Vous êtes sur la page 1sur 21

Músculo Esquelético: Estrutura e

Função
Sistema muscular
• As várias funções do
sistema muscular são
desempenhadas por
apenas três tipos de
músculos:
• Liso;
• Cardíaco;
• Esquelético.

Prof Patrícia Rodrigues


Músculo Esquelético
• Podemos controlar • Não tem capacidade
conscientemente; mitótica
• São mais de 600 • É o maior tecido do
músculos; organismo
• São denominados de
músculos esqueléticos
por estarem na sua
maioria, ligados ao
esqueleto e por serem
responsáveis pela sua
locomoção.
Prof Patrícia Rodrigues
Estrutura Muscular
Membranas Conjuntivas

Epimísio – envolve todo


o músculo mantendo-
o unido
Perimísio – envolve
cada fascículo
Endomísio – envolve
cada fibra muscular.

Prof Patrícia Rodrigues


Estrutura Muscular
Tendões

• A rede intramuscular de
tecidos conjuntivos
coalesce e se torna
contínua com o denso
tecido conjuntivo dos
tendões em cada
extremidade de um
músculo. Esses tendões
estão rigidamente unidos
ao invólucro mais externo
do osso, o perióteo, e
servem para conectar os
músculos ao esqueleto
ósseo.
Prof Patrícia Rodrigues
Estrutura Muscular
Irrigação
• Os músculos são
irrigados por vasos
sanguíneos. Artérias e
veias penetram e saem
do músculo juntamente
com os tecidos
conjuntivos, e se orientam
paralelamente a cada
fibra muscular.
Ramificam-se
repetidamente em
numerosas arteríolas,
capilares e vênulas,
formando extensas redes
dentro e ao redor do
endomísio. Prof Patrícia Rodrigues
Estrutura Muscular
Inervação • Nervos Motores
• Os nervos destinados a • Os nervos motores
um músculo contém originam-se no SNC. O
fibras tanto motoras ponto onde o nervo motor
(eferentes) quanto termina sobre a fibra
sensoriais (aferentes), e
penetram habitualmente muscular é a junção
no músculo, e saem dele, neuromuscular ou placa
juntamente com os vasos motora terminal. O nervo
sanguíneos. As fibras motor e todas as fibras
aferentes ramificam-se
repetidamente por todo por ele inervadas
arcabouço de tecido recebem a designação de
conjuntivo do músculo, Unidade Motora
alcançando todas as
fibras musculares.
Prof Patrícia Rodrigues
A Fibra Muscular
• Sarcolema
• Sarcoplasma
• Túbulos Transversos
• Retículo
Sarcoplasmático

Prof Patrícia Rodrigues


Miofibrila e Estrias
• Banda A – banda H
(localizada no meio da
banda A, formada
apenas por filamentos
espessos) e linha M,
que encontra-se no
meio da banda H
• Banda I (constituida
apenas por filamentos
finos) – disco Z
Prof Patrícia Rodrigues
Sarcômero
• É a unidade funcional
básica de uma
miofibrila;
• Uma miofibrila é
composta por
numerosos
sarcômeros unidos
pelas extremidades
nas linhas Z

Prof Patrícia Rodrigues


Filamentos Protéicos
• Actina
• Tropomiosina
• troponina
• Miosina
• Titina

Prof Patrícia Rodrigues


Filamentos finos: actina, tropomiosina
e troponina
• Actina – estrutura de
suporte do filamento,
são dois filamentos
retorcidos num
padrão helicoidal.
Cada molécula de
actina possui um sítio
de ligação ativo, que
serve como ponto de
contato com a cabeça
da miosina.

Prof Patrícia Rodrigues


Filamento Grosso: miosina
• Miosina – cada molécula de
miosina é composta por dois
filamentos protéicos retorcidos
conjuntamente. Uma
extremidade de cada filamento
é envolta em uma cabeça
globular denominada cabeça
da miosina. Cada filamento
contém várias dessas cabeças
as quais formam protrusões no
filamento de miosina para
formar pontes cruzadas que
interagem durante a ação
muscular com sítios ativos
especializados sobre os
filamentos de actina.

Prof Patrícia Rodrigues


Contração Muscular
• Impulso Motor – O impulso
neural chega nas
terminações nervosas que
estão localizados muito
próximos do sarcolema.
Quando o impulso chega,
essas terminações
nervosas secretam uma
substância
neurotransmissora
denominada acetilcolina,
que se liga a receptores
localizados sobre o
sarcolema.

Prof Patrícia Rodrigues


Contração Muscular
• Se uma quantidade
suficiente de acetilcolina
ligar-se aos receptores,
será transmitida uma carga
elétrica em toda a extensão
da fibra muscular, enquanto
os canais iônicos se abrem
na membrana celular
muscular permitindo que o
sódio entre. Esse processo
é denominado
despolarização e resulta no
disparo ou geração de um
potencial de ação.

Prof Patrícia Rodrigues


Função do músculo esquelético
• Contração Muscular • Qual a relação entre
• Qualidade do força produzida pelo
movimento: músculo e a velocidade
• Graduação da força do movimento?
dentro de determinado • Que fatores participam
músculo na fadiga muscular?
• Todas as fibras
musculares possuem a
mesma capacidades
funcionais?

Prof Patrícia Rodrigues


Unidade Motora
• Existem cerca de um
quarto de bilhão de fibras
musculares separadas
que compõe a
musculatura esquelética
nos seres humano,
porém, existe apenas
420.000 nervos motores.
Se cada fibra muscular é
inervada, as fibras
nervosas deverão
ramificar-se
repetidamente
Prof Patrícia Rodrigues
Unidade Motora
• É a unidade funcional • Os músculos que
básica do músculo realizam trabalhos
esquelético; refinados podem possuir
• A relação de fibras apenas uma fibra
musculares inervadas por muscular em uma
um único nervo motor unidade motora
não é determinada pelo (músculos oculares). Já
tamanho do músculo, aqueles usados para um
mas sim pela precisão, trabalho pesado
exatidão e coordenação (quadríceps) podem ter
de seu movimento. centenas ou milhares de
fibras musculares por
unidade motora
Prof Patrícia Rodrigues
Lei do tudo ou nada
• Uma fibra muscular ou se Gradação da força muscular
contrai completamente ou • Apesar dessa lei ser
não o faz de forma verdadeira para as fibras
alguma; musculares e unidades
• Um estímulo mínimo que motoras individuais, ela não
seja suficiente para se aplica ao músculo como
despolarizar o um todo. Portanto, é possível
motoneurônio faz com que que o músculo exerça forças
a fibra muscular individual de intensidades gradativas,
por ele inervada se indo desde contrações quase
contraia no mesmo grau imperceptíveis até o tipo mais
que se contrai ao receber vigoroso de contração.
um estímulo mais rigoroso
Prof Patrícia Rodrigues
Como graduar a força de um músculo?
• Variando o número de
• A força de um músculo
unidades motoras que se pode ser graduada na
contraem em determinado dependência de se
momento (somação de contrair apenas uma
múltiplas unidades unidade motora ou várias
motoras); delas simultaneamente;
• Variando a frequência de • Tetania – a tensão
contração de cada desenvolvida durante a
unidade motora (somação tetania como resultado da
por ondas) somação por ondas pode
ser três a quatro vezes
maior do que aquela de
uma única contração.

Prof Patrícia Rodrigues


Tipos de Fibra Muscular
• Tipo I
• Tipo II A
• Tipo II B
• Tipo II C

Prof Patrícia Rodrigues