Vous êtes sur la page 1sur 2

CONCEITOS BÁSICOS DA DIMENSÃO VOCACIONAL DA CBB

Vivemos um novo tempo em nosso país. Os nossos vocacionados não mais saem das suas
cidades e dos seus estados para prepararem-se para o ministério nos três seminários
teológicos da CBB. Este tempo acabou!!! Agora existem muitas opções presenciais nos
estados, nas cidades do interior e nos bairros das grandes cidades. Além disto tudo ainda
temos a possibilidade de estudar usando o ensino à distância. Novos tempos chegaram que
exigem novas estratégias para realizar a mesma tarefa.
Outros fatores afetam a dimensão vocacional da CBB. Será que hoje em dia está claro para os
membros das nossas igrejas o que é ser um vocacionado para o ministério cristão? Quais as
características de um vocacionado? Qual é o papel da igreja local e do seminário no preparo
para o exercício do ministério? Quais são as responsabilidades desta pessoa separada por
Deus?
Sugiro que façamos um estudo dos CONCEITOS BÁSICOS DA DIMENSÃO VOCACIONAL DA
CBB para que possamos tomar as decisões necessárias com relação aos nossos seminários e
definir a maneira adequada para a CBB relacionar-se com as faculdades teológicas das
convenções estaduais, das igrejas e as faculdades teológicas independentes

VOCACIONADO NA IGREJA PRÉ-TEOLOGIA


O vocacionado que está envolvido em uma igreja batista deve ser tratado como um líder
vocacionado por Deus e desafiado a comportar-se como tal. Antes de ser enviado para uma
faculdade teológica deve ter desenvolvido caráter cristão e comprovado habilidades
ministeriais que justifiquem este envolvimento em um curso ministerial. Precisamos identificar
quais seriam as características básicas necessárias para identificarmos um vocacionado
verdadeiro em nossas igrejas.
Quais seriam os frutos na vida cristã de um membro de uma igreja batista que evidenciaria uma
vocação cristã para o ministério? Alguém poderia ser chamado sem nunca ter levado alguém a
tomar uma decisão ao lado de Cristo? É necessário ter discipulado novos convertidos,
acompanhar o crescimento cristão de discípulos? Liderar um PGM e ver a sua multiplicação
mostrando a sua capacidade de liderança e multiplicação de líderes? Liderar áreas de
ministério na igreja e atrair pessoas para o serviço cristão? Participar de um treinamento básico
de liderança ou ser acompanhado pelo seu pastor na leitura de alguns livros? Ser reconhecido
naturalmente pelos membros da igreja como líder espiritual?

VOCACIONADO CURSANDO TEOLOGIA


Após identificarmos quem é o nosso candidato a um curso de teologia precisamos identificar
quem é o formando do curso de teologia que as nossas igrejas procuram ou necessitam.
Precisamos sonhar e elaborar uma matriz curricular que atenda as expectativas e
necessidades das nossas igrejas e da sociedade do século XXI. Nossas Faculdades
Teológicas existem para servir às igrejas capacitando as gerações de vocacionados enviadas
pelas igrejas. Quando a confiança é quebrada as igrejas encontram outras maneiras de
capacitar seus líderes espirituais longe dos seminários ou faculdades teológicas.
Depois deste exercício a nova grade curricular deverá ser comparada com a que tem sido
praticada pelas nossas instituições buscando assim as adequações pertinentes.
VOCACIONADO NA IGREJA PÓS-TEOLOGIA
Como em toda atividade humana adequações às realidades específicas e locais serão um
grande desafio para os novos pastores. Como eles podem ser apoiados durante os primeiros
anos do exercício do seu ministério? Como garantir que a sua experiência no primeiro
ministério seja uma experiência de crescimento contínuo e aperfeiçoamento da capacitação
recebida? Como coaching e mentoria podem fazer parte da vida ministerial da CBB com
intencionalidade e previsibilidade?