Vous êtes sur la page 1sur 30

Dicas de preparação e acompanhamento para

IME-ITA-Olimpı́adas e cursos superiores que


envolvam fı́sica e matemática.


Vários autores (Citados no texto)
-
Organização da atual versão :Rodrigo ”Renji” Email :rodrigo.uff.math@gmail.com

1
Sumário

1 Dicas 3
1.1 Como iniciar sua preparação: ITA-IME . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3
1.2 Bibliografia considerações gerais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
1.3 Bibliografia Matemática - ITA-IME-Olimpı́adas . . . . . . . . . . . . . . . 8
1.3.1 Álgebra abstrata e linear-Aritmética-Teoria dos números . . . . . . 8
1.3.2 Cálculo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9
1.3.3 Geometria espacial, plana e analı́tica . . . . . . . . . . . . . . . . . 10
1.3.4 Combinatória e probabilidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10
1.3.5 Onde comprar? . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11
1.4 Bibliografia Fı́sica - ITA-IME-Olimpı́adas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11
1.4.1 Mecânica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11
1.4.2 Óptica e ondas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11
1.4.3 Fı́sica Moderna . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
1.5 Bibliografia Quı́mica- ITA-IME-Olimpı́adas . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
1.5.1 Quı́mica organica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
1.5.2 Fı́sico-quı́mica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
1.5.3 Quı́mica Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
1.6 Sites e Blogs . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12

2 O Curso de bacharelado em matemática 14


2.1 Carreira . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15
2.2 Dicas gerais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15
2.3 Disciplinas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17

2
Capı́tulo 1

Dicas

1.1 Como iniciar sua preparação: ITA-IME


O texto abaixo foi traduzido e adaptado por Natasha Ishida do texto ”How to start
Preparation For IIT-JEE”do link

.AgradecemosaN atashaportodootrabalhodetraduçãoeadaptaçãodotexto.

A melhor hora pra iniciar a preparação é no inı́cio do 1◦ ano do Ensino Médio. Os


estudantes acabam de voltar das férias após terminar o Ensino Fundamental . Alunos
que começam a se preparar um pouco tarde acabam perdendo alguns tópicos chave para
a preparação. Se você inicia sua preparação no 2◦ ano, então a quantidade de trabalho
duro aumentará devido à pressão adicional dos conteúdos do 2◦ ano, então, as chances de
conseguir um bom rank no vestibular diminuem. Há uma grande transição a mudança
do último ano do Fundamental para o 1◦ ano do médio, então não sinta-se desmotivado
ao ver a complexidade dos conteúdos em nı́vel ITA/IME. Os primeiros dois ou três meses
devem ser dedicados à revisão dos conteúdos de embasamento (como algebra, mecânica,
etc.). Os conceitos em tópicos como álgebra, mecânica e estequiometria devem ser estu-
dados em detalhes pois eles também são a base de outros tópicos e contam muitos pontos.
Você não deve ter dúvidas sobre esses conceitos. Para estes, desenvolva o hábito de in-
vestigação. Tire todas as suas duvidas e com essa mentalidade você se sentirá confiante
aprendendo qualquer conceito. A chave nessa área é resolver exercı́cios; A resolução regu-
lar de exercı́cios não só ajudará a fortalecer seus conhecimentos, mas também aumentará

3
CAPÍTULO 1. DICAS 4

sua destreza, que é necessária no ITA/IME. Inicialmente, problemas de baixo nı́vel devem
ser treinados e somente quando você estiver adaptado a eles você deve ir aos exercı́cios
de aprofundamento/nivel ITA-IME.
Você deve ter um plano sistemático para a preparação. Horas regulares devem ser
divididas entre estudo teórico e resolução de exercı́cios. Não é necessário que memorize
as lições e fórmulas. Entenda como derivar as expressões e aplique isso às resoluções de
exercı́cios. Paulatinamente essa formulas irão fixar-se na sua memória e você se tornará
capaz de lembrá-las em qualquer situação. O que é obrigatório é o entendimento claro e
familiaridade com os conceitos . Atenção máxima deve ser dada à resolução de problemas.
Tente ser analı́tico em vez de ser intuitivo. Você deve antes de pegar um problema e tentar
resolvê-lo entender o que é dado e o que é pedido, tentar lembrar quais princı́pios, leis,
equações estão envolvidas. Não tenha pressa para ver a solução, tal atitude pode não
ajudar no seu aprendizado. Somente quando você ponderar sobre uma questão por um
longo tempo e não conseguir enxergar a resolução, deve-se ver a solução. Você poderá
prejudicar à si mesmo se pular esses problemas ou fizer somente meia-resolução.

Balança temperamental

ˆ Mantenha-se calmo durante a prova. Se você estiver se sentido afobado, feche os


olhos por algum tempo para repor a compostura e concentração.

ˆ Mantenha-se animado e de bom-humor.

ˆ Se você se sentir tenso durante a prova, respire fundo pra aliviar a tensão.

ˆ Não fique desmotivado ou super-motivado em ver uma questão na prova. Desmo-


tivação fará as questões parecerem mais complicadas e super-motivação pode fazer
com que cometa erros bobos.

ˆ Não fique deprimido com questões difı́ceis, pense que elas são difı́ceis para qualquer
aspirante.

ˆ Não se importe com a nota de corte mı́nima.

ˆ Não discuta com ninguém antes da prova.


CAPÍTULO 1. DICAS 5

Mantendo os pensamentos depressivos longe

ˆ Primeiro de tudo, saiba que você não é o único naquela situação.

ˆ Perceba que se você tiver estudado 60% do conteúdo, você precisa manter os pen-
samentos negativos

ˆ Em qualquer ocasião que se sentir tenso, comece uma contagem regressiva do 50 até
1, vai ajudar a aliviar a tensão.

ˆ Faça alongamentos, também ajudará a reduzir a tensão no corpo

ˆ Se está tenso e preocupado, não sofra sozinho. A companhia dos amigos e as con-
versas irão ajudar uma mente a afastar os pensamentos negativos.

Plano de estudo

Ter um plano de estudos é essencial, você mesmo deve fazê-lo quando iniciar sua
preparação para ITA/IME, faça um plano de estudo conforme seu ritmo. Terminar o
conteúdo do estudo um mês antes da prova é importante para ter um tempo para revisão.
Vamos sugerir o seguinte plano de estudo (tecnicamente pra ser seguido do 2◦ ano ao 2◦
ano):
Junho até outubro
Conceitos matemáticos usados na fı́sica, mecânica básica, estequiometria, quı́mica
geral, teoria dos números, equações quadráticas e progressões
Outubro até janeiro
Mecânica completa, ondas, fı́sico-quı́mica, indução, número complexos e trigonome-
tria.
Janeiro até maio
Gravitação, mecânica dos fluidos, ondulatória, quı́mica inorgânica, geometria analı́tica,
permutação e combinação e teorema binomial.
Maio até agosto
Eletricidade e eletrostática, eletroquı́mica, soluções, sólidos, análise quantitativa, me-
tais de transição, diferenciação e integração(se não me engano, diferencial e integral não
cai no ITA, correto?).
Agosto até Novembro
Magnetismo, óptica, fı́sica moderna, quı́mica orgânica, probabilidade e vetores.
CAPÍTULO 1. DICAS 6

Novembro até Dezembro


- Revisão final
Seguindo esse cronograma, o plano de estudos será finalizado à tempo e ainda teremos
tempo para revisão.
Coisas que você tem de manter em mente um dia antes da prova

ˆ É importante ter uma boa noite de sono e descanso, para evitar ”brancos”na hora da
prova . É recomendado dormir cerca de 8 horas antes da prova para estar renovado
e descansado enquanto resolve as questões.

ˆ Alimente-se bem. Coma comidas leves antes da prova (eu recomendo biscoito sal-
gado, tipo cream cracker) para não se sentir mal.

ˆ Revise apenas tópicos que você já tinha estudado antes, não fique ansioso, o estudo
necessário já foi feito nos meses anteriores a prova.

ˆ Você deve chegar ao local da prova pelo menos meia hora antes do exame, se você
ainda não foi ao local onde este será realizado, vá em algum dia antes da prova
visitar o lugar. Nota: se você é de outra cidade, chegue pelo menos um dia antes,
fique certo de que terá um lugar calmo, limpo e aconchegaste para estudar. Tire o
medo de estar em outra cidade da sua mente.

ˆ Não fique de estômago vazio, sempre tenha frutas ou biscoito em mãos, o mal estar
do estômago vazio pode te atrapalhar durante a prova.

ˆ Algumas pessoas sentem nausea ou dor de cabeça perto da prova, então tenha
em mãos remédios para tais problemas. (Se você tem alergia a poeira, leve um
anti-alérgico também. Para as garotas: se estiverem no perı́odo menstrual, tomem
remédio de cólica meia hora antes da prova).

ˆ Se você irá dirigir até o local da prova, tenha certeza que tem combustı́vel suficiente e
não se estresse com o trânsito. Se for usar transporte público leve em conta possı́veis
atrasos com engarrafamento ou outros problemas no trânsito, saia um pouco mais
cedo de casa se necessário.

ˆ Lembre-se de levar canetas, lápis, borracha ou outro material relevante. Teste as


canetas antes, verifique se está com documentos necessários para fazer a prova.
CAPÍTULO 1. DICAS 7

Aspectos importantes durante a prova

ˆ Sincronize o seu relógio de pulso com o horário local.

ˆ Não use caneta vermelha.

ˆ Comece a responder as questões somente depois de ler as instruções dadas, seja


cuidadoso.

ˆ Enquanto faz a prova, divida as questões no método ABC. A: Estas questões são
de tópicos que você preparou-se bem. Você já fez questões similares e pode ficar
confiante de que sabe resolve-las. B: Nas que travar, você sabe que pode resolver
essas questões mas elas consomem o tempo, mesmo que esteja confiante que sabe
resolver, deixe as que estão tomando mais tempo para serem resolvidas por último.
C: Se não sabe como começar ou terminar de resolver, não perca o tempo tentando
resolve-las primeiro, deixe as por último caso sobre tempo.

ˆ A tentativa de resolver as questões na pressa só irá aumentar as chances de errar.


Resolva as questões com calma.

ˆ Nunca tente resolver duas questões ao mesmo tempo, se concentre em uma de cada
vez.

ˆ Tenha cuidado pra usar somente o espaço dado para cada questão no papel no caso
de questões discursivas.

ˆ Se precisar de um diagrama, faça um.

ˆ Use o valor das constantes dadas nas instruções, se não mencionarem o valor, use o
valor que lembra.

ˆ Separe todas as questões com o método ABC .

ˆ Deixe algum tempo disponı́vel para marcar o gabarito, ou marque o gabarito con-
forme for resolvendo as questões (caso de múltipla escolha).
CAPÍTULO 1. DICAS 8

1.2 Bibliografia considerações gerais


Usaremos os seguinte termos para o nı́vel dos textos

ˆ Embasamento: Textos para aprender o básico da teoria. Simbolizaremos textos


desse nı́vel por [Base]

ˆ Aprofundamento : Textos para alunos que já tem certa base no assunto em questão e
desejam aprofundar seu conhecimento. Simbolizaremos textos desse nı́vel por [fun1 ]

ˆ Avançado: Textos em que se considera que o aluno já tenha um conhecimento mais
aprofundado. Simbolizaremos textos desse nı́vel por [Avan]

1.3 Bibliografia Matemática - ITA-IME-Olimpı́adas

1.3.1 Álgebra abstrata e linear-Aritmética-Teoria dos números


ˆ Fundamentos da matemática elementar-Gelson Iezzi e outros - Vol. 1 Conjuntos e
funções; Vol.2 Logaritmos; Vol.3 Trigonometria; Vol.4 Sequências, matrizes, deter-
minantes e sistemas; Vol .6 Complexos , polinômios, equações; Vol.11 Matemática
comercial, financeira e estatı́stica descritiva. Nı́vel :[Base]

Onde encontrar? Existem novas edições vendidas na maioria das livrarias, porém
é possı́vel achar versões antigas em sebos, por preços menores, veja a seção ”onde
comprar?”com o link da estante virtual.

ˆ Lidski - Problemas Matematica Elementar

ˆ Noções de Matemática Aref Antar Neto, José L. P. Sampaio, Nilton Lapa. Vol 1 -
Conjunto e Funções ; Vol 2 - Progressões e Logaritmos; Vol 3 - Trigonometria; Vol 4
- Comb., Matrizes e Determinantes ; Vol 7 - Complexos e Polinômios. Nı́vel :[Base]

ˆ Cesar Polcino Milies - Números uma Introdução a Matemática.

ˆ Complex Numbers A to ...Z - Titu Andreescu.

ˆ Majorando
1
Fun pois são textos divertidos?
CAPÍTULO 1. DICAS 9

ˆ Álgebra - Augusto César Morgado. Nı́vel :[Base]

ˆ Reginaldo Santos de Álgebra Linear e Geometria Analı́tica.

ˆ Provas anteriores IME e ITA

ˆ Revista Eureka.

ˆ Números complexos e polinômios - Caio Guimarães.

ˆ Problemas Selectos - Editora Lumbrelas.

ˆ Introdução à Teoria dos Números - José Plinio de Oliveira Santos. Nı́vel :[Base].

ˆ A Matemática do Ensino Médio - Vol 1 - Morgado, Elon Lages, Eduardo Wagner,


Paulo Cezar. Nı́vel :[Base]

ˆ Elementos de aritmética. A. Hefez Editora:Sociedade Brasileira de matemática


Ano:2004 Livro que aborda as principais propriedades dos números naturais, possui
ótimos exercı́cios e explicação clara. Livro cuja leitura pode ser muito agradável.
Neste livro não se parte dos axiomas de Peano, mas de outro conjunto de axio-
mas( mais numerosos do que o de Peano) que tem objetivo de tornar mais rápido o
desenvolvimento dos números naturais.Nı́vel [Fun].

ˆ Introdução à Teoria dos Números - José Plinio de Oliveira Santos Nı́vel :[Base].

ˆ A Matemática no Vestibular do IME - Sérgio Lima Netto. Nı́vel [Fun].

ˆ Manual de sequências e séries Vol. I - Luı́s Lopes. Nı́vel :[Fun].

1.3.2 Cálculo
ˆ Fundamentos da matemática elementar - Vol. 8, Limites, derivadas e noções de
integral. Nı́vel :[Base]

ˆ Apostilas da UERJ Calculo I/II/III.

ˆ Guidorizzi volume I.
CAPÍTULO 1. DICAS 10

1.3.3 Geometria espacial, plana e analı́tica


ˆ Fundamentos da matemática elementar - Vol. 7, geometria analı́tica; Vol. 9 Geo-
metria plana; Vol. 10 Geometria espacial. Nı́vel :[Base]

ˆ Noções de Matemática - Aref , Sampaio, Nilton Lapa. Vol 5 - Geometria Plana e


Espacial; vol 6 - Geometria Analı́tica. Nı́vel :[Base]

ˆ Geometria Analitica - Steinbruch e Winterle.

ˆ Reginaldo Santos de Álgebra Linear e Geometria Analı́tica.

ˆ Provas anteriores IME e ITA.

ˆ Revista Eureka.

ˆ Problemas Selectos - Editora Lumbrelas.

ˆ Geometria I e II - Augusto César Morgado.

ˆ Solucionário de Geometria - una vision de la planimeria.

ˆ Geometria - Una visión de estereometria.

ˆ Geometria Analı́tica - Um Tratamento Vetorial 3ª edição - Ivan de Camargo / Paulo


Boulos.

1.3.4 Combinatória e probabilidade


ˆ Fundamentos da matemática elementar - Vol. 5, combinatória e probabilidade.
Nı́vel :[Base]

ˆ Noções de Matemática Vol 4 - Combinatória, Matrizes e Determinantes - Aref , José


L P. Sampaio, Nilton Lapa. Nı́vel :[Base]

ˆ Provas anteriores IME e ITA.

ˆ Revista Eureka.

ˆ Analise combinatória e probabilidade - Morgado. Nı́vel :[Base]

ˆ Problemas Resolvidos de Combinatória - José Plinio e Eduardo Luı́s Estrada.

ˆ Introdução à Análise Combinatória - José Plinio, Margarida Mello, Idani Murari.


CAPÍTULO 1. DICAS 11

1.3.5 Onde comprar?


ˆ Editora vestseller . Editora com material especializado para os segmentos IME-ITA-
Olimpı́adas

Estantevirtual.Sitedecompraonlinedelivrosde”sebos2 ”, podemserencontradoslivrosusadosporpreçosm

http://www.estantevirtual.com.br/.

1.4 Bibliografia Fı́sica - ITA-IME-Olimpı́adas

1.4.1 Mecânica
ˆ Volumes 1 e 2 de Fundamentos de Mecânica de Renato Brito.

ˆ Qualquer livro dos seguintes autores ... :Halliday- Resnick, Tipler, Zemansky

ˆ Fı́sica clássica

ˆ Tópicos de fı́sica Volume I

ˆ - Problemas Selecionados de Fı́sica Elementar (SARAEVA)

ˆ Kossel

ˆ Irodov

ˆ Provas anteriores IME e ITA


2
Lojas que vendem livros usados
CAPÍTULO 1. DICAS 12

1.4.2 Óptica e ondas


ˆ Qualquer livro dos seguintes autores ... :Halliday- Resnick, Tipler, Zemansky

ˆ Fı́sica clássica

ˆ Tópicos de fı́sica Volume II

ˆ Provas anteriores IME e ITA

1.4.3 Fı́sica Moderna


ˆ Qualquer livro dos seguintes autores ... :Halliday- Resnick, Tipler, Zemansky.

ˆ Provas anteriores IME e ITA.

1.5 Bibliografia Quı́mica- ITA-IME-Olimpı́adas

1.5.1 Quı́mica organica


ˆ Feltre/Marta Reis.

ˆ Princı́pios da Quı́mica - Peter Atkins.

ˆ Provas anteriores IME e ITA.

1.5.2 Fı́sico-quı́mica
ˆ Princı́pios da Quı́mica - Peter Atkins.

ˆ Provas anteriores IME e ITA.

1.5.3 Quı́mica Geral


ˆ Princı́pios da Quı́mica - Peter Atkins.

ˆ Provas anteriores IME e ITA.


CAPÍTULO 1. DICAS 13

1.6 Sites e Blogs


ˆ Blog Dados de Deus

GilsonResolve

http://www.gilsonresolve.com.br

Rumo ao ITA

SEI − SistemadeEnsinoInterativo

http://sistemasei.com.br/port/

Comunidade Rumo ao ITA no Orkut

ComunidadeFı́sicaematemática(F.M )noOrkut

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=2936928

Fórum MATH HELP, com editor de texto matemático LATEX integrado

F órumartof problemsolving, comeditordetextomatemáticoLAT EXintegrado

http://www.artofproblemsolving.com/Forum/index.php

Site da Revista Eureka, a revista da olimpı́ada de matemática, nela podemos encontra


para download gratuito as edições da revista muito úteis para preparação para olimpı́ada
CAPÍTULO 1. DICAS 14

InstitutoOmegalephdeEducaçãoAvançada.M aterialgratuitoemvideosparapreparaçãoparaosexamesve

http://omega4edu.org/
acompanheocanalnoyoutube

http://www.youtube.com/user/OmegalephIIT

Videos no Youtube de autoria de Miguel Angelo, várias questões de nı́vel IME-ITA em


video

F órumP ir2, sobrefı́sica, matemática, quı́mica

···

.
Capı́tulo 2

O Curso de bacharelado em
matemática

O intuito desse texto é falar um pouco sobre o curso de matemática Bacharelado, tendo
como exemplo o curso de matemática da UFF-Universidade Federal fluminense, que foi o
curso em que estudei, dando algumas dicas básicas e falando sobre as disciplinas.
A matemática do ensino médio é bastante diferente da matemática do curso superior,
a ênfase é bem distinta , no ensino médio e ensino fundamental, em geral aqui no Brasil, se
aprende uma matemática em que se valorizam contas e processos de manipulação simbólica
enquanto na matemática do ensino superior a ênfase é na demonstração e descoberta, isto
é, queremos demonstrar , deduzir , descobrir resultados novos. Em geral temos o desejo de
demonstrar os resultados que são ensinados aos alunos no curso superior de matemática,
sendo que possivelmente apenas as primeiras disciplinas não possuem essa ênfase, como
as disciplinas de cálculo diferencial e integral.
O que seria demonstrar em matemática? não tentaremos dar uma definição rigorosa
disso, apenas uma ideia. Demonstrar uma propriedade matemática consiste em mostrar
de forma clara(preferencialmente) usando argumentos lógicos corretos que a propriedade
é verdadeira.
Vamos dar um exemplo bem simples de demonstração . Definindo os números pares
como os números inteiros da forma 2n com n um número inteiro, prove que 6 é um
número par. Para isso devemos exibir um n inteiro tal que 6 = 2n . Tomando n = 3,
temos 6 = 2.3, então 6 é par.

15
CAPÍTULO 2. O CURSO DE BACHARELADO EM MATEMÁTICA 16

Então não espere encontrar num curso de matemática a mesma matemática do ensino
médio, as coisas são bastante diferentes, do meu ponto de vista a matemática do ensino
superior é muito mais bela, tenho tendência a vê-la de maneira mais filosófica.
O curso de matemática, assim como outros cursos de exatas como fı́sica, costumam
ser simples de se entrar, pela baixa concorrência, mas não tão fáceis de se sair (com o
diploma) .

2.1 Carreira
Acho que o bacharelado tem como alvo principal formar pesquisadores que se associam
a faculdades como professores-pesquisadores apesar de ser possı́vel fazer outros caminhos,
como concursos em que se pede graduação em matemática.
A graduação tem tempo determinado de 4 anos, porém muitos alunos costumam ter-
minar o curso em mais tempo, alguns outros poucos em menos que 4 anos, o mestrado
costuma durar 2 anos. Com o mestrado e graduação já é possı́vel dar aula em algumas
faculdades, na verdade em algumas apenas com a graduação já é possı́vel dar aula. Um
ideal para o matemático é ter o doutorado , que tem tempo determinado em 4 anos.

2.2 Dicas gerais


ˆ Não deixe acumular matéria e estudar na véspera de prova, isso pode não dar muito
certo em um curso de matemática. Tente acompanhar a disciplina. A matemática
tem a particularidade de um assunto costumar depender de maneira muito forte
do que foi ensinado antes, então se você perde parte da matéria ou não a entende,
pode comprometer o entendimento do que for ensinado depois, pois o tema pode
ter uma dependência do anterior. Na matemática costuma se construir resultados
passo-a-passo em cima de resultados anteriores.

ˆ Tente fazer as listas de exercı́cios , muitos professores passam problemas na prova


que saem da listas. De valor a teoria. Estude as demonstrações, no caso de cair na
prova algum problema que você não tenha feito algum do tipo antes, com apoio da
teoria pode-se em geral resolver as questões.

ˆ Tente olhar provas anteriores, pois muitos professores repetem questões.


CAPÍTULO 2. O CURSO DE BACHARELADO EM MATEMÁTICA 17

ˆ Sempre tente dar uma olhada nos livros didáticos recomendados pelo professor, pois
também podem servir de fonte de questões para prova.

ˆ Tente estudar perto de onde mora ou se mudar para perto de onde estuda. Pois o
tempo perdido no trânsito pode atrapalhar seu estudo, estressar e te deixar mais
cansado ainda (estudar dentro do ônibus pode ser complicado).

ˆ Não se foque apenas no estudo, separe um tempo para se divertir com outras coisas
e atividades diferentes, preze sua felicidade, se você apenas estudar pode chegar um
momento que ficará cansado da rotina o que pode causar problemas.

ˆ Separe um tempo para descansar e se divertir.

ˆ Tente fazer atividades fı́sica regulares, ficar muito tempo sentado estudando, pode
aos poucos trazer problemas, como de coluna.

ˆ A faculdade possui algumas bolsas que podem ajudar o aluno, como exemplo: Pro-
jeto de monitoria, se você já cursou uma disciplina pode pode fazer a prova para ser
monitor dela, caso passe deverá ficar na faculdade durante algumas horas (na UFF
acho que de 4 − 8 horas, dependendo do departamento) tirando dúvidas dos alunos
daquela disciplina, mas tome cuidado que pode não conseguir estudar nesse tempo,
os alunos recebem bolsa para participar desse tipo de projeto.
Iniciação cientı́fica (Pode ser com bolsa ou sem bolsa). Nesse tipo de projeto o aluno
começa a ter sua iniciação a pesquisa, o que pode conter bem para o currı́culo , uma
possı́vel vantagem em relação a monitoria é que normalmente o aluno não precisa
ficar muito tempo adicional na faculdade, tendo em geral apenas reuniões com seu
orientador e o tempo restante tendo que estudar sozinho.

ˆ Não tenha medo das questões, tente fazer! vá com confiança, muitas questões pa-
recem complicadas, mas quando pensamos um pouco mais, podemos ver que temos
ferramenta para sua solução, então tente! E se baseie nas definições e resultados já
conhecidos para tentar resolver os problemas.

ˆ Aprenda inglês!, os melhores livros ainda se encontram em inglês, alguns assuntos


podem não ter livros bons em português, o inglês é essencial para carreira cientı́fica.

ˆ Se está disposto a continuar o curso de matemática e passar em uma disciplina que


começou, não desista! Mesmo que tenha começado o curso com uma nota ruim, vá
CAPÍTULO 2. O CURSO DE BACHARELADO EM MATEMÁTICA 18

até o fim! Muitas vezes é possı́vel recuperar a nota ou mesmo o professor observando
o esforço que se faz com o aprendizado pode dar novas chances para a turma, então
continue firme nos estudos, na pior das hipóteses mesmo se reprovar a disciplina e
tiver que faze-la novamente estará melhor preparado para a próxima vez.

Um link interessante com dicas e textos para download gratuito How to Become a
Pure Mathematician
http : //hbpms.blogspot.com/.

2.3 Disciplinas
Vamos falar sobre algumas disciplinas (não todas no momento).

Geometria básica

Revisão de geometria do ensino médio, talvez no máximo com um pouco mais de pro-
fundidade. Livro recomendado : Fundamentos da matemática elementar (FME), volume
de geometria.

Matemática básica

Revisão de conceitos básicos de ensino médio, em geral. Também acho uma boa pedida
usar o FME para revisão . FME é um livro em 11 volumes, cada livro sobre um assunto
de matemática do ensino médio .

Geometria analı́tica I e II

Revisão de geometria analı́tica plana I e geometria analı́tica espacial II. O melhor


material que vi até agora ( conheço poucos), é o material feito pelo professor Jorge Delgado
e Kátia Frensel.
Alguns livros:

ˆ Álgebra linear e geometria analı́tica de Antônio dos Santos Machado. Atual editora,
1980.

ˆ Geometria analı́tica e Álgebra linear. Elon lages Lima. Coleção matemática univer-
sitária. instituto nacional de matemática pura e aplicada. 2005
CAPÍTULO 2. O CURSO DE BACHARELADO EM MATEMÁTICA 19

ˆ Geometria analı́tica. charles H. Lehmann. Editora globo. 1974.

ˆ Curso de geometria analı́tica com tratamento vetorial. Zózimo menna gonçalves.


Editora cientı́fica. 1969

ˆ E um material bem completo, gratuito da professora kátia frensel da UFF Geometria


analı́tica plana

Geometria analı́tica espacial

Cálculo I, II, III e IV

Tome cuidado com essas disciplinas, elas costumam ter muitas reprovações. Cálculo I
costuma abranger limite, derivada e integral. Cálculo II, um pouco de cálculo em várias
variáveis , cálculo III integral dupla, tripla, de linha. Cálculo IV Soluções de algumas
Equações diferenciais parciais, transformada de laplace. De inicio recomendo livros de
Stewart e guidorrizi, livros mais avançados: Apostol, Courant. Para o cálculo IV livro do
Boyce e Diprima . Os nomes das disciplinas mudam conforme a faculdade na UFF, cálculo
I é cálculo IA e vai apenas até primitivas básicas, cálculo IIA cobre integração definida,
técnicas de integração, integrais impróprias e algumas equações diferenciais. Cálculo IIB
funções de várias variáveis. Cálculo IIIA, integrais múltiplas, de linha, stokes e gauss.
Temos ainda uma outra disciplina equações diferenciais, transformada de laplace, soluções
por meio de séries.

Álgebra linear I e II

Recomendamos para um iniciante o livro do Caliolli , outros livros mais avançados:


Elon , Hoffman e Kunze.
Textos gratuitos de álgebra linear da professora Maria Lúcia villela da UFF-RJ
CAPÍTULO 2. O CURSO DE BACHARELADO EM MATEMÁTICA 20

A primeira parte de um curso de álgebra linear, (álgebra linear I)

ˆ alglinear 1-mod1-Matrizes e sistemas lineares

ˆ alglinear 1-mod2-Espaços vetoriais Reais

ˆ alglinear 1-mod3-A álgebra das transformações lineares

a segunda parte de um curso de álgebra linear (álgebra linear II)

ˆ alglinear 2-mod1 Determinantes por permutações

ˆ alglinear 2-mod1-2 Determinantes por indução

ˆ alglinear 2-mod2 Autovalores e autovetores

ˆ alglinear 2-mod3 Espaços vetoriais com produto interno.

Álgebra Linear de Kátia Frensel e Jorge Delgado

Os textos possuem exercı́cios, considero uma boa didática.


Textos na pasta

http : //www.4shared.com/dir/u4Bn6 0U/algebral inear.html

Outros textos

ˆ Álgebra Linear - Serge Lang

ˆ Um curso de álgebra linear - Flavio Ulhoa Coelho

ˆ Steven roman -Advanced linear algebra

ˆ Peter Lax-Linear algebra

ˆ Halmos, Finite-Dimensional Vector Spaces.

ˆ Linear Algebra Done Right - Axler .


CAPÍTULO 2. O CURSO DE BACHARELADO EM MATEMÁTICA 21

ˆ Álgebra linear- Elon lages Lima, que possui também um livro de soluções feitas Pelo
Ralph Teixeira.

ˆ Matrix Analysis and Applied Linear Algebra - Carl Meyer ... Uma ponte entre a
álgebra linear mais abstrata e a álgebra linear numérica.

ˆ Hamilton Prado Bueno.

Fı́sica I, II e experimentais

Na UFF as fı́sicas obrigatórias são apenas duas, uma sobre a parte básica de mecânica
e a II sobre eletromagnetismo. Um livro básico é do Halliday, as soluções podem ser
encontradas online. Um livro mais avançado é do Professor Moyses Nussenzveig, os volu-
mes correspondentes a essas disciplinas são os volume I e III. As fı́sicas experimentais
acompanham as disciplinas teóricas.

Funções de uma variável complexa

Um livro didático para essa disciplina é o livro da professora Cecı́lia S. Fernandez,


introdução às funções de uma variável complexa , coleção textos universitários da SBM,
livro com um bom preço.
Livros em português

ˆ Introdução às funções de uma variável complexa , de Cecı́lia S. Fernandez e Nilson


C. Bernardes Jr. Da coleção Textos universitários, Editora da sociedade Brasileira
de matemática. Pode ser adquirido pelo site da Sociedade Brasileira de matemática.
É um livro didático , explicações simples para se entender, pode ser usado por alunos
no nı́vel de graduação, possui questões resolvidas.

ˆ Funções de uma variável complexa, de Alcides Lins Neto. Livro do projeto Euclides,
Editado pelo IMPA. É um livro bem detalhado sobre análise complexa, indo além
do que normalmente é exposto nos cursos de graduação, possui bastante exercı́cios.
Pode ser adquirido no impa , por preço baixo, verifique o site do IMPA!.

ˆ Variáveis complexas e suas aplicações, do autor Ruel V. Churchill, editora Mcgraw-


Hill.
CAPÍTULO 2. O CURSO DE BACHARELADO EM MATEMÁTICA 22

Não sei se esse texto ainda pode ser encontrado em livrarias, porém pode ser en-
contrado em sebos. Veja o site estante virtual.

ˆ Introdução às funções complexas do autor Luiz Adauto da Justa Medeiros, Editora
McGraw-Hill do Brasil, Editora da universidade de Brasilia. Outro livro que também
não sei se ainda tem em livrarias, mas também pode ser encontrado em sebos.

ˆ Cálculo em uma variável complexa, de Marcio G. Soares, da coleção matemática


universitária pelo IMPA Outro texto com preço baixo, que pode ser adquirido pelo
IMPA, serve para um curso de graduação é um livro razoavelmente fino

Livros em outras lı́nguas

ˆ Análisis matemático, de Tom M. Apostol, Editora reverté. Trata de análise real e


também um pouco de análise complexa. Também há esse livro em inglês.

ˆ Complex analysis de Lars V. ahlfors, editora McGrawHill.

ˆ Elementary real and complex analysis de Gergi E . Shilov de Dover publications inc.

ˆ Cours D’Analyse mathématique Tome II, de Edouard Goursat, Editora Gaauthier-


Villars. Provavelmente temos esse texto em inglês também.

ˆ Elementary theory of analytic functions of one or several variables de Henri Cartan,


Editora Addison-wesley publishing company.

ˆ Functions of one complex variables, do autor Conway, livro para pós graduação,
tendo sido usado em vários cursos ao redor do mundo. A explicação não é muito
complicada se o aluno tiver uma base em análise real, os exercı́cios também não
parecem ser muito complicados ( salvas poucas exceções)

ˆ Serge Lang complex analysis. Livro para pós graduação, há um livro com soluções
dele, no livro Problems and solutions for complex analysis de Rami Shakarchi

ˆ Princeton lectures in analysis 2- complex analysis, de Elias M. Stein e Rami Sha-


karchi.

ˆ Introduction to complex analysis de H.A Priestley.

ˆ Visual complex analysis de tristan needham.


CAPÍTULO 2. O CURSO DE BACHARELADO EM MATEMÁTICA 23

Análise I, II e III

Análise I, análise na reta, indo até limite de funções. Análise II indo de derivadas até
integrais (alguns professores dando também séries de potência). Análise III sequências
de funções e análise no Rn até a parte de derivadas. Livros seguidos costumam ser do
Elon lages, livros do IMPA.
Pasta com textos de análise real

P orenquantodeixeipradownloadotextodaKátiaF rensel−U F F (textobemparecidocomodoElon, comalgu

Dois textos interessantes para licenciatura em matemática são do Geralvo Ávila ( se


não me engano ele tem um livro chamado análise para licenciatura)
e o texto do Djairo Guedes de figueiredo .
Textos em português

ˆ Temos dois do Elon Lages Lima

Curso de análise

Análise real

O primeiro é mais volumoso, com mais exercı́cios e teoria o segundo possui menos
teoria feito para cursos mais rápidos, porém possui dica para os problemas. Os dois
livros podem ser encontrados para comprar no IMPA

com venda online e preço realmente, muito baixos.


Temos também o texto do Djairo guedes de figueiredo, do Rudin e do Bartle em por-
tuguês, mas esses podem ser mais difı́ceis de se achar hoje em dia, sendo que é possı́vel
achar em alguns sebos ainda, uma dica é procurar na estante virtual http://www.estantevirtual.com.br/
Em inglês:

ˆ Undergraduate Analysis - Serge Lang - UTM.


CAPÍTULO 2. O CURSO DE BACHARELADO EM MATEMÁTICA 24

ˆ Bartle. Elements of real analysis Bartle R.G., Sherbert D.R. Introduction to real
analysis O segundo livro e de análise real, o primeiro é de análise no Rn .

ˆ Courant, R.; John, F. - Introduction to Calculus and Analysis (2 volumes).

ˆ Principles of Mathematical Analysis- Walter Rudin.

Textos gratuitos:
Temos dois ótimos textos gratuitos em português
O texto dos professores , Jorge Delgado e kátia frensel -UFF Outra apostila do Cássio
Neri e Marco Cabral-UFRJ.
A página com material mais atualizado do Cássio neri é

http : //www.dma.im.uf rj.br/ cassio/f − analise1.html

Os textos da UFF e UFRJ você pode achar também nessa pasta do 4shared

http : //www.4shared.com/dir/DU F ycJpW/Anliser eal.html

Textos gratuitos de análise no Rn


CAPÍTULO 2. O CURSO DE BACHARELADO EM MATEMÁTICA 25

Algumas soluções do livro de análise Real do Elon Lages Lima

Textos de análise no Rn de kátia Frensel e Jorge Delgado


CAPÍTULO 2. O CURSO DE BACHARELADO EM MATEMÁTICA 26

Algebra I, II e III

Álgebra I, congruências, anéis, ideais, relações. Álgebra II, teoria dos grupos elemen-
tar e polinômios. Álgebra III teoria dos grupos (Sylow) e introdução a teoria de Galois.
Alguns textos indicados e fáceis de achar, o livro do Arnaldo Garcia e o livro do Adilson
Gonçalves .
Textos gratuitos de álgebra abstrata da professora Maria Lúcia villela da UFF-RJ
Conceitos básicos, álgebra I

ˆ algebra 1-mod1-Conjuntos, funções e relações de equivalência

ˆ algebra 1-mod2-Anéis, indução.

ˆ algebra 1-mod3-Domı́nios principais, divisibilidade, ideais, mdc, congruência.

álgebra II-Teoria dos grupos

ˆ grupos -mod1 -Teorema de Lagrange, diedrais, homomorfismo, sn .

ˆ Grupos-mod2 - Normal e quociente, teorema se sylow.

Álgebra II, Polinômios

ˆ Polinomios- mod1- Números complexos.

ˆ Polinomios- mod 2-Polinômios sobre domı́nios e corpos.

Álgebra III-Extensões de corpos e teoria de Galois

ˆ Corpos- mod1-Extensões de corpos.

ˆ Corpos- mod 2 Teoria de Galois.

Os textos possuem exercı́cios, considero uma boa didática[2].


Textos na pasta-

Outros textos:

ˆ Livro de álgebra a aritmética do Professor Abramo Hefez, que possui incrı́vel didática.
CAPÍTULO 2. O CURSO DE BACHARELADO EM MATEMÁTICA 27

ˆ Ives Lequain e Arnaldo Garcia .

ˆ Adilson gonçalves.

ˆ Abstract Algebra, de Dummit e Foote

ˆ A First Course in Abstract Algebra, de John Fraleigh (mais didático)

ˆ Livros do Serge Lang

ˆ Patrick Morandi (fields and galois Theory)

ˆ Thomas W. Hungerford .

Topologia de espaços métricos

Um livro que recomendo é o de espaços métricos do Elon lages Lima. Este é um dos
textos que mais gostei dele . Nessa disciplina irá estudar algumas generalizações de análise
real.

Geometria diferencial

Um livro recomendado é do Manfredo perdigão do Carmo, Geometria diferencial de


curvas e superfı́cies.

ˆ Geometria diferencial de Curvas e superfı́cies de Manfredo Perdigão do Carmo.


Pela sociedade brasileira de matemática, coleção textos universitários .Tem umas
600 páginas e acho que está custando cerca de 60 reais.

ˆ Geometria diferencial. De paulo ventura Araújo, da coleção matemática univer-


sitária do IMPA. Esse segundo é mais fininho, umas 200 páginas e custa bem mais
barato ( não lembro o preço)

Textos de geometria diferencial do professor Jorge Delgado .


CAPÍTULO 2. O CURSO DE BACHARELADO EM MATEMÁTICA 28

http://dl.dropbox.com/u/21174119/geometria%20diferencial/capitulo1-geodif1.pdf
.

Probabilidade e estatı́stica

Pasta no 4shared com apostilas e texto gratuitos (LEGAIS) sobre probabilidade. Por
enquanto deixei uma pasta com textos da professora Ana Maria Lima de farias, da UFF,
gostei do texto dela. Introdução a probabilidade, variáveis discretas e contı́nuas na pasta.
CAPÍTULO 2. O CURSO DE BACHARELADO EM MATEMÁTICA 29

Sitecommaterialdidáticodaprof essoraanamariaf ariasdaU F F

recomendo muito! acho um material bem didático, exercı́cios resolvidos explicação


clara e teoria com detalhes.
Alguns arquivos dela tem na pasta do 4shared que coloquei acima, caso algum texto
tenha sido deletado.

ˆ A first course in probability - Sheldon Ross

ˆ Feller W. An introduction to probability theory and its applications Vol 2 (3ed.,


Wiley, 1971)