Vous êtes sur la page 1sur 4

FÍSICA BÁSICA III - LISTA 1

1. Duas partı́culas de mesma massa m e mesma carga q encontram-se fixas,


separadas por uma distância x. (a) Calcule a força eletrostática entre as
partı́culas. (b) Calcule a aceleração se as partı́culas puderem se mover. Dados:
m = 1 kg, x = 1 m, q = 10 µC (F =0,9 N; a = 0, 9 m/s2 ).

2. Uma carga q2 = 20 nC encontra-se à distância x = 1 cm de uma carga q1 .


A força entre as duas partı́culas é atrativa, de módulo F = 0, 018 N. Calcule
q1 (-10 nC).

3. Calcule a força elétrica resultante em A na figura 1 (zero).

A B C
1 cm 1 cm
+ − +
x x
1 nC −1 nC 4 nC
Fig. 1.

4. Calcule a força elétrica resultante em A na figura 2 (−2, 5 × 10−5 N).

A B C
− x=2 cm y=1 cm
− +
−1 nC −2 nC 2 nC
Fig. 2.

5. Em um ponto P o campo elétrico é dado por E = 200î + 400ĵ, em N/C.


Calcule a força eletrostática e a aceleração para um próton em P , e para um
elétron (F = (3, 2î + 6, 4ĵ) × 10−17 N; a = 4, 28 × 1010 m/s2 ; F = −(3, 2î +
6, 4ĵ) × 10−17 N; a = 7, 85 × 1013 m/s2 ).

6. Calcule o campo elétrico que equilibra: (a) um próton; (b) um elétron,


em relação ao campo gravitacional da Terra (E = 1, 02 × 10−7 N/C; E =
5, 6 × 10−11 N/C).

7. Calcule a força eletrostática na carga A (fig. 3). Dados: qA = 1 nC, qB =


qC = 2 nC (FA = 3, 1 × 10−4 N).

8. Calcule a força eletrostática na carga A (fig. 4). Dados: qA = 1 nC, qB = 2


nC, qC = −2 nC (FA = 1, 8 × 10−4 N).

9. Calcule a força força eletrostática na carga A (fig. 5). Dados: qA = −10 nC,
qB = −5 nC, qC = 15 nC (FA = 4, 27 mN).

10. Calcule a força força eletrostática na carga A (fig. 6). Dados: qA = −10
nC, qB = 10 nC, qC = 8 nC (FA = 9, 03 mN).
A

x=1 cm x=1 cm

60 o 60
o

B C
x=1 cm
Fig. 3.

x=1 cm x=1 cm

60 o 60
o

B C
x=1 cm
Fig. 4.

P x=3 cm q1
θ
y=1 cm
z

q2
Fig. 5.

B
+

y=1 cm
z
θ
− −
C x=3 cm A
Fig. 6.

11. Em x = 0 encontra-se uma carga qA = 2 nC, em xB = 1 cm encontra-se


uma carga qB = −4 nC. Em que posição deve ser colocado um próton para
que ele fique em equilı́brio? (xp =-2,41 cm).
12. A força sobre a carga de qC é zero (fig. 7). Calcule q. Dados: qA = 2 nC,
qB = 2 nC, qC = 1 nC (0,68 nC).
q

y=2 cm

+ C
x x
2 cm

A + +
B
3 cm 3 cm
Fig. 7.

13. A carga q2 encontra-se em equilı́brio (fig. 8). Calcule q1 . Dados: q3 = −3


nC (12 nC).
q q q
1 3 2

x=10 cm y=10 cm

Fig. 8.

14. A figura 9 mostra duas cargas sobre o eixo x. Calcule a força eletrostática
sobre uma carga q positiva quando ela é colocada: (a) no intervalo x > a; (b)
no intervalo 0 < x < a (Qqax/πε0 (x2 − a2 )2 ; −Qq(a2 + x2 )/(πε0 (a2 − x2 )2 )).
q q q
1 3 2

x=10 cm y=10 cm

Fig. 9.
√ √
15. Calcule a força resultante em q na figura 10 (Qq 2(−1 + 2)/(4πε0 L2 )).

−Q L
+q

L d
L

+4Q −Q
L
Fig. 10.
16. Uma carga q > 0 encontra-se em x = 0, e uma segunda carga 4q em x = L.
Em que posição deve ser colocada uma terceira carga Q para que permaneça
em equilı́brio? (x = L/3).

17. Em um átomo de hidrogênio o elétron orbita o próton a uma distância de


aproximadamente 0,053 nm. Calcule o número de revoluções por segundo que
o elétron executa, isto é, a frequência do movimento (6, 56 × 1015 rev/s).

18. Duas cargas de valor q são presas às extremidades de uma mola com
constante elástica k = 0, 98 N/m, fazendo com que a mola se estenda 0,5 cm
além do seu comprimento natural, que é 4 cm. Calcule q (33,2 nC).

19. Duas esferas de mesma massa m e mesma carga q são penduradas em dois
fios isolantes de comprimento l (fig. 11). A separação de equilı́brio entre as
esferas é x. Calcule o ângulo θ, supondo que seja um valor pequeno. Dados:
m = 5 g, q = 100 nC, l = 1 m (4, 4o ).

θ θ
l l

m,q m,q
x
Fig. 11.
20. Considere a mesma situação do problema anterior (fig. 11). Calcule o valor
de q. Dados: m = 3 g, θ = 20o , l = 1 m. Note que o ângulo θ não é pequeno
(746,6 nC).