Vous êtes sur la page 1sur 38

Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

MANUAL DE PROCEDIMENTO

IMPORTAÇÃO

LOGÍSTICA
COMPRAS E ESTOQUE

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 1/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

MM – (MATERIAL MANAGEMENT)

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 2/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

ÍNDICE

I. IMPORTAÇÃO - INTRODUÇÃO......................................................................3
I.1 SEQUÊNCIA DAS OPERAÇÕES...........................................................................................................4
II. CRIANDO O PROGRAMA DE REMESSA.........................................................7

III. RECEBENDO A MERCADORIA...................................................................15


III.1 RECEBENDO FISICAMENTE A MERCADORIA........................................................................................15
III.2 RECEBENDO A FATURA DO FORNECEDOR (INVOICE)....................................................................17
IV. RECEBENDO A FATURA DO DESPACHANTE...............................................19

V. LANÇAMENTO CONTÁBIL DOS IMPOSTOS.................................................23


V.I LANÇAMENTO DOS IMPOSTOS QUE FAZEM PARTE DO CUSTO DO MATERIAL CONTRA A RECEITA
FEDERAL..................................................................................................................................................................23
V.II LANÇAMENTO DOS IMPOSTOS QUE NÃO FAZEM PARTE DO CUSTO DO MATERIAL CONTRA A
RECEITA FEDERAL................................................................................................................................................27
V.III LANÇAMENTO DOS IMPOSTOS QUE NÃO FAZEM PARTE DO CUSTO DO MATERIAL CONTRA A
CONTA DO DESPACHANTE...................................................................................................................................29

VI. REGISTRO NO LIVRO FISCAL (NFWRITER)..............................................32

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 3/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

I. Importação - introdução

Para a execução do processo de importação, as seguintes premissas básicas devem estar


estabelecidas no sistema:

a) Registro Mestre de Material

O registro mestre dos materiais a serem importados deverão ter a descrição do material não
somente no idioma português como também no idioma em que será emitido o pedido
(geralmente o inglês = EN). A origem do material será igual a “1” – importado, e o uso do
material (1 = industrialização ou 2 = consumo) irá estabelecer se os valores dos impostos
(ICMS/IPI) deverão ser ou não agregados ao valor de estoque dos materiais.

b) Registro Mestre de Fornecedores

No registro mestre dos fornecedores estrangeiros deverá constar o idioma de comunicação


(geralmente o inglês = EN), a moeda do pedido (geralmente a moeda do país do fornecedor),
e o grupo de esquema de preços deverá ser igual a “branco” (grupo de esquema de preços
para importação).

c) Pedido de Compra

A compra de materiais importados poderá ser efetuada por uma das seguintes alternativas de
documentos de compra:
- Documento de Compra Normal (NB) – pedido fechado
- Programa de Remessas (ZBR1) com emissão de solicitações de remessas (divisões)

Aconselha-se a utilização do documento de compra NB para compras eventuais, e do


documento de compra ZBR1 para compras periódicas, principalmente de materiais produtivos
cujas necessidades são estabelecidas após a rodada do MRP.

Em quaisquer dos dois documentos citados, o código de IVA deverá ser I0 para material a ser
industrializado; C0 para material de consumo; X0 para ativo fixo. Como a logística de
verificação de fatura do fornecedor estrangeiro será sempre efetuada após a entrada da
mercadoria em estoque, o campo indicativo de “revisão da fatura baseada na entrada de
mercadoria” deverá estar sempre marcado.

Todas as despesas associadas ao processo de importação serão consideradas como custos


planejados. Assim sendo, o custo dos materiais a ser colocado no pedido de compra deverá
ser o preço líquido do material (FOB) constante da fatura do fornecedor. As condições
disponíveis no esquema de cálculo de preço de compra de importação, que poderiam ser
eventualmente citadas na formação do preço, são dados tão somente estatísticos.

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 4/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

I.1 SEQUÊNCIA DAS OPERAÇÕES

Após a criação do pedido de compra ou da emissão de uma solicitação de entrega com base
em um programa de remessas, a seguinte seqüência de operações deverá ser obedecida:

a) A fatura recebida do fornecedor do material não deverá ser processada e sim deverá ser
aguardado o processamento da entrada do material em estoque.

b) Após o desembaraço alfandegário, o despachante responsável pelo processo de


importação da Temic irá emitir uma Nota Fiscal desta empresa (deverá possuir uma série
de Notas Fiscais de entrada para esta finalidade), a qual irá acompanhar a mercadoria a
ser entregue.

c) Chegando a mercadoria na Temic, deverá ser efetuado o processamento da entrada desta


mercadoria em estoque, utilizando-se o tipo de movimento 101. A data do documento
(campo do SAP) deverá ser a data de desembaraço do material. Nesta ocasião uma
de duas situações poderá ocorrer:

c.1) Quantidade recebida igual a quantidade constante no pedido de compra ou na


solicitação de remessa.
Neste caso, o sistema irá lançar o valor do material recebido na conta de estoque e
como contra partida será efetuado um lançamento na conta transitória de entrada de
mercadoria/verificação de fatura.

c.2) Quantidade recebida menor que a quantidade constante no pedido de compra ou na


solicitação de remessa (entrega parcial).
Similarmente a alternativa anterior, o sistema irá lançar o valor do material recebido
na conta de estoque respectiva e como contra partida será efetuado um lançamento na
conta transitória de entrada de mercadoria/verificação de fatura. A taxa de câmbio a
ser utilizada será a do desembaraço alfandegário. Adicionalmente, caso ocorra alguma
diferença de arredondamento na conversão de valor, pôr se tratar de uma entrega
parcial, o valor deste arredondamento será lançado na conta de “dif. Médio móvel” e
como contra partida será efetuado um lançamento na conta de “dif. Revisão da
fatura”.

d) Após o processamento da entrada da mercadoria, deverá ser efetuada a logística de


verificação de fatura da fatura do fornecedor estrangeiro. Também neste caso a data do
documento deve ser a data de desembaraço da mercadoria. Esta fatura sempre irá
corresponder a quantidade de material recebido, ou seja, um pedido pode ter atendimento
parcial por parte do fornecedor, mas a cada remessa será emitida pelo mesmo uma fatura
correspondente a quantidade remetida. A categoria fiscal neste processamento
deverá permanecer em branco, pois não será atualizado o livro fiscal de entrada. No
momento da verificação desta fatura, as seguintes possibilidades podem ocorrer:

d.1) a quantidade em estoque do material é igual ou maior que a quantidade recebida na


fatura
Neste caso, o sistema irá lançar o valor do material recebido no contas a pagar do
fornecedor e como contra partida será efetuado um lançamento na conta transitória de
entrada de mercadoria/verificação de fatura, que será zerada.

d.2) a quantidade em estoque do material é menor que a quantidade recebida na fatura

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 5/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Neste caso, o sistema irá lançar o valor do material recebido no contas a pagar do
fornecedor e como contra partida será efetuado um lançamento na conta transitória de
entrada de mercadoria/verificação de fatura, que será zerada. A diferença será lançada
na conta de estoque do material, proporcionalmente a quantidade existente em
estoque, e o valor correspondente a quantidade faltante em estoque será lançado na
conta de “dif. revisão de fatura”.

d.3) a quantidade em estoque do material é igual a zero


Neste caso, o sistema irá lançar o valor do material recebido no contas a pagar do
fornecedor e como contra partida será efetuado um lançamento na conta transitória de
entrada de mercadoria/verificação de fatura, que será zerada. A diferença será lançada
totalmente na conta de “dif. revisão de fatura”.

e) O próximo processo a ser efetuado é o de logística de revisão de fatura da Nota Fiscal do


despachante, na qual constam todos os custos de importação, que foram considerados
como custos planejados, além dos valores de recolhimento de impostos (II, ICMS e IPI). A
categoria fiscal do documento neste processamento deverá ficar em branco, pois
não será atualizado o livro fiscal de entrada. Deve ser informado o montante dos custos
planejados e selecionar o campo de Fatura. Não esquecer de colocar a moeda da fatura
do despachante (normalmente BRL), selecionar o fornecedor/parceiro responsável pelo
custo em questão e antes de salvar o documento marcar a linha de dados do
material.
Neste processo, uma entre duas alternativa poderá ocorrer:

e.1) Trata-se de material cuja finalidade de uso não incorpora os impostos no custo total
do mesmo, impostos estes que podem ou não serem recuperados.
Neste caso, os impostos (II, ICMS, e IPI) deverão ser subtraídos do valor total da Nota
Fiscal do despachante. Para o imposto II (que deve ser incorporado ao custos) o
lançamento contábil deste imposto deverá ser feito pelo processo de Logística Revisão
de Fatura sendo que a contrapartida será a conta de Receita Federal ou Despachante,
que será considerado como um fornecedor. Para o ICMS e IPI, será feito pelo processo
de Revisão de Faturas do SAP (não pelo processo de logística de revisão de faturas),
lançando o valor do ICMS diretamente contra a conta de ICMS a apropriar.

e.2) Trata-se de material (Consumo ou imobilizado) cuja finalidade de uso incorpora o


valor total ou parcial dos impostos no custo total do mesmo, impostos estes que podem
ou não serem recuperados.
Neste caso, os impostos que devem ser incorporados ao valor total do material
deverão fazer parte do valor total da Nota Fiscal do despachante, à exceção do II e do
IPI; os que não fizerem parte deverão ser subtraídos e o lançamento contábil destes
impostos será feito pelo processo de Revisão de Faturas do SAP (não pelo processo de
logística de revisão de faturas). Para o caso do II e do IPI os lançamentos contábeis
destes impostos deverão ser feitos pelo processo de Logística Revisão de Fatura sendo
que a contrapartida será a conta de Receita Federal ou Despachante, que será
considerado como um fornecedor.

Neste processamento, caso a quantidade em estoque seja igual ou maior que a


quantidade recebida, todo o valor dos custos do despachante serão incorporados a
conta de estoque (menos os impostos que devem ser lançados em conta própria).
Caso a quantidade em estoque não seja igual ou maior que a quantidade recebida, a
diferença faltante será lançada na conta de “dif. médio móvel”.

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 6/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

f) O processo seguinte será o de se efetuar o lançamento contábil do valores dos impostos


que foram incorporados ao valor do material.
Para o imposto II (que deve ser incorporado ao custos) o lançamento contábil deste imposto
deverá ser feito pelo processo de Logística Revisão de Fatura sendo que a contrapartida será
a conta de Receita Federal ou Despachante (depende para quem será pago o valor em
questão), que será considerado como um fornecedor.

g) O processo seguinte será o de se efetuar o lançamento contábil do valores dos impostos


que não foram incorporados ao valor do material. Para tanto, deverá ser utilizada a
funcionalidade de revisão de faturas do SAP (não a logística de revisão de faturas), e as
contas de impostos a serem apropriadas deverão ser informadas manualmente.

h) Finalmente, deverá ser executado o processo de atualização do livro fiscal de entrada em


função dos impostos envolvidos. Para tanto, será utilizada a funcionalidade do SAP
denominada de Nota Fiscal Writer, e o CFOP, categorias de imposto, e códigos de imposto
deverão ser informados manualmente. Como código de fornecedor, deverá ser usado o
código do fornecedor estrangeiro, e a base será a nota fiscal emitida pelo despachante.

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 7/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

II. Criando o programa de remessa

Caminho Logística> Admin. de materiais> Compras> Contrato básico> Programa de remessas>


Criar> Fornecedor conhecido
Transação ME31L
Tela Criar Prog.remessas: 1ª tela

Preencher os campos:
 Fornecedor: Selecionar via match code ou informar manualmente
 Tipo de contrato: Selecionar ZBR1 Programa de Remessas
 Data do contrato: Informar a data
 Contrato: Selecionar via match code ou informar manualmente, se já existir um contrato,
ou simplesmente deixar em branco.
 Organiz.Compras: Selecionar via match code ou informar 8080 (Atibaia) manualmente.
 Grupo de Compradores: Selecionar via match code ou informar manualmente.
 Ctg.de Item): Selecionar “branco” - normal
 Ctg.Classif.Contábil: Selecionar “branco” - estoque
 Centro: Digite o centro 8080 (Atibaia) ou selecione via match code.
 Depósito: Digite o depósito ou selecione via match code, ou ainda, informe na linha do
item do programa de remessa.

Clicar enter ( ).

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 8/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Preencher os campos:
 Fim do prazo: Informar a data final de validade do programa de remessas.
 Cond.pagto.: Selecionar via match code ou assumir a condição default do fornecedor.
 Val.fixado: Se necessário informar o valor total de todos os materiais que devem ser
solicitados pelo programa de remessas e se este valor for excedido, o usuário recebe uma
mensagem durante a criação da solicitação sobre contrato/ programa de remessas.

Clicar enter ( ).

Preencher os campos:
 Material: Selecionar via match code ou informar manualmente
 Qtde.prev.: Informar a quantidade prevista para o item do programa de remessa
 Preço líq.: Informar o preço.

Clicar enter ( ).

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 9/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Preencher os campos:
 Preço líq.: Informar o preço na moeda de origem.
 Cód.imposto: Selecionar via match code ou informar manualmente:
I0 para matl.industrial
C0 para matl.consumo
X0 para matl.imobilizado
 EF (Entrada Física): Selecionar
 RF bas.EM (Revisão de Faturas baseada na Entrada de Mercadorias): Selecionar

Clicar ( ).

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 10/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Preencher os campos:

 Período fixado 1 e 2: Especifica o período, no qual as divisões do programa de remessas


são vinculativas, assim como o nível de vinculação.
Utilização
! Período de fixação 1 I Período de fixação 2 I
! ! I I > Dias
! ! I I
! !
Data atual Data da divisão de remessa
Período de fixação 1: (liberação de produção)
Se a data de uma divisão de remessa se encontra no período 1, estará valendo a liberação de produção. Neste
período, compras garante ao fornecedor de modo vinculativo que os custos totais de material e de fabricação
para a quantidade dividida sejam assumidos, mesmo se a divisão de remessas for estornada.
Período de fixação 2: (liberação de material)

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 11/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Se a data de uma divisão de remessas se encontra no período de fixação 2, estará valendo a liberação de
material. Neste período, compras garante ao fornecedor de modo vinculativo que os custos de material para a
quantidade de divisão sejam assumidos, mesmo se a divisão de remessas for estornada.
Divisões de remessa que se encontrem após os períodos de liberação 1 e 2, estarão atribuídos ao período de
planejamento.
Procedimento
1. No campo "Período de fixação 1", entrar o número de dias (calculado a partir da data atual), a partir do qual
se encerra o período de fixação 1 e se inicia o período de fixação 2.
2. No campo "Período de fixação 2", entrar o número de dias (calculado a partir da data atual), a partir do qual
se encerra o período de fixação 2.
Exemplo
Se o período de fixação 1 deve se encerrar depois de um mês, entrar 30 no campo "Per.fixação 1".
Se o período de fixação 2 deve se encerrar um mês depois do período 1, entrar 60 no campo "Per.fixação 2".

 Obrig.para MRP: Especifica se as divisões de remessa que se encontram dentro dos


períodos de fixação podem ou não ser modificadas durante a execução de planejamento.
Selecionar via match code ou informar manualmente:
branco Divisões modificáveis por MRP após período de fixação 2
1 Divisões modificáveis por MRP no período de fixação 2
2 Divisões sempre modificáveis por MRP
 Perfil de criação: Selecionar via match code ou informar manualmente:
Z101 15 KT (FF) / 15 KT (MF) 2/2W Z302 45 KT (FF) / 60 KT (MF) 6/8W Z603 120 KT (FF)/120 KT (MF) 16/16W
Z102 15 KT (FF) / 30 KT (MF) 2/4W Z303 45 KT (FF) / 90 KT (MF) 6/12W Z604 84 KT (FF)/140 KT (MF) 12/20W
Z201 30 KT (FF) / 30 KT (MF) 4/4W Z401 60 KT (FF) / 60 KT (MF) 8/8W Z605 112 KT (FF)/140 KT (MF) 16/20W
Z202 30 KT (FF) / 45 KT (MF) 4/6W Z402 60 KT (FF) / 90 KT (MF) 8/12W Z701 150 KT (FF)/150 KT (MF) 20/20W
Z203 30 KT (FF) / 60 KT (MF) 4/8W Z501 75 KT (FF) / 75 KT (MF) 10/10W Z801 180 KT (FF)/180 KT (MF) 24/24W
Z204 30 KT (FF) / 90 KT (MF) 4/12W Z502 75 KT (FF) / 90 KT (MF) 10/12W Z901 210 KT (FF)/210 KT (MF) 28/28W
Z205 30 KT (FF)/ 120 KT (MF) 4/16W Z601 90 KT (FF) / 90 KT (MF) 12/12W
Z301 45 KT (FF) / 45 KT (MF) 6/6W Z602 90 KT (FF) /120 KT (MF) 12/16W

Controla:
 a periodicidade da criação de solicitações de remessa, ou seja, em qual período serão criadas as solicitações de
remessa de um programa de remessas e em qual serão transmitidas ao fornecedor, e;
 o tipo de agregação das quantidades (a partir da data atual da criação da solicitação de remessa), que devem
ser transmitidas ao fornecedor.
Exemplo:
A periodicidade de criação para um programa de remessas, para o qual foram atualizadas divisões de remessa
por mais de 2 anos, prevê a criação semanal de solicitações de remessa de 1.1. a 31.12. do primeiro ano.
As quantidades solicitadas devem ser agregadas da seguinte maneira:
A partir da data atual da criação da solicitação de remessa, 10 dias sem agregação; a partir do 10º ao 30º dia,
agregação diária; do 30º ao 60º, agregação mensal.

Clicar enter ( ).

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 12/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Selecionar o item e clicar :

Via match code, selecionar todas as condições referente à custos, cabíveis para esse processo
de importação:

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 13/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Após incluir a condição desejada, informar o montante, selecionar a linha e clicar -


Detalhes da condição:

Via match code, selecionar o fornecedor/ parceiro responsável por essa condição, isto é, para
quem deverá ser pago o custo desta condição.

Clicar enter ( ).
E desta maneira inserir todos os custos, isto é, planejar todos os custos para esse processo.

Clicar , e clicar para gravar o programa de remessa, aparecendo a seguinte mensagem


no rodapé da tela:

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 14/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

II.1 Criando a solicitação/divisão de remessa

Caminho Logística> Admin. de materiais> Compras> Contrato básico> Programa de remessas>


Divisões de remessa> Atualizar
Transação ME38
Tela Atualizar Div.prg.remessas: 1ª tela

Informar o número do programa de remessa e clicar enter ( ).

Selecionar o item e clicar para criar as divisões de remessa:

Informar as divisões e quantidades e criar a solicitação de remessa, conforme procedimento


acima, para que essas remessa sejam liberadas para o processamento, isto é, com sinal
verde, conforme demonstrado abaixo:

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 15/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

III. Recebendo a mercadoria

III.1 Recebendo fisicamente a mercadoria

Caminho Logística> Adm.de materiais> Adm.de estoques> Movimento mercadoria> Entrada


mercadorias> Para pedido> Nº pedido conhecido
Transação MIGO
Tela Criar Prog.remessas: 1ª tela

Preencher os campos:
 Entrada de mercadorias: Selecionar
 Pedido: Informar o Pedido ou Programa de Remessa
 Movimento: Informar o movimento apropriado
 Data documento: Informar a data do desembaraço alfandegário.
 Nota de remessa: Informar o número da invoice.
 Impressão: Selecionar se necessário

Clicar enter ( ).

Informar a Quantidade para o registro e selecionar item OK .


Clicar para gravar a entrada de mercadorias.

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 16/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Exibição do Documento do Material:

Exibição do Documento Contábil do Material:

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 17/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

III.2 Recebendo a Fatura do Fornecedor (Invoice)

Caminho Logística> Adm.de materiais> Revisão de Faturas> Entrada de documento> Criar fatura
recebida
Transação MIRO
Tela Criar fatura recebida

Preencher os campos:
 Operação: Selecionar Fatura
 Data documento: Informar a data do desembaraço alfandegário.
 Data lançamento: Assumir a data do sistema (data do dia).
 Referência: Informar o número da invoice.
 Nº doc.: Informar o número no qual o sistema será registrado
 Montante: Informar o Valor da Invoice
 Pedido/programa de remessas: Informar o pedido (s) ou programa (s) de remessa.

Clicar enter ( ).

Selecionar o (s) item (s) pertinentes ao processo, verificar se o Saldo é igual a zero e o sinal
está verde.
Clicar para gravar/ registrar o documento fiscal, aparecendo a seguinte mensagem no
rodapé da tela:

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 18/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Exibição do Documento Contábil da Fatura:

Exibição do Estoque (MB52):

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 19/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

IV. Recebendo a Fatura do Despachante

Num caso real, a fatura do despachante pode ser recebida dias depois (normalmente uma
semana) da chegada do material.

Caminho Logística> Adm.de materiais> Revisão de Faturas> Entrada de documento> Criar fatura
recebida
Transação MIRO
Tela Criar fatura recebida

Preencher os campos:
 Operação: Selecionar Fatura
 Data documento: Informar a data do Nota do Despachante.
 Data lançamento: Assumir a data do sistema (data do dia).
 Referência: Informar o número da nota do Despachante.
 Nº doc.: Informar o número no qual o sistema será registrado
 Montante: Informar o Valor da Nota menos o ICMS e IPI (no caso de materiais que
recuperem os impostos)
 Moeda: Informar a moeda (BRL)
 IVA: Informar um código de impostos I0, C0 ou X0
 Pedido/programa de remessas: Informar o pedido (s) ou programa (s) de remessa.
 Tipo de lançamento: Selecionar Custos complementares planejados

Clicar enter ( ).

Selecionar o fornecedor correspondente ao custo e clicar enter ( ).

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 20/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Verificar que o Saldo não é zero e que ainda existem mensagens e o sinal está vermelho,
sendo assim o documento não pode ser registrado.

Selecionar e ajustar os valores dos custos para as quantidades do processo em questão,


conforme nota do Despachante e clicar enter ( ):

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 21/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Na pasta “Pagamento”, ajustar a Cond.pagto. de acordo com o documento do despachante:

Na pasta “Detalhe”, não informar nenhuma Ctg.NF, pois esse documento não deverá ser
registrado no livro fiscal:

Na pasta “Imp.ret.fonte”, deletar todos os Códigos IRF quando existirem e o documento


não for alvo de incidência do imposto.
Cuidado: Se essa informação existir para um determinado fornecedor e não for deletada
quando no lançamento de documento (nota) não incidente, o sistema calculará imposto
automaticamente abatendo no valor devido ao fornecedor e lançando nas contas respectivas:

Verificar que o Saldo é zero e o sinal está verde, podendo assim ser registrado o documento.

Clicar para gravar/ registrar o documento, aparecendo a seguinte mensagem no rodapé


da tela:

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 22/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Exibição do Documento Contábil da Fatura do Despachante:

Proceder conforme consta no tópico IV para todos os custos planejados com os vários
parceiros/fornecedores vinculados no processo, por exemplo, transportadora, armazéns entre
outros.

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 23/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

V. Lançamento Contábil dos Impostos/Custos

V.I Lançamento dos impostos/despesas que fazem parte do custo do


material contra o Fornecedor

Por exemplo o transporte interno (frete) foi/será pago diretamente ao fornecedor responsável
pelo trânsito da mercadoria, devemos lançar este imposto usando o fornecedor direto.

Caminho Logística> Adm.de materiais> Revisão de Faturas> Entrada de documento> Criar fatura
recebida
Transação MIRO
Tela Criar fatura recebida

Preencher os campos:
 Operação: Selecionar Fatura
 Data documento: Informar a data do Nota do Fornecedor em questão
 Data lançamento: Assumir a data do sistema (data do dia).
 Referência: Informar o número da nota do Fornecedor.
 Nº doc.: Informar o número no qual o sistema será registrado
 Montante: Informar o Valor da Nota menos o ICMS (no caso de materiais que recuperem
os impostos)
 Moeda: Informar a moeda (BRL)
 IVA: Informar um código de impostos I0, C0 ou X0, ou, no caso de frete, verificar se
esse nos dará direito ao crédito, e informar corretamente
 Pedido/programa de remessas: Informar o pedido (s) ou programa (s) de remessa.
 Tipo de lançamento: Selecionar Custos complementares planejados

Clicar enter ( ).

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 24/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Selecionar o fornecedor correspondente ao custo e clicar enter ( ).

Verificar que o Saldo não é zero, se ainda existem mensagens e que o sinal está vermelho,
sendo assim o documento não pode ser registrado.

Selecionar e ajustar os valores dos custos para as quantidades do processo em questão,


conforme nota do Fornecedor, se com direito ao crédito do ICMS, reduzí-lo do valor da nota e
informar o valor líquido no Montante, e ajustar o domicílio fiscal conforme a alíquota do ICMS
na linha do item.
Clicar enter ( ):

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 25/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Na pasta “Pagamento”, ajustar a Cond.pagto. de acordo com o documento do despachante:

Pois o sistema sempre informará a condição o fornecedor prinicipal do pedido/ programa de


remessa.

Na pasta “Detalhe”, não informar nenhuma Ctg.NF, pois esse documento não deverá ser
registrado no livro fiscal:

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 26/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Na pasta “Imp.ret.fonte”, deletar todos os Códigos IRF quando existirem e o documento


não for alvo de incidência do imposto.
Cuidado: Se essa informação existir para um determinado fornecedor e não for deletada
quando no lançamento de documento (nota) não incidente, o sistema calculará o imposto
automaticamente deduzindo no valor devido ao fornecedor e lançando nas contas respectivas
de impostos:

Verificar que o Saldo é zero e o sinal está verde, podendo assim ser registrado o documento.

Clicar para gravar/ registrar o documento, aparecendo a seguinte mensagem no rodapé


da tela:

Exibição do documento contábil:

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 27/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

V.II Lançamento dos impostos que não fazem parte do custo do


material contra a Receita Federal ou outro fornecedor (Despachante)

Para o lançamento contábil dos impostos devemos usar o processo de Revisão de Faturas.
Neste processo, iremos lançar o valor do ICMS, nas contas contábeis.

Caminho Contabilidade> Contabilidade financeira> Fornecedores> Lançamento> Fatura


Transação FB60
Tela Entrar fatura do fornecedor

Preencher os campos:
 Fornecedor: Selecionar Fatura
 Data documento: Informar a data do Nota do Fornecedor em questão
 Data lançamento: Assumir a data do sistema (data do dia).
 Referência: Informar o número da nota do Fornecedor.
 Montante: Informar o Valor do ICMS (no caso de materiais que recuperem os impostos)
 Moeda: Informar a moeda (BRL)
 Cta.Razão: Selecionar via match code ou informar manualmente
 Mont.em moeda do doc.: Informar o valor do imposto
 Cód.Imposto - IVA: Informar um código de impostos I0, C0 ou X0.
 Domícilio fiscal: Informar o domicílio fiscal do estado arrecadador do imposto.

Clicar enter ( ).

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 28/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Checar e alterar todas as informações na pastas do documento a ser criado conforme


necessidade.

Verificar que o Saldo é zero e o sinal está verde, podendo assim ser registrado o documento.

Clicar para gravar/ registrar o documento, aparecendo a seguinte mensagem no rodapé


da tela:

Exibição do documento contábil:

Seguir as mesmas instruções para o IPI, quando este se der direito ao crédito.

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 29/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

V.III Lançamento de outros custos do material não planejado no


pedido e/ou programa de remessa

Normalmente ocorrem algumas outras despesas não previstas quando na criação do pedido
ou programa de remessa. Veremos agora como atribuir este valor ao contas à pagar do
fornecedor em questão.
Neste processo também usaremos o processo de Revisão de Faturas do SAP.

Num caso real, a fatura pode ser recebida dias depois (normalmente uma semana) da
chegada do material.

Caminho Logística> Adm.de materiais> Revisão de Faturas> Entrada de documento> Criar fatura
recebida
Transação MIRO
Tela Criar fatura recebida

Preencher os campos:
 Operação: Selecionar Débito posterior
 Data documento: Informar a data do Nota do fornecedor.
 Data lançamento: Assumir a data do sistema (data do dia).
 Referência: Informar o número da nota do fornecedor.
 Nº doc.: Informar o número no qual o sistema será registrado
 Montante: Informar o Valor do custo em questão
 Moeda: Informar a moeda
 IVA: Informar um código de impostos I0, C0 ou X0
 Pedido/programa de remessas: Informar o pedido (s) ou programa (s) de remessa.
 Tipo de lançamento: Selecionar Mercadorias/itens de prestação de serviços

Clicar enter ( ).

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 30/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Selecionar os itens/quantidades para quais o valor em questão será alocado como custo, sem
informar nenhum montante.

Na pasta “Pagamento”, ajustar a Cond.pagto. de acordo com o documento do fornecedor:

Na pasta “Detalhe”, não informar nenhuma Ctg.NF, pois esse documento não deverá ser
registrado no livro fiscal, porém,:

Preencher os campos:
 CstCompAqNPlanej: Informar o valor do custo complementar não planejado
 Emiss.fatura: Selecionar via match code o Emiss.fatura ou modificar manualmente para
o código do fornecedor em questão.
 Ctg.NF: Informar “branco”
Clicar enter ( ).

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 31/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Será apresentada a seguinte mensagem:

Clicar enter ( ).

Na pasta “Imp.ret.fonte”, deletar todos os Códigos IRF quando existirem e o documento


não for alvo de incidência do imposto.
Cuidado: Se essa informação existir para um determinado fornecedor e não for deletada
quando no lançamento de documento (nota) não incidente, o sistema calculará imposto
automaticamente abatendo no valor devido ao fornecedor e lançando nas contas respectivas:

Verificar que o Saldo é zero e o sinal está verde, podendo assim ser registrado o documento.

Clicar para gravar/ registrar o documento, aparecendo a seguinte mensagem no rodapé


da tela:

Exibição do Documento Contábil da Fatura do Despachante:

Proceder conforme consta nesse tópico IV para todos os custos NÃO planejados.

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 32/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

VI. Registro no Livro Fiscal (NFWriter)

Através do NFwriter, deverá ser lançada a nota fiscal que o despachante emitiu em nome da
Temic, com objetivo de registrar os impostos no livro fiscal.

Utilizar diretamente a transação conforme instrução acima.


Clicar enter ( ).

Preencher os campos:
 Ctg.nota fiscal: Selecionar E1, quando NF emitida pelo despachante, necessitando
apenas a escrituração no livro fiscal
 Empresa: Selecionar via match code ou informar manualmente 8000 (Temic Brasil)
 Local negócio: Selecionar via match code ou informar manualmente 0001 (Temic
Atibaia)
 NF função parceiro: Selecionar via match code LF Fornecedor
 ID parceiro: Selecionar via match code ou informar manualmente

Clicar enter ( ).

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 33/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Preencher os campos:
 Nº NF: Informar o número da Nota Fiscal emitida pelo despachante e série no campo
vizinho.
 Data documento: Informar a data de emissão da Nota Fiscal
 Data lançamento: Assumir a data do sistema (data do dia).
 Observações: Entrar com qualquer informação necessária no campo de observações no
livro fiscal, porém, com asterísco (*) antes da informação.
 Ctg.reg: Selecionar 1 via match code ou informar manualmente
 Material: informar o código do material, ou sua descrição, quando este não estiver
cadastrado.
 Centro: Selecionar via match code ou informar manualmente 8080 (Temic Atibaia)
 Quantidade: Informar a quantidade
 Preço: Informar o preço unitário (utilizar sempre seis casas decimais)

Clicar enter ( ).

Selecionar a linha do item e clicar .

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 34/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Preencher os campos:
 CFOP: Selecionar via match code ou informar manualmente o CFOP corretamente
 Dir.fisc. ICMS: Selecionar via match code ou informar manualmente
 Dir.fisc. IPI: Selecionar via match code ou informar manualmente

Selecionar a pasta “Impostos”:

Preencher os campos:
 Tipo de imposto: Selecionar via match code ou informar manualmente para ICMS e IPI
 Montante básico: Entrar com a base do Imposto para ICMS e IPI
 Taxa de imposto: Entrar com a taxa/alíquota do Imposto para ICMS e IPI
 Valor fiscal: Entrar com o valor do Imposto para ICMS e IPI
 Mont.base excl.: Entrar com o valor isento de ICMS e IPI
 Outra base: Entrar com outros valores sem direito à crédito de ICMS e IPI

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 35/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Clicar síntese de itens.


Checar a pasta de “Valores totais”, se confere com os valores da Nota Fiscal:

Na pasta “Parceiro”, entrar com informações da transportadora responsável pelo trânsito da


mercadoria:

Preencher os campos:
 NF função parc.: Selecionar via match code ou informar manualmente o tipo de parceiro
 ID parceiro: Selecionar via match code ou informar manualmente o código do parceiro

Na pasta “Mensagens”, entrar com informações/observações que deverão constar no campo


de observação da Nota Fiscal:

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 36/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Na pasta “Transporte”, entrar com informações/observações de transporte da Nota Fiscal:

Clicar para gravar/ registrar a Nota Fiscal, aparecendo a seguinte mensagem no rodapé da
tela:

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 37/38
Data alteração:17/07/02
Manual de Procedimentos de Compras MM – Gestão de Materiais

Checar lançamento da Nota Fiscal no Livro Fiscal – Registro de Entradas:

Caminho Contabilidade> Contabilidade financeira> Fornecedores> Reporting financeiro> Brasil>


Registro de Entradas (Mod.1) + Lista de Códigos de Emit
Transação S_ALR_87012150
Tela Registro de Entradas (Mod.1) + Lista de Códigos de Emitentes (Mod.10)

Clicar executar ( ).

_________________________________________________________________________________
File:392409720.doc 38/38
Data alteração:17/07/02