Vous êtes sur la page 1sur 38

Fibras

Têxteis
FIBRA TÊXTIL

 Fibra têxtil :
◦ um material filamentoso
que é transformado em fios
através de um método
chamado fiação.
 Um conjunto desses fios,
quando regularmente
entrelaçado pelo processo
de tecelagem, resulta no
material empregado, por
exemplo, nas peças de
vestuário, roupas de cama
e toalhas de mesa e
banho, e produtos têxteis
em geral.
Pode-se definir ainda
como: é a menor parte
de um tecido.
Uma substância individual,
fina com aspecto
semelhante a fios de
cabelo.
É a unidade de matéria,
caracterizada por sua
flexibilidade, finura e
elevada proporção entre
comprimento e finura.
 As primeiras fibras
têxteis eram feitas de
materiais grosseiros
como gramíneas, junco
e cana.
 Eram utilizadas nos
tempos pré-históricos
para fazer telas, cestos,
redes de pesca, tapetes
e cordas.
 Posteriormente, foram
desenvolvidas técnicas
para utilizar materiais
naturais mais
sofisticados como o
linho, a juta e o pêlo
animal.
 Por volta do terceiro milênio antes de
Cristo, fibras como algodão, lã e seda
passaram a ser exploradas.
 Ao final do século XIX, surgiram as
primeiras fibras manufaturadas, os
"raions", obtidos a partir da celulose
natural.
 Na década de 30, desenvolveram-se as
fibras sintéticas, baseadas em polímeros,
como os náilons, poliésteres, acrílicos e
poliolefinas
 O agrupamento e a diferenciação de todas
as fibras, em função de suas diversas
origens e processos de obtenção, porém o
mais utilizado é o seguinte:

Classificação das fibras têxteis:


Fibras
Naturais
O algodão é uma fibra branca ou
esbranquiçada obtida dos frutos
de algumas espécies da família
Malvaceae.

Quando seca, a fibra de algodão é


quase inteiramente formada por
celulose (88 a 96%).

Há muitas espécies nativas das áreas


tropicais da África, Ásia e
América, e desde o final da última
era glacial tecidos já eram
confeccionados com algodão.

É também a mais importante das


fibras têxteis (cerca de 50% do capulho
consumo mundial

Algodão
 O linho é uma fibra do caule, em
sua maior parte formada por
celulose (cerca de 70%).
 Fibra extraída da planta linácea.
Se caracteriza por sua resistência
e durabilidade e por isso é muito
usado em decoração.
 O linho de qualidade amassa fácil
por ser de fibra natural.
 O linho é uma planta muito antiga
que se cultivou em grande
quantidade.
 Hoje é uma planta muito rara,
principalmente desde que o linho
industrial passou a existir.
 Para o cultivo do linho é
necessário percorrer várias
etapas, desde as sementeiras até
chegar ao tecido fino e macio.

Linho
O rami é uma planta têxtil,
introduzida no Brasil em 1939, no
sul do estado de São Paulo, é rica
em proteínas.

O nome rami vem de "ramish",


palavra de origem malaia, Pertence
à família das urtigas mas não
"queima" como estas, porque não
tem os pêlos urticantes.

A fibra pode ser utilizada em diversos


segmentos, como a fabricação de
tecidos, cordas e barbantes e
também pode gerar a celulose para
a produção de papel moeda,
devido à sua resistência. Além
disso, pode ser empregada na
fabricação de mangueiras, pneus e
fios de pára-quedas

Rami
A Juta (Corchorus capsularis) é
uma fibra têxtil vegetal que
provém da família Tilioideae.
Esta erva lenhosa alcança uma
altura de 3 a 4 metros e o
seu talo tem uma grossura
de aproximadamente 20
mm, crescendo em climas
úmidos e tropicais. A época
de semear varia, segundo a
natureza e o clima.
Também conhecida como
“estopa” serve para fins
artesanais, já que é rústica

Juta
O sisal é uma planta cultivada
em regiões semi-áridas.
No Brasil, os principais
produtores são os estados da
Paraíba e da Bahia. Do sisal,
utiliza-se principalmente a
fibra das folhas que, após o
beneficiamento, é destinada
majoritariamente à indústria
de cordoaria (cordas,
cordéis, tapetes etc).
Suas folhas são passadas pr
cilindros e depois secas e
beneficiadas.

Sisal
 O caroá é uma planta
terrestre encontrada na
caatinga. De poucas
folhas e talo com
espinhos, suas fibras são
usadas na manufatura de
barbantes, linhas de
pesca e tecidos.
Suas folhas fornecem
longas fibras, de grande
resistência e durabilidade.
Com até com 25 cm de
comprimento e com até
60 flores

Caroá
.
A indústria têxtil também é um bom
mercado para o cânhamo, por este
ser cinco vezes mais resistente que o
algodão, e com seus longos feixes de
até 4,5 m é usado para fabricar
cordas e amarras de navios pois são
bastante resistentes.

O que tem chamado atenção de um


número cada vez maior de pessoas
interessadas em negócios têxteis tem
sido o potencial da maconha como
fibra têxtil. A planta "cannabis sativa"
é uma das mais antigas fibras têxteis:
o cânhamo. O seu cultivo é de fácil
implementação, o seu beneficiamento
não requisita sofistição, e o efeito
final do tecido se assemelha ao linho,
um dos mais nobres e confortáveis
tecidos

Cânhamo
Pesquisas demonstram que
a fibra de coco tem boas
características físicas –
como retenção de água,
porosidade, densidade –
e, quando usada em
mistura com substrato
comercial, melhora estas
características, inclusive
tornando o material mais
leve.
Segundo os fabricantes, a
durabilidade média dos
artigos de fibra de coco
varia de cinco a seis anos.

Coco
Fibra natural produzida pelo bicho-
de-seda, uma larva da mariposa
da seda (Bombyx mori) que se
alimenta das folhas da amoreira. O
bicho-da-seda tece um casulo,
exsudando filamentos finos que
formam um fio.
A seda teve origem na China e, por
volta do século XII, foi levada para
a Europa. Sempre foi considerada
artigo de luxo.
No século XX, a grande produção
japonesa de seda reduziu os
preços consideravelmente. A seda
vem sendo usada durante os
séculos XIX e XX para roupas
íntimas, MEIAS FINAS, lingerie,
blusas, vestidos e roupas de noite.

Seda
.
 A seda é uma fibra
proteica.
 Obtém-se a partir dos
casulos do bicho-da-seda.
 A fibra de seda natural é
um filamento contínuo da
proteína, sendo uma das
matérias-primas mais
caras.
 As lagartas expelem
através das glândulas o
líquido da seda (a
fibroína) envolvido por
uma goma (a sericina)
que se solidificam
imediatamente quando
em contato com o ar.
 A lã é derivada do pêlo da
ovelha que, depois de
tosquiado, é processado
industrialmente para usos
têxteis, limpeza, e
coloração. A lã diferencia-
se dos outros pêlos pela
completa ausência de
medula. Suas fibras,
diferenciam também pelo
modo de implantação na
pele. A melhor lã, de
primeira qualidade, é a
que recobre as espáduas,
dorso, lombo e parte do
pescoço do animal.


 Angorá: Uma espécie de
coelho/cabra/gato, de
criação especial. A lã
muito macia é fabricada a
partir dos pelos finos da
barriga destes animais. A
lã angorá é muito quente
e suave, muito agradável
para a pele e excelente
para os casos de doenças
reumáticas. Para facilitar
o fabrico de vestuário, a
lã angorá é misturada
com lã de ovelha ou fios
sintéticos.

Anrgorá
 Lhama: Mamífero
ruminante andino, de
pescoço longo e pêlo
lanoso, parente do
camelo, conhecido por
cuspir quando é
desagradado possui
grande quantidade de lã
em seu dorsoApresenta
duas variedades: a Qara
(com pouco pêlo) e a
Chaku (peluda). Possui
fibras (tecnicamente seu
pêlo é chamado de "fibra"
e não lã) menos densas
que a alpaca. ;

Lhama
 O amianto ou asbesto é a
única fibra mineral natural
sedosa que, por suas
propriedades físico-
químicas(alta resistência
mecânica e às altas
temperaturas,
incombustibilidade, (não
pega fogo) boa qualidade
isolante, durabilidade,
flexibilidade,
indestrutibilidade,
resistente ao ataque de
ácidos, álcalis e bactérias,
facilidade de ser tecida
etc.), abundância na
natureza

Amianto ou abesto
Fibras
Artificiais
Viscose é uma fibra artificial de celulose derivada da polpa de
madeira. Em 1905 começou-se a produzir a viscose. É utilizada
em malhas, vestidos, casacos, blusas e trajes esportivos.
O acetato de celulose é produzido pela reação da
celulose, extraída e purificada da polpa de madeira com e
ácido acético, na presença de ácido sulfúrico. É usada na
indústria têxtil e já teve amplo uso para fabricação de
filmes fotográficos, mas tem sido substituída pelo nylon.
O poliéster é um tipo de plástico com diversas
aplicações industriais, em especial na produção de
tecidos para fabricação de roupas.
A poliamida, também derivada do petróleo, proporciona uma
infinidade de aplicações na criação têxtil e oferece todas as
qualidades de conforto, estética, durabilidade e funcionalidade
antes exclusivas dos materiais naturais. Atendendo aos mais
diferentes requisitos ditados pelos consumidores.
Vantagens e
desvantagens das
principais fibras
existentes no
mercado:

Quente e confortável, excelente isolante térmico;
resistente ao amassamento; absorve bem a
transpiração e a umidade;

Amarela e desbota quando exposta ao sol; baixa


resistência ao atrito; atacada por traças, insetos e
fungos; não resiste a produtos químicos; exige
precauções durante a conservação.
Seda
Muito macia, leve e confortável; não provoca
irritações na pele; baixa resistência;

Desbota quando exposta ao sol e à transpiração;


não resiste a produtos químicos; atacada por traças
e insetos; exige muitos cuidados na lavagem e
tratamento.
Algodão
Macio e confortável; durável; resistente ao uso, à
lavagem, à traça e insetos; lava-se com facilidade;

Tem tendência a encolher e a amarrotar; atacado por


fungos; queima com facilidade; não resiste a produtos
químicos.
Linho
Muito resistente e confortável; lava-se com facilidade;

Encolhe e amarrota com facilidade; atacado por fungos;


queima com facilidade.
Viscose
Macia e agradável para o verão; absorve bem a
umidade e a transpiração; resiste bem à luz e às
traças;

Torna-se pouco resistente quando molhada; encolhe


e amarrota com facilidade; sensível ao ácido acético;
amarela e desbota com a transpiração; queima com
facilidade.
Poliamida
Leve e macia; não encolhe e nem deforma; resistente
ao uso, aos fungos e às traças; de fácil tratamento e
seca rapidamente; favorece a transpiração do corpo;

Sensível à luz; tem tendência a reter poeira e sujeira;


mancha com facilidade; não absorve umidade; aquece
pouco; encolhe com o calor; não resiste a produtos
químicos.
Poliéster
Boa resistência à luz e ao uso; não enruga; boa
elasticidade; resiste a maior parte dos produtos químicos;
de fácil tratamento e seca rapidamente;

Áspero; tem tendência a formar "bolinhas" com o uso;


desbota quando exposto ao sol; encolhe com o calor.
Acrílico
Macio, leve e quente; não enruga; boa resistência à
luz, às traças e a maior parte dos produtos químicos;
não encolhe; de fácil tratamento;

Forma "bolinhas" com o uso; sensível ao calor e a


produtos químicos; queima com facilidade
Misturas de Fibras:
Misturar é combinar duas ou mais fibras de
natureza ou propriedades diferentes.
Mistura Íntima:É a mistura realizada entre FIBRAS, antes de
virarem FIOS
Mistura Mecânica:É a mistura realizada entre dois FIOS de
diferentes procedência (etc) para depois virar TECIDO

Razões das misturas:


>Nenhuma fibra possui a quantidade de propriedades que
a torne adequada à todas as finalidades;

>São feitas combinações para que essas necessidades


sejam supridas;

>Para haver a mistura, é necessário um estudo prévio


das fibras;