de limpeza/desinfeção derramados
Operação:
● O desligamento/a ligação ocorre automaticamente pelo comando da
máquina.
Para mais informações, ver:
● Instruções "Sistema de expulsão de estilhaços por água" no
capítulo "Instruções"
● "Descrição dos programas de serviço e limpeza"

D-03-00196 PO 3. 1. 51
Elementos de comando

Sistema de injeção de alta pressão (HDE)

Figura Elemento de comando

Sistema de injeção de alta pressão (HDE)


(equipamento especial)
Localização:
● Unidade injeção/aquecimento entre enchedora e tampadora
● Bomba/unidade de comando das válvulas agrupadas
Modelo:
● Sistema de injeção de alta pressão de regulação manual
OU
tf0009 ● Sistema de injeção de alta pressão com regulagem da pressão
Finalidade:
● Para melhorar os valores do ar/oxigênio no gargalo do recipiente,
antes do fecho.
Operação:
● Ver instruções "Sistema de injeção de alta pressão (HDE)" no capí-
tulo "Instruções".

D-03-00196 PO 3. 1. 52
Elementos de comando

Tampadora

Figura Elemento de comando

Tampadora
(equipamento especial)
Localização:
● Mesa de entrada
Modelo:
● Conforme o modelo da máquina:
• Capsuladora coroa
• Tampadora rosqueadora
04o0005c • Rolhadora para rolhas de cortiça
• ...
Finalidade:
● Para fechar os recipientes após o enchimento.
Operação:
● A operação é efetuada no monitor de contato/através do comando
da máquina.
Para mais informações sobre as tampadoras KRONES, ver
"Tampadora" na seção "7".

D-03-00196 PO 3. 1. 53
Elementos de comando

Documentação

Figura Elemento de comando

Documentação
Besc hreibung
der Betriebs- und Reinigungspr ogramme

System VP
Localização:
Kommissionsn ummer
SAP - Nr.
Anlagennr.
Projekt Coca Cola Enterprises Ltd .
East Kilbride - Grossbrita nnien

126 785
7000 650
C 306 645
__________
Füller typ VP - L - 096 - 094 / KK 18- S 8
Link smaschine 9

Modelo:
10
Fließschema X-Z00-0 2-0598 .1 11
12

Abschwallung X-Z00-0 2-0598 .2

Anlagenschema X-Z00-0 2-0600


Ersatzteildoku mentation

Riedl-eS Spare Parts Documents

Documentation concernant
les pièces de rechange

Documentos de
● Documentação, estruturada em função dos tipos de documentação:
las piezas de repuest o

• Documentação de serviço
00_002_S-14-29132_DE E0 827
Documentazione
dei pezzi di ricambio
D-14-01916 DE 05.09.02 KRONES AKTIENGESELLSCHAFT Elektr odokumentation
Docume ntação
de peças de reposição
Electrical component docum ents

Documen tation
des composants électriques

Documen tos
de componentes eléctricos

• Descrição dos programas de serviço e limpeza.


D-99-13-D-23-13

Documen tazione
KRONES AKTIENGESELLSCHAFT di compon enti elettrici

Docume ntação
para component es elétri cos

• Documentação de peças de reposição


ÙÊeÉÍ po÷oÉyêe³Í aðÇû
D-99-13-D-23-14 / 90 20 80

KRONES AKTIENGESELLSCHAFT

03o0382c • Documentação elétrica/eletrônica


• Documentações dos fornecedores (OEM), p. ex. tampadoras de
terceiros
Finalidade:
● Sobre a operação da máquina
● Para o manuseamento seguro da máquina
● Para a encomenda de peças de reposição
● Para trabalhos de revisão/inspeção, conversão, manutenção/repara-
ção, eliminação de defeitos
Operação:
__________
Para mais informações, ver
● Capítulo "Informações"
● correspondente tipo de documentação

D-03-00196 PO 3. 1. 54
register4 Índice

Capítulo
Revisão
Enchedora

Índice
4.1. 1 Informação preliminar

4.1. 2 Garantia de higiene/qualidade

4.1. 3 Revisão da máquina antes da colocação em


funcionamento

D-03-00193 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT


Revisão

Informação preliminar

Antes de cada colocação em funcionamento a máquina deve ser revisada.

Por isso: revise o estado de operação da máquina.

Neste capítulo encontram-se

● um checklist para revisão da máquina antes da colocação em funcionamento.

Favor atentar para que:

Revisar adicionalmente o estado geral da máquina.


Os trabalhos de manutenção devem ter sido preenchidos.
Informações sobre trabalhos de manutenção encontram-se nos capítulos "Manutenção" e
"Instruções de lubrificação".

D-03-00193 PO 4. 1. 1
Revisão

Garantia de higiene/qualidade

Aqui são apresentadas medidas importantes para se assegurar a higiene e a qualidade durante a
produção.
Algumas delas encontram-se também no capítulo "Processo de trabalho".
Durante o serviço de limpeza CIP
● Enquanto a instalação está sendo enxaguada com água limpa
• recolher amostras de água nas válvulas de segurança e nos registros para recolha de amos-
tras da instalação e do conduto do produto,
• verificar se as amostras de água possuem vestígios de produtos de limpeza/desinfetantes,
• verificar se há microrganismos nas amostras de água.

Quando se pretende iniciar a produção após a lavagem, a água da última enxaguadela não
poderá apresentar vestígios de
• produtos de limpeza/desinfetantes,
• microrganismos nocivos para a saúde ou para o produto.

No início do serviço de enchimento ou em caso de interrupções do serviço de enchimento a


curto prazo
● acionar o sistema de pulverização exterior e o sistema de lavagem com água da tampadora
durante uma rotação do carrossel.
● Nas enchedoras com sistema de injeção de alta pressão (IAP): Não pôr a enchedora em funcio-
namento, antes da água do sistema IAP ter atingido a temperatura final. No início de cada turno,
limpar o bocal do sistema IAP de restos de produto e desinfetá-lo em seguida.
● Recolher amostras imediatamente após o início do serviço de enchimento e, depois, a intervalos
regulares
• do conduto de produto para a enchedora,
• da esteira de saída, a seguir à enchedora.
Analisar as amostras para controlar
• a qualidade impecável do produto,
• eventuais vestígios de produtos de limpeza/desinfetantes,
• eventuais vestígios de microrganismos nocivos para a saúde ou para o produto.

Durante a eliminação de defeitos


● Todas as medidas relacionadas com a eliminação de defeitos devem ser realizadas sob a obser-
vância das respectivas regras de higiene referentes ao produto, a fim de se evitarem infeções.
Não é permitido pegar nas peças da enchedora que ficam em contato com o produto sem calçar,
primeiro, umas luvas. As ferramentas a serem aplicadas nessas peças devem ser desinfetadas,
antes de sua utilização, com desinfetantes fisiologicamente inofensivos. Da mesma forma, as
peças de condução do produto sujeitas a eventuais trabalhos, devem ser esterilizadas depois da
eliminação dos defeitos.
● Deve evitar-se também entrar nas estrelas de entrada e de saída ou andar sobre elas. Sendo
necessário fazê-lo, desinfetar devidamente o calçado antes de entrar no interior da enchedora.

D-03-00193 PO 4. 1. 2
Revisão

Revisão da máquina antes da colocação em


funcionamento

Antes da colocação da máquina em funcionamento, é necessário controlar


● o estado geral
● a segurança de serviço
● a prontidão para entrar em serviço
da máquina ou estabelecê-los.

Trabalhos a serem executados

● Para o funcionamento da máquina, observar os regulamentos pertinen-


tes, relativos à segurança e à prevenção de acidentes.
● Executar as medidas neles contidas escrupulosamente.
● Para mais informações, veja o capítulo "Segurança”.

● Executar também em todas as outras máquinas da linha de engarrafa-


mento os respectivos trabalhos de revisão e de colocação em serviço.
● Para tal, usar a documentação desta máquina.
● O serviço de enchimento só pode ser iniciado quando todas as outras
máquinas conectadas antes e depois da enchedora também estiverem
prontas para entrar em serviço.

D-03-00193 PO 4. 1. 3
Revisão

Trabalhos a serem executados

● Dependendo do equipamento da máquina, alguns de seus componentes


poderão encontrar-se sob pressão nas fases de serviço "Posição de
enchimento até a borda” ou "Desinfeção básica”:
• reservatório de pressão,
• componentes do sistema CIP,
• sistema de tubulação,
• conduto de produto,
• componentes pneumáticos,
• componentes hidráulicos.
● Interromper a pressurização da máquina e de suas peças sempre que
seja necessário abrir ou desmontar os seus componentes.

Assegurar-se de que todas as portas de proteção estão fechadas.

● Ligar o interruptor principal,


a lâmpada piloto "tensão de comando" tem de acender.
● Executar o teste de lâmpadas,
excetuando a lâmpada piloto "Liberação de manutenção", todas as lâmpadas
piloto e indicadores luminosos têm de acender.
Antes da colocação da máquina em funcionamento, trocar todas as peças
defeituosas.
● Verificar as indicações de defeitos,
eliminar os defeitos indicados e confirmá-los, eventualmente, com o botão de
reset.
● Verificar se o seletor da regulação de potência (barreira de recipientes) se
encontra na posição "0".

D-03-00193 PO 4. 1. 4
Revisão

Trabalhos a serem executados

Verificar as conexões de alimentação, em função do modelo da máquina:


● eletricidade,
● gás (p. ex.: CO2, N2, ar estirilizado),
● ar de trabalho,
● água,
● vapor,
● conduto de produto,
● tubo de refluxo do sistema CIP.
Assegurar-se de que estão conectados os meios, quantidades e pressões de
conexão corretos.

ABRIR os registros de vedação do gás (p. ex.: CO2, N2, ar esterilizado), do ar de


trabalho e da água.

Assegurar-se de que estão ajustadas as pressões de serviço corretas nas unidades


de manutenção da máquina.
Para os valores, veja o capítulo "Dados técnicos".

Assegurar-se de que estão ajustadas as pressões de serviço corretas na caixa de


comando e nas válvulas agrupadas, como p. ex.:
● gás (p. ex.: CO2, N2, ar esterilizado)
● água
● produto
Para os valores, veja o capítulo "Dados técnicos".

D-03-00193 PO 4. 1. 5
Revisão

Trabalhos a serem executados

Preparar os agregados secundários para entrarem em serviço, em função do


equipamento da máquina:
● esteiras transportadoras,
● sistema de lubrificação das esteiras transportadoras,
● sistema de desinfeção,
● agregados secundários da tampadora,
● bomba de vácuo,
● sistema de injeção de alta pressão.

Assegurar-se de que todos os trabalhos de manutenção foram executados e todos


os pontos de lubrificação abastecidos com lubrificante;
veja os capítulos
● "Manutenção"
● "Instruções de lubrificação".

Verificar se a máquina foi reequipada para o tipo de recipientes a serem processa-


dos.
Em caso negativo, executar os trabalhos de conversão necessários; para tal, veja o
capítulo "Conversão".

● Na fase de serviço "Posição de enchimento até a borda" ou "Desinfeção


básica", a máquina poderá encontrar-se sob pressão.
● Despressurizar a máquina e esvaziá-la, antes de iniciar oa trabalhos de
conversão.

Certificar-se, antes de cada colocação da máquina em funcionamento, de que


● todas as peças de conversão foram colocadas e fixadas de forma correta.
● os trabalhos de ajuste executados foram concluídos.

Controlar a qualidade dos recipientes.


Sendo processados recipientes de ótima qualidade, pode assegurar-se um
processo de trabalho com o mínimo de perturbações.

D-03-00193 PO 4. 1. 6
Revisão

Trabalhos a serem executados

Efetuar um controle de corpos estranhos.


Remover da máquina todos os objetos esquecidos, não pertencentes à máquina,
p. ex.
● ferramentas
● panos de limpeza

É conveniente executar os seguintes trabalhos de revisão durante a fase de serviço:


● Nas máquinas com bomba de vácuo para o circuito de líquido:
Verificar, regularmente, a admissão de água fresca na bomba de vácuo.
Durante o serviço, a temperatura do líquido de refrigeração não deve ser
superior a 25°C.
● Verificar, regularmente, o bom funcionamento do sinal acústico.
Verificar se o sinal acústico toca, p. ex., quando o nível de enchimento da
caldeira de produto é demasiado baixo/elevado ou antes de um arranque
automático da máquina para o serviço de limpeza CIP.

Colocar o interruptor de liberação para manutenção em "I".


Colocar todos os seletores da caixa de comando em "AUTO".

D-03-00193 PO 4. 1. 7
Índice

Capítulo
Processo de trabalho
Enchedora

Índice
4.2. 1 Informação preliminar

4.2. 3 Vista geral

4.2. 4 Esvaziamento (1)

4.2. 7 Esvaziamento (2)

4.2.10 Circuito CIP

4.2.15 Aspersão

4.2.18 Enxaguar

4.2.22 Vaporizar

4.2.25 Conversão do serviço de limpeza CIP para o serviço


de enchimento

4.2.26 Colocação em serviço

4.2.29 Entrada de produto

4.2.31 Serviço de enchimento

D-03-00192 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT


Índice

4.2.35 Interrupção do serviço de enchimento

4.2.36 Mudança de recipientes

4.2.37 Recolocação em serviço

4.2.38 Defeitos e sua eliminação

4.2.40 Fim do serviço de enchimento

4.2.44 Mudança de produto com / sem mudança de recipientes

4.2.45 Conversão serviço de enchimento / serviço de limpeza CIP

4.2.46 Encher a máquina até a borda

4.2.48 Posição básica

D-03-00192 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT


Processo de trabalho

Informação preliminar

Esta parte do manual de instruções de serviço reune todas as atividades durante o processo de
trabalho.

Neste capítulo encontram-se


uma descrição geral das atividades
● durante a produção
● na interrupção da produção
● depois do fim do trabalho

Por favor considere que:


Encontrará instruções específicas para a operação da máquina nos respectivos capítulos, como
p. ex., "Dados técnicos", "Elementos de comando", etc.

D-03-00192 PO 4. 2. 1
Processo de trabalho

Notas sobre a vista geral


● ver vista geral na próxima página.
● na vista geral encontrará trabalhos, que devem ser executados no processo de trabalho.
● execute os trabalhos na ordem indicada; mudanças na ordem dos trabalhos são em princípio
possíveis, mas que devem ser esclarecidos pelo fabricante.
● de acordo com o equipamento pode ser, que não todos os programas aqui descritos sejam
existentes na sua máquina.

Notas sobre os passos dos trabalhos


● ver passos dos trabalhos nas próximas e seguintes páginas.
● Nessas páginas estão descritas passo a passo os trabalhos da vista geral .

Informe-se antes de iniciar o trabalho com a máquina e os trabalhos para a revisão assim
como sobre o processo de trabalho.

D-03-00192 PO 4. 2. 2
Processo de trabalho

Vista geral

Controlo Garantia de higiene/


Qualidade

Verificação

Esvaziamento (1,2)

Desinfeção Circuito CIP

Esvaziamento (1)

Lavagem Circuito CIP

Esvaziamento (1,2)

Preparação Conversão Vaporizar


do enchi- serv. CIP/serv. enchimento
(Enxaguar)
mento
Colocação em serviço (Esvaziamento (2))

Entrada de produto

Enchimento Serviço de enchimento

Fim do serviço de enchimento


Defeito/ Interrupção do serviço
Eliminação do de- de enchimento
Lavagem feito Aspersão

Mudança de recipientes
Enxaguar
Mudança de
Recolocação em
produto com / sem Esvaziamento (2)
mudança de serviço
recipientes
Conversão
serv. enchimento/serv.

Circuito CIP

Esvaziamento (1)

Lavagem Circuito CIP

Posição básica Encher a máquina até a borda

D-03-00192 PO 4. 2. 3
Processo de trabalho

Esvaziamento (1)

Esvaziamento da máquina através do tubo de refluxo do sistema CIP, por meio de


● expulsão com gás (p. ex.: CO2, N2, ar esterilizado) ou
● bombeamento (só se a máquina estiver equipada com uma bomba de refluxo)
Ambas as variantes servem para esvaziar a máquina após o circuito CIP.
Para tal, tem de haver uma ligação entre o conduto do produto e o tubo de refluxo do sistema CIP;
as capas de lavagem têm de estar instaladas.
Assim, não poderá sair qualquer líquido da máquina para o exterior.
A máquina tem de estar em funcionamento para que as válvulas de enchimento também sejam
esvaziadas.

Vestir roupas de proteção, resistentes aos agentes de limpeza;


● protetores de ouvido,
● óculos de proteção,
● luvas de proteção,
● macacão de trabalho,
● avental,
● sapatos de trabalho (botas de borracha).
A roupa de proteção protege por exemplo contra
● agentes de limpeza derramados ou respingados,
● recipientes que possam estourar.

Trabalhos a serem executados

Colocar todas as funções em AUTO.

Desligar as bombas que transportam o líquido por toda a máquina.

D-03-00192 PO 4. 2. 4
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Nas máquinas com um sistema de tubulação manualmente ajustável ou sem


o passo de programa necessário
Se a tabela de válvulas da caixa de comando ou das válvulas agrupadas
● incluir o passo de programa necessário, ajuste as válvulas do sistema de tubula-
ção de acordo com a tabela,
● não incluir o passo de programa necessário, oriente-se pelo passo de programa
"CIP".
Assegurar-se de que
● as válvulas de admissão e de drenagem estão FECHADAS,
● todas as válvulas internas estão ABERTAS,
● as válvulas do tubo de refluxo do sistema CIP estão ABERTAS.

Certifique-se, com base no esquema de tubulações existente na caixa de


comando, de que todas as válvulas se encontram na posição necessária.

Nas máquinas com um sistema de tubulação automático e com o passo de


programa necessário, o ajuste das válvulas do sistema de tubulação se
realiza automaticamente, ao chamar o passo do programa.

Assegurar-se de que nenhuma outra pessoa se encontre na máquina ou


no sistema de tubulações.

Ligar a máquina.

D-03-00192 PO 4. 2. 5
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Para esvaziar a máquina por meio de pressão de gás


● abrir o registro de vedação do gás (p. ex.: CO2, N2, ar esterilizado),
● chamar o passo de programa necessário:
• "Expulsão com gás" ou
• "CIP" (nas máquinas que não possuem o passo de programa necessário)
A máquina é agora esvaziada por pressão de gás.
Para esvaziar a máquina por bombeamento
● ligar a máquina,
● ligar a bomba de refluxo do sistema CIP,
● chamar o passo de programa necessário:
• "Bombeamento" ou
• "CIP" (nas máquinas que não possuem o passo de programa necessário)
A máquina é agora esvaziada por bombeamento.

Se a seguir a produção deve iniciar, o sistema não pode receber mais nenhum
resto de líquido.
Comprove
● se todas as válvulas necessárias para o esvaziamento estão realmente abertas,
● se o sistema realmente está vazio.

Para terminar o esvaziamento


● fechar as válvulas que foram abertas manualmente,
● desligar o acionamento,
● chamar o passo de programa "Posição básica".

D-03-00192 PO 4. 2. 6
Processo de trabalho

Esvaziamento (2)

Esvaziamento da máquina através das válvulas de drenagem (sistema de drenagem).

Esta variante serve para esvaziar a máquina após a lavagem com água.
O líquido sai diretamente para o exterior através das válvulas de drenagem.

A máquina tem de estar em funcionamento para que as válvulas de enchimento também sejam
esvaziadas.

Vestir roupas de proteção, resistentes aos agentes de limpeza;


● protetores de ouvido,
● óculos de proteção,
● luvas de proteção,
● macacão de trabalho,
● avental,
● sapatos de trabalho (botas de borracha).
A roupa de proteção protege por exemplo contra
● agentes de limpeza derramados ou respingados,
● recipientes que possam estourar.

Trabalhos a serem executados

Colocar todas as funções em AUTO.

Desligar as bombas que transportam o líquido por toda a máquina.

D-03-00192 PO 4. 2. 7
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Nas máquinas com um sistema de tubulação manualmente ajustável ou sem


o passo de programa necessário
Se a tabela de válvulas da caixa de comando ou das válvulas agrupadas
● incluir o passo de programa necessário, ajuste as válvulas do sistema de
tubulação de acordo com a tabela.
● não incluir o passo de programa necessário, oriente-se pelo passo de programa
"CIP".
Assegurar-se de que
● as válvulas de admissão estão FECHADAS,
● todas as válvulas internas estão ABERTAS,
● as válvulas de drenagem estão ABERTAS.

● Certifique-se, com base no esquema de tubulações existente na caixa de


comando, de que todas as válvulas se encontram na posição necessária.
● A máquina poderá encontrar-se sob pressão.
Por isso, abrir cautelosamente sobretudo a válvula de drenagem do tubo
de refluxo do sistema CIP.

Nas máquinas com um sistema de tubulação automático e com o passo de


programa necessário, o ajuste das válvulas do sistema de tubulação se
realiza automaticamente, ao chamar o passo do programa.

Assegurar-se de que nenhuma outra pessoa se encontre na máquina ou


no sistema de tubulações.

Ligar a máquina.

D-03-00192 PO 4. 2. 8
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Para esvaziar a máquina através das válvulas de drenagem


● chamar o passo de programa necessário:
• "Drenagem" ou
• "CIP" (nas máquinas que não possuem o passo de programa necessário)
A máquina é agora esvaziada através das válvulas de drenagem.

Se a seguir a produção deve iniciar, o sistema não pode receber mais nenhum
resto de líquido.
Comprove
● se todas as válvulas necessárias para o esvaziamento estão realmente abertas,
● se o sistema realmente está vazio.

Para terminar o esvaziamento


● fechar as válvulas que foram abertas manualmente,
● desligar o acionamento,
● chamar o passo de programa "Posição básica".

D-03-00192 PO 4. 2. 9
Processo de trabalho

Circuito CIP

Durante o circuito CIP, a máquina é enxaguada, conforme necessário, com


● produtos de limpeza,
● desinfetantes,
● água fria/quente.
As capas de lavagem têm de encontrar-se instaladas.
O circuito CIP pode ser executado
● com descarga pulsante para o exterior
ou
● sem descarga pulsante para o exterior.

Vestir roupas de proteção, resistentes aos agentes de limpeza;


● protetores de ouvido,
● óculos de proteção,
● luvas de proteção,
● macacão de trabalho,
● avental,
● sapatos de trabalho (botas de borracha).
A roupa de proteção protege por exemplo contra
● agentes de limpeza derramados ou respingados,
● recipientes que possam estourar.

Trabalhos a serem executados

Colocar todas as funções em AUTO.

Certificar-se de que todas as capas de lavagem estão intaladas.


Certificar-se de que as capas de lavagem não se encontram em contato com as
peças de guia de entrada/saída.

D-03-00192 PO 4. 2. 10
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Nas máquinas com um sistema de tubulação manualmente ajustável ou sem


o
passo de programa necessário
Se a tabela de válvulas da caixa de comando ou das válvulas agrupadas
● incluir o passo de programa necessário, ajuste as válvulas do sistema de tubula-
ção de acordo com a tabela.
● não incluir o passo de programa necessário, oriente-se pelo passo de programa
"CIP".
Assegurar-se de que
● as válvulas de drenagem estão FECHADAS,
● todas as válvulas internas estão ABERTAS,
● as válvulas do tubo de refluxo do sistema CIP estão ABERTAS.

Certifique-se, com base no esquema de tubulações existente na caixa de


comando, de que todas as válvulas se encontram na posição necessária.

Nas máquinas com um sistema de tubulação automático e com o passo de


programa necessário, o ajuste das válvulas do sistema de tubulação se
realiza automaticamente, ao chamar o passo do programa.

Assegurar-se de que nenhuma outra pessoa se encontre na máquina ou


no sistema de tubulações.

Ajustar a pressão dos cilindros elevadores (só nas máquinas com cilindros
elevadores; para os valores de ajuste, veja o capítulo "Dados técnicos"),
ligar a máquina,
ligar a bomba do produto.

Deslocar os cilindros elevadores para cima (só nas máquinas com cilindros
elevadores)
Deslocar os elementos de elevação para cima (só nas enchedoras de recipientes
PET com elementos de elevação pneumáticos)

D-03-00192 PO 4. 2. 11
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Para limpar ou desinfetar a máquina


Abrir os dispositivos de admissão de
● produtos de limpeza ou
● desinfetantes ou
● água quente

Se forem utilizados produtos de limpeza e desinfetantes, respeitar os valo-


res máximos referentes à concentração, temperatura e tempo de atuação.
Veja também a seção "Utilização de produtos de limpeza e desinfetantes
...", no capítulo "Limpeza / desinfeção".

Para o circuito CIP com descarga pulsante para o exterior, não utilizar
produtos de limpeza agressivos.

Para enxaguar a máquina, a fim de remover os produtos de limpeza


e desinfetantes, ou para refrigerar a máquina
Abrir os dispositivos de admissão de
● água fria ou
● água quente (é conveniente enxaguar a máquina com água quente se, em
seguida, se fizer um enchimento a quente.)

Depois da utilização de produtos de limpeza e desinfetantes, é obrigatório


enxaguar sempre a máquina com água limpa.

Para iniciar o circuito CIP


● chamar o passo de programa necessário:
• "Circuito CIP com/sem descarga pulsante para o exterior", ou
• "CIP" (nas máquinas que não possuem o passo de programa necessário)
Durante o serviço CIP com descarga pulsante para o exterior, são expelidos
da máquina produtos de limpeza/desinfetantes/água quente.

O circuito CIP é executado até ser paralisado pelo operador.

D-03-00192 PO 4. 2. 12
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Para o serviço CIP com descarga pulsante para o exterior


Nas máquinas sem um passo de programa específico para este fim ou com um
sistema de tubulação de conversão manual:
● Abrir as vávulas de segurança e de drenagem, bem como os registros de
recolha de amostras, a intervalos regulares, a fim de os enxaguar.

Nas máquinas com um passo de programa específico para este fim:


● As válvulas com saída para o exterior são abertas automaticamente
e enxaguadas.

Pelas válvulas abertas são expelidos produtos de limpeza/desinfetantes/


água quente.

Enquanto o sistema está sendo enxaguado com água limpa


● retirar amostras de água nas válvulas de segurança e torneiras de amostra da
máquina e do tubo de produto.
● examinar as amostras de água em relação à meios de limpeza e desinfecção.
● examinar as amostras de água em relação à micro-organismos.

Caso deva-se funcionar a produção após o enxaguamento, não deverão


ser detectáveis na água de enxaguamento
● meios de limpeza e desinfecção,
● micro-organismos nocivos à saúde ou ao produto.

D-03-00192 PO 4. 2. 13
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Para trocar o produto de limpeza/desinfetante


● Sendo necessário, esvaziar primeiro a máquina para evitar que os produtos se
misturem
(veja também a seção "Esvaziamento"); em seguida
● conectar o novo produto de limpeza/desinfetante ou água.

Para terminar o passo de limpeza


● fechar a admissão do líquido de lavagem.
● esperar que as bombas parem.
● iniciar o passo de programa "Posição básica".
● desligar a máquina.

D-03-00192 PO 4. 2. 14
Processo de trabalho

Aspersão

Equipamento especial, só possível nas máquinas com injetores na caldeira de produto.


A aspersão serve para limpar a caldeira de produto ligeiramente, removendo os resíduos de produto
após o enchimento.
A admissão de água se realiza através dos injetores da caldeira de produto e a descarga através das
válvulas de enchimento e do conduto do produto. O tubo de refluxo do sistema CIP fica fechado e
as capas de lavagem não podem estar instaladas.

A água aspergida enxagua apenas ligeiramente o conduto de produto.


Por isso, a aspersão da caldeira de produto deveria ser sempre seguida do passo
"Enxaguar".

Vestir roupas de proteção, resistentes aos agentes de limpeza;


● protetores de ouvido,
● óculos de proteção,
● luvas de proteção,
● macacão de trabalho,
● avental,
● sapatos de trabalho (botas de borracha).
A roupa de proteção protege por exemplo contra
● agentes de limpeza derramados ou respingados,
● recipientes que possam estourar.

Trabalhos a serem executados

Colocar todas as funções em AUTO.

D-03-00192 PO 4. 2. 15
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Nas máquinas com um sistema de tubulação manualmente ajustável ou sem


o passo de programa necessário
Se a tabela de válvulas da caixa de comando ou das válvulas agrupadas
● incluir o passo de programa necessário, ajuste as válvulas do sistema de
tubulação de acordo com a tabela.
● não incluir o passo de programa necessário, oriente-se pelo passo de programa
"CIP".
Assegurar-se de que
● as válvulas de drenagem estão FECHADAS,
● todas as válvulas internas estão ABERTAS,
● as válvulas do tubo de refluxo do sistema CIP estão FECHADAS,
● as válvulas do conduto de produto estão ABERTAS.

Certifique-se, com base no esquema de tubulações existente na caixa de


comando, de que todas as válvulas se encontram na posição necessária.

Nas máquinas com um sistema de tubulação automático e com o passo de


programa necessário, o ajuste das válvulas do sistema de tubulação se
realiza automaticamente, ao chamar o passo do programa.

Assegurar-se de que nenhuma outra pessoa se encontre na máquina ou


no sistema de tubulações.

Ligar a máquina.

D-03-00192 PO 4. 2. 16
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Para aspergir a caldeira de produto com água


Abrir os dispositivos de admissão de
● água fria ou
● água quente

Se forem utilizados produtos de limpeza e desinfetantes, respeitar os valo-


res máximos referentes à concentração, temperatura e tempo de atuação.
Veja também a seção "Utilização de produtos de limpeza e desinfetantes
...", no capítulo "Limpeza / desinfeção".

Não utilizar aqui produtos de limpeza agressivos.

Para iniciar a aspersão


● chamar o passo de programa necessário:
• "Aspersão" ou
• "CIP" (nas máquinas que não possuem o passo de programa necessário)
A aspersão é executada até ser paralisada pelo operador.

Para terminar a aspersão


● fechar a admissão de água
● chamar o passo de programa "Posição básica"
● desligar o acionamento

D-03-00192 PO 4. 2. 17
Processo de trabalho

Enxaguar

A enxaguadura serve para


● limpar ligeiramente a caldeira de produto após o enchimento ou para
● refrigerar a máquina após a vaporização.
A admissão de água se realiza através do conduto de produto e a descarga para o exterior através
das válvulas de enchimento e de drenagem. As capas de lavagem não podem estar instaladas.
Se, em seguida, se efetuar
● uma recolocação da máquina em serviço, sem execução prévia do circuito CIP, é recomendável
enxaguar a máquina com água quente;
● o circuito CIP, é suficiente enxaguar a máquina com água fria.

Durante o enxaguar das válvulas e registros, é expelida água/água quente.


Não tocar nos componentes destinados à condução dos agentes de lavagem, devido à sua
elevada temperatura de serviço.

Vestir roupas de proteção, resistentes aos agentes de limpeza;


● protetores de ouvido,
● óculos de proteção,
● luvas de proteção,
● macacão de trabalho,
● avental,
● sapatos de trabalho (botas de borracha).
A roupa de proteção protege por exemplo contra
● agentes de limpeza derramados ou respingados,
● recipientes que possam estourar.

Trabalhos a serem executados

Colocar todas as funções em AUTO.

D-03-00192 PO 4. 2. 18
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Nas máquinas com um sistema de tubulação manualmente ajustável ou sem


o passo de programa necessário
Se a tabela de válvulas da caixa de comando ou das válvulas agrupadas
● incluir o passo de programa necessário, ajuste as válvulas do sistema de
tubulação de acordo com a tabela.
● não incluir o passo de programa necessário, oriente-se pelo passo de programa
"CIP".
Assegurar-se de que
● as válvulas de drenagem estão FECHADAS,
● todas as válvulas internas estão ABERTAS.

Certifique-se, com base no esquema de tubulações existente na caixa de


comando, de que todas as válvulas se encontram na posição necessária.

Nas máquinas com um sistema de tubulação automático e com o passo de


programa necessário, o ajuste das válvulas do sistema de tubulação se
realiza automaticamente, ao chamar o passo do programa.

Assegurar-se de que nenhuma outra pessoa se encontre na máquina ou


no sistema de tubulações.

Ligar a máquina,
ligar a bomba do produto.

D-03-00192 PO 4. 2. 19
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Para enxaguar a máquina com água


Abrir os dispositivos de admissão de
● água fria ou
● água quente

Se forem utilizados produtos de limpeza e desinfetantes, respeitar os valo-


res máximos referentes à concentração, temperatura e tempo de atuação.
Veja também a seção "Utilização de produtos de limpeza e desinfetantes
...", no capítulo "Limpeza / desinfeção".

Não utilizar aqui produtos de limpeza agressivos.

Para iniciar a enxaguadura


● chamar o passo de programa necessário:
• "Enxaguar" ou
• "CIP" (nas máquinas que não possuem o passo de programa necessário)
A enxaguadura é executada até ser paralisada pelo operador.

Enquanto o sistema está sendo enxaguado com água limpa


● retirar amostras de água nas válvulas de segurança e torneiras de amostra da
máquina e do tubo de produto.
● examinar as amostras de água em relação à meios de limpeza e desinfecção.
● examinar as amostras de água em relação à micro-organismos.

Caso deva-se funcionar a produção após o enxaguamento, não deverão


ser detectáveis na água de enxaguamento
● meios de limpeza e desinfecção,
● micro-organismos nocivos à saúde ou ao produto.

D-03-00192 PO 4. 2. 20
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Para terminar a enxaguadura


● fechar a admissão de água,
● esperar que as bombas parem,
● chamar o passo de programa "Posição básica",
● desligar o acionamento.

D-03-00192 PO 4. 2. 21
Processo de trabalho

Vaporizar

A enchedora é esterilizada com vapor de baixa pressão.


Normalmente, as capas de lavagem não são instaladas, a não ser que o Departamento Técnico da
Firma KRONES o tenha autorizado expressamente.
É possível utilizar capas de vaporização especiais (equipamento especial).

Vestir roupas de proteção, resistentes aos agentes de limpeza;


● protetores de ouvido,
● óculos de proteção,
● luvas de proteção,
● macacão de trabalho,
● avental,
● sapatos de trabalho (botas de borracha).
A roupa de proteção protege por exemplo contra
● agentes de limpeza derramados ou respingados,
● recipientes que possam estourar.

Trabalhos a serem executados

Colocar todas as funções em AUTO.

Lavar e enxaguar a máquina minuciosamente. Antes da vaporização,


remover obrigatoriamente todos os resíduos da máquina, p. ex.:
● Resíduos do produto
● Resíduos de produtos de limpeza e desinfetantes

Remover todas as capas de lavagem;


instalar as capas de vaporização, se existentes.

D-03-00192 PO 4. 2. 22
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Nas máquinas com um sistema de tubulação manualmente ajustável ou sem


o passo de programa necessário
Se a tabela de válvulas da caixa de comando ou das válvulas agrupadas
● incluir o passo de programa necessário, ajuste as válvulas do sistema de
tubulação de acordo com a tabela.
● não incluir o passo de programa necessário, oriente-se pelo passo de programa
"CIP".
Assegurar-se de que
● as válvulas de admissão estão FECHADAS,
● todas as válvulas internas estão ABERTAS,
● as válvulas de drenagem estão ABERTAS.

● Certifique-se, com base no esquema de tubulações existente na caixa de


comando, de que todas as válvulas se encontram na posição necessária.
● A máquina poderá encontrar-se sob pressão.
Por isso, abrir cautelosamente sobretudo a válvula de drenagem do tubo
de refluxo do sistema CIP.

Nas máquinas com um sistema de tubulação automático e com o passo de


programa necessário, o ajuste das válvulas do sistema de tubulação se
realiza automaticamente, ao chamar o passo do programa.

Assegurar-se de que nenhuma outra pessoa se encontre na máquina ou


no sistema de tubulações.

Ligar a máquina.

D-03-00192 PO 4. 2. 23
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Para vaporizar a máquina


Abrir os dispositivos de admissão de vapor

Se for efetuada uma desinfeção com vapor, respeitar os valores máximos


referentes à temperatura e ao tempo de atuação.
Veja também a seção "Utilização de produtos de limpeza e desinfetantes
...", no capítulo "Limpeza / desinfeção".

Perigo de queimaduras
Pelas válvulas de drenagem é expelido vapor e todos os componentes da
máquina estão quentes.

Assegure-se em base ao esquema de tubulação na caixa de comando, de


que todas as peças da máquina, que tiveram contato com água, gás ou
produto sejam realmente vaporizadas.

Para iniciar a vaporização


● chamar o passo de programa necessário:
• "Vaporizar" ou
• "CIP" (nas máquinas que não possuem o passo de programa necessário)
A vaporização é executada até ser paralisada pelo operador.

Para terminar a vaporização


● fechar a admissão de vapor,
● fechar as válvulas com saída para o exterior,
● desligar o acionamento,
● chamar o passo de programa "Posição básica".
● Para o enchimento a quente: prosseguir com "Colocação em serviço".
Para o enchimento a frio: prosseguir com "Enxaguar" e "Esvaziamento".

D-03-00192 PO 4. 2. 24
Processo de trabalho

Conversão do serviço de limpeza CIP para o serviço de


enchimento

Depois do serviço de limpeza CIP, a máquina é reequipada para o serviço de enchimento.


Os trabalhos de conversão são descritos pormenorizadamente no capítulo "Conversão".

Trabalhos a serem executados

Desmontar as capas de lavagem das válvulas de enchimento e guardá-las no carro


de peças de conversão.
● Executar um controle visual das válvulas de enchimento.
● Não tocar mais nas válvulas de enchimento com as mãos.

Sendo necessário, ajustar a parte superior do carrossel à altura dos recipientes.

● Colocar o interruptor de liberação para manutenção em "0".


Se não existir, posicionar o interruptor principal em "0".
● Proteger o interruptor contra religação.

Sendo necessário, montar as guias dos recipientes (p. ex.: estrelas de entrada/
saída, schnecke, rosca sem fim de entrada, esteiras transportadoras) ou ajustá-las
aos recipientes.

Remover todas as peças eventualmente esquecidas no carrossel e na zona de


entrada/saída, como p. ex.:
● Recipientes
● Capas de lavagem
● Ferramentas

D-03-00192 PO 4. 2. 25
Processo de trabalho

Colocação em serviço

Executar todas as conexões e estabelecer a tensão prévia da máquina, preparando-a para a entrada
do produto.

Na máquina não pode haver quaisquer resíduos de produtos de limpeza ou de desinfetan-


tes.

Vestir roupas de proteção, resistentes aos agentes de limpeza;


● protetores de ouvido,
● óculos de proteção,
● luvas de proteção,
● macacão de trabalho,
● avental,
● sapatos de trabalho (botas de borracha).
A roupa de proteção protege por exemplo contra
● agentes de limpeza derramados ou respingados,
● recipientes que possam estourar.

Trabalhos a serem executados

Assegurar que os produtos de limpeza e desinfetantes sejam enxaguados


por completo.

Colocar todas as funções em AUTO.

Chamar o passo de programa "Posição básica".


O sistema de comando fecha, agora, todas as válvulas eletropneumáticas da
máquina e as válvulas de enchimento.

D-03-00192 PO 4. 2. 26
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Dependendo do tipo da máquina, executar as conexões para


● produto
● gás
● vácuo

Ligar a máquina e deslocar o carrossel, no mínimo, uma rotação para fechar todas
as válvulas de enchimento.
Desligar a máquina quando os manômetros e óculos de inspeção ficarem virados
para a frente.

Nas máquinas com um sistema de tubulação manualmente ajustável ou sem


o passo de programa necessário
Se a tabela de válvulas da caixa de comando ou das válvulas agrupadas
● incluir o passo de programa necessário, ajuste as válvulas do sistema de tubula-
ção de acordo com a tabela.
● não incluir o passo de programa necessário, oriente-se pelo passo de programa
"Enchimento".
Assegurar-se de que
● o conduto do produto permanece ainda FECHADO,
● a via do gás de sujeição para a caldeira de produto está aberta.

Certifique-se, com base no esquema de tubulações existente na caixa de


comando, de que todas as válvulas se encontram na posição necessária.

Nas máquinas com um sistema de tubulação automático e com o passo de


programa necessário, o ajuste das válvulas do sistema de tubulação se
realiza automaticamente, ao chamar o passo do programa.

Abrir o registro de vedação do gás de sujeição (p. ex.: CO2, N2, ar esterilizado).

D-03-00192 PO 4. 2. 27
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Para iniciar a fixação prévia


● chamar o passo de programa necessário:
• Fixação prévia
• Enchimento (só nas máquinas com o passo de programa necessário)

Nas caixas de comando e válvulas agrupadas, ajustar as pressões para


● produto
● gás
● cilindros elevadores (só nas máquinas com cilindros elevadores)
● elementos de elevação (só nas enchedoras de recipientes PET com elementos
de elevação pneumáticos)
Para os valores de ajuste, veja o capítulo "Dados técnicos".

Deslocar os cilindros elevadores para cima (só nas máquinas com cilindros
elevadores)
Deslocar os elementos de elevação para cima (só nas enchedoras de recipientes
PET com elementos de elevação pneumáticos)

Aprontar as máquinas conectadas antes e depois da enchedora para a colocação


em serviço e ligá-las, p. ex.:
● Inspetor
● Misturadora
● Tampadora
● Rotuladora

D-03-00192 PO 4. 2. 28
Processo de trabalho

Entrada de produto

A enchedora é enchida com o produto.

Antes da admissão do produto, certificar-se de que se encontra exclusivamente


à disposição, na entrada da enchedora, um produto pronto para ser engarrafado.

Trabalhos a serem executados

Nas máquinas com um sistema de tubulação manualmente ajustável ou sem


o passo de programa necessário
Se a tabela de válvulas da caixa de comando ou das válvulas agrupadas
● incluir o passo de programa necessário, ajuste as válvulas do sistema de
tubulação de acordo com a tabela.
● não incluir o passo de programa necessário, oriente-se pelo passo de programa
"Enchimento".
Assegurar-se de que
● as válvulas de drenagem estão FECHADAS,
● está conectado o produto certo,
● a via do produto para a respectiva caldeira está aberta.

Certifique-se, com base no esquema de tubulações existente na caixa de


comando, de que todas as válvulas se encontram na posição necessária.

Nas máquinas com um sistema de tubulação automático e com o passo de


programa necessário, o ajuste das válvulas do sistema de tubulação se
realiza automaticamente, ao chamar o passo do programa.

D-03-00192 PO 4. 2. 29
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Colocar todas as funções em AUTO.

Sendo necessário, efetuar a alimentação de produto com o seletor "Alimentação de


produto", existente nas válvulas agrupadas.

Ligar a bomba do produto.

Para iniciar a entrada do produto


● Chamar o passo de programa necessário:
• "Entrada de produto" ou
• "Enchimento" (nas máquinas que não possuem o passo de programa
necessário)
● Certificar-se de que está conectado o produto certo.
● Nas enchedoras que não possuam o passo de programa "Entrada de produto":
• Abrir a válvula do produto,
a caldeira de produto é enchida.
• Fechar a válvula do produto, assim que seja alcançado o nível desejado na
caldeira de produto.

D-03-00192 PO 4. 2. 30
Processo de trabalho

Serviço de enchimento

Todos os agregados secundários e o acionamento principal são ligados. No início do serviço de


enchimento, a máquina deve trabalhar com um rendimento menor.
Contudo, o rendimento deverá ser aumentado, o mais rapidamente possível, para o rendimento
nominal.

Vestir roupas de proteção, resistentes aos agentes de limpeza;


● protetores de ouvido,
● óculos de proteção,
● luvas de proteção,
● macacão de trabalho,
● avental,
● sapatos de trabalho (botas de borracha).
A roupa de proteção protege por exemplo contra
● agentes de limpeza derramados ou respingados,
● recipientes que possam estourar.

Trabalhos a serem executados

Nos modelos executados em bloco: acoplar todas as máquinas.

Para ajustar o rendimento da máquina, girar o potenciômetro para o nível mais


baixo.

Fechar a barreira de recipientes,


colocar todas as outras funções em AUTO.

D-03-00192 PO 4. 2. 31
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Ligar os agregados secundários, p. ex.


● pulverização de desinfeção
● sinal acústico
● esteiras transportadoras e sistema de lubrificação das esteiras
● sistema de injeção de alta pressão (esperar até que a temperatura de serviço
seja alcançada; equipamento especial)

Ligar o acionamento e ativar


● o sistema de pulverização exterior
● a enxaguadura com água quente da tampadora (equipamento especial),
● o sistema de expulsão de cacos com água quente (equipamento especial),
durante aproximadamente 2 rotações.
Colocar, depois, as respectivas funções novamente em "AUTO".

Certificar-se de que há recipientes na esteira de entrada.


Se os interruptores de congestionamento estiverem acionados, confirmar o controle
de entrada com o botão de reset.

Chamar o passo de programa "Enchimento",


colocar a barreira de recipientes em "AUTO".
O serviço de enchimento começa agora.

Fechar a barreira de recipientes após uma volta do carrossel.


Retirar a primeira rodada de recipientes cheios do processo de produção.

D-03-00192 PO 4. 2. 32
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Recolher amostras do produto no registro de amostras do conduto de


produto e dos recipientes cheios e entregá-las ao laboratório.
Para garantir a qualidade!
Analisar as amostras para controlar
● a qualidade impecável do produto,
● eventuais vestígios de produtos de limpeza/desinfetantes,
● eventuais vestígios de microrganismos nocivos para a saúde ou para o
produto.

Para iniciar o serviço de enchimento, colocar a barreira de recipientes novamente


em "AUTO",
controlar o enchimento dos recipientes e a espumosidade do produto,
controlar a qualidade das tampas/rolhas.

Depois da máquina começar a trabalhar


● as esteiras de saída ficam cheias de recipientes.
● os valores de ajuste se estabilizam.
Controlar agora
● a pressão de enchimento,
● a temperatura do produto.
Se os valores desejados tiverem sido alcançados, aumentar o rendimento,
ajustando-o à linha de engarrafamento.

O rendimento da máquina é influenciado, sobretudo, pela temperatura do


produto.
Respeite, portanto, os valores definidos.

Assegurar-se de que a máquina é abastecida com os produtos de serviço, p. ex.


● produto
● recipientes
● tampas/rolhas
● gás (CO2, N2, ar esterilizado)
● ar comprimido
● vapor

D-03-00192 PO 4. 2. 33
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Recolher amostras imediatamente após o início do serviço de enchimento e,


depois, a intervalos regulares
● do conduto de produto para a enchedora,
● da esteira de saída, a seguir à enchedora.
Analisar as amostras para controlar
● o nível de enchimento,
● os valores de oxigênio,
● a qualidade das tampas/rolhas,
● eventuais vestígios de produtos de limpeza/desinfetantes,
● eventuais vestígios de microrganismos nocivos para a saúde ou para o produto.
Controlar constantemente
● a temperatura do produto,
● a espumosidade do produto.

Em caso de erros, suspender imediatamente a produção até que a


causa seja eliminada.
Em caso de perturbações, as intervenções manuais nas peças que entram
em contato com o produto só podem ser realizadas sob a observância das
respectivas regras de higiene: válvulas de enchimento, tubo de gás de
sujeição, fechos da punção da tampadora, transporte das tampas/rolhas,
bocal do sistema IAP.

D-03-00192 PO 4. 2. 34
Processo de trabalho

Interrupção do serviço de enchimento

O serviço de enchimento deveria ser executado, se possível, sem interrupções.


Caso seja necessário, contudo, recorrer a interrupções, terá de se decidir quanto tempo o produto se
poderá conservar na caldeira de produto.

Vestir roupas de proteção, resistentes aos agentes de limpeza;


● protetores de ouvido,
● óculos de proteção,
● luvas de proteção,
● macacão de trabalho,
● avental,
● sapatos de trabalho (botas de borracha).
A roupa de proteção protege por exemplo contra
● agentes de limpeza derramados ou respingados,
● recipientes que possam estourar.

Trabalhos a serem executados

Interrupção curta do serviço de enchimento (o produto fica na caldeira):


● Fechar a barreira de recipientes,
● esvaziar a máquina,
● ativar aprox. durante 2 voltas o sistema de pulverização exterior, a enxaguadura
com água quente da tampadora, o sistema de expulsão de cacos com água
quente,
● desligar o acionamento.
● Para a recolocação em serviço, veja o ponto "Recolocação em serviço".

Interrupção mais longa do serviço de enchimento (a caldeira de produto é


esvaziada):
● Excutar o ponto "Fim do serviço de enchimento".
● Para a recolocação em serviço, começar pelo ponto "Entrada de produto".

D-03-00192 PO 4. 2. 35
Processo de trabalho

Mudança de recipientes

Neste ponto do processo de trabalho, é possível efetuar-se uma troca de recipientes. O produto terá
de ser conservado, visto que a caldeira de produto ainda está cheia (comparar com a seção "Vista
geral", neste capítulo).
Se, apesar disso, se desejar mudar de produto, terá de se decidir se a enchedora deverá ser previa-
mente limpa ou não e qual a envergadura da limpeza (comparar com a seção "Vista geral", neste
capítulo).

Trabalhos a serem executados

Executar os trabalhos de conversão para outro tipo de recipientes.

O tipo de bebida é mantido.

Destes trabalhos fazem parte


● a conversão das peças de guia,
● a conversão das estações de enchimento,
● o ajuste da altura da parte superior do carrossel,
● a mudança para outro programa de enchimento.

● Para os trabalhos de conversão e de ajuste, observar as instruções


contidas no capítulo "Conversão".
● Só executar os trabalhos de conversão e de ajuste, se se estiver familiari-
zado com o modo de procedimento para os respectivos trabalhos.
● Observar os instruções de segurança da KRONES.

D-03-00192 PO 4. 2. 36
Processo de trabalho

Recolocação em serviço

Recolocação em serviço após uma interrupção curta do serviço de enchimento.

Vestir roupas de proteção, resistentes aos agentes de limpeza;


● protetores de ouvido,
● óculos de proteção,
● luvas de proteção,
● macacão de trabalho,
● avental,
● sapatos de trabalho (botas de borracha).
A roupa de proteção protege por exemplo contra
● agentes de limpeza derramados ou respingados,
● recipientes que possam estourar.

Trabalhos a serem executados

● Chamar o passo de programa "Enchimento",


● ligar o acionamento,
● colocar a barreira de recipientes em "AUTO".

D-03-00192 PO 4. 2. 37
Processo de trabalho

Defeitos e sua eliminação

Dependendo do equipamento da máquina, em caso de perturbações, obtêm-se informações através


● da indicação de texto e das lâmpadas piloto da caixa de comando,
● do monitor da caixa de comando,
● do capítulo "Defeitos durante o funcionamento", neste Manual de Instruções.

Vestir roupas de proteção, resistentes aos agentes de limpeza;


● protetores de ouvido,
● óculos de proteção,
● luvas de proteção,
● macacão de trabalho,
● avental,
● sapatos de trabalho (botas de borracha).
A roupa de proteção protege por exemplo contra
● agentes de limpeza derramados ou respingados,
● recipientes que possam estourar.

Trabalhos a serem executados

Se ocorrer nitidamente uma perturbação e a enchedora não parar


automaticamente, paralisar a enchedora imediatamente.
Colocar o interruptor de liberação para manutenção em "0".
Se não existir, posicionar o interruptor principal em "0".
Proteger o interruptor contra religação.

D-03-00192 PO 4. 2. 38
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Se a enchedora parar automaticamente, devido à ocorrência de um defeito,


paralisar igualmente a enchedora (ver acima).
Se for necessário movimentar a máquina para a eliminação de defeitos,
desbloquear o interruptor de liberaçãopara manutenção / interruptor
principal apenas pelo tempo estritamente necessário.

Todas as medidas relacionadas com a eliminação de defeitos devem ser realizadas


sob a observância das respectivas regras de higiene referentes ao produto, a fim de
se evitarem infeções.
Não é permitido pegar nas peças da enchedora que ficam em contato com o pro-
duto sem calçar, primeiro, umas luvas. As ferramentas a serem aplicadas nessas
peças devem ser desinfetadas, antes de sua utilização, com desinfetantes fisiologi-
camente inofensivos. Da mesma forma, as peças de condução do produto sujeitas
a eventuais trabalhos, devem ser esterilizadas depois da eliminação dos defeitos.

Nem todos os defeitos podem ser eliminados pelo operador.


Certos defeitos têm de ser eliminados por pessoal especializado e qualificado.

D-03-00192 PO 4. 2. 39
Processo de trabalho

Fim do serviço de enchimento

Terminar o serviço de enchimento e esvaziar a caldeira de produto.

Vestir roupas de proteção, resistentes aos agentes de limpeza;


● protetores de ouvido,
● óculos de proteção,
● luvas de proteção,
● macacão de trabalho,
● avental,
● sapatos de trabalho (botas de borracha).
A roupa de proteção protege por exemplo contra
● agentes de limpeza derramados ou respingados,
● recipientes que possam estourar.

Trabalhos a serem executados

Colocar todas as funções em AUTO.

Fechar a entrada de recipientes,


desligar a bomba do produto, assim que os últimos recipientes estiverem cheios.

Ativar durante algumas voltas o sistema de pulverização exterior, a enxaguadura


com água quente da tampadora, o sistema de expulsão de cacos com água quente
(caso existente), para que os restos do produto não fiquem encrustados nas
válvulas de enchimento.

D-03-00192 PO 4. 2. 40
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Desligar o acionamento.

Desligar os agregados secundários, p. ex.


● pulverização de desinfeção
● sinal acústico
● esteiras transportadoras e sistema de lubrificação das esteiras
● sistema de injeção de alta pressão

Desligar as máquinas conectadas antes e depois da enchedora, como p. e.x.:


● Inspetor
● Misturadora
● Tampadora
● Rotuladora

Esvaziar a máquina por pressão de gás, através


● do tubo de refluxo do sistema CIP (veja o ponto "Esvaziamento (1)") ou
● do conduto do produto (ver abaixo)

D-03-00192 PO 4. 2. 41
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Esvaziar a máquina por pressão de gás, através do conduto do produto


Nas máquinas com um sistema de tubulação manualmente ajustável ou sem
o passo de programa necessário
Se a tabela de válvulas da caixa de comando ou das válvulas agrupadas
● incluir o passo de programa necessário, ajuste as válvulas do sistema de
tubulação de acordo com a tabela.
● não incluir o passo de programa necessário, oriente-se pelo passo de programa
"Enchimento".
Assegurar-se de que
● as válvulas de drenagem estão FECHADAS,
● todas as válvulas internas estão ABERTAS.
● as válvulas do tubo de refluxo do sistema CIP estão FECHADAS,
● a válvula de regulação do produto está ABERTA.

Certifique-se, com base no esquema de tubulações existente na caixa de


comando, de que todas as válvulas se encontram na posição necessária.

Nas máquinas com um sistema de tubulação automático e com o passo de


programa necessário, o ajuste das válvulas do sistema de tubulação se
realiza automaticamente, ao chamar o passo do programa.

Assegurar-se de que nenhuma outra pessoa se encontre na máquina ou


no sistema de tubulações.

Ligar a máquina.

D-03-00192 PO 4. 2. 42
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Para esvaziar a máquina por pressão de gás, através do conduto do produto


● abrir o registro de vedação do gás (p. ex.: CO2, N2, ar esterilizado),
● chamar o passo de programa necessário:
• "Esvaziamento por pressão de gás, através do conduto do produto" ou
• "Enchimento" (nas máquinas que não possuem o passo de programa
necessário)
A máquina é agora esvaziada por pressão de gás.

Para terminar o esvaziamento


● fechar as válvulas que foram abertas manualmente,
● desligar o acionamento,
● chamar o passo de programa "Posição básica".

Depois do esvaziamento
Remover a barreira de recipientes e eventuais resíduos do produto da mesa de
entrada, lavar minuciosamente os jogos de peças.
Ativar o sistema de pulverização exterior e a enxaguadura da tampadora durante
uma volta lenta do carrossel.

Prosseguir com o ponto "Aspersão" ou "Enxaguar".

D-03-00192 PO 4. 2. 43
Processo de trabalho

Mudança de produto com / sem mudança de recipientes

Neste ponto do processo de trabalho, é possível efetuar-se uma troca de recipientes e do produto
(comparar com a seção "Vista geral", neste capítulo).
Se se desejar mudar de produto, terá de se decidir se a enchedora deverá ser previamente limpa ou
não e qual a envergadura da limpeza.
Considerando-se que a enxaguadura já efetuada é suficiente, terá de ser executado o circuito CIP
(comparar com a seção "Vista geral", neste capítulo).

Trabalhos a serem executados

Executar a conversão para outro produto e / ou para outro tipo de recipientes.


Destes trabalhos fazem parte
● a conversão das peças de guia,
● a conversão das estações de enchimento,
● o ajuste da altura da parte superior do carrossel.

● Para os trabalhos de conversão e de ajuste, observar as instruções


contidas no capítulo "Conversão".
● Só executar os trabalhos de conversão e de ajuste, se se estiver familiari-
zado com o modo de procedimento para os respectivos trabalhos.
● Observar os instruções de segurança da KRONES.

● A enxaguadura é apenas uma limpeza ligeira.


O circuito CIP não pode ser substituído por ela.
● Se, em seguida, se pretender engarrafar outra bebida que não deva
entrar em contato com a bebida anterior, é obrigatório executar primeiro
o circuito CIP.

D-03-00192 PO 4. 2. 44
Processo de trabalho

Conversão serviço de enchimento / serviço de


limpeza CIP

Depois do serviço de enchimento, a máquina é reequipada para o serviço de limpeza CIP.


Os trabalhos de conversão são descritos pormenorizadamente no capítulo "Conversão".

Trabalhos a serem executados

Montar as capas de lavagem nas válvulas de enchimento, efetuando, ao mesmo


tempo, um controle visual das válvulas de enchimento.

Sendo necessário, ajustar a parte superior do carrossel à altura das capas de


lavagem.

● Colocar o interruptor de liberação para manutenção em "0".


Se não existir, posicionar o interruptor principal em "0".
● Proteger o interruptor contra religação.

Sendo necessário, montar as guias dos recipientes (p. ex.: estrelas de entrada/
saída, rosca sem fim de entrada, esteiras transportadoras).

Remover todas as peças eventualmente esquecidas no carrossel e na zona de


entrada/saída, como p. ex.:
● Recipientes
● Capas de lavagem
● Ferramentas

D-03-00192 PO 4. 2. 45
Processo de trabalho

Encher a máquina até a borda

A máquina é enchida até a borda.


Todas as válvulas internas são abertas e todas as válvulas para o exterior são fechadas.
O conduto de alimentação fica aberto.
As capas de lavagem têm de encontrar-se instaladas.
A máquina pode ficar assim até à próxima colocação em serviço.

Trabalhos a serem executados

Colocar todas as funções em AUTO.

Certificar-se de que todas as capas de lavagem estão intaladas.


Certificar-se de que as capas de lavagem não se encontram em contato com as
peças de guia de entrada/saída.

D-03-00192 PO 4. 2. 46
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Para encher a máquina até a borda, siga as instruções incluídas em "Circuito


CIP".
São importantes as seguintes alterações:
● As válvulas do tubo de refluxo do sistema CIP têm de estar FECHADAS.
● Abrir as válvulas de segurança até sair água,
depois, voltar a fechar as válvulas de segurança.
A máquina está agora cheia até a borda.

● Se possível, a máquina só deveria ser enchida aqui com água fria e


limpa.
● Desejando-se adicionar à água qualquer desinfetante (desinfeção
básica), observar obrigatoriamente as instruções "Utilização de produtos
de limpeza e desinfetantes ...", no capítulo "Limpeza/desinfeção".

Ajustar a pressão dos cilindros elevadores (só nas máquinas com cilindros elevado-
res; para os valores de ajuste, veja o capítulo "Dados técnicos").

Para que a máquina possa ficar cheia até a borda por um período de tempo
mais prolongado
● Os dispositivos de admissão deveriam ficar aberto (para a água ou o gás),
para que as fugas eventuais ou pressão negativa (devido à refrigeração após
a enxaguadura com água quente) possam ser compensadas,
● chamar o passo de programa "Posição de enchimento até a borda"
ou
● chamar o passo de programa "Posição básica" e posicionar as válvulas
• deixar a válvula de regulação do produto aberta,
• fechar a última válvula do tubo de refluxo do sistema CIP,
• abrir todas as válvulas internas.
A máquina pode ficar assim até à próxima colocação em serviço.

D-03-00192 PO 4. 2. 47
Processo de trabalho

Posição básíca

● Todas as válvulas da máquina são fechadas.


● A posição básica é uma posição de segurança, visto que todas as vias se encontram fechadas.
● Ela serve também para parar todos os outros passos do programa, quando se pretende finalizar o
programa atual, sem se ter definido ainda o passo de programa seguinte.

Trabalhos a serem executados

Chamar o passo de programa "Posição básica".


O sistema de comando fecha, agora, todas as válvulas eletropneumáticas da
máquina e as válvulas de enchimento.

Nas máquinas com válvulas de tubulação acionadas manualmente:


Fechar todas as válvulas acionadas manualmente.
Só agora se encontram fechadas todas as válvulas desta máquina.

D-03-00192 PO 4. 2. 48
Processo de trabalho

Trabalhos a serem executados

Nas máquinas com válvulas de enchimento acionadas pneumaticamente,


quando se pretende deixar a máquina na posição básica por um período de
tempo mais prolongado (p. ex.: durante a noite):
Para aliviar as válvulas de membrana da caldeira de produto, pode-se fechar, neste
caso, a alimentação de ar comprimido para o carrossel.

● Quando se fecha a alimentação de ar comprimido, todas as válvulas de


membrana e de enchimento abrem.
Por isso, fechar a alimentação de ar comprimido apenas quando a
máquina estiver completamente vazia.
● Quando a máquina fica parada com as válvulas de enchimento abertas,
poderão penetrar nas válvulas de enchimento e na caldeira do produto
microrganismos nocivos para a saúde ou para o produto.
Por isso, limpar e desinfetar a máquina, antes de a recolocar em serviço.

Recolocação da máquina em serviço, depois de se fechar o ar comprimido


(nas máquinas com válvulas de enchimento acionadas pneumaticamente):
● Primeiro, abrir a alimentação de ar comprimido,
● depois ligar a corrente.
Se a corrente for ligada primeiro, o comando das válvulas de membrana poderá
não funcionar corretamente.

D-03-00192 PO 4. 2. 49
register5 Índice

Capítulo
Conversão
Enchedora

Índice
5.1. 1 Informação preliminar

5.1. 2 Instruções de segurança/Indicações para os trabalhos


de conversão

5.1. 4 Conversão para outros recipientes


5.1. 4 Identificação das peças de guia
5.1. 5 Conversão das peças de guia
5.1.23 Conversão geral das estações de enchimento
5.1.26 Conversão das estações de enchimento - tulipas de centra-
gem, chapas de centragem, unidades de centragem
5.1.32 Conversão das estações de enchimento - tubos de retorno
de ar/tubos de enchimento, ajuste das sondas, peças distan-
ciadoras

5.1.37 Conversão para o serviço de enchimento ou para o


serviço de limpeza CIP
5.1.37 Instruções de segurança/Indicações para a conversão para o
serviço de enchimento ou para o serviço de limpeza CIP
5.1.38 Montar / desmontar as capas de lavagem
5.1.46 Conversão do sistema de tubulação

5.1.48 Recursos auxiliares para os trabalhos de conversão

Ajuste da altura da parte superior do carrossel


(equipamento especial)
veja o capítulo "Instruções"

D-03-00190 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT


Conversão

Informação preliminar

● A máquina está preparada para trabalhar com


determinados produtos / recipientes.
● Quando se trabalha com diversos produtos /
recipientes, poderá ser necessário proceder
à conversão de certos componentes da
máquina.
Para tal, devem ser substituídos e ajustados
os componentes marcados de forma corres-
pondente.

03o0158c

● Primeiro leia tudo, depois pegue nas ferra-


mentas;
só assim pode estar seguro, de não esquecer
nada ou fazer algo errado.

● Utilizar apenas os seguintes tipos de produtos e recipientes:


• Tipos e recipientes para os quais a máquina tenha sido concebida e preparada pela
KRONES.
• Tipos e recipientes da mesma qualidade dos que foram usados para a preparação da
máquina.
● Tipos de produtos e recipientes de outra qualidade - p. ex., que se comportem de outra
forma durante o enchimento ou com outras dimensões - poderão causar perturbações.

D-03-00190 PO 5. 1. 1
Conversão

Instruções de segurança/Indicações para os trabalhos de


conversão
Instruções de segurança

● A máquina deve estar vazia e desligada. Equipamentos de proteção pessoal


● Bloquear a máquina para que não possa Para a execução destes trabalhos, usar equipamentos de
ser colocada em funcionamento aciden- proteção pessoal resistentes e à prova de produtos de lim-
talmente. peza.
• Colocar o interruptor de liberação para ● Protetor de ouvidos
manutenção na posição "O". ● Óculos de proteção
• Se não existir, colocar o interruptor ● Luvas de proteção
principal em "O". ● Fato de trabalho
• Proteger o interruptor contra religa- ● Avental
ção. ● Sapatos de segurança (botas de borracha)
● Breve colocação da máquina em funcio- Os equipamentos de proteção pessoal o protegem, p. ex.,
namento: de
• Se for indispensável movimentar/ligar ● produtos de limpeza derramados ou salpicados,
temporariamente a máquina durante ● recipientes rebentados.
os trabalhos de conversão, ligá-la
somente pelo tempo estritamente
Dispositivos de proteção
necessário.
• Preste especial atenção para que nin- ● Não desativar nenhum dos dispositivos de proteção.
guém seja posto em perigo ou para ● Para se poderem realizar trabalhos na máquina, é pos-
que a máquina não seja danificada. sível movimentá-la lentamente em marcha passo a
• Em seguida, bloquear novamente a passo, com as portas de proteção abertas.
máquina (ver acima). Antes da marcha passo a passo, os operadores deve-
● Caso não se possa evitar subir à máquina rão certificar-se de que não se encontram outras pes-
para realizar os trabalhos de conversão, soas na máquina.
ter em atenção o perigo de escorrega- ● Depois de concluídos os trabalhos, fechar novamente
mento! as portas de proteção e voltar a montar as grades e
● Dependendo do estado operacional, tampas de proteção.
poderão ficar quentes alguns dos tubos ● Para a execução de trabalhos na parte superior da
ou mesmo toda a máquina. máquina, utilizar apenas meios de subida apropriados
Perigo de queimaduras! (p. ex.: escadotes com boa estabilidade).
● Executar os trabalhos de conversão antes ● Atravessar as esteiras transportadoras apenas com
da limpeza/desinfecção da máquina: escadas apropriadas.
• Para poder eliminar eventuais micró-
bios posteriormente. Quando os componentes se encontram sob pressão
• Para evitar que alguém seja lesado
● Em determinados casos, a máquina ou seus compo-
devido a produtos químicos ou ao der-
nentes podem estar sob pressão, p. ex.
ramamento de líquidos.
• reservatório de pressão,
● Os trabalhos na máquina só podem ser • componentes pneumáticos,
executados por pessoal especializado e • componentes do sistema CIP,
autorizado. • componentes hidráulicos,
● É imprescindível observar: • sistema de tubulação.
• as instruções de segurança KRONES ● Interromper a pressurização da máquina e de seus
• o capítulo "Segurança" componentes, durante o período de execução dos tra-
• as instruções de segurança/indica- balhos de conversão.
ções existentes no início dos capítulos ● Se for necessário abrir ou desmontar alguns dos com-
ponentes pressurizados:
• Evacuar a pressão,
• drenar os gases ou líquidos de serviço,
• escoar os produtos de limpeza e desinfecção do
sistema CIP, antes de dar início aos trabalhos.

D-03-00190 PO 5. 1. 2
Conversão

Indicações

● Com a máquina podem ser trabalhados diversos produ- ● As informações referentes ao ajuste da altura se encon-
tos/recipientes, desde que a mesma se encontre equi- tram no capítulo: "Instruções".
pada/preparada para esse efeito e lhe tenha sido ● Não se esqueça de executar também a con-
concedida a aprovação necessária, através da confir- versão correspondente nas outras máquinas
mação do pedido de encomenda. instaladas na linha de engarrafamento (p.
● Dependendo da situação, deverão ser substituídas ou ex.: tampadora).
ajustadas determinadas peças de conversão. Poderá obter as informações concernentes
As folhas das peças de formato contêm informações na documentação da respectiva máquina.
mais detalhadas (veja a seção "Recursos auxiliares ● Ao terminar os trabalhos, verificar:
para os trabalhos de conversão").
• Todas as peças de conversão estão cor-
Tenha em atenção que a seqüência e quantidade dos retamente montadas e fixadas?
diversos trabalhos de conversão e de ajuste poderá • Os trabalhos de ajuste foram concluídos?
variar de acordo com o modelo da máquina e com a • Foram retirados da máquina todos os
situação de conversão em causa. objetos estranhos (p. ex.: panos, ferra-
Se os trabalhos forem executado pela ordem errada, mentas)?
ocorrem danificações sobretudo na área de transição
da mesa de entrada para o carrossel.
Por isso, escolha a seqüência dos trabalhos de forma
que as peças da máquina se possam movimentar sem-
pre livremente nesta área de risco.
Ter também em atenção o ajuste da altura da parte
superior do carrossel/da tampadora. Por vezes, só é
possível montar as peças de conversão, depois de se
deslocar a parte superior do carrossel/da tampadora
para cima.
● Ao desmontar/montar as peças de formato, verificar se
as peças e seus dispositivos de fixação estão sujos (p.
ex.: com restos de bebidas, incrustações, etc.). As
peças sujas devem ser limpas/desinfetadas.
● Guardar as peças de conversão do mesmo jogo em
unidades e com os respectivos dispositivos de fixação
montados.
Prestar atenção para que as diferentes unidades não
se misturem, pois isso irá facilitar grandemente os tra-
balhos de conversão.
● Ter em atenção a identificação das peças de guia.
● Durante o funcionamento da enchedora, é executada
uma multiplicidade de fases de serviço individuais.
A enchedora terá de ser ajustada para cada uma des-
sas fases de serviço, através dos trabalhos de conver-
são correspondentes.
Seguidamente se encontra uma descrição dos diferen-
tes trabalhos de ajuste específicos, com os pontos a
serem observados.
No capítulo 4 do presente manual, são descritos outros
trabalhos de conversão necessários para o funciona-
mento da máquina.
Eles são parte integrante dos trabalhos a serem execu-
tados durante o processo de trabalho da máquina e se
encontram, por isso, incluídos nesse capítulo.

D-03-00190 PO 5. 1. 3
Conversão

Conversão para outros recipientes

Identificação das peças de guia

Plaqueta de peças de formato


716-202 ● A plaqueta encontra-se na parte da frente da
Indicar este número em todos os pedi- 1 máquina.
dos de encomenda ou de informações ● Ela contém a atribuição de uma cor a cada
recipiente.
4 Recipientes
1. Número de comissão
2. Descrição do recipiente
1 Garrafas NRW de 0,5 l, KK
3. Número do recipiente
4. Ponto colorido
3 2 02O0015C

Identificação das peças de formato


1
● Plaqueta de identificação colorida na peça de
716-202 2 formato
1. Número de comissão
Recipiente 1 3 2. Número do recipiente
5 3. Número do equipamento
Peça de conversão 1.1 4 4. Número da peça de formato
5. Cor de acordo com a plaqueta de peças de
Pos. 1-12 formato
## ● Ponto colorido na peça de formato, caso a
peça seja usada para vários recipientes;
cor de acordo com a plaqueta de peças de
formato.

Identificação dos pontos de montagem


● Plaqueta de posição preta no ponto de monta-
gem
1. Número da peça de formato
12
1
##

D-03-00190 PO 5. 1. 4
Conversão

Conversão das peças de guia

Só em máquinas com ajuste da altura.

Conversão/ Conversão das peças de


trabalhos de ajuste guia

Designação do Ajuste da altura


componente
03o0104

Nota: Ponto de Parte superior do


conversão carrossel
Por vezes, é necessário alterar a
altura da parte superior do carrossel,
a fim de se poder efetuar a conver-
são/ajuste das peças de guia ou das Agente auxiliar ____________________
estações de enchimento.
● Os trabalhos destinados ao ajuste da altura
têm de ser executados em uma determi-
nada seqüência.
Trabalhos a serem Veja a nota
● A máquina deve estar vazia e desligada. executados
● Não pode haver quaisquer recipientes ou
capas de lavagem no carrossel.

As informações referentes ao ajuste


da altura se encontram no capítulo:
"Instruções".

Indicação ____________________

D-03-00190 PO 5. 1. 5
Conversão

Somente em máquinas com fechador integrado

Conversão-/ Conversão da tampadora


trabalhos de ajuste

Designação do Tampadora
componente

Trabalhos a serem Trabalhos de conversão/


executados ajuste

04o0005C

A explicação destes trabalhos exigem um pouco mais de espaço,


por isso fizemos para isto um manual próprio.

É favor consultar as instruções correspondentes


no Arquivador 7.

D-03-00190 PO 5. 1. 6
Conversão

1 Conversão-/
trabalhos de ajuste
Conversão das peças de
guia

2 1

3 Designação do Estrelas
componente
370/18

2 Ponto de
conversão
Mesa de entrada

1 Agente auxiliar Folha das peças de for-


5
mato
4

03o0020
Trabalhos a serem Montar as estrelas apro-
Nota: executados priadas para o tipo de
Desmontar as estrelas: recipientes em causa.

● Soltar os elementos de fixação (1). Veja a nota


● Desmontar, eventualmente, algumas das
peças de guia para poder retirar as estre-
las.
● Retirar as estrelas, puxando-as para cima.
Montar as estrelas:
Modelo 1:
● Alinhar as marcas das estrelas (2) com as
marcas dos cubos (3) e colocar, depois, as Indicação Seleção de acordo com a
estrelas. folha das peças de for-
● Alinhar os elementos de fixação e apertá- mato.
los.
Modelo 2:
● Engatar os entalhes das estrelas (4) nos
dispositivos de retenção dos cubos (5).
● Alinhar os elementos de fixação e apertá-
los.

D-03-00190 PO 5. 1. 7
Conversão

1 Conversão-/ Conversão das peças de


trabalhos de ajuste guia

Designação do Arcos de guia


componente
f0486

Ponto de Mesa de entrada


1 2 conversão

Agente auxiliar Folha das peças de for-


mato

1
03o0067c 386/16
Trabalhos a serem Montar os arcos de guia
Nota: executados apropriados para os reci-
pientes em causa.
Desmontar os arcos de guia:
Veja a nota
● Soltar os elementos de fixação.
● Retirar os arcos de guia, puxando-os para
cima.
● Poderá ser, eventualmente, necessário des-
montar ainda algumas das peças de guia,
para se poderem retiar os arcos de guia.
● Sendo necessário, substituir:
• Os arcos de guia (1)
Indicação Seleção de acordo com a
• As peças distanciadoras (2)
folha das peças de for-
Montar os arcos de guia: mato.
● A montagem se realiza pela ordem inversa.
Ao colocar os arcos de guia/peças
distanciadoras, prestar atenção para
que fiquem assentes corretamente.

D-03-00190 PO 5. 1. 8
Conversão

Conversão-/ Conversão das peças de


trabalhos de ajuste guia

Designação do Diversas peças de guia


componente
P0291a

Ponto de Toda a área de guia dos


conversão recipientes

Agente auxiliar Folha das peças de for-


mato

J0708
Trabalhos a serem Montar as peças de guia
Nota: executados apropriadas para os reci-
pientes em causa.
● Na folha das peças de guia são indicadas
todas as peças de guia que deverão ser
montadas na máquina para os recipientes
em causa.

Certifique-se de que todas estas


peças foram montadas e fixadas cor-
retamente, antes de colocar a
máquina em funcionamento.
Indicação Seleção de acordo com a
folha das peças de for-
mato.

D-03-00190 PO 5. 1. 9
Conversão

Existentes dependendo do equipamento da máquina.


.

1 4
Conversão-/
trabalhos de ajuste
Conversão das peças de
guia

Designação do Balaustradas de guia -


componente transportador de ar
3 2 mm 2 mm 3
05o0013c

2 Ponto de
conversão
Zona de entrada da
máquina

Agente auxiliar ____________________

05o0014c
Trabalhos a serem Ajustar as balaustradas
Nota: executados ao diâmetro dos recipien-
tes.
Modelo 1:
Veja a nota
Ajuste manual
● Soltar os elementos de fixação.
● Conectar as balaustradas, sem ressaltos,
às guias de entrada da máquina.
● Respeitar uma folga total de aprox. 4 mm.
● Apertar os elementos de fixação.
Modelo 2:
Ajuste pneumático Indicação Não pode haver bordos
● O ajuste ao diâmetro dos recipientes se salientes que perturbem
realiza automaticamente, após a seleção o curso dos recipientes.
do tipo de recipientes desejado, na caixa de As balaustradas (3) têm
comando. de ficar paralelas às
guias do gargalo (4).

D-03-00190 PO 5. 1. 10
Conversão

Existentes dependendo do equipamento da máquina.


.

1 Conversão/
trabalhos de ajuste
Conversão das peças de
guia

Designação do Balaustradas da esteira


componente transportadora
E0641a

2 Ponto de
conversão
Área de entrada e saída
da máquina
1,5

Agente auxiliar ____________________


1,5

M0123
Trabalhos a serem Ajustar as balaustradas
Nota: executados ao diâmetro dos recipien-
tes.
● Soltar os elementos de fixação (1).
● Unir a balaustrada, sem folgas, às guias de
entrada e de saída da máquina.
● Observar a folga total de aprox. 3 mm (2).
● Verificar o ajuste com o auxílio de um reci-
piente-modelo. (O recipiente tem de passar
sem dificuldades.)
● Apertar os elementos de fixação (1).
Indicação Não pode haver pontas
ou bordos salientes que
perturbem o curso dos
recipientes.
As guardas laterais têm
de ficar paralelas à
esteira transportadora.

D-03-00190 PO 5. 1. 11
Conversão

Existentes dependendo do equipamento da máquina.


.

Conversão/ Conversão das peças de


trabalhos de ajuste guia

Designação do Guia de saída


componente
264/32

Ponto de Área de saída da


conversão máquina

P0289

Agente auxiliar Folha das peças de for-


mato

P0289a
Trabalhos a serem Ajustar a guia de saída
Nota: executados ao diâmetro dos recipien-
tes.
● Soltar o manípulo e afastar a guia.
● Ajustar o disco de ajuste ao tipo de recipi-
entes.
● Girar a guia para dentro até o batente do
parafuso distanciador do disco de ajuste e
apertar o manípulo.

Indicação Ajustar o disco de ajuste


ao tipo de recipientes, de
acordo com a folha das
peças de formato.

D-03-00190 PO 5. 1. 12
Conversão

Existentes dependendo do equipamento da máquina.


.

Conversão/ Conversão das peças de


trabalhos de ajuste guia

Designação do Chapa de resguardo


componente
03o0065C

Ponto de Mesa de entrada


conversão

Agente auxiliar Folha das peças de


formato

03o0257C
Trabalhos a serem Montar a chapa de res-
executados guardo apropriada para
os recipientes em causa.

Indicação ____________________

D-03-00190 PO 5. 1. 13
Conversão

Existentes dependendo do equipamento da máquina.


.

Conversão-/ Conversão das peças de


trabalhos de ajuste guia

Designação do Estrela de bloqueio


componente
155/10

Ponto de Zona de entrada da


conversão máquina

Agente auxiliar Folha das peças de for-


mato

1
397/2 03o0113cc
Trabalhos a serem Montar a estrela de blo-
Nota: executados queio apropriada para os
recipientes em causa.
● Retirar os pinos do suporte.
Veja a nota
● Desbloquear a estrela de bloqueio.
Para tal, puxar a alavanca para baixo (1)
OU
Pressionar a superfície de comutação cor-
respondente, na imagem "Funções auxilia-
res" do monitor de contato (equipamento
especial).
● Retirar a estrela de bloqueio.
● A montagem se realiza pela ordem inversa. Indicação Seleção de acordo com a
folha das peças de for-
mato.

D-03-00190 PO 5. 1. 14
Conversão

Existentes dependendo do equipamento da máquina.


.

1 Conversão/
trabalhos de ajuste
Conversão das peças de
guia

Designação do Barreira de recipientes


componente (1,2,3)
108/15a

Ponto de Zona de entrada da


conversão máquina

Agente auxiliar Folha das peças de


formato

155/1
Trabalhos a serem Ajustar a barreira de reci-
executados pientes ao diâmetro dos
2 3 recipientes em causa.

282/17 03o0014

Nota: Indicação Ajustar a barra de ajuste


ao tipo de recipientes, de
● Puxar o carro de ajuste para fora. acordo com a folha de
● Ajustar a barra de ajuste ao novo tipo de peças de formato.
recipientes.
1 Modelo standard
● Introduzir o carro de ajuste até o batente 2,3 Equipamento espe-
dos parafusos distanciadores da barra de cial
ajuste e apertar o manípulo.

D-03-00190 PO 5. 1. 15
Conversão

Existentes dependendo do equipamento da máquina.


.

Conversão/ Conversão das peças de


trabalhos de ajuste guia

Designação do Guia de entrada


componente
P0286

Ponto de Zona de entrada da


conversão máquina

Agente auxiliar Folha das peças de for-


mato

155/1
Trabalhos a serem Ajustar a guia de entrada
Nota: executados ao diâmetro dos recipien-
tes.
● Puxar o carro de ajuste para fora.
● Ajustar a barra de ajuste ao novo tipo de
recipientes.
● Introduzir o carro de ajuste até o batente
dos parafusos distanciadores da barra de
ajuste e apertar o manípulo.

Indicação Ajustar a barra de ajuste


ao tipo de recipientes, de
acordo com a folha de
peças de formato.

D-03-00190 PO 5. 1. 16
Conversão

Existentes dependendo do equipamento da máquina.


.

Conversão/ Conversão das peças de


trabalhos de ajuste guia

Designação do Rosca sem fim de entrada,


componente Rosca sem fim de transfe-
E0582
rência

Ponto de Zona de entrada / mesa


conversão de entrada da máquina

Agente auxiliar Folha das peças de for-


mato

281/6
Trabalhos a serem Montar a(s) rosca(s) sem
Nota: executados fim apropriada(s) para os
recipientes em causa
● Soltar o fecho de engate rápido.
● Girar a rosca sem fim para fora da máquina
e desmontá-la do eixo de acionamento.
● A montagem se realiza pela ordem inversa.
● Nas máquinas de certos modelos, é neces-
sário desmontar o resguardo da(s)
estrela(s) para efetuar os trabalhos de con-
versão.

Montar novamente o resguardo, antes Indicação Seleção de acordo com a


de recolocar a máquina em serviço. folha das peças de for-
mato

D-03-00190 PO 5. 1. 17
Conversão

Existentes dependendo do equipamento da máquina.


.

Conversão/ Conversão das peças de


trabalhos de ajuste guia

Designação do Acionamento da rosca


componente sem fim, ajustável
P0301

Ponto de Mesa de entrada


conversão

Agente auxiliar Folha das peças de for-


mato

313/26c 313/26b
Trabalhos a serem Ajustar o acionamento da
Nota: executados rosca sem fim ao diâme-
tro dos recipientes em
● Puxar o carro de ajuste para fora. causa.
● Ajustar a barra de ajuste ao novo tipo de
recipientes.
● Introduzir o carro de ajuste até o batente
dos parafusos distanciadores do disco de
ajuste e apertar o manípulo.

Indicação Ajustar o disco de ajuste


ao tipo de recipientes, de
acordo com a folha das
peças de formato.

D-03-00190 PO 5. 1. 18
Conversão

Existentes dependendo do equipamento da máquina.


.

Conversão-/ Conversão das peças de


trabalhos de ajuste guia

1 3
2
Designação do Sensor de detecção de
componente recipientes
336/22a

Nota: Ponto de Estrela de entrada


conversão
Por vezes, é necessário girar o sensor
de detecção de recipientes para o
lado, para se poder efetuar a conver-
são/ajuste das peças de guia. Agente auxiliar ____________________
● Soltar a alavanca de fixação (1).
● Girar o sensor de detecção de recipientes
(2) para o lado.
● Após a conversão, girar novamente o sen- Trabalhos a serem Veja a nota
sor de detecção de recipientes para a posi- executados
ção de serviço.
Prestar atenção à marcação (3).
● Apertar novamente a alavanca de fixação.

Indicação ____________________

D-03-00190 PO 5. 1. 19
Conversão

Só nas enchedoras de garrafas PET com manipulação pelo gargalo.

Conversão-/ Conversão das peças de


trabalhos de ajuste guia

1 Designação do Estrelas de manipulação


componente pelo gargalo

Ponto de Mesa de entrada


conversão

Agente auxiliar Folha das peças de for-


3 mato

03o0244cd
Trabalhos a serem Montar as estrelas/os
Nota: executados segmentos das estrelas
apropriados para os reci-
● Soltar os elementos de fixação (1). pientes em causa.
● Desmontar, eventualmente, algumas das
Veja a nota
peças de guia para poder retirar as estre-
las/os segmentos das estrelas (2).
● Retirar as estrelas/os segmentos das estre-
las, puxando-as/os para cima.
● A montagem se realiza pela ordem inversa.
Ao montar estrelas constituídas por
várias peças, prestar atenção à atri-
Indicação Seleção de acordo com a
buição correta dos segmentos das
folha das peças de for-
estrelas.
mato.
Ter em atenção o(s) parafuso(s) (3)
destinado(s) ao posicionamento exato
do segmento da estrela sobre a placa
de suporte.

D-03-00190 PO 5. 1. 20
Conversão

Só nas enchedoras de latas.

Conversão/ Conversão das peças de


trabalhos de ajuste guia

Designação do Barreira de recipientes


componente
03o0065C

Ponto de Zona de entrada da


1 2 conversão máquina

Agente auxiliar Folha das peças de


formato

3
03o0256C
Trabalhos a serem Ajustar a barreira de reci-
Nota: executados pientes ao diâmetro dos
recipientes em causa.
● Certificar-se de que a balaustrada da
Veja a nota
esteira transportadora se encontra bem
ajustada (1).
● Afrouxar os elementos de fixação da
barreira de recipientes (2).
● Deslocar a barreira de recipientes completa
até que a mesma fique nivelada com a
balaustrada da esteira transportadora (3).
● Verificar o ajuste com o auxílio de um reci-
piente-modelo (o recipiente tem de passar Indicação ____________________
sem dificuldades).
● Apertar novamente os elementos de
fixação (2).

D-03-00190 PO 5. 1. 21
Conversão

Só nas enchedoras de latas.

Conversão/ Conversão das peças de


trabalhos de ajuste guia

Designação do Segmentos das estrelas


componente
03O0065c

Ponto de Carrossel
conversão

Agente auxiliar Folha das peças de


formato

279/33a
Trabalhos a serem Montar os segmentos
executados das estrelas apropriados
para os recipientes em
causa.

Indicação ____________________

D-03-00190 PO 5. 1. 22
Conversão

Conversão geral das estações de enchimento

Só em máquinas com chapas de câmara protetora.

1 Conversão/
trabalhos de ajuste
Conversão das estações
de enchimento

Designação do Chapas da câmara


componente protetora
F0485a (equipamento especial)

2 Ponto de
conversão
Caldeira do produto/
válvulas de enchimento

Agente auxiliar Folha das peças de formato


Pedal de marcha passo a
passo

F0484
Trabalhos a serem Montar as chapas da
Nota: executados câmara protetora apropri-
adas para os recipientes
Modelo 1 em causa
● As chapas da câmara protetora estão apa-
ou
rafusadas; não são necessários quaisquer
trabalhos de conversão. sendo necessário, des-
montar as chapas da
Modelo 2
câmara protetora.
● As chapas da câmara protetora são substi-
tuíveis.
● Para as substituir, retirar o anel de reten-
ção.
● Após a montagem, verificar se a chapa e o
Indicação Seleção de acordo com a
anel de retenção estão bem assentes!
folha das peças de for-
Ao montar as chapas da câmara pro- mato
tetora, observar os seguintes pontos:

● Utilizar chapas com a altura correta.


● As chapas têm de movimentar-se livre-
mente, especialmente nas peças de guia;
sendo necessário, corrigir primeiro a altura
da caldeira de produto.
● Para determinados recipientes, não é per-
mitido montar estas chapas.

D-03-00190 PO 5. 1. 23
Conversão

Só em máquinas com um came de esvaziamento especial.

Conversão-/ Conversão das estações


trabalhos de ajuste de enchimento

1
Designação do Came de esvaziamento (1)
componente Tina coletora (2)

Ponto de Carrossel
conversão

2
Agente auxiliar ____________________

03o0119c
Trabalhos a serem Veja a nota
Nota: executados

Esvaziamento da caldeira do produto atra-


vés das válvulas de enchimento:
● Suspender e prender a tina coletora (2),
conectar o tubo (3) para poder drenar o
líquido.
● Deslocar o came (1) para cima até que as
válvulas de enchimento fiquem abertas até
o meio.
Levantar manualmente uma das válvulas
abertas e assegurar que o came não a abra Indicação Aqui, a máquina só pode
até o limite. trabalhar à velocidade
● Após o esvaziamento, deslocar o came mínima.
para baixo até que as válvulas fiquem
fechadas.
● Desmontar o tubo e retirar a tina coletora
cuidadosamente.

D-03-00190 PO 5. 1. 24
Conversão

Só em máquinas com guias do recipiente no prato do recipiente.

1
1 2 Conversão-/
trabalhos de ajuste
Conversão das estações
de enchimento
1
2
2
Designação do Guia do recipiente no
componente prato do recipiente
03o0283c 03o0284c

Nota: Ponto de Traseiras do carrossel


conversão
Substituição das guias do recipiente:
Modelo 1:
● Afrouxar o parafuso de fixação (1)
Agente auxiliar Folha das peças de
● Desmontar a guia do recipiente (2) formato
● Montar a guia apropriada para os recipien- Pedal de marcha passo a
tes em causa passo
● Apertar novamente o parafuso de fixação
Trabalhos a serem Montar as guias apropria-
Modelo 2:
executados das para os recipientes
● Puxar o botão de bloqueio (1) para o levan- em causa, depois de
tar e segurá-lo desinfetadas.
● Ao mesmo tempo, desmontar a guia do Veja a nota
recipiente (2)
● Montar a guia apropriada para os recipien-
tes em causa
● Soltar novamente o botão de bloqueio
Limpar/desinfetar as guias dos recipi-
entes desmontadas. Para a limpeza,
veja a seção "Utilização de produtos
de limpeza e desinfetantes ...", no Indicação Seleção de acordo com a
capítulo "Limpeza/desinfecção". folha das peças de for-
mato.
Não subir para as guias/
pratos dos recipientes, a
fim de evitar danifica-
ções.

D-03-00190 PO 5. 1. 25
Conversão

Conversão das estações de enchimento - tulipas de centragem, chapas


de centragem, unidades de centragem
Só nas enchedoras de garrafas.

Conversão-/ Conversão das estações


trabalhos de ajuste de enchimento

Designação do Tulipas de centragem


componente
77/11

Nota: Ponto de Válvulas de enchimento


conversão
Substituir as tulipas de centragem:
● Retirar o estribo de fixação e desmontar a
tulipa de centragem.
Agente auxiliar
Folha das peças de for-
● Montar a tulipa de centragem apropriada e mato
colocar novamente o estribo de fixação. Pedal de marcha passo a
Limpar/desinfetar as tulipas de cen- passo
tragem desmontadas; controlar as
vedações.
Trabalhos a serem Montar as câmpanulas
Para a limpeza, veja a seção "Utiliza- executados de centragem apropria-
ção de produtos de limpeza e desinfe-
das para os recipientes
tantes ...", no capítulo "Limpeza/
em causa, depois de
desinfecção".
desinfetadas.
Veja a nota

Indicação Seleção de acordo com a


folha das peças de for-
mato.

D-03-00190 PO 5. 1. 26
Conversão

Só nas enchedoras de garrafas PET, da série MECAFILL.

1 1 Conversão-/
trabalhos de ajuste
Conversão das estações
de enchimento

2
1 Designação do Tulipas de centragem
componente
03o0058c 03o0060c

2 2 Ponto de
conversão
Válvulas de enchimento

Agente auxiliar Folha das peças de


formato
Pedal de marcha passo a
passo
p0292 p0293
Trabalhos a serem Montar as tulipas de cen-
Nota: executados tragem apropriadas para
os recipientes em causa,
Substituir as tulipas de centragem: depois de desinfetadas.
Modelo 1:
Veja a nota
● Afrouxar a tulipa de centragem com uma
ferramenta especial (1) e desenroscá-la.
● Enroscar a tulipa de centragem (2) apropri-
ada e apertá-la com a ferramenta especial.
Modelo 2:
● Retirar os dois parafusos de fixação e des-
montar a tulipa de centragem.
● Montar as tulipas de centragem apropria- Indicação Seleção de acordo com a
das. folha das peças de for-
● Colocar os parafusos de fixação e apertá- mato.
los.
Limpar/desinfetar as câmpanulas de
centragem desmontadas; controlar as
vedações.
Para a limpeza, veja a seção "Utiliza-
ção de produtos de limpeza e desinfe-
tantes ...", no capítulo "Limpeza/
desinfecção".

D-03-00190 PO 5. 1. 27
Conversão

Só nas enchedoras de garrafas PET, da série SENSOMETIC/VOLUMETIC.

1 2 Conversão-/
trabalhos de ajuste
Conversão das estações
de enchimento

Designação do Tulipas de centragem


componente
03o0248C 495/37c

Nota: Ponto de Válvulas de enchimento


conversão
Substituir as tulipas de centragem:
Modelo 1:
● Retirar os dois parafusos de fixação e des-
Agente auxiliar Folha das peças de
montar a tulipa de centragem.
formato
● Montar a tulipa de centragem apropriada. Pedal de marcha passo a
● Colocar os parafusos de fixação e apertá- passo
los.
Modelo 2: Trabalhos a serem Montar as câmpanulas
executados de centragem apropria-
● Pressionar o botão de bloqueio e, ao
mesmo tempo, retirar a tulipa de centra- das para os recipientes
em causa, depois de
gem, puxando-a para baixo.
desinfetadas.
● Montar a tulipa de centragem apropriada e
pressioná-la até que o botão de bloqueio Veja a nota
engate.
Limpar/desinfetar as câmpanulas de
centragem desmontadas; controlar as
vedações.
Para a limpeza, veja a seção "Utiliza-
ção de produtos de limpeza e desinfe-
Indicação Seleção de acordo com a
tantes ...", no capítulo "Limpeza/
desinfecção". folha das peças de for-
mato.

D-03-00190 PO 5. 1. 28
Conversão

Só nas enchedoras de garrafas PET com unidades de elevação.

1 Conversão-/
trabalhos de ajuste
Conversão das estações
de enchimento

Designação do Chapas de centragem


1 componente
2 3 03o0060ca

2 Ponto de
conversão
Dispositivo de suspensão
de centragem

Agente auxiliar Folha das peças de


formato
Pedal de marcha passo a
passo
03o0248c
Trabalhos a serem Montar as chapas de
Nota: executados centragem apropriadas
para os recipientes em
Substituir as chapas de centragem: causa, depois de desinfe-
Modelo 1: tadas.
● Com uma ferramenta especial (2), soltar o dis-
positivo de bloqueio das chapas de centragem Veja a nota
(3).
● Retirar as chapas de centragem (1), puxando-
as para trás.
● Montar as chapas de centragem apropriadas,
introduzindo-as por trás e empurrando-as até o
batente.
● Aliviar as molas do dispositivo de bloqueio.
Indicação Seleção de acordo com a
Modelo 2: folha das peças de for-
● Retirar os parafusos de fixação e desmontar as
mato.
chapas de centragem.
● Montar as chapas de centragem apropriadas.
● Colocar os parafusos de fixação e apertá-los.
Limpar/desinfetar as chapas de cen-
tragem desmontadas. Para a limpeza,
veja a seção "Utilização de produtos
de limpeza e desinfetantes ...", no
capítulo "Limpeza/desinfecção".

D-03-00190 PO 5. 1. 29
Conversão

Só nas enchedoras de garrafas PET com cilindros elevadores.

Conversão-/ Conversão das estações


trabalhos de ajuste de enchimento

Designação do Chapas de centragem


2 1 componente
03o0290c

Nota: Ponto de Cilindros elevadores


conversão
Substituir as chapas de centragem:
● Pressionar o botão de bloqueio (1) exis-
tente na barra de fixação e, ao mesmo
tempo, retirar a chapa de centragem (2). Agente auxiliar Folha das peças de
formato
● Montar as chapas de centragem apropria-
Pedal de marcha passo a
das.
passo
Limpar/desinfetar as chapas de cen-
tragem desmontadas. Para a limpeza,
Trabalhos a serem Montar as chapas de
veja a seção "Utilização de produtos executados centragem apropriadas
de limpeza e desinfetantes ...", no
para os recipientes em
capítulo "Limpeza/desinfecção".
causa, depois de desinfe-
tadas.
Veja a nota

Indicação Seleção de acordo com a


folha das peças de for-
mato.

D-03-00190 PO 5. 1. 30
Conversão

Só nas enchedoras de latas.

1 2 Conversão-/
trabalhos de ajuste
Conversão das estações
de enchimento
2

2 Designação do Unidades de centragem


3 componente
1 03o0223C
1 3 281/35

Nota: Ponto de Válvulas de enchimento


conversão
Substituir as chapas de centragem:
● Remover os dois parafusos de fixação (1).
Modelo 1: Folha de peças de
• Desmontar a unidade de centragem (3), Agente auxiliar
formato,
puxando-a para baixo juntamente com a Pedal de marcha passo a
chapa de retenção (2). passo
• Montar as unidades de centragem apro-
priadas.
Trabalhos a serem Montar as unidades de
Modelo 2: executados centragem apropriadas
• Retirar a chapa de retenção (2),
para os recipientes em
puxando-a para a frente.
causa, depois de desinfe-
• Retirar a unidade de centragem (3),
tadas.
puxando-a para baixo.
• Montar as unidades de centragem apro- Veja a nota
priadas.
• Montar novamente a chapa de retenção.
● Colocar os parafusos de fixação e apertá-
los.
Limpar/desinfetar as unidades de
centragem desmontadas; controlar as Indicação Seleção de acordo com a
vedações. Para a limpeza, veja a folha das peças de for-
seção "Utilização de produtos de lim- mato.
peza e desinfetantes ...", no capítulo
"Limpeza/desinfecção".

D-03-00190 PO 5. 1. 31
Conversão

Conversão das estações de enchimento - tubos de retorno de ar/tubos de


enchimento, ajuste das sondas, peças distanciadoras
Só nas enchedoras da série MECAFILL/VACUFILL com tubos de retorno de ar.

Conversão-/ Conversão das estações


trabalhos de ajuste de enchimento

Designação do Tubos de retorno de ar


componente
f0536

PET
Ponto de Válvulas de enchimento
conversão

Agente auxiliar Folha das peças de formato


Pedal de marcha passo a passo
Recursos auxiliares para a des-
montagem/montagem

f0537
Trabalhos a serem Montar os tubos de
Nota: executados retorno de ar apropriados
para os recipientes/o pro-
Substituir os tubos de retorno de ar: duto em causa, depois
● Efetuar a desmontagem e montagem dos de desinfetados.
tubos de retorno de ar, servindo-se apenas
Veja a nota
dos recursos auxiliares correspondentes.
● Este capítulo inclui uma explicação de
como utilizar os recursos auxiliares mencio-
nados, na seção "Recursos auxiliares para
os trabalhos de conversão".
Limpar/desinfetar os tubos de retorno
de ar desmontados. Para a limpeza, Indicação Seleção de acordo com a
veja a seção "Utilização de produtos folha das peças de for-
de limpeza e desinfetantes ...", no mato.
capítulo "Limpeza/desinfecção". Guardar sempre os tubos
de retorno de ar desmon-
tados na vertical (em
uma tábua de suporte
com furos apropriados),
para evitar qualquer
deformação da peça de
resguardo.

D-03-00190 PO 5. 1. 32
Conversão

Só nas enchedoras de latas da série MECAFILL.

Conversão-/ Conversão das estações


trabalhos de ajuste de enchimento

Designação do Tubos de retorno de ar


componente
03o0065c

Ponto de Válvulas de enchimento


conversão

1 2
Agente auxiliar Folha das peças de
formato
Pedal de marcha passo a
passo
280/21a
Trabalhos a serem Montar os tubos de
Nota: executados retorno de ar apropriados
para os recipientes/o pro-
Substituir os tubos de retorno de ar: duto em causa, depois
● Com uma chave de parafusos, girar o tubo de desinfetados.
de retorno de ar 90o no lado de encaixe da
Veja a nota
chave (2) e retirá-lo.
● Introduzir o tubo de retorno de ar apropri-
ado com a ponta chanfrada (1) virada para
cima, e girá-lo levemente até engatar.
● Verificar se está bem preso.
Limpar/desinfetar os tubos de retorno
Indicação Seleção de acordo com a
de ar desmontados. Para a limpeza,
veja a seção "Utilização de produtos folha das peças de for-
de limpeza e desinfetantes ...", no mato.
capítulo "Limpeza/desinfecção".

D-03-00190 PO 5. 1. 33
Conversão

Só nas enchedoras da série SENSOMETIC com fecho nos tubos de enchimento/conector


para sonda.

1 1 2 3 Conversão/ Conversão das estações


2 trabalhos de ajuste de enchimento

Designação do Tubos de enchimento


componente
03o0207C 03o0208C

Ponto de Válvulas de enchimento


conversão

Agente auxiliar Folha das peças de for-


mato
Pedal de marcha passo a
passo
360/36a
Trabalhos a serem Montar os tubos de
Nota: executados enchimento apropriados
para os recipientes/o pro-
Substituir os tubos de enchimento: duto em causa, depois
● Pressionar o fecho do tubo de enchimento de desinfetados.
(1) e retirar, simultaneamente, o conector
Veja a nota
da sonda (2).
(Nas enchedoras sem conector para sonda,
basta pressionar o fecho do tubo de enchi-
mento.)
● Prender a alavanca do fecho do tubo por
baixo do conector da sonda (3) e retirar o
tubo de enchimento, puxando-o para
Indicação Seleção de acordo com a
baixo.
folha das peças de for-
● Introduzir o tubo de enchimento apropriado
mato.
até o batente.
No caso de tubos de
● Engatar novamente o fecho do tubo de
enchimento mais longos:
enchimento/conector da sonda.
Deslocar a parte superior
Limpar/desinfetar os tubos de enchi- da enchedora até a altura
mento desmontados. Para a limpeza, máxima (veja a seção
veja a seção "Utilização de produtos "Ajuste da altura da parte
de limpeza e desinfetantes ...", no superior do carrossel", no
capítulo "Limpeza/desinfecção". capítulo "Instruções).

D-03-00190 PO 5. 1. 34
Conversão

Só nas enchedoras da série SENSOMETIC com ajuste das sondas.

Conversão-/ Conversão das estações


trabalhos de ajuste de enchimento

Designação do Sondas das válvulas de


2 componente enchimento

1 Ponto de Traseiras do carrossel


conversão

Agente auxiliar Pedal de marcha passo a


passo

03o0279c

Trabalhos a serem Ajustar as sondas à


Nota: executados altura apropriada para os
recipientes em causa.
Ajuste das sondas:
Veja a nota
● Puxar o botão de bloqueio (1), deslocando-
o, simultaneamente, para cima ou para
baixo.
Para os ajustes, veja a folha das peças de
formato.
● Deixar o botão de bloqueio engatar no res-
pectivo entalhe da chapa de conexão (2).
Ajustar a altura das sondas, obrigato-
riamente, antes de o novo tipo de reci- Indicação Seleção de acordo com a
pientes entrar na máquina, a fim de folha das peças de for-
evitar qualquer danificação das son- mato.
das.

D-03-00190 PO 5. 1. 35
Conversão

Só nas enchedoras da série VACUFILL com peças distanciadoras.

Conversão-/ Conversão das estações


trabalhos de ajuste de enchimento

2 Designação do Peças distanciadoras


componente
P0340

Nota: Ponto de Válvulas de enchimento


conversão
Substituir as peças distanciadoras:
● Desmontar a borracha de vedação (2) e a
peça distanciadora (1) do tubo da válvula
de enchimento. Agente auxiliar Folha das peças de
formato
● Examinar a borracha de vedação.
Pedal de marcha passo a
● Montar novamente a peça distanciadora passo
apropriada e a borracha de vedação (se
não estiver danificada) no tubo e empurrá-
Trabalhos a serem Montar as peças distanci-
las para cima até o batente. executados adoras/borrachas de
Limpar/desinfetar as peças distancia- vedação apropriadas
doras/borrachas de vedação desmon- para os recipientes em
tadas. Para a limpeza, veja a seção causa, depois de desinfe-
"Utilização de produtos de limpeza e tadas.
desinfetantes ...", no capítulo "Lim-
peza/desinfecção". Veja a nota

Indicação Seleção de acordo com a


folha das peças de for-
mato.

D-03-00190 PO 5. 1. 36
Conversão

Conversão para o serviço de enchimento ou


para o serviço de limpeza CIP
Instruções de segurança/Indicações para a conversão para o serviço de
enchimento ou para o serviço de limpeza CIP
● É imprescindível observar:
• as instruções de segurança KRONES
• o capítulo "Segurança"
• as instruções de segurança/indica-
ções existentes no início dos capítulos
● Em casos de emergência:
Pressionando o botão de PARADA DE
EMERGÊNCIA, é possível fechar imediata-
mente todas as válvulas de drenagem aci-
onadas automaticamente.

● Quando se utilizam capas de lavagem, sendo


necessário:
• Ajustar a altura da parte superior do carrossel à
altura das capas de lavagem (se for montado ape-
nas um jogo).
• Montar as capas de lavagem de acordo com a
altura da parte superior do carrossel (se forem mon-
tados vários jogos).
• Desmontar as estrelas/arcos existentes na zona de
entrada/saída da máquina, para possibilitar a circu-
lação das capas de lavagem.

D-03-00190 PO 5. 1. 37
Conversão

Montar / desmontar as capas de lavagem

Só nas enchedoras de garrafas com capas de lavagem ajustadas.

Conversão-/ Conversão das estações


trabalhos de ajuste de enchimento

Designação do Capas de lavagem


componente
p0302e p0302c

Nota: Ponto de Traseiras do carrossel


conversão
Sendo necessário, desmontar as
estrelas/arcos existentes na zona de
entrada/saída da máquina, para pos-
sibilitar a circulação das capas de Agente auxiliar Folha das peças de for-
lavagem. mato, carro para as capas
de lavagem, pedal de mar-
Montagem das capas de lavagem: cha passo a passo
● Sendo necessário, ajustar a altura da parte
superior do carrossel à altura das capas de Trabalhos a serem Para a conversão do
lavagem. executados ● serviço de enchimento
● Descarregar o ar comprimido dos cilindros para o serviço CIP,
elevadores, na unidade de manutenção cor- montar as capas de
respondente. lavagem;
● Nas máquinas com dispositivo de reposição ● serviço CIP para o
dos cilindros elevadores, movimentar o car- serviço de enchi-
rossel meia volta com o pedal de marcha mento, desmontar as
passo a passo. capas de lavagem.
● Montar as capas de lavagem. Veja a nota
(Se as capas de lavagem forem de duas
peças: Montar primeiro a parte superior e,
depois, a parte inferior.) Indicação Para a montagem/des-
● Deslocar os cilindros elevadores para cima. montagem das capas de
(Abrir a alimentação de ar comprimido e lavagem, movimentar a
ajustar a pressão correta para os cilindros caldeira de produto com
elevadores.) o pedal de marcha passo
a passo.
Desmontagem das capas de lavagem:
● A desmontagem é efetuada pela ordem
inversa.

D-03-00190 PO 5. 1. 38
Conversão

Só nas enchedoras de garrafas com capas de lavagem suspensas.

1 2 Conversão-/
trabalhos de ajuste
Conversão das estações
de enchimento

Designação do Capas de lavagem


componente
307/25 153/6a

Nota: Ponto de Traseiras do carrossel


conversão
Sendo necessário, desmontar as
estrelas/arcos existentes na zona de
entrada/saída da máquina, para pos-
sibilitar a circulação das capas de Agente auxiliar Folha das peças de for-
lavagem. mato, carro para as capas
de lavagem, pedal de mar-
Modelo 1: cha passo a passo
Montagem das capas de lavagem:
● Pressionar as capas de lavagem e girá-las,
Trabalhos a serem Para a conversão do
simultaneamente, para a esquerda até o executados ● serviço de enchimento
batente.
para o serviço CIP,
Desmontagem das capas de lavagem: montar as capas de
● Girá-las para a direita. lavagem;
● serviço CIP para o
Modelo 2: serviço de enchi-
Montagem das capas de lavagem: mento, desmontar as
● Pressionar as capas de lavagem e girá-las, capas de lavagem.
simultaneamente, para a direita até o Veja a nota
batente.
Desmontagem das capas de lavagem:
● Girá-las para a esquerda. Indicação Para a montagem/des-
montagem das capas de
lavagem, movimentar a
caldeira de produto com
o pedal de marcha passo
a passo.

D-03-00190 PO 5. 1. 39
Conversão

Só nas enchedoras da série VACUFILL com capas de lavagem suspensas.

Conversão-/ Conversão das estações


trabalhos de ajuste de enchimento

Designação do Capas de lavagem


1 componente
P0342 P0343

Nota: Ponto de Traseiras do carrossel


conversão
Sendo necessário, desmontar as
estrelas/arcos existentes na zona de
entrada/saída da máquina, para pos-
sibilitar a circulação das capas de Agente auxiliar Folha das peças de for-
lavagem. mato, carro para as capas
de lavagem, pedal de mar-
Montagem das capas de lavagem: cha passo a passo
● Pressioná-las até que a mola engate na
ranhura (1). Trabalhos a serem Para a conversão do
Desmontagem das capas de lavagem: executados ● serviço de enchimento
● Girá-las até que a mola desengate. para o serviço CIP,
montar as capas de
lavagem;
● serviço CIP para o
serviço de enchi-
mento, desmontar as
capas de lavagem.
Veja a nota

Indicação Para a montagem/des-


montagem das capas de
lavagem, movimentar a
caldeira de produto com
o pedal de marcha passo
a passo.

D-03-00190 PO 5. 1. 40
Conversão

Só nas enchedoras de recipientes PET.

1 2 Conversão-/
trabalhos de ajuste
Conversão das estações
de enchimento

Designação do Capas de lavagem


componente
322/28b 322/28d

Nota: Ponto de Traseiras do carrossel


conversão
● Sendo necessário, desmontar as
estrelas/arcos existentes na zona
de entrada/saída da máquina, para
possibilitar a circulação das capas Agente auxiliar Folha das peças de for-
de lavagem. mato, carro para as capas
Em máquinas com unidades de ele- de lavagem, pedal de mar-
cha passo a passo
vação pneumáticas:
● Antes da montagem das capas de
lavagem, descarregar o ar compri- Trabalhos a serem Para a conversão do
mido das unidades de elevação e executados ● serviço de enchimento
das válvulas de enchimento, nas para o serviço CIP,
unidades de manutenção corres- montar as capas de
pondentes. lavagem;
● Como medida de segurança, blo- ● serviço CIP para o
quear os registros de vedação das serviço de enchi-
unidades de manutenção com mento, desmontar as
cadeados. capas de lavagem.
● Após a montagem, pressurizar Veja a nota
novamente as unidades de manu-
tenção/válvulas de enchimento.
Montagem das capas de lavagem: Indicação Para a montagem/des-
montagem das capas de
Modelo 1:
lavagem, movimentar a
● Introduzir as capas de lavagem com o
caldeira de produto com
bordo inferior nas chapas de centragem.
o pedal de marcha passo
Modelo 2: a passo.
● Assentar as capas de lavagem com o perno
nas chapas de centragem.
Desmontagem das capas de lavagem:
● A desmontagem é efetuada pela ordem
inversa.

D-03-00190 PO 5. 1. 41
Conversão

Só nas enchedoras de latas da série MECAFILL.

Conversão-/ Conversão das estações


trabalhos de ajuste de enchimento

Designação do Capas de lavagem


componente
03o0065c

Ponto de Traseiras do carrossel


conversão

Agente auxiliar Folha das peças de for-


mato, carro para as capas
de lavagem, pedal de mar-
cha passo a passo

280/22 280/24
Trabalhos a serem Para a conversão do
Nota: executados ● serviço de enchimento
para o serviço CIP,
Sendo necessário, desmontar as montar as capas de
estrelas/arcos existentes na zona de lavagem;
entrada/saída da máquina, para pos- ● serviço CIP para o
sibilitar a circulação das capas de serviço de enchi-
lavagem. mento, desmontar as
Montagem das capas de lavagem: capas de lavagem.
● Engatar as capas de lavagem com os dois Veja a nota
grampos nas ranhuras previstas para esse
fim.
Indicação Para a montagem/des-
Desmontagem das capas de lavagem:
montagem das capas de
● Desmontar as capas de lavagem, pressio- lavagem, movimentar a
nando os grampos. caldeira de produto com
o pedal de marcha passo
a passo.

D-03-00190 PO 5. 1. 42
Conversão

Só nas enchedoras de latas da série VOLUMETIC.


Montar/desmontar as capas de lavagem manualmente.

Conversão-/ Conversão das estações


trabalhos de ajuste de enchimento
1

1 Designação do Capas de lavagem


componente Came de elevação das
03o0065c 03o0013c tulipas

Nota: Ponto de Traseiras do carrossel


conversão Caixa de comando
Sendo necessário, desmontar as
estrelas/arcos existentes na zona de
entrada/saída da máquina, para pos-
sibilitar a circulação das capas de Agente auxiliar Folha das peças de for-
lavagem. mato, carro para as capas
de lavagem, pedal de mar-
Montagem das capas de lavagem: cha passo a passo
● Sendo necessário, deslocar a parte superior do
carrossel para uma posição mais alta.
● Selecionar o programa "Posição inicial" na ima- Trabalhos a serem Para a conversão do
gem "Seleção de programa". executados ● serviço de enchimento
● Selecionar "Ajuste da altura, manual" no menu para o serviço CIP,
"Seleção de imagem". montar as capas de
● Baixar apenas o came de elevação das tulipas lavagem;
para a posição de limpeza CIP. ● serviço CIP para o
Para isso, pressionar a superfície de comutação serviço de enchi-
correspondente na imagem "Ajuste da altura, mento, desmontar as
manual" e mantê-la pressionada.
capas de lavagem.
O came de elevação das tulipas pára automati-
camente, assim que a altura correta for alcan- Veja a nota
çada.
● Pressionar as capas de lavagem e girá-las,
simultaneamente, para a direita até o Indicação Para a montagem/des-
batente do dispositivo de bloqueio (1).
montagem das capas de
Desmontagem das capas de lavagem: lavagem, movimentar a
● Selecionar o programa "Posição inicial", depois caldeira de produto com
de concluída a limpeza. o pedal de marcha passo
● Desmontar as capas de lavagem. a passo.
● Subir novamente o came de elevação das tuli-
pas.
(Voltar a colocar no serviço de enchimento
como acima descrito.)

D-03-00190 PO 5. 1. 43
Conversão

Só nas enchedoras de latas da série VOLUMETIC.


Introduzir/recolher as capas de lavagem automaticamente (equipamento especial).

Conversão-/ Conversão das estações


trabalhos de ajuste de enchimento

Designação do Capas de lavagem


componente
##

Nota: Ponto de Caixa de comando


conversão
Sendo necessário, desmontar as
estrelas/arcos existentes na zona de
entrada/saída da máquina, para pos-
sibilitar a circulação das capas de Agente auxiliar ____________________
lavagem.
Introduzir as capas de lavagem:
● Sendo necessário, deslocar a parte supe-
rior do carrossel para uma posição mais Trabalhos a serem Para a conversão do
alta. executados ● serviço de enchimento
● Ativar o programa "Introduzir capas CIP" na
para o serviço CIP,
imagem "Seleção de programa".
introduzir as capas de
A parte superior do carrossel gira automati-
lavagem,
camente até que todas as capas de lava-
● serviço CIP para o
gem tenham sido introduzidas.
Em seguida, o came de elevação das tuli- serviço de enchi-
mento, recolher as
pas desce automaticamente para a posição
de limpeza CIP. capas de lavagem.
A introdução das capas e o seu término são Veja a nota
indicados no monitor de contato através de
uma mensagem correspondente.
Recolher as capas de lavagem: Indicação ____________________
● Ativar o programa "Recolher capas CIP".
A recolha das capas e o seu término se
realizam pela ordem inversa da introdução.

D-03-00190 PO 5. 1. 44
Conversão

Só nas capas de lavagem com recondução de líquido.

1 1 Conversão-/
trabalhos de ajuste
Conversão das estações
de enchimento

Designação do Capas de lavagem


componente
03o0289c 03o0187c

2 Ponto de
conversão
Traseiras do carrossel

Agente auxiliar Folha das peças de for-


mato, carro para as capas
de lavagem, pedal de mar-
cha passo a passo

03o0289
Trabalhos a serem Para a conversão do
Nota: executados ● serviço de enchimento
para o serviço CIP,
Sendo necessário, desmontar as montar as capas de
estrelas/arcos existentes na zona de lavagem;
entrada/saída da máquina, para pos- ● serviço CIP para o
sibilitar a circulação das capas de serviço de enchi-
lavagem. mento, desmontar as
Montagem das capas de lavagem: capas de lavagem.
● Pressionar as capas de lavagem e girá-las, Veja a nota
simultaneamente, para a direita até o
batente.
Modelo 1: Indicação Para a montagem/des-
● Montar a tina coletora para o circuito CIP. montagem das capas de
● Conectar o tubo de retorno da tina coletora lavagem, movimentar a
ao tubo de refluxo do sistema CIP. caldeira de produto com
Modelo 2: o pedal de marcha passo
● Conectar os tubos de retorno das capas de a passo.
lavagem ao canal do sistema CIP.
Desmontagem das capas de lavagem:
● A desmontagem é efetuada pela ordem
inversa.

D-03-00190 PO 5. 1. 45
Conversão

Conversão do sistema de tubulação

Conversão/ Conversão do sistema de


trabalhos de ajuste tubulação

Designação do Válvulas da tubulação


componente
M0061

Ponto de Sistema de tubulação


conversão

Agente auxiliar Esquema de tubulações/


botão do programa

A0003C
Trabalhos a serem Colocar as válvulas da
Nota: executados tubulação na posição
necessária para a fase
Sistema de tubulação de conversão manual de serviço.
● Ajustar as válvulas manualmente para a
fase de serviço.

Sistema de tubulação de comutação auto-


mática
Equipamento especial
● Ajustar o sistema de tubulação para a fase
de serviço, por meio do botão do programa
ou Indicação Fases de serviço, p. ex.
serviço de enchimento,
● chamar esses programas através de um serviço CIP.
comando externo, p. ex. através do
comando do sistema CIP.

D-03-00190 PO 5. 1. 46
Conversão

Existentes dependendo do equipamento da máquina.


.

Conversão-/ Conversão do sistema de


trabalhos de ajuste tubulação

Designação do Registro esférico na


componente tampa da caldeira
03o0188c

Nota: Ponto de Tampa da caldeira


conversão
Para a produção: Abrir o registro por com-
pleto
● A caldeira do produto pode ser, agora,
limpa com gás. Agente auxiliar ____________________
● O registro tem de estar sempre totalmente
aberto, durante a produção.
Não ajustar o débito de gás da caldeira do
produto com o registro, mas com a válvula
de regulação da conexão do gás. Trabalhos a serem ● Para a produção:
executados Abrir o registro por
Para a limpeza CIP: Fechar o registro e
completo.
abri-lo apenas em caso de necessidade
● Para a limpeza CIP:
● Para o ciclo de limpeza CIP, o Fechar o registro e
registro deveria estar fechado, abri-lo apenas em
para se evitar a saída de líquido. caso de necessidade.
● O registro só deveria ser aberto, Veja a nota
quando se pretende limpar a tubu-
lação e o próprio registro com líqui-
dos de lavagem.
Indicação ____________________

D-03-00190 PO 5. 1. 47
Conversão

Recursos auxiliares para os trabalhos de conversão

Folha das peças de formato


A folha de peças de formato indica
● onde devem ser montadas as diversas peças
de conversão,
● quais os ajustes a serem efetuados,
a fim de se efetuar a conversão da máquina para
um determinado tipo de recipientes.

F0267 Para tal, se encontra na folha de peças de for-


mato:
Uma legenda
● com dados do tipo de recipientes, ao qual per-
tence a folha de peças de formato,
● com dados sobre o produto a ser engarrafado,
● com dados sobre as peças/trabalhos de con-
versão para as estações de enchimento,
● com outras informações pertinentes.

Uma planta da máquina


● com os componentes do jogo de peças de
guia,
● com a posição exata das peças de formato,
● com o número de cada uma das peças de for-
mato.

As folhas de peças de formato


● são plastificadas e fornecidas juntamente com
a máquina.
● se encontram, adicionalmente, na documen-
tação de peças de reposição.

● Existe uma folha de peças de formato


separada para cada tipo de recipien-
tes.
● Utilize a folha de peças de formato
pertencente ao tipo de recipientes em
causa.

D-03-00190 PO 5. 1. 48
Conversão

Carro de peças de conversão para as peças


de guia, equipamento especial
● Os jogos de peças de guia podem ser guarda-
dos em carros de peças de conversão apro-
priados.

● Não deixar que os produtos de lim-


peza e desinfetantes sequem nas
peças de guia.
● Antes de guardar as peças, enxaguá-
281/42 las minuciosamente com água.

Carro de peças de conversão para as capas


de lavagem
(equipamento especial)
● As capas de lavagem podem ser guardadas
em carros de peças de conversão apropria-
dos.
● Na parte inferior do carro, há uma prateleira
para outras peças.

P0303a

Pedal portátil de marcha passo a passo


● É utilizado para a desmontagem e montagem
das peças de conversão no carrossel, como p.
ex. as capas de lavagem.
● Com este pedal, é possível movimentar o
carrossel passo a passo durante os trabalhos
de conversão.
● O pedal de marcha passo a passo está
disposto em uma das portas de proteção do
F0550
carrossel.
● Para mais informações, veja o capítulo
"Elementos de comando".

Nas máquinas de modelos especiais,


estão instalados interruptores de chave
em vez de pedais de marcha passo a
passo.

D-03-00190 PO 5. 1. 49
Conversão

Plaquetas nas válvulas da tubulação


● As válvulas da tubulação estão marcadas
com plaquetas.
● Cada uma das válvulas da tubulação possui
um número próprio.
● Estes números também são indicados nos
esquemas de tubulações (na seção 4 da
documentação de peças de reposição) e na
tabela de válvulas (na “Descrição dos progra-
143/20
mas de serviço e de limpeza”).
● Ajustar as válvulas com base nesse esquema
de tubulações.

Nas máquinas cujas válvulas do sistema


de tubulação são acionadas pneumati-
camente, o ajuste das válvulas se rea-
liza automaticamente através do botão
do programa ou por meio de um
comando externo e dos respectivos pro-
gramas.

D-03-00190 PO 5. 1. 50
Conversão

Só nas enchedoras da série MECAFILL/VACUFILL com tubos de retorno de ar.

Ferramenta de montagem/desmontagem dos


tubos de retorno de ar
1
1. Lado superior para a desmontagem dos tubos
de retorno de ar
2. Punho
2 3 3. Alavanca de retenção
4. Lado inferior para a montagem dos tubos de
retorno de ar
4 Desmontagem dos tubos de retorno de ar:
03o0123c
z Levantar a tulipa de centragem (5) e aplicar o
lado superior da ferramenta no tubo de
retorno de ar, a direito.
z Pressionar a alavanca de retenção para fixar
o tubo de retorno de ar.
z Desmontar o tubo de retorno de ar (6),
5
puxando-o para baixo a direito.
Montagem dos tubos de retorno de ar:
6
z Segurar a ferramenta com o lado inferior vol-
tado para cima.
z Introduzir o tubo de retorno de ar no orifício
da ferramenta.
153/7a
z Levantar a tulipa de centragem (5) e aplicar a
ferramenta com o tubo de retorno de ar (6)
pela parte de baixo, a direito.
z Pressionar o tubo de retorno de ar até que
engate.
Verificar se os tubos de retorno de ar
estão corretamente engatados.

D-03-00190 PO 5. 1. 51
Conversão

Só nas enchedoras da série MECAFILL/VACUFILL com tubos de retorno de ar.

Extrator para tubos de retorno de ar


(Equipamento especial)
6 5 4 3 2 1 1. Botão de acionamento
2. Punho
3. Parafuso de fixação do punho
4. Dispositivo de fixação da peça distanciadora
5. Tubo com garras interiores
50
6. Peça distanciadora
40
7. Escala para o ajuste da peça distanciadora
30
8. Parafuso de fixação da peça distanciadora
20
9. Conexão de ar comprimido
10

7 8 9
03o0124c

Ajustar a peça distanciadora de acordo com os


Exemplo: Medida "B" = 70mm
tubos de retorno de ar
z Determinar a medida "B" dos tubos de retorno
50
de ar (veja a folha de peças de formato na
70-50=20 40 documentação de peças de reposição),
30 z subtrair 50mm à medida "B",
20
z deslocar a peça distanciadora para cima no
valor correspondente à diferença (veja o
10
exemplo).

03o0124ca

Desmontagem dos tubos de retorno de ar


2 z Certificar-se de que a peça distanciadora está
ajustada à altura correta,
z levantar a tulipa de centragem e aplicar o
1 50
extrator a direito, pela parte de baixo (1),
40

30 z pressionar o botão de acionamento uma vez


20

10
(o tubo de retorno de ar é, agora, extraído) e
voltar a soltá-lo (2).

03o0122ca

D-03-00190 PO 5. 1. 52
Índice

Capítulo Defeitos durante


o funcionamento
Enchedora

1 Observação prévia

Informações de segurança e fontes de perigo na


2 ocorrência de perturbações

3 Paralisar a máquina e prevenir contra um possível rear-


ranque

4 Indicações de defeitos
4 Lâmpadas piloto
7 Mensagens de erro

8 Situação de defeito
8 A máquina não funciona ou pára
9 Os recipientes não são transportados ou transferidos correta-
mente
10 Defeitos nas máquinas em bloco
11 Defeitos na placa de lubrificação central
12 Defeitos no sistema de lubrificação central
14 A intervalos regulares há recipientes mal cheios
17 Recipientes mal cheios em geral
20 A enchedora funciona com um rendimento baixo, mas não com
um rendimento alto
21 Defeitos no sistema CIP
23 Defeitos na regulação do nível de enchimento
24 Defeitos no ajuste da altura
26 Constante queda de pressão (só nas enchedoras que trabalham
sob pressão)
27 Defeitos na bomba de vácuo (só nas máquinas com bomba de
vácuo)

D-03-00109 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT


Defeitos durante o funcionamento

Defeitos durante o funcionamento

Observação prévia

Nesta parte das instruções de serviço estão descritas as possíveis soluções para eventuais erros ou
perturbações que os próprios funcionários do cliente possam reparar (operador, eletricista, ferramen-
teiro).

Neste capítulo encontram-se


● Informações de segurança e fontes de perigo na ocorrência de perturbações
● uma lista dos indicadores de falhas
● uma lista das situações das falhas.

Favor atentar para que:


Caso surja um problema que não possa ser solucionado com o auxílio das informações aqui
mencionadas, favor entrar em contato com o nosso departamento de assistência técnica.

D-03-00109 PO 1
Defeitos durante o funcionamento

Informações de segurança e fontes de perigo na


ocorrência de perturbações

● Os trabalhos de eliminação de perturbações para os quais os operadores não tenham sido


treinados, estão reservados ao pessoal especializado!
● Ao ser detectada a perturbação:
• Paralizar a máquina.
• Posicionar o interruptor de liberação para manutenção em "O".
Se não existir, posicionar o interruptor principal em "O".
Assegurar o interruptor contra uma possível reconexão.
● Atentar para as instruções de segurança KRONES.

D-03-00109 PO 2
Defeitos durante o funcionamento

Paralisar a máquina e prevenir contra um possível


rearranque

p.ex. antes
● manutenção
● reparos
● lubrificação
● trabalhos de conversão
em
● defeitos

Em máquinas com interruptor de liberação


1 2 para manutenção
O interruptor coloca apenas o aciona-
mento sem tensão, não a máquina toda.
1. Colocar o interr. de liberação para
manutenção em "0".
2. Travar o interruptor com um cadeado (trancar,
retirar a chave e levá-la consigo).

E1215a M0186a

3. Controlar se a lâmpada de controle "liberação


3 4 para manutenção" está acesa.
4. Quando sim, efetuar os trabalhos.
Quando não, não iniciar os trabalhos de
manutenção de forma alguma e sim
inspecionar primeiro os componentes
de liberação para manutenção (ver capí-
tulo "DEFEITOS DURANTE O FUN-
CIONAMENTO").
A0002C M0187a

Em máquinas sem interruptor de liberação


1 2 para manutenção
1. Colocar o interruptor principal na posição "0".
2. Travar o interruptor com um cadeado (trancar,
retirar a chave e levá-la consigo).

M0189a M0188a

D-03-00109 PO 3
Defeitos durante o funcionamento

Indicações de defeitos

Lâmpadas piloto

Lâmpada piloto "tensão de comando" não acende.

Causa possível Ajuda possível

O interruptor principal está em "O". Colocar o interruptor principal em "I".

O fusível da alimentação de corrente desconec- Examinar o fusível e reconectá-lo.


tou.

Botão luminoso/lâmpada piloto "Reset" aceso/acesa

Causa possível Ajuda possível

Ocorreu uma perturbação, cuja eliminação terá Eliminar o defeito, pressionar o botão de reset.
de ser confirmada com o botão de reset.

D-03-00109 PO 4
Defeitos durante o funcionamento

O interruptor de liberação para manutenção está em "O", mas a lâmpada piloto "Liberação
de manutenção" não acende

Causa possível Ajuda possível

O interruptor principal está em "O". Colocar o interruptor principal em "I".

Lâmpada piloto defeituosa. Substituir a lâmpada piloto.

Defeito no interruptor de liberação para manu- Examinar o interruptor de liberação para manu-
tenção. tenção e o respectivo contator.
Defeito no contator de PARADA DE EMER- Caso necessário, substituir o contator em
GÊNCIA. causa.
Defeito nos contatores do motor.
Só colocar a máquina em funciona-
mento se o interruptor de liberação para
manutenção estiver em ordem.

D-03-00109 PO 5
Defeitos durante o funcionamento

O botão luminoso de um programa pisca


(só nas máquinas com botões luminosos para os programas)

Causa possível Ajuda possível

As válvulas pneumáticas do sistema de tubula- Comutar as válvulas para AUTO.


ção não estão todas comutadas para AUTO.

Depois do processo de comutação, as válvulas Verificar


pneumáticas do sistema de tubulação não ● os contatos elétricos
ficam todas na posição correta. ● os tubos e conexões pneumáticos

D-03-00109 PO 6
Defeitos durante o funcionamento

Mensagens de erro

As perturbações detectadas pelo comando como tais, são visualizadas no indicador de


texto ou no monitor (dependendo do equipamento da màquina).
Ao procurar localizar a causa de uma perturbação, oriente-se pelo texto indicado.
As indicações desaparecem novamente, assim que o defeito seja eliminado. Antes disso,
algumas das perturbações têm de ser obrigatoriamente confirmadas com o botão de reset.

D-03-00109 PO 7
Defeitos durante o funcionamento

Situação de defeito

A máquina não funciona ou pára

A máquina não funciona

Causa possível Ajuda possível

Interruptor está em "O". Comprovar o motivo, colocar interruptor em "I".

Os dispositivos de proteção da máquina foram Observar as indicações de texto e dos dispositi-


ativados. vos de controle.

O interruptor de reparação do acionamento Verificar o motivo, desbloquear o interruptor.


principal foi acionado.

O freio do acionamento principal não se solta. Verificar o motivo, mandar eliminar o defeito.

O interruptor de liberação para manutenção Verificar o motivo, colocar o interruptor em "I".


está em "O".

D-03-00109 PO 8
Defeitos durante o funcionamento

Os recipientes não são transportados ou transferidos corretamente

Os recipientes avançam agitadamente ou tombam

Causa possível Ajuda possível

As tiras de desgaste, as placas de transferência Substituir as peças desgastas.


ou as peças de formato estão desgastas.

Ao efetuar a conversão, foram montadas peças Montar as peças de formato corretas.


de formato erradas.

Estrela de entrada desajustada. Mandar ajustar a estrela corretamente por um


técnico especializado.

A transferência dos recipientes da rosca de entrada para a estrela de entrada ou da estrela


de entrada para o carrossel não funciona

Causa possível Ajuda possível

Os pontos de transferência estão desajustados. Mandar corrigir o ajuste por um técnico especi-
alizado.

A altura das placas de transferência entre si e Ajustar a altura; para tal, veja o capítulo "Manu-
em relação às estações de enchimento está tenção".
errada.

D-03-00109 PO 9
Defeitos durante o funcionamento

Defeitos nas máquinas em bloco

Não é possível acoplar o acoplamento pneumático

Causa possível Ajuda possível

Está ajustado um valor demasiado elevado para Ajustar um valor mais baixo para a pressão do
a pressão do ar do acoplamento pneumático. ar.

D-03-00109 PO 10
Defeitos durante o funcionamento

Defeitos na placa de lubrificação central

Não é possível introduzir graxa no niple de lubrificação ou só se consegue fazê-lo com


muita dificuldade.

Causa possível Ajuda possível

Ponto de lubrificação ou tubulação de lubrifica- Mandar localizar e eliminar o bloqueio por um


ção bloqueada. técnico especializado.

A graxa é introduzida com extrema facilidade

Causa possível Ajuda possível

Ruptura no conduto de lubrificante ou vedação Encarregar um técnico especializado de locali-


do respectivo mancal defeituosa. zar e eliminar a fuga.

A conexão da engraxadeira para o niple de Utilizar uma peça de conexão adequada.


lubrificação não serve e sai graxa pela junta.

D-03-00109 PO 11
Defeitos durante o funcionamento

Defeitos no sistema de lubrificação central

O botão "Reset lubrificação central" está aceso, o processo de lubrificação foi interrompido
ou não foi concluído
Eliminar os defeitos, se possível, imediatamente, o mais tardar, contudo, após 10
horas de serviço

Causa possível Ajuda possível

Excesso de pressão devido ao bloqueio de um Controlar se o manômetro indica um excesso


distribuidor, de um conduto ou de um ponto de de pressão (aprox. 180 bar).
lubrificação. Em caso afirmativo, encarregar um técnico
especializado de procurar o bloqueio sistemati-

Falta de graxa no recipiente de lubrificante Controlar e reencher,


veja o capítulo "Instruções de lubrificação"

O pino de controle ou o interruptor do distribui- Encarregar um técnico especializado de os exa-


dor KS estão defeituosos. minar e reparar.

O tempo de controle do sistema de lubrificação Verificar se o pino de controle e o interruptor do


central é demasiado curto. distribuidor KS trabalham corretamente.
Em caso afirmativo, encarregar um técnico
especializado de ajustar o tempo de controle.

Fuga no sistema de lubrificação. Verificar se o pino de controle e o interruptor do


distribuidor KS trabalham corretamente.
Em caso afirmativo, encarregar um técnico
especializado de localizar e eliminar a fuga.

Ar no sistema de lubrificação. Encarregar um técnico especializado de eva-


cuar o ar dos tubos, dos distribuidores e do reci-
piente de lubrificante. Encher o recipiente de
lubrificante com graxa, somente através do
niple de lubrificação.

D-03-00109 PO 12
Defeitos durante o funcionamento

Acumulação de graxa na área dos condutos de lubrificante

Causa possível Ajuda possível

Ruptura no conduto de lubrificante ou vedação Encarregar um técnico especializado de locali-


do respectivo mancal defeituosa. zar e eliminar a fuga.

A lubrificação não é ativada e também não é possível ativá-la manualmente

Causa possível Ajuda possível

O acionamento não está ligado. Ligá-lo.

O interruptor de reparação da bomba foi acio- Verificar o motivo, desbloquear o interruptor.


nado.

Defeito no sistema elétrico. Chamar um eletricista.

D-03-00109 PO 13
Defeitos durante o funcionamento

A intervalos regulares há recipientes mal cheios.

Algumas das válvulas de enchimento não trabalham corretamente

Causa possível Ajuda possível

Erro mecânico no órgão de enchimento Verificar (dependendo do modelo)


● a vedação das válvulas,
● o tubo de retorno de ar ou o tubo de enchi-
mento

A suspensão da campânula de centragem está tor- Endireitar a suspensão


cida, o sensor de GarPres não detecta a estação de
enchimento
(só nas máquinas com campânulas de centragem).

Vedação da campânula ou da unidade de cen- Substituir a vedação.


tragem defeituosa (dependendo do equipa-
mento da máquina).

As válvulas de líquido não abrem. Reparar as válvulas de líquido.

D-03-00109 PO 14
Defeitos durante o funcionamento

Erro no comando KRONES da enchedora (só nas máquinas com válvulas de enchimento
comandadas eletropneumaticamente; SENSOMETIC, VOLUMETIC).

Causa possível Ajuda possível

Os parâmetros não estão ajustados corretamente no Veja as instruções "Comando KRONES da


comando KRONES da enchedora; p. ex., os parâ- enchedora ...", no capítulo "Instruções".
metros da
● fase de enchimento
● pausa de enchimento

Sistema pneumático de alguns dos órgãos de Verificar


enchimento defeituoso. ● conexões, tubulações,
● membranas,
● válvulas magnéticas, cilindros principais

Curto-circuito na sonda Verificar


● conexões elétricas,
● isolamento

Defeitos nas válvulas ou nas corrediças das válvulas de enchimento (só nas máquinas com
válvulas de enchimento comandas mecanicamente; MECAFILL).

Causa possível Ajuda possível

As válvulas, p. ex. de gás, vácuo, descarga, não Substituir as vedações.


vedam (dependendo do equipamento da
máquina).

As molas das corrediças das válvulas estão Substituir as molas.


quebradas.

D-03-00109 PO 15
Defeitos durante o funcionamento

Causa possível Ajuda possível

Os bocais de descarga estão entupidos. Remover a obstrução.

D-03-00109 PO 16
Defeitos durante o funcionamento

Recipientes mal cheios em geral

Defeitos em peças que afetam todas as válvulas de enchimento

Causa possível Ajuda possível

Nos reguladores da caixa de comando, foram Ajustar os valores corretos; para tal, veja os
ajustados valores errados, p. ex., para capítulos "Dados técnicos" e "Elementos de
● o nível de enchimento da caldeira de produto comando".
● as pressões do gás

Nos reguladores mecânicos foram ajustados Ajustar os valores corretos; para tal, veja os
valores errados, p. ex., para capítulos "Dados técnicos" e "Elementos de
● o ar de trabalho comando".

Foi ajustado um rendimento demasiado elevado veja "A enchedora funciona com um rendimento
baixo, mas não com um rendimento alto"

Nas válvulas de enchimento foram montadas as Montar as peças adequadas; para tal, veja o
peças de conversão erradas, p. ex. capítulo "Conversão".
● câmpanulas de centragem

A parte superior do carrossel foi ajustada com a Ajustar a parte superior do carrossel correta-
altura errada. mente, para tal, veja o capítulo "Conversão".

Nas máquinas com válvulas manuais no sis- Colocar as válvulas do sistema de tubulação
tema de tubulação: em "Produção".
As válvulas do sistema de tubulação não estão
na posição de "Produção".

Nas máquinas com válvulas automáticas no Comutar todas as funções para "AUTO".
sistema de tubulação:
As válvulas do sistema de tubulação não foram
comutadas para "AUTO".

D-03-00109 PO 17
Defeitos durante o funcionamento

Causa possível Ajuda possível

Nas máquinas com bomba de vácuo veja a seção "Defeitos na bomba de vácuo",
neste capítulo.

Os parâmetros não estão ajustados corretamente no Veja as instruções "Comando KRONES da


comando KRONES da enchedora; p. ex., os parâ- enchedora ...", no capítulo "Instruções".
metros da
● fase de enchimento
● pausa de enchimento

D-03-00109 PO 18
Defeitos durante o funcionamento

Defeito nos dispositivos de comando das válvulas de enchimento (só nas máquinas com
válvulas de enchimento comandadas mecanicamente; MECAFILL)

Causa possível Ajuda possível

Os cames de comando estão desgastos. Substituir os cames de comando degastos.

Defeitos nas válvulas magnéticas dos cilindros Verificar o funcionamento mecânico e a alimen-
pneumáticos dos suportes de comando ou dos tação de corrente (fusíveis, bobinas) das válvu-
cames de comando. las magnéticas e substituir as peças
defeituosas.

Cilindro pneumático dos suportes de comando Substituir as peças defeituosas.


ou dos cames de comando defeituoso.

Suportes de comando ou cames de comando Ajustar os suportes e as curvas de comando e


desajustados ou soltos. apertar os parafusos.

D-03-00109 PO 19
Defeitos durante o funcionamento

A enchedora funciona com um rendimento baixo, mas não com um rendi-


mento alto.

Os parâmetros do comando KRONES da enchedora e as pressões estão, em princípio, bem


ajustados; os reguladores funcionam.
Para aumentar o rendimento de enchimento, são necessários ajustes de precisão.

Causa possível Ajuda possível

Os ajustes foram feitos dentro dos limites corre- Verificar os ajustes, p. ex.
tos, mas não são exatos. ● ajustes dos reguladores na caixa de
Veja também a seção "Recipientes mal cheios comando
em geral”, neste capítulo. ● ajustes dos reguladores mecânicos
● parâmetros de enchimento

D-03-00109 PO 20
Defeitos durante o funcionamento

Defeitos no sistema CIP

O sistema CIP não funciona ou algumas partes do sistema de tubulação não são lavadas

Causa possível Ajuda possível

Nas máquinas com válvulas manuais no sis- Colocar as válvulas do sistema de tubulação
tema de tubulação: em "CIP".
As válvulas do sistema de tubulação não estão
na posição "CIP".

Nas máquinas com válvulas automáticas no Comutar todas as funções para "AUTO".
sistema de tubulação:
As válvulas do sistema de tubulação não foram
comutadas para "AUTO".

Erro no comando KRONES da enchedora (só Veja os pontos correspondentes na seção


nas máquinas com válvulas de enchimento "Recipientes mal cheios em geral", neste capí-
comandadas eletropneumaticamente; SENSO- tulo.
METIC, VOLUMETIC) Os pontos aí apresentados são válidos, de
ou forma análoga, para os defeitos no sistema CIP.
Defeito nos dispositivos de comando das válvu-
las de enchimento (só nas máquinas com vál-
vulas de enchimento comandadas
mecanicamente; MECAFILL)

D-03-00109 PO 21
Defeitos durante o funcionamento

Constante saída de líquido das capas de lavagem

Causa possível Ajuda possível

Vedações danificadas. Substituir as vedações.

Capas de lavagem mal colocadas Colocar as capas de lavagem corretamente.

Fugas na enchedora ou nas válvulas de enchimento

Causa possível Ajuda possível

Vedações danificadas (válvulas de enchi- Substituir as vedações e montá-las com a graxa


mento). apropriada.

D-03-00109 PO 22
Defeitos durante o funcionamento

Defeitos na regulação do nível de enchimento

O nível de enchimento está demasiado alto ou demasiado baixo

Causa possível Ajuda possível

Foi ajustado um valor teórico errado no regula- Ajsutar o valor correto.


dor.

O nível de enchimento desce

Causa possível Ajuda possível

A pressão de alimentação do produto é demasi- Aumentar a pressão.


ado baixa.

Válvula de regulação do produto bloqueada Rodar a roda de mão até ao tope.


com a roda de mão.

Nível de enchimento com fortes flutuações

Causa possível Ajuda possível

O sistema de regulação não trabalha correta- Verificar todas as peças do sistema de regula-
mente. ção.
Caso necessário, ajustar ou substituir o regula-
dor.

D-03-00109 PO 23
Defeitos durante o funcionamento

Defeitos no ajuste da altura

A caldeira de produto não roda ou não encontra a posição de ajuste


(só nas máquinas com válvulas magnéticas comandadas mecanicamente; MECAFILL)

Causa possível Ajuda possível

O acionamento não está ligado. Ligá-lo.

Erro no iniciador de aproximação. Verificar e eliminar o erro.

Defeito no freio ou feda de saída do ar demasi- Reparar e ajustar a fenda de saída do ar corre-
ado grande. tamente.

Velocidade básica da caldeira de produto Verificar e ajustar a velocidade básica correta-


demasiado elevada ou demasiado baixa. mente.

D-03-00109 PO 24
Defeitos durante o funcionamento

Não é possível elevar ou baixar a caldeira de produto ou o dispositivo de proteção contra


sobrecarga é ativado

Causa possível Ajuda possível

A trava da tampa da caldeira não foi aberta. Abrir a trava e esperar que engate.

Os dispositivos de fixação do suporte do apare- Soltar os dispositivos de fixação.


lho não foram soltos.

O interruptor de reparações do motor de ajuste Verificar o motivo, desbloquear o interruptor.


da altura foi acionado.

A caldeira de produto desloca-se para a altura errada


(só nas máquinas com ajuste da altura inteiramente automático)

Causa possível Ajuda possível

Selecionou-se o tipo de recipientes errado. Selecionar o tipo de recipientes correto.

No caso de correções de precisão feitas manu- Memorizar a altura correta.


almente, foi memorizada a altura errada.

D-03-00109 PO 25
Defeitos durante o funcionamento

Constante queda de pressão (só nas enchedoras que trabalham sob


pressão)

Não se consegue manter a pressão da caldeira de produto ou do canal de CO2, apesar de


se aumentar a pressão no regulador

Causa possível Ajuda possível

Pressão inicial demasiado baixa. Aumentá-lo

Filtro asséptico entupido. Substituir o cartucho filtrante.

Vedações danificadas, p. ex. Substituir as vedações.


● nas válvulas de enchimento,
● no sistema de tubulação,
● no distribuidor rotatório.

Coletor de impurezas da tubulação entupido. Limpá-lo

O regulador não trabalha corretamente. Encarregar um técnico especializado de reajus-


tar ou substituir o regulador.

D-03-00109 PO 26
Defeitos durante o funcionamento

Defeitos na bomba de vácuo (só nas máquinas com bomba de vácuo)

Vedação com fugas

Causa possível Ajuda possível

Desgaste da guarnição ou da vedação. No caso de uma bucha de empanque: reapertar


os parafusos, voltar a guarnecer a guarnição ou
substituí-la.
No caso de uma vedação de anilha deslizante:

A bucha de empanque aquece (só nas bombas de vácuo com guarnição de buchas de
empanque)

Causa possível Ajuda possível

A bucha de empanque está demasiado aper- Soltá-la e voltar a apertá-la ligeiramente.


tada (só no caso de um aumento da tempera-
tura de mais de 20oC acima da temperatura de
serviço)

A bomba faz muito ruído (rangido)

Causa possível Ajuda possível

Pressão de sucção demasiado baixa ou grande Aduzir um pouco de ar através da conexão da


quantidade de vapor no fluído bombeado. caixa da bomba.

D-03-00109 PO 27
Defeitos durante o funcionamento

A capacidade de sucção da bomba não é suficiente

Causa possível Ajuda possível

Tubo de sucção com fugas Reparar as fugas.

A temperatura do fluído de serviço é demasiado Aduzir mais água fresca (manter a temperatura
elevada. abaixo de 25oC).

A bomba de vácuo não arranca

Causa possível Ajuda possível

O interruptor de reparações da bomba de Verificar o motivo, desbloquear o interruptor.


vácuo foi ativado.

D-03-00109 PO 28
Índice geral

Arquivador 1 Apresentação
Dados técnicos
Instalação
1

Segurança
Princípio de funcionamento
2
Elementos de comando

Revisão
Processo de trabalho
4
Conversão
Defeitos durante o funcionamento
5
Arquivador 2 Manutenção
Instruções de lubrificação
Limpeza/desinfecção
6
Informações
Instruções
Tampadora
7
D-03-00180 PO
register6 Índice

Capítulo
Manutenção
Enchedora

Índice
6.1. 1 Informação preliminar

6.1. 2 Regras/Instruções de segurança

6.1. 3 Plano de manutenção

6.1.12 Pontos de manutenção


6.1.12 DIARIAMENTE ou antes do início da produção
6.1.16 DIARIAMENTE ou após o fim da produção
6.1.17 DIARIAMENTE ou quando necessário
6.1.19 SEMANALMENTE ou cada 50 horas de serviço
6.1.24 MENSALMENTE durante o serviço CIP
6.1.26 MENSALMENTE ou cada 200 horas de serviço
6.1.53 TRIMESTRALMENTE ou cada 500 horas de serviço
6.1.56 CADA 6 MESES ou cada 1000 horas de serviço
6.1.58 ANUALMENTE ou cada 2000 horas de serviço
6.1.60 Recomendação
ANUALMENTE ou cada 2000 horas de serviço
6.1.61 Recomendação
CADA 2 ANOS ou cada 5000 horas de serviço
6.1.62 CADA 5 ANOS ou quando necessário
6.1.63 Primeira vez após 6 anos e, depois, cada 2 anos

6.1.64 Conexão rotativa esférica

6.1.65 Jogo de ferramentas

D-03-00194 PO KRONES AKTIENGESELLSCHAFT


Manutenção

Informação preliminar

● A execução regular dos trabalhos de manu-


tenção nas máquinas, permite obter ótimos
resultados de trabalho.
● Os períodos improdutivos e os danos resul-
tantes de uma manutenção insuficiente são
mais dispendiosos do que a execução cuida-
dosa dos trabalhos de manutenção.
● Por isso, execute os trabalhos de manutenção
regular e meticulosamente!
● Os trabalhos de manutenção incluem:
• Manutenção
• Lubrificação
• Limpeza/Desinfecção
• Manutenção preventiva
• Reparações
• Inspeções

10751

● Abaixo são descritos os trabalhos que deverão ser obrigatoriamente executados por téc-
nicos especializados, durante a manutenção habitual da máquina.
● Os trabalhos de lubrificação, limpeza/desinfecção são descritos em capítulos próprios.
● Os trabalhos de manutenção preventiva, de reparação e de inspeção não são descritos
nesta seção.
Estes trabalhos devem ser executados somente por pessoal especializado, devidamente
treinado e autorizado, como p. ex.:
• Técnicos do serviço de assistência KRONES
• Técnicos da empresa do cliente, que tenham sido treinados pela KRONES

D-03-00194 PO 6. 1. 1
Manutenção

Regras/Instruções de segurança

Capítulo "Segurança"
● O capítulo "Segurança" tem por objetivo a
proteção das pessoas/da máquina.
Leia, portanto, este capítulo, a fim de poder
evitar acidentes!
● Ele contém indicações que deverão ser cum-
pridas durante a execução dos seguintes tra-
balhos.
P. ex.:
• Paralisação da máquina/
10o0014ci dos componentes, ...
• Regras/Instruções de segurança
• ...
Capítulo "Instruções"/Seção "7"
● Estas seções contêm as instruções relativas
aos equipamentos especiais/grupos específi-
cos do pedido de encomenda,
● odendo conter também informações sobre o
tema "Segurança", que deverão ser observa-
das.

10o0014ci

Seqüência de execução dos trabalhos:


● Pré-lavagem, veja o capítulo "Limpeza/Desinfecção"
● Manutenção, veja o capítulo "Manutenção"
● Trabalhos de lubrificação, veja o capítulo "Instruções de lubrificação"
● Conversão, veja o capítulo "Conversão"
● Limpeza principal, veja o capítulo "Limpeza/Desinfecção"
● Trabalhos de manutenção/lubrificação que deverão ser expressamente executados durante ou
após a limpeza/desinfecção.

Intervalos:
● Os trabalhos estão clasificados por intervalos. Trabalhos de longos intervalos incluem trabalhos
de curtos intervalos.
Exemplo:
em um intervalo: SEMANALMENTE ou cada 50 horas de serviço,
os intervalos de 2 VEZES POR SEMANA ou cada 25 horas de serviço e
DIARIAMENTE ou cada 10 horas de serviço.
devem ser adicionalmente considerados.
● Sob condições ambientais extremas é aconselhável encurtar os intervalos.

D-03-00194 PO 6. 1. 2
Manutenção

Plano de manutenção

Observar também as informações incluídas a seguir ao plano de manutenção!

Intervalo Designação/ Utensílios e produtos Trabalhos a serem executados


Ponto de controle para a manutenção

DIARIAMENTE
ou antes do
início da produção

Em toda a máquina: __________________ Controlar:


Elementos de segu- Grau de sujeira
rança Danificação
Função

Em toda a máquina: __________________ Controlar:


Separador de água Estanqueidade
com filtro, oleador Estado
Quantidade de água condensada

Carrossel: __________________ Controlar:


Estações de enchi- Integridade
mento - Bocais das Desgaste
válvulas de enchi- Danificação
mento

DIARIAMENTE
ou após
o fim da produção

Máquina e __________________ Realizar controle visual


partes da máquina:
componentes

D-03-00194 PO 6. 1. 3
Manutenção

Intervalo Designação/ Utensílios e produtos Trabalhos a serem executados


Ponto de controle para a manutenção

DIARIAMENTE
ou
quando necessário

Enchedora: __________________ Inspecionar os componentes/


Trabalhos de manuten- executar os trabalhos necessá-
ção rios

Tampadora: __________________ Inspecionar os componentes/


Trabalhos de manuten- executar os trabalhos necessá-
ção rios

SEMANALMENTE
ou cada
50 horas de serviço

Em toda a máquina: __________________ Controlar:


Bocais Grau de sujeira
Danificação

Carrossel: __________________ Controlar:


conexão rotativa ressaltos de vedação
esférica união roscada
engrenagem

Sistema pneumático: __________________ Controlar


ar comprimido secador

Bomba de vácuo: __________________ Examinar a saída de água.


vedação de eixo CASO NECESSÀRIO:
consertar vedação

D-03-00194 PO 6. 1. 4
Manutenção

Intervalo Designação/ Utensílios e produtos Trabalhos a serem executados


Ponto de controle para a manutenção

Transportador de __________________ Verificar se a corrente do trans-


entrada: portador possui a tensão correta
Tensão da corrente do
transportador

MENSALMENTE
durante o serviço CIP

Em toda a máquina: __________________ Controlar:


Componentes envolvi- Estanqueidade
dos no circuitoCIP

Estações de enchi- __________________ Controlar:


mento: Estanqueidade
Válvulas de mem-
brana/de fole de téflon

MENSALMENTE
ou cada
200 horas de serviço

Parte superior carro- __________________ Examinar


ssel: tope de altura

Carrossell: Elevador de carro Examinar


união parte superior
parte inferior do
carrossel

Carrossel: __________________ Controlar:


Cilindros elevadores Estanqueidade
Desgaste
Danificação

D-03-00194 PO 6. 1. 5
Manutenção

Intervalo Designação/ Utensílios e produtos Trabalhos a serem executados


Ponto de controle para a manutenção

Carrossel: __________________ Controlar:


Unidades de elevação Estanqueidade
Desgaste
Danificação

Carrossel: __________________ Controlar:


Unidades de centra- Estanqueidade
gem Desgaste
Danificação

Estações de enchi- __________________ Controlar:


mento: Desgaste
Suspensão das tuli- Danificação
pas de centragem

Estações de enchi- __________________ Controlar:


mento: Desgaste
Pratos dos recipientes

Peças de guia: __________________ Controlar:


Placas de transferên- Grau de sujeira
cia Desgaste
Ajuste

Peças de guia: __________________ Controlar:


Peças de formato Desgaste
Danificação

Peças de guia: __________________ Controlar:


Estrelas de manipula- Desgaste
ção pelo gargalo Danificação

Peças de guia: __________________ Controlar:


Estrelas de fixação Desgaste
Danificação

D-03-00194 PO 6. 1. 6
Manutenção

Intervalo Designação/ Utensílios e produtos Trabalhos a serem executados


Ponto de controle para a manutenção

Sistema de tubulação: __________________ Controlar:


Acionamentos das vál- Estanqueidade
vulas/registros, juntas Danificação
dos tubos Função

Sistema de tubulação: __________________ Controlar:


Válvula de regulagem Estanqueidade
do produto Danificação
Função

Sistema de tubulação: __________________ Controlar:


Coletores de sujeira Estanqueidade
Grau de sujeira
Danificação

Sistema de tubulação: __________________ Controlar:


Filtros/filtros assépti- Estanqueidade
cos Grau de sujeira
Danificação

Acionamento: __________________ Controlar:


Todas as engrenagens Estanqueidade
Folga dos mancais

Acionamento: __________________ Controlar:


Eixos articulados Desgaste
Estado
Danificação

Acionamento: __________________ Exame dos mancais,


engrenagens desgaste, lubrificação

Acionamento: __________________ Controlar:


Correias, correntes Tensão
Desgaste
Danificação

D-03-00194 PO 6. 1. 7
Manutenção

Intervalo Designação/ Utensílios e produtos Trabalhos a serem executados


Ponto de controle para a manutenção

Freio do acionamento: Calibre para medir Examinar


fenda de saída do ar, folga, CASO NECESSÁRIO:
força de rotor calibre corrediço mandar ajustar por um
especialista

Armários de distribui- __________________ Controlar:


ção, climatizadores: Grau de sujeira
Filtros Danificação

Lubrificação central: __________________ Executar por completo e contro-


Conexões, tubulações lar o processo de lubrificação

Sistema pneumático: __________________ Examinar


conexões, tubos, vál- CASO NECESSÁRIO:
vulas, cilindros substituir imediatamente partes

Sistema de vácuo: __________________ Controlar:


Canais/condutos de Estanqueidade
vácuo

Sistema de vácuo: __________________ Controlar:


Bomba de vácuo Rendimento da bomba

Esteiras transportado- __________________ Controlar


ras: corrente, engrena- CASO NECESSÁRIO:
gens das correntes, substituir peças desgastadas.
perfis de desgaste

D-03-00194 PO 6. 1. 8
Manutenção

Intervalo Designação/ Utensílios e produtos Trabalhos a serem executados


Ponto de controle para a manutenção

TRIMESTRALMENTE Proteção contra levan- __________________ Examinar


ou cada tamento:
500 horas de serviço rolos, cabo, sujeição
do cabo

Carrossel: __________________ Controlar:


Estações de enchi- Desgaste
mento ajuste
Danificação

Válvulas tubos de con- Águas fria Examinar


duto:
vedação

CADA 6 MESES Transferidor de atrito: Aspirador de pó, palito Examinar o desgaste.


ou cada anel de contato, de madeira, CASO NECESSÁRIO:
1000 horas de serviço carvões Pincel, álcool, limpar, trocar os carvões.
pano não-desfibrante

Ventilador de vácuo __________________ Controlo

D-03-00194 PO 6. 1. 9
Manutenção

Intervalo Designação/ Utensílios e produtos Trabalhos a serem executados


Ponto de controle para a manutenção

ANUALMENTE
ou cada
2000 horas de serviço

Máquina: __________________ Substituir as juntas


Vedações na área do
produto

Distribuidor rotatório __________________ Examinar os mancais


para líquidos: Substituir as vedações
Mancais, vedações Em seguida, controlar a estan-
queidade do distribuidor

RECOMENDAÇÃO
ANUALMENTE
ou cada
2000 horas de serviço

Em toda a máquina: __________________ Executar uma inspeção geral


Serviço de inspeção
recomendado

D-03-00194 PO 6. 1. 10
Manutenção

Intervalo Designação/ Utensílios e produtos Trabalhos a serem executados


Ponto de controle para a manutenção

RECOMENDAÇÁO Engrenagem enchida __________________ Examinar o teor de água no lubri-


CADA 2 ANOS com lubrificante sinté- ficante
ou cada tico:
5000 horas de serviço lubrificante

CADA 5 ANOS
ou
quando necessário

Componentes sob pres- __________________ Mandar inspecionar os componentes


são: que trabalham sob pressão por um
Estado no interior e exte- serviço de inspeção oficial ou por
rior, resistência à pressão pessoal especializado e devidamente
autorizado

Primeira vez após de 6 anos Carrossel: __________________ A ser controlado pela KRONES
e depois conexão rotativa
cada 2 anos esférica

D-03-00194 PO 6. 1. 11
Manutenção

Pontos de manutenção

Intervalo de DIARIAMENTE
manutenção ou antes do
início da produção

Designação do Em toda a máquina


componente
10751c

Nota: Ponto de controle Elementos de segurança,


veja a nota
Controlar os seguintes elementos de segu-
rança da máquina:
● Interruptores/grupos funcionais relevantes
para a segurança Utensílios e ____________________
(p. ex.: dispositivos de PARADA DE EMER- produtos para a
GÊNCIA, teste de lâmpadas, ...) manutenção
● Dispositivos de sinalização e de advertên-
cia
(p. ex.: sinal acústico, lâmpada de coluna, Trabalhos a serem ● Controlar:
...) executados Grau de sujeira
● Revestimento de proteção ● Danificação
(p. ex.: portas de proteção, tampas de pro- ● Função
teção, ...)
● Placas de aviso e de indicação CASO NECESSÁRIO:
(p. ex.: nas tubulações, nos revestimentos ● Limpar
de proteção, ...) ● Reparar
● Substituir
Para mais informações sobre os ele-
mentos de segurança,
veja o capítulo "Segurança".
Critérios de Todos os elementos de
avaliação segurança devem estar
instalados e em bom
estado de funciona-
mento!

D-03-00194 PO 6. 1. 12
Manutenção

Intervalo de DIARIAMENTE
manutenção ou antes do
início da produção

Designação do Em toda a máquina


componente
m0115 f0546

Nota: Ponto de controle Separador de água com


filtro, oleador
● Despressurizar o sistema/drenar o
líquido, antes de iniciar os traba-
lhos no sistema pneumático.
● Verificar se os óculos de inspeção Utensílios e ____________________
estão corretamente montados e produtos para a
bem vedados. manutenção
● Na máquina, poderão estar insta-
lados vários separadores de água
com filtro e oleadores Trabalhos a serem ● Controlar:
(p. ex.: na mesa de entrada, nas executados Estanqueidade
válvulas agrupadas). ● Estado
● Quantidade de água
O intervalo de manutenção depende condensada
da qualidade dos produtos a serem CASO NECESSÁRIO:
filtrados. ● Substituir os compo-
Sendo necessário, adaptar os inter- nentes
valos aos respectivos produtos. ● Limpar os filtros
● Drenar a água con-
densada

Critérios de
● Não deve haver dema-
avaliação
siada água conden-
sada no separador de
água.
● O filtro deve estar
limpo.

D-03-00194 PO 6. 1. 13
Manutenção

Só nas enchedoras de garrafas.

Intervalo de DIARIAMENTE
manutenção ou antes do início da pro-
dução

Designação do Carrossel
componente
03o0368c

Ponto de controle Estações de enchimento,


veja a nota

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

03o0363c
Trabalhos a serem ● Controlar:
Nota: executados Integridade
● Desgaste
Examinar os seguintes componentes das esta- ● Danificação
ções de enchimento:
Todas as peças dos bocais das válvulas de
CASO NECESSÁRIO:
enchimento,
Substituir
p. ex.:
● Vedações das tulipas de centragem
● Tubos de retorno de ar/tubos de enchi-
mento
● Sondas do nível de enchimento

Efetuar somente um controle visual, Critérios de Os componentes não


não mexer nos componentes. avaliação devem
● faltar
● estar desgastos/danifi-
cados

D-03-00194 PO 6. 1. 14
Manutenção

Só nas enchedoras de latas.

Intervalo de DIARIAMENTE
manutenção ou antes do início da pro-
dução

Designação do Carrossel
componente
280/25b

Nota: Ponto de controle Estações de enchimento,


veja a nota
Examinar os seguintes componentes das esta-
ções de enchimento:
Todas as peças dos bocais das válvulas de
enchimento, Utensílios e ____________________
p. ex.: produtos para a
● Vedações das unidades de centragem manutenção
● Tubos de retorno de ar
(só nas enchedoras de latas com válvulas
de enchimento acionadas mecanicamente) Trabalhos a serem ● Controlar:
executados Integridade
Efetuar somente um controle visual,
● Desgaste
não mexer nos componentes.
● Danificação

CASO NECESSÁRIO:
● Substituir

Critérios de Os componentes não


avaliação devem
● faltar
● estar desgastos/danifi-
cados

D-03-00194 PO 6. 1. 15
Manutenção

Intervalo de DIARIAMENTE
manutenção ou após
fim da produção

Designação do Máquina e partes da


componente máquina
T0004

Ponto de controle Componentes

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

Trabalhos a serem Executar controle visual


executados
Informar ao pessoal da
manutenção sobre
mudanças que chamen a
atenção.

Critérios de ● Assentamento fixo


avaliação ● Vedação
● Desgaste

D-03-00194 PO 6. 1. 16
Manutenção

Intervalo de DIARIAMENTE
manutenção ou
quando necessário

Designação do Enchedora
componente

Ponto de controle Trabalhos de manuten-


ção:
● Conservação/Manu-
tenção
● Lubrificação
● Limpeza/Desinfecção

10751
Trabalhos a serem Exame dos componen-
Nota: executados tes/execução dos traba-
lhos necessários.
O capítulo "Instruções"/seção "7" De acordo com
contém as instruções relativas aos ● os capítulos corres-
equipamentos especiais/grupos pondentes
específicos do pedido de encomenda. ● a seção "7"
do manual de instruções

Critérios de ____________________
avaliação

D-03-00194 PO 6. 1. 17
Manutenção

Somente em máquinas com fechador integrado

Intervalo de DIARIAMENTE
manutenção ou
quando necessário

Designação do Tampadora
componente

Ponto de controle Trabalhos de manuten-


ção:
● Manutenção
● Lubrificação
● Limpeza/Desinfecção

04o0005C
Trabalhos a serem Exame dos componen-
Nota: executados tes/execução dos traba-
lhos necessários.
● O capítulo "Instruções"/seção "7" De acordo com
contém as instruções relativas aos ● os capítulos corres-
equipamentos especiais/grupos pondentes
específicos do pedido de enco- ● a seção "7"
menda (p. ex.: tampadora KRO- do manual de instruções
NES).
● No caso de tampadoras de outros
fabricantes, é favor consultar a res-
pectiva documentação.
Critérios de ____________________
avaliação

D-03-00194 PO 6. 1. 18
Manutenção

Intervalo de SEMANALMENTE
manutenção ou cada
50 horas de serviço

Designação do Em toda a máquina


componente
f0335

Ponto de controle Bocais,


veja a nota

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

F0402c
Trabalhos a serem ● Controlar:
executados Grau de sujeira
● Danificação

CASO NECESSÁRIO:
● Limpar
● Substituir

03o0240c 393/33a

Nota: Critérios de Os bocais não devem


avaliação estar entupidos/danifica-
Conforme o modelo da máquina, poderão dos.
estar instalados vários grupos com bocais,
como p. ex.:
● Sistema de lubrificação das esteiras trans-
portadoras
● Lubrificação dos cilindros elevadores
● Sistema de aspersão
● Sistema de expulsão de estilhaços por
água

D-03-00194 PO 6. 1. 19
Manutenção

Existentes dependendo do equipamento da máquina.


.

Intervalo de SEMANALMENTE
manutenção ou cada
50 horas de serviço

1 Designação do Carrossel
componente
03O0104C

Ponto de controle Conexão rotativa


3 esférica (1)
4

Utensílios e ____________________
2
6 produtos para a
manutenção
5
03O0105C 03O0106C
Trabalhos a serem Controlar
executados
Nota: z Ressaltos
de vedação (2, 3)
Em caso de necessidade, retirar primeiro a
chapa de cobertura. z União roscada (4, 5)
z Engrenagem (6)
Ressaltos de vedação externo (2),
interno (3) veja nota
● devem ficar sem danos,
● têm de ter um colar de lubrificação uni-
forme.
União roscada externa (4), interna (5)
● tem de estar fixa Critérios de veja nota
avaliação
Engrenagem (6)
● tem de estar sem danos e isenta de ferru-
gem,
● tem de estar bem lubrificada.
Peças defeituosas/parafusos soltos
têm de ser imediatamente substitui-
dos por um especialista.

D-03-00194 PO 6. 1. 20
Manutenção

Somente nas máquinas com válvulas de enchimento acionadas pneumaticamente.

Intervalo de SEMANALMENTE
manutenção ou cada
50 horas de serviço

Designação do Sistema pneumático


componente
F0570

Ponto de controle Ar comprimido do


secador

Nota: Utensílios e ____________________


produtos para a
● Filtros não devem estar impedidos. manutenção

● O tempo de troca deve ser de 2,5 minutos.


● Juntas têm que estar em bom estado. Trabalhos a serem Controle de
executados ● filtros (antes e depois
● Indicador de humidade tem que estar azul.
do secador)
Para mais informações veja a instrução ● tempo de troca
"PNEUDRI, High Efficiency Compressed Air ● juntas
Dryers" no capítulo "INSTRUÇÕES". ● indicador de humida-
de

Critérios de
Ver nota
avaliação

D-03-00194 PO 6. 1. 21
Manutenção

Só em máquinas com anel líquido na bomba de vácuo

Intervalo de SEMANALMENTE
manutenção ou cada
50 horas de serviço

1
Designação do Bomba de vácuo
componente
24/27

Nota: Ponto de controle Vedação de eixo


Modelo com caixa de empanque (1)
● Deve pingar sempre um pouco de água
pela caixa de empanque.
● caso necessário, reapertar os parafusos, Utensílios e ____________________
recondicionar a caixa de empanque ou produtos para a
manutenção
trocar o reparo.
● Quando o assento (1) da caixa de empan-
que en-costar na carcaça, recondicionar a
Trabalhos a serem Controlar a saída de
caixa de empanque ou trocar o reparo. executados água
Modelo com anel deslizante de vedação veja nota
(equipamento especial)
● Não pode ter perda de água.
● Se for necessário trocar vedação.

Critérios de veja nota


avaliação

D-03-00194 PO 6. 1. 22
Manutenção

Existentes dependendo do equipamento da máquina.


.

2 3 4, 5 Intervalo de SEMANALMENTE
manutenção ou cada
50 horas de serviço

1
1
Designação do Transportador de entrada
componente
2 3 4, 5 03o0182ca

Ponto de controle Tensão da corrente do


transportador

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção
L

03o0183ca
Trabalhos a serem Verificar se a corrente do
Nota: executados transportador possui a
tensão correta.
Retesar a corrente do transportador
CASO NECESSÁRIO:
● Soltar as contraporcas (2).
Retesar a corrente ou
● Apertar uniformemente os elementos ten- desmontar um dos seg-
sores (1) com as porcas (3), até que as mentos, para a encurtar.
molas possuam a carga prévia correta
(C = 90mm). Veja a nota
● Em seguida, apertar novamente as contra-
porcas (2) com firmeza.
Desmontar um segmento para encurtar a
corrente: Critérios de A corrente do transporta-
avaliação dor tem de ficar esticada
● A porca e a contraporca (4, 5) são o tope
final do elemento tensor. de forma que não fique
Quando o mesmo é alcançado, a corrente roçando em nada.
tem de ser encurtada/substituída.
Encurtar a corrente somente uma
vez; na próxima vez, substituí-la.

D-03-00194 PO 6. 1. 23
Manutenção

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção durante
o serviço CIP

Designação do Em toda a máquina


componente
03o0364c

Ponto de controle Componentes envolvi-


dos no circuito CIP

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

03o0139c 03o0241c

Trabalhos a serem Controlar:


Nota: executados Estanqueidade

Examinar todos os componentes do circuito CASO NECESSÁRIO:


CIP, como p. ex.: ● Limpar
● Sistema de tubulação ● Reparar
(p. ex.: válvulas de segurança, de drena- ● Substituir
gem, ...) os componentes
● Distribuidor rotatório
● Estações de enchimento Veja a nota
(p. ex.: capas de lavagem, tuchos das vál-
vulas, ...)
● ...
Critérios de Os componentes do cir-
É suficiente observar a máquina por avaliação cuito CIP devem estar
fora, com os revestimentos de prote-
bem vedados.
ção fechados.
Não devem sair quais-
quer líquidos de limpeza/
desinfecção.

D-03-00194 PO 6. 1. 24
Manutenção

Somente nas máquinas com válvulas de enchimento acionadas pneumaticamente.

1 Intervalo de MENSALMENTE
manutenção durante
o serviço CIP

Designação do Estações de enchimento


componente

Ponto de controle Válvulas de membrana/


de fole de téflon (1)
2

Utensílios e ____________________
produtos para a
1 manutenção

03o0138ca
Trabalhos a serem Controlar:
Nota: executados Estanqueidade

Dos orifícios de ventilação (2) das válvulas de


membrana/de fole de téflon não deve sair CASO NECESSÁRIO:
qualquer Vedar novamente
● líquido,
● ar.
Ao ligar as válvulas, pode sentir-se uma leve
corrente de ar nos furos.

Critérios de Veja a nota


avaliação

D-03-00194 PO 6. 1. 25
Manutenção

Requisitos de comprovação:
● A máquina tem que funcionar a plena capacidade e
● recipientes têm que estar pressionados

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Parte superior do


componente carrossel
F0337Ca

Ponto de controle Torção na altura

Nota: Utensílios e ____________________


produtos para a
Para ainda comprovar um tope da altura veja a manutenção
página
Intervalo de manutenção: MENSALMENTE
Denominação do componente: Carrossel Trabalhos a serem Durante vários giros do
Ponto de controle: União da parte superior executados carrossel marcar sobre
do carrossel com a parte inferior do um ponto fixo a posição
carrossel do canto superior da
parte superior do carro-
ssel;

Critérios de A parte superior do car-


avaliação rossel não deve ter tor-
ção na altura.

D-03-00194 PO 6. 1. 26
Manutenção

Comprovação só é necessária, se durante o serviço de enchimento é determinado um tope


na altura da parte superior do carrossel.

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
3 200 horas de serviço

Designação do Carrossel
componente
1
2

Ponto de controle União da parte superior


com a parte inferior do
carrossel

Utensílios e Macaco
produtos para a
manutenção

03O0098Ca 03O0098C

Trabalhos a serem Levantar a parte supe-


Nota: executados rior do carrossel, contro-
lar a folga na união entre
Para o controle não devem se encon- a parte superior e a parte
trar nenhuma capa de enxague, inferior do carrossel.
nenhum recipiente na enchedora.
CASO NECESSÁRIO:
Controlar o aparafusamento Apertar o aparafusa-
● Introduzir o macaco no canto inferior da mento.
caldeira de produto (1) e levantar a caldeira
de produto.
● Controlar a folga
• no aparafusamento (2)
Critérios de O aparafusamento tem
• na transmissão do ajuste de altura (3).
avaliação que ser apertado.
Repetir separadamente várias vezes o
A transmissão do ajuste
controle ao redor do carrossel.
na altura só deve ter
uma folga mínima.

D-03-00194 PO 6. 1. 27
Manutenção

Somente em máquinas com cilindros elevadores pneumáticos.

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço
1
2

Designação do Carrossel
componente

3
Ponto de controle Cilindros elevadores,
veja a nota

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção
2
f0401
Trabalhos a serem ● Controlar:
Nota: executados Estanqueidade
● Desgaste
Examinar os seguintes componentes dos cilin- ● Danificação
dros elevadores:
● Superfícies de deslize (1)
CASO NECESSÁRIO:
● Vedações (2)
● Reparar
● Rolos (3)
● Substituir
● Para examinar as vedações, é
necessário montar e pressionar as
capas de lavagem.
● Para examinar os rolos e as super-
fícies de deslize, os cilindros eleva- Critérios de Veja a nota
dores devem estar avaliação
despressurizados.
● As superfícies de deslize não devem estar
desgastas/danificadas.
● Os rolos devem girar facilmente.
● Os rolos não devem estar desgastos/danifi-
cados.
● Das vedações não deve sair qualquer ar/
óleo.

D-03-00194 PO 6. 1. 28
Manutenção

Somente em determinadas enchedoras VO-PET.

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

3 2

4 Designação do Carrossel
componente
2

1 1 Ponto de controle Unidades de elevação,


veja a nota

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

03o0171c
Trabalhos a serem ● Controlar:
Nota: executados Estanqueidade
Examinar os seguintes componentes das uni- ● Desgaste
dades de elevação: ● Danificação
● Superfícies de deslize (1)
● Vedações (2) CASO NECESSÁRIO:
● Rolos (3) ● Reparar
● Para examinar as vedações, é ● Substituir
necessário montar e pressionar as
capas de lavagem.
● Para examinar os rolos e as super-
fícies de deslize, as unidades de
elevação devem estar despressuri- Critérios de Veja a nota
zadas. avaliação

● As superfícies de deslize não devem estar


desgastas/danificadas.
● Os rolos devem girar facilmente.
● Os rolos não devem estar desgastos/danifi-
cados.
● Das vedações não deve sair qualquer ar.

D-03-00194 PO 6. 1. 29
Manutenção

Só nas enchedoras de latas.

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
1 200 horas de serviço

3 2 Designação do Carrossel
componente

Ponto de controle Unidades de centragem,


veja a nota

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

03o0233c
Trabalhos a serem ● Controlar:
Nota: executados Estanqueidade
● Desgaste
Examinar os seguintes componentes das uni- ● Danificação
dades de centragem:
● Superfícies de deslize (1)
CASO NECESSÁRIO:
● Vedações (2)
● Reparar
● Rolos (3)
● Substituir
● Para examinar as vedações, é
necessário montar e pressionar as
capas de lavagem.
● Para examinar os rolos e as super-
fícies de deslize, as unidades de Critérios de Veja a nota
centragem devem estar despres- avaliação
surizadas.
● As superfícies de deslize não devem estar
desgastas/danificadas.
● Os rolos devem girar facilmente.
● Os rolos não devem estar desgastos/danifi-
cados.
● Das vedações não deve sair qualquer ar.

D-03-00194 PO 6. 1. 30
Manutenção

Somente em máquinas com tulipas de centragem suspensas.

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Estações de enchimento


componente

Ponto de controle Suspensão das tulipas


de centragem

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

f0536a
Trabalhos a serem ● Controlar:
Nota: executados Desgaste
● Danificação
● As suspensões devem movimentar-se sua-
vemente.
CASO NECESSÁRIO:
● Os rolos não devem estar desgastos/danifi- ● Reparar
cados. ● Substituir
● As guias não devem estar desgastas.
Devem estar montadas com tal precisão,
que não possam ser danificados quaisquer
componentes das válvulas de enchimento,
durante o funcionamento.
Critérios de Veja a nota
avaliação

D-03-00194 PO 6. 1. 31
Manutenção

Só nas enchedoras de garrafas.

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Estações de enchimento


componente
10o0098C 10o0098Ca

Ponto de controle Pratos dos recipientes

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

03o0043ca 03o0043cb
Trabalhos a serem Controlar:
executados Desgaste

CASO NECESSÁRIO:
Substituir

Critérios de A superfície dos pratos


avaliação porta-garrafas
● deve estar lisa e plana
● não deve estar des-
gasta de um só lado

D-03-00194 PO 6. 1. 32
Manutenção

Somente em máquinas com placas de transferência.

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Peças de guia


componente
1 03o0365c

Ponto de controle Placas de transferência


(1)

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

03o0144c 03o0144ca
Trabalhos a serem ● Controlar:
Nota: executados Grau de sujeira
● Desgaste
● Ajuste
● Placas de transferência com lubrifi-
cação:
(Equipamento especial) CASO NECESSÁRIO:
Os orifícios de lubrificação não ● Limpar
devem estar entupidos. ● Substituir
● As superfícies de deslize das pla- ● Ajustar
cas de transferência devem estar
lisas e planas.
● As placas de transferência devem
estar ajustadas de forma que os Critérios de Veja a nota
recipientes, ao serem transferidos avaliação
de um componente para o pró-
ximo, passem por um pequeno
desnível para baixo.
Altura do desnível: aprox. 0,5 mm.

D-03-00194 PO 6. 1. 33
Manutenção

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Peças de guia (1)


componente
1 03o0365c

Ponto de controle Peças de formato,


veja a nota

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

03o0152ca

Trabalhos a serem ● Controlar:


Nota: executados Desgaste
● Danificação
Examinar as seguintes peças de formato:
● Estrelas
CASO NECESSÁRIO:
● Arcos de guia
Substituir
● Roscas sem fim de entrada/de transporte
● Bloqueio de recipientes

● Os recipientes devem ser transpor-


tados pelas peças de guia sem
solavancos.
● As superfícies devem estar lisas e
sem danificações. Critérios de Veja a nota
● Os entalhes das roscas sem fim/ avaliação
estrelas devem corresponder à
forma dos recipientes.
● Não deve haver bordos salientes
que perturbem o curso dos recipi-
entes.

D-03-00194 PO 6. 1. 34
Manutenção

Somente em máquinas com manipulação pelo gargalo.

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Peças de guia


componente
10o0103cb

Ponto de controle Estrelas de manipulação


pelo gargalo,
veja a nota

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

03o0372C
Trabalhos a serem ● Controlar:
Nota: executados Desgaste
● Danificação
Examinar as seguintes peças da estrela de
manipulação pelo gargalo:
CASO NECESSÁRIO:
● Pinças
Substituir
• Pára-choques
• Molas
● Eixos rotativos
● Unidade de comando

● Fechar e abrir as pinças girando o


eixo rotativo.
• As pinças devem fechar de Critérios de Veja a nota
avaliação
forma correta e segura.
• As molas devem abrir as pinças
com segurança.
● Controlar a mobilidade/funciona-
mento da unidade de comando,
movimentando a peça basculante.

D-03-00194 PO 6. 1. 35
Manutenção

Somente com máquinas com estrela de bornes.

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Peças de guia


componente
10o0101C

Ponto de controle Estrelas de fixação,


veja a nota

Nota: Utensílios e ____________________


produtos para a
Examinar as seguintes peças da estrela de manutenção
fixação:
● Pinças
● Molas Trabalhos a serem ● Controlar:
● Eixos rotativos executados Desgaste
● Danificação
● Os ganchos e as molas não devem
estar danificados; os eixos rotati- CASO NECESSÁRIO:
vos devem poder girar facilmente. Substituir

Critérios de Veja a nota


avaliação

D-03-00194 PO 6. 1. 36
Manutenção

Requisitos para a comprovação:


● durante a circulação de água quente

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Sistema de tubulação


componente
06o0032c 304/8

Ponto de controle Acionamentos das válvu-


las/registros, juntas dos
tubos

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

M0061b f0362
Trabalhos a serem ● Controlar:
Nota: executados Estanqueidade
● Danificação
Examinar os seguintes componentes: ● Função
● Acionamentos das válvulas da tubulação
● Válvulas de segurança
CASO NECESSÁRIO:
● Registros de vedação
● Reparar
● Registros de recolha de amostras
● Substituir
● ...

Durante o ciclo de água quente:


Efetuar somente um controle visual;
executar os trabalhos com o sistema Critérios de Durante o ciclo de água
despressurizado. avaliação quente não deve sair
água.

D-03-00194 PO 6. 1. 37
Manutenção

Requisitos para a comprovação:


● durante a circulação de água quente

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Sistema de tubulação


componente
06o0032c

Nota: Ponto de controle Válvula de regulagem do


produto,
veja a nota
● Antes do ciclo de água quente:
• Abrir o registro (1)
● Durante o ciclo de água quente:
Utensílios e ____________________
• Se sair água do registro, é por- produtos para a
que a vedação do eixo de acio- manutenção
namento está danificada.
• Efetuar somente um controle
visual; executar os trabalhos
Trabalhos a serem ● Controlar:
com o sistema despressurizado. executados Estanqueidade
● Em caso de fugas, reparar/substi-
● Danificação
tuir imediatamente a válvula, a fim
● Função
de evitar uma infecção na caixa da
válvula!
CASO NECESSÁRIO:
● Reparar
● Substituir

Critérios de Durante o ciclo de água


avaliação quente não deve sair
água.

D-03-00194 PO 6. 1. 38
Manutenção

Existentes dependendo do equipamento da máquina.


.

1 Intervalo de
manutenção
MENSALMENTE
ou cada
200 horas de serviço

Designação do Sistema de tubulação


componente
03o0238c

2 Ponto de controle Coletores de sujeira


1 cm

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

03o0359c, p0305

Trabalhos a serem ● Controlar:


Nota: executados Estanqueidade
● Grau de sujeira
Modelo 1: ● Danificação
Coletores de sujeira do conduto de produto
Modelo 2: CASO NECESSÁRIO:
Coletores de sujeira do conduto de água de ● Limpar
serviço ● Substituir
(p. ex.: água de serviço - água fria)

Despressurizar o sistema/drenar o
líquido, antes de iniciar os trabalhos
na máquina. Critérios de ● Os coletores de
avaliação sujeira não devem
O intervalo de manutenção depende estar sujos.
da qualidade dos produtos utilizados. ● Os coletores de
Sendo necessário, adaptar os inter- sujeira não devem
valos aos respectivos produtos. estar danificados.

D-03-00194 PO 6. 1. 39
Manutenção

Existentes dependendo do equipamento da máquina.


.

1 Intervalo de
manutenção
MENSALMENTE
ou cada
200 horas de serviço

Designação do Sistema de tubulação


componente
p0304

2 Ponto de controle Filtros/filtros assépticos

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

284/11

Trabalhos a serem ● Controlar:


Nota: executados Estanqueidade
● Grau de sujeira
Modelo 1: ● Danificação
Filtro do regulador de pressão do conduto de
gás de serviço
CASO NECESSÁRIO:
(p. ex.: conduto de CO2/N2)
● Limpar
Modelo 2: ● Substituir
Filtro asséptico do conduto de gás de serviço
(p. ex.: conduto de CO2-/N2)

● Despressurizar o sistema/drenar o
líquido, antes de iniciar os traba- Critérios de ● Os cartuchos filtran-
lhos na máquina. avaliação tes não devem estar
● Esterilizar o filtro asséptico depois
sujos.
de terminar os trabalhos; veja o
● Os cartuchos filtran-
capítulo "Limpeza/Desinfecção".
tes não devem estar
danificados.
O intervalo de manutenção depende
da qualidade dos produtos utilizados.
Sendo necessário, adaptar os inter-
valos aos respectivos produtos.

D-03-00194 PO 6. 1. 40
Manutenção

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Acionamento
componente
p0201 p0177

Ponto de controle Todas as engrenagens

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

p0301
Trabalhos a serem ● Controlar:
executados Estanqueidade
● Folga dos mancais

CASO NECESSÁRIO:
● Completar/substituir o
lubrificante
● Vedar as engrenagens
● Substituir os mancais

05o0004c

Nota: Critérios de ● Não deve haver fugas


avaliação de lubrificante.
Localização das engrenagens, ● Se a folga dos man-
veja a documentação de peças de cais for demasiado
reposição grande, efetuar uma
(p. ex.: esquema de engrenagens). inspeção/substituir a
engrenagem.

D-03-00194 PO 6. 1. 41
Manutenção

Somente em máquinas com eixos articulados

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Acionamento
componente
03o0145c p179

Nota: Ponto de controle Eixos articulados,


veja a nota
Examinar as seguintes peças dos eixos articu-
lados:
● Articulações
● Perfis de deslocamento
Utensílios e ____________________
produtos para a
● Folga de torção - Valor nominal 0 manutenção
mm
Substituir:
Se a folga de torção for superior a Trabalhos a serem ● Controlar:
2 mm. executados Desgaste
Folga medida no diâmetro exterior ● Estado
do flange dos eixos articulados. ● Danificação
● Localização dos eixos articulados,
veja a documentação de peças de
reposição CASO NECESSÁRIO:
● Lubrificar
(p. ex.: esquema de engrenagens).
● Substituir

Critérios de Veja a nota


avaliação

D-03-00194 PO 6. 1. 42
Manutenção

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Acionamento
componente
E1301

Ponto de controle Rodas dentadas

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

Trabalhos a serem Examinar o desgaste das


executados engrenagens e flancos
dentados.
Examinar a lubrificação e
a sapata de lubrificação.

Critérios de
Lubrificação correta-
avaliação
mente distribuida.
No caso de desgaste
acentuado ou irregular,
substituir as rodas denta-
das.

D-03-00194 PO 6. 1. 43
Manutenção

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Acionamento
componente
P0184a

Ponto de controle Correias, correntes

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

278/16a
Trabalhos a serem ● Controlar:
Nota: executados Tensão
● Desgaste
As correias/correntes defeituosas ou ● Danificação
desgastas devem ser, obrigatoria-
mente, substituídas de imediato!
CASO NECESSÁRIO:
● Retesar
● Substituir

Critérios de ● Tensão correta


avaliação ● Desgaste das super-
fícies de rolamento
● Danificação
● Verificar o curso exato
das correias.

D-03-00194 PO 6. 1. 44
Manutenção

Somente com máquinas com freio de acionamento.

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Freio do acionamento


componente

Ponto de controle Fenda da saída do ar,


força de rotor

Utensílios e Calibre para medir folga,


produtos para a calibre corrediço
manutenção

01O0033

Trabalhos a serem Ajuste da fenda de saída


Nota: executados de ar e control da força
de rotor.
● Estas operações só devem ser
executadas por pessoal especiali-
zado preparados para isto.
● Em nenhum caso as superficies de
fricção podem entrar em contato
com óleo ou graxa.
O tamanho do freio se encontra na plaqueta
de identificação na posição designada com
"XX".
Critérios de Com acionamento do
Tamanho do Fenda de saída Força de rotor avaliação
freio de ar [mm]
freio de motor, a máquina
[mm] deve parar imediata-
mente (p. ex. com
Pre- Máx. Pre- Mín. PARADA DE EMERGÊN-
visto visto
CIA).
14 0,3 0,75 12,0 7,0

16 0,3 0,75 13,0 7,0

18 0,4 1,0 15,0 8,0

D-03-00194 PO 6. 1. 45
Manutenção

1 Intervalo de
manutenção
MENSALMENTE
ou cada
200 horas de serviço

Designação do Armários de distribuição,


componente climatizadores
f0557

2 Ponto de controle Filtros

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

240/14

Trabalhos a serem ● Controlar:


Nota: executados Grau de sujeira
● Danificação
Modelo 1:
Filtro no armário de distribuição
CASO NECESSÁRIO:
Modelo 2: ● Limpar
Filtro no climatizador ● Substituir
(Equipamento especial)

● O intervalo de manutenção
depende da qualidade do ar ambi-
ente.
Sendo necessário, adaptar os Critérios de ● Os cartuchos filtran-
intervalos aos respectivos produ- avaliação tes não devem estar
tos.
sujos.
● Para mais informações, veja o
● Os cartuchos filtran-
capítulo "Limpeza/Desinfecção"
tes não devem estar
danificados.

D-03-00194 PO 6. 1. 46
Manutenção

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Lubrificação central


componente
f0595 145/10e

Ponto de controle Conexões, tubulações

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

03o0371c
Trabalhos a serem Executar e controlar com-
Nota: executados pletamente o procedi-
mento de lubrificação.
● Placa de lubrificação central
(equipamento de série)
● Sistema de lubrificação central manual/
automático
(Equipamento especial)
● Sistema de lubrificação central a cargo do
proprietário
(Equipamento especial)

● As conexões/tubulações devem estar


Critérios de Acumulações de lubrifi-
estanques interconectadas.
avaliação cante na área dos condu-
● Verificar se os pontos de lubrificação estão
suficientemente lubrificados. tos de lubrificante,
● Nos sistemas de lubrificação central: indicam que há fugas no
O ciclo de lubrificação deve ser executado sistema de lubrificação.
sem perturbações até o fim.

Eliminar os defeitos, se possível, ime-


diatamente, o mais tardar, contudo,
após 10 horas de serviço.

D-03-00194 PO 6. 1. 47
Manutenção

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

Designação do Sistema pneumático


componente
T0175

Ponto de controle Conexões, tubos,


válvulas, cilindro

Utensílios e ____________________
produtos para a
manutenção

Trabalhos a serem Controlar em relação à


executados estanqueidade, porosi-
dade, fixação e estado.
CASO NECESSÁRIO:
Trocar as peças corres-
pondentes.

Critérios de ____________________
avaliação

D-03-00194 PO 6. 1. 48
Manutenção

Somente em máquinas com bomba de vácuo e válvulas de enchimento acionadas pneuma-


ticamente.

Intervalo de MENSALMENTE
manutenção ou cada
200 horas de serviço

1 Designação do Sistema de vácuo


componente
03o0061cc

Nota: Ponto de controle Canais/condutos de


vácuo
● Selecionar o passo de programa "Posição
básica"
(são fechadas todas as válvulas de enchi-
mento/válvulas da tubulação) Utensílios e ____________________
ou produtos para a
fechar todas as válvulas. manutenção
● Abrir a válvula da tubulação (1) entre a
enchedora e a bomba de vácuo.
● Ligar a bomba de vácuo e esperar que o Trabalhos a serem Controlar:
vácuo final seja alcançado. executados Estanqueidade
● Fechar a válvula da tubul