Vous êtes sur la page 1sur 26

Farmacologia Prática

1
Júlia Fernandes
1ª Aula
• Responsabilidade dos profissionais de enfermagem na
administração terapêutica.

Júlia Fernandes
• Regras básicas para diminuir a probabilidade do erro.

• Exemplificação de tabelas terapêuticas e tipos de prescrição.

• Conceitos básicos no calculo de medicamentos.


2

• Inicio aos cálculos de medicação.


Responsabilidade dos Profissionais de
Enfermagem na administração
terapêutica

A consciencialização desta responsabilidade não pode

Júlia Fernandes
acontecer de forma solitária no contexto técnico-científico.
Deve considerar:

A interação enfermeiro(a) e pessoa a ser cuidada.

Um trabalho de equipa, envolvendo outros colegas, médicos


e farmacêuticos. 3
Responsabilidade dos Profissionais de
Enfermagem na administração
terapêutica

Independentemente do contexto em que se encontrem, os

Júlia Fernandes
profissionais de Enfermagem têm um papel importante na
administração terapêutica. Para além do procedimento técnico em si
devem ter conhecimentos sobre :

a ação e efeitos dos medicamentos no nosso organismo;

o cálculo correto da dosagem de medicamento a ser


administrada ao doente. 4
O nosso foco será…

Efetuar os cálculos para a Administração de


Medicamentos

Júlia Fernandes
Aplicar na prática os conhecimentos adquiridos
sobre a preparação e técnicas de administração de
medicamentos 5
Cálculos para a Administração de
Medicamentos

Alguns estudos têm evidenciado a presença de erros na


interpretação da prescrição médica que podem comprometer a vida
do doente:

Júlia Fernandes
• Gerar incapacidades,

• Prolongar o tempo de internamento e de recuperação,

• Expor o doente a um maior número de procedimentos terapêuticos

• Atrasar ou impedir que reassuma suas funções sociais,


6
• A morte.
Regras básicas para diminuir a probabilidade
de errar:

• Administrar só fármacos que constam na prescrição


devidamente assinada (exceto em casos de emergência).

Júlia Fernandes
• Pedir ajuda sempre que houver dúvidas sobre a prescrição.

• Certificar-se em caso de substituição de medicamento se ambos


têm o mesmo princípio ativo.

• Não administrar medicamentos preparados por outros


7
profissionais.
Regras básicas para diminuir a probabilidade
de errar:

• Considerar os nove certos durante a preparação e administração de


medicamentos.

Júlia Fernandes
• Realizar a diluição correta do medicamento, observando volume de
diluição e substância diluente.

• Ter conhecimento sobre os principais efeitos colaterais das


medicações administradas.
8

• Ter conhecimento das vias de administração.


Sistemas de distribuição de medicamentos

• Sistema Unidose
• Sistema Pyxis
• Sistema Tradicional
• Sistema de controlo de Psicofármacos

Júlia Fernandes
9
A prescrição médica deve conter:

1. Nome do doente;
2. Data;
3. Nome do fármaco;
4. Dose;

Júlia Fernandes
5. Via de administração;
6. Frequência;
7. Nome de quem prescreveu.

Validade da prescrição: Normalmente 24h


10

[Exemplificação com tabelas terapêuticas]


Tipos de prescrição de medicamentos:

Prescrição imediata
• Situação de emergência. Exige rapidez. Toma única

Prescrição simples
• Adm. num determinado momento. Ex: Tazobac pré-operat

Júlia Fernandes
Prescrição Padrão
• Medicação adm. num determinado nº de doses num determinado período de
tempo. Ex: Meropnem 8/8h

Prescrição SOS : de acordo com as necessidades do doente

11
Prescrição verbal: determinar em equipa as circunstâncias em que é adotada.
Atenção aos 9 certos da medicação:

1. Pessoa certa: Avaliar estado de consciência. Confirmar o nome do


doente/comparar com pulseira.

2. Medicação certa: compare o nome da substância prescrita com o nome

Júlia Fernandes
impresso no rótulo do frasco. Ler três vezes o rótulo do medicamento:
Ao retirar o frasco ou ampola do armário ou carro da terapêutica,
confira o rótulo pela primeira vez.
Ao retirar ou aspirar o medicamento do frasco ou ampola, confira o
rótulo pela segunda vez.
Ao desprezar o frasco ou ampola no recipiente apropriado, confira o 12

rótulo pela terceira vez.


Atenção aos 9 certos da medicação:

3. Via administração certa:


A prescrição deve especificar a via que deve ser utilizada para
administração da medicação.
A via pela qual um medicamento é administrado afeta a

Júlia Fernandes
velocidade com que ele é absorvido na corrente sanguínea
(E.V. – I.M. – S.C).

4. Dose certa:
Nunca altere a dosagem prescrita. 13

Precisão na dose e nos cálculos.


Atenção aos 9 certos da medicação:

5. Horário certo:

A medicação deve ser administrada no tempo correto para

garantir níveis séricos terapêuticos. Horário de administração

Júlia Fernandes
normalizado. Ex: 8/8h = 8H-16H-24H

6. Documentação certa:
Quando se administra uma medicação esta deve ser
registada no processo do doente ou folha terapêutica . 14
Atenção aos 9 certos da medicação:

7. Ação certa:
Garantir que o medicamento é prescrito pela razão certa.

8. Forma certa:

Júlia Fernandes
Muitos medicamentos estão disponíveis em diferentes formas para serem
administrados em várias vias: comprimidos, xarope, ampolas, supositórios…
Confirmar se a forma escolhida atende às especificidades do doente.

9. Resposta certa:
Monitorizar a resposta do doente ao fármaco administrado e deteção dos 15

eventos adversos (farmacovigilância).


Conselho para evitar o erro:

Júlia Fernandes
Procure não se distrair
durante a preparação e administração dos
medicamentos.
16
Conceitos Básicos no Cálculo de
Medicamentos

Soluto: é a porção sólida da solução.

Júlia Fernandes
Solvente: é a porção líquida da solução.

Solução: mistura homogênea composta de soluto e solvente.

Exemplo: No soro glicosado a água é o solvente e a glicose é o


17
soluto.
Conceitos Básicos no Cálculo de
Medicamentos

Concentração: É a relação entre a quantidade de soluto e


solvente.

Júlia Fernandes
Exemplo: g/ml = a quantidade em gramas de soluto pela
quantidade em mililitros de solvente.

Proporção: Forma de expressar uma concentração e consiste na


relação entre soluto e solvente expressa em “partes”.
Exemplo: 1:500 significa que há 1g de soluto para 500ml de
18
solvente.
Conceitos Básicos no Cálculo de
Medicamentos

Percentagem: Outra forma de expressar uma

Júlia Fernandes
concentração.
O termo por cento (%) significa que a quantidade de
solvente é sempre 100ml.
Exemplo: 7% significa que há 7g de soluto em 100ml de
solvente.
19
Cálculo de medicação
utilizando a regra de três

Júlia Fernandes
simples

20
Cálculo de medicação utilizando a regra de três simples

Exercício 1
O médico prescreve a um doente 150mg de amicacina e na
instituição existem apenas ampolas contendo 500mg/2 ml.
Quantos ml devem ser aspirados para cumprir a prescrição?

Júlia Fernandes
Resolução:

1) Vamos aplicar a regra de três simples dispondo os elementos


da mesma natureza sempre do mesmo lado, ou seja, peso sob
peso, volume sob volume;

2) Vamos utilizar os três elementos para aplicar a regra de três e 21


descobrir o valor da incógnita X.
Cálculo de medicação utilizando a regra de três simples

Uma dica para facilitar a aplicação é fazer a seguinte reflexão: se 500mg


equivalem a 2ml, 150mg serão equivalentes a X ml.

500mg ------ 2ml


150mg ------ x

Na regra de três simples, a multiplicação de seus opostos igualam-se entre si.

Júlia Fernandes
Assim, o oposto de 500 é X e o oposto de 150 é 2, portanto:
(500) x (x) = (150) x (2)

Para se saber o valor de x é necessário isolá-lo, ou seja, colocar todos os


valores numéricos do mesmo lado, o que vai gerar uma divisão.

X = 150 x 2 X = 300 X = 0,6 ml


500 500 22

Resposta: O doente deve receber uma aplicação de 0,6ml de amicacina.


Cálculo de medicação utilizando a regra de três simples

Exercício 2

Júlia Fernandes
Tendo conhecimento de que o Frasco-ampola contem 1g de
Ceftriaxona e que se deve diluir de preferência em um
volume de 10 ml de solvente, quantos mg de Ceftriaxona
existem em cada ml?
23
Cálculo de medicação utilizando a regra de três simples

Resolução exercício 2
1º passo:
Transformar 1g = 1000mg

Júlia Fernandes
2º passo:
1000mg-------10ml
X mg------- 1ml
X = 100mg

24
Resposta: Cada ml da diluição terá 100mg
Cálculo de medicação utilizando a regra de 3 simples

Uma prescrição médica solicita a administração de 150mg de


ampicilina. No serviço só existem frascos com 1g que deve ser
diluído em 10ml de água destilada.
Após a diluição, quanto deve ser aspirado para cumprir a

Júlia Fernandes
prescrição?
a) 2,0ml
b) 1,5ml
c) 1,0ml
d) 0,5ml 25

e) 2,5ml
Resolução:

Júlia Fernandes
26