Vous êtes sur la page 1sur 122

UM CERTO

PONTO
DE VISTA
A CERTAIN
POINT
OF VIEW

ANA ANDRÉ
ISABEL BARAONA
PEDRO VALDEZ CARDOSO
THIERRY SIMÕES
TIAGO BATISTA
VASCO CÉLIO
ARTADENTRO
arte contemporânea | associação

Um Certo Ponto de Vista


A Certain Point of View
14 de Outubro 2017 - 10 de Junho 2018
October 14, 2017 - June 10, 2018

© Artadentro – Arte Contemporânea – Associação 2018. All rights reserved.


ÍNDICE
CONTENTS

“Um certo ponto de vista” no programa 365 Algarve


“A certain point of view” in the programme 365 Algarve 05
Anabela Afonso - Dália Paulo

Aposta Certa
The right bet 09
Rogério Bacalhau

Uma capela em modo de galeria


A chapel turned into art gallery 11
Marco Lopes

Um Certo Ponto de Vista


A Certain Point of View 15
Vasco Vidigal

Praia - Ana André


A pintura de Ana André: a memória como elegia
Ana André’s paintings: memory as «elegy»…
23
José Paulo Cruz Pereira

Tochas - Vasco Célio


“Tochas” – um assunto de homens
“Torches” – a men-only matter
49
Fernando Sampaio Amaro

Ar - Isabel Baraona / Thierry Simões / Tiago Batista


Desenho como Desígnio – Apontamentos sobre a exposição AR
Drawing by Design – Notes on the AR exhibition
65
Mirian Tavares

A Primeira Pedra - Pedro Valdez Cardoso


Pedro Valdez Cardoso – “A Primeira Pedra”
Pedro Valdez Cardoso – “A Primeira Pedra”
87
Sérgio Fazenda Rodrigues

Notas Biográficas / Biographies 108


Ficha Técnica / Captions 111
Agradecimentos / Acknowledgements 116
“Um certo ponto de vista” no programa 365 Algarve
“A certain point of view” in the programme 365 Algarve

O ciclo de artes plásticas Um Certo Ponto de Vista, The cycle of plastic arts A Certain Point of View,
com a curadoria de Vasco Vidigal, foi um dos projetos curated by Vasco Vidigal, was one of the projects
selecionados para integrar a 2.ª edição do programa selected to integrate the second edition of the
cultural 365 Algarve. Um inovador programa que cultural programme 365 Algarve. This innovative
nasce de uma parceria entre os Ministérios da programme emerges from the partnership between
Economia e da Cultura, através das Secretarias de the Portuguese Ministries of Economy and Culture,
Estado da Cultura e do Turismo, com financiamento through the Secretaries of State of Culture and
do Turismo de Portugal e execução pela Região de Tourism, financed by the Tourism of Portugal and
Turismo do Algarve. executed by the Algarve Regional Tourism Board.
O 365 Algarve é uma proposta de intervenção no 365 Algarve is a proposal of intervention in the
território, materializada por meio de um programa territory, materialized through a cultural programme
cultural que pretende complementar as dinâmicas já with the purpose of complementing the already
existentes na região, potenciando a competitividade existing dynamics of the region, increasing the
do destino todo o ano, apostando na sua matriz competitiveness of the destination all year round,
identitária e criativa, construído a partir da and focusing on its cultural identity and creativity
identidade polissémica do lugar hoje, numa simbiose created from today’s polysemic identity, in a
entre território, comunidades, conhecimento, symbiosis among territory, communities, knowledge,
património, inovação e criação contemporânea. heritage, innovation and contemporary creation.
O ciclo de artes visuais Um Certo Ponto de Vista The cycle of visual arts A Certain Point of View is
insere-se no conceito geral do programa cultural part of the general cultural concept of 365 Algarve’s
365 Algarve porque junta artistas de “dentro” com because it joins local and foreign artists around
artistas de “fora” em torno do território Algarve e the territory called Algarve. From the topic of
a partir do tema Luz, que se desdobra na pintura Light, it unfolds in Ana André’s paintings in the
de Ana André em Praia; na fotografia de Vaco Célio exhibition Praia; in Vasco Célio’s photography in
em Tochas; no desenho de Isabel Baraona, Tiago Tochas; in the drawings by Isabel Baraona, Tiago
Batista e Thierry Simões em Ar e na escultura de Batista and Thierry Simões in Ar and in sculptures
Pedro Valdez Cardoso em A Primeira Pedra. Estes by Pedro Valdez Cardoso in A Primeira Pedra. These
artistas convidam-nos a focar o olhar em paisagens artists invite us to focus our vision on landscapes
e pormenores, a realizar exercícios de memória e and details, to perform exercises of memory and
de emoções, partilhando connosco o Algarve que emotions, sharing with us the Algarve that results
resulta dessa representação de múltiplas leituras, from the representation of multiple readings, which
que sempre nos traz o ato de criação. always bring us to the act of creation.

A CERTAIN POINT OF VIEW 5


Percorrer o ciclo Um Certo Ponto de Vista é revisitar To traverse the cycle A Certain Point of View is
um dos maravilhosos poemas sobre o Algarve que to revisit one of the marvellous poems about
Sophia de Mello Breyner Andresen escreve, em 1962, the Algarve written by Sophia de Mello Breyner
no Livro Sexto: Andresen in 1962 (and published in Livro Sexto):

“A luz mais que pura/ Sobre a terra seca// Eu quero o “The light more than pure / upon the dry land // I
canto o ar a anémona a medusa/ O recorte das pedras want the chant the air the anemone the jellyfish / the
sobre o mar// Um homem sobe o monte desenhando/ A outline of the stone upon the sea // A man journeys
tarde transparente das aranhas// A luz mais que pura/ up the hill drawing / the transparent afternoon of
Quebra a sua lança” spiders // the light more than pure / breaks its spear”

Esta luz mais que pura que influencia artistas, que This light more than pure that influences artists,
torna a palete de cores da serra ao mar única, que makes the palette of colours from the hills to the sea
nos molda o ser, que nos impele a ficar, que convida unique, shapes the being, impels us to stay, invites
a demorar-se, é um dos cartões-de-visita do Algarve us to linger, is one of the visiting cards of the Algarve
e é, seguramente, um dos muitos elementos de and is certainly one of the numerous elements of
atração turística que fazem desta nossa terra um tourist attraction that makes our region a place
local tão procurado por tantos, de tantos sítios cared for by so many, from several different places.
diferentes. Through the cycle “A Certain Point of View” we want
Através deste ciclo, Um Certo Ponto de Vista, o que to challenge you to one more voyage. We ask you
fazemos é desafiar-vos para mais uma viagem. to let yourself go by the hand of those who paint,
É pedir-vos que se deixem levar pela mão de photograph, sculpt or draw, and with that hand
quem pinta, fotografa, esculpe ou desenha, e com to examine other landscapes, other perspectives,
essa mão percorram outras paisagens, outras other colours and shapes, always discovering a new
perspetivas, outras cores e formas, descobrindo Algarve. Thus we want to make 365 Algarve an entry
sempre um novo Algarve. Queremos, assim, fazer door into new experiences and new visions around.
do 365 Algarve uma porta de entrada para novas We would lastly like to thank Artadentro –
experiências e para novos olhares em volta. Contemporary Art and Vasco Vidigal for imagining
Cabe-nos, por fim, agradecer à Artadentro – Arte the cycle; the artists – Ana André, Vasco Célio, Isabel
Contemporânea e ao Vasco Vidigal por imaginar o Baraona, Tiago Batista, Thierry Simões and Pedro
ciclo; aos artistas – Ana André, Vasco Célio, Isabel Valdez Cardoso – for continuing to take us by the
Baraona, Tiago Batista, Thierry Simões e Pedro hand to see the world; and the municipalities and
Valdez Cardoso - por continuarem a levar-nos pela the establishments that host this project for making

6 UM CERTO PONTO DE VISTA


mão para ver o mundo; e aos municípios e espaços these meeting points possible – Faro Municipality
de acolhimento, por tornarem possível estes pontos and Municipal Museum, Portimão Municipality and
de encontro – Câmara Municipal e Museu Municipal Museum and São Brás do Alportel Municipality and
de Faro, Câmara Municipal e Museu de Portimão e Municipal Gallery.
Câmara Municipal e Galeria Municipal de São Brás de We wish you all excellent voyages to the exhibitions,
Alportel. to the catalogue, and to the new reasons that you
Desejamos excelentes viagens às exposições, ao find to keep coming back to our Algarve!
catálogo, e aos novos motivos que encontrem para
nunca deixar de voltar ao nosso Algarve!

Faro, 8 de fevereiro de 2018


Faro, 8th of February of 2018
Anabela Afonso
Comissária do Programa Cultural 365 Algarve
Curator of the 365 Algarve Cultural Programme
Dália Paulo
Ex-Comissária do Programa Cultural 365 Algarve
former Curator of the 365 Algarve Cultural Programme

A CERTAIN POINT OF VIEW 7


Aposta Certa
The right bet

A Câmara Municipal de Faro tem marcado terreno The Municipality of Faro has advanced hugely in
na área da programação expositiva na arte the programming of contemporary art exhibitions.
contemporânea. A parceria histórica com Serralves The historical partnership with Serralves Museum
trouxe até ao Museu Municipal de Faro uma coleção (Porto) brought to Faro Municipal Museum an art
de arte dos anos 80, representada por nomes de collection from the 1980s, represented by first class
primeira linha como Rui Aguiar, Gerardo Burmester, names such as Rui Aguiar, Gerardo Burmester, Pedro
Pedro Cabrita Reis, Rui Chafes, Harald Klingelhöller, Cabrita Reis, Rui Chafes, Harald Klingelhöller, Rui
Rui Sanches e Xana. Sanches, and Xana.
Depois seria o consagrado José Pedro Croft, numa After that, an exhibition was dedicated to José Pedro
exposição que juntava escultura, desenho e gravura, Croft, joining sculpture, drawing and etching: he is
o mesmo artista que agora representa as cores the artist who represents the national colours in
lusas na Bienal de Arte Plásticas em Veneza. Antes, 2017 Venice Biennale. Prior to that, the collection of
através do apoio da Fundação Millennium BCP, a José de Guimarães was also shown in this museum,
coleção de José de Guimarães também já tinha aqui in an exhibition sponsored by the Millennium BCP
estado, precisamente neste museu. Não se esqueça Foundation. And may we remind that the historical
que num outro espaço vizinho ao antigo convento, TREM – Art Gallery, another public building close
também da tutela municipal, a histórica galeria Trem, to the old convent of the Municipal Museum
agora com curadoria entregue ao curso de Artes and now curated by the Visual Art course of the
Visuais da UALG, tem feito da arte contemporânea Algarve University, keeps presenting an excellent
uma programação de excelência alternando nomes programme of contemporary art, alternating names
de carreira intocável, com outros que agora dão os of undoubtable reputation with others now taking
primeiros passos, mas que se espera um futuro de the first steps, and whom we hope will have a great
enorme destaque. future.
Agora é a vez da Artadentro, associação farense It is now the turn of Artadentro, a local association
com créditos firmados na arte contemporânea, of proven quality in contemporary art with an
com longo currículo de programação nas suas extensive curriculum in programming in its facilities
instalações e não só. No fundo esta parceria não é and beyond. The partnership between the gallery
novidade, pois em tempos já se consumaram outros and the Museum is not new: in the past other
projetos em espaços municipais com a intervenção projects were accomplished in municipal spaces with
da Artadentro, alguns deles lembrados ainda hoje the intervention of Artadentro, some of them are
como grandes acontecimentos culturais. Este ciclo e remembered to this day as major cultural events.
este projeto, acolhido favoravelmente pelo Programa This cycle and this particular project, accepted by the
365 Algarve, tem tudo para correr na perfeição: Programme 365 Algarve, have all the ingredients for

A CERTAIN POINT OF VIEW 9


de um lado um espaço notável da arquitetura success. On the one hand, a remarkable building that
histórica da cidade e de enorme simbologia; forms part of the town’s historical architecture, with
do outro, um naipe de artistas de enorme qualidade notable symbolic relevance. On the other hand, a set
e uma curadoria competente. of great-quality artists and a competent curatorship.
Felicitamos a Artadentro e o Vasco Vidigal, não We congratulate Artadentro and its director Vasco
apenas por este ciclo expositivo, mas por todo o Vidigal not only on this exhibition cycle but also on
trabalho construído desde a criação da associação, all the work carried out since the creation of the
confirmando que a arte contemporânea tem lugar Association, which confirms that contemporary
garantido na cidade e que hoje em dia representa art has a safe place in Faro and that it represents
uma aposta certa na oferta cultural e turística a rightful place in the region’s cultural and tourist
da região. Esse é o caminho que a autarquia offer. This is the path assumed by this Municipality
tem assumido e que tudo fará para reforçar nos and we will do everything to consolidate it in the
próximos tempos, sempre com a ajuda de vários near future. As always, we count on the help from
parceiros, desde logo com o tecido associativo local, various partners, namely local associations, Algarve
com artistas da região e com a própria universidade. artists and the University.
A Câmara Municipal de Faro e o Museu Municipal de Both Faro Municipality and Faro Municipal Museum
Faro ficam sempre a ganhar, pois além do prestígio are winners in this: besides the prestige of the cycle,
deste ciclo, a programação deste equipamento the programme presented by the Museum, one of
que se encontra indiscutivelmente numa onda de enormous undoubted dynamism, it is also a true
enorme dinâmica, assume-se como um verdadeiro Art Centre. Ultimately, the cycle will help create a
centro das artes. Mas acaba por se criar também, um place for a contemporary Art programme in the
hábito de agenda expositiva de arte contemporânea Museum, with the ability to coexist with the rest of
no museu, que tem espaço de manobra e de the collection, as its director declared. These are
convívio com o restante acervo, conforme muito projects that make a difference. They set the town
bem defende o seu diretor. São estes projetos que into the map of relevant arts and catapult us to even
fazem a diferença, que colocam a cidade no mapa higher ambitions.
das artes e que nos podem catapultar para outras
ambições.

Rogério Bacalhau
Presidente da Câmara Municipal de Faro
Mayor of Faro

10 UM CERTO PONTO DE VISTA


Uma capela em modo de galeria
A chapel transformed into an art gallery

O Museu Municipal de Faro não podia deixar de The Faro Municipal Museum could not but be
se associar a este projeto. Também ele tem uma associated to this project. The Museum has a word
palavra a dizer, ou se quisermos, também ele to say, or if we want, it has a point of view about
tem o seu ponto de vista daquilo que deve ser a what the exhibition programme should be and about
programação expositiva e o tipo de património que the type of heritage its ancient walls invite - with no
as suas seculares paredes devem estar dispostas prejudice of any kind.
a receber — e sobre isso não deve existir qualquer This museum will not hold the discourse of prejudice.
espécie de preconceito. One should remember that in the past museums
Pelo menos este museu não embarca nesse had their own viewpoint regarding collections. First
discurso. Convém não esquecer que no passado os there was the archaeological point of view, and then
museus tinham o seu ponto de vista em matéria the ethnographic; later came the visual arts, and so
de colecionismo. Primeiro arqueologia, depois on. Nowadays this museum, like so many others all
etnografia, mais tarde as artes visuais e por aí em over the country, has a miscelanea of art objects,
diante. Hoje, este museu, assim como outros different from one another but coexisting in a sound
espalhados pelo país, têm uma miscelânea de manner. We have different points of view: the point
bens artísticos, diferentes é certo, mas que of view of preservation, the point of view of the
convivem saudavelmente entre si. Apareceram collector, the point of view of the history of the town.
aqui por diferentes pontos de vista: o ponto de Ultimately, the collection is a combination of points
vista da conservação, o ponto de vista do gosto do of view which have been built over time about
colecionador, o ponto de vista da história da cidade. cultural and artistic heritage, resulting from fashions
No fim de contas o acervo que resulta é uma and trends. The museum itself has experienced
amálgama de pontos de vista que se construíram different states of minds and of body in its existence.
ao longo do tempo sobre o património cultural e In its early days, this place was a convent; it then
artístico, fruto de modas e tendências. O próprio became a cork factory and only afterwards a cultural
museu também experimentou estados de alma e de facility. Who would guess that the chapel where
corpo distintos nestes anos da sua vivência. Ao início religious ceremonies were held would, 500 years
foi convento, depois fábrica de cortiça e mais tarde after its foundation be used as an exhibition room
equipamento cultural. Alguém adivinharia que a for a cycle of contemporary art? This is yet another a
capela onde eram celebradas cerimónias religiosas point of view.
serviria, quase 500 anos volvidos da sua fundação, It is the point of view relating to adaptation and new
como sala expositiva para este ciclo de arte times. Although archaeology and ancient painting
contemporânea? Este também é um ponto de vista: are predominant in the museum’s collection,
é o ponto de vista da adaptação e dos novos tempos. contemporary art was never disconsidered or

A CERTAIN POINT OF VIEW 11


Embora a arqueologia e a pintura antiga sejam aqui despised. Instead, it has always found a comfortable
as coleções dominantes, a arte contemporânea place here: in the last years that has been proved by
nunca se sentiu menorizada ou observada com newsworthy projects, such as the collaboration with
desdém. Tem-se sentido cómoda e os últimos anos Serralves or the José de Guimarães Collection (from
provam-no, com os projetos mais mediáticos de the BCP Millennium Foundation). Here they have
Serralves ou da coleção de José de Guimarães, had their space of creativity, dialogue, critique and
pertencente à Fundação Millennium BCP. Este freedom.
tem sido o seu espaço de criatividade, de diálogo, de All artistic and heritage worlds are necessary, valid
crítica e de liberdade. and fit in here: and that does not hinder the identity
Todos os mundos artísticos e patrimoniais são of the Faro Municipal Museum, nor the coherence
precisos, válidos e todos cabem aqui, sem que of the discourse of its exhibitions, which give
tal retire naturalmente a identidade do Museu preference to our territory, to the communities that
Municipal de Faro e a coerência do seu discurso give them life and the arts that confide memories
expositivo, que dá prevalência ao território em que onto ourselves. And what is that if not Praia by
nos inserimos, às comunidades que lhe dão vida Ana André, Tochas by Vasco Célio, Ar by Isabel
e às artes que nos segredam memórias. O que é Baraona, Tiago Batista and Thierry Simões or A
isso senão a Praia de Ana André, as Tochas de Vasco Primeira Pedra by Pedro Valdez Cardoso? These are
Célio, o Ar de Isabel Baraona, Tiago Batista e Thierry the perspectives of each artist leading us into our
Simões ou A Primeira Pedra de Pedro Valdez Cardoso? dazzling landscapes, into the uniqueness of our
São as perspetivas de cada um desses artistas que climate, into our seductive architectures and our
nos levam às nossas deslumbrantes paisagens, ao enigmatic rituals.
nosso incomparável clima, às nossas sedutoras This is the territory the museum speaks forth,
arquiteturas e aos nossos enigmáticos rituais. from the millenary historical vestiges to the more
É desse território que o museu trata, desde os contemporary artistic legacy that this cycle proposes
vestígios históricos mais milenares ao legado to share. But the artworks - of great quality, it goes
artístico mais contemporâneo, que este ciclo without saying - are not the only feature resulting
expositivo partilha. Mas não são apenas obras from this project. It will result also in documents for
artísticas o que sobrará deste projeto — de elevada information and study, about the artists, their paths,
qualidade, diga-se em bom rigor — , sobram and the various aspects of the region.
documentos de informação e de estudo, sobre In the end, the topic is the Algarve: that which
cada um dos artistas, os seus percursos, os temas unites us and which we celebrate in the purpose of
da região. No fundo, sobre o Algarve, que nos une this exhibition. But the cultural benefits from the
e que todos celebramos neste desígnio expositivo. museums of tomorrow will also persist. Those which

12 UM CERTO PONTO DE VISTA


Mas sobram também daqui os bens culturais dos will bring new subjects to work with, new exploratory
museus de amanhã. Aqueles que vão trazer novas paths in exhibition programmes, new approaches
pistas de trabalho, novos caminhos exploratórios to the region’s museum heritage and more prestige
na programação expositiva, novas abordagens do to the collections. This much is sacred, and it is only
património museológico da região e mais prestígio fitting that it happens in an ancient chapel.
aos acervos. E isso é sagrado, ou não estivéssemos
numa antiga capela.

Marco Lopes
Diretor do Museu Municipal de Faro
Director of Faro Municipal Museum

A CERTAIN POINT OF VIEW 13


Um Certo Ponto de Vista
A Certain Point of View
Vasco Vidigal

Em nome da Artadentro, agradeço aos ministérios On behalf of Artadentro I wish to thank the
da Economia e o da Cultura, e às suas Secretarias Portuguese Ministries of Economy and of Culture,
de Estado da Cultura e a do Turismo, pela realização and their Secretaries of State of Culture and of
do programa cultural 365 Algarve. Agradecemos Tourism for the realization of the 365 Algarve
também ao Turismo de Portugal, entidade Cultural programme. Artadentro also thank the
financiadora, e à Região de Turismo do Algarve que Turismo de Portugal, funding institution, and the
executa este projecto de valorização do Algarve. Algarve Regional Tourism Board that executes this
Outro agradecimento devido, é o que fazemos ao project of valorization in the Algarve. Gratitude is
Município de Faro e ao seu presidente Prof. Rogério also due to the Faro Municipality and Mayor Rogério
Bacalhau, ao vice-presidente Dr. Paulo Santos, ao Bacalhau, the Deputy-Mayor Paulo Santos, the
Museu Municipal de Faro e ao seu director Dr. Marco Faro Municipal Museum, its Director Marco Lopes
Lopes, bem como a toda a sua generosa equipa and his entire generous staff who have from the
que, desde o primeiro momento, nos apoiou e ao very first moment supported us and our cycle of
nosso ciclo de arte contemporânea Um Certo Ponto Contemporary Art “A Certain Point of View”, in a
de Vista — numa mostra prática da valorização da concrete demonstration of how to value the artistic
actividade artística/cultural como força motriz do and cultural activity as a pillar of development in
desenvolvimento farense. Agradecemos ainda ao Faro. We would also like to thank the Portimão
Município de Portimão, ao Museu de Portimão, ao Municipality, the Museum of Portimão, S. Brás de
Município de S. Brás de Alportel e respectiva galeria Alportel Municipality, and their Municipal Gallery for
municipal, a sua importante participação neste their important participation in this project.
projecto. A just and special word of thankfulness goes to
Importa ainda, deixar aqui um muito justo e especial Dália Paulo, the first curator of the 365 programme,
obrigado à primeira comissária do programa, a Dra. as well as to Cristina Braga for their incredible
Dália Paulo e à Dra. Cristina Braga, pelo notável commitment to this project. Dália Paulo’s successor
empenho neste projecto. Também, o nosso obrigado and present curator Anabela Afonso also deserves
à sua sucessora e actual comissária, Dra. Anabela our gratitude.
Afonso. One last thank you goes out to the artists who
Um último agradecimento aos artistas participantes participated or somehow collaborated in helping us
e a todos os outros, cuja colaboração, possibilitou à make “A Certain Point of View” happen.
Artadentro a realização de Um Certo Ponto de Vista. All gratitude expressed in due and just place to those
Feitos os justos e devidos agradecimentos, a todos involved in conceiving and bringing this project
os implicados na concepção e implementação of regional development to reality, we underline
deste projecto de desenvolvimento regional — the “point of view” that first made the cultural
sublinhando o “ponto de vista” que levou a program gain the support it did, particularly in the

A CERTAIN POINT OF VIEW 15


apoiar tal programa na actividade cultural e, para regional artistic activity. 365 appeared as a will
mais, aparentemente, na actividade artística to overcome a tradition of “viewpoints” that are
regional. Aqui, o “365”, aparentou uma vontade little informed and/or atavistically rooted in habits,
de ultrapassar uma tradição de “pontos de vista” ideas, and prejudices, which prevent other, more
pouco informados e/ou atavicamente arraigados a updated “viewpoints”: but we are convinced that
hábitos, ideias e preconceitos, que os impedem de the persistence of these visions has had a nefarious
considerar outros “pontos de vista” mais actuais: effect in the cultural development of society in
ora, a persistência destas visões tem tido um efeito the Algarve, holding it back and thus hindering the
nefasto no desenvolvimento cultural da sociedade course of the life of the region in its many areas of
algarvia, atrasando-a e, assim, prejudicando o activity — the underdevelopment of the artistic/
desenvolvimento da vida regional nas suas diversas cultural production is not only a reflex but also a
áreas de actividade — de que o subdesenvolvimento cause of this phenomenon.
da produção artística/cultural é, não apenas um 365 Algarve is, alas, not immune to its own
reflexo, mas também uma causa. contradictions: on the one hand, it affirms itself as
Contudo, o programa 365 Algarve, não é imune às dedicated to the tourist sector; on the other hand,
suas próprias contradições: por um lado afirma-se it insinuates itself as a factor of cultural dynamism
como dedicado ao sector turístico; por outro as it attempts to engage local cultural agents
insinua-se como factor de dinamização cultural, ao through a support — in the context, articulating
procurar envolver os agentes culturais locais através the “engagement” (a word of many synonyms) with
de um apoio — neste contexto, a conjugação do “support”, as applied to artistic and cultural agents
verbo “envolver” (de muitos sinónimos), com o termo evinces the danger and the perversity inherent to
“apoio”, aplicados aos agentes artísticos/culturais, the “design” of the program, to the extent that it
evidencia o perigo e a perversidade inerentes a este undervalues and subdues the artistic activity to
“desenho” do programa, que menoriza e subjuga the criteria of the industry of tourism. Sadly, this
a actividade artística, aos critérios da indústria is a classic “viewpoint” that is clearly contrary to
turística. É, infelizmente, um “ponto de vista” the artistic production — a vision which can be
clássico e, obviamente, inimigo da produção artística subsumed in the phrase “I pay, therefore I give the
— uma visão que se resume sucintamente na orders (even if I know not about what).
máxima: “eu pago, eu mando” (mesmo que não saiba A “point of view” is in fact something anyone can
bem no quê). have. From where they stand, they only have to
De facto, um “ponto de vista” é coisa que todos focus on the object and analyse it and the senses will
podem ter: basta que do lugar onde estão foquem be informed by enough synaptic connexions. Thus,
o objecto em análise e os sentidos se informarão de the subject is, “naturally”, in an easy and painless
conexões sinápticas suficientes. Fica assim o sujeito, way, prepared to have an opinion – hence, in general,
‘naturalmente’, de modo fácil e indolor, habilitado a the utility of “points of view”.

16 UM CERTO PONTO DE VISTA


ter uma opinião — é para isso que, em geral, servem This simplistic but truthful vision at its level, which
(ou se usam) os “pontos de vista”. reduces the phenomenon to physical-chemical
Esta visão simplista, mas ao seu nível veraz, reactions conditioned by a banal static geometric
que reduz o fenómeno a algumas reacções relation between subject and object, has an
físico-químicas condicionadas por banal relação immediate very relevant implication: just as two
geométrica estática entre sujeito e objecto, tem bodies cannot occupy the same physical space
desde logo uma implicação de monta: é que, como simultaneously, it is not possible to conceive the
dois corpos não podem ocupar em simultâneo o existence of two equal “points of view”.
mesmo espaço físico, não é possível conceber a Such an “idea” is reinforced by the fact that the
existência de dois “pontos de vista” iguais. existence of two individuals in the known universe,
Tal ‘ideia’ é reforçada pelo facto de que não se even though inseparably monozygotic, culturally
concebe no universo conhecido dois sujeitos, and biographically identical, is not conceivable.
mesmo que monozigóticos inseparáveis, biográfica Therefore, someone who would be able to rightly,
e culturalmente idênticos. Por seguinte, quem deste and on any topic declare to have a “point of view”
modo pode, e com razão, sobre qualquer assunto - and thus to opine – could not have more than a
afirmar ter um “ponto de vista”, portanto opinar, “certain point of view”; which does not mean the
não possui mais que um “certo ponto de vista”, o “point of view that is certain”.
seu; o que não significa um “ponto de vista certo”. On the other hand, once the objects submitted to
Por outro lado, uma vez que os objectos submetidos the passing of time, moment by moment, constantly
à passagem do tempo, momento a momento, changing, also to our “point of view” we must
constantemente se alteram, também sobre o nosso honestly ascribe its transitory character. It would
“ponto de vista” temos de honestamente assumir therefore be more correct to recognize that we have
o seu carácter transitório. Por aqui, mais correcto only a provisory and “uncertain point of view”.
seria alguém reconhecer ter apenas um provisório e Paradoxically, although it seems to be a useless
“incerto ponto de vista”. misconception, the “point of view” always
Paradoxalmente, embora aparente ser equívoco dependent upon the subject’s idiosyncrasy in
inútil, o “ponto de vista”, sempre dependente its mutable circumstance and on the transience
da idiossincrasia do sujeito na sua mutável of the object, is very useful; with the humility of
circunstância e da transitoriedade do objecto, accepting that to have a “certain point of view”
é coisa de muita utilidade; com a humildade de does not mean more than a mere possibility of
aceitarmos que possuir “certo ponto de vista” não transitory “truth”, asking for a constant updating
significa mais que mera possibilidade de “verdade” and critical examination, it is as useful to us as the
transitória, a pedir actualização e exame crítico prompter in theatre – a kind of GPS that guides us
constantes, serve-nos como o ponto no teatro — in the perpetual fight against ignorance, like in the
uma espécie de GPS que vai orientando na perpétua reception of ever new and diverse events.

A CERTAIN POINT OF VIEW 17


lida contra a ignorância, como na recepção de In fact, having a “certain point of view” may
sempre novos e diversos acontecimentos. and must serve for more than a chat at the pub.
De facto, ter um “certo ponto de vista” pode e However, in order for that to happen, one must
deve servir para mais que desconversar no café. abandon the static pose and the quick glance, in
No entanto, para isso, temos de abandonar a pose favour of an active quest for the other perspective,
estática e o olhar apressado, a favor da busca activa for the new angle, with a diverse focus, and
da outra perspectiva, do novo ângulo, com diverso considering the object through the viewpoint of
enfoque, considerando o objecto pelo prisma da others, so that one obtains a panorama as wide
visão alheia, de modo a obtermos um panorama and as detailed, which allows for a more educated
tão geral como detalhado, que nos permita uma and critical opinion. And upon that, through study
opinião mais informada e crítica — e assim, fruto and reflexion, and also through experience, to
de estudo e reflexão, mas também da experiência, possess a “certain point of view” less uncertain
possuir um “certo ponto de vista” menos incerto and more conscious, more able to serve as a model
e mais consciente, apto para modelo de aferição for assessment – provisory and in permanent
— provisório e em permanente reavaliação — do reevaluation – of the subject to be considered.
assunto a considerar. However, even after such effort, this “point of view”
Contudo, mesmo após tal esforço, este “ponto de is not of universal application: it can only be applied
vista” não é de aplicação universal: apenas se aplica to an object/topic considered singly; for all the rest,
a um objecto/assunto considerado isoladamente; it is necessary to repeat the arduous process. In
para todos os outros, é necessário repetir o truth, it is very natural that experts of a specific
árduo processo. Na verdade, é muito natural que field of knowledge or professionals who have had a
especialistas num determinado campo de saber, successful life in their business, with academic titles
ou profissionais com toda uma vida de sucesso no or a history of important public jobs, be perfectly
seu negócio, com títulos académicos ou historial de and completely dismissed from a “point of view
cargos públicos de grande responsabilidade, sejam that is certain” about everything that escapes their
perfeita e rematadamente destituídos de um “ponto specific and usual area of interest.
de vista certo” sobre tudo o que escapa à sua It is not uncommon to find someone who
específica e habitual área de interesse. has been applauded for many years for their
Não é raro o exemplo de alguém durante muitos specialized knowledge feeling, in the anxiety of
anos aplaudido pelo seu saber especializado, not disappointing the fans, to feel incapable of
na angústia de não desiludir os admiradores, recognising their ignorance about a subject strange
se sinta incapaz de reconhecer a sua ignorância to their area of expertise and, consequently,
sobre assunto fora da sua esfera de saber e, choose the wrong option – one may say, thus, that a
consequentemente, tome a decisão errada — pode “certain point of view” about himself/herself hinges
dizer-se, portanto, que um “certo ponto de vista” fundamentally on the circumstances of each and

18 UM CERTO PONTO DE VISTA


sobre si próprio depende muito das circunstâncias every person. It is most common to apply upon a
de cada um. Caso muito comum é o de se aplicar a very little understood theme the general principles
um tema pouco compreendido as receitas gerais da of macroeconomic management, or bureaucratic
gestão macroeconómica, ou regras administrativas and maladjusted administrative rules, preventing
burocráticas e desajustadas, que impossibilitam the full use of resources – in this specific case, it is
o cabal aproveitamento dos recursos — já neste difficult to discern which “point of view” must be
caso, é difícil discernir qual “o ponto de vista” a accounted responsible, or even whether there is
responsabilizar, ou se sequer existe algum… one…
É também frequente que o indivíduo, não possuindo It is also frequent that the individual not in
um “certo ponto de vista”, em vez de se dar ao possession of a “certain point of view”, instead of
trabalho de o construir, adopte um “ponto de trying to establish it, adopts a collective “point of
vista” colectivo. Na verdade, tal tipo de “pontos view”. In fact, such kind of “points of view”, which
de vista”, que se formam nebulosamente entre foggily form among the great variety of events of all
grande variedade de acasos de todo o género e kinds and qualities, although it may be completely
qualidade, embora possa ser totalmente inadequado inadequate concerning the treatment of any matter,
ao tratamento de qualquer assunto, tem sempre o always has the charm of benefitting from a sort of
encanto de gozar de uma espécie de legitimidade “democratic” legitimacy. It is this ample consensus
“democrática”. É este amplo consenso que os that justifies them and makes them suitable to
justifica e torna aptos a serem usados, com destreza be used, with discrete and thoughtless dexterity,
discreta e irreflectida, sem que o decisor alguma preventing the decision-maker from ever being
vez se sinta confrontado com o fraco alicerce da sua confronted with the weak foundation of his/her
decisão — contando, para mais, com uma enorme decision – furthermore when that decision maker
probabilidade de passivo/acrítico aplauso ‘colectivo’. counts on an enormous probability of passive/a-
É um fenómeno que não implica forçosamente um critical “collective” applause.
qualquer intuito malévolo. De facto, “certos pontos It is a phenomenon that does not necessarily imply
de vista” comuns, por falta de tempo e disposição, any type of malicious intention. In fact, common
quando não de capacidade para o exame crítico, sob “certain points of view”, for lack of time and
a aparência (apenas pela sua difusão) de “verdades availability, or even in the absence of capacity for
universais”, disseminam-se sub-repticiamente em a critical exam, under the appearance (only for
cada mente desse ‘colectivo’ como se de um vírus its diffusion) of “universal truths”, surreptitiously
se tratasse, contaminando qualquer profissional disseminate in each mind of that “collective” like a
fragilizado pelas pressões e premências da virus, contaminating any professional weakened
existência contemporânea. by the pressures and urgency of contemporary
existence.

A CERTAIN POINT OF VIEW 19


Infelizmente, a ‘visão popular’ e certas crenças Unfortunately the “popular vision” and certain
profissionais, têm a inadvertida vocação de professional beliefs have the unintended
dificultarem a actividade artística. Note-se aliás vocation of hampering the artistic work. Note the
a contradição; por um lado estes “pontos de contradiction: on the one hand, these “points of
vista” reconhecem méritos no contributo social/ view” acknowledge the merits of artistic activity for
cultural da actividade artística, até lamentam as the social/cultural contribution; they even lament the
dificuldades sentidas pelos artistas, no entanto, difficulties felt by artists; yet, on the other hand, they
por outro, recusam-se acriticamente a reconhecer uncritically refuse to acknowledge the specificity of
a especificidade da sua actividade, sujeitando-os their activity, insensitively subjecting the artists to
insensivelmente a critérios uniformizadores. standardizing criteria.
Claro está, este tipo de “pontos de vista” têm Of course, these kinds of “points of view” have
implicações no desempenho do autor seja onde for: implications in the author’s performance wherever
mesmo aqui no Algarve, onde a vida decorre com it occurs: even in the Algarve, where life is lived in
uma placidez soalheira, invulgar noutras paragens. a sunny placidity unusual in other places. When
Ora, os agentes artísticos quando solicitados a artists and other cultural agents are asked to tune
afinarem os seus “certos pontos de vista” pelo in their “certain points of view” through the prism
prisma da qualidade do viver algarvio — como lhes of Algarve’s life quality – as it was suggested when
foi sugerido quando idealizámos o ciclo de arte we idealized the cycle of contemporary art A Certain
contemporânea Um Certo Ponto de Vista —, não Point of View –, could not escape these obstacles.
poderiam escapar a estes obstáculos. In fact, what they are asked is to abandon and/or
De facto, o que se lhes pede é o abandono e/ou a distort their “points of view”, the ones they had
distorção dos “pontos de vista” que alicerçaram founded in their lifetime by their critical observation
da observação crítica e do estudo, durante a sua and study, and abdicate from defending them
vida de trabalho, e que abdiquem de os defender with the same intransigence and conviction they
com a mesma intransigência e convicção com que experienced when dedicatedly constructed them.
esforçadamente os construíram. In this context, the making of A Certain Point of
Neste contexto, a realização de Um Certo Ponto de View must be understood as an act of resistance,
Vista deve ser entendida como acto de resistência, in which the normal and daily reassessment/
em que a normal e quotidiana reavaliação/ updating of the “points of view” involved, under the
actualização dos “pontos de vista” envolvidos, pressure of forces contrary to the correct artistic and
pressionados por forças contrárias ao correcto curatorial process, need to fight harder and spend
processo artístico e curatorial, tem de árdua e more energy in order to maintain the integrity of
acrescidamente lutar por manter a integridade de principles.
princípios. It is an exercise in which, among the mist of
uncertain convictions, of hesitating wills and

20 UM CERTO PONTO DE VISTA


É um exercício em que, entre a neblina das contradictory practices (besides the problematic
convicções incertas, das vontades hesitantes e management of material means in/and from time),
práticas contraditórias (além da problemática gestão a compatibility is imposed between the conviviality
de meios materiais no/e do tempo), se impõe a of a colder and more rational pragmatism with an
compatibilização e o convívio do pragmatismo mais exuberant, almost mystical fait.
frio e racional com uma exuberante fé quase mística. Naturally, a challenge contaminated with such
Naturalmente, um desafio eivado de tais contradictions could only be faced by authors with
contradições apenas poderia ser enfrentado por strong, solid and resilient “points of view”, and
autores com fortes “pontos de vista”, sólidos simultaneously with a generous and demanding
e resilientes e, em simultâneo, com o espírito spirit of those who take risks in the conviction that
generoso e exigente de quem arrisca na convicção the artistic work is essential to this global society.
de que o trabalho artístico é essencial a esta Such is the case of Ana André, with her paintings
sociedade global. of equivocal and transitory luminosity summoning
É o caso da Ana André, com as suas pinturas the past to the renovation of the present, in her
da luminosidade equívoca e transitória, que path towards a solid and serene work of art; it is
convocam o passado à renovação do presente, no the case of the photographer Vasco Célio, with his
seu caminho de construção de uma obra sólida e documentation/reportage of a folk festivity and
serena; é o caso do fotógrafo Vasco Célio, com o its circumstantial protagonists, enchanted by the
seu registo/reportagem duma festividade popular strangeness and contradiction of a tradition that
e seus protagonistas circunstanciais, encantado is as religious as it is profane, at once formally
pela estranheza e contradição dessa tradição tão civilized and joyfully barbarian; it is the case of
religiosa como profana, formalmente civilizada e the undisturbed conviction with which Isabel
alegremente bárbara; é o caso da imperturbável Baraona, Tiago Batista and Thierry Simões show
convicção com que a Isabel Baraona, o Tiago their perspectives about the discipline of Drawing,
Batista e o Thierry Simões apresentam as suas in a joint project carried out while they immersed
perspectivas da disciplina do Desenho, num projecto themselves in this so peculiar “air” of the Algarve;
conjunto realizado em imersão neste “ar” algarvio and it is that of Pedro Valdez Cardoso who is like a
tão peculiar; e é o de Pedro Valdez Cardoso, como shaman coming to signal a possible geographic and
um xamã que nos vem assinalar uma possibilidade conceptual, if precarious reference for the future.
de referência geográfica e conceptual, ainda que
precária, para futuro.

Artadentro, Vasco Vidigal

A CERTAIN POINT OF VIEW 21


Um Certo Ponto de Vista
A Certain Point of View

ANA ANDRÉ
Praia

Museu Municipal de Faro


14 de Outubro a 3 de Dezembro de 2017
October 14 – December 3, 2017

Museu de Portimão
3 de Março a 8 de Abril de 2018
March 3 – April 8, 2018

23
24 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 25
26 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 27
28 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 29
30 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 31
32 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 33
34 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 35
36 UM CERTO PONTO DE VISTA
A pintura de Ana André: a memória como elegia
Ana André’s paintings: memory as «elegy»
José Paulo Cruz Pereira

1. O que primeiro se deveria observar, dessa 1. What should first be conveyed, about the
extraordinária pintura que é a de Ana André, é extraordinary paintings of Ana André is the way they
que ela é uma pintura circunspecta, pensativa - look circumspect, as if performed in a pensive mood
sonhadora até. Diz-nos a pintora – a propósito da - even dreamlike. On choosing the beach of Faro
escolha da «praia de Faro» como espaço referencial as the referential space for her vision, the painter
do seu olhar: «o que me motiva são memórias de um remarks: «what drives me are the memories of a
tempo que lá vivi» . Mas dos seus quadros – embora
1
time when I lived there»1. But from those paintings
eles suponham, também, como veremos, uma of hers – even if we take into careful consideration
certa dimensão do testemunho – nenhuma vocação the testimony dimension attached to them, as we
memorialística, ou impulso arquivístico parecem, will later see – neither memorialistic vocation, nor
com efeito, desprender-se: «porquê pintar? Não archival impulse seem to emerge: «why painting? Is
basta fotografar ou filmar? Não, porque não photographing or filming not enough? No, not at all,
interessa só a imagem do que lá está. É mais que because the image [of what stands there, in front of
isso. A pintura acrescenta um tempo que é outro» . Em
2
the cameras] is not the only thing that matters.
que consiste, então, esse tempo outro? Posto It is much more than that. Painting adds another
que são «memórias ligadas a emoções», o que a faz kind of time»2. What kind of time, then? For all those
aí voltar... Ao que a pintora nos acrescenta: «para memories she refers to are also «memories attached
olhar melhor»... O que estará, então, aí em jogo? to emotions»3 which make her return... «To take a
Uma discreta alusão a «Posesión del Ayer» – um better look», the artist adds... So, what is then at
dos poemas de Los Conjurados, do grande escritor stake here? A discreet allusion to «Posesión del Ayer»
argentino Jorge Luís Borges – oferece-nos já uma – a poem from Los Conjurados, by the great
primeira indicação: «há uma frase de Jorge Luís Argentinean writer Jorge Luís Borges – may offer
Borges que nos diz que todos os paraísos são us an interesting clue: «There is a line by Jorge Luis
perdidos, que só é nosso aquilo que perdemos» . 3
Borges which tells us that every paradise is lost, only
Que diz Borges, então, concretamente? what we lose is ours» 4.
So, what was it that Borges really said? Let us recall
it:

1
Apontamentos inéditos da pintora. 1
From an unpublished notebook of the artist.
2
Ibidem: sublinhado meu. 2
Ibidem.
3
Ibidem. 3
Ibidem.
4
Ibidem.

A CERTAIN POINT OF VIEW 37


Sé que he perdido tantas cosas que no podría contarlas y que esas perdiciones, ahora, son lo que es
mío. [...] Todo poema, con el tiempo, es una elegía. Nuestras son las mujeres que nos dejaron, ya no
sujetos a la víspera, que es zozobra, y a las alarmas y terrores de la esperanza. No hay otros paraísos
que los paraísos perdidos. 4 / 5

Assim, toda a «elegia» é, também, um testemunho: Thus, every «elegy» is also a testimony: not only of
não apenas da perda sofrida – e do que se perdeu, the loss suffered – and of what was lost, but which is
mas que agora nos constitui, no que há de mais now a part of us, the deepest part of us, «no longer
profundamente nosso, «já não sujeitos» aos exposed» to the «alarms of eve» or the «terrors
«terrores da véspera» ou da «esperança»... – mas of hope»... – …but also of what survives through it.
também do que, por seu intermédio, tanto em nós Which means that, if there is anything of a testimony
quanto a nós mesmos sobrevive. O que significa, in Ana André’s paintings, that will precisely be to
portanto, que se alguma coisa há de testemunho, the extent she is intensely moved, not only by her
na pintura de Ana André, é justamente na medida memories, but also her emotions and desires.
em que ela é intensamente movida, não apenas por Or a discreet oneiric drive that both regrounds
recordações, mas também por emoções e desejos. and shifts some of her memories from yesterday,
Por uma discreta pulsão onírica, em suma, que a tais and reconfigures them today, so as to plastically
recordações refunda ou desloque, e as reconfigure interrogate them: «to take a better look»... That is
hoje, para plasticamente as interrogar: para olhar precisely what it consists of, if «the first experience
melhor... Pois que é precisamente disso que se trata, is that of an intensive image»6 – that ante-predicative
se «a experiência primeira é a da imagem intensiva» experience which takes place before «perception
– aquela experiência ante-predicativa, que stabilizes» – and if, as is also stated by José Gil, in
ocorre antes de «a percepção se estabilizar» – e A Imagem Nua e as Pequenas Percepções: «the artist
se, como nos diz ainda José Gil, em A Imagem endlessly returns to that primitive mass»7.
Nua e as Pequenas Percepções: «o artista volta
incessantemente a essa massa primitiva».

4
BORGES, Jorge Luís, «Los Conjurados: ‘Posesión del Ayer’», in Obras 5
BORGES, Jorge Luís, «Los Conjurados: ‘Posesión del Ayer’», in Obras
Completas II – 1975-1985, Buenos Aires, Emecê Editores, 1989, p. 482: Completas II – 1975-1985, Buenos Aires,Emecê Editores, 1989, p. 482:
«sei que perdi tantas coisas que não poderia contá-las e que essas «I know I have lost countless things and that those losses are now
perdas, agora, são o que é meu. [...] Todo o poema, com o tempo, é what is mine. [...] Every poem, with time, becomes elegy. Ours are the
elegia. Nossas são as mulheres que nos deixaram, já não sujeitos women who left us, no longer exposed to eve, which is the anxious
à véspera, que é o pressentimento de um soçobrar e os alarmes e antecipitation of failure, and to the alarms and terrors of hope. There
terrores da esperança. Não há outros paraísos senão os perdidos» is no paradise other than the paradise lost».
6
GIL, José, A Imagem Nua e as Pequenas Percepções – estética e
metafenomenologia, 2ª ed., Lisboa, Relógio d’Água, 2005, p. 23.
7
Ibidem.

38 UM CERTO PONTO DE VISTA


Pois que ela «é o seu reservatório de experiência, Since «it is the reservoir of his experience, the source
de onde tira a força virgem das suas formas», para a of the pure strength of his shapes»8, so as to rebuild
partir delas «refaz[er] um mundo já mais ou menos from them a world already more or less formed by
moldado pela linguagem»5. Ora, nesse artista: language». Thus, for the artist:

A sua experiência não é pura, mistura imagens actuais e imagens arcaicas, emoções que acabam de
irromper e recordações de emoções; esta mescla torna-se então a condição da imagem nova, essa
imagem vinda não se sabe donde – porque vinda do caos original que é necessário ao artista reactivar
incessantemente.6 / 9

Parte do que nesta pintura age é, portanto, So, part of what acts in these paintings emerges
emergente do seu passado. Uma energia que, from the past. An energy that, when communicated
comunicada ao seu presente, ao mesmo tempo a to its present, releases itself from the burden of
liberta da mera nostalgia, ou do simples impulso mere nostalgia or the simple urge of any type
de qualquer espécie de restituição – sempre, de of restitution - which is always, to some extent,
resto, mais ou menos fantasmáticos. Posto que phantasmatic. Since all memory space is also a

5
GIL, José, A Imagem Nua e as Pequenas Percepções – estética e 8
Ibidem.
metafenomenologia, 2ª ed., 9
Ibidem: «His experience is not pure, it combines current images and
Lisboa, Relógio d’Água, 2005, p. 23 archaic images, emotions just irrupted and memories of emotions;
6
Ibidem. this blend then becomes the new condition, that image coming from
an unknown place - because it comes from the original chaos which
the artist must incessantly reactivate.»

A CERTAIN POINT OF VIEW 39


todo o espaço da memória é, também ele, pulsional: libidinal one, permeated not only by a certain
atravessado, não só pelo sonho, mas também pelo dreamwork but also by the desires it presupposes.
desejo que ele pressupõe. Ou ainda, como nos Or, in J.L. Borges’s words in «Todos los ayeres, un
diria J. L. Borges, em «Todos los ayeres, un sueño»: sueño’»: «el pasado es arcilla que el presente / Labra
«el pasado es arcilla que el presente / Labra a su a su antojo»10. Ana André's work, hence marked by a
antojo. Interminablemente»7. Pautada, assim, por certain economy of forces, follows different kinds of
uma certa economia de forças, a pintura de Ana appeal. Which ones? On the one hand, thematic and
André obedece, então, a apelos de vária índole. Que referential - or existential and ontological-temporal:
apelos? Por um lado, de ordem temática e referencial
– ou mais simplesmente existencial e ontológico-
-temporal:

O espaço da praia é cheio de marcas, restos deixados pelas vivências das pessoas que lá habitam ou
habitaram. A sua passagem deixa marcas na paisagem. Interessa-me compreender a ocupação do
espaço, aparentemente caótica, na qual não há um planeamento visível, mas antes um crescimento
orgânico, tal como o crescimento das dunas, das plantas, das marés. É um vaivém que deixa ondas,
na areia, que são semelhantes às ondas da água. Interessam-me as marcas causadas pelo vento,
pela água, pelos habitantes que a ocupam. As casas, a sua construção e a sua destruição, o rasto
deixado pela sua destruição. 8 / 11

Mas, por outro lado, é já a este mesmo nível que, But, on the other hand, a surprising mutation is
muito discretamente, se vai instalando uma discreetly taking place at this same level – a sort
surpreendente mutação – uma passagem de nível of opening passage to another level – pertaining to
que diz, para nós, respeito ao seu pensamento its immanent thought: because what the painter
imanente: pois o que a pintora acaba de nos dar é,
então, a praia como uma espécie de extensa tela
exterior, aberta a diferentes processos de inscrição.

10
BORGES, Jorge Luís, in «Los Conjurados: ‘Todos los ayeres, un sueño’»,
Obras Completas II –1975-1985, op. cit. p. 493: «the past is clay endlessly
reshaped by the present’s most urging desires»
11
From an unpublished notebook of the artist: «The beach is a place
full of imprints, remains left by the experiences of those who once
lived there and those who still do. Their passage leaves marks on the
landscape. I am interested in understanding the apparently chaotic
occupation of space, in which there is no visible planning but an
7
BORGES, Jorge Luís, in «Los Conjurados: ‘Todos los ayeres, un sueño», organic growth such as the growth of the dunes, the plants and the
Obras Completas II – 1975-1985, op. cit. p. 493: «o passado é argila tides. It is a back and forth movement, it leaves wave shapes on the
que o presente / molda segundo os seus mais prementes desejos. sand which are similar to the waves of the water. I am interested in
Interminavelmente» the marks caused by the wind, the water, the inhabitants. The houses,
8
Apontamentos inéditos da artista. their construction and destruction, the trace left by destruction.»

40 UM CERTO PONTO DE VISTA


Essa articulação entre níveis – o existencial e o has just given us is, consequently, the beach as a
estético... – nos faria então pensar, por um lado, na type of extensive outdoor canvas, open to different
memória como um imenso quadro, incessantemente inscription processes. On one hand, such an
refeito pelas inscrições de um tempo que seria tanto articulation between levels – existential and
subjectivo quanto objectivo, por não depender, aesthetical - would make us think of memory as
unicamente, da vontade consciente. Por outro an immense painting, endlessly redone by the
lado, numa pintura que seria, então, uma forma de inscriptions of a time both subjective and objective,
memória. Pois que nela se increveriam, não apenas given that it does not depend on conscious will
os rastos e os restos da vida material de quem ali alone. On the other hand, the same level-switching
habitou ou habita, mas também os efeitos das would make us think of a painting as a form of
forças dos seus afectos que, ali metaforizada pelo memory. In it, not only the traces and the material
silencioso e fracturante trabalho dos elementos, remains of those who once lived there or still do would
aqui implicaria um incessante retraçamento dos be inscribed, but also the effects of the strength of
seus espaços. the affections, there symbolized by the quiet and
Ora, no campo da tela – e já não na tela desse outro fracturing work of the elements would here imply an
campo: o da praia... E porque a tela é, também endless retracing of space.
ela, um campo de forças... - outro tipo de apelos Now, on the canvas scope - and not anymore on
intervém. Oriundos da interação dinâmica entre that other space: the outdoor canvas the beach is
alguns dos seus elementos e valores plásticos, like... and because the canvas is itself a force field...
esses apelos concorreriam, quer para certos efeitos - other types of appeal occur. Originating from the
de modulação e harmonização tonal ou sugestão interaction between some of their elements and
rítmica, quer para certa economia de contrastes their plastic values, those appeals would contribute,
ou recomposição dinâmica dos percursos, eles both to certain modulation and tonal harmonization
próprios ligados à recordação e ao recordado. effects and rhythmic suggestion, and to a certain
Tais movimentos acompanhariam, assim, no economy of contrasts or a dynamic recomposition
processo pictórico, a uma escala micrológica – a das of the paths, being themselves attached to memory
«pequenas percepções»... – aquele outro movimento and to what is remembered. Such movements would
mais amplo que, no seu exterior, a pintora acaba de accompany, in the pictorial process, and at a
descrever como orgânico. Essa passagem de nível micrologic level - that of «small perceptions»...- that
inscreve-se, precisamente, na sua ideia de other movement which is wider and that, externally,
«paisagem utópica»: the painter just described as organic. That sort of
level switching inscribes itself precisely in her idea of
«utopian landscape»12:

12
From an unpublished notebook of the artist: «The beach is today the
utopian place. It is the place of freedom, of pure presence, of harmony
with nature. It is paradise, not in a religious sense, but in the sense of
returning to nature, to the primitive. The house is almost in the water
- the closer the better. Could the utopian landscape be a materialization
of the landscape of our desire?»

A CERTAIN POINT OF VIEW 41


A praia é o lugar da utopia hoje. É o lugar da liberdade, da presença pura, da sintonia com a natureza. É
o paraíso, não no sentido religioso, mas no de um certo regresso à natureza, ao primitivo. A casa está
quase dentro de água – quanto mais perto melhor. Será a paisagem utópica uma forma de concretizar
a paisagem do nosso desejo? 9

Ora, uma tal «paisagem utópica» implica já, como se Such a «utopian landscape» implies, as we have
viu, a perda que hoje somos. E é precisamente por seen, the loss we are today. And that is precisely
isso que, referindo-se a certo tipo de reenvio, entre the reason why, responding to a certain type
elementos afastados que essa memória, – of ressonance between elements at a distance,
situando-os ela, desta feita, num mesmo plano memory now - placing them on the same level of
de intensidades: «já não sujeita aos terrores e intensity: «no longer subjected to eve's terrors and
esperanças da véspera»... – afinal projecta como hopes»...- projects them as compatible. Mutually
compossíveis e mutuamente instigadores, esses motivating those appeals are also characterized
apelos são, também, os de uma sugestividade by emotional suggestiveness which makes use of
emotiva que ali se vale da inscrição persistente de the persistent inscription of certain atmospheres
certas atmosferas ou ambiências. Elas se diriam, and ambiences. They are then coessential to
assim, coessenciais ao devir-espaço deste sujeito. the becoming-space of this subject. What is
O que ali assim se recorda, onderativamente se remembered, is ponderingly resumed and
retoma e perscruta, então, na sempre diversa scrutinized in its always diverse modulation of
modulação das suas forças, para vir a reconfigurar- forces, to later reconfigurate itself from viewpoints
se a partir de posições deste olhar que são sempre, which are always, either adjacent or immanent to the
quer limítrofes, quer imanentes ao espaço do observer's space.
observador.

9
Ibidem.

42 UM CERTO PONTO DE VISTA


15 16 17

2. Talvez não seja, portanto, meramente fortuita 2. Those could also be some of the reasons why her
a sua escolha de uma incerta hora: a de um certo choice of an uncertain hour, that of twilight, might
lusco-fusco. Quer a hora crepuscular do entardecer, not be merely fortuitous. Whether the twilight in
quer aquela outra que passa por certos «dias the dusk, or that other moment on «grey days»,
cinzentos», cujas variações cromáticas, na grave e which goes through chromatic variations, in the
profunda modulação de certos tons, nos surgem serious and deep modulation of certain tones, arise
reiteradamente exploradas. Ora exuberantemente repeatedly explored. Either exuberantly noticed - in
assinaladas – na exaltação de súbitas, obscuras the exaltation of sudden, obscure and vertiginous
e vertiginosas florações... – ora subtilmente bursts... - or subtly indicated - in the fading light of
indicadas – no esmaecimento da luz atenuada one of those blurry days - they act, hence, to the
por algum desses dias mais turvos – elas agem, detriment of the identifying cutting of elements,
assim, em detrimento do recorte identificativo dos whose presence is there only suggested. What is
elementos cuja presença ali somente se indicia. thus defined is the movement of an interrogation
Ora, o que assim se marca é já o movimento de uma there obtained by the detachment between the
interrogação que ali se obtém pelo desprendimento object and the name - through hesitation or
entre a coisa e o nome – numa hesitação ou denuding13, also provided by the same fading of
desnudamento10 também eles propiciados por esse the light. Therefore, the frequency of nightfall.
mesmo desvanecimento da luz. Daí a frequência Therefore, the low and blurred skyline horizons, on
dos seus entardeceres. Daí ainda, os horizontes days without sun, when the sea, in the background,
de céu baixo, em dias sem sol, nos quais o mar, ao seems to be climbing onto the sky (as if, in an odd
fundo, parece subir céu adentro (como se, colocado reversion, it poured into itself).
numa estranha reversão, vertesse para dentro de si
mesmo).

10
Para José Gil, na esteira de Freud: «as imagens nuas formam-se
por corte com o estrato verbal». 13
To José Gil, as to Freud: the nude images «form by cutting temselves
Cf. op. cit., p. 20. loose from the verbal stratum» Cf. op. cit., p. 20.

A CERTAIN POINT OF VIEW 43


19
18

20 21

23
22

44 UM CERTO PONTO DE VISTA


Posto que todos eles acentuam o mistério e o lado Because they all accentuate the mystery and the
trágico da impermanência das coisas. Todos eles tragic side of the impermanence of things. They
insinuam a contingência do nosso encontro com um all insinuate the contingency of our encounter
mundo cuja presença tenderia, assim, a retrair-se with a world whose presence would tend towards
para uma obscuridade que nos devolveria, então, ao retracting to an obscurity which would consequently
seu enigma. Será mesmo a essa estranha luz que, take us back to its enigma. It is under that same
nas suas paisagens, se introduz, então, uma certa strange light that, in her landscapes, a restless
e inquietante presença do sujeito que recorda: ora presence of the reminiscing subject is introduced:
porque, nas suas imediações, o chão levemente se whether because the nearby ground becomes
ilumine – às vezes em tonalidades cromáticas de slightly illuminated - sometimes in flesh like
uma carnação nele aflorada ou para ele transferida; chromatic shades – or because at his feet, that
ou porque é a seus pés que essa terra litoral nos coastal land seems now to become alive, as if
parece agora animar-se, como se instada a urged to redraw, on the unstable orography of the
reinscrever, na instável orografia das dunas ou na dunes, the lines of fracture of the roughened and
rugosa estriagem dos terrenos abandonados, abandoned lands, the frozen movements of a certain
quer os arrimos de certa ondulação suspensa do suspended sea undulation - even when captured by
mar – mesmo quando captada no abismado rodopio the astonishing twiddle of its swirls... - or a certain
dos seus redemoinhos... – quer certa tumultuosa tumultuous scorching of emotions which could have
crestação de emoções que aí poderiam ter (tido) taken place there. «There» in the indecisiveness
lugar. «Aí»: na indecisão entre espaços, na sua between spaces, on its coastal overlapped
sobre(im)posição litoral. (im)position.
Porque – convém lembrá-lo... – o (in)visível sujeito de For - it should be recalled... - the (in)visible subject
que, nas suas extraordinárias paisagens, Ana André Ana André alludes to, in her extraordinary landscape
nos dá conta, está também no movimento- paintings, is also present in the movement-riptide
-rebentação daquelas sucessivas aproximações em of those successive approximations through which
que a sua pintura se vai sedimentando – sempre her work is sedimented - in order to «see better»...
«para ver melhor»... Assim vai ela deixando, atrás de Therefore, the startling frieze of her insistence is left,
si – em cada quadro – o sobressaltado friso dessa behind her, in each painting. Hence, this means that
sua insistência. Significa isto, portanto, que «Praia» the «Beach» makes us experience a sort of threshold
nos traz à experienciação, quer de um certo espaço area and a transition time... Moreover, what the
limiar, quer de um tempo de transição... De resto, title of the exhibition names, already suggests the
o que o título da exposição nomeia é já sugestivo obliquity embodied in the slope where the earth
daquela obliquidade corporizada no declive pelo loses itself into the sea... As if, in the coastal oscillation
qual a terra se perde mar adentro... Como se, na welcomed by its breathing - between presence and
oscilação litoral que a sua respiração acolhe – entre absence, reality and utopia, memory and hope...
- what was there at stake was also an inclination

A CERTAIN POINT OF VIEW 45


46 UM CERTO PONTO DE VISTA
presença e ausência, realidade e utopia, memória towards a catastrophic pulsion. Because, as it is said
e desejo... – o que ali estivesse em causa fosse, in «Posesión del Ayer»:
igualmente, a inclinação que a predispõe ao sentido
de uma certa pulsão de catástrofe. Porque, tal como
se diz em «Posesión del Ayer»:

Sólo el que ha muerto es nuestro, sólo es nuestro lo que perdimos. Ilion fue, pero Ilion perdura en el
hexámetro que la plañe. Israel fue cuando era una antigua nostalgia.11 / 14

Assim é a pintura de Ana André. Há, nas suas So is the work of Ana André. In her landscapes there
paisagens, quer abandonos – é o caso daquele is abandonment - such as the grill made from an old
grelhador que, feito de um tambor velho, ali metal barrel, which stands out amongst the gorse:
sobressai de entre o tojo: para onde foram todos, where has everyone gone to in the meantime? There
entretanto? – quer abatimentos de um solo que vai is abatement of soil, which gives in through
cedendo, em imprevistos deslocamentos, às forças unexpected displacements, to the primary
elementares de uma natureza que subtende toda strength of nature which expands all its visible
a sua orografia visível. E, no entanto, por entre orography. And, nevertheless, amid scarce and
uma vegetação escassa e dispersa – muito desta disperse vegetation - much of this painting suggests
pintura nos sugere a imediação ou a periferia, immediacy and periphery, transgression and limit
a transgressão ou a suspensão do limite, a suspension, exteriority and tragic imminence... - the
exterioridade e a eminência trágica... – a enigmática enigmatic figure of a small white tower connotes a
figura da torre branca de uma bica abandonada aí type of paradisiacal fountain: that of a thirsty world
conota uma espécie de paradisíaca fonte: a de um which one «must see better». Perhaps because it is
sedento mundo que é ainda preciso «ver melhor»... already doomed, condemned to disappear.
Talvez por já condenado a desaparecer.

José Paulo Cruz Pereira


Departamento de Artes e Humanidades
Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve.

11
BORGES, Jorge Luís, «Los Conjurados: ‘Posesión del Ayer’», in op. 14
BORGES, Jorge Luís, «Los Conjurados: ‘Posesión del Ayer’», in op. cit.,
cit., p. 482: «Apenas o que morreu é nosso, somente nosso o que p. 482: «Only what has died is ours, we only own what we have lost.
perdemos. Ilion foi-se, mas Ilion perdura no hexâmetro que a chora. Ilion ceased to exist, but it lasts in the hexameter that weeps it. Israel
Foi Israel quando era uma antiga nostalgia». Nota: Ilion é outro nome existed when it was an ancient nostalgia». Note: Ilión, that is Troy.
antigo para Tróia.

A CERTAIN POINT OF VIEW 47


Um Certo Ponto de Vista
A Certain Point of View

VASCO CÉLIO
Tochas

Museu Municipal de Faro


9 de Dezembro de 2017 a 4 de Fevereiro de 2018
December 9, 2017 – February 4, 2018

Galeria Municipal de São Brás de Alportel


28 de Março a 30 de Abril de 2018
March 28 – April 30 , 2018

49
50 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 51
52 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 53
54 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 55
56 UM CERTO PONTO DE VISTA
“Tochas” – um assunto de homens
“Torches” – a men-only matter
Fernando Sampaio Amaro

Vasco Célio adoptou como estratégia para o While photographing the Resurrection Procession,
seu trabalho fotográfico sobre a Procissão da held every Easter Sunday in São Brás de Alportel,
Ressurreição, que tem lugar todos os domingos Vasco Célio decided to isolate the figures of the men
de Páscoa em São Brás de Alportel, o isolamento bearing flowered torches. The photographer’s lens
dos homens das tochas floridas. De fora do registo omitted the streets decorated with flower carpets,
do fotógrafo ficaram as ruas ornamentadas com the ornamented balconies, the popular music shows,
tapetes de flores, as varandas engalanadas, os the traditional delicacies and sweets, the procession
espectáculos de música popular e os doces e os itself.
petiscos regionais, a procissão. According to its religious interpretation, the
De acordo com a interpretação religiosa, a Procissão Resurrection Procession, like other similar events
da Ressurreição, tal como outras outrora populares once popular throughout the Algarve, traditionally
em todo o Algarve, obrigava por tradição as featured members of confraternities bearing
confrarias a levar uma tocha acesa ou luminária e lighted torches or lamps, while wearing ceremonial
opas vestidas. Mais tarde, a falta de cera teria levado sleeveless garments. Later on, a wax shortage
ao aparecimento de paus pintados e ornamentados apparently led to the use of painted, flower-
com flores, no cimo dos quais se colocava uma decorated sticks tipped with a small candle.
pequena vela. In historical terms, however, the flowered torches
Historicamente, as tochas floridas serão, no seem to be the ritualised reminiscence of an event
entanto, a reminiscência ritualizada de um evento that took place about two centuries ago. Fearing
que terá tido lugar há perto de dois séculos. Os violence and depredation from invading forces about
habitantes de São Brás de Alportel, receosos da to disembark on the Algarve coast, the people of São
violência e do saque por parte de forças invasoras Brás de Alportel lit a number of torches during the
prestes a desembarcar na costa algarvia, terão night to suggest the presence of many men ready
usado tochas acesas durante a noite para simular a to defend the village. The stratagem dissuaded the
presença de numerosos homens preparados para invaders from attacking and drove them away. The
defender a população. A frota invasora teria sido flowered torches are, then, the ritualised celebration
então dissuadida de levar a cabo a sua incursão, of this collective memory, now depicted in Vasco
afastando-se. As tochas floridas serão a celebração Célio’s photographic work.
ritualizada desta memória colectiva, agora registada In these “Torches” the men are then separated from
por Vasco Célio através da fotografia. their surrounding context, from formal ritual, from
Nas “Tochas” os homens estão assim separados do liturgy. In its dazzling neutrality the white wall of
contexto envolvente, do ritual formal, da liturgia. the Parish Church, present in all pictures, does not

A CERTAIN POINT OF VIEW 57


58 UM CERTO PONTO DE VISTA
O branco da parede da Igreja Matriz, comum a todos openly convey to the viewer the religious reference
os enquadramentos, na sua neutralidade ofuscante, - which nevertheless is recognizable for those who
não fornece ao observador o referente religioso. know about it.
Que está lá, para quem sabe. In spite of its intrinsic documentary and
Apesar da sua intrínseca dimensão documental anthropological quality, “Torches”, the group of
e antropológica, “Tochas”, o corpo de trabalho works by Vasco Célio (nine portraits chosen out of
de Vasco Célio presente na exposição inserida no over four hundred taken in a variety of contexts)
ciclo de arte contemporânea «Um Certo Ponto featured in an exhibition held within the scope of the
de Vista» (9 retratos de mais de quatro centenas “A Certain Point of View” contemporary art cycle, is
registados em diferentes situações) remete, nos aesthetically connected to a contemporary approach
seus pressupostos estéticos, para uma abordagem to the photographic portrait, displaying, namely
contemporânea do retrato fotográfico, sugerindo through its frontal depiction of subjects, affinities
por exemplo no que respeita à opção pela with the work of Thomas Ruff, Rineke Dijkstra and,
frontalidade, afinidades com o trabalho de Thomas retrospectively, with the earliest adopter of that
Ruff e Rineke Dijkstra e, retrospectivamente, com approach: German photographer August Sander.
o trabalho daquele que optou, primeiro que todos, According to Susan Sontag, Sander subconsciously
para esse tipo de abordagem, o alemão August adjusted his style to the social status of the person
Sander. he was photographing. Sander’s closeness to
De acordo com Susan Sontag, Sander ajustava every person meant, also according to Sontag,
subconscientemente o seu estilo ao estatuto social a distance from everyone. Such an attitude has
da pessoa que fotografava. A cumplicidade de obviously no place in Vasco Célio’s work: all of his
Sander para com todos, de acordo com Sontag, portrayed subjects are given the same treatment.
também significava uma distância para com todos. The flowers are not a sign of social status; in fact,
No trabalho de Vasco Célio esse posicionamento they are the common identifying trait of the men he
não tem obviamente lugar e o tratamento é igual photographs, that which holds them together as a
para todos os retratados. As flores, muito mais que group.
qualquer manifestação de estatuto social, são a According to Sontag, photographs are perhaps the
marca identitária dos homens que fotografa, o que most mysterious of all the objects that make up
os agrega enquanto grupo. and lend coherence to what we see as a modern
De acordo com Sontag, as fotografias são talvez environment. In fact, she tells us, photographs
o mais misterioso de todos os objectos que are captured experiences and the camera is the
constituem e dão consistência ao ambiente que ideal instrument of acquisitive consciousness.
consideramos moderno. Na realidade, diz ela, To photograph is to take possession of the thing
as fotografias são experiências capturadas, e a photographed. It brings the photographer into a
câmara, o instrumento ideal da consciência na sua certain relationship with the world that is similar to
atitude aquisitiva. Fotografar é apropriarmo-nos da knowledge, and thus to power.
coisa fotografada. Significa envolvermo-nos numa In “Torches”, Vasco Célio explores the commitment
certa relação com o mundo que se assemelha ao of contemporary art to the various elements of the
conhecimento e, por isso, ao poder. society that surrounds us, thus contributing towards

A CERTAIN POINT OF VIEW 59


Nas “Tochas” Vasco Célio procura assumir um the growing interest in the cultural manifestations
compromisso da arte contemporânea para com and the identity of Algarve communities.
as várias dimensões da sociedade que nos rodeia, The contemporaneity of his photographs engages
contribuindo para despertar um interesse crescente in a dialogue with the tradition of documentary and
pelas manifestações culturais e pela identidade anthropological portrait, conceptually updating it.
das comunidades algarvias. A contemporaneidade Vasco Célio has the men pose alone before his
das fotografias de Vasco Célio estabelece uma via camera, capturing in a fraction of a second a
de diálogo com a tradição do retrato fotográfico whole ancient tangle of human relations, of social
tradicional de matriz documental e antropológica, interactions. The photographic process materialises
actualizando-a conceptualmente. the solemn moments in which these social relations
Vasco Célio faz os homens posar solos diante da sua are made and confirmed, making them visible,
câmara, interceptando numa fracção de segundo symbolising them.
todo um emaranhado antigo de relações humanas, French sociologist Pierre Bourdieu writes in 1965,
de teias sociais. O registo fotográfico materializa in his book Un Art moyen: Essai sur les usages sociaux
esses momentos solenes em que se criam e de la photographie, that photography has the ability
confirmam essas relações sociais, tornando-as of weaving social connections, by reinforcing one’s
visíveis, simbolizando-as. signs of belonging to a certain group. According to
O sociólogo francês Pierre Bourdieu diz em 1965, na Bourdieu, photography plays a solemnising role by
sua obra Un Art moyen: Essai sur les usages sociaux de presenting an ideal image of a particular group, thus
la photographie, que a fotografia tem a capacidade de strengthening social cohesion. From a sociological
tecer laços sociais, reforçando os sinais de pertença point of view, photographic time is a succession of
a um determinado grupo. A fotografia assume, de virtually separable moments.
acordo com Bourdieu, um papel de solenização, In On Photography (1977), Susan Sontag tells us
apresentando uma imagem ideal do grupo que that preserving memories of the achievements
pretende representar, fortalecendo assim a coesão of individuals that are part of families (and other
social. Fotografa-se para cristalizar o grupo na sua groups) represents one of the oldest popular uses of
solenidade. Do ponto de vista sociológico, o tempo photography.
da técnica fotográfica é uma sucessão de momentos The photographs displayed in the “Torches”
virtualmente separáveis. exhibition all measure 1,62 x 1,30 metres; with
Susan Sontag afirma por sua vez no seu livro de formal classicism, Vasco Célio frames these men
ensaios sobre a Fotografia, On Photography, de 1977, within the conventions of what is called the American
que a memorização das realizações de indivíduos Shot, with the figures photographed from the knees
considerados como membros das famílias (assim up. When film director D. W. Griffith invented that
como de outros grupos) é o mais antigo uso popular shot, his intention was to show the cowboys’ guns in
da fotografia. the films of the popular Western genre; as for Vasco
As fotografias presentes na exposição “Tochas” Célio, it allows for a near full depiction of the men
têm as dimensões de 1,62 por 1,30 metros e é com and their flower arrangements. The whiteness of the
esse classicismo formal que Vasco Célio enquadra wall contrastingly enhances the bright colours of the
estes homens num plano próximo do chamado flowers and of the men’s clothes.

60 UM CERTO PONTO DE VISTA


A CERTAIN POINT OF VIEW 61
Plano Americano, com as personagens fotografadas With monumentality and aesthetic precision, Vasco
dos joelhos para cima. Se David W. Griffith com Célio captures reality in such a way as to make
a invenção deste tipo de plano queria mostrar as us aware of the relevance of cultural phenomena
armas dos cowboys nos populares filmes do género that must be preserved and reflected upon. For
western, já Vasco Célio quer mostrar os homens e photographer Robert Frank, photographs must
os seus arranjos florais na sua quase plenitude. O contain one thing: the humanity of the moment. That
branco da parede acentua de forma contrastante as humanity is what Vasco Célio wants to portray. For
cores fortes das flores e das vestes dos homens. Dorothea Lange, each image the photographer sees,
Na sua monumentalidade e rigor estético, each photograph taken, becomes in a certain sense
Vasco Célio intercepta a realidade de forma a a self-portrait, sharing the intimacy not only of the
consciencializar-nos para a relevância de fenómenos photographers with their subject, but also with the
culturais que importam registar e sobre eles public. The photographic act as poetic act is crucial
reflectir. Para o fotógrafo Robert Frank há uma to the preservation and reinforcement of social
coisa que a fotografia deve conter: a humanidade relations, making us momentarily human, according
do momento. É essa humanidade que Vasco Célio to Frank.
procura mostrar-nos. Para Dorothea Lange, cada Men of various ages and in their best clothes are
imagem que o fotógrafo vê, cada fotografia que ele placed by Vasco Célio approximately in the middle
tira, torna-se num certo sentido num auto-retrato, of the picture. The flowers act as a common trait,
partilhando-se a intimidade não só do fotógrafo com an element of identity between them. Within a
o seu sujeito, mas também com o público. O acto social group, the first decisive sign of an individual’s
fotográfico, enquanto acto poético, mostra-se eficaz identity is their singularity. The nine men’s
na manutenção e fortalecimento de relações sociais, countenances and garments display these signs of
tornando-nos momentaneamente humanos como singularity, and the same can be said of the torches
refere Frank. in their hands.
Os homens, de idades variadas, estão trajados Depicted frontally and generally with serious facial
a rigor e Vasco Célio coloca-os sensivelmente no expressions, the men confront the viewer with
centro da imagem. As flores funcionam como traço their gaze, while holding up the attributes that
de união entre eles, de elemento identitário. Dentro testify to their solemn condition as participants in a
de um grupo social, o primeiro critério decisivo da symbolic event in which everyone seems intent on
identidade de um indivíduo é sua singularidade. Nas perpetuating a timeless ritual, one that seems, but
fisionomias e vestes desses nove homens podem-se only seems, anachronistic in our present time.
observar essas marcas de singularidade, assim como According to Pierre Bourdieu, in every aesthetic
na riqueza das tochas que seguram. expression frontality stands for the eternal in
Os homens, quase todos com um olhar sério e opposition to depth, which brings temporality back,
frontal, olham o observador, empunhando os while a flat plane expresses the being or essence,
atributos que atestam a sua condição solene basically one which is timeless.
enquanto participantes de um encontro simbólico For Susan Sontag, within the general rhetoric of
onde os intervenientes parecem querer perpetuar the photographic solemnity and sincerity, to face
um ritual intemporal, aparentemente, e só the camera stands for disclosing the essence of the

62 UM CERTO PONTO DE VISTA


aparentemente, anacrónico nos tempos que correm. portrayed. That is the reason why frontality seems
Pierre Bourdieu afirma que na linguagem de todas perfectly appropriate for ceremonial portraits
as estéticas, a frontalidade significa o eterno, por (namely at weddings or graduations).
oposição à profundidade por onde se reintroduz Nowadays, in its frantic appropriation of the present,
a temporalidade, expressando o plano o ser ou a photography is no longer reserved solely for solemn
essência, em suma, o intemporal. occasions; it also takes in everyday occurrences,
Para Susan Sontag, na retórica normal do retrato life in all its commonness. Currently, the act of
fotográfico, enfrentar a câmara significa solenidade, photographing tends to dilute itself in everyday life,
sinceridade, revelação da essência do retratado. É por capturing and vulgarising it, turning it into a past-
isso que a frontalidade parece perfeita para o retrato time, a recreation. While the most sacred features
de cerimónias (como casamentos ou formaturas). of ceremonial, ritualised photography have not
Actualmente, na sua apropriação frenética do completely disappeared, the frivolous quality of the
presente, o registo fotográfico não contempla somente massive quantities of photographs made possible by
os momentos solenes dignos de serem fotografados, digital devices enhances triviality as the norm.
registando igualmente os acontecimentos do The photographs assembled under the “Torches”
dia-a-dia, a vida na sua vulgaridade. O acto de title are the opposite of that triviality. While it is true
fotografar, hoje, tende a diluir-se efemeramente na that light only reveals to us the surface of the world
vida quotidiana, aprisionando-a e banalizando-a, (only that surface can be photographed, and thus
transformando-a num passatempo, numa diversão. much of the world remains invisible), for Vasco Célio
Se os aspectos mais sagrados da fotografia cerimonial the men in “Torches” are more than just surface. In
e ritualizada não desaparecem totalmente nas fact, he invites us to meditate on the invisible, by
práticas actuais, o aspecto lúdico do registo massivo displaying his optimistic view of the power and social
das imagens fotográficas registadas pelos dispositivos cohesion of the cultural event he has depicted in
digitais acentuam a trivialidade como norma. “Torches”.
As fotografias presentes no corpo de trabalho
“Tochas” estão nos antípodas dessa trivialidade.
Sendo certo que a luz só nos dá a conhecer a
superfície do mundo (só se pode fotografar essa
superfície, permanecendo uma grande parte do
mundo invisível), para Vasco Célio os homens das
“Tochas” não são só superfície. Vasco Célio convoca-
-nos assim para reflectirmos sobre o invisível,
mostrando-se optimista sobre a força e a coesão
social da manifestação cultural que registou em
“Tochas”.

Fernando Sampaio Amaro


Departamento de Artes e Humanidades
Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da
Universidade do Algarve.

A CERTAIN POINT OF VIEW 63


Um Certo Ponto de Vista
A Certain Point of View

ISABEL BARAONA
THIERRY SIMÕES
TIAGO BATISTA
AR

Museu Municipal de Faro


10 de Fevereiro a 8 de Abril de 2018
February 10 – April 8, 2018

65
66 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 67
68 UM CERTO PONTO DE VISTA
Desenho como Desígnio – Apontamentos sobre a exposição AR
Drawing by Design – Notes on the AR exhibition
Mirian Tavares

O espaço em branco à volta do desenho


é por onde a gente entra.
E por onde a gente deixa que o desenho entre em nós.

The blank space around the drawing:


that is our point of entry.
Through it, we let the drawing enter us.

O que há em comum na obra de 3 artistas, What common ground can be found in the work
incomuns e distintos, que os possa juntar numa of three uncommon and distinct artists, so that
única exposição? Há uma ideia, sem dúvida, há uma they can be brought together in a single exhibition?
escolha de um curador que decidiu pensar num There is one concept, certainly; there is a selection
suporte artístico, ou numa técnica ou forma de made by a curator who decided to focus on a certain
arte – o desenho e, dentre os muitos artistas que support, or some technique or art form, namely
podia convidar, decidiu-se por três, em cujas obras drawing; and, out of the many artists he could have
o desenho ocupa, de facto um lugar, se não central, invited, three were chosen. In their work, drawing
permanente, nos seus processos de criação, mas holds, in fact, a position that may not be central but
que o fazem de forma desigual e inusitada. is certainly permanent, and the three explore it in
Amanhã, o trabalho que nos apresenta Isabel uneven and unusual ways within their respective
Baraona, é um vir-a-ser, ou melhor, uma obra em creative processes.
processo. Algo que virá, quiçá amanhã, porque o Amanhã [Tomorrow], Isabel Baraona’s piece, is a
amanhã é sempre uma certeza a seguir ao dia de becoming: more precisely, it is a work in process.
hoje. E também é a marca de uma possibilidade, de Something that will arrive perhaps tomorrow,
algo que pode ser e tornar-se concreto. because it is always certain that there is a tomorrow
after today. It is also the sign of a possibility, of
something that may eventually take on a concrete
shape.

A CERTAIN POINT OF VIEW 69


70 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 71
72 UM CERTO PONTO DE VISTA
Amanhã é composto por um vídeo e um conjunto de Amanhã consists of a video and a set of printed
cartazes em que a palavra ocupa um lugar central, a posters in which the word “amanhã” holds a central
palavra amanhã - que é um desenho e um desígnio, position, as both a drawing and a design, printed on
que aparece impressa nos cartazes e movente no the posters and in motion in the video. The posters
vídeo. Os cartazes são um convite à participação do invite visitors to make their own selection and take
público que pode levar consigo a sua própria seleção the selected prints home with them, thus allowing
e criar, em casa, no escritório, em qualquer sítio, them to create their own private or public exhibition
a sua exposição privada ou pública, tornando-se at home, in the office, anywhere, and to become co-
assim, também ele, público, um co-curador/criador. curators/creators themselves. Generally, Baraona’s
A obra de Baraona é marcada pelos trabalhos work is characterised by carefully printed pieces
cuidadosamente impressos, em forma de livros, in the form of books, postcards or posters, that
postais ou cartazes, que circulam na contracorrente circulate against the current of the art market: pieces
do mercado da arte, que fluem, como a arte-postal that flow, like the postal art of the Fluxus group, as a
proposta pelo Grupo Fluxus, como uma maneira way to avoid being always the same art, displayed in
de resistir a ser sempre a mesma arte, exibida nos the same locations dedicated to that purpose. Isabel
mesmos lugares consagrados para tal efeito. A arte Baraona’s art is circular, and that circularity is also
de Isabel Baraona é circular e esta circularidade é visible in the fetiche-word she selected as the motto
visível também na palavra-fetiche que ela escolheu of her piece in this exhibition and in other works.
como mote da sua peça nesta exposição e noutros Tomorrow was once today, and it will always be
trabalhos. Amanhã já foi hoje e será sempre algo que something to look for and to expect, something that
se busca, que se espera, que acontecerá. will happen.
Thierry Simões diz-me, e diz-nos, da sua obra, Thierry Simões talks to me, and to us, about his
com voz pausada, explicando o seu processo de piece in a calm and clear voice, explaining his
criação e as suas escolhas. O desenho, no seu caso, creative process and his choices. Drawing, in his
é um rasto, é algo que fica dos materiais, quase case, is a trace, something that is left from the
como se fosse uma sombra do acaso. Mas não há materials, almost like a shadow of chance. But
casualidade na escolha dos materiais e das formas, there is no chance in the selection of materials
nem da disposição estudada das peças na galeria and forms, nor in the studied arrangement of the
ou nas paredes da capela do Museu Municipal de pieces in the Faro Municipal Museum’s gallery or
Faro. Dispostas numa geometria particular, cada on the walls of its chapel. Disposed in a peculiar
fragmento da peça é uma peça inteira, que se repete geometry, each fragment of the piece is a full piece
e que se completa. Revestidos de especiarias e pó de in itself, repeating and completing itself. Covered
cacau - materiais perecíveis e significantes dentro in spices and cocoa powder – perishable materials
da nossa cultura ou das culturas ancestrais que os that are relevant within our culture or within the
cultivaram e trouxeram até nós, a obra vai sendo ancestral cultures that have cultivated these goods

A CERTAIN POINT OF VIEW 73


alterada. Neste caso não é o público que intervém, and brought them to us –, the pieces undergo a
ou que interage, no processo. É a perecibilidade slow change. Here, it is not up to the viewer to
dos materiais e a tendência à evanescência dos intervene in the process, nor to interact with it. It is
mesmos que transforma, a cada dia e com o passar the perishability of the materials and their tendency
do tempo, uma obra que é um desenho no espaço, to evanesce that transforms, with the passing of
que ocupa, efetivamente, lugar. A obra é, por si só, time, a piece that is a drawing in space, a work that
matéria – tem peso, volume e corpo. E este corpo effectively occupies a place. The piece is by itself
vai-se transmutando até que, no final da exposição, matter – it has weight, volume and body. And that
desaparece. E seu desaparecimento corresponde a body slowly transmutes until, by the end of the
um ponto de chegada cuja partida foi iniciada com exhibition, it disappears. And its disappearance is
a colocação da peça, criada in situ, que não existia the point of arrival of a process which began with
enquanto objeto, e que só existe numa espécie the installation of the piece, created in situ, which
de devir contínuo, em processo. Depois de deixar did not exist as an object and only exists in a sort of
suas marcas no espaço que ocupa, cada parte continuous becoming, only exists in process. After
que compõe este desenho tridimensional, será leaving its traces in the space it occupies, each part
embrulhada num lençol branco, uma referência of this three-dimensional drawing will be wrapped
explícita ao sudário, e é nesta condição de in a white sheet, explicitly referencing the holy
invisibilidade que irá permanecer. A obra não se shroud, and remain henceforth in that condition of
constitui daquilo que vemos, mas também é feita do invisibility. The work does not consist just of what we
que deixaremos de ver. see: it is also made of what we will no longer see.

74 UM CERTO PONTO DE VISTA


A CERTAIN POINT OF VIEW 75
76 UM CERTO PONTO DE VISTA
Primeira carta: - depositado sobre uma cadeira / visualiza-se um lençol / dobra-o
Segunda carta: - depositado sobre uma cadeira / visualiza-se um lençol / desdobra-o

A CERTAIN POINT OF VIEW 77


78 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 79
80 UM CERTO PONTO DE VISTA
A máquina de Tiago Batista é uma peça dentre Tiago Batista’s machine is one of the many pieces the
muitas, concebidas ou imaginadas pelo artista, artist has been conceiving or imagining in his work;
que o perseguem há algum tempo e que tentam, they have haunted him for a while in an attempt to
de alguma maneira, dar resposta à complexidade give some sort of answer to the complexity of the
da relação entre humano e máquina que se human/machine relationship that became more
estabeleceu, na cultura ocidental, de maneira mais intense in Western culture since the appearance of
contundente desde o aparecimento das primeiras the first machines that could reproduce images and
máquinas capazes de reproduzir imagens e de take part in the creative process. Both the work and
participarem do/no processo de criação. A obra, e o the artist invite visitors to interact with them, by
artista, convidam o público a interagir e a criar seus creating their own drawings. However, the drawings
próprios desenhos. Mas os desenhos não podem cannot vary too much because the machine sets
variar demasiado porque a máquina limita a ação- limits on the action-creation. It is certainly possible
-criação. Pode-se, certamente, intervir no desenho to work on the drawing afterwards when the time
depois, na hora de exibi-lo nas paredes à volta comes to display it on the walls around the piece. It
da peça. Pode-se, certamente, deixar uma marca is also certainly possible to leave on the drawing a
qualquer que torne cada desenho único. Na verdade, mark that will make it unique. In fact, even without
mesmo sem grandes variações, cada desenho é much variation, each drawing is unique because
único porque cada mão, em cada momento, segura o each hand, in each moment, holds the helm, moving
leme, e o direciona, com força, intensidade e sentido it with a force, intensity and direction of its own.
próprios. Porque atrás da máquina existe a mão, há Because behind the machine there is the hand, there
o gesto que prescinde o desenho, há o desenho em is the gesture preceding the drawing, there is the
potência que a máquina contém em si. O trabalho potential drawing the machine contains in itself. The
também se completa, se é que se completa algum work is finished, if it is ever finished, at the end of the
dia, no fim da exposição. Com a mostra de todos os exhibition, with the full display of all the drawings
desenhos que se foram produzindo, que se foram produced, created, exhibited over that time.
criando, que se foram expondo. The common ground between the three works of
Os três trabalhos, dos três artistas, possuem these three artists is the concept of potency – of
em comum a ideia de potência – do vir-a-ser que a becoming that is not yet and will never be the
ainda não é e que nunca será o mesmo. Que é same. One that is unrepeatable, like the traces left
irrepetível, como o rasto que as coisas deixam, by things, like the shadows that form on the walls,
como as sombras que se formam nas paredes, like the posters’ circulation and the hundreds of
como a circulação dos cartazes e como as centenas drawings that will be generated by the gesture
de desenhos que se irão produzir pelo gesto, atrás behind the helm. Brazilian artist Leonilson, for whom
do leme. O artista brasileiro Leonilson, que fez do drawing was an alma mater, left many notebooks,
desenho a sua alma mater, deixou muitos cadernos- small volumes that tell stories and reveal his creative
-obras, como pequenos livros que nos contam process. In one of them, he wrote: “The blank space
histórias e que nos dão conta do seu processo around the drawings is the other side. The side
de criação. Num deles, escreveu: “O espaço em through which we enter (…) In paintings, that space

A CERTAIN POINT OF VIEW 81


82 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 83
84 UM CERTO PONTO DE VISTA
branco em volta dos desenhos, é o outro lado. O sometimes remains on the canvas, on raw linen (…)
lado por onde a gente entra (…). Nas telas, às vezes, The figures appear to enter some kind of space. To
este espaço permanece na lona, o linho cru (…). As be discovered. I believe that, if one pays attention, at
figuras parecem estar entrando em algum espaço. A some point they will come out powerfully, from the
descobrir. Acho que se forem atentas, uma hora elas other side, in the form of energy.” Or in the form of
entram bem fortes, do outro lado, sob a forma de air, which occupies space, even if we cannot see it.
energia.” Ou sob a forma de ar, que ocupa espaço, That is what this exhibition is about: this surrounding
mesmo que não o vejamos. Que está sempre à space, this becoming, this potency of drawing, this
nossa volta, de que lado for, e que desatentos, nem future. And it is this energy generated between the
damos por ele. E é sobre este espaço à volta, sobre pieces, out of the connection they define, exhibited
este vir a ser, sobre a potência do desenho, sobre side by side, in simultaneous mutation, that makes
o porvir, o que se trata nesta exposição. E é esta believable this combination of three artists who turn
energia criada entre as peças, na ligação que elas drawing into an uncommon art.
estabelecem, lado a lado, expostas, em mutação
simultânea, que torna credível a junção de três
artistas que fazem do desenho uma arte incomum.

Mirian Tavares
Departamento de Artes e Humanidades
Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve.

A CERTAIN POINT OF VIEW 85


Um Certo Ponto de Vista
A Certain Point of View

PEDRO VALDEZ CARDOSO


A Primeira Pedra

Museu Municipal de Faro


14 de Abril a 10 de Junho de 2018
April 14 – June 10, 2018

87
88 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 89
90 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 91
92 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 93
94 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 95
96 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 97
98 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 99
100 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 101
102 UM CERTO PONTO DE VISTA
A CERTAIN POINT OF VIEW 103
104 UM CERTO PONTO DE VISTA
Pedro Valdez Cardoso – “A Primeira Pedra”
Sérgio Fazenda Rodrigues

Pedro Valdez Cardoso apresenta a exposição “A Pedro Valdez Cardoso brings his exhibition “A
Primeira Pedra” nas instalações do Convento de Primeira Pedra” [The Foundation Stone] to the
Nossa Senhora da Assunção, actual Museu Municipal premises of the former Nossa Senhora da Assunção
de Faro. Ocupando o espaço da antiga Capela, o seu Convent, currently the Faro Municipal Museum. In
trabalho é composto por um conjunto de esculturas what was once the Chapel, he has installed a set of
de pavimento e de parede que, pelo reconhecimento floor and wall sculptures that, through recognition
e pela estranheza, interpelam o próprio local. and strangeness, interpellate the location itself.

I) I)
A primeira pedra esteve sempre associada a um acto The foundation stone has always been associated
simbólico, no início da construção, onde se depunha with a symbolic event where, at the beginning of the
um bloco debaixo do Altar, contudo, a ligação do construction of a temple, a block of stone was laid
artista a este contexto não corresponde a uma under the Altar. However, the artist’s connection to
alusão direta ao passado, ou a uma qualquer this context has nothing to do with a direct reference
figuração de um pressuposto religioso, histórico ou to the past, or to any previously defined religious,
cultural previamente estabelecido. historic or cultural assumptions.
Na verdade, o trabalho de Pedro Valdez Cardoso é Actually, Pedro Valdez Cardoso’s work carries in itself
portador de um discurso próprio e a relação que a personal discourse; the relationship it develops
estabelece com o local advém de um equilíbrio with the location is the result of a subtle, subversive
subtil e subversivo, onde as obras reagem ao balance, in which the pieces react to the context
contexto mas não abraçam uma postura mimética e without adopting a mimetic and illustrative posture.
ilustrativa. Assumindo uma posição crítica perante Opting instead for a critical posture regarding
a ideia de uma cultura padronizada, a sua acção é the notion of a standardised culture, its effect is
provocatória, com um recorte irónico e por vezes provocative, with an ironic and sometimes sarcastic
sarcástico, próprio de quem questiona os limites. tone, as befits those who question the limits.

A CERTAIN POINT OF VIEW 105


As obras apresentadas assentam numa junção The works in display are based on a combination of
de épocas e proveniências distintas, baralhando various ages and provenances, shuffling references
referências e valores que aparentemente se and values that appear to harmonise among
entrosam, mas que, na realidade, escapam a uma themselves but in fact evade an assimilated set
norma assimilada. Assim, boicotando os códigos, of rules. By thus boycotting codes, they put into
a sua ação é a de quem discute os conteúdos que question those contents that are taken for granted.
estão dados por adquiridos. Esta é uma posição This is a political stance, one that creates a new
política, que constrói uma nova identidade onde identity in which the rejected is valued and the
se valoriza o que é rejeitado e se adopta o que é excluded is adopted.
excluído.
II)
II) Pedro Valdez Cardoso has assembled a group of
Pedro Valdez Cardoso constrói um grupo de objetos objects in which a variety of times, modes, beliefs
que cruzam diferentes tempos, modos, crenças e and cultures intersect, diluting a hypothetical
culturas, e diluem uma hipotética origem, facilmente provenance that might be easily associated with
associada ao local. Assim, a homogeneização das the location. Thus, the homogenisation of the
obras por uma substância branca, que as cobre e as pieces by a white substance that covers them and
relaciona cromaticamente com a capela, surge, na chromatically links them to the chapel comes across
verdade, como um processo de camuflagem que as a camouflage process that complicates identity
problematiza a identidade e solicita um tempo and demands a certain amount of time for its
próprio à sua descoberta. discovery.
Os materiais que o artista emprega, reconhecíveis The materials employed by the artist, recognisable
por debaixo desta camada que aparentemente os beneath this layer that apparently standardises
iguala, combinam utensílios, objetos descartáveis, e them, combine utensils, disposable objects
reproduções de ossadas que provêm de contextos and artificial bones from a variety of contexts.
díspares. Deste modo, e contrariamente ao Consequently, and contrarily to the totemic and
aspecto totémico e celebrativo a que os objetos celebratory look suggested by the objects, it is
se aproximam, é possível perceber a presença de possible to discern in them elements which we
elementos que associamos a um carácter precário associate to a precarious, sometimes disposable
e por vezes descartável, que incorporam um uso quality, which incorporate both a use and a life,
e uma vida, aparentemente retida, ou cristalizada apparently captured or crystallised in time. All this
no tempo. Todo este trabalho opera num processo work operates in a process of inversion, in which
de inversão, em que a sua funcionalidade, quer the pieces’ decorative and evocative functionality is
decorativa, quer invocativa, é deturpada. Assumindo distorted. While embracing a disparity that is socially

106 UM CERTO PONTO DE VISTA


uma disparidade que é socialmente crítica, a leitura critical, the works’ interpretation of difference and
da diferença e a alteração de linguagem, detém, na variations in tone actually contain a level of irony and
verdade, uma carga de ironia e de sarcasmo que sarcasm that demystify the iconic and sacred weight
desmistifica o peso icónico e sagrado a que o local se associated with the location.
associa. By composing and decomposing codes and values,
Compondo e decompondo códigos e valores, as Pedro Valdez Cardoso’s sculptures question our
esculturas de Pedro Valdez Cardoso, questionam os current standards and highlight a vision that
padrões correntes, e alertam para uma visão que celebrates difference, reinventing an idea of what
celebra a diferença, reinventando uma noção do que things may be.
as coisas podem ser. His work comments on both popular appropriation
O seu trabalho comenta uma apropriação and erudite understanding of traditional references
popular, mas também um entendimento erudito, from Art History. Thus, his sculptures are not carved
questionando as referências tradicionais que from stone, nor follow a process of depuration
pautam a História de Arte. Assim, as suas esculturas that begins with a massive block and ends in a
não são talhadas na pedra, nem respondem a um finished piece. On the contrary, they emerge out
processo de apuramento que surge do bloco maciço of an agglomeration of objects that physically
e dá corpo à obra final. Pelo contrário, elas emergem and culturally overlap one another, refusing the
de um aglomerado de elementos que se sobrepõem, perennial, unitary quality of so-called classic
física e culturalmente, recusando o carácter perene sculpture. Similarly, no use is made here of plinths
e unitário da dita escultura clássica. De igual forma, or bases, and there is no hierarchy in the traditional
tampouco se recorre à ideia de plinto ou base, ou a sense.
um sentido tradicional de hierarquia. In actual fact, the pleasure that emanates from these
Em boa verdade, o prazer que estas obras emanam works lies not just in the excitement of discovery
está no estímulo que vem da descoberta mas, but also in the recognition of the subversion and
também, no reconhecimento da subversão e da causticity they conceal. An unengaged, unprejudiced
causticidade que lhe está inerente. Uma descoberta discovery of other realities that do not fit the
descomprometida e descomplexada, de outras prevalent logic.
realidades que não encaixam na lógica vigente.

Sérgio Fazenda Rodrigues


Arquitecto, investigador e curador.

A CERTAIN POINT OF VIEW 107


Notas Biográficas
Biographies

Ana André (Faro, 1969)

Vive e trabalha em Faro desde 2002. Estudou Pintura e Was born in Faro, the city where she currently lives and
Desenho no Ar.Co em Lisboa e fez a Licenciatura em Artes works. She studied Painting and Drawing at Ar.Co in
Visuais na Universidade do Algarve. Expõe desde 1995, Lisbon and Visual Arts at the University of Algarve. She
em exposições individuais e colectivas. O seu trabalho has been exhibiting at individual and group exhibitions
é desenvolvido principalmente em pintura e desenho, in Portugal and abroad since 1995. Her work essentially
ocasionalmente utiliza outros suportes como a fotografia, focuses on painting and drawing but she occasionally uses
o som e o vídeo. photography, sound and video too.

Isabel Baraona (Cascais, 1974)

Actualmente a coordenadora do curso de Artes Plásticas Is currently coordinating the Visual Arts Degree in ESAD.
da ESAD.CR, é licenciada em Pintura pela La Cambre CR. She has a Painting Degree at La Cambre (Brussels,
(Bruxelas, Bélgica) e Doutorada em Artes Visuais e Belgium) and a PhD in Visual Arts from UPValência, Spain.
Intermedia pela Universidade Politécnica de Valência In 2013, during the postdoctorate, receives a scholarship
(Espanha). Em 2013, no âmbito de pós-doutoramento, student at the University of Rennes 2 (France) to develop
foi bolseira da Universidade Rennes 2 (França) onde a research that gave origin to Tipo.pt – an online archive
desenvolveu uma investigação que deu origem a Tipo. about artist’s books and author’s edition in Portugal. Today
pt — um arquivo online sobre livros de artista e edição Tipo.pt is coordinated with Catarina Figueiredo Cardoso.
de autor em Portugal. Actualmente Tipo.pt é coordenado Isabel has exhibited his work in solo and group exhibitions
em conjunto com Catarina Figueiredo Cardoso. Expõe since 2001, in Portugal and abroad. She collaborates
a sua obra individual e colectivamente desde 2001, em regularly with publishers such as: Cão Celeste and Journal
Portugal e no estrangeiro. Colabora regularmente com as of Artists’ Books, and also with the Belgium gallery Office
publicações Cão Celeste e Journal of Artists’ Books, assim d’Art Contemporain.
como com a galeria belga Office d’Art Contemporain.

Pedro Valdez Cardoso (Lisboa, 1974)

Expõe a sua obra desde 2001, colectiva e individualmente Has been exhibiting his work at individual and group
em Portugal e no estrangeiro. Integra reputadas colecções exhibitions in Portugal and abroad since 2001. His works
nacionais, bem como as espanholas do DA2 - DOMUS can been found in various highly-regarded Portuguese
ARTIUM de Salamanca, IVAM – Instituto Valenciano de collections, as well as in the Spanish collections of the DA2
Arte Moderna de Valência e do MACUF - Museu de Arte – DOMUS ARTIUM in Salamanca, IVAM – Valencian Institute
Contemporânea Union Fenosa de Coruña. A sua obra foi of Modern Art in Valencia and the MACUF – Union Fenosa
premiada em Portugal e em Espanha. Contemporary Art Museum in A Coruña. He has won prizes
for his work in both Portugal and Spain.

108 UM CERTO PONTO DE VISTA


Thierry Simões (Maisons-Laffitte, 1968)

Reside e trabalha em Lisboa. Em 1987, após frequência Lives and works in Lisbon. In 1987, after studying Lycée
do Lycée du livre et de l’industrie graphique, no Lycée du livre et de l’industrie graphique, at Lycée Maximilien
Maximilien Vox, vem para Lisboa. Em 1990, concluiu o Vox, moved to Lisbon. In 1990, completed the Complete
Curso Completo do Ar.Co em Lisboa onde, depois de em Course of the Ar.Co in Lisbon, where, after finishing the
1998 realizar o Projecto Individual de Desenho, passa a Drawing Individual Project in 1998, began teaching. He
leccionar. Tem participado em numerosas exposições e has participated in several solo and group exhibitions and
projectos de Desenho, individuais e colectivos, em Portugal Drawing projects, in Portugal and abroad.
e no estrangeiro.

Tiago Batista (Lisboa, 1967)

Reside e trabalha em Faro, onde é Professor do Curso Lives and works in Faro, where he is currently lecturing in
de Artes Visuais da Universidade do Algarve. Mestre em the Course of Visual Arts at the University of the Algarve.
Desenho pela Faculdade de Belas Artes da Universidade With a Master’s Degree in Drawing by the Faculty of Fine
de Lisboa, é especialista em Internet Macromedia pela Arts, University of Lisbon, he has specialized in Internet
Flag, Lisboa. Paralelamente à actividade pedagógica que Macromedia by Flag, Lisbon. Along with his teaching
desenvolve desde 1997, expõe a sua obra em exposições activity, which started in 1997, Tiago has exhibited his
colectivas e individuais desde 1991, em Portugal e no works in group and solo exhibitions since 1991, in Portugal
estrangeiro. and abroad.

Vasco Célio (Lubango, 1975)

É natural do Lubango em Angola donde, recém-nascido, Comes from Lubango in Angola. He lives and works in
vem com a família para Portugal. Desde então, reside e Loulé, in the Algarve, the region where he has made a
trabalha em Loulé no Algarve, região onde se tem afirmado name for himself as a professional photographer and
como fotógrafo profissional e como artista. Estudou artist. He studied the History of Advertising Photography
História da Fotografia de Publicidade, Fotojornalismo, and Photojournalism, and did a postgraduate course
fez Pós-Graduação em Artes e Programação Cultural no in Arts and Cultural Programming at INUAF in 2007.
INUAF em 2007. Posteriormente participa em workshops Since 1996, he has been participating in individual and
de vídeo, de fotografia para cinema e, entre 2009 e 2012, group exhibitions in Portugal and abroad, as well as in
frequenta Mobile Home (projecto de formação artística collaborative projects with other artists.
desenvolvido por Nuno Faria em Loulé). Desde 1996,
participa em exposições individuais e colectivas em
Portugal e no estrangeiro, bem como em projectos de
colaboração com outros artistas.

A CERTAIN POINT OF VIEW 109


Ficha Técnica
Captions

Praia (Ana André)

[p.24] [p.32] [p.43] - 17


S/Título | untitled #p96, 2015 S/Título | untitled #p90, 2014 S/Título | untitled #p116, 2016
óleo s/tela | oil on canvas óleo s/cartão | oil on cardboard óleo s/cartão | oil on cardboard
114 x 146 cm 25 x 33,5 cm 33,5 x 35 cm

[p.25] [p.33] [p.44] - 18


S/Título | untitled #p97, 2015 S/Título | untitled #p89, 2014 S/Título | untitled #p123, 2016
óleo s/tela | oil on canvas óleo s/cartão | oil on cardboard óleo s/cartão | oil on cardboard
114 x 162,3 cm 37 x 50 cm 25 x 34,8 cm

[p.26] [p.34] [p.44] - 19


S/Título | untitled #p98, 2015 S/Título | untitled #p117, 2016 S/Título | untitled #p128, 2017
óleo s/tela | oil on canvas óleo s/cartão | oil on cardboard óleo s/cartão | oil on cardboard
114 x 162,3 cm 35 x 32,5 cm 17,4 x 25 cm

[p.27] [p.35] [p.44] - 20


S/Título | untitled #p106, 2016 S/Título | untitled #p129, 2017 S/Título | untitled #p124, 2017
óleo s/cartão | oil on cardboard óleo e pastel s/cartão acrílico e grafite s/papel
35 x 50 cm oil and pastel on cardboard acrylic and graphite on paper
35,3 x 33,5 cm 29,5 x 40,4 cm

[p.28]
[p.36] [p.44] - 21
S/Título | untitled #p91, 2014
óleo s/cartão | oil on cardboard S/Título | untitled #p88, 2014 S/Título | untitled #p126, 2017
34 x 50 cm óleo s/cartão | oil on cardboard acrílico, grafite e óleo s/papel
25 x 33,5 cm acrylic and graphite on paper
29,5 x 40,4 cm
[p.29]
[p.39]
S/Título | untitled #p92, 2014
óleo s/tela | oil on canvas S/Título | untitled #p86, 2014 [p.44] - 22
34 x 50 cm óleo s/cartão | oil on cardboard S/Título | untitled #p125, 2017
25 x 35,5 cm acrílico e grafite s/papel
acrylic and graphite on paper
[p.30] 29,5 x 40,4 cm
[p.43] - 15
S/Título | untitled #p87, 2014
óleo s/cartão | oil on cardboard S/Título | untitled #p111, 2016
33,3 x 35 cm óleo e pastel de óleo s/cartão | oil and [p.44] - 23
oil pastel on cardboard S/Título | untitled #p122, 2016
33,5 x 35 cm óleo s/cartão | oil on cardboard
[p.31] 25 x 35 cm
S/Título | untitled #p93, 2014
[p.43] - 16
óleo s/tela | oil on canvas
50 x 70 cm S/Título | untitled #p115, 2016 [p.46]
óleo s/cartão | oil on cardboard S/Título | untitled #p127, 2017
33,3 x 35 cm óleo s/tela | oil on cardboard
114 x 162 cm

A CERTAIN POINT OF VIEW 111


Tochas (Vasco Célio)

[p.50] [p.53] [p.56]


Vasco Célio, Tochas (#392), 2017 Vasco Célio, Tochas (#318), 2017 Vasco Célio, Tochas (#240), 2017
Impressão jacto de tinta | ink jet print Impressão jacto de tinta | ink jet print Impressão jacto de tinta | ink jet print
moldura em criptoméria dos Açores moldura em criptoméria dos Açores moldura em criptoméria dos Açores
Azores cryptomeria wood frame Azores cryptomeria wood frame Azores cryptomeria wood frame
162 x 130 cm 162 x 130 cm 162 x 130 cm

[p.51] [p.54] [p.58]


Vasco Célio, Tochas (#201), 2017 Vasco Célio, Tochas (#65), 2011 Vasco Célio, Tochas (#397), 2017
Impressão jacto de tinta | ink jet print Impressão jacto de tinta | ink jet print Impressão jacto de tinta | ink jet print
moldura em criptoméria dos Açores moldura em criptoméria dos Açores moldura em criptoméria dos Açores
Azores cryptomeria wood frame Azores cryptomeria wood frame Azores cryptomeria wood frame
162 x 130 cm 162 x 130 cm 162 x 130 cm

[p.52] [p.55] [p.61]


Vasco Célio, Tochas (#215), 2017 Vasco Célio, Tochas (#23), 2011 Vasco Célio, Tochas (#304), 2017
Impressão jacto de tinta | ink jet print Impressão jacto de tinta | ink jet print Impressão jacto de tinta | ink jet print
moldura em criptoméria dos Açores moldura em criptoméria dos Açores moldura em criptoméria dos Açores
Azores cryptomeria wood frame Azores cryptomeria wood frame Azores cryptomeria wood frame
162 x 130 cm 162 x 130 cm 200 x 150 cm

AR (Isabel Baraona / Thierry Simões / Tiago Batista)

[p.66] [p.72] [p.80]


Ar, Vista geral, 10-2-2018. Isabel Baraona, “amanhã”, Tiago Batista, "Master Your Future",
Ar, overview, 10 -2 - 2018 pormenor
detail 2018
Estirador de madeira, mecanismos
[p.67] diversos, guiador de ferro, matriz em
Ar, Vista geral, 18-3-2018. [p.74] gesso, lápis de cor vermelho, folhas de
Ar, overview, 18 -3 - 2018 Thierry Simões, 2018 papel A3.
dimensões variadas wood drafting table, metal mechanism,
contraplacado de choupo, especiarias iron steering wheel, matrix in plaster,
[p.68] red crayon, A3 drawing paper.
Isabel Baraona, “amanhã”, 2018 (pimentão, açafrão, canela, cacau),
lençóis. 141 x 100 x 86 cm
instalação, dimensões variadas, vídeo
00:02:14. Diverse dimensions.
posters A2 impressos frente e verso poplar plywood, spices (chili, saffron,
[p.82]
de tiragem aberta e distribuição livre, cinnamon, cocoa), bed sheets
Tiago Batista, “Master Your Future”,
mesas em metal. pormenor
installation, diverse dimensions. [p.75] detail
free A2 posters, both sides printed, Thierry Simões,
open edition, metal tables. pormenor
[p.83]
detail
Tiago Batista, “Master Your Future”,
[p.70] pormenor
Isabel Baraona, “amanhã”, [p.76] - [p.77] detail
pormenor Thierry Simões, Ar / Dobradura
detail (performance), 18-03-2018
[p.84]
Tiago Batista, “Master Your Future”,
[p.71] pormenor
[p.78]
Isabel Baraona, “amanhã”, detail
Thierry Simões, Ar / Dobradura
pormenor
(performance),
detail
pormenor
detail

112 UM CERTO PONTO DE VISTA


A Primeira Pedra (Pedro Valdez Cardoso )

[p.88] [p.94] [p.100]


Pedro Valdez Cardoso, Pedro Valdez Cardoso, Pedro Valdez Cardoso,
Cantaria #2, 2015 A Primeira Pedra #7, 2017 A Primeira Pedra #4, 2017
Silicone liquida e cimentos sobre Silicone liquida, plástico, borracha e Silicone liquida, plástico, borracha e
diversos objectos e materiais esferovite esferovite
Liquid silicone and cements Liquid silicone, plastic, rubber and Liquid silicone, wood, rubber and
on various objects and materials styrofoam styrofoam
151 x 52 x 57 cm 86 x 84 x 18 cm 37 x 35 x 11,5 cm

[p.89] [p.95] [p.101]


Pedro Valdez Cardoso, Pedro Valdez Cardoso, Pedro Valdez Cardoso,
Cantaria #1, 2015 A Primeira Pedra #6, 2017 A Primeira Pedra #2, 2017
Silicone liquida e cimentos sobre Silicone liquida, plástico, borracha e Silicone liquida, madeira, borracha e
diversos objectos e materiais esferovite esferovite
Liquid silicone and cements Liquid silicone, plastic, rubber and Liquid silicone, wood, rubber and
on various objects and materials styrofoam styrofoam
164 x 47 x 47 cm 45 x 43 x 15 cm 71 x 62 x 15,5 cm

[p.90] [p.96] [p.102]


Pedro Valdez Cardoso, Pedro Valdez Cardoso, Pedro Valdez Cardoso,
Cantaria #3, 2015 A Primeira Pedra #8, 2017 A Primeira Pedra #3, 2017
Silicone liquida e cimentos sobre Silicone liquida, plástico, borracha e Silicone liquida, plástico, madeira e
diversos objectos e materiais esferovite esferovite
Liquid silicone and cements Liquid silicone, plastic, rubber and Liquid silicone, plastic, wood and
on various objects and materials styrofoam styrofoam
135 x 50 x 50 cm 73 x 44 x 14 cm 52 x 52 x 10 cm

[p.91] [p.97] [p.103]


Pedro Valdez Cardoso, Pedro Valdez Cardoso, Pedro Valdez Cardoso,
Cantaria #4, 2015 A Primeira Pedra #9, 2017 A Primeira Pedra #12, 2017
Silicone liquida e cimentos sobre Silicone liquida, plástico e esferovite Silicone liquida, borracha, plástico e
diversos objectos e materiais Liquid silicone, plastic and styrofoam esferovite
Liquid silicone and cements 93 x 43 x 14 cm Liquid silicone, rubber, plastic and
on various objects and materials styrofoam
123 x 57 x 57 cm 37 x 11 x 7,5 cm
[p.98]
Pedro Valdez Cardoso,
[p.92] A Primeira Pedra #10, 2017 [p.104]
Pedro Valdez Cardoso, Silicone liquida, plástico e esferovite Pedro Valdez Cardoso,
Cantaria #5, 2015 Liquid silicone, plastic and styrofoam A Primeira Pedra #1, 2017
Silicone liquida e cimentos sobre 42 x 97 x 16 cm Silicone liquida, madeira e esferovite
diversos objectos e materiais Liquid silicone, wood and styrofoam
Liquid silicone and cements 91 x 52 x 6 cm
on various objects and materials [p.99]
108 x 43 x 43 cm Pedro Valdez Cardoso,
A Primeira Pedra #5, 2017
Silicone liquida, plástico e esferovite
[p.93] Liquid silicone, plastic and styrofoam
Pedro Valdez Cardoso, 18 x 64 x 16 cm
A Primeira Pedra #11, 2017
Silicone liquida, borracha, plástico e
esferovite
Liquid silicone, rubber, plastic and
styrofoam
79 x 52 x 20 cm

A CERTAIN POINT OF VIEW 113


114 UM CERTO PONTO DE VISTA
Um Certo Ponto de Vista
A Certain Point of View

Exposições / Exhibitions Catálogo / Catalogue

Curador / Curator Edição / Edition Impressão e acabamento /


Vasco Vidigal Artadentro – Arte Printing and binding
Contemporânea – Associação Gráfica Comercial
Coordenação / Coordination
Vasco Vidigal (Artadentro) Concepção / Concept Tiragem / Print run
Marco Lopes (Museu Municipal de Ana André 500 exemplares / copies
Faro) Vasco Vidigal
Isabel Soares (Museu de ISBN: 978-989-20-8292-9
Portimão) Concepção Gráfica / Design Depósito legal: 440360/18
Sónia Silva (Galeria Municipal de Fábio Santos (OrizonArt Studios)
S. Brás de Alportel) Sara Martins (OrizonArt Studios) © 2018 Artadentro
Patrícia Reis (Galeria Municipal de © das fotografias, dos textos e
S. Brás de Alportel) Textos / Texts das traduções: os autores / of
Comissariado 365 Algarve / photographs, texts, and translations:
Produção / Production 365 Algarve Curators the authors
Ana André (Artadentro) Presidente do Município de Faro /
Mayor of Faro Todos os direitos reservados. Esta
Registo / Registrar Director do/of Museu Municipal obra não pode ser reproduzida, no
Vasco Célio (Stills) de Faro todo ou em parte, por qualquer forma
Filipe Farinha (Stills) Vasco Vidigal ou quaisquer meios electrónicos
José Paulo Cruz Pereira ou outros, incluindo fotocópia,
Montagem e Instalação / Fernando Sampaio Amaro gravação ou qualquer processo de
Installation Staff Mirian Tavares armazenamento ou recuperação de
Museu Municipal de Faro: Sérgio Fazenda Rodrigues informação, sem prévia autorização
Margarida Alves Daniela Garcia escrita da Artadentro.
Fátima Pereira All rights reserved. No part of
Sandra Louro Tradução / Translation this publication may be printed
Engrácia Guerreiro Virgínia Ortega Cruz or utilised in any form or by any
Susana Paté José Gabriel Flores means, including photocopying and
Susana Garibaldi Ruth Gale recording, or any information or
Hélder Casinha Luís Santos retrieval systems, without Artadentro
António Dias Revisão / Revision permission.
Domingos Carreira Ana Isabel Soares
Museu de Portimão:
António Pereira Fotografia / Photography
Vera Santos Vasco Célio (Stills)
Margarida Patrício Filipe Farinha (Stills)
Paula Raimundo Edição de Imagem / Photo
João Rosado Edition
Cidália Pacheco (Comunicação) Ricardo Nascimento (Stills)
Carlos Barreto (Stills)
Galeria Municipal de S.Brás de
Alportel: Capa / Cover
Emília Guerreiro Vasco Vidigal
José Manuel Cristino “Gato Momentaneamente
Veríssimo Medeiros Satisfeito” vídeo still, 2017
Hélder Silva “Momentarily Satisfied Cat” video
still, 2017
A CERTAIN POINT OF VIEW 115
Agradecimentos
Acknowledgements

A Artadentro agradece a todos os a / A special thank to:


que de alguma forma ajudaram a
realizar “Um Certo Ponto de Vista”, Professora Doutora Isabel Cardigos
nomeadamente a: (Ex-Directora do Centro de Estudos
Artadentro would like to thank Ataíde Oliveira), Daniela Garcia (texto
to people and institutions whose p/folha de sala p/exp.“Tochas”),
contributions made “A Certain Point Madalena André, Cristina Catuna e
of View” possible, namely: Alfio Fassio, Teresa Ramos, Manuel
Rodrigues e Elisabete Lourenço
Faro: Rogério Bacalhau (Presidente Rodrigues, António André, Lino André,
do Município), Paulo Santos (Vice- Eduardo Martins, Bertílio Martins,
Presidente do Município), Marco Emídio Freire, Carlos Gracias, Gilmar
Lopes (Director do Museu Municipal Brito e Vico Ughetto.
de Faro), Paula Paixão, Heliodoro
Martins, Maria do Carmo Mendonça,
Fátima Nascimento, Isabel Louro,
Valentina Rodrigues, Denisa Fuseta,
Vitorino Pinto, Luis Mansinho, Rui
André Gonçalves, Susana Laneiro,
Maria José Barradas.
Portimão: Isilda Gomes (Presidente
do Município), Teresa Mendes
(Vereadora da Cultura), José Gameiro
(Director do Museu de Portimão).
S.Brás de Alportel: Vitor Guerreiro
(Presidente do Município), Marlene
Guerreiro (Vice-Presidente do
Município), Emanuel Sancho (Director
do Museu do Traje de S.Brás de
Alportel), Custódia Reis, Anabela
Correia, Mauro Rodrigues.
Também um especial agradecimento

116 UM CERTO PONTO DE VISTA


every day counts
ARTADENTRO
arte contemporânea | associação

Artadentro – Arte Contemporânea – Associação


Rua Rasquinho, 7 — 8000-416 Faro
artadentro@hotmail.com
www.artadentro.com
© 2018. All rights reserved.