Vous êtes sur la page 1sur 2

Ministério da Educação

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ


Campus Curitiba

PLANO DE ENSINO

CURSO Superior de Tecnologia em Design Gráfico MATRIZ 748

Lei n. 9.394, de 20/12/1996


FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Decreto n. 2.208, de 17/04/1997
Portaria n. 1.558, de 27/05/2004

DISCIPLINA/UNIDADE CURRICULAR CÓDIGO CARGA HORÁRIA (horas)


Teórica Prática Total
Teoria e História do Design 2 DI85A
51 00 51

PRÉ-REQUISITO Não há
EQUIVALÊNCIA DI55A

OBJETIVO
Refletir sobre o design mundial e o design brasileiro como construção sócio-histórica; pesquisar e analisar artefatos
observando as interações culturais e estilísticas.

EMENTA
Relações entre Design e cultura, constituídas historicamente, no Brasil e no mundo; a história do Design no contexto do
desenvolvimento das sociedades industriais e pós-industriais; conceitos, valores e questões do Design presentes nos
movimentos e escolas de Design, dos anos 60 à contemporaneidade.

ITEM EMENTA CONTEÚDO


-O alcance do Estilo Internacional
1.Design e cultura, constituídas -A contribuição dos Estados Unidos
historicamente, no Brasil e no -Repercussões da Escola de Ulm
mundo. -A formação do design moderno no Brasil
Relações entre Design e cultura, -Design na América Latina
constituídas historicamente, no -Kitsch versus vanguarda
Brasil e no mundo; a história do 2.A história do Design no contexto
-Pop design, psicodelia
Design no contexto do do desenvolvimento das
-Design e a Era espacial
desenvolvimento das sociedades sociedades industriais e pós-
-Design e protestos sociais
industriais.
1. industriais e pós-industriais; -O pop design no Brasil
conceitos, valores e questões do
-Anti-design, Radical design – grupos e
Design presentes nos movimentos e
movimentos italianos
escolas de Design, dos anos 60 à
3.Conceitos, valores e questões -Estética Punk
contemporaneidade.
do Design presentes nos -Pós-modernismo
movimentos e escolas de Design, -Memphis
dos anos 60 à -High-tech
contemporaneidade. -Design e cybercultura
-Tendências do design contemporâneo
-Design brasileiro contemporâneo

REFERÊNCIAS
Referências Básicas:
BÜRDEK, Bernhard E. Diseño. Historia, teoría y practica del diseño industrial. Barcelona: Gustavo Gili, 2002.
GRUSZYNSKI, Ana Cláudia. Design Gráfico: do invisível ao ilegível. Rio de Janeiro: 2AB, 2000.
HOLLIS, Richard. Design gráfico: uma história concisa. São Paulo: Martins Fontes, 2001.
KOPP, Rudinei. Design gráfico cambiante. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2004.
TAMBINI, Michael. O Design do Século. São Paulo: Ática, 1997.
Referências Complementares:
CARDOSO, Rafael (org.) O design brasileiro antes do design: aspectos da história gráfica 1870-1960. São Paulo:
Cosac Naify, 2005.
LEON, Ethel. Design brasileiro: quem fez, quem faz. Rio de Janeiro: Senac Rio, 2005.
DENIS, Rafael Cardoso. Uma Introdução à História do Design. São Paulo: Edgard Blücher, 2000.
HESKETT, John. Desenho Industrial. Rio de Janeiro: José Olympio, 1997.
MELO, Chico Homem de. O design gráfico brasileiro: anos 60. São Paulo: Cosac Naify, 2006.
MORAES, Dijon de. Análise do design brasileiro: entre mimese e mestiçagem. São Paulo: Edgard Blücher, 2006.
MORAES, Dijon de. Limites do Design. São Paulo: Studio Nobel, 1997.

Sistema de Avaliação:
Será aprovado, no programa de aprendizagem, o(a) aluno(a) que obtiver nota final no semestre igual ou superior a 6,0 (seis) e
freqüência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) nas aulas.