Vous êtes sur la page 1sur 10

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO

PEDAGOGIA

ANNANDA KAROLAINE ALMEIDA LIMA


LESLI YOHANA DE ANDRADE COSTA
MARIA ROSILANDIA DA SILVA MENDES
PRISCILLA PEREIRA DOS SANTOS

PRODUÇAO TEXTUAL INTERDISCIPLINAR EM GRUPO

Quixeramobim
2015
ANNANDA KAROLAINE ALMEIDA LIMA
LESLI YOHANA DE ANDRADE COSTA
MARIA ROSILANDIA DA SILVA MENDES
PRISCILLA PEREIRA DOS SANTOS

PRODUÇAO TEXTUAL INTERDISCIPLINAR EM GRUPO

Trabalho apresentado à UNOPAR -


Universidade Norte do Paraná, como requisito
parcial para a obtenção de nota das
disciplinas Fundamentos do Processo
Educativo no Contexto Histórico-Filosófico,
Comunicação e Linguagem, Metodologia
Científica.

Profºs: Andressa Aparecida Lopes, Edilaine


Vagula, Edinéia de Cássia Santos Pinho,
Fabiane Muzardo, José Adir Lins Machado,
Mari Clair Moro, Reinaldo Nishikawa, Taíse
Nishikawa

Quixeramobim
2015
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO.......................................................................................03
2. DESENVOLVIMENTO...........................................................................04
3. CONCLUSÃO.........................................................................................08
4. REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS ......................................................09
03

INTRODUÇÃO

O presente trabalho tem como objetivo compreender o papel


da escola e do profissional da educação como agente essencial para o
desenvolvimento de uma sociedade mais justa e democrática. Nos dias atuais
as transformações da sociedade acrescentam e multiplicam exigências ao
trabalho do docente.

Considerando que as deficiências na preparação didática


pedagógica para a educação de qualidade está um pouco a desejar, o
professor assume o compromisso de ensinar e preparar esses alunos para as
exigências do mercado de trabalho, constrói uma proposta em uma
metodologia de ensino alternativo visando romper paradigmas.

Compreender o papel da escola requer a participação de todos


os envolvidos pois esse tema pode por ser interesse de todos motivando assim
a busca de resultados melhores.
04

DESENVOLVIMENTO

Hoje estamos iniciando um novo século e um novo milênio em


que a sociedade já passou por vários estágios de evolução, avanços científicos
e tecnológicos, a escola ainda permanece como a responsável pela
sistematização do conhecimento através de um corpo docente que nem
sempre recebe a devida atenção no sentido de garantir melhores condições
para exercício da profissão.
Na educação básica as práticas exigem que tenhamos uma
ação inovadora no ensino que proporcione o desenvolvimento e a motivação e
também a dedicação do aluno e alie-se a teoria com a prática pois só assim as
ações desenvolvidas tendo como principal ferramenta a participação e
integração dos estudantes juntamente com professores e sociedade terá mais
exito e sucesso.
Educador é mais que ser professor. É aquele que prepara seu
mediado para a vida, pois se responsabiliza em desenvolver neste diferentes
habilidades e competências de leitura e escrita. Acredita que a tarefa de
ensinar alguém a ler e a entender o mundo é bastante desafiadora e, ao
mesmo tempo, traz um retorno gratificante.
Todos os educadores têm esta tarefa a cumprir. Ao entrar em
sala de aula, não levam apenas o conteúdo a ser ensinado, levam suas vidas,
seu jeito de ser, fazer, ler e compreender o mundo. Diante de seus mediados,
os mediadores, quando precisam explicar algo novo, diferente, abstrato ou
distante da realidade em que vivem, encontram novos desafios e necessitam
ser criativos na busca de outras estratégias para conseguir atingir os objetivos
a que se propõem.
Nos tempos atuais, saber lidar com novas situações; saber se
modificar e ampliar conhecimentos; ter estratégias para resolver problemas;
conviver em grupo e saber se relacionar; apontar sugestões são características
necessárias a todas as pessoas, em qualquer momento, dentro e fora da
escola.
05
Portanto, é importante pensar em tudo isso quando se quer ser
um bom educador e no seu papel dentro da sociedade, nestes tempos em que
há muitas mudanças e exigências.
O professor não é somente um educador que só visa o lucro
mas sim a qualidade no serviço prestado em que os alunos possam reconhecer
a sua importância e qualidade na educação. A educação é um conjunto de
ações, que dependem tanto do ouvinte quando do interprete pois ambos estão
interligados em suas ações, pois os mesmos agem como fatores com vista a
prepará-lo para vida no meio social.
O professor pode trabalhar para a formação da escola pois
auxilia na formação de um cidadão mais ético e politico visando assim formar
cidadãos e homens íntegros, por isso envolve o desenvolvimento da
personalidade nos aspectos físicos, intelectual, afetivo e moral, a fim de
promover nos indivíduos as qualidades e capacidade humanas necessárias
para a vida em sociedade, ou seja, a sua relação com o mundo.
O papel de qualquer escola deve sempre estar ligado aos seus
ideais, no que deseja aos seus estudantes e à atuação destes dentro do grupo
a que pertencem. O compromisso dos educadores vai além da simples
necessidade de repassar conteúdos acumulados no decorrer da História e
preparar os que estão sob sua responsabilidade somente para o mercado de
trabalho, mesmo sabendo que vivemos numa sociedade capitalista onde o
individualismo reina absoluto.
A preocupação da escola é a de fazer com que o educando
participe do seu grupo ativa e afetivamente, apropriando-se de valores,
crenças, conhecimentos acadêmicos e referenciais sócio-históricos. Uma
apropriação significativa tanto para si como para o outro, tornando-se uma
pessoa consciente e responsável pela transformação da realidade em que está
inserido.
E possível acreditar em uma modificabilidade cognitiva
estrutural e entender o homem como alguém capaz de se modificar, alguém
que está em constante e contínuo processo; capaz de conscientizar-se do que
sabe e ampliar seus conhecimentos a partir de uma mediação.
06
O professor representa a figura deste mediador que está entre
o mediado e a realidade que os cerca. A sociedade e o estado podem contribuir
com a educação sendo que a mesma pode ser valorizada através de escolas
que possam oferecer qualidade para todos educando e educador equipando as
escolas com as tecnologias que tanto se fala, com melhores condições de
trabalho reduzindo o números de alunos em sala de aula e oferecendo
merenda de qualidade.
Quanto ao professor deve-se criar um plano de carreira no
magistério, organizando a municipalização de ensino equiparando o salario.
O governo colocar em prática o pacto pela a educação no qual já estabelece
direitos e deveres aos profissionais da classe
Observamos que ainda existem muitas barreiras a serem
quebradas nos dias atuais mas tudo o que for saudável para a aprendizagem e
o benefício de bem estar físico e mental será desenvolvido tanto nas escolas
como por diversos profissionais pedagogos.
O papel do pedagogo compreende um elo entre o aluno e o
conhecimento, sendo assim é inaceitável existir tantos pedagogos no nosso
país e ainda assim ter crianças sem acesso à educação. “A Constituição
Federal de 1988, reconheceu a importância do direito fundamental a educação
ao descrever no seu artigo 205 a seguinte frase” a educação e um direito de
todas as pessoas, considerando imprescindível ao pleno desenvolvimento da
pessoa, ao seu preparo para o exercício da cidadania e a sua qualificação para
o trabalho.
A educação é um conjunto de ações, fatores que agem sobre o
homem com vista a prepará-lo para vida no meio social. Ela visa forma um
homem integral, por isso envolve o desenvolvimento da personalidade nos
aspectos físicos, intelectual, afetivo e moral, a fim de promover nos indivíduos
as qualidades e capacidade humanas necessárias para a vida em sociedade,
ou seja, a sua relação com o mundo.
07

CONCLUSÃO

O presente trabalho nos proporcionou aliar a teoria com a


prática e refletir sobre o papel da escola e do profissional como agente
essencial para uma sociedade mais justa. O trabalho mostrou que através da
parceria entre aluno, professores e comunidade mostrando que a união de
seus colaboradores surte ótimos resultados na educação.

Atualmente a desvalorização profissional e consequentemente


incapacidade técnica, gera o problema de qualidade formal e política. Frente a
esta reflexão acima, o professor deve ter autoridade para poder ensinar e ser
respeitado. Fazendo-se necessário um investimento na pessoa do profissional
e na sua profissão.

Por convivermos numa sociedade seletista, classificatória e


opressora é preciso engajar-se social e politicamente na transformação das
estruturas opressivas da sociedade classista. O papel do professor na
sociedade atual é Fundamental, pois é sua responsabilidade mediar e
possibilitar as interações entre os alunos com o conhecimento como um
processo de descoberta, de produção, troca e cooperação.
08

CONCLUSÃO

O presente trabalho nos proporcionou aliar a teoria com a


prática e refletir sobre o papel da escola e do profissional como agente
essencial para uma sociedade mais justa. O trabalho mostrou que através da
parceria entre aluno, professores e comunidade mostrando que a união de
seus colaboradores surte ótimos resultados na educação.

Atualmente a desvalorização profissional e conseqüentemente


incapacidade técnica, gera o problema de qualidade formal e política. Frente a
esta reflexão acima, o professor deve ter autoridade para poder ensinar e ser
respeitado. Fazendo-se necessário um investimento na pessoa do profissional
e na sua profissão.

Por convivermos numa sociedade seletista, classificatória e


opressora é preciso engajar-se social e politicamente na transformação das
estruturas opressivas da sociedade classista. O papel do professor na
sociedade atual é Fundamental, pois é sua responsabilidade mediar e
possibilitar as interações entre os alunos com o conhecimento como um
processo de descoberta, de produção, troca e cooperação.
09

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

KUENZER, Acacia Z.. As mudanças no mundo do trabalho e a educação:


novos desafios para a gestão. In: FERREIRA, Naura S. C. Gestão democrática
da Educação: atuais tendências, novos desafios. São Paulo, Cortez. 1998, p 33
a 58.

KUENZER, Acacia ( org ). Z. Ensino Médio: construindo uma proposta para os


que vivem do trabalho. São Paulo, Cortez, 2000.

LERNER, D. O ensino e o aprendizado escolar: argumentos contra uma falsa


oposição. IN: CASTORINA, J. Piaget e Vigotsky: novas contribuições para o
debate.

LIBÂNEO, José C. Pedagogia e pedagogos, para quê?. São Paulo, Cortez,


1998.

REUNIÃO REGIONAL DA SBPC EM BOA VISTA – PROJETO DE APRENDIZAGEM: UM RELATO DE


EXPERIÊNCIA EXITOSA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS.

Disponível em: <http://www.sbpcnet.org.br/livro/boavista/resumos/1542.htm>. Acesso em: 27


de mai 2015.

http://mauricioedfisica.blogspot.com.br/2010/10/papel-do-professor-na-sociedade-atual-
e.html. 22 de mai 2015.

http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/geral/dc-na-sala-de-aula/noticia/2012/08/o-papel-
da-escola-e-do-educador-dos-nos-tempos-atuais-3848036.html. 22 de mai 2015.