Vous êtes sur la page 1sur 18

UNIVESIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS


DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

DRE – Demonstrativo do
Resultado do Exercício
Contabilidade Básica p/C. Atuariais

Prof. Luís Vieira


Mai/17
20:03

Obrigatoriedade das
Demonstrações

A Lei 6.404/76 (Lei das Sociedades por Ações), tornou


obrigatória a elaboração e publicação das seguintes
demonstrações contábeis:

• Balanço Patrimonial - BP
• Demonstração do Resultado de Exercício – DRE
• Demonstração dos Fluxos de Caixa – DFC
(Obrigatória só para empresas de capital aberto ou com
Patrimônio Liquido superior a R$2Milhões, porém NBC TG
1000 obriga para PMEs)
• Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados –
DLPA (opcionalmente substituída pela DMPL -
Demonstração de Mutação do Patrimônio Líquido)
• Demonstração do Valor Adicionado
(Obrigatória só para companhias abertas)

 Demonstrações contábeis devem ser


complementadas por Notas Explicativas,
para esclarecer as demonstrações
financeiras e facilitar as análises da
situação da empresa
20:03
DRE DRE – Demonstrativo do
Resultado de Exercício

Conceitos

A Demonstração do Resultado do Exercício,


conhecida como DRE, é a apresentação em
forma resumida das operações (receitas, custos
e despesas), realizadas pela empresa durante o
exercício social (01.jan-a-31.dez), com o objetivo
de evidenciar o resultado líquido do período
(lucro ou prejuízo), sendo elaborada
simultaneamente com o Balanço Patrimonial.
Na DRE são apontadas e destrinchadas uma das
mais relevantes informações aos usuários das
informações contábeis, o resultado líquido do
período, ou seja, como se formou o Lucro ou
Prejuízo, para um determinado período de
tempo.
Esclarece muitas das variações do patrimônio
líquido entre dois balanços e auxilia o gestor na
tomada de decisão.
DRE - Estrutura
A Lei das Sociedades por ações (Lei nº 6.404/76), determina a ordem de
apresentação da DRE:
20:03
DRE –Demonstração do Resultado do
Exercício

Exemplos
20:03

DRE

Conceitos

Resultado – Confronto entre as contas de


Receita e Custos/Despesas do Período
Contábil. Irá aumentar ou diminuir o
Patrimônio Liquido.
Receita compreende a entrada de elementos
para o ativo, ou a redução de um passivo,
que resultará no aumento do Patrimônio
Liquido. Ex.: Venda de Mercadorias,
Produtos ou Serviços, Juros Recebidos, etc.
Despesa compreende o consumo de bens ou
serviços, que, direta ou indiretamente,
ajudarão a produzir receita. Podem diminuir
o ativo, ou aumentar o passivo, resultando
na diminuição do Patrimônio Liquido.

Custo vs Despesa
20:03

DRE

Conceitos

Período Contábil - O resultado exato só


poderá ser apurado no fim da vida da
empresa, após a venda de todo seu Ativo e
pagamento de todas as obrigações, sendo a
diferença entre eles (Ativo – Passivo e o
Patrimônio Inicial).
Como a administração não pode esperar até
que a empresa seja liquidada ou encerrada
para tomar decisões, a contabilidade resume
todas as mudanças que ocorrem dentro de
um período contábil, normalmente o
exercício social.
Para fins internos, poderão ser geradas DREs
em prazos menores.
20:03
DRE

Conceitos

Competência vs Caixa

No regime de competência as Receitas e


Despesas são consideradas em função do seu
fato gerador, e não em função do recebimento
ou pagamento das mesmas.

Sendo assim, são computadas Receitas que


tenham sido ganhas durante o período, não
importa se tenham sido recebidas ou não. Já as
Despesas, serão as incorridas no período, tendo
sido pagas ou não.

Foca-se então no fato gerador da receita e da


despesa.

Ex.: Material de escritório vs Consumo vs


Relevância
DRE - Estrutura
 Receitas operacionais
 (-) CPV, CMV ou CSP
 Lucro bruto
 (-) Despesas operacionais
 Com Vendas
 Gerais e Administrativas
 Outras despesas e Receitas Oper.
 Result. Equiv. Patrimonial
 Resul. antes Desp/ Rec Financ.
 (-) Desp. e Rec. Financeiras
 Resultado antes dos tributos
 (-)IR, CSLL e Particip. de terceiros
 Resultado Líquido do Período
20:03
DRE

Receitas Operacionais
= Receitas Brutas - Deduções
Receitas operacionais
Receitas Brutas
(-) CPV, CMV ou CSP
Decorre das operações normais e habituais da
Lucro bruto empresa. Numa empresa industrial, decorre das
(-) Despesas operacionais vendas dos produtos que a empresa fabrica. Numa
empresa comercial, decorre das vendas de
Com Vendas mercadorias. E nas empresas de prestação de serviços,
Gerais e Administrativas decorrerá dos serviços prestados.
Outras despesas e Receitas Oper.
Deduções
Result. Equiv. Patrimonial
São ajustes (e não custos/despesas) à Receita Bruta
Resul. antes Desp/ Rec Financ. • Impostos e Taxas sobre Vendas: IPI; ICMS; ISS; PIS;
(-) Desp. e Rec. Financeiras COFINS; entre outros
Resultado antes dos tributos • Devoluções (Vendas Canceladas): Mercadorias em
desacordo com o pedido (qualidade, quantidade,
(-)IR, CSLL e Particip. de terceiros avaria, preço)
Resultado Líquido do Período • Abatimento: Descontos dados, por exemplo, para
evitar devoluções de mercadoria.
Custo vs Despesa
Custo – De acordo com a NPC 2 do IBRACON, “Custo é a soma dos gastos incorridos e
necessários para a aquisição, conversão e outros procedimentos necessários para trazer
os estoques à sua condição e localização atuais, e compreende todos os gastos incorridos
na sua aquisição ou produção, de modo a colocá-los em condições de serem vendidos,
transformados, utilizados na elaboração de produtos ou na prestação de serviços que
façam parte do objeto social da entidade, ou realizados de qualquer outra forma.”

Despesa – Valor gasto com bens e serviços relativos à manutenção da atividade da


empresa, bem como aos esforços para a obtenção de receitas através da venda dos
produtos. Exemplos: Materiais de escritório, Salários da administração.

Custos Despesas
Gastos de produção Gastos administrativos e de vendas
Vinculados diretamente aos Produtos/Serviços Não se identificam diretamente à produção
Gastos com o objeto de exploração da empresa Gastos outras atividades não exploradas pela
(atividade-afim) empresa (atividade meio)
20:03
DRE - Conceitos

CPV vs CMV vs CSP -> Custos do Período

CUSTO DA MERCADORIA VENDIDA – CMV


Receitas operacionais
(Abordado em aula específica)
(-) CPV, CMV ou CSP
CUSTO DOS PRODUTOS VENDIDOS – CPV
Lucro bruto
CPV = EI + (In + MO + GGF) – EF
(-) Despesas operacionais EI = Estoque Inicial
Com Vendas In = Insumos (matérias primas, materiais de embalagem e
outros materiais) aplicados nos produtos vendidos
Gerais e Administrativas MO = Mão de Obra Direta aplicada nos produtos vendidos
Outras despesas e Receitas Oper. GGF = Gastos Gerais de Fabricação (aluguéis, energia,
depreciações, mão de obra indireta, etc.) aplicada nos
Result. Equiv. Patrimonial produtos vendidos
EF = Estoque Final (inventário final)
Resul. antes Desp/ Rec Financ.
(-) Desp. e Rec. Financeiras CUSTO DOS SERVIÇOS VENDIDOS (CSV)
Resultado antes dos tributos CSV = Sin + (MO + GDS + GIS) – Sfi
Sin = Saldo Inicial dos Serviços em Andamento
(-)IR, CSLL e Particip. de terceiros MO = Mão de Obra Direta aplicada nos serviços vendidos
GDS = Gastos Diretos (locação de equipamentos,
Resultado Líquido do Período subcontratações, etc.) aplicados nos serviços vendidos
GIS = Gastos Indiretos (luz, mão de obra indireta, depreciações
de equipamentos, etc.) aplicados nos serviços vendidos
Sfi = Saldo Final dos Serviços em Andamento
20:03
DRE

Lucro Bruto
= Receitas Operacionais - Custos
Receitas operacionais
Lucro Bruto
(-) CPV, CMV ou CSP
Sobra da Receita Operacional após cobrir os custos a
Lucro bruto ela vínculados. Com este valor, serão pagas as
despesas operacionais, que foram necessárias à
(-) Despesas operacionais
geração da receita e à manutenção das atividades da
Com Vendas empresa.
Gerais e Administrativas
Despesas Operacionais
Outras despesas e Receitas Oper.
São gastos necessários para administrar a empresa e
Result. Equiv. Patrimonial viabilizar a geração de receita com vendas.
Resul. antes Desp/ Rec Financ. • Com vendas – Desde a Promoção de
(-) Desp. e Rec. Financeiras produtos/serviços até sua colocação junto ao
consumidor (comercialização e distribuição).
Resultado antes dos tributos Entram também comissões pagas sobre vendas e
(-)IR, CSLL e Particip. de terceiros as estimativas de perdas com devedores duvidosos

Resultado Líquido do Período • Gerais e Administrativas – São as necessárias para a


gestão da empresa, como salários e encargos do
pessoal administrativo, aluguel e energia do
escritório, depreciação de móveis e utensílios etc.
20:03
DRE

Despesas Operacionais
São gastos necessários para administrar a empresa e
Receitas operacionais viabilizar a geração de receita com vendas.
(-) CPV, CMV ou CSP • Outras Despesas e Receitas Operacionais – As
Lucro bruto outras receitas/despesas são todas aquelas que
provém da atividade secundária ou derivada da
(-) Despesas operacionais empresa, como a venda de imobilizado e outros.
Com Vendas • Resultado de Equivalência Patrimonial – Consiste
Gerais e Administrativas no ganho ou perda com a atualização do valor
contábil de investimentos proporcionalmente à
Outras despesas e Receitas Oper. participação societária no PL de empresas
Result. Equiv. Patrimonial investidas.
Resul. antes Desp/ Rec Financ.
(-) Desp. e Rec. Financeiras Resul. antes Desp/ Rec Financ.
Resultado após deduzidas as depesas operacionais do
Resultado antes dos tributos
Lucro Bruto.
(-)IR, CSLL e Particip. de terceiros Despesas e Receitas Financeiras – Ao item anterior
Resultado Líquido do Período serão somados os juros recebidos (vendas a prazo,
aplicaçãoes, descontos obtidos etc) e subtraidos os
juros pagos (atrasos, parcelamentos, empréstimos etc).
20:03
DRE

Resultado antes dos tributos


O resultado obtido antes da apuração dos impostos
Receitas operacionais sobre o lucro. Conforme legislação nas empresas
(-) CPV, CMV ou CSP optantes pelo lucro real esse resultado é a base para o
cálculo do IRPJ e da CSLL.
Lucro bruto
(-) Despesas operacionais IR e CSLL
Com Vendas • O IRPJ – Imposto de Renda Pessoa Jurídica é
Gerais e Administrativas calculado como 15% sobre os primeiros
R$20.000,00 de lucro mensais. A apartir desse valor
Outras despesas e Receitas Oper. incide um adicional de 10%.
Result. Equiv. Patrimonial • Já a CSLL – Contribuição Social sobre Lucro Líquido
Resul. antes Desp/ Rec Financ. é calculada como 9% do lucro apurado antes dos
tributos.
(-) Desp. e Rec. Financeiras
Resultado antes dos tributos
Obs.: Aplica-se ao regime Lucro Real. No caso do Lucro
(-)IR, CSLL e Particip. de terceiros Presumido, o lucro é presumido pela Receita Federal
com base em um porcentual sobre a receita bruta.
Resultado Líquido do Período
20:03

Exercícios
Exercício 1
Ordene a DRE na forma dedutiva (vertical), complementando o
valor das vendas.

Empresa X Em $ mil

Outras Receitas Op. 1.050


Despesas Financeiras (590)
Lucro Bruto 27.770
Despesas com Vendas (12.750)
Despesas Administrativas (9.120)
Provisão para IRPJ e CSLL (1.676)
Outras Despesas Op. (1.360)
Resultado Líquido do Período 3.324
Resultado antes das Desp./Rec. Fin. 5.590
Resultado antes dos tributos 5.000
Receita Liquida de Vendas –
Despesas Operacionais (22.180)
Custo das Vendas (23.800)
Exercício 1
Ordene a DRE na forma dedutiva (vertical), complementando o
valor das vendas.

Empresa X Em $ mil

Receita Liquida de Vendas –


(-) Custo das Vendas (23.800)
Lucro Bruto 27.770
(-) Despesas Operacionais (22.180)
Despesas com Vendas (12.750)
Despesas Administrativas (9.120)
Outras Receitas Op. 1.050
Outras Despesas Op. (1.360)
Resultado antes das Desp./Rec. Fin. 5.590
(-) Despesas Financeiras (590)
Resultado antes dos tributos 5.000
(-) Provisão para IRPJ e CSLL (1.676)
Resultado Líquido do Período 3.324