Vous êtes sur la page 1sur 12

Centro Cultural

Escrava Anastácia

Conheça nossos projetos


Centro Cultural
Escrava Anastácia
O Centro Cultural Escrava Anastácia desenvolve o seu trabalho há mais de 20 anos
na região da grande Florianópolis. Acreditamos no poder da educação, da vivência e
do diálogo. Entendemos que sozinhos não podemos mudar o mundo. Por isso, cre-
mos na eficácia do coletivo. E quando unimos nossas forças, em prol do outro, juntos
nos tornamos mais fortes.

Fazemos parte da Rede IVG ( Instituto Vilson Groh) que é um instituto que auxilia 7
instituições da grande Florianópolis, prestando assessoria jurídica, financeira, mar-
keting entre outras necessidades de fortalecimento institucional. Na sua maioria, os
jovens atendidos pelo CCEA são provenientes de outras ONGs da Rede IVG, assim
garantimos um trabalho de continuidade, gerando novas oportunidades para os jov-
ens.

1
A DECISÃO
DE MUDAR
Na década de 1980, a co-
munidade de Monte Ser-
rat, situada no Maciço do
Morro da Cruz, no Cen-
tro de Florianópolis, viu
crescer o empobrecimento
e a violência, aumentada
pela expansão do tráfi-
co de drogas nos morros.
No começo da década de
1990, um grupo de mul-
heres negras em sua maio-
ria, decidiu dar um basta a
esta situação. Com o apo-
io de voluntárias, as mul-
heres buscaram formas de
organizar atividades que
QUEM SOMOS MISSÃO
ocupassem seus filhos e
filhas nos horários em que CENTRO CULTURAL ES-
Empoderamento de pes-
não estavam na escola e CRAVA ANASTÁCIA, pes-
soas e coletivos de su-
abrissem possibilidades de soa jurídica de direito
peração de suas vulnera-
outras alternativas de futu- privado, é uma asso-
bilidades, para que se
ro. Entre as ações desen- ciação sem fins lucrativos,
tornem protagonistas na
volvidas, conquistaram com duração ilimitada, de
construção de uma vida
vagas em escolas e univer- caráter filantrópico, com digna e de um mundo mais
sidades, bolsas de estudo atuação nas áreas de as-
solidário e sustentável.
para elevar a qualificação sistência social, defesa e
profissional e inserção no garantia dos direitos, inter-
mercado de trabalho dos mediação laboral, cultural
No ano de 2018, comemo-
jovens da comunidade. e esportiva, no âmbito do
ramos com muito orgulho,
Assim, em 08 de junho de Estado de Santa Catarina,
20 anos de Personalização
1998, o CENTRO CUL- com sede e foro na cidade
Jurídica!
TURAL ESCRAVA ANAS- de Florianópolis/SC.
Ao longo desses anos, con-
TÁCIA – CCEA, galgou o
seguimos superar grandes
status de Pessoa Jurídica.
desafios!!

2
PROJETO
PROCURANDO
CAMINHO

Procurando Caminho – Tem como objetivo formar competências em grupos de jov-


ens de comunidades empobrecidas localizadas em cidades da Grande Florianópolis
- envolvidos com a criminalidade, o narcotráfico, facções ou próximas à esta reali-
dade – de modo a contribuir na superação de seu estado de vulnerabilidade e risco
social, proporcionando o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários, além
de preparar para a inserção ao mundo do trabalho e do estudo.

3
PROJETO
RITO DE
PASSAGEM
Consiste em proposta pedagógica programática construída a partir da demanda de
atendimento de jovens de comunidades empobrecidas localizadas em cidade da
Grande Florianópolis, no contra turno da escola visando a inserção desses jovens
no mundo do mercado de trabalho. Estrutura-se de forma sequencial, divididos nos
principais eixos temáticos: Mundo Digital, Mundo do trabalho, Comunicação e Ex-
pressão, Humanidades e Cidadania.

4
JOVEM
APRENDIZ
A Lei de Aprendizagem foi idealizada para solucionar uma importante questão social:
proporcionar um caminho mais seguro para a inserção do jovem no mercado de tra-
balho e combater o trabalho infantil.
Conforme legislação, a contratação do Aprendiz deve ser feita em conjunto, entre
empresa (empregador) e uma organização formadora com Programa de Aprendiza-
gem.

O CENTRO CULTURAL ESCRAVA ANASTÁCIA, qualifica Jovens Aprendizes na


área de Rotinas Administrativas, com metodologias de avaliação e capacitação devi-
damente credenciadas junto ao Ministério do Trabalho e Emprego, contribuindo para
a o desenvolvimento profissional de adolescentes em geral e atuando como parceiro
das empresas nas ações de responsabilidade social.
Para as empresas contratantes, além dos incentivos fiscais como pagamento de 2%
de FGTS, dispensa do aviso prévio remunerado e não pagamento de multa rescisória
em caso de termino ou rescisão contratual, as vantagens de ter um Jovem Aprendiz,
dentre outras, são:

º Formação de um profissional de acordo com a cultura da organização;


º Captação e fidelização de futuros talentos reduzindo assim o turn over da organi-
zação;
º Impulsionar os negócios, pois trata-se de uma mão-de-obra menos onerosa tribu-
tariamente;
º Ser um destaque no mercado através de ações de responsabilidade social, impul-
sionando e inspirando o sonho do primeiro emprego, sendo agente de transformação
social;

5
Nosso Programa Jovem Segundo as Nações Os projetos Rito de Pas-
Aprendiz, consiste em Unidas, os jovens repre- sagem e Jovem Aprendiz,
formação teórico comple- sentam 35% de desem- desenvolvidos pelo CCEA,
mentar na área de rotinas pregados no Mundo. No tornam-se uma ação cor-
administrativas, com met- Brasil, hoje, cerca de 45% porativa de responsabil-
odologias de avaliação e dos jovens, com idade idade social, pois visam
capacitação, oferecen- entre 14 e 24 anos estão proporcionar um camin-
do formação humana, ci- ociosos. Especialistas ho seguro de inserção do
dadã e profissional. Acom- são unanimes em afirmar jovem no mercado de tra-
panhamento e orientação que só é possível revert- balho combatendo a ex-
durante e depois da con- er esse quadro através ploração infantil e princi-
tratação. de fortes investimentos palmente sendo agente de
em educação. Esses in- transformação social.
vestimentos refletem di-
retamente na segurança
pública.

Faça a diferença! 6
GRUPO DE
ENCONTRO DA
MELHOR IDADE
O grupo de Convivência Rosário de Luz desenvolve um trabalho de integração, fun-
damental para promover o bem estar das pessoas que estão na melhor idade. O
cuidado com a vida sempre fez parte da missão do Centro Cultural Escrava Anastá-
cia, e cuidar das pessoas que ajudaram a escrever nossa história é o que nos motiva
a executar esse projeto.

O objetivo do projeto é de estimular a integração dos moradores do Mont Serrat, pro-


movendo a integração e a troca de experiências. Esses encontros geram o cultivo e
o resgate de memórias dos moradores mais antigos da comunidade, bem como as
histórias das famílias da região. O grupo organiza passeios, bingos, festas e encon-
tros que melhoram a saúde, a qualidade de vida e a autoestima dos seus membros.

ACOLHIMENTO
INSTITUCIONAL
Casa
Lar Darcy Vitória de Brito, acolhimento institucional de 20
crianças e adolescentes, conforme princípios, diretrizes e
orientações do Estatuto da Criança e Adolescente, garantin-
do proteção integral de crianças e adolescentes, reesta-
belecendo vínculos familiares e sociais.

7
PIONEIROS
Somos pioneiros no Estado de Santa Catarina, no projeto Rito de Passagem. Esse
projeto consiste em oferecer um processo de formação complementar, educacion-
al, com atividades teóricas e práticas voltadas para o desenvolvimento profissional,
ações de cidadania, que despertem a ética e transformação social. O projeto Rito
de Passagem, torna-se assim um celeiro de talentos, com jovens que podem ser
inseridos no mercado através do Programa Jovem Aprendiz, com disponibilidade
para contratação imediata.

Contamos com uma rede de mais de 60 voluntários e empresas parceiras que nos
ajudam nesse processo de transformação social! Nos últimos dois anos, foram mais
de 3 mil atendimentos, com inserção de mais de 200 jovens no mercado de tra-
balho.
O CENTRO EDUCACIONAL ESCRAVA ANASTÁCIA atua também como agente de
resgaste de valores sociais em áreas de vulnerabilidade de risco social. Possibilitar
que esses jovens ingressem no mercado de trabalho, traz não apenas uma opor-
tunidade de renda, mas de transformação social para toda a família e comunidades
em que estão inseridos.
Seja agente de transformação! Faça parte dessa rede!

Para maiores informações, entre em contato conosco!

8
CCEA em números

+ 3.000 + 200 +90,000


Pessoas atendidas Jovens inseridos no Refeições servidas
mundo do trabalho

R$3.500,00
Investimento médio R$ 244,00 R$170,00
mensal por por ben- Investimento médio Investimento médio
eficiário do serviço mensal por benefi- mensal por benefi-
de acolhimento (24 ciário do Rito de Pas- ciário do serviço de
horas x 7 dias na se- sagem e Procurando aprendizagem - Jo-
mana) Caminho vem aprendiz
9
Conheça alguns dos nossos parceiros

COTISA

10
Centro Cultural
Escrava Anastácia

www.ccea.org.br
falecom@ccea.org.br
(48) 3224 - 1151
R. Pref. Tolentino de Carvalho, 01 - Balneario, Florianópolis - SC, 88075-530