Vous êtes sur la page 1sur 7

POP XXX

PROCEDIMENTO OPERACIONAL Elaborado em: 11/2010


PADRÃO Revisado em: 08/2018

Controle de Qualidade Produto Manipulado Válido até: 08/2019


Página 1 de 7

1. OBJETIVOS
Conforme RDC 220 - Inspeção visual em 100% das amostras, para assegurar a
integridade física da embalagem, ausência de partículas, precipitações, separação de
fases e verificação da exatidão das informações do rótulo.

2. PROCEDIMENTO

2.1. O QUE: controle de qualidade do produto manipulado.

2.2. QUEM: colaboradores capacitados e habilitados para atividade.


Paramentação sala não classificada: 1 par de luvas de vinil.
Paramentação sala classificada: vestimenta padrão para sala limpa.

2.3. QUANDO: para toda bolsa ou seringa manipulada, previamente a dispensação


para enfermagem.

2.4. COMO:

Bolsas manipulada:

2.4.1. Analise e compare com atenção as informações contidas no rótulo e na


prescrição médica:

Nome Prontuári
Paciente o

Ciclo e
D

Medicamento Dos
e

Elaborado por: Validado por: Aprovado por:


Elizangela Eugenio Álvaro Nobre Nome
Farmacêutica Coordenador Cargo
POP XXX
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
Elaborado em: 11/2010
PADRÃO
Revisado em: 08/2018
Controle de Qualidade Produto Manipulado Válido até: 08/2019
Página 2 de 7

Solução parenteral de grande


volume:

Tipo correto de
Soro

Volume correto
de Soro

Equipo (tipo, necessidade de filtro)

Correto,
Preenchido e
sem bolhas Clipe
Fechado

Roldana
Fechada
Sem
Vazamento
s

Toda infusão acima de 2h - equipo deve ser de bomba.

Atenção:
 Acordos de convênios que não autorizam equipo bomba nas contas pacientes.
 Equipos enviados pelo serviço da Cardio Pulmonar que dispensa item do
estoque próprio.

Elaborado por: Validado por: Aprovado por:


Elizangela Eugenio Álvaro Nobre Nome
Farmacêutica Coordenador Cargo
POP XXX
PROCEDIMENTO OPERACIONAL Elaborado em: 11/2010
PADRÃO Revisado em: 08/2018

Controle de Qualidade Produto Manipulado Válido até: 08/2019


Página 3 de 7

SERINGAS

Checar:
 Nome paciente (1)
 Prontuário (2)
 Ciclos e dia de tratamento (3)
 Nome e dosagem do medicamento (4)
 Volume a ser aspirado com volume aspirado na seringa (5)
 Tampa vedante (Luercap®)(6)

1 2

3
5

2.4.2. Análise física da solução final:


Sala classificada – observe as soluções no Ecran.
Sala não classificada – observe as soluções em local iluminado.

Sem
Precipitados

Coloração Ok!

Sem Corpo Estranho

Elaborado por: Validado por: Aprovado por:


Elizangela Eugenio Álvaro Nobre Nome
Farmacêutica Coordenador Cargo
POP XXX
PROCEDIMENTO OPERACIONAL Elaborado em: 11/2010
PADRÃO Revisado em: 08/2018

Controle de Qualidade Produto Manipulado Válido até: 08/2019


Página 4 de 7

Não conformidades nas bolsas ou seringas, retornar o preparo para a área de


produção.

2.4.3. Checar se manipulador assinou rótulos e assinar campo “Conferido”

2.4.4. Carimbar a prescrição médica, assinar e colocar o horário da dispensação.

Utilize, quando aplicável, 1 carimbo referente as prés medicações e 1 carimbo para


evidenciar controle de qualidade e horário da dispensação das quimioterapias.

2.4.5. Dispensar medicamento para enfermagem pelo pass through.


Nas unidades é facultado a dispensação do medicamento preparado que procede da
matriz, diretamente no setor da enfermagem.

Elaborado por: Validado por: Aprovado por:


Elizangela Eugenio Álvaro Nobre Nome
Farmacêutica Coordenador Cargo
POP XXX
PROCEDIMENTO OPERACIONAL Elaborado em: 11/2010
PADRÃO Revisado em: 08/2018

Controle de Qualidade Produto Manipulado Válido até: 08/2019


Página 5 de 7

2.4.5. Assim que ocorrer a dispensação da pré-medicação, na fila de execução,


modificar o status para "EM PREPARO" (amarelo) clicando com mouse em cima do NÃO
da coluna “PREPARADO”.
F5 para gravar.

Após dispensado as quimioterapias clique com mouse em cima do “em Preparo”


alterando para SIM.

o Medicamentos Preparo Antecipado – requer armazenamento adequado até


momento do uso ou para ser transportado para unidades.

1.Tenha as caixas devidamente identificadas

Elaborado por: Validado por: Aprovado por:


Elizangela Eugenio Álvaro Nobre Nome
Farmacêutica Coordenador Cargo
POP XXX
PROCEDIMENTO OPERACIONAL Elaborado em: 11/2010
PADRÃO Revisado em: 08/2018

Controle de Qualidade Produto Manipulado Válido até: 08/2019


Página 6 de 7

2.Realize os passos 2.4.1=>2.4.2 => 2.4.3;

3.Conferir preparos com check list do transporte das unidades - anotar no campo
“Farmacêutico Produção CQ” a quantidade de Prés e QT;

4. Acondicionar o preparo em sacos plásticos;

5. Se for termolábel identificar a embalagem externa com nome da unidade a que se


destina. Colocar nas devidas caixas => armazenar.

Elaborado por: Validado por: Aprovado por:


Elizangela Eugenio Álvaro Nobre Nome
Farmacêutica Coordenador Cargo
POP XXX
PROCEDIMENTO OPERACIONAL Elaborado em: 11/2010
PADRÃO Revisado em: 08/2018

Controle de Qualidade Produto Manipulado Válido até: 08/2019


Página 7 de 7

o Produtos pronto para uso são medicamentos que vem da indústria, em


seringas previamente preenchidas.
O controle de qualidade é a checagem de validade e se item confere com o
prescrito e estes são dispensados à enfermagem não obrigatoriamente pelo
pass through da sala de manipulação.

2.4.6. Realize os registros dos indicadores.

o Atendimento de solicitações medicamentos de intercorrências

 Priorizar à frente de todo processo de manipulação.


 Realizar controle de qualidade do produto acabado conforme padrão.
 Dispensar.
 Registrar em planilha Bolsas Produzidas RV preenchendo os dados conforme
abaixo ou conforme rotina da unidade em questão:

 Realizar a evolução no prontuário do paciente, aba FARMÁCIA, F3, anotação de


farmácia

3. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA
RDC 220 – 21.09.2004

4. ANEXO
Planilha de indicadores
Elaborado por: Validado por: Aprovado por:
Elizangela Eugenio Álvaro Nobre Nome
Farmacêutica Coordenador Cargo