Vous êtes sur la page 1sur 2

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL

UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE NOVA ANDRADINA


COMPUTAÇÃO - LICENCIATURA

Pietro Silva de Figueiredo

Relatório sobre tipos de comunicação: Textual, Oral, Gestual e Acessível.

Comunicação textual:
Esse tipo de comunicação se dá através de palavras escritas, utilizadas em livros, jornais,
lembretes, cartas, mensagens de texto (sms) e etc. Nessa comunicação o receptor não
necessariamente precisa estar presente para manter a conversa. A resposta pode vir tanto
de imediato quanto levar dias para acontecer.
Importância:
Saber utilizar esse tipo de comunicação é de extrema importância no dia a dia, para
a elaboração de um trabalho como este, como para o meio profissional, e em
aspectos de convívio social. Para melhor utilização desse meio é necessário que os
envolvidos tenham pleno conhecimento do idioma e as normas de escrita.
Problemática:
Um dos grandes problemas para se manter a comunicação textual é por conta da
resposta do receptor que pode ocorrer ou não, e caso ocorra não há um tempo pré-
determinado para tal. Outro fator já mencionado no tópico de Importância é o
conhecimento das normas de escrita, caso os envolvidos não tenham entendimento
sobre por exemplo a utilização de virgulas e pontos a mensagem transmitida pode
ser interpretada ser forma errônea. Como fora abordado na dinâmica em sala de aula
sobre o envio de textos curtos através das mensagens de sms via celular, tendo um
limite de caracteres limitados é essencial que seja bem sintetizado para que o
receptor entenda da mesma forma que o transmissor pretende.
Comunicação oral:
A comunicação oral é a forma mais direta de se comunicar, já que para que ela ocorra é
preciso ter a presença do emissor e receptor – não necessariamente no mesmo local, mas
no mesmo momento (como no caso da televisão, rádio, youtube e etc).
Importância:
Interpreto esse tipo de comunicação como sendo a melhor forma de se comunicar ou
relatar algo. É comum educadores criarem situações nas quais as crianças são
estimuladas a participar das aulas, expressar suas opiniões, falar sobre
acontecimentos que acompanham em seu cotidiano, tecer comentários sobre
determinados assuntos e que, portanto, estão construindo um domínio satisfatório da
oralidade. Assim como na universidade ao ser proposto seminários em que é
necessário apresentar de forma oral o conteúdo de um trabalho. Julgo ser a melhor
forma de avaliar o real conhecimento de um indivíduo sobre o tema empregado.
Problemática:
Para que ocorra uma boa comunicação oral é necessário aprender a utilizar dessa,
para quando utilizada seja transmitido de forma satisfatória, com naturalidade,
apresentando confiança e simpatia. Pois dessa forma o receptor consiga dar crédito
ao transmissor e levar em consideração o que é passado. Assim como em sala de
aula quando um professor passa um determinado conteúdo, caso o mesmo não
tenha tanto domínio (sendo do assunto em si ou de como explicar através da
oralidade) isso pode prejudicar o entendimento do aluno e dessa forma o mesmo ter
que ir buscar por outras fontes.

Comunicação gestual:
Esse tipo de comunicação pode vir ser como complementação da comunicação oral ou não.
Através de gestos de forma voluntária ou involuntária. A involuntária pode se dar de forma
inconsciente para reforçar o que fora dito ou por conta de nervosismo do transmissor da
informação. A voluntária se dá de forma consciente e objetiva, como um aceno de tchau, um
cumprimento e etc.
Importância: