Vous êtes sur la page 1sur 3

REGIMENTO INTERNO DO SENADO

CAE – Mérito
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

CAE – MÉRITO

Todas as quatorze Comissões Permanentes emitem, em determinadas situ-


ações, pareceres de mérito, e somente duas, pareceres de admissibilidade: a
CCJ (Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania) e a CAE (Comissão
de Assuntos Econômicos).
Um parecer quanto ao mérito julga as seguintes características em relação a
uma proposição: interesse público, relevância, conveniência, oportunidade, via-
bilidade, adequação e necessidade.
A proposição não precisa passar pelas quatorze Comissões para ir a Plenário
posteriormente. Na verdade, ela só necessita passar pelas Comissões que tive-
rem relação com o assunto de que trata.
Esses aspectos são relativos ao mérito. Na admissibilidade, outras questões
são tratadas: uma na CCJ e outra na CAE.

Obs.:
 O Regimento Interno do Senado estipula as siglas das Comissões permanentes.

48 – A COMISSÃO DE ASSUNTOS ECONÔMICOS OPINA SOBRE [Art. 99]:

a. Exame de Admissibilidade: acerca de aspecto econômico e financeiro de


qualquer matéria.
Em regra, determinado projeto é apresentado, protocolado, enviado para a
Mesa e lido pelo Primeiro Secretário ou pelo próprio autor, caso este esteja pre-
sente, sendo despachada pelo Presidente do Senado Federal, para comissões
pertinentes. Pode ocorrer também de o Presidente não despachar a matéria, e
esta ser enviada ao Plenário, por meio de requerimento ou pelo fato de se encon-
trar na ordem do dia. Nesse caso, após a determinação do Plenário, a matéria é
destinada à Comissão de Assuntos Econômicos.
O projeto também pode ser analisado por comissão e posteriormente enca-
minhado para a CAE, ou pode haver recurso de decisão terminativa, quando a
matéria já estiver aprovada somente por comissão, e um décimo do Senado ela-
borar recurso para que ela seja analisada, sendo enviada à Comissão de Assun-
tos Econômicos após análise.
ANOTAÇÕES

1
www.grancursosonline.com.br
REGIMENTO INTERNO DO SENADO
CAE – Mérito
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

No Regimento do Senado, a admissibilidade da CAE e todas as outras comis-


sões são tratadas da mesma forma. Em geral, pareceres de mérito não finalizam
a tramitação, ainda que haja pareceres contrários. No Senado Federal, porém,
matérias que recebam parecer negativo tanto no mérito quanto na admissibi-
lidade são arquivadas e rejeitadas a priori. No entanto, caso a Comissão de
Assuntos Econômicos dê um parecer negativo, no aspecto econômico e finan-
ceiro, aquele que se sentir insatisfeito poderá entrar com recurso assinado por,
pelo menos, um décimo dos Senadores, para levar a matéria ao Plenário do
Senado, que terá a decisão soberana. Isso é válido para todas as Comissões
permanentes, no que diz respeito ao mérito; e para a CAE, em relação à admis-
sibilidade. Na CCJ, a admissibilidade terá distinções.

b. Problemas econômicos, crédito, câmbio, seguro, transferência de recur-


sos, comércio exterior e interestadual, sistema monetário, bancário e de medi-
das, títulos e garantias de metais, poupança, consórcio, sorteio e propaganda
[Art. 99, III].

 Obs.: O comércio exterior está presente na Comissão de Assuntos Econômicos,


mas também na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, e a
propaganda se relaciona à CAE e à Comissão de Meio Ambiente, Defesa
do Consumidor, Fiscalização e Controle, em casos de ser enganosa.

c. Tributos, tarifas e empréstimos compulsórios, finanças públicas, normas


gerais sobre Direito Tributário, financeiro e econômico, orçamento, juntas comer-
ciais, conflito de competência tributária, dívida pública, fiscalização de institui-
ções financeiras [Art. 99, IV]

Atenção!
Juntas Comerciais são diferentes de Juizados Especiais, este está relacionado
à CCJ, e aquele, ao comércio e à economia.
ANOTAÇÕES

2
www.grancursosonline.com.br
REGIMENTO INTERNO DO SENADO
CAE – Mérito
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

d. Escolha de Ministros do TCU, além de presidente e diretores do BACEN.


A Constituição determina que várias autoridades passem pelo crivo do Senado,
para serem aprovadas. Porém, antes de irem ao Senado, é praxe passarem por
alguma comissão relacionada a seu tema. Dessa forma, o Procurador-Geral da
República ou Ministros do Supremo e de tribunais superiores são encaminhados
para a CCJ, mas os que trabalham com dinheiro público, à Comissão de Assun-
tos Econômicos.

e. Endividamento, Imposto de Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e


Doação – ITCMD e Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – ICMS
[99, VI + 389 + 393/394]

f. Outros assuntos correlatos

g. Audiências públicas com o Presidente do BACEN para discutir política


monetária. Em regra, 1ª quinzena de fevereiro, abril, julho e outubro.

h. Avaliação periódica do sistema tributário nacional e desempenho (União,


Estado, Município, DF) [Art. 99-A]. Essa avaliação é competência do Senado
Federal, onde é realizada especificamente pela CAE.

Atenção!
Todos os temas acima são relacionados a dinheiro e ao parecer da CAE acerca
deles será sempre de mérito, salvo o tema mencionado na letra “a”, que se
refere à admissibilidade.

�Este material foi elaborado pela equipe pedagógica do Gran Cursos Online, de acordo com a
aula preparada e ministrada pelo professor Emerson Douglas.
ANOTAÇÕES

3
www.grancursosonline.com.br