Vous êtes sur la page 1sur 104

1

Coleção Fábulas Bíblicas Volume 42

O ATEÍSMO
ASSASSINO
DE STALIN

JL
jairoluis@inbox.lv

2
Sumário
1 - A Farsa do Ateísmo Assassino de Stalin .............................4
1 - Assassinatos em nome do Ateísmo? .............................8
2 - Stalin Ateu e Antirreligioso? Talvez nem tanto. ............ 10
2 - Stalin e o anti-Vaticano Ortodoxo (noticia). ...................... 16
1 - Stalin queria criar um anti-Vaticano ortodoxo.............. 16
3 - Crimes de Deus na Bíblia ............................................... 20
4 - Assassinatos em nome da fé cristã >>> .......................... 86
5 - Mais bobagens do Cristianismo >>> ............................... 93
Mais conteúdo recomendado .......................................... 94
Livros recomendados .................................................... 95
Fontes: ..................................................................... 104

3
1 - A Farsa do Ateísmo Assassino de Stalin

Já se escreveu até a saciedade


sobre os assassinatos e
genocídios que o deus judaico-
cristão cometeu na Bíblia e sobre
os massacres, guerras e
assassinatos que muitos crentes
fiéis e seguidores deste deus
realizaram e ainda realizam em
seu nome.

Veja alguns
crimes do Deus de
amor do
maravilhoso
cristianismo >>>

Uma das estranhas respostas que muitos crentes costumam usar


quando são encurralados com as verdades incômodas de sua fé e
de seus amigos imaginários genocidas da Bíblia é a acusação de
que o ateísmo também cometeu genocídios e assassinatos por
parte de ateus como Mao, Stalin, Pol Pot e outros... Mas ignoram
Hitler!!

4
Mas ignoram Hitler!! >>>>

A resposta padrão é mais ou menos assim:

- Vocês Ateus criticam tanto à religião, quando Stalin que era Ateu
assassinou milhões de pessoas.

- O Ateísmo também cometeu milhares de assassinatos. O


exemplo é Stalin e os assassinatos durante seu governo Ateu.

 Mas essas acusações são corretas?


 O “Ateísmo” é culpado de todos esses assassinatos?
 Definitivamente NÃO.

Vejamos algumas falácias lógicas implicadas.

Quando o crente usa isto de “Stalin e o Ateísmo” como resposta a


qualquer argumento usado contra seu Deus/Bíblia, cai sem saber
em uma série de falácias lógicas que são evidentes e lamentáveis:

5
- Os Ateus não têm moral e grandes assassinos, como Stalin,
foram Ateus.

Falácia: Argumentum ad hominem.

Um Argumentum ad hominem (latim, argumento contra a pessoa)


é uma falácia identificada quando alguém procura negar uma
proposição com uma crítica ao seu autor e não ao seu conteúdo.
Um argumentum ad hominem é uma forte arma retórica, apesar
de não possuir bases lógicas. A falácia ocorre, pois conclui sobre
o valor da proposição sem examinar seu conteúdo, o que é
absurdo. O argumento contra a pessoa é uma das falácias
caracterizadas pelo elemento da irrelevância, por concluir sobre o
valor de uma proposição através da introdução, dentro do
contexto da discussão, de um elemento que não tem relevância
para isso, que neste caso é um juízo sobre o autor da proposição.
Pode ser agrupado também entre as falácias que usam o
estratagema do desvio de atenção, ao levar o foco da discussão
para um elemento externo a ela, que são as considerações
pessoais sobre o autor da proposição.

É algo como se o Ateu colocasse como prova da inexistência de


Deus a personagens crentes como Hitler ou Torquemada. Nenhum
cristão aceitaria isto já que diriam que eles não representam o
cristianismo que professam.

Falácia: Inversão do acidente.

Usando um caso isolado e pouco frequente, se generaliza o resto


da população com as características indesejadas (Stalin).

6
Falácia: Afirmação do consequente.

É o equivalente lógico de assumir a verdade necessária de que o


contrário também o é. Exemplo: “Se estou dormido tenho os olhos
fechados, então se tenho os olhos fechados devo estar dormindo”,
ao mudar a frase não significa que o segundo seja certo. Neste
caso: Stalin era ateu e era imoral; o contrário (que todo Ateu é
imoral como Stalin) não é correto.

Falácia: Tu quoque (falácia do apelo à hipocrisia).

O adversário é acusado de praticar algo muito semelhante ao que


ele critica. Tu quoque significa em latim "você também". É um
argumento muito comum e eficaz, pois tende a colocar o oponente
na defensiva.

É uma variante da falácia ad hominem ou da falácia ad personam.


O crente busca desviar as acusações sobre suas crenças para um
segmento irregular do Ateísmo. É como se o acusado em um
julgamento utilize como defesa de seu caso o fato de atacar e
desacreditar o juiz ou os membros do júri.

7
1 - Assassinatos em nome do Ateísmo?

Lamentavelmente Stalin foi um assassino cruel.

Não se conhece com precisão a quantidade de pessoas que


morreram sob seu nefasto governo. Oficialmente se diz que foram
3,5 milhões; outros chegam a uma incrível cifra de 40 milhões. É
provável que seja um valor médio, em todo caso, foram mortes
horríveis e desnecessárias que devem ser condenadas sob
qualquer circunstância.

Mas (desafortunadamente para alguns crentes) nenhuma dessas


mortes Stalin executou em nome do Ateísmo. Em termos gerais
foram mortes com características e motivos políticos, limpeza de
partido e uma limpeza de supostos traidores de sua ideologia.

Recordemos que Stalin era o líder do partido comunista Soviético,


o qual surgiu sob a liderança de Vladimir Lenin, que encabeçou a
Revolução de Outubro de 1917 e que derrubou o Governo
Provisório Russo e estabeleceu o primeiro Estado socialista do
mundo. Este novo governo inspirado na filosofia Marxista-
Leninista, onde implicava um “Ateísmo de estado”, que é
considerado algo intrínseco ao comunismo.

Em nenhum momento Stalin ou qualquer outro líder comunista,


utilizou o “ateísmo” como desculpa para assassinar e massacrar.
Não foi seu objetivo “eliminar aos crentes”, como já se disse, suas
razões foram meramente políticas e favoráveis a seus insanos
desejos pessoais. Durante os massacres de Stalin, morreram sob
seu jugo tanto Ateus como religiosos. A crença das pessoas não
importava, mas a fidelidade e lealdade ao partido. Como bem
disse o cientista e divulgador ateu Richard Dawkins “As
atrocidades de Stalin foram inspiradas por sua dogmática

8
e doutrinária leitura do marxismo, mais que por seu
ateísmo”.

“Os Bigodudos Assassinos”

Outra conclusão a que às vezes chegam alguns crentes é uma


espécie de silogismo mental evidentemente mal planejado:

 - Stalin era Ateu.


- Stalin matou milhões de pessoas.
- Logo, o Ateísmo é o responsável.

A má conclusão é óbvia. Qualificar de “prejudicial e má” uma


característica só porque é possuída por uma pessoa ou grupo de
pessoas, não tem que ser necessariamente correta.

Por exemplo:

 - Stalin tinha bigode.


- Stalin matou milhões de pessoas.
- Logo, o bigode é o responsável.

Evidentemente é uma reflexão válida também para os cristãos.

 - Hitler, Pinochet e Franco tinham Bigode.


- Eles assassinaram milhares de Pessoas
- Hey! Cuidado com os Bigodes! Parece que transformam
as pessoas em assassinas.

Claro, todo esse desvio da culpa para os pelos no lábio superior


cai por terra quando, por exemplo: Hitler anuncia aos quatro
ventos que eliminará os judeus da face da terra por razões étnicas
e religiosas, pelo fato de serem os assassinos de Jesus.

9
2 - Stalin Ateu e Antirreligioso? Talvez nem tanto.

A grande maioria dos crentes pensa que Stalin, como líder


comunista e assassino de massas, estava sempre contra as
crenças, à igreja e perseguindo cristãos para mata-los ou exilá-
los na Sibéria. Mais errado impossível.

Muito pelo contrário.

A Igreja Ortodoxa Russa praticamente “reviveu” com Stalin e teve


um lugar privilegiado em governo ditatorial.

No período compreendido entre 1917 e 1939 cerca de 80 a 85%


dos clérigos da época pré-revolucionária desapareceram. Os
templos como a Catedral de São Basílio e as catedrais do Kremlin
de Moscou foram convertidos em museus do comunismo. Alguns
foram demolidos como a Catedral de Cristo Salvador e a Catedral
de Nossa Senhora de Kazan, do século XVII.

As coisas melhorariam um pouco durante o transcurso da


Segunda Guerra Mundial, de fato, a invasão alemã de 22 de junho
de 1941 fez que o governo soviético "esquecesse" por um tempo
o ateísmo obrigatório do Partido Comunista da União Soviética,
cancelando a propaganda ateia.

Stalin autorizou os bispos e sacerdotes a abençoar em cerimônias


públicas as bandeiras dos regimentos que partiam à frente de
batalha; também para que eles servissem como capelães nas
Forças Armadas e administrassem os sacramentos aos
combatentes.

Os templos foram reabertos. Muitos bispos e sacerdotes foram


libertados. Em 4 de setembro de 1943 houve uma reunião de

10
Stalin com os líderes ortodoxos Sergei Starogorodski, Alexei
Simanski e Nikolái Yarushévich no Kremlin para reestabelecer o
Santo Sínodo de Moscou e o patriarcado; a igreja colaborou com
o governo soviético fazendo coletas de dinheiro para a fabricação
de armas, tanques, canhões, etc. Muitos clérigos combateram
contra o inimigo.

Toda esta situação favorável à igreja durou até a morte de Stalin,


já que seu sucessor Nikita Jrushchov começou novamente a
intensificar a perseguição.

Stalin foi um dos maiores defensores e promotores da religião


Ortodoxa na União Soviética, cujos líderes não duvidaram em
aliar-se com o “ateu assassino” e recolher mais dinheiro e poder.

Por exemplo:

O dia 4 de setembro de 1943 foi um dia histórico para a Igreja


russa. Nesta data, Stalin ordenou ao alto oficial da Segurança de
Estado, coronel Gueorgui Kárpov, levar à sua residência de
Kuntsevo, nos arredores da capital russa, a três cidadãos: os
líderes ortodoxos Metropolitano de Moscou, Sergei, o de
Leningrado (San Petersburgo), Alexy, e o de Kiev, Nikolay. Eram
os mais fiéis à causa bolchevique, porque os detratores estavam
na cadeia ou haviam sido exterminados nos anos 20-30.

11
Assim, o Metropolitano Sergei proclamou a
Stalin em Novembro de 1942 como “líder
eleito por Deus”. Entretanto, o religioso
decidiu participar do evento com o “Pai Stalin”
vestido a civil. Ao vê-lo, o “eleito” levantou o
dedo ao céu e disse satisfeito: “Não temas a
ele (Deus), temas a mim, camarada Sergei”.

Sem mais conversas, Stalin ordenou as


clérigos, em nome do partido comunista, que
convocassem imediatamente a Conferência
Episcopal para reestabelecer o patriarcado de
Moscou e eleger o patriarca. Obviamente, a
eleição foi rápida. Sergei ia ser o merecedor
O polêmico deste cargo por sua lealdade ao regime.
Metropolitano
“Quanto tempo levará para cumprir a ordem
Sergei cuja infame
declaração de do partido de reunir a Conferencia?”, lhe
lealdade ao perguntou Stalin. “Um mês no mínimo,
governo soviético porque alguns camaradas bispos devem vir
causou uma grande
da Sibéria, onde se encontram por sua má
divisão na Igreja
Ortodoxa Russa.
conduta”, respondeu o futuro patriarca. “Não
convém, é muito tempo. Utilizaremos
métodos bolcheviques de aceleração”, disse
Stalin e ordenou a Karpov liberar
imediatamente os bispos e leva-los a Moscou
em aviões militares.

A conferência foi organizada em quatro dias. Além de eleger


Sergei, emitiu um chamamento aos crentes chamando-lhes a
sacrificar-se na “sagrada luta pela pátria bolchevique”. Por outro
lado, os bispos agradeceram à “constante preocupação paternal”
do camarada Stalin pelo bem estar da Igreja. Na verdade existiam
muitas coisas pelas quais agradecer ao “pai Stalin”. Enquanto
12
Sergei pedia a abertura de alguns “cursinhos” para preparar
sacerdotes, Stalin, em um gesto de grandeza, ordenou a criação
de seminários e academias superiores, fábricas de velas e gráficas
para publicar livros religiosos. O patriarcado foi presenteado com
o edifício da antiga embaixada alemã e com carros oficiais. Os
religiosos começaram a receber, em vez do pão duro dos cartões
de racionamento, os melhores produtos alimentícios, como os dos
chefes do partido. (*) Além disso, lembremos que Stalin foi
presenteado quando jovem, com uma bolsa de estudos para o
Seminário de Tiflis, uma instituição da Igreja Ortodoxa que
frequentou desde 1894. Sua mãe queria que ele fosse um
sacerdote (mesmo depois de Stalin tornou-se o líder da União
Soviética). Então dizer que Stalin era um Ateu que perseguia
religiosos para assassiná-los é mais do que falso. Suas relações
com eles eram excelentes e muito convenientes para ambos os
lados.

O Ateísmo NÃO é uma Religião.

É completamente absurdo tentar comparar os fictícios genocídios


levados a cabo em nome do Ateísmo com os massacres reais (e
muito bem documentados historicamente) realizadas em nome da
religião. O Ateísmo é simplesmente uma descrença. É não crer
que existam Deuses. Só isso. Não é uma religião organizada nem
planejada até nos mínimos detalhes com projetos de expansão e
domínio do mundo (literalmente). O fato de que alguns regimes
políticos tenham o Ateísmo como parte de sua filosofia não o faz
culpado nem responsável. Você nunca lerá entre os escritos e
autores ateus a promoção do assassinato para impor a não-
existência de Deus. Coisa que ainda se lê hoje em dia em todas
as Bíblias modernas. O Ateísmo é simplesmente não crer em
deuses. Ateus sabem que deuses são criaturas fictícias criadas

13
pela imaginação humana e que não são diferentes de qualquer
outro personagem de ficção de desenhos, livros ou filmes.

Muitas vezes o crente tenta


desesperadamente justificar ou
desviar a atenção dos milhões de
crimes e assassinatos que se
cometeram e se cometem em
nome da religião, acusando os
“Ateus” de assassinar mais
pessoas.

Mas quase nunca o ateísmo foi


usado como desculpa para
assassinar pessoas ou arrasar
povos inteiros. Nunca existiu um
líder Ateu que tenha dito:
“Morram os crentes,
imporemos o Ateísmo”. Talvez
a única exceção aproximada a
essa regra, onde o ateísmo era
obrigatório, se fecharam igrejas e
encarceraram clérigos foi durante
o governo comunista de Enver
Hoxha na Albânia. Entretanto não
há dados precisos sobre
assassinatos de religiosos em
nome do Ateísmo.

Vejamos agora o outro lado da moeda:

 Existiram assassinatos para impor alguma religião?


 Existiram massacres para expandir ou defender o
cristianismo?
 Creio que a resposta é mais do que óbvia.
14
Por isso amigo leitor crente, quando alguém atacar sua crença ou
seu Deus mostrando as mortes cometidas em seu nome, não tente
desviar a atenção acusando de volta a regimes políticos
aberrantes; é melhor tratar de justificar, defender ou em todo
caso aceitar os rios de sangue inocente que correram para que
você possa ter o Deus que adora. UM DEUS INVENTADO E
MANTIDO COM O USO DE TODO TIPO DE VIOLÊNCIA.

Referências e fontes:

 http://es.m.wikipedia.org/wiki/Iglesia_ortodoxa_rusa#section_1
 http://www.conocereisdeverdad.org/website/index.php?id=1929&layou
t=print&mode=show
 http://en.wikipedia.org
 http://atheistsunited.org/

15
2 - Stalin e o anti-Vaticano Ortodoxo (noticia).

Já demonstramos que a acusação comum


de alguns crentes de que o Ateísmo é
responsável pelo genocídio perpetrado por
Stalin, é totalmente incorreta.

Agora veremos como a relação de Stalin


com a Igreja Ortodoxa local era muito boa,
a tal ponto que chegou a pensar em utilizá-
la como contraparte do Vaticano Romano.

1 - Stalin queria criar um anti-Vaticano ortodoxo

ACEPRENSA 25.MAY.1994

A abertura do arquivo central do partido comunista soviético


segue proporcionando revelações. Olga Vassilieva, do Centro de
Investigação de Religiões da Academia de Ciências de Moscou e
Markus Weher, historiador especializado no Leste Europeu,
escrevem no Frankfurter Allgemeine Zeitung (27-IV-94) sobre a
tentativa de Stalin de criar uma organização eclesiástica em
diversos países manipulada pelo Kremlin.

Os documentos do arquivo do PCUS permitem esclarecer agora os


planos de Stalin para a criação de um "Vaticano" próprio.

16
Stalin abriu duas frentes em sua luta contra as Igrejas. Primeiro
agrupou as Igrejas ortodoxas autônomas no Patriarcado de
Moscou. O centro da Igreja Ortodoxa mundial mudou-se para o
centro do comunismo. A responsabilidade por este assunto foi
transferida para o coronel Karpov e especialistas em relações
exteriores da Lubyanka (Polícia do Estado) (...). O Patriarcado de
Moscou devia ser apenas uma ferramenta dos novos senhores do
Kremlin.

Nos últimos meses de 1943 e durante o ano seguinte, a Igreja


ortodoxa russa empreendeu uma atividade febril para estabelecer
contatos internacionais. Isto produziu seus frutos muito rápido.
Em Janeiro de 1945, os patriarcas ortodoxos de Antioquia e
Alexandria já assistiam como convidados o Sínodo nacional da
Igreja ortodoxa russa em Moscou. Comunicaram ao Patriarca
russo Alexis (Simanski) que romperiam as relações com a cabeça
da Igreja ortodoxa no estrangeiro, o metropolitano Anastasios
(...). Os representantes da Igreja ortodoxa de Constantinopla,
Romênia e Servia também se uniram a Moscou. O chefe dos
ortodoxos búlgaros, Stefanos, declara já no verão de 1946 que se
orienta para "a grande, poderosa União Soviética e à Igreja russa
com seu patriarca Alexis (...)".

(...) Em apenas dois anos já tinha se tornado realidade uma união


das Igrejas ortodoxas europeias sob a direção da russa, ou seja,
do Conselho para assuntos da Igreja ortodoxa russa. Ao mesmo
tempo, Karpov propôs a Stalin "fortalecer a influência dos
patriarcados do Oriente próximo que, mesmo tendo poucos
membros, gozam de grande autoridade".

(...) A segunda frente aberto por Stalin contra o Vaticano


consistiu em ataques diretos à Igreja católica. Também neste caso
os planos foram elaborados por Karpov, com ajuda de seu lugar-
tenente Saizev, como ele, também coronel da Lubianka. O

17
programa da luta contra o Vaticano foi esboçado em um
documento de cinco pontos:

 "a) As uniatas da URSS devem ser definitivamente


eliminadas. b) Devem tomar-se medidas análogas em
outros países (por exemplo, Checoslováquia e Iugoslávia).
c) No Conselho preparatório do Sínodo de 1947 deverá
fazer-se uma acusação decisiva contra o papado, do ponto
de vista do dogma. d) Deve-se editar no estrangeiro uma
grande quantidade de artigos contra o Vaticano. e) Deve-
se formar uma aliança das Igrejas cristãs, com a Igreja
ortodoxa russa na liderança, em forma de movimento
internacional de luta contra o Vaticano; se convidará a
formar parte dele outras confissões".

Estas instruções são bastante lacônicas, mas para realizá-las não


seria fácil. Apenas a "liquidação" das Uniatas da URSS afetava
1997 comunidades eclesiais na Ucrânia e 399 na área dos
Cárpatos, com um total de três milhões de membros.

O artigo recorda que em abril de 1945 foi encarcerado o arcebispo


dos uniatas, Josyf Slipyj e vários bispos, acusados de conspiração
nacionalista e de colaboracionismo durante a ocupação alemã;
foram criados, por ordem governamental, "grupos de iniciativa"
de sacerdotes uniatas dispostos a entrar na Igreja ortodoxa. Em
fevereiro de 1946, Stalin recebe uma carta de Nikita Jrushchov,
então chefe do PCUS da Ucrânia, que lhe informava do êxito da
criação desses "grupos de inciativa", que pedia a entrada dos
Greco-católicos na Igreja ortodoxa.

(...) Em março de 1946 se reúne em Lvov o sínodo da Igreja


uniata da Ucrânia, um sínodo preparado pelo sacerdote Harrylo
Kostlenik e outros membros do "grupo de iniciativa". Decidiu-se
dissolver a união e conduzir os Greco-católicos à fé ortodoxa (...).

18
A Igreja uniata dos Cárpatos aguentou um pouco mais. Porém
tampouco pôde resistir à união com a Igreja ortodoxa russa, em
agosto de 1949. Um ano antes ocorria o mesmo com os uniatas
da Romênia. Depois, com os eslovacos. Karpov não consegue
dissolver os uniatas checos, mas dividi-los e submetê-los a uma
dura perseguição.

(...) Faltava a aliança anti-romana com as outras confissões. O


Conselho para assuntos da Igreja ortodoxa russa viu um possível
aliado para isso na Igreja anglicana (...).

Os autores explicam em seu artigo que


o governo de Stalin tinha tanto
interesse na questão, que animou à
Igreja ortodoxa russa a convidar o
Arcebispo de Canterburry a fim de que
se dispusesse à campanha comum
contra o Vaticano. Ao mesmo tempo,
Karpov planeja que os representantes
da Igreja ortodoxa russa esclareçam
aos anglicanos a postura do governo
soviético frente ao movimento ecumênico, uma iniciativa
internacional da Igreja anglicana que os comunistas tinham por
antissoviética.

Os anglicanos resistiram às pressões de Moscou. As negativas


não impediram que o programa de ações de Karpov continuasse
em marcha, mas em 1948 os planos da campanha antivaticana
de Stalin já tinha ultrapassado seu pico de intensidade. Parece
que o "pai dos povos" foi perdendo o interesse por seu "Vaticano
ortodoxo".

Fonte: http://www.aceprensa.com/m/articles/cuando-stalin-quiso-
crear-un-anti-vaticano-ortodox/

19
3 - Crimes de Deus na Bíblia

Eventos Referencia Número Número


bíblicos bíblico estimado

1 O diluvio Gênesis 7:23 - 30.000.000


Universal
(*ACRF) Assim foi destruído todo o ser
vivente que havia sobre a face da
terra, desde o homem até ao
animal, até ao réptil, e até à ave
dos céus; e foram extintos da
terra; e ficou somente Noé, e os
que com ele estavam na arca.

2 Sodoma e Gênesis 19:24 - 2.000


Gomorra
(*ACRF) Então o SENHOR fez chover
enxofre e fogo, do SENHOR desde
os céus, sobre Sodoma e
Gomorra;

3 A mulher de Ló Gênesis 19:26 1 1


(*ACRF)
E a mulher de Ló olhou para trás e
ficou convertida numa estátua de
sal.

4 Er por ser mau Gênesis 38:7 1 1


diante dos
olhos do Er, porém, o primogênito de Judá,
Senhor era mau aos olhos do SENHOR,
(*ACRF) por isso o SENHOR o matou.

5 Onan por Gênesis 38:10 1 1


derramar seu
sêmem E o que fazia era mau aos olhos do
(*ACRF) SENHOR, pelo que também o
matou.

6 Sétimo ano de Gênesis 41:25-54 - 70.000


Deus, a fome
em todo o

20
mundo 25. Então disse José a Faraó: O
(*ACRF) sonho de Faraó é um só; o que
Deus há de fazer, mostrou-o a
Faraó. 26.
As sete vacas formosas são sete
anos, as sete espigas formosas
também são sete anos, o sonho é
um só. 27. E as sete vacas feias à
vista e magras, que subiam depois
delas, são sete anos, e as sete
espigas miúdas e queimadas do
vento oriental, serão sete anos de
fome. 28. Esta é a palavra que
tenho dito a Faraó; o que Deus há
de fazer, mostrou-o a Faraó.29.E
eis que vêm sete anos, e haverá
grande fartura em toda a terra do
Egito.30.E depois deles levantar-
se-ão sete anos de fome, e toda
aquela fartura será esquecida na
terra do Egito, e a fome consumirá
a terra;31.E não será conhecida a
abundância na terra, por causa
daquela fome que haverá depois;
porquanto será gravíssima.32.E
que o sonho foi repetido duas
vezes a Faraó, é porque esta coisa
é determinada por Deus, e Deus
se apressa em fazê-
la.33.Portanto, Faraó previna-se
agora de um homem entendido e
sábio, e o ponha sobre a terra do
Egito.34.Faça isso Faraó e ponha
governadores sobre a terra, e
tome a quinta parte da terra do
Egito nos sete anos de
fartura,35.E ajuntem toda a
comida destes bons anos, que
vêm, e amontoem o trigo debaixo
da mão de Faraó, para
mantimento nas cidades, e o
guardem.36.Assim será o
mantimento para provimento da
terra, para os sete anos de fome,
que haverá na terra do Egito; para
que a terra não pereça de

21
fome.37.E esta palavra foi boa aos
olhos de Faraó, e aos olhos de
todos os seus servos.38.E disse
Faraó a seus servos: Acharíamos
um homem como este em quem
haja o espírito de Deus?39.Depois
disse Faraó a José: Pois que Deus
te fez saber tudo isto, ninguém há
tão entendido e sábio como
tu.40.Tu estarás sobre a minha
casa, e por tua boca se governará
todo o meu povo, somente no
trono eu serei maior que
tu.41.Disse mais Faraó a José:
Vês aqui te tenho posto sobre toda
a terra do Egito.42.E tirou Faraó o
anel da sua mão, e o pós na mão
de José, e o fez vestir de roupas
de linho fino, e pôs um colar de
ouro no seu pescoço.43E o fez
subir no segundo carro que tinha,
e clamavam diante dele: Ajoelhai.
Assim o pôs sobre toda a terra do
Egito. 44. E disse Faraó a José: Eu
sou Faraó; porém sem ti ninguém
levantará a sua mão ou o seu pé
em toda a terra do Egito.45.E
Faraó chamou a José de Zafenate-
Panéia, e deu-lhe por mulher a
Azenate, filha de Potífera,
sacerdote de Om; e saiu José por
toda a terra do Egito.46.E José era
da idade de trinta anos quando se
apresentou a Faraó, rei do Egito.
E saiu José da presença de Faraó
e passou por toda a terra do Egito.
47. E nos sete anos de fartura a
terra produziu
abundantemente.48.E ele ajuntou
todo o mantimento dos sete anos,
que houve na terra do Egito; e
guardou o mantimento nas
cidades, pondo nas mesmas o
mantimento do campo que estava
ao redor de cada cidade.49.Assim
ajuntou José muitíssimo trigo,

22
como a areia do mar, até que
cessou de contar; porquanto não
havia numeração.50.E nasceram
a José dois filhos (antes que
viesse um ano de fome), que lhe
deu Azenate, filha de Potífera,
sacerdote de Om.51.E chamou
José ao primogênito Manassés,
porque disse: Deus me fez
esquecer de todo o meu trabalho,
e de toda a casa de meu pai.52.E
ao segundo chamou Efraim;
porque disse: Deus me fez crescer
na terra da minha aflição.53.Então
acabaram-se os sete anos de
fartura que havia na terra do
Egito.54.E começaram a vir os
sete anos de fome, como José
tinha dito; e havia fome em todas
as terras, mas em toda a terra do
Egito havia pão.

7 A sétima praga Êxodo 9:25 - 300.000


do Egito: Deus
não salvou 25. Por toda a terra do Egito a
nada. chuva de pedras feriu tudo quanto
(**SBB) havia no campo, tanto homens
como animais; a chuva de pedras
feriu toda a erva do campo e
quebrou toda a árvore do campo.

8 Deus mata a Êxodo 12:29-30 - 1.000.000


todos os
primogénitos 29. Aconteceu que à meia-noite
do Egito feriu Jeová a todos os
(**SBB) primogênitos na terra do Egito,
desde o primogênito de Faraó que
se assentava no seu trono até o
primogênito do cativo que estava
na enxovia; e todos os
primogênitos dos animais.
30.Levantou-se Faraó de noite,
ele, todos os seus servos e todos
os egípcios; e fez-se um grande

23
clamor no Egito, pois não havia
casa sem algum morto.

9 Deus afogou o Êxodo 14:8-26 - 5.000


exército
egípcio 8. Porque o SENHOR endureceu o
(**SBB) coração de Faraó, rei do Egito,
para que perseguisse aos filhos de
Israel; porém os filhos de Israel
saíram com alta mão. 9. E os
egípcios perseguiram-nos, todos
os cavalos e carros de Faraó, e os
seus cavaleiros e o seu exército, e
alcançaram-nos acampados junto
ao mar, perto de Pi-Hairote,
diante de Baal-Zefom. 10. E
aproximando Faraó, os filhos de
Israel levantaram seus olhos, e eis
que os egípcios vinham atrás
deles, e temeram muito; então os
filhos de Israel clamaram ao
SENHOR. 11. E disseram a
Moisés: Não havia sepulcros no
Egito, para nos tirar de lá, para
que morramos neste deserto? Por
que nos fizeste isto, fazendo-nos
sair do Egito? 12. Não é esta a
palavra que te falamos no Egito,
dizendo: Deixa-nos, que sirvamos
aos egípcios? Pois que melhor nos
fora servir aos egípcios, do que
morrermos no deserto. 13.
Moisés, porém, disse ao povo:
Não temais; estai quietos, e vede
o livramento do SENHOR, que
hoje vos fará; porque aos
egípcios, que hoje vistes, nunca
mais os tornareis a ver. 14. O
SENHOR pelejará por vós, e vós
vos calareis. 15. Então disse o
SENHOR a Moisés: Por que clamas
a mim? Dize aos filhos de Israel
que marchem. 16. E tu, levanta a
tua vara, e estende a tua mão
sobre o mar, e fende-o, para que
os filhos de Israel passem pelo

24
meio do mar em seco. 17. E eis
que endurecerei o coração dos
egípcios, e estes entrarão atrás
deles; e eu serei glorificado em
Faraó e em todo o seu exército,
nos seus carros e nos seus
cavaleiros, 18.E os egípcios
saberão que eu sou o SENHOR,
quando for glorificado em Faraó,
nos seus carros e nos seus
cavaleiros. 19. E o anjo de Deus,
que ia diante do exército de Israel,
se retirou, e ia atrás deles;
também a coluna de nuvem se
retirou de diante deles, e se pôs
atrás deles. 20. E ia entre o campo
dos egípcios e o campo de Israel;
e a nuvem era trevas para
aqueles, e para estes clareava a
noite; de maneira que em toda a
noite não se aproximou um do
outro. 21. Então Moisés estendeu
a sua mão sobre o mar, e o
SENHOR fez retirar o mar por um
forte vento oriental toda aquela
noite; e o mar tornou-se em seco,
e as águas foram partidas. 22. E
os filhos de Israel entraram pelo
meio do mar em seco; e as águas
foram-lhes como muro à sua
direita e à sua esquerda. 23. E os
egípcios os seguiram, e entraram
atrás deles todos os cavalos de
Faraó, os seus carros e os seus
cavaleiros, até ao meio do mar.
24.E aconteceu que, na vigília
daquela manhã, o SENHOR, na
coluna do fogo e da nuvem, viu o
campo dos egípcios; e alvoroçou o
campo dos egípcios. 25. E tirou-
lhes as rodas dos seus carros, e
dificultosamente os governavam.
Então disseram os egípcios:
Fujamos da face de Israel, porque
o SENHOR por eles peleja contra
os egípcios. 26. E disse o SENHOR

25
a Moisés: Estende a tua mão sobre
o mar, para que as águas tornem
sobre os egípcios, sobre os seus
carros e sobre os seus cavaleiros.

10 Amalequitas Êxodo 17:13 - 1.000


(*ACRF)
13. E assim Josué desfez a
Amaleque e a seu povo, ao fio da
espada.

11 Quem está do Êxodo 32:27-28 3.000 3.000


lado do
Senhor? 27. E disse-lhes: Assim diz o
(*ACRF) SENHOR Deus de Israel: Cada
um ponha a sua espada sobre a
sua coxa; e passai e tornai pelo
arraial de porta em porta, e mate
cada um a seu irmão, e cada um
a seu amigo, e cada um a seu
vizinho. 28. E os filhos de Levi
fizeram conforme à palavra de
Moisés; e caíram do povo aquele
dia uns três mil homens.

12 Deus feriu o Êxodo 32:35 1.000 1.000


povo por causa
do bezerro de 35. Assim feriu o SENHOR o povo,
Aaron (*ACRF) por ter sido feito o bezerro que
Arão tinha formado.

13 Deus queima Levítico 10:1-3 2 2


os filhos de
Aaron até a 1. E os filhos de Arão, Nadabe e
morte (*ACRF) Abiú, tomaram cada um o seu
incensário e puseram neles fogo,
e colocaram incenso sobre ele, e
ofereceram fogo estranho perante
o SENHOR, o que não lhes
ordenara. 2. Então saiu fogo de
diante do SENHOR e os consumiu;
e morreram perante o SENHOR.
3.E disse Moisés a Arão: Isto é o
que o SENHOR falou, dizendo:
Serei santificado naqueles que se
chegarem a mim, e serei

26
glorificado diante de todo o povo.
Porém Arão calou-se.

14 Um blasfemo é Levítico 24:10-23 1 1


apedrejado
(*ACRF) 10. E apareceu, no meio dos filhos
de Israel o filho de uma mulher
israelita, o qual era filho de um
homem egípcio; e o filho da
israelita e um homem israelita
discutiram no arraial. 11. Então o
filho da mulher israelita blasfemou
o nome do SENHOR, e o
amaldiçoou, por isso o trouxeram
a Moisés; e o nome de sua mãe
era Selomite, filha de Dibri, da
tribo de Dã. 12. E eles o puseram
na prisão, até que a vontade do
SENHOR lhes pudesse ser
declarada. 13. E falou o SENHOR
a Moisés, dizendo: 14. Tira o que
tem blasfemado para fora do
arraial; e todos os que o ouviram
porão as suas mãos sobre a sua
cabeça; então toda a congregação
o apedrejará. 15. E aos filhos de
Israel falarás, dizendo: Qualquer
que amaldiçoar o seu Deus, levará
sobre si o seu pecado. 16. E
aquele que blasfemar o nome do
SENHOR, certamente morrerá;
toda a congregação certamente o
apedrejará; assim o estrangeiro
como o natural, blasfemando o
nome do SENHOR, será morto. 17.
E quem matar a alguém
certamente morrerá. 19. Mas
quem matar um animal, o
restituirá, vida por vida. 20.
Quando também alguém
desfigurar o seu próximo, como
ele fez, assim lhe será feito: 21.
Quebradura por quebradura, olho
por olho, dente por dente; como
ele tiver desfigurado a algum
homem, assim se lhe fará. 22.

27
Quem, pois, matar um animal,
restitui-lo-á, mas quem matar um
homem será morto. 23. Uma
mesma lei tereis; assim será para
o estrangeiro como para o
natural; pois eu sou o SENHOR
vosso Deus. 24. E disse Moisés,
aos filhos de Israel que levassem
o que tinha blasfemado para fora
do arraial, e o apedrejassem; e
fizeram os filhos de Israel como o
SENHOR ordenara a Moisés.

15 Deus os Números 11:1-2 - 100


queima até a
morte por 1. E aconteceu que, queixou-se o
queixar-se povo falando o que era mal aos
(*ACRF) ouvidos do SENHOR; e ouvindo o
SENHOR a sua ira se acendeu; e o
fogo do SENHOR ardeu entre eles
e consumiu os que estavam na
última parte do arraial. 2. Então o
povo clamou a Moisés, e Moisés
orou ao SENHOR, e o fogo se
apagou.

16 Deus feriu o Números 11:33 - 10.000


povo por
queixar-se da Quando a carne estava entre os
comida seus dentes, antes que fosse
(*ACRF) mastigada, se acendeu a ira do
SENHOR contra o povo, e feriu o
SENHOR o povo com uma praga
mui grande.

17 Dez Números 14:35-36 10 10


exploradores
são 35. Eu, o SENHOR, falei; assim
assassinados farei a toda esta má congregação,
por dar que se levantou contra mim;
honestamente neste deserto se consumirão, e aí
sua informação falecerão. 36. E os homens que
(*ACRF) Moisés mandara a espiar a terra,
e que, voltando, fizeram

28
murmurar toda a congregação
contra ele, infamando a terra,

18 Um homem é Números 15:32-35 1 1


assassinado
por recolher 32. Estando, pois, os filhos de
madeira no dia Israel no deserto, acharam um
de repouso homem apanhando lenha no dia
(*ACRF) de sábado. 33. E os que o
acharam apanhando lenha o
trouxeram a Moisés e a Arão, e a
toda a congregação. 34. E o
puseram em guarda; porquanto
ainda não estava declarado o que
se lhe devia fazer. 35. Disse, pois,
o SENHOR a Moisés: Certamente
morrerá aquele homem; toda a
congregação o apedrejará fora do
arraial.

19 Os inimigos Números 16:27-33 3 9


são enterrados
vivos (junto 27. Afastando-se o povo de junto
com suas das tendas de Coré, Datã e Abiron,
famílias) saíram estes últimos com suas
(*ACRF) mulheres, seus filhos e seus
filhinhos, e pararam à entrada de
suas tendas. 28. Moisés disse
então: "Nisto conhecereis que o
Senhor me enviou a fazer todas
estas obras e que nada faço por
mim mesmo. 29. Se estes
morrerem com a morte ordinária
dos homens, e se a sua sorte for
como a de todos, o Senhor não me
enviou; 30. mas se o Senhor fizer
um novo prodígio e o solo abrindo
a sua boca, os engolir com tudo o
que lhes pertence, de sorte que
desçam vivos à habitação dos
mortos, então sabereis que estes
homens desprezaram o Senhor."
31. Apenas acabou ele de falar,
fendeu-se a terra debaixo de seus
pés 32. e, abrindo sua boca, os
devorou com toda a sua família,

29
todos os seus bens e todos os
homens de Coré. 33. Desceram
vivos à morada dos mortos, eles e
tudo o que possuíam; cobriu-os a
terra, e desapareceram da
assembleia.

20 Queimados até Números 16:35 250 250


a morte por
queimar Saiu um fogo de junto do Senhor
incenso e devorou os duzentos e cinquenta
(*ACRF) homens que ofereciam o incenso.

21 Assassinados Números 16:44-49 14.700 14.700


por queixar-se
de Deus 44. e o Senhor falou a Moisés: 45.
(*ACRF) "Afastai-vos do meio dessa
assembléia, pois vou devorá-la
num instante." Prostraram-se por
terra, 46. e Moisés disse a Aarão:
"Toma o turíbulo, põe-lhe fogo do
altar, deita-lhe incenso por cima e
vai depressa ao povo para fazer
expiação por ele; porque
acendeu-se a cólera do Senhor, e
o flagelo começa." 47. Aarão,
obedecendo à palavra de Moisés,
tomou o turíbulo e correu ao meio
da assembléia, pois a praga
começava já no meio do povo;
deitou nele o incenso e fez a
expiação pelo povo. 48.
Colocando-se de pé entre os
mortos e os vivos, deteve o
flagelo. 49. Com esse golpe
morreram catorze mil e
setecentos, além dos que tinham
perecido na rebelião de Coré.

22 O massacre Números 21:1-3 - 3.000


dos Araditas
(*ACRF) 1. O rei cananeu Arad, que
habitava no Negeb, soube que
Israel avançava pelo caminho de
Atarim; atacou-o e levou alguns
deles prisioneiros. 2. Então Israel

30
fez ao Senhor este voto: se me
entregardes nas mãos esse povo,
votarei as suas cidades ao
interdito. 3. O Senhor ouviu os
rogos de Israel e entregou-lhe os
cananeus, que foram votados ao
interdito juntamente com as suas
cidades. Deu-se a esse lugar o
nome de Horma.

23 Deus enviou Números 21:6, 8-9 - 100


serpentes para
morder 6. Então o Senhor enviou contra o
pessoas por povo serpentes ardentes, que
queixar-se. E morderam e mataram
em vez de muitos...7... 8. e o Senhor disse a
eliminar as Moisés: "Faze para ti uma
serpentes, serpente ardente e mete-a sobre
Deus inventa um poste. Todo o que for mordido,
uma cura olhando para ela, será salvo." 9.
esquisita. Moisés fez, pois, uma serpente de
(*ACRF) bronze, e fixou-a sobre um poste.
Se alguém era mordido por uma
serpente e olhava para a serpente
de bronze, conservava a vida.

24 Estás em boas Números 21:34-35 - 2.000


mãos com
Moisés 34. Não o temas, disse o Senhor a
(*ACRF) Moisés, porque vou entregá-lo em
tuas mãos, ele, o seu exército e a
sua terra; tratá-lo-ás como
trataste Seon, rei dos amorreus,
que morava em Hesebon." 35.
Feriram-no, pois, ele, seus filhos e
todo o seu povo, de sorte que não
ficou um sequer; e apoderaram-se
de sua terra.

25 Uma matança Números 25:1-11 24.002 24.002


para acabar
com todos os 1. Habitando os israelitas em
assassinatos Setim, entregaram-se à
(*ACRF) libertinagem com as filhas de
Moab. 2. Estas convidaram o povo
aos sacrifícios de seus deuses, e o

31
povo comeu e prostrou-se diante
dos seus deuses. 3. Israel juntou-
se a Beelfegor, provocando assim
contra ele a cólera do Senhor: 4.
"Reúne, disse o Senhor a Moisés,
todos os chefes do povo, e
pendura os culpados em forcas
diante de mim, de cara para o sol,
a fim de que o fogo de minha
cólera se desvie de Israel." 5.
Moisés disse aos juízes de Israel:
"Cada um de vós mate os seus
que se tenham juntado a
Beelfegor." 6. Entretanto, um dos
filhos de Israel trouxe para junto
de seus irmãos uma madianita,
sob os olhos de Moisés e de toda
a assembleia que chorava à
entrada da tenda de reunião. 7.
Vendo isso, Fineias, filho de
Eleazar, filho do sacerdote Aarão,
levantou-se no meio da
assembleia, tomou uma lança, 8.
seguiu o israelita até a sua tenda,
e ali transpassou-o juntamente
com a mulher, ferindo-os no
ventre. E deteve-se então o
flagelo que se alastrava entre os
israelitas. 9. Morreram vinte e
quatro mil homens com essa
praga. 10. O Senhor disse a
Moisés: 11. "Fineias, filho de
Eleazar, filho do sacerdote Aarão,
desviou minha cólera de sobre os
israelitas, dando provas entre eles
do mesmo zelo que eu. Por isso
não os extingui em minha cólera.

26 Moisés Números 31:1-35 - 200.000


pergunta:
porque não 1. O Senhor disse a Moisés: 2.
mataram as "Vinga os filhos de Israel do mal
mulheres e as que lhes fizeram os madianitas;
depois disso serás reunido aos
teus." 3. Moisés disse então ao
povo: "Armem-se para a guerra

32
crianças? alguns homens dentre vós: eles
(***VC) atacarão Madiã, para executarem
sobre ele a vingança do Senhor. 4.
Poreis em linha de combate mil
homens de cada uma das tribos de
Israel." 5. Reuniram-se, pois,
dentre as famílias de Israel, mil
homens por tribo, ou seja, doze
mil homens de pé, prontos para o
combate. 6. Moisés enviou-os ao
combate; mil homens de cada
tribo, com Finéias, filho do
sacerdote Eleazar, que levou
também os objetos sagrados e as
trombetas para tocar. 7. Atacaram
os madianitas, como o Senhor
tinha ordenado a Moisés, e
mataram todos os varões. 8.
Mataram também os reis de
Madiã: Evi, Recém, Sur, Hur e
Rebe, cinco reis de Madiã, e
passaram ao fio da espada Balaão,
filho de Beor. 9. Levaram
prisioneiras as mulheres dos
madianitas com seus filhos, e
pilharam todo o seu gado, seus
rebanhos e todos os seus bens.
10. Incendiaram todas as cidades
que habitavam e todos os seus
acampamentos. 11. Levaram
consigo todo o espólio e todos os
despojos, animais e pessoas, 12.
e conduziram-nos a Moisés, ao
sacerdote Eleazar e à assembleia
dos israelitas no acampamento
que se encontrava nas planícies de
Moab, perto do Jordão, em face de
Jericó. 13. Moisés, o sacerdote
Eleazar e todos os chefes da
assembleia saíram-lhes ao
encontro fora do acampamento.
14. E Moisés, irado contra os
generais do exército, os chefes de
milhares e os chefes de centenas
que voltavam da batalha, disse-
lhes: 15. "O que é isso? Deixastes

33
com vida todas essas mulheres?
16. Mas são justamente elas que,
instigadas por Balaão, levaram os
israelitas a serem infiéis ao
Senhor na questão de Fogor, a
qual foi também a causa do flagelo
que feriu a assembleia do Senhor!
17. Ide! Matai todos os filhos
varões e todas as mulheres que
tiverem tido comércio com um
homem; 18. mas deixai vivas
todas as jovens que não o fizeram.
19. E vós, acampai durante sete
dias fora do acampamento. Todos
os que tiverem matado um
homem ou tocado em um morto,
purificar-se-ão ao terceiro e ao
sétimo dia, eles e seus
prisioneiros. 20. Purificai também
toda veste, todo objeto de pele,
todo tecido de pêlo de cabra e
todo utensílio de madeira." 21. O
sacerdote Eleazar disse então aos
guerreiros que tinham combatido:
"Eis o preceito da lei que o Senhor
impôs a Moisés: 22. o ouro, a
prata, o bronze, o ferro, o
estanho, o chumbo, tudo o que
pode passar pelas chamas 23.
será purificado no fogo; mas será
também purificado pela água
lustral. Tudo o que não suporta o
fogo será purificado com a água.
24. Lavareis vossas vestes no
sétimo dia, para serdes puros;
depois disso, voltareis ao
acampamento." 25. O Senhor
disse a Moisés: 26. "Fazei o
inventário de todo o espólio que
foi tomado, homens e animais, tu,
o sacerdote Eleazar e os chefes de
família da assembléia. 27.
Repartirás em seguida a presa em
partes iguais entre os que
pelejaram, e entre todo o resto da
assembléia. 28. Da parte daqueles

34
que pelejaram e foram à guerra,
separarás um tributo para o
Senhor, um de cada quinhentos
homens, gado, jumentos ou
ovelhas. 29. Toma-o da sua
metade para entregar ao
sacerdote Eleazar, como oferta ao
Senhor. 30. Da metade que toca
aos israelitas, tomarás um de
cada cinqüenta, homens, bois,
jumentos, ovelhas e qualquer
outro animal, e darás aos levitas,
que têm a guarda da casa do
Senhor." 31. Moisés e o sacerdote
Eleazar fizeram como o Senhor
tinha ordenado. 32. Os despojos,
o conjunto do espólio que tinha
feito o exército era de seiscentos
e setenta e cinco mil ovelhas, 33.
setenta e dois mil bois 34. e
sessenta e um mil jumentos. 35.
Havia também trinta e duas mil
jovens que não tinham coabitado
com homem algum.

27 Deus mata Deuteronômio 2:14-16 - 500.000


pouco a pouco
o exército 14. E os dias que caminhamos,
israelita desde Cades-Barnéia até que
(*ACRF) passamos o ribeiro de Zerede,
foram trinta e oito anos, até que
toda aquela geração dos homens
de guerra se consumiu do meio do
arraial, como o SENHOR lhes
jurara. 15. Assim também foi
contra eles a mão do SENHOR,
para os destruir do meio do arraial
até os haver consumido. 16. E
sucedeu que, sendo já
consumidos todos os homens de
guerra, pela morte, do meio do
povo,

35
28 Deus o grande Deuteronômio 2:21-22 - 5.000
assassino
(*ACRF) 21. Um povo grande, e numeroso,
e alto, como os gigantes; e o
SENHOR os destruiu de diante dos
amonitas, e estes os lançaram
fora, e habitaram no seu lugar;
22. Assim como fez com os filhos
de Esaú, que habitavam em Seir,
de diante dos quais destruiu os
horeus, e eles os lançaram fora, e
habitaram no lugar deles até este
dia;

29 Deus Deuteronômio 2:30-35 - 3.000


“endurece o
coração” do rei 30. Mas Siom, rei de Hesbom, não
Sion para nos quis deixar passar por sua
assim poder terra, porquanto o SENHOR teu
matar a seu Deus endurecera o seu espírito, e
povo (como fizera obstinado o seu coração
fez com o para to dar na tua mão, como hoje
Faraó para se vê. 31. E o SENHOR me disse:
poder mandar Eis aqui, tenho começado a dar-te
as pragas Siom, e a sua terra; começa, pois,
sobre o Egito) a possuí-la para que herdes a sua
(*ACRF) terra. 32. E Siom saiu-nos ao
encontro, ele e todo o seu povo, à
peleja, em Jaza; 33. E o SENHOR
nosso Deus no-lo entregou, e o
ferimos a ele, e a seus filhos, e a
todo o seu povo. 34. E naquele
tempo tomamos todas as suas
cidades, e cada uma destruímos
com os seus homens, mulheres e
crianças; não deixamos a
ninguém. 35. Somente tomamos
por presa o gado para nós, e o
despojo das cidades que tínhamos
tomado.

30 O massacre de Deuteronômio 3:3-6 - 60.000


60 cidades
(*ACRF) 3. E também o SENHOR nosso
Deus nos deu na nossa mão a
Ogue, rei de Basã, e a todo o seu

36
povo; de maneira que o ferimos
até que não lhe ficou sobrevivente
algum. 4. E naquele tempo
tomamos todas as suas cidades;
nenhuma cidade houve que lhes
não tomássemos; sessenta
cidades, toda a região de Argobe,
o reino de Ogue em Basã. 5. Todas
estas cidades eram fortificadas
com altos muros, portas e
ferrolhos; e muitas outras cidades
sem muros. 6. E destruímo-las
como fizemos a Siom, rei de
Hesbom, destruindo todas as
cidades, homens, mulheres e
crianças.

31 O massacre de Josué 6:21 - 1.000


Jericó (*ACRF)
E tudo quanto havia na cidade
destruíram totalmente ao fio da
espada, desde o homem até à
mulher, desde o menino até ao
velho, e até ao boi e gado miúdo,
e ao jumento.

32 Acan e sua Josué 7:10-12 1 5


família são
apedrejados e 10. Então disse o SENHOR a
queimados até Josué: Levanta-te; por que estás
a morte prostrado assim sobre o teu rosto?
(*ACRF) 11. Israel pecou, e transgrediram
a minha aliança que lhes tinha
ordenado, e tomaram do
anátema, e furtaram, e mentiram,
e debaixo da sua bagagem o
puseram. 12. Por isso os filhos de
Israel não puderam subsistir
perante os seus inimigos; viraram
as costas diante dos seus
inimigos; porquanto estão
amaldiçoados; não serei mais
convosco, se não desarraigardes o
anátema do meio de vós.

37
Josué 7:24-26

24. Então Josué, e todo o Israel


com ele, tomaram a Acã filho de
Zerá, e a prata, e a capa, e a
cunha de ouro, e seus filhos, e
suas filhas, e seus bois, e seus
jumentos, e suas ovelhas, e sua
tenda, e tudo quanto ele tinha; e
levaram-nos ao vale de Acor. 25.
E disse Josué: Por que nos
perturbaste? O SENHOR te
perturbará neste dia. E todo o
Israel o apedrejou; e os
queimaram a fogo depois de
apedrejá-los. 26. E levantaram
sobre ele um grande montão de
pedras, até o dia de hoje; assim o
SENHOR se apartou do ardor da
sua ira; pelo que aquele lugar se
chama o vale de Acor, até ao dia
de hoje.

33 O massacre de Josué 8:1-25 12.001 12.001


Ai (*ACRF)
1. Então disse o SENHOR a Josué:
Não temas, e não te espantes;
toma contigo toda a gente de
guerra, e levanta-te, sobe a Ai;
olha que te tenho dado na tua mão
o rei de Ai e o seu povo, e a sua
cidade, e a sua terra. 2.Farás,
pois, a Ai e a seu rei, como fizeste
a Jericó, e a seu rei; salvo que,
para vós, tomareis os seus
despojos, e o seu gado; põe
emboscadas à cidade, por detrás
dela. 3. Então Josué levantou-se,
e toda a gente de guerra, para
subir contra Ai; e escolheu Josué
trinta mil homens valorosos, e
enviou-os de noite. 4. E deu-lhes
ordem, dizendo: Olhai! Ponde-vos
de emboscadas contra a cidade,
por detrás dela; não vos alongueis
muito da cidade; e estai todos vós

38
atentos. 5. Porém eu e todo o
povo que está comigo nos
aproximaremos da cidade; e será
que, quando nos saírem ao
encontro, como antes, fugiremos
diante deles. 6. Deixai-os, pois,
sair atrás de nós, até que os
tiremos da cidade; porque dirão:
Fogem diante de nós como antes.
Assim fugiremos diante deles. 7.
Então saireis vós da emboscada, e
tomareis a cidade; porque o
SENHOR vosso Deus vo-la dará
nas vossas mãos. 8. E será que
tomando vós a cidade, por-lhe-eis
fogo; conforme a palavra do
SENHOR fareis; olhai que vo-lo
tenho mandado. 9. Assim Josué os
enviou, e eles se foram à
emboscada; e ficaram entre Betel
e Ai, ao ocidente de Ai; porém
Josué passou aquela noite no meio
do povo. 10. E levantou-se Josué
de madrugada, e contou o povo; e
subiram ele e os anciãos de Israel
adiante do povo contra Ai. 11. E
subiram também todos os homens
de guerra, que estavam com ele;
e aproximaram-se, e chegaram
defronte da cidade; e alojaram-se
do lado norte de Ai, e havia um
vale entre eles e Ai. 12. Tomou
também uns cinco mil homens, e
pô-los de emboscada entre Betel e
Ai, ao ocidente da cidade. 13. E
puseram o povo, todo o arraial
que estava ao norte da cidade, e a
emboscada ao ocidente da cidade;
e foi Josué aquela noite até ao
meio do vale. 14. E sucedeu que,
vendo-o o rei de Ai, ele e todo o
seu povo se apressaram, e se
levantaram de madrugada, e os
homens da cidade saíram ao
encontro de Israel ao combate, ao
tempo determinado, defronte das

39
campinas; porém ele não sabia
que se achava uma emboscada
contra ele atrás da cidade. 15.
Josué, pois, e todo o Israel se
houveram como feridos diante
deles, e fugiram pelo caminho do
deserto. 16. Por isso todo o povo,
que estava na cidade, foi
convocado para os seguir; e
seguiram a Josué e foram
afastados da cidade. 17. E nem
um só homem ficou em Ai, nem
em Betel, que não saísse após
Israel; e deixaram a cidade
aberta, e seguiram a Israel. 18.
Então o SENHOR disse a Josué:
Estende a lança que tens na tua
mão, para Ai, porque a darei na
tua mão. E Josué estendeu a
lança, que estava na sua mão,
para a cidade. 19. Então a
emboscada se levantou
apressadamente do seu lugar, e,
estendendo ele a sua mão,
correram e entraram na cidade, e
a tomaram; e apressando-se,
puseram fogo na cidade. 20. E
virando-se os homens de Ai para
trás, olharam, e eis que a fumaça
da cidade subia ao céu, e não
puderam fugir nem para uma
parte nem para outra, porque o
povo, que fugia para o deserto, se
tornou contra os que os seguiam.
21. E vendo Josué e todo o Israel
que a emboscada tomara a
cidade, e que a fumaça da cidade
subia, voltaram, e feriram os
homens de Ai. 22. Também
aqueles da cidade lhes saíram ao
encontro, e assim ficaram no meio
dos israelitas, uns de uma, e
outros de outra parte; e feriram-
nos, até que nenhum deles
sobreviveu nem escapou. 23.
Porém ao rei de Ai tomaram vivo,

40
e o trouxeram a Josué. 24. E
sucedeu que, acabando os
israelitas de matar todos os
moradores de Ai no campo, no
deserto, onde os tinham seguido,
e havendo todos caído ao fio da
espada, até serem consumidos,
todo o Israel se tornou a Ai e a
feriu ao fio de espada. 25. E todos
os que caíram aquele dia, assim
homens como mulheres, foram
doze mil, todos moradores de Ai.

34 Deus detém o Josué 10:10-11 - 5.000


sol para que
Josué possa 10. E o SENHOR os conturbou
matar à luz do diante de Israel, e os feriu com
dia (*ACRF) grande matança em Gibeom; e
perseguiu-os pelo caminho que
sobe a Bete-Horom, e feriu-os até
Azeca e a Maquedá. 11. E sucedeu
que fugindo eles de diante de
Israel, à descida de Bete-Horom,
o SENHOR lançou sobre eles, do
céu, grandes pedras, até Azeca, e
morreram; e foram muitos mais
os que morreram das pedras da
saraiva do que os que os filhos de
Israel mataram à espada.

35 Cinco reis Josué 10:26 5 10.005


mortos e
pendurados 26. E, depois disto, Josué os feriu,
nas árvores e os matou, e os enforcou em
(*ACRF) cinco madeiros; e ficaram
enforcados nos madeiros até à
tarde.

36 Como Deus Josué 10:28-42 7 7.007


ordenou, Josué
destruiu 28. E naquele mesmo dia tomou
totalmente Josué a Maquedá, e feriu-a a fio de
tudo o que espada, bem como ao seu rei;
respirava totalmente a destruiu com todos
(*ACRF) que nela havia, sem nada deixar;
e fez ao rei de Maquedá como

41
fizera ao rei de Jericó. 29. Então
Josué e todo o Israel com ele,
passou de Maquedá a Libna e
pelejou contra ela. 30. E também
o SENHOR a deu na mão de Israel,
a ela e a seu rei, e a feriu a fio de
espada, a ela e a todos que nela
estavam; sem nada deixar; e fez
ao seu rei como fizera ao rei de
Jericó. 31. Então Josué, e todo o
Israel com ele, passou de Libna a
Laquis; e a sitiou, e pelejou contra
ela; 32. E o SENHOR deu a Laquis
nas mãos de Israel, e tomou-a no
dia seguinte e a feriu a fio de
espada, a ela e a todos os que nela
estavam, conforme a tudo o que
fizera a Libna. 33. Então Horão, rei
de Gezer, subiu a ajudar a Laquis,
porém Josué o feriu, a ele e ao seu
povo, até não lhe deixar nem
sequer um. 34. E Josué, e todo o
Israel com ele, passou de Laquis a
Eglom, e a sitiaram, e pelejaram
contra ela. 35. E no mesmo dia a
tomaram, e a feriram a fio de
espada; e a todos os que nela
estavam, destruiu totalmente no
mesmo dia, conforme a tudo o que
fizera a Laquis. 36. Depois Josué,
e todo o Israel com ele, subiu de
Eglom a Hebrom, e pelejaram
contra ela. 37. E a tomaram, e a
feriram ao fio de espada, assim ao
seu rei como a todas as suas
cidades; e a todos os que nelas
estavam, a ninguém deixou com
vida, conforme a tudo o que fizera
a Eglom; e a destruiu totalmente,
a ela e a todos os que nela
estavam. 38. Então Josué, e todo
o Israel com ele, tornou a Debir, e
pelejou contra ela. 39. E tomou-a
com o seu rei, e a todas as suas
cidades e as feriu a fio de espada,
e a todos os que nelas estavam

42
destruiu totalmente; nada deixou;
como fizera a Hebrom, assim fez a
Debir e ao seu rei, e como fizera a
Libna e ao seu rei. 40. Assim feriu
Josué toda aquela terra, as
montanhas, o sul, e as campinas,
e as descidas das águas, e a todos
os seus reis; nada deixou; mas
tudo o que tinha fôlego destruiu,
como ordenara o SENHOR Deus
de Israel. 41. E Josué os feriu
desde Cades-Barnéia, até Gaza,
como também toda a terra de
Gósen, e até Gibeom. 42. E de
uma vez tomou Josué todos estes
reis, e as suas terras; porquanto o
SENHOR Deus de Israel pelejava
por Israel.

37 Não sobrou Josué 11:8-12 20 20.020


nada que
respirasse 8. E o SENHOR os deu nas mãos
(*ACRF) de Israel; e eles os feriram, e os
perseguiram até à grande Sidom,
e até Misrefote-Maim, e até ao
vale de Mizpá ao oriente; feriram
até não lhes deixarem nenhum. 9.
E fez-lhes Josué como o SENHOR
lhe dissera; os seus cavalos
jarretou, e os seus carros queimou
a fogo. 10. E naquele mesmo
tempo voltou Josué, e tomou a
Hazor, e feriu à espada ao seu rei;
porquanto Hazor antes era a
cabeça de todos estes reinos. 11.
E a todos os que nela estavam,
feriram ao fio da espada, e
totalmente os destruíram; nada
restou do que tinha fôlego, e a
Hazor queimou a fogo. 12. E Josué
tomou todas as cidades destes
reis, e todos os seus reis, e os
feriu ao fio da espada, destruindo-
os totalmente, como ordenara
Moisés servo do SENHOR.

43
38 Matando mais Josué 11:20-21 - 5.000
gigantes
(*ACRF) 20. Porquanto do SENHOR vinha o
endurecimento de seus corações,
para saírem à guerra contra
Israel, para que fossem
totalmente destruídos e não
achassem piedade alguma; mas
para os destruir a todos como o
SENHOR tinha ordenado a Moisés.
21. Naquele tempo veio Josué, e
extirpou os anaquins das
montanhas de Hebrom, de Debir,
de Anabe e de todas as
montanhas de Judá e de todas as
montanhas de Israel; Josué os
destruiu totalmente com as suas
cidades.

39 O Senhor Juízes 01:4 10.000 10.000


entregou os
cananeus e os 4. E subiu Judá, e o SENHOR lhe
perizeus entregou na sua mão os cananeus
(*ACRF) e os perizeus; e feriram deles, em
Bezeque, a dez mil homens.

40 O massacre de Juízes 01:8 - 1.000


Jerusalém
(*ACRF) 8. E os filhos de Judá pelejaram
contra Jerusalém, e tomando-a,
feriram-na ao fio da espada; e
puseram fogo na cidade.

41 Cinco Juízes 1:9-25 - 5.000


massacres
(Hebron, 9. E depois os filhos de Judá
Debir, Zefate, desceram a pelejar contra os
Gaza e cananeus, que habitavam nas
Jerusalém) montanhas, e no sul, e nas
uma boda e planícies. 10. E partiu Judá contra
alguns carros os cananeus que habitavam em
de ferro a Hebrom (era porém outrora o
prova de Deus nome de Hebrom, Quiriate-Arba),
(*ACRF) e feriram a Sesai, e a Aimã e
Talmai. 11. E dali partiu contra os
moradores de Debir; e era outrora

44
o nome de Debir, Quiriate-Sefer.
12. E disse Calebe: Quem ferir a
Quiriate-Sefer, e a tomar, lhe
darei a minha filha Acsa por
mulher. 13. E tomou-a Otniel,
filho de Quenaz, o irmão de
Calebe, mais novo do que ele; e
Calebe lhe deu a sua filha Acsa por
mulher. 14. E sucedeu que, indo
ela a ele, a persuadiu que pedisse
um campo a seu pai; e ela desceu
do jumento, e Calebe lhe disse:
Que é que tens? 15. E ela lhe
disse: Dá-me uma bênção; pois
me deste uma terra seca, dá-me
também fontes de águas. E Calebe
lhe deu as fontes superiores e as
fontes inferiores. 16. Também os
filhos do queneu, sogro de Moisés,
subiram da cidade das palmeiras
com os filhos de Judá ao deserto
de Judá, que está ao sul de Arade,
e foram, e habitaram com o povo.
17. E foi Judá com Simeão, seu
irmão, e feriram aos cananeus que
habitavam em Zefate; e
totalmente a destruíram, e
chamou-se o nome desta cidade
Hormá. 18. Tomou mais Judá a
Gaza com o seu termo, e a
Ascalom com o seu termo, e a
Ecrom com o seu termo. 19. E
estava o SENHOR com Judá, e
despovoou as montanhas; porém
não expulsou aos moradores do
vale, porquanto tinham carros de
ferro. 20. E deram Hebrom a
Calebe, como Moisés o dissera; e
dali expulsou os três filhos de
Anaque. 21. Porém os filhos de
Benjamim não expulsaram os
jebuseus que habitavam em
Jerusalém; antes os jebuseus
ficaram habitando com os filhos de
Benjamim em Jerusalém, até ao
dia de hoje, 22. E subiu também a

45
casa de José contra Betel, e foi o
SENHOR com eles. 23. E a casa de
José mandou espias a Betel, e foi
antes o nome desta cidade Luz.
24. E viram os espias a um
homem, que saía da cidade, e lhe
disseram: Ora, mostra-nos a
entrada da cidade, e usaremos
contigo de misericórdia. 24. E,
mostrando-lhes ele a entrada da
cidade, feriram-na ao fio da
espada; porém àquele homem e a
toda a sua família deixaram ir.

42 O Senhor Juízes 3:7-10 - 1.000


entregou
Cusã-Risataim 7. E os filhos de Israel fizeram o
(*ACRF) que era mau aos olhos do
SENHOR, e se esqueceram do
SENHOR seu Deus; e serviram aos
baalins e a Astarote. 8. Então a ira
do SENHOR se acendeu contra
Israel, e ele os vendeu na mão de
Cusã-Risataim, rei da
mesopotâmia; e os filhos de Israel
serviram a Cusã-Risataim oito
anos. 9. E os filhos de Israel
clamaram ao SENHOR, e o
SENHOR levantou-lhes um
libertador, que os libertou: Otniel,
filho de Quenaz, irmão de Calebe,
mais novo do que ele. 10. E veio
sobre ele o Espírito do SENHOR, e
julgou a Israel, e saiu à peleja; e
o SENHOR entregou na sua mão a
Cusã-Risataim, rei da Síria; contra
o qual prevaleceu a sua mão.

43 Ehud entrega Juízes 3:15-22 1 1


uma
mensagem de 15. Então os filhos de Israel
Deus (*ACRF) clamaram ao SENHOR, e o
SENHOR lhes levantou um
libertador, a Eúde, filho de Gera,
filho de Jemim, homem canhoto. E
os filhos de Israel enviaram pela

46
sua mão um presente a Eglom, rei
dos moabitas. 16. E Eúde fez para
si uma espada de dois fios, do
comprimento de um côvado; e
cingiu-a por baixo das suas
vestes, à sua coxa direita. 17. E
levou aquele presente a Eglom, rei
dos moabitas; e era Eglom
homem muito gordo. 18. E
sucedeu que, acabando de
entregar o presente, despediu a
gente que o trouxera. 19. Porém
ele mesmo voltou das imagens de
escultura que estavam ao pé de
Gilgal, e disse: Tenho uma palavra
secreta para ti, ó rei. O qual disse:
Cala-te. E todos os que lhe
assistiam saíram de diante dele.
20. E Eúde entrou numa sala de
verão, que o rei tinha só para si,
onde estava sentado, e disse:
Tenho, para dizer-te, uma palavra
de Deus. E levantou-se da
cadeira. 21. Então Eúde estendeu
a sua mão esquerda, e tirou a
espada de sobre sua coxa direita,
e lha cravou no ventre, 22. De tal
maneira que entrou até o cabo
após a lâmina, e a gordura
encerrou a lâmina (porque não
tirou a espada do ventre); e saiu-
lhe o excremento.

44 Deus entrega Juízes 3:28-29 10.000 10.000


10.000
moabitas 28. E disse-lhes: Segui-me,
luxuriosos porque o SENHOR vos tem
(*ACRF) entregue vossos inimigos, os
moabitas, nas vossas mãos; e
desceram após ele, e tomaram os
vaus do Jordão contra Moabe, e a
ninguém deixaram passar. 29. E
naquele tempo feriram dos
moabitas uns dez mil homens,
todos corpulentos, e todos

47
homens valorosos: e não escapou
nenhum.

45 Barak e o Juízes 4:15-16 - 1.000


massacre dos
cananeus com 15. E o SENHOR derrotou a Sísera,
a ajuda de e a todos os seus carros, e a todo
Deus (*ACRF) o seu exército ao fio da espada,
diante de Baraque; e Sísera
desceu do carro, e fugiu a pé. 16.
E Baraque perseguiu os carros, e
o exército, até Harosete dos
gentios; e todo o exército de
Sísera caiu ao fio da espada, até
não ficar um só.

46 Jael introduz Juízes 4:18-22 1 1


uma estaca
através do 18. E Jael saiu ao encontro de
crânio de um Sísera, e disse-lhe: Entra, senhor
homem meu, entra aqui, não temas. Ele
dormido entrou na sua tenda, e ela o cobriu
(*ACRF) com uma coberta. 19. Então ele
lhe disse: Dá-me, peço-te, de
beber um pouco de água, porque
tenho sede. Então ela abriu um
odre de leite, e deu-lhe de beber,
e o cobriu. 20. E ele lhe disse:
Põe-te à porta da tenda; e há de
ser que se alguém vier e te
perguntar: Há aqui alguém?
Responderás então: Não. 21.
Então Jael, mulher de Héber,
tomou uma estaca da tenda, e
lançou mão de um martelo, e
chegou-se mansamente a ele, e
lhe cravou a estaca na fonte, de
sorte que penetrou na terra,
estando ele, porém, num
profundo sono, e já muito
cansado; e assim morreu. 22. E
eis que, seguindo Baraque a
Sísera, Jael lhe saiu ao encontro,
e disse-lhe: Vem, e mostrar-te-ei
o homem que buscas. E foi a ela,

48
e eis que Sísera jazia morto, com
a estaca na fonte.

47 O Senhor Juízes 7:22 120.000 120.000


colocou a
espada de 22. Tocando, pois, os trezentos as
cada um buzinas, o SENHOR tornou a
contra seu espada de um contra o outro, e
companheiro isto em todo o arraial, que fugiu
(*ACRF) para Zererá, até Bete-Sita, até
aos limites de Abel-Meolá, acima
de Tabate.

48 Uma cidade é Juízes 9:23-57 1.001 2.001


massacrada e
1000 homens 23. Enviou Deus um mau espírito
e mulheres são entre Abimeleque e os cidadãos de
queimados até Siquém; e estes se houveram
a morte pelo aleivosamente contra
“espirito mau” Abimeleque; 24. Para que a
de Deus violência feita aos setenta filhos
(*ACRF) de Jerubaal viesse, e o seu sangue
caísse sobre Abimeleque, seu
irmão, que os matara, e sobre os
cidadãos de Siquém, que
fortaleceram as mãos dele para
matar a seus irmãos; 25. E os
cidadãos de Siquém puseram
contra ele quem lhe armasse
emboscadas sobre os cumes dos
montes; e a todo aquele que
passava pelo caminho junto a eles
o assaltavam; e contou-se isso a
Abimeleque. 26. Veio também
Gaal, filho de Ebede, com seus
irmãos, e passaram a Siquém; e
os cidadãos de Siquém confiaram
nele. 27. E saíram ao campo, e
vindimaram as suas vinhas, e
pisaram as uvas, e fizeram festas;
e foram à casa de seu deus, e
comeram, e beberam, e
amaldiçoaram a Abimeleque. 28.
E disse Gaal, filho de Ebede:
Quem é Abimeleque, e quem é
Siquém, para que o sirvamos?

49
Não é porventura filho de
Jerubaal? E não é Zebul o seu
mordomo? Servi antes aos
homens de Hamor, pai de Siquém;
pois, por que razão serviríamos
nós a ele? 29. Ah! se este povo
estivera na minha mão, eu
expulsaria a Abimeleque. E diria a
Abimeleque: Multiplica o teu
exército, e sai. 30. E, ouvindo
Zebul, o maioral da cidade, as
palavras de Gaal, filho de Ebede,
se acendeu a sua ira; 31. E enviou
astutamente mensageiros a
Abimeleque, dizendo: Eis que
Gaal, filho de Ebede, e seus
irmãos vieram a Siquém, e eis que
eles estão sublevando esta cidade
contra ti. 32. Levanta-te, pois, de
noite, tu e o povo que tiveres
contigo, e põe emboscadas no
campo. 33. E levanta-te pela
manhã ao sair o sol, e dá de golpe
sobre a cidade; e eis que, saindo
contra ti, ele e o povo que tiver
com ele, faze-lhe como puderes.
34. Levantou-se, pois,
Abimeleque, e todo o povo que
com ele havia, de noite, e
puseram emboscadas a Siquém,
com quatro tropas. 35. E Gaal,
filho de Ebede, saiu, e pôs-se à
entrada da porta da cidade; e
Abimeleque, e todo o povo que
com ele havia, se levantou das
emboscadas. 36. E, vendo Gaal
aquele povo, disse a Zebul: Eis
que desce gente dos cumes dos
montes. Zebul, ao contrário, lhe
disse: As sombras dos montes vês
como se fossem homens. 37.
Porém Gaal ainda tornou a falar, e
disse: Eis ali desce gente do meio
da terra, e uma tropa vem do
caminho do carvalho de
Meonenim. 38. Então lhe disse

50
Zebul: Onde está agora a tua
boca, com a qual dizias: Quem é
Abimeleque, para que o sirvamos?
Não é este porventura o povo que
desprezaste? Sai pois, peço-te, e
peleja contra ele. 39. E saiu Gaal
à vista dos cidadãos de Siquém, e
pelejou contra Abimeleque. 40. E
Abimeleque o perseguiu
porquanto fugiu de diante dele; e
muitos feridos caíram até à
entrada da porta da cidade. 41. E
Abimeleque ficou em Aruma. E
Zebul expulsou a Gaal e a seus
irmãos, para que não pudessem
habitar em Siquém. 42. E sucedeu
no dia seguinte que o povo saiu ao
campo; disto foi avisado
Abimeleque. 43. Então tomou o
povo, e o repartiu em três tropas,
e pôs emboscadas no campo; e
olhou, e eis que o povo saía da
cidade, e levantou-se contra ele, e
o feriu. 44. Porque Abimeleque, e
as tropas que com ele havia,
romperam de improviso, e
pararam à entrada da porta da
cidade; e as outras duas tropas
deram de improviso sobre todos
quantos estavam no campo, e os
feriram. 45. E Abimeleque pelejou
contra a cidade todo aquele dia, e
tomou a cidade, e matou o povo
que nela havia; e assolou a
cidade, e a semeou de sal. 46. O
que ouvindo todos os cidadãos da
torre de Siquém, entraram na
fortaleza, na casa do deus Berite.
47. E contou-se a Abimeleque que
todos os cidadãos da torre de
Siquém se haviam congregado.
48. Subiu, pois, Abimeleque ao
monte Salmom, ele e todo o povo
que com ele havia; e Abimeleque
tomou na sua mão um machado,
e cortou um ramo de árvore, e o

51
levantou, e pô-lo ao seu ombro, e
disse ao povo, que com ele havia:
O que me vistes fazer apressai-
vos a fazê-lo assim como eu. 49.
Assim, pois, cada um de todo o
povo, também cortou o seu ramo
e seguiu a Abimeleque; e pondo
os ramos junto da fortaleza,
queimaram-na a fogo com os que
nela estavam, de modo que todos
os da torre de Siquém morreram,
uns mil homens e mulheres. 50.
Então Abimeleque foi a Tebes e a
sitiou, e a tomou. 51. Havia,
porém, no meio da cidade uma
torre forte; e todos os homens e
mulheres, e todos os cidadãos da
cidade se refugiaram nela, e
fecharam após si as portas, e
subiram ao eirado da torre. 52. E
Abimeleque veio até à torre, e a
combateu; e chegou-se até à
porta da torre, para a incendiar.
53. Porém uma mulher lançou um
pedaço de uma mó sobre a cabeça
de Abimeleque; e quebrou-lhe o
crânio. 54. Então chamou logo ao
moço, que levava as suas armas,
e disse-lhe: Desembainha a tua
espada, e mata-me; para que não
se diga de mim: Uma mulher o
matou. E o moço o atravessou e
ele morreu. 55. Vendo, pois, os
homens de Israel que Abimeleque
já era morto, foram-se cada um
para o seu lugar. 56. Assim Deus
fez tornar sobre Abimeleque o mal
que tinha feito a seu pai, matando
a seus setenta irmãos. 57. Como
também todo o mal dos homens
de Siquém fez tornar sobre a
cabeça deles; e a maldição de
Jotão, filho de Jerubaal, veio sobre
eles.

52
49 O Massacre Juízes 11:32-33 - 20.000
dos amonitas
(*ACRF) 32. Assim Jefté passou aos filhos
de Amom, a combater contra eles;
e o SENHOR os deu na sua mão.
33. E os feriu com grande
mortandade, desde Aroer até
chegar a Minite, vinte cidades, e
até Abel-Queramim; assim foram
subjugados os filhos de Amom
diante dos filhos de Israel.

50 A filha de Jefté Juízes 11:39 1 1


(*ACRF)
39. E sucedeu que, ao fim de dois
meses, tornou ela para seu pai, o
qual cumpriu nela o seu voto que
tinha feito; e ela não conheceu
homem; e daí veio o costume de
Israel,

51 Sansão Juízes 14:19 30 30


assassinou 30
homens por 19. Então o Espírito do SENHOR
sua roupa tão poderosamente se apossou
(*ACRF) dele, que desceu aos ascalonitas,
e matou deles trinta homens, e
tomou as suas roupas, e deu as
mudas de roupas aos que
declararam o enigma; porém
acendeu-se a sua ira, e subiu à
casa de seu pai.

52 Sansão mata Juízes 15:14-15 1.000 1.000


1000 homens
com uma 14. E, vindo ele a Leí, os filisteus
queixada de lhe saíram ao encontro, jubilando;
jumento porém o Espírito do SENHOR
(*ACRF) poderosamente se apossou dele, e
as cordas que ele tinha nos braços
se tornaram como fios de linho
que se queimaram no fogo, e as
suas amarraduras se desfizeram
das suas mãos. 15. E achou uma
queixada fresca de um jumento, e

53
estendeu a sua mão, e tomou-a, e
feriu com ela mil homens.

53 Sansão mata Juízes 16:27-30 3.000 3.000


3000 em um
ataque 27. Ora estava a casa cheia de
terrorista homens e mulheres; e também ali
suicida estavam todos os príncipes dos
(*ACRF) filisteus; e sobre o telhado havia
uns três mil homens e mulheres,
que estavam vendo Sansão
brincar. 28. Então Sansão clamou
ao SENHOR, e disse: Senhor
DEUS, peço-te que te lembres de
mim, e fortalece-me agora só esta
vez, ó Deus, para que de uma vez
me vingue dos filisteus, pelos
meus dois olhos. 29. Abraçou-se,
pois, Sansão com as duas colunas
do meio, em que se sustinha a
casa, e arrimou-se sobre elas,
com a sua mão direita numa, e
com a sua esquerda na outra. 30.
E disse Sansão: Morra eu com os
filisteus. E inclinou-se com força,
e a casa caiu sobre os príncipes e
sobre todo o povo que nela havia;
e foram mais os mortos que
matou na sua morte do que os que
matara em sua vida.

54 Civis em uma Juízes 20:5-37 25.100+1 25.100+1


guerra santa
(cortou a sua 5. E os cidadãos de Gibeá se
concubina, levantaram contra mim, e
anteriormente cercaram a casa de noite;
assassinada, intentaram matar-me, e violaram
em pedaços e a minha concubina, de maneira
a espalhou que morreu. 6. Então peguei na
para provocar minha concubina, e fi-la em
a guerra) pedaços, e a enviei por toda a
(*ACRF) terra da herança de Israel;
porquanto fizeram tal malefício e
loucura em Israel. 7. Eis que todos
sois filhos de Israel; dai aqui a
vossa palavra e conselho. 8. Então

54
todo o povo se levantou como um
só homem, dizendo: Nenhum de
nós irá à sua tenda nem nenhum
de nós voltará à sua casa. 9.
Porém isto é o que faremos a
Gibeá: procederemos contra ela
por sorte. 10. E de todas as tribos
de Israel, tomaremos dez homens
de cada cem, e cem de cada mil,
e mil de cada dez mil, para
providenciarem mantimento para
o povo; para que, vindo ele a
Gibeá de Benjamim, lhe façam
conforme a toda a loucura que
tem feito em Israel. 11. Assim
ajuntaram-se contra esta cidade
todos os homens de Israel, unidos
como um só homem. 12. E as
tribos de Israel enviaram homens
por toda a tribo de Benjamim,
dizendo: Que maldade é esta que
se fez entre vós? 13. Dai-nos,
pois, agora aqueles homens, filhos
de Belial, que estão em Gibeá,
para que os matemos, e tiremos
de Israel o mal. Porém os filhos de
Benjamim não quiseram ouvir a
voz de seus irmãos, os filhos de
Israel. 14. Antes os filhos de
Benjamim se ajuntaram das
cidades em Gibeá, para saírem a
pelejar contra os filhos de Israel.
15. E contaram-se naquele dia os
filhos de Benjamim, das cidades,
vinte e seis mil homens que
tiravam a espada, afora os
moradores de Gibeá, de que se
contaram setecentos homens
escolhidos. 16. Entre todo este
povo havia setecentos homens
escolhidos, canhotos, os quais
atiravam com a funda uma pedra
em um cabelo, e não erravam. 17.
E contaram-se dos homens de
Israel, afora os de Benjamim,
quatrocentos mil homens que

55
tiravam da espada, e todos eles
homens de guerra. 18. E
levantaram-se os filhos de Israel,
e subiram a Betel; e consultaram
a Deus, dizendo: Quem dentre nós
subirá primeiro a pelejar contra
Benjamim? E disse o SENHOR:
Judá subirá primeiro. 19.
Levantaram-se, pois, os filhos de
Israel pela manhã, e acamparam-
se contra Gibeá. 20. E os homens
de Israel saíram à peleja contra
Benjamim; e os homens de Israel
ordenaram a batalha contra eles,
ao pé de Gibeá. 21. Então os filhos
de Benjamim saíram de Gibeá, e
derrubaram por terra, naquele
dia, vinte e dois mil homens de
Israel. 22. Porém esforçou-se o
povo, isto é, os homens de Israel,
e tornaram a ordenar a peleja no
lugar onde no primeiro dia a
tinham ordenado. 23. E subiram
os filhos de Israel, e choraram
perante o SENHOR até à tarde, e
perguntaram ao SENHOR,
dizendo: Tornar-me-ei a chegar à
peleja contra os filhos de
Benjamim, meu irmão? E disse o
SENHOR: Subi contra ele. 24.
Chegaram-se, pois, os filhos de
Israel aos filhos de Benjamim, no
dia seguinte. 25. Também os de
Benjamim no dia seguinte lhes
saíram ao encontro fora de Gibeá,
e derrubaram ainda por terra mais
dezoito mil homens, todos dos que
tiravam a espada. 26. Então todos
os filhos de Israel, e todo o povo,
subiram, e vieram a Betel e
choraram, e estiveram ali perante
o SENHOR, e jejuaram aquele dia
até à tarde; e ofereceram
holocaustos e ofertas pacíficas
perante o SENHOR. 27. E os filhos
de Israel perguntaram ao SENHOR

56
(porquanto a arca da aliança de
Deus estava ali naqueles dias; 28.
E Finéias, filho de Eleazar, filho de
Arão, estava perante ele naqueles
dias), dizendo: Tornarei ainda a
pelejar contra os filhos de
Benjamim, meu irmão, ou
pararei? E disse o SENHOR: Subi,
que amanhã eu to entregarei na
mão. 29. Então Israel pôs
emboscadas em redor de Gibeá.
30. E subiram os filhos de Israel
ao terceiro dia contra os filhos de
Benjamim, e ordenaram a peleja
junto a Gibeá, como das outras
vezes. 31. Então os filhos de
Benjamim saíram ao encontro do
povo, e desviaram-se da cidade; e
começaram a ferir alguns do povo,
atravessando-os, como das outras
vezes, pelos caminhos (um dos
quais sobe para Betel, e o outro
para Gibeá pelo campo), uns
trinta dos homens de Israel. 32.
Então os filhos de Benjamim
disseram: Estão derrotados diante
de nós como dantes. Porém os
filhos de Israel disseram:
Fujamos, e desviemo-los da
cidade para os caminhos. 33.
Então todos os homens de Israel
se levantaram do seu lugar, e
ordenaram a peleja em Baal-
Tamar; e a emboscada de Israel
saiu do seu lugar, da caverna de
Gibeá. 34. E dez mil homens
escolhidos de todo o Israel vieram
contra Gibeá, e a peleja se
agravou; porém eles não sabiam o
mal que lhes tocaria. E35. ntão
feriu o SENHOR a Benjamim
diante de Israel; e destruíram os
filhos de Israel, naquele dia, vinte
e cinco mil e cem homens de
Benjamim, todos dos que tiravam
a espada. 36. E viram os filhos de

57
Benjamim que estavam feridos;
porque os homens de Israel
deram lugar aos benjamitas,
porquanto estavam confiados na
emboscada que haviam posto
contra Gibeá. 37. E a emboscada
se apressou, e acometeu a Gibeá;
e a emboscada arremeteu contra
ela, e feriu ao fio da espada toda
a cidade.

55 Deus mata os 1Samuel 2:25 2 2


filhos de Eli
(*ACRF) 25. Pecando homem contra
homem, os juízes o julgarão;
pecando, porém, o homem contra
o SENHOR, quem rogará por ele?
Mas não ouviram a voz de seu pai,
porque o SENHOR os queria
matar.

1Samuel 4:11

11. E foi tomada a arca de Deus:


e os dois filhos de Eli, Hofni e
Finéias, morreram.

56 Deus os feriu 1Samuel 5:1-12 - 3.000


com
hemorroidas 1. Os filisteus, pois, tomaram a
em suas partes arca de Deus e a trouxeram de
íntimas Ebenézer a Asdode. 2. Tomaram
(*ACRF) os filisteus a arca de Deus, e a
colocaram na casa de Dagom, e a
puseram junto a Dagom. 3.
Levantando-se, porém, de
madrugada no dia seguinte, os de
Asdode, eis que Dagom estava
caído com o rosto em terra, diante
da arca do SENHOR; e tomaram a
Dagom, e tornaram a pô-lo no seu
lugar. 4. E, levantando-se de
madrugada, no dia seguinte, pela
manhã, eis que Dagom jazia caído
com o rosto em terra diante da
arca do SENHOR; e a cabeça de

58
Dagom e ambas as palmas das
suas mãos estavam cortadas
sobre o limiar; somente o tronco
ficou a Dagom. 5. Por isso nem os
sacerdotes de Dagom, nem
nenhum de todos os que entram
na casa de Dagom pisam o limiar
de Dagom em Asdode, até ao dia
de hoje. 6. Porém a mão do
SENHOR se agravou sobre os de
Asdode, e os assolou; e os feriu
com hemorróidas, em Asdode e
nos seus termos. 7. Vendo então
os homens de Asdode que assim
foi, disseram: Não fique conosco a
arca do Deus de Israel; pois a sua
mão é dura sobre nós, e sobre
Dagom, nosso deus. 8. Por isso
enviaram mensageiros e
congregaram a si todos os
príncipes dos filisteus, e disseram:
Que faremos nós da arca do Deus
de Israel? E responderam: a arca
do Deus de Israel será levada até
Gate. Assim levaram para lá a
arca do Deus de Israel. 9. E
sucedeu que, assim que a
levaram, a mão do SENHOR veio
contra aquela cidade, com mui
grande vexame; pois feriu aos
homens daquela cidade, desde o
pequeno até ao grande; e tinham
hemorróidas nas partes íntimas.
10. Então enviaram a arca de
Deus a Ecrom. Sucedeu, porém,
que, vindo a arca de Deus a
Ecrom, os de Ecrom exclamaram,
dizendo: Transportaram para nós
a arca do Deus de Israel, para nos
matarem, a nós e ao nosso povo.
11. E enviaram, e congregaram a
todos os príncipes dos filisteus, e
disseram: Enviai a arca do Deus
de Israel, e torne para o seu lugar,
para que não mate nem a nós nem
ao nosso povo. Porque havia

59
mortal vexame em toda a cidade,
e a mão de Deus muito se
agravara ali. 12. E os homens que
não morriam eram tão atacados
com hemorróidas que o clamor da
cidade subia até o céu.

57 Deus matou 1Samuel 6:19 50.070 50.070


50.070 por
olhar na arca 19. E o SENHOR feriu os homens
do Senhor de Bete-Semes, porquanto
(*ACRF) olharam para dentro da arca do
SENHOR; feriu do povo cinquenta
mil e setenta homens; então o
povo se entristeceu, porquanto o
SENHOR fizera tão grande estrago
entre o povo.

58 O Senhor 1Samuel 7:10-11 - 1.000


lançou um
grande trovão 10. E sucedeu que, estando
sobre os Samuel sacrificando o holocausto,
filisteus os filisteus chegaram à peleja
(*ACRF) contra Israel; e trovejou o
SENHOR aquele dia com grande
estrondo sobre os filisteus, e os
confundiu de tal modo que foram
derrotados diante dos filhos de
Israel. 11. E os homens de Israel
saíram de Mizpá; e perseguiram
os filisteus, e os feriram até abaixo
de Bete-Car.

59 Outro 1Samuel 7:11-13 - 1.000


massacre de
amonitas (e 11. E os homens de Israel saíram
outra de Mizpá; e perseguiram os
mensagem – filisteus, e os feriram até abaixo
parte inspirado de Bete-Car. 12. Então tomou
por Deus) Samuel uma pedra, e a pôs entre
(*ACRF) Mizpá e Sem, e chamou-lhe
Ebenézer; e disse: Até aqui nos
ajudou o SENHOR. 13. Assim os
filisteus foram abatidos, e nunca
mais vieram aos termos de Israel,
porquanto foi a mão do SENHOR

60
contra os filisteus todos os dias de
Samuel.

60 Outro 1Samuel 14:12-14 20 20


massacre, mas
pelas mãos de 12. E os homens da guarnição
Jônatas responderam a Jônatas e ao seu
(*ACRF) pajem de armas, e disseram: Subi
a nós, e nós vos ensinaremos uma
lição. E disse Jônatas ao seu
pajem de armas: Sobe atrás de
mim, porque o SENHOR os tem
entregado na mão de Israel. 13.
Então subiu Jônatas com os pés e
com as mãos, e o seu pajem de
armas atrás dele; e os filisteus
caíam diante de Jônatas, e o seu
pajem de armas os matava atrás
dele. 14. E sucedeu esta primeira
derrota, em que Jônatas e o seu
pajem de armas feriram uns vinte
homens, em cerca de meia jeira
de terra que uma junta de bois
podia lavrar.

61 Deus força aos 1Samuel 14:20 - 1.000


filisteus a
matar-se entre 20. Então Saul e todo o povo que
si (*ACRF) havia com ele se reuniram, e
foram à peleja; e eis que a espada
de um era contra o outro, e houve
mui grande tumulto.

62 Outro 1Samuel 15:2-3 - 10.000


massacre
amalequita 2. Assim diz o SENHOR dos
(*ACRF) Exércitos: Eu me recordei do que
fez Amaleque a Israel; como se
lhe opôs no caminho, quando
subia do Egito. 3. Vai, pois, agora
e fere a Amaleque; e destrói
totalmente a tudo o que tiver, e
não lhe perdoes; porém matarás
desde o homem até à mulher,
desde os meninos até aos de
peito, desde os bois até às

61
ovelhas, e desde os camelos até
aos jumentos.

63 Samuel mata 1Samuel 15:32-33 1 1


Agague diante
do Senhor 32. Então disse Samuel: Trazei-
(*ACRF) me aqui a Agague, rei dos
amalequitas. E Agague veio a ele
animosamente; e disse Agague:
Na verdade já passou a amargura
da morte. 33. Disse, porém,
Samuel: Assim como a tua espada
desfilhou as mulheres, assim
ficará desfilhada a tua mãe entre
as mulheres. Então Samuel
despedaçou a Agague perante o
SENHOR em Gilgal.

64 O Senhor disse 1Samuel 23:2-5 - 10.000


a Davi: Vai, e
ferirás aos 2. E consultou Davi ao SENHOR,
filisteus dizendo: Irei eu, e ferirei a estes
(*ACRF) filisteus? E disse o SENHOR a
Davi: Vai, e ferirás aos filisteus, e
livrarás a Queila. 3. Porém os
homens de Davi lhe disseram: Eis
que tememos aqui em Judá,
quanto mais indo a Queila contra
os esquadrões dos filisteus. 4.
Então Davi tornou a consultar ao
SENHOR, e o SENHOR lhe
respondeu, e disse: Levanta-te,
desce a Queila, porque te dou os
filisteus na tua mão. 5. Então Davi
partiu com os seus homens a
Queila, e pelejou contra os
filisteus, e levou os gados, e fez
grande estrago entre eles; e Davi
livrou os moradores de Queila.

65 Deus matou a 1Samuel 25:38 1 1


Nabal (e Davi
recebeu sua 38. E aconteceu que, passados
esposa e quase dez dias, feriu o SENHOR a
Nabal, e este morreu.

62
outras coisas)
(*ACRF)

66 Davi passa o 1Samuel 30:17 - 1.000


dia matando
amalequitas 17. E feriu-os Davi, desde o
(*ACRF) crepúsculo até à tarde do dia
seguinte; nenhum deles escapou,
senão só quatrocentos moços que,
montados sobre camelos,
fugiram.

67 Deus mata 1Samuel 31:2 4 100


Saul, seus
filhos e seus 2. E os filisteus perseguiram a
homens Saul e a seus filhos; e mataram a
porque Saul Jônatas, e a Abinadabe, e a
não matou a Malquisua, filhos de Saul.
todos os
amalequitas 1Crônicas 10:06
(*ACRF)
6. Assim morreram Saul e seus
três filhos; e toda a sua casa
morreu juntamente.

68 Deus ajuda 2Samuel 5:19-25 - 2.000


Davi a ferir aos
filisteus 19. E Davi consultou ao SENHOR,
(*ACRF) dizendo: Subirei contra os
filisteus? Entregar-los-ás nas
minhas mãos? E disse o SENHOR
a Davi: Sobe, porque certamente
entregarei os filisteus nas tuas
mãos. 20. Então foi Davi a Baal-
Perazim; e feriu-os ali Davi, e
disse: Rompeu o SENHOR a meus
inimigos diante de mim, como
quem rompe águas. Por isso
chamou o nome daquele lugar
Baal-Perazim. 21. E deixaram ali
os seus ídolos; e Davi e os seus
homens os tomaram. 22. E os
filisteus tornaram a subir, e se
estenderam pelo vale de Refaim.
23. E Davi consultou ao SENHOR,
o qual disse: Não subirás; mas

63
rodeia por detrás deles, e virás a
eles por defronte das amoreiras.
24. E há de ser que, ouvindo tu
um estrondo de marcha pelas
copas das amoreiras, então te
apressarás; porque o SENHOR
saiu então diante de ti, a ferir o
arraial dos filisteus. 25. E fez Davi
assim como o SENHOR lhe tinha
ordenado; e feriu os filisteus
desde Gibeá, até chegar a Gezer.

69 Deus matou a 2Samuel 6:6-7 1 1


Uzá por tratar
de evitar a 6. E, chegando à eira de Nacom,
queda da arca estendeu Uzá a mão à arca de
(*ACRF) Deus, e pegou nela; porque os
bois a deixavam pender. 7. Então
a ira do SENHOR se acendeu
contra Uzá, e Deus o feriu ali por
esta imprudência; e morreu ali
junto à arca de Deus.

1Crônicas 13:9-10

9. E, chegando à eira de Quidom,


estendeu Uzá a sua mão, para
segurar a arca, porque os bois
tropeçavam. 10. Então se acendeu
a ira do SENHOR contra Uzá, e o
feriu, por ter estendido a sua mão
à arca; e morreu ali perante Deus.

70 Deus mata 2Samuel 12:14-18 1 1


lentamente um
bebê (*ACRF) 14. Todavia, porquanto com este
feito deste lugar sobremaneira a
que os inimigos do SENHOR
blasfemem, também o filho que te
nasceu certamente morrerá. 15.
Então Natã foi para sua casa; e o
SENHOR feriu a criança que a
mulher de Urias dera a Davi, e
adoeceu gravemente. 16. E
buscou Davi a Deus pela criança;
e jejuou Davi, e entrou, e passou

64
a noite prostrado sobre a terra.
17. Então os anciãos da sua casa
se levantaram e foram a ele, para
o levantar da terra; porém ele não
quis, e não comeu pão com eles.
18. E sucedeu que ao sétimo dia
morreu a criança; e temiam os
servos de Davi dizer-lhe que a
criança estava morta, porque
diziam: Eis que, sendo a criança
ainda viva, lhe falávamos, porém
não dava ouvidos à nossa voz;
como, pois, lhe diremos que a
criança está morta? Porque mais
lhe afligiria.

71 A fome e 2Samuel 21:1-9 7 3.007


sacrifícios
humanos 1. E houve nos dias de Davi uma
(*ACRF) fome de três anos consecutivos; e
Davi consultou ao SENHOR, e o
SENHOR lhe disse: É por causa de
Saul e da sua casa sanguinária,
porque matou os gibeonitas. 2.
Então chamou o rei aos
gibeonitas, e lhes falou (ora os
gibeonitas não eram dos filhos de
Israel, mas do restante dos
amorreus, e os filhos de Israel
lhes tinham jurado, porém Saul,
no seu zelo à causa dos filhos de
Israel e de Judá, procurou feri-
los). 3. Disse, pois, Davi aos
gibeonitas: Que quereis que eu
vos faça? E que satisfação vos
darei, para que abençoeis a
herança do SENHOR? 4. Então os
gibeonitas lhe disseram: Não é por
prata nem ouro que temos
questão com Saul e com sua casa;
nem tampouco pretendemos
matar pessoa alguma em Israel. E
disse ele: Que é, pois, que quereis
que vos faça? 5. E disseram ao rei:
O homem que nos destruiu, e
intentou contra nós de modo que

65
fôssemos assolados, sem que
pudéssemos subsistir em termo
algum de Israel, 6. De seus filhos
se nos dêem sete homens, para
que os enforquemos ao SENHOR
em Gibeá de Saul, o eleito do
SENHOR. E disse o rei: Eu os
darei. 7. Porém o rei poupou a
Mefibosete, filho de Jônatas, filho
de Saul, por causa do juramento
do SENHOR, que entre eles
houvera, entre Davi e Jônatas,
filho de Saul. 8. Mas tomou o rei
os dois filhos de Rispa, filha da
Aiá, que tinha tido de Saul, a
Armoni e a Mefibosete; como
também os cinco filhos da irmã de
Mical, filha de Saul, que tivera de
Adriel, filho de Barzilai, meolatita,
9. E os entregou na mão dos
gibeonitas, os quais os
enforcaram no monte, perante o
SENHOR; e caíram estes sete
juntamente; e foram mortos nos
dias da sega, nos dias primeiros,
no princípio da sega das cevadas.

72 Duzentos mil 2Samuel 24:15 70.000 200.000


morrem por
um censo que 15. Então enviou o SENHOR a
David devia peste a Israel, desde a manhã até
fazer (*ACRF) ao tempo determinado; e desde
Dã até Berseba, morreram
setenta mil homens do povo.

1Crônicas 21:14

14. Mandou, pois, o SENHOR a


peste a Israel; e caíram de Israel
setenta mil homens.

73 A historia dos 1Reis 13:11-24 1 1


profetas
(*ACRF) 11. E morava em Betel um velho
profeta; e vieram seus filhos, e
contaram-lhe tudo o que o homem

66
de 12. Deus fizera aquele dia em
Betel, e as palavras que dissera ao
rei; e as contaram a seu pai. 13. E
disse-lhes seu pai: Por que
caminho se foi? E seus filhos lhe
mostraram o caminho por onde
fora o homem de Deus que viera
de Judá. 14. Então disse a seus
filhos: Albardai-me um jumento. E
albardaram-lhe o jumento no qual
ele montou. 15. E foi após o
homem de Deus, e achou-o
assentado debaixo de um
carvalho, e disse-lhe: És tu o
homem de Deus que vieste de
Judá? E ele disse: Sou. 16. Então
lhe disse: Vem comigo à casa, e
come pão. 17. Porém ele disse:
Não posso voltar contigo, nem
entrarei contigo; nem tampouco
comerei pão, nem beberei contigo
água neste lugar. 18. Porque me
foi mandado pela palavra do
SENHOR: Ali não comerás pão,
nem beberás água; nem voltarás
pelo caminho por onde vieste. 19.
E ele lhe disse: Também eu sou
profeta como tu, e um anjo me
falou por ordem do SENHOR,
dizendo: Faze-o voltar contigo à
tua casa, para que coma pão e
beba água (porém mentiu-lhe).
20. Assim voltou com ele, e comeu
pão em sua casa e bebeu água.
21. E sucedeu que, estando eles à
mesa, a palavra do SENHOR veio
ao profeta que o tinha feito voltar.
22. E clamou ao homem de Deus,
que viera de Judá, dizendo: Assim
diz o SENHOR: Porquanto foste
rebelde à ordem do SENHOR, e
não guardaste o mandamento que
o SENHOR teu Deus te mandara,
23. Antes voltaste, e comeste pão
e bebeste água no lugar de que o
SENHOR te dissera: Não comerás

67
pão nem beberás água; o teu
cadáver não entrará no sepulcro
de teus pais. 24. E sucedeu que,
depois que comeu pão, e depois
que bebeu, albardou ele o
jumento para o profeta que fizera
voltar. 25. Este, pois, se foi, e um
leão o encontrou no caminho, e o
matou; e o seu cadáver ficou
estendido no caminho, e o
jumento estava parado junto a
ele, e também o leão estava junto
ao cadáver.

74 Deus mata 1 Reis 14:17 1 1


outra criança
(*ACRF) 17. Então a mulher de Jeroboão se
levantou, e foi, e chegou a Tirza;
chegando ela ao limiar da porta,
morreu o menino.

75 Deus mata 1 Reis 15:29 - 10


uma família
(*ACRF) 29. Sucedeu que, reinando ele,
feriu a toda a casa de Jeroboão;
nada de Jeroboão deixou que
tivesse fôlego, até o destruir,
conforme à palavra do SENHOR
que dissera pelo ministério de seu
servo Aías, o silonita.

76 Deus mata 1 Reis 16:11-12 - 20


outra família
(*ACRF) 11. E sucedeu que, reinando ele, e
estando assentado no seu trono,
feriu a toda a casa de Baasa; não
lhe deixou homem algum, nem a
seus parentes, nem a seus
amigos. 12. Assim destruiu Zinri
toda a casa de Baasa, conforme à
palavra do SENHOR que, contra
Baasa, ele falara pelo ministério
do profeta Jeú,

77 O primeiro 1 Reis 20:20-21 - 10.000


massacre de

68
Deus com 20. E eles feriram cada um o seu
ajuda dos adversário, e os sírios fugiram, e
sírios (*ACRF) Israel os perseguiu; porém Ben-
Hadade, rei da Síria, escapou a
cavalo, com alguns cavaleiros. 21.
E saiu o rei de Israel, e feriu os
cavalos e os carros; e feriu os
sírios com grande estrago.

78 Deus matou 1 Reis 20:28-29 100.000 100.000


100.000 sírios
por chamar a 28. E chegou o homem de Deus, e
Deus de falou ao rei de Israel, e disse:
“Deus dos Assim diz o SENHOR: Porquanto
montes” e não os sírios disseram: O SENHOR é
“Deus dos Deus dos montes, e não Deus dos
vales”. vales; toda esta grande multidão
(*ACRF) entregarei nas tuas mãos; para
que saibas que eu sou o SENHOR.
29. E sete dias estiveram
acampados uns defronte dos
outros; e sucedeu ao sétimo dia
que a peleja começou, e os filhos
de Israel feriram dos sírios cem
mil homens de pé, num dia.

79 Deus matou 1 Reis 20:30 27.000 27.000


27.000 sírios
fazendo cair 30. E os restantes fugiram a
um muro sobre Afeque, à cidade; e caiu o muro
eles (*ACRF) sobre vinte e sete mil homens,
que restaram; Ben-Hadade,
porém, fugiu, e veio à cidade,
escondendo-se de câmara em
câmara.

80 Deus enviou 1 Reis 20:35-36 1 1


um leão para
matar um 35. Então um dos homens dos
homem que se filhos dos profetas disse ao seu
recusou a companheiro, pela palavra do
golpear um SENHOR: Ora fere-me. E o
profeta homem recusou feri-lo. 36. E ele
(*ACRF) lhe disse: Porque não obedeceste
à voz do SENHOR, eis que, em te
apartando de mim, um leão te

69
ferirá. E como dele se apartou, um
leão o encontrou e o feriu.

81 Deus mata 1 Reis 20:42, 1 1


Acabe por não
matar um rei 42. E disse-lhe: Assim diz o
capturado SENHOR: Porquanto soltaste da
(*ACRF) mão o homem que eu havia posto
para destruição, a tua vida será
em lugar da sua vida, e o teu povo
em lugar do seu povo.

1 Reis 22:35

35. E a peleja foi crescendo


naquele dia, e o rei foi sustentado
no carro defronte dos sírios;
porém ele morreu à tarde; e o
sangue da ferida corria para o
fundo do carro.

82 Deus matou 2 Reis 1:10-12 102 102


102 homens
por mandar 10. Mas Elias respondeu, e disse
Elias descer da ao capitão de cinquenta: Se eu,
colina (*ACRF) pois, sou homem de Deus, desça
fogo do céu, e te consuma a ti e
aos teus cinquenta. Então fogo
desceu do céu, e consumiu a ele e
aos seus cinquenta. 11. E tornou
o rei a enviar-lhe outro capitão de
cinquenta, com os seus
cinquenta; ele lhe respondeu,
dizendo: Homem de Deus, assim
diz o rei: Desce depressa. 12. E
respondeu Elias: Se eu sou
homem de Deus, desça fogo do
céu, e te consuma a ti e aos teus
cinquenta. Então o fogo de Deus
desceu do céu, e o consumiu a ele
e aos seus cinquenta.

83 Deus matou o 2 Reis 1:16-17; 1 1


rei Acazias por
pedir ajuda ao

70
Deus errado 16. E disse-lhe: Assim diz o
(*ACRF) SENHOR: Por que enviaste
mensageiros a consultar a Baal-
Zebube, deus de Ecrom?
Porventura é porque não há Deus
em Israel, para consultar a sua
palavra? Portanto desta cama, a
que subiste, não descerás, mas
certamente morrerás. 17. Assim,
pois, morreu, conforme a palavra
do SENHOR, que Elias falara; e
Jorão começou a reinar no seu
lugar no ano segundo de Jeorão,
filho de Jeosafá, rei de Judá;
porquanto não tinha filho.

2Crônicas 22:7-9

7. Foi, pois, da vontade de Deus,


que Acazias, para sua ruína,
visitou Jorão; porque chegando
ele, saiu com Jorão contra Jeú,
filho de Ninsi, a quem o SENHOR
tinha ungido para desarraigar a
casa de Acabe. 8. E sucedeu que,
executando Jeú juízo contra a
casa de Acabe, achou os príncipes
de Judá e os filhos dos irmãos de
Acazias, que serviam a Acazias, e
os matou. 9. Depois buscou a
Acazias (porque se tinha
escondido em Samaria), e o
alcançaram, e o trouxeram a Jeú,
e o mataram, e o sepultaram;
porque disseram: Filho é de
Jeosafá, que buscou ao SENHOR
com todo o seu coração. E já não
tinha a casa de Acazias ninguém
que tivesse força para o reino.

84 Deus enviou 2 Reis 2:23-24 42 42


dois ursos para
assassinar 42 23. Então subiu dali a Betel; e,
crianças por subindo ele pelo caminho, uns
chamarem um meninos saíram da cidade, e

71
profeta de zombavam dele, e diziam-lhe:
careca Sobe, calvo; sobe, calvo! 24. E,
(*ACRF) virando-se ele para trás, os viu, e
os amaldiçoou no nome do
SENHOR; então duas ursas saíram
do bosque, e despedaçaram
quarenta e dois daqueles
meninos.

85 O Senhor 2 Reis 3:18-25 - 5.000


entregou os
moabitas 18. E ainda isto é pouco aos olhos
(*ACRF) do SENHOR; também entregará
ele os moabitas nas vossas mãos.
19. E ferireis a todas as cidades
fortes, e a todas as cidades
escolhidas, e todas as boas
árvores cortareis, e entupireis
todas as fontes de água, e
danificareis com pedras todos os
bons campos. 20. E sucedeu que,
pela manhã, oferecendo-se a
oferta de alimentos, eis que
vinham as águas pelo caminho de
Edom; e a terra se encheu de
água. 21. Ouvindo, pois, todos os
moabitas que os reis tinham
subido para pelejarem contra eles,
convocaram a todos os que
estavam em idade de cingir cinto
e daí para cima, e puseram-se às
fronteiras. 22. E, levantando-se
de madrugada, e saindo o sol
sobre as águas, viram os
moabitas, defronte deles, as
águas vermelhas como sangue.
23. E disseram: Isto é sangue;
certamente que os reis se
destruíram à espada e se
mataram um ao outro! Agora,
pois, à presa, moabitas! 24.
Porém, chegando eles ao arraial
de Israel, os israelitas se
levantaram, e feriram os
moabitas, os quais fugiram diante
deles e ainda entraram nas suas

72
terras, ferindo ali também os
moabitas. 25. E arrasaram as
cidades, e cada um lançou a sua
pedra em todos os bons campos,
e os entulharam, e entupiram
todas as fontes de água, e
cortaram todas as boas árvores,
até que só em Quir-Haresete
deixaram ficar as pedras, mas os
fundeiros a cercaram e a feriram.

86 Outra fome de 2 Reis 08:1 - 7.000


sete anos
(*ACRF) 1. E falou Eliseu àquela mulher
cujo filho ele ressuscitara,
dizendo: Levanta-te e vai, tu e a
tua família, e peregrina onde
puderes peregrinar; porque o
SENHOR chamou a fome, a qual
também virá à terra por sete anos.

87 Jorão de Israel 2 Reis 9:24 1 1


(*ACRF)
24. Mas Jeú entesou o seu arco
com toda a força, e feriu a Jorão
entre os braços, e a flecha lhe saiu
pelo coração; e ele caiu no seu
carro.

88 Jezabel 2 Reis 9:33-37 1 1


(*ACRF)
33. Então disse ele: Lançai-a daí
abaixo. E lançaram-na abaixo; e
foram salpicados com o seu
sangue a parede e os cavalos, e
Jeú a atropelou. 34. Entrando ele
e havendo comido e bebido, disse:
Olhai por aquela maldita, e
sepultai-a, porque é filha de rei.
35. E foram para a sepultar;
porém não acharam dela senão
somente a caveira, os pés e as
palmas das mãos. 36. Então
voltaram, e lho fizeram saber; e
ele disse: Esta é a palavra do
SENHOR, a qual falou pelo

73
ministério de Elias, o tisbita, seu
servo, dizendo: No pedaço do
campo de Jizreel os cães comerão
a carne de Jezabel. 37. E o
cadáver de Jezabel será como
esterco sobre o campo, na
herdade de Jizreel; de modo que
não se possa dizer: Esta é Jezabel.

89 Setenta 2 Reis 10:6-10 70 70


cabeças em
dois montões 6. Então segunda vez lhes
(*ACRF) escreveu outra carta, dizendo: Se
fordes meus, e ouvirdes a minha
voz, tomai as cabeças dos
homens, filhos de vosso senhor, e
vinde a mim amanhã, a este
tempo, a Jizreel (os filhos do rei,
setenta homens, estavam com os
grandes da cidade, que os
mantinham).
7. Sucedeu que, chegada a eles a
carta, tomaram os filhos do rei, e
os mataram, setenta homens e
puseram as suas cabeças nuns
cestos, e lhas mandaram a Jizreel.
8. E um mensageiro veio, e lhe
anunciou dizendo: Trouxeram as
cabeças dos filhos do rei. E ele
disse: Ponde-as em dois montões
à entrada da porta, até amanhã.
9. E sucedeu que, pela manhã,
saindo ele, parou, e disse a todo o
povo: Vós sois justos; eis que eu
conspirei contra o meu senhor, e
o matei; mas quem feriu a todos
estes? 10. Sabei, pois, agora que,
da palavra do SENHOR que o
SENHOR falou contra a casa de
Acabe, nada cairá em terra,
porque o SENHOR tem feito o que
falou pelo ministério de seu servo
Elias.

90 A família de 2 Reis 10:11 - 100


Acabe, sua

74
cidade natal, 11. Também Jeú feriu a todos os
os amigos e os restantes da casa de Acabe em
sacerdotes Jizreel, como também a todos os
(*ACRF) seus grandes, os seus conhecidos
e seus sacerdotes, até não deixar
nenhum restante.

91 Jeú e seu 2 Reis 10:17 - 100


companheiro
matam ao 17. E, chegando a Samaria, feriu
resto da a todos os que ficaram de Acabe
família de em Samaria, até que os destruiu,
Acabe (*ACRF) conforme a palavra que o SENHOR
dissera a Elias.

92 Deus envia 2 Reis 17:25-26 - 10


leões para
comer os que 25. E sucedeu que, no princípio da
não o temem sua habitação ali, não temeram ao
suficiente SENHOR; e o SENHOR mandou
(*ACRF) entre eles, leões, que mataram a
alguns deles. 26. Por isso falaram
ao rei da Assíria, dizendo: A gente
que transportaste e fizeste habitar
nas cidades de Samaria, não sabe
o costume do Deus da terra;
assim mandou leões entre ela, e
eis que a matam, porquanto não
sabe o culto do Deus da terra.

93 Um anjo mata 2 Reis 19:34 185.000 185.000


185.000
soldados que 34. Porque eu ampararei a esta
dormiam cidade, para a livrar, por amor de
(*ACRF) mim e por amor do meu servo
Davi.

Isaias 37:36

36. Então saiu o anjo do SENHOR,


e feriu no arraial dos assírios a
cento e oitenta e cinco mil deles;
e, quando se levantaram pela

75
manhã cedo, eis que todos estes
eram corpos mortos.

94 Deus fez que 2 Reis 19:37 1 1


Senaqueribe
fosse 37. E sucedeu que, estando ele
assassinado prostrado na casa de Nisroque,
por seus filhos seu deus, Adrameleque e Sarezer,
(*ACRF) seus filhos, o feriram à espada;
porém eles escaparam para a
terra de Ararate; e Esar-Hadom,
seu filho, reinou em seu lugar.

95 Outra guerra 1Crônicas 5:18-22 - 50.000


“santa”
(*ACRF) 18. Dos filhos de Rúben, e dos
gaditas, e da meia tribo de
Manassés, homens muito
valentes, que traziam escudo e
espada, e entesavam o arco, e
eram destros na guerra; houve
quarenta e quatro mil e
setecentos e sessenta, que saíam
à peleja. 19. E fizeram guerra aos
hagarenos, como a Jetur, e a Nafis
e a Nodabe. 20. E foram ajudados
contra eles, e os hagarenos e
todos quantos estavam com eles
foram entregues em sua mão;
porque, na peleja, clamaram a
Deus que lhes deu ouvidos,
porquanto confiaram nele. 21. E
levaram preso o seu gado; seus
camelos, cinqüenta mil, e
duzentas e cinqüenta mil ovelhas,
e dois mil jumentos, e cem mil
homens. 22. Porque muitos
caíram feridos, porque de Deus
era a peleja; e habitaram em seu
lugar, até ao cativeiro.

96 Deus matou 2 Crônicas 13:17-18 500.000 500.000


meio milhão de
soldados 17. De maneira que Abias e o seu
povo fizeram grande matança
entre eles; porque caíram feridos

76
israelitas de Israel quinhentos mil homens
(*ACRF) escolhidos. 18. E foram
humilhados os filhos de Israel
naquele tempo; e os filhos de Judá
prevaleceram, porque confiaram
no SENHOR Deus de seus pais.

97 Jeroboão 2 Crônicas 13:20 1 1


(*ACRF)
20. E Jeroboão não recobrou mais
o seu poder nos dias de Abias;
porém o SENHOR o feriu, e
morreu.

98 Deus matou 2 Crônicas 14:9-14 1.000.000 1.000.000


um milhão de
etíopes 9. E Zerá, o etíope, saiu contra
(*ACRF) eles, com um exército de um
milhão e com trezentos carros, e
chegou até Maressa. 10. Então
Asa saiu contra ele; e ordenaram
a batalha no vale de Zefatá, junto
a Maressa. 11. E Asa clamou ao
SENHOR seu Deus, e disse:
SENHOR, nada para ti é ajudar,
quer o poderoso quer o de
nenhuma força; ajuda-nos, pois,
SENHOR nosso Deus, porque em ti
confiamos, e no teu nome viemos
contra esta multidão. SENHOR, tu
és nosso Deus, não prevaleça
contra ti o homem. 12. E o
SENHOR feriu os etíopes diante de
Asa e diante de Judá; e os etíopes
fugiram. 13. E Asa, e o povo que
estava com ele os perseguiram
até Gerar, e caíram tantos dos
etíopes, que já não havia neles
resistência alguma; porque foram
destruídos diante do SENHOR, e
diante do seu exército; e levaram
dali mui grande despojo. 14. E
feriram todas as cidades nos
arredores de Gerar, porque o
terror do SENHOR veio sobre elas;

77
e saquearam todas as cidades,
porque havia nelas muita presa.

99 Ajudaram uns 2 Crônicas 20:22-25 - 30.000


aos outros a
destruir-se. 22. E, quando começaram a
(*ACRF) cantar e a dar louvores, o SENHOR
pôs emboscadas contra os filhos
de Amom e de Moabe e os das
montanhas de Seir, que vieram
contra Judá, e foram
desbaratados. 23. Porque os filhos
de Amom e de Moabe se
levantaram contra os moradores
das montanhas de Seir, para os
destruir e exterminar; e,
acabando eles com os moradores
de Seir, ajudaram uns aos outros
a destruir-se. 24. Nisso chegou
Judá à atalaia do deserto; e
olharam para a multidão, e eis que
eram corpos mortos, que jaziam
em terra, e nenhum escapou. 25.
E vieram Jeosafá e o seu povo
para saquear os seus despojos, e
acharam entre eles riquezas e
cadáveres em abundância, assim
como objetos preciosos; e
tomaram para si tanto, que não
podiam levar; e três dias
saquearam o despojo, porque era
muito.

100 Deus tirou as 2 Crônicas 21:14-19 1 1


entranhas de
Jeorão 14. Eis que o SENHOR ferirá com
(*ACRF) um grande flagelo ao teu povo,
aos teus filhos, às tuas mulheres e
a todas as tuas fazendas. 15. Tu
também terás grande
enfermidade por causa de uma
doença em tuas entranhas, até
que elas saiam, de dia em dia, por
causa do mal. 16. Despertou,
pois, o SENHOR, contra Jeorão o
espírito dos filisteus e dos árabes,

78
que estavam do lado dos etíopes.
17. Estes subiram a Judá, e deram
sobre ela, e levaram todos os bens
que se achou na casa do rei, como
também a seus filhos e a suas
mulheres; de modo que não lhe
deixaram filho algum, senão a
Joacaz, o mais moço de seus
filhos. 18. E depois de tudo isto o
SENHOR o feriu nas suas
entranhas com uma enfermidade
incurável. 19. E sucedeu que,
depois de muito tempo, ao fim de
dois anos, saíram-lhe as
entranhas por causa da doença; e
morreu daquela grave
enfermidade; e o seu povo não lhe
queimou aroma como queimara a
seus pais.

101 Os filhos de 2 Crônicas 22:1 - 3


Jeorão
(*ACRF) 1. E os moradores de Jerusalém,
em lugar de Jeorão, fizeram rei a
Acazias, seu filho mais moço,
porque a tropa, que viera com os
árabes ao arraial, tinha matado a
todos os mais velhos. Assim
reinou Acazias, filho de Jeorão, rei
de Judá.

102 Joás, os 2 Crônicas 24:20-25 1 10.000


príncipes e o
exército de 20. E o Espírito de Deus revestiu a
Judá (*ACRF) Zacarias, filho do sacerdote
Joiada, o qual se pôs em pé acima
do povo, e lhes disse: Assim diz
Deus: Por que transgredis os
mandamentos do SENHOR, de
modo que não possais prosperar?
Porque deixastes ao SENHOR,
também ele vos deixará. 21. E
eles conspiraram contra ele, e o
apedrejaram por mandado do rei,
no pátio da casa do SENHOR. 22.
Assim o rei Joás não se lembrou

79
da beneficência que Joiada, pai de
Zacarias, lhe fizera; porém
matou-lhe o filho, o qual,
morrendo, disse: O SENHOR o
verá, e o requererá. 23. E sucedeu
que, decorrido um ano, o exército
da Síria subiu contra ele; e vieram
a Judá e a Jerusalém, e
destruíram dentre o povo a todos
os seus príncipes; e enviaram
todo o seu despojo ao rei de
Damasco. 24. Porque ainda que o
exército dos sírios viera com
poucos homens, contudo o
SENHOR entregou na sua mão um
exército mui numeroso,
porquanto deixaram ao SENHOR
Deus de seus pais. Assim
executaram juízos contra Joás.
25. E, quando os sírios se
retiraram, deixaram-no
gravemente ferido; então seus
servos conspiraram contra ele por
causa do sangue do filho do
sacerdote Joiada, e o feriram na
sua cama, e morreu; e o
sepultaram na cidade de Davi,
porém não nos sepulcros dos reis.

103 Deus destrói 2 Crônicas 25:15-27 1 Un 28


Amazias
(*ACRF) 15. Então a ira do SENHOR se
acendeu contra Amazias, e
mandou-lhe um profeta que lhe
disse: Por que buscaste deuses
deste povo, os quais não livraram
o seu próprio povo da tua mão?
16. E sucedeu que, falando ele ao
rei, este lhe respondeu: Puseram-
te por conselheiro do rei? Cala-te!
Por que haveria de ser ferido?
Então parou o profeta, e disse:
Bem vejo eu que já Deus deliberou
destruir-te; porquanto fizeste isto,
e não deste ouvidos ao meu
conselho. 17. E, tendo tomado

80
conselho, Amazias, rei de Judá,
mandou dizer a Jeoás, filho de
Jeoacaz, filho de Jeú, rei de Israel:
Vem, vejamo-nos face a face. 18.
Porém Jeoás, rei de Israel,
mandou dizer a Amazias, rei de
Judá: O cardo que estava no
Líbano mandou dizer ao cedro que
estava no Líbano: Dá tua filha por
mulher a meu filho; porém os
animais do campo, que estavam
no Líbano passaram e pisaram o
cardo. 19. Tu dizes: Eis que tenho
ferido os edomitas; e elevou-se o
teu coração, para te gloriares;
agora, pois, fica em tua casa; por
que te entremeterias no mal, para
caíres tu e Judá contigo? 20.
Porém Amazias não lhe deu
ouvidos, porque isto vinha de
Deus, para entregá-los na mão
dos seus inimigos; porquanto
buscaram os deuses dos
edomitas. 21. E Jeoás, rei de
Israel, subiu; e ele e Amazias, rei
de Judá, viram-se face a face em
Bete-Semes, que está em Judá.
22. E Judá foi ferido diante de
Israel; e fugiu cada um para a sua
tenda. 23. E Jeoás, rei de Israel,
prendeu a Amazias, rei de Judá,
filho de Joás, o filho de Jeoacaz,
em Bete-Semes, e o trouxe a
Jerusalém; e derrubou o muro de
Jerusalém, desde a porta de
Efraim até à porta da esquina,
quatrocentos côvados. 24.
Também tomou todo o ouro, a
prata, e todos os utensílios que se
acharam na casa de Deus com
Obede-Edom, e os tesouros da
casa do rei, e os reféns; e voltou
para Samaria. 25. E viveu
Amazias, filho de Joás, rei de
Judá, depois da morte de Jeoás,
filho de Jeoacaz, rei de Israel,

81
quinze anos. 26. Quanto ao mais
dos atos de Amazias, tanto os
primeiros como os últimos, eis
que, porventura, não estão
escritos no livro dos reis de Judá e
de Israel? 27. E desde o tempo em
que Amazias se desviou do
SENHOR, conspiraram contra ele
em Jerusalém, porém ele fugiu
para Laquis; mas perseguiram-no
até Laquis, e o mataram ali.

104 Deus castigou 2 Crônicas 28:1-5 - 10.000


e feriu Acaz
com ajuda do 1. Tinha Acaz vinte anos de idade,
rei da Síria quando começou a reinar, e
(*ACRF) dezesseis anos reinou em
Jerusalém; e não fez o que era
reto aos olhos do SENHOR, como
Davi, seu pai. 2. Antes andou nos
caminhos dos reis de Israel, e,
além disso, fez imagens fundidas
a Baalins. 3. Também queimou
incenso no vale do filho de Hinom,
e queimou a seus filhos no fogo,
conforme as abominações dos
gentios que o SENHOR tinha
expulsado de diante dos filhos de
Israel. 4. Também sacrificou, e
queimou incenso nos altos e nos
outeiros, como também debaixo
de toda a árvore verde. 5. Por isso
o SENHOR seu Deus o entregou na
mão do rei dos sírios, os quais o
feriram, e levaram dele em
cativeiro uma grande multidão de
presos, que trouxeram a
Damasco; também foi entregue
na mão do rei de Israel, o qual lhe
infligiu grande derrota.

105 Deus matou 2 Crônicas 28:6 120.000 120.000


120.000
homens 6. Porque Peca, filho de Remalias,
valentes por matou em Judá, num só dia, cento
e vinte mil, todos homens

82
repreendê-lo valentes; porquanto deixaram ao
(*ACRF) SENHOR Deus de seus pais.

106 Deus deixou os 2 Crônicas 36:16-17 - 1.000


israelitas nas
mãos dos 16. Eles, porém, zombaram dos
caldeus mensageiros de Deus, e
(*ACRF) desprezaram as suas palavras, e
mofaram dos seus profetas; até
que o furor do SENHOR tanto
subiu contra o seu povo, que mais
nenhum remédio houve. 17.
Porque fez subir contra eles o rei
dos caldeus, o qual matou os seus
jovens à espada, na casa do seu
santuário, e não teve piedade nem
dos jovens, nem das donzelas,
nem dos velhos, nem dos
decrépitos; a todos entregou na
sua mão.

107 Deus e Jó 1:18-19 10 60


Satanás
matam aos 18. Estando ainda este falando,
filhos de Jó e veio outro, e disse: Estando teus
seus escravos filhos e tuas filhas comendo e
(*ACRF) bebendo vinho, em casa de seu
irmão primogênito, 19. Eis que um
grande vento sobreveio dalém do
deserto, e deu nos quatro cantos
da casa, que caiu sobre os jovens,
e morreram; e só eu escapei para
trazer-te a nova.

108 A esposa de Ezequiel 24:15-18 1 1


Ezequiel
(*ACRF) 15. E veio a mim a palavra do
SENHOR, dizendo: 16. Filho do
homem, eis que, de um golpe
tirarei de ti o desejo dos teus
olhos, mas não lamentarás, nem
chorarás, nem te correrão as
lágrimas. 17. Geme em silêncio,
não faças luto por mortos; ata o
teu turbante, e põe nos pés os
teus sapatos, e não cubras os teus

83
lábios, e não comas o pão dos
homens. 18. E falei ao povo pela
manhã, e à tarde morreu minha
mulher; e fiz pela manhã como me
foi mandado.

109 Ananias e Atos 5:1-10 2 2


Safira (*ACRF)
1. Mas um certo homem chamado
Ananias, com Safira, sua mulher,
vendeu uma propriedade, 2. E
reteve parte do preço, sabendo-o
também sua mulher; e, levando
uma parte, a depositou aos pés
dos apóstolos. 3. Disse então
Pedro: Ananias, por que encheu
Satanás o teu coração, para que
mentisses ao Espírito Santo, e
retivesses parte do preço da
herdade? 4. Guardando-a não
ficava para ti? E, vendida, não
estava em teu poder? Por que
formaste este desígnio em teu
coração? Não mentiste aos
homens, mas a Deus. 5. E
Ananias, ouvindo estas palavras,
caiu e expirou. E um grande temor
veio sobre todos os que isto
ouviram. 6. E, levantando-se os
moços, cobriram o morto e,
transportando-o para fora, o
sepultaram. 7. E, passando um
espaço quase de três horas,
entrou também sua mulher, não
sabendo o que havia acontecido.
8. E disse-lhe Pedro: Dize-me,
vendestes por tanto aquela
herdade? E ela disse: Sim, por
tanto. 9. Então Pedro lhe disse:
Por que é que entre vós vos
concertastes para tentar o Espírito
do Senhor? Eis aí à porta os pés
dos que sepultaram o teu marido,
e também te levarão a ti. 10. E
logo caiu aos seus pés, e expirou.
E, entrando os moços, acharam-

84
na morta, e a sepultaram junto de
seu marido.

110 Herodes Atos 12:23 1 1


(*ACRF)
23. E no mesmo instante feriu-o o
anjo do Senhor, porque não deu
glória a Deus e, comido de bichos,
expirou.

111 Jesus (*ACRF) Romanos 8:32 1 1

32. Aquele que nem mesmo a seu


próprio Filho poupou, antes o
entregou por todos nós, como nos
não dará também com ele todas
as coisas?

1Pedro 1.18-20

18. Sabendo que não foi com


coisas corruptíveis, como prata ou
ouro, que fostes resgatados da
vossa vã maneira de viver que por
tradição recebestes dos vossos
pais, 19. Mas com o precioso
sangue de Cristo, como de um
cordeiro imaculado e
incontaminado, 20. O qual, na
verdade, em outro tempo foi
conhecido, ainda antes da
fundação do mundo, mas
manifestado nestes últimos
tempos por amor de vós;

Total 2.287.087 34.809.086

85
4 - Assassinatos em nome da fé cristã >>>

Os números das mortes provocadas por Deus estão muito bem


contabilizados em muitos sites da web (lista acima), já que estão
baseados em cifras que a própria Bíblia oferece de forma muito
clara. Tentar obter cifras aproximadas dos assassinatos em nome
do Cristianismo não implica diretamente que Jesus ou a Bíblia
sejam responsáveis diretos destas mortes, simplesmente se
assume que muitas pessoas “mal interpretaram” de boa ou má fé
as escrituras e as utilizaram para ceifar a vida de muitos seres
humanos de forma cruel. Também é óbvio que a imensa maioria
dos cristãos é formada de excelentes pessoas (embora iludidas e
manipuladas pelos parasitas religiosos) e o assassinato de outro
ser humano é um ato execrável e injustificável por qualquer
motivo, mais ainda em nome de seres imaginários. Mas não é
possível negar que muitos utilizaram esse cristianismo como arma
para manipular, matar e satisfazer interesses pessoais. E é sobre
esses atos abomináveis de pessoas abomináveis agindo em nome
de Deus que tratamos aqui.

DATA LUGAR EVENTO RELAÇÃO COM O NÚMERO


CRISTIANISMO DE
MORTOS

33- Império Romano Perseguição dos Rejeição ao poder 100.000


313 cristãos do Império
Romano pelos
cristãos recém-
convertidos

416 Alexandria Assassinato de Heresia. 1


Hipátia

425 Pavia - Italia Assassinato de Intrigas religiosas. 1


Boécio

86
561 Monte Ben Bulmen A Batalha dos Disputas entre 3.000
(Irlanda) Livros cristãos pela cópia
de um livro.

Idade Suíça Inquisição A Igreja Católica 4.000


Média implantou mortes
por Heresia.

Idade Polônia/Lituânia Inquisição Heresia. 10.000


Média

Idade Alemanha Inquisição Heresia. 25.000


Média

Idade Dinamarca/Noruega Inquisição Heresia. 1.350


Média

1096- Europa Cruzadas Campanha católica 5.000.000


1291 para recuperar as
“terras santas”.

Séc. Espanha Inquisição Heresia. 31.912


XII-XV Espanhola

1320 Espanha Cruzada dos Campanha católica 300


Pastores para recuperar as
“terras santas”.

1349 Estrasburgo, Queima de Judeus 2.000


Judeus assassinados
França acusados de terem
causado a peste
negra.

1365 Florencia Assassinato de Assassinato e 1


Giovanni di tortura por
Giovanni homossexualidade.

1357 veneza Assassinatos de Assassinato por 2


Giovanni homossexualidade.
Braganza e
Nicoleto
Marmagna

87
1370 Amberes, Bélgica Assassinatos de Assassinato por 2
Jan van homossexualidade.
Aersdone e
Willem Case

1431 Ruan, Francia Assassinato de Bruxaria 1


Joana D´Arc

1492 Roma Tratamento do Morte de 3 3


Papa Inocencio crianças sangradas
VIII ao usar seu
sangue para
medicar o Papa.

1513 Panamá ***Assassinato Assassinato por 50


de uma homossexualidade,
comunidade de por Vasco Nunes
homossexuais. de Balboa.

1524- Império Romano- Guerra dos Cobrança 130.000


1525 Germânico campesinos excessiva de
alemães dízimo pela igreja
precipitou o
conflito..

1526 Hungria Batalha de Muçulmanos vs 35.000


Mohács Cristãos.

1529 Viena – Áustria Primeiro sitio de Muçulmanos vs 97.000


Viena Cristãos.

1533 Cuzco, Perú ****Assassinato Idolatria e heresia 1


de Atahualpa

1535 Espanha Assassinato de Heresia 1


Juan del Castillo

1571 Lepanto - Grécia Batalha de Muçulmanos vs 37.000


Lepanto Cristãos.

1572 França Assassinato dos Assassinato dos 10.000


Huguenotes protestantes por
Catarina de Médici
e seu filho, o rei

88
Carlos IX
(Católicos).

1562- França Guerras O enfrentamento 3.000.000


1598 religiosas entre católicos e
protestantes
deixou entre 2 e 4
milhões de
mortos.

Séc. Portugal Inquisição Heresia. 1.846


XVI- Portuguesa
XVIII

Séc. Roma Inquisição Heresia. 1.250


XVI- Romana
XVII

1618- Europa Guerra dos 30 Protestantes vs 3.000.000


1648 anos Católicos.

1683 Viena – Áustria Segundo sitio de Influência 16.000


Viena religiosa.

1692- Massachusetts, As Bruxas de Heresia 26


1693 USA Salém

1730 Holanda O Massacre dos Assassinato por 75


Sodomitas homossexualidade.

1731 Faan, Holanda Assassinatos de Assassinato por 22


un grupo de masturbação.
jovens.

1750 França Assassinatos de Homossexualidade 2


Jean Diot e e Sodomia
Bruno Lenoir

1809- Colombia e Panamá Guerra dos Modificações 120.000


1902 1000 dias legislativas com
fins religiosos
iniciaram revoltas
por parte dos
liberais.

89
1810- México Independência Marcada influência 500.000
1821 do México religiosa.

1813- Chile Independência Marcada influência 30.000


1826 do Chile religiosa.

1816 Londres Execução de 4 Homossexualidade 4


homens e Sodomia

1846- México **Intervenção Marcada influência 23.000


1848 americana religiosa.

1857- México Guerra da Descontentamento 8.000


1861 Reforma da Igreja com o
estabelecimento
de um estado
laico.

1861- EUA Guerra da Um lado defendia 970.000


1865 Secessão a escravidão
(porque a Bíblia
permite).

1917- Russia Guerra civil Conflito entre o 20.000.000


1922 russa povo, o governo e
a Igreja ortodoxa.

1933- Europa Holocausto Nazi Hitler era cristão e 6.000.000


1945 uma de suas
desculpas para
cometer o
Holocausto foi que
"Os judeus
mataram Jesus",
entre outros
tantos motivos..

1936- Espanha Guerra Civil Apoio da Igreja 500.000


1936 Católica a Franco e
a intensa
perseguição
religiosa. (ver “A
Igreja de Franco”).

90
1938 Grécia Assassinato de Leis promulgadas 500
pagãos contra a conversão
de outras religiões
que não a
Ortodoxa grega.

1983- Sudão Guerra Civil. Muçulmanos vs 2.000.000


2005 Cristãos.

1975- Líbano Guerra Civil Sunitas, Xiitas e 130.000


1990 Libanesa Cristãos.

1969- Irlanda do Norte Conflito da Protestantes vs 3.526


2001 Irlanda do Norte Católicos.

1994 Ruanda *Genocídio em Conflitos 500.000


Ruanda religiosos.

1955 Argentina Bombardeio da Influência e apoio 308


Praça de Maio da Igreja Católica.

1968 Puebla, México Linchamento de 5 jovens linchados 4


São Miguel sob acusação do
Canoa pároco de serem
comunistas

1976 Argentina Massacre de Influência e apoio 30


Fátima da Igreja Católica.

1976 Argentina Massacre de Influência e apoio 11


Palomitas da Igreja Católica.

1976 Argentina Massacre de Influência e apoio 22


Margarita Belén da Igreja Católica.

1998 Fort Collins, Assassinato de Assassinato por 1


Colorado. USA Matthew homossexualidade.
Shepard

1978 San Francisco, USA Assassinato de Homossexualidade 1


Harvey Milk e Sodomia

1991- Yugoslavia Genocidio Servios ortodoxos 165.000


2001 Yugoslavo Vs Croatas e
Católicos Vs

91
Bosnios
Musulmanos

1912 Quito, Equador A Fogueira Intrigas da religião 9


Bárbara oficial para
assassinar líderes
politicos.

2011 Noruega O Massacre de Perpetrados por 76


Utoya Anders Breivik
extremista cristão
auto-qualificado
como
anticomunista e
assassino de
Ateus.

TOTAL 42.456.338

92
5 - Mais bobagens do Cristianismo >>>

COLEÇÃO FÁBULAS BÍBLICAS

MAIS DE 70 VOLUMES. É GRÁTIS E SEMPRE SERÁ.

Desmascarando de maneira simples, com a Bíblia e com o raciocínio


lógico mais básico possível, todas as mentiras do cristianismo, usadas
para enganar e explorar pessoas bobas e ingênuas com histórias falsas,
plágios descarados, fábulas infantis, contos engraçados e costumes
primitivos de povos primitivos e ignorantes da idade do bronze.

 LER ONLINE OU BAIXAR


 http://es.scribd.com/jairo_luis_1
 DOWNLOAD 4SHARED VOLUMES INDIVIDUAIS OU TODOS
 http://www.4shared.com/folder/3zU2dz2o/COLEO_FBULAS_BBL
ICAS.html
 DOWNLOAD DIRETO TODOS OS VOLUMES DISPONÍVEIS EM
ARQUIVO ÚNICO DE APROX. 300 MB.
 https://www.sugarsync.com/pf/D0297736_98010216_94119

COLEÇÃO FÁBULAS MÓRMONS - MAIS DE 2500 PÁGINAS

 LER ONLINE OU BAIXAR


 http://es.scribd.com/jairo_luis_1
 DOWNLOAD 4SHARED VOLUMES INDIVIDUAIS OU A PASTA
TODA
 http://www.4shared.com/folder/NeRGFeff/COLEO_FBULAS_MR
MONS.html
 DOWNLOAD DIRETO TODOS OS VOLUMES DISPONÍVEIS >
112MB
 https://www.sugarsync.com/pf/D0297736_83480671_12202

93
Mais conteúdo recomendado

94
Livros recomendados

570 páginas 317 páginas 198 páginas

Mentiras Fundamentais da Com grande rigor histórico Originally published as a


Igreja Católica é uma e acadêmico Fernando pamphlet in 1853, and
análise profunda da Bíblia, Vallejo desmascara uma fé expanded to book length in
que permite conhecer o dogmática que durante 1858, The Two Babylons
que se deixou escrito, em 1700 anos tem derramado seeks to demonstrate a
que circunstâncias, quem o o sangue de homens e connection between the
escreveu, quando e, acima animais invocando a ancient Babylonian
de tudo, como tem sido enteléquia de Deus ou a mystery religions and
pervertido ao longo dos estranha mistura de mitos practices of the Roman
séculos. Este livro de Pepe orientais que chamamos de Catholic Church. Often
Rodriguez serve para que Cristo, cuja existência real controversial, yet always
crentes e não crentes ninguém conseguiu engaging, The Two
encontrem as respostas demonstrar. Uma obra que Babylons comes from an
que sempre buscaram e desmistifica e quebra os era when disciplines such
posaam ter a última pilares de uma instituição as archeology and
palavra. É uma das tão arraigada em nosso anthropology were in their
melhores coleções de mundo atual. infancy, and represents an
dados sobre a formação early attempt to synthesize
mitológica do cristianismo many of the findings of
no Ocidente. Um a um, these areas and Biblical
magistralmente, o autor Entrevista com o autor truth.
revela aspectos mais AQUI.
questionáveis da fé
judaico-cristã.

95
600 páginas 600 páginas 312 páginas

“Dois informadíssimos volumes de Karlheinz Deschner


sobre a política dos Papas no século XX, uma obra
surpreendentemente silenciada peols mesmos meios de "Su visión de la historia de
comunicação que tanta atenção dedicaram ao livro de la Iglesia no sólo no es
João Paulo II sobre como cruzar o umbral da esperança a reverencial, sino que, por
força de fé e obediência. Eu sei que não está na moda usar una expresión
julgar a religião por seus efeitos históricos recentes, familiar, ‘no deja títere con
exceto no caso do fundamentalismo islâmico, mas alguns cabeza’. Su sarcasmo y su
exercícios de memória a este respeito são essenciais para mordaz ironía serían
a compreensão do surgimento de algumas gratuitos si no fuese porque
monstruosidades políticas ocorridas no século XX e outras van de la mano del dato
tão atuais como as que ocorrem na ex-Jugoslávia ou no elocuente y del argumento
País Basco”. racional. La chispa de su
estilo se nutre, por lo
Fernando Savater. El País, 17 de junho de 1995. demás, de la mejor
tradición volteriana."
“Este segundo volume, como o primeiro, nos oferece uma
ampla e sólida informação sobre esse período da história Fernando Savater. El País,
da Igreja na sua transição de uma marcada atitude de 20 de mayo de 1990
condescendência com regimes totalitários conservadores
até uma postura de necessária acomodação aos sistemas
democráticos dos vencedores ocidentais na Segunda
Guerra Mundial”.

Gonzalo Puente Ojea. El Mundo, 22 de outubro de 1995.

Ler online volume 1 e volume 2 (espanhol). Para comprar


(Amazon) clique nas imagens.

96
136 páginas 480 páginas 304 páginas

De una manera didáctica, “Se bem que o cristianismo "En temas candentes como
el profesor Karl Deschner esteja hoje à beira da los del control demográfico,
nos ofrece una visión crítica bancarrota espiritual, el uso de anticonceptivos,
de la doctrina de la Iglesia segue impregnando ainda la ordenación sacerdotal de
católica y de sus trasfondos decisivamente nossa moral las mujeres y el celibato de
históricos. Desde la misma sexual, e as limitações los sacerdotes, la iglesia
existencia de Jesús, hasta formais de nossa vida sigue anclada en el pasado
la polémica transmisión de erótica continuam sendo y bloqueada en su rigidez
los Evangelios, la basicamente as mesmas dogmática. ¿Por qué esa
instauración y significación que nos séculos XV ou V, na obstinación que atenta
de los sacramentos o la época de Lutero ou de contra la dignidad y la
supuesta infalibilidad del Santo Agostinho. E isso nos libertad de millones de
Papa. afeta a todos no mundo personas? El Anticatecismo
ocidental, inclusive aos não ayuda eficazmente a hallar
Todos estos asuntos son cristãos ou aos anticristãos. respuesta a esa pregunta.
estudiados, puestos en Pois o que alguns pastores Confluyen en esta obra dos
duda y expuestas las nômadas de cabras personalidades de vocación
conclusiones en una obra pensaram há dois mil e ilustradora y del máximo
de rigor que, traducida a quinhentos anos, continua relieve en lo que, desde
numerosos idiomas, ha determinando os códigos Voltaire, casi constituye un
venido a cuestionar los oficiais desde a Europa até Género literario propio: la
orígenes, métodos y a América; subsiste uma crítica de la iglesia y de
razones de una de las conexão tangível entre as todo dogmatismo
instituciones más ideas sobre a sexualidade obsesivamente
poderosas del mundo: la dos profetas <salvífico>.
Iglesia católica. veterotestamentarios ou de
Paulo e os processos penais
por conduta desonesta em
Roma, Paris ou Nova York.”

Karlheinz Deschner.

97
1 – (365 pg) Los 2 - (294 pg) La época 3 - (297 pg) De la
orígenes, desde el patrística y la querella de Oriente hasta
paleocristianismo hasta consolidación del el final del periodo
el final de la era primado de Roma justiniano
constantiniana

4 - (263 pg) La Iglesia 5 - (250 pg) La Iglesia 6 - (263 pg) Alta Edad
antigua: Falsificaciones y antigua: Lucha contra los Media: El siglo de los
engaños paganos y ocupaciones merovingios
del poder

98
7 - (201 pg) Alta Edad 8 - (282 pg) Siglo IX: 9 - (282 pg) Siglo X:
Media: El auge de la Desde Luis el Piadoso Desde las invasiones
dinastía carolingia hasta las primeras luchas normandas hasta la
contra los sarracenos muerte de Otón III

Sua obra mais ambiciosa, a “História


Criminal do Cristianismo”, projetada em
princípio a dez volumes, dos quais se
publicaram nove até o presente e não se
descarta que se amplie o projeto. Trata-
se da mais rigorosa e implacável
exposição jamais escrita contra as formas
empregadas pelos cristãos, ao largo dos
séculos, para a conquista e conservação
do poder.

Em 1971 Deschner foi convocado por uma corte em Nuremberg acusado


de difamar a Igreja. Ganhou o processo com uma sólida argumentação,
mas aquela instituição reagiu rodeando suas obras com um muro de
silêncio que não se rompeu definitivamente até os anos oitenta, quando
as obras de Deschner começaram a ser publicadas fora da Alemanha
(Polônia, Suíça, Itália e Espanha, principalmente).

99
414 páginas 639 páginas

LA BIBLIA DESENTERRADA EL PAPA DE HITLER: LA VERDADERA


HISTORIA DE PIO XII

Israel Finkelstein es un arqueólogo y


académico israelita, director del ¿Fue Pío XII indiferente al sufrimiento
instituto de arqueología de la del pueblo judío? ¿Tuvo alguna
Universidad de Tel Aviv y co- responsabilidad en el ascenso del
responsable de las excavaciones en nazismo? ¿Cómo explicar que firmara
Mejido (25 estratos arqueológicos, 7000 un Concordato con Hitler?
años de historia) al norte de Israel. Se Preguntas como éstas comenzaron a
le debe igualmente importantes formularse al finalizar la Segunda
contribuciones a los recientes datos Guerra Mundial, tiñendo con la
arqueológicos sobre los primeros sospecha al Sumo Pontífice. A fin de
israelitas en tierra de Palestina responder a estos interrogantes, y con
(excavaciones de 1990) utilizando un el deseo de limpiar la imagen de
método que utiliza la estadística ( Eugenio Pacelli, el historiador católico
exploración de toda la superficie a gran John Cornwell decidió investigar a
escala de la cual se extraen todas las fondo su figura.
signos de vida, luego se data y se
cartografía por fecha) que permitió el
descubrimiento de la sedentarización de
los primeros israelitas sobre las altas
tierras de Cisjordania. El profesor Cornwell plantea unas
acusaciones acerca del papel de la
Iglesia en los acontecimientos más
Es un libro que es necesario conocer. terribles del siglo, incluso de la historia
humana, extremadamente difíciles de
refutar.

100
480 páginas
513 páginas 326 páginas

En esta obra se describe Santos e pecadores: Jesús de Nazaret, su


a algunos de los hombres história dos papas é um posible descendencia y el
que ocuparon el cargo de livro que em nenhum papel de sus discípulos
papa. Entre los papas momento soa están de plena
hubo un gran número de pretensioso. O subtítulo é actualidad. Llega así la
hombres casados, explicado pelo autor no publicación de El puzzle
algunos de los cuales prefácio, que afirma não de Jesús, que aporta un
renunciaron a sus ter tido a intenção de punto de vista diferente y
esposas e hijos a cambio soar absoluto. Não é a polémico sobre su figura.
del cargo papal. Muchos história dos papas, mas Earl Doherty, el autor, es
eran hijos de sacerdotes, sim, uma de suas un estudioso que se ha
obispos y papas. Algunos histórias. Vale dizer que o dedicado durante
eran bastardos, uno era livro originou-se de uma décadas a investigar los
viudo, otro un ex esclavo, série para a televisão, testimonios acerca de la
varios eran asesinos, mas em nenhum vida de Jesús,
otros incrédulos, algunos momento soa incompleto profundizando hasta las
eran ermitaños, algunos ou deixa lacunas. últimas consecuencias...
herejes, sadistas y que a mucha gente le
sodomitas; muchos se gustaría no tener que
convirtieron en papas leer. Kevin Quinter es un
comprando el papado escritor de ficción
(simonía), y continuaron histórica al que proponen
durante sus días escribir un bestseller
vendiendo objetos sobre la vida de Jesús de
sagrados para forrarse Nazaret.
con el dinero, al menos
uno era adorador de
Satanás, algunos fueron
padres de hijos
ilegítimos, algunos eran
fornicarios y adúlteros en
gran escala...

101
576 páginas 380 páginas 38 páginas

First published in 1976, La Biblia con fuentes An Atheist Classic! This


Paul Johnson's reveladas (2003) es un masterpiece, by the
exceptional study of libro del erudito bíblico brilliant atheist Marshall
Christianity has been Richard Elliott Friedman Gauvin is full of direct
loved and widely hailed que se ocupa del proceso 'counter-dictions',
for its intensive research, por el cual los cinco libros historical evidence and
writing, and magnitude. de la Torá (Pentateuco) testimony that, not only
In a highly readable llegaron a ser escritos. casts doubt, but shatters
companion to books on Friedman sigue las cuatro the myth that there was,
faith and history, the fuentes del modelo de la indeed, a 'Jesus Christ',
scholar and author hipótesis documentaria as Christians assert.
Johnson has illuminated pero se diferencia
the Christian world and significativamente del
its fascinating history in a modelo S de Julius
way that no other has. Wellhausen en varios
aspectos.

102
391 páginas

PEDERASTIA EM LA IGLESIA CATÓLICA Robert Ambelain, aunque defensor de la


historicidad de un Jesús de carne y
En este libro, los abusos sexuales a hueso, amplia en estas líneas la
menores, cometidos por el clero o por descripción que hace en anteriores
cualquier otro, son tratados como entregas de esta trilogía ( Jesús o El
"delitos", no como "pecados", ya que en Secreto Mortal de los Templarios y Los
todos los ordenamientos jurídicos Secretos del Gólgota) de un Jesús para
democráticos del mundo se tipifican nada acorde con la descripción oficial de
como un delito penal las conductas la iglesia sino a uno rebelde: un zelote
sexuales con menores a las que nos con aspiraciones a monarca que fue
vamos a referir. Y comete también un mitificado e inventado, tal y como se
delito todo aquel que, de forma conoce actualmente, por Paulo, quién,
consciente y activa, encubre u ordena según Ambelain, desconocía las leyes
encubrir esos comportamientos judaicas y dicha religión, y quien
deplorables. además usó todos los arquetipos de las
Usar como objeto sexual a un menor, religiones que sí conocía y en las que
ya sea mediante la violencia, el engaño, alguna vez creyó (las griegas, romanas
la astucia o la seducción, supone, ante y persas) arropándose en los
todo y por encima de cualquier otra conocimientos sobre judaísmo de
opinión, un delito. Y si bien es cierto personas como Filón para crear a ese
que, además, el hecho puede verse personaje. Este extrajo de cada religión
como un "pecado" -según el término aquello que atraería a las masas para
católico-, jamás puede ser lícito, ni así poder centralizar su nueva religión
honesto, ni admisible abordarlo sólo en sí mismo como cabeza visible de una
como un "pecado" al tiempo que se jerarquía eclesiástica totalmente nueva
ignora conscientemente su naturaleza que no hacía frente directo al imperio
básica de delito, tal como hace la Iglesia pero si a quienes oprimían al pueblo
católica, tanto desde el ordenamiento valiéndose de la posición que les había
jurídico interno que le es propio, como concedido dicho imperio (el consejo
desde la praxis cotidiana de sus judío).
prelados.

103
Fontes:

http://ateismoparacristianos.blogspot.com/
http://www.ateoyagnostico.com/
Bíblia Sagrada
http://pt.wikipedia.org

104