Vous êtes sur la page 1sur 25

Definição de comércio

Electrónico e E-Business
Índice

 Definição de Comércio Electrónico e E-Busines


 Tipos de Comércio Electrónico
 Especializações de E-Busines
 Vantagens do Correio Electrónico
 Desvantagens do Correio Electrónico
 Barreiras ao Comércio Electrónico
 Leis, Regras e Normas de Funcionamento
 Protecção e Segurança do Consumidor
 Dicas para Compras Online
 Comércio Electrónico em Portugal
 Evolução do Comércio Electrónico em Portugal
 Empresa que evoluiu com o Comércio Electrónico
 Serviços que a Empresa nos Oferece
 Organograma da Empresa
 Gráfico que Comprova o Sucesso
 Mercado tradicional vs Mercado Online
Definição de Comércio Electrónico e e-business

 Podemos definir comercio electrónico


dizendo que é “uma qualquer forma
de transacção de negocio, na qual as
partes interagem electronicamente
ao invés do contacto físico directo”.
Tipos de comercio electrónico

 Marketing electrónico

 Home Office

 Home banking

 Comercio electrónico

 Apoio a clientes

 Serviços de entretenimento

 Educação virtual
Especializações de E- Business

 Business-to-business, Cuja a abreviatura é B2B

 Business-to-comerce, cuja a abreviatura é B2C


Principais vantagens do Comércio Electrónico
 Aumento de contacto de empresas com fornecedores.

 Aumento de possíveis clientes.

 Facilidade de dialogo com empresas internacionais.

 Informação disponível 24h.


Principais desvantagens do Comércio Electrónico
 Falta de contacto directo com o cliente.

 Desconfiança por parte do cliente, principalmente em relação aos bens


alimentares, moveis e imóveis.

 Consumidor tem receio de enviar, dados pessoais e confidenciais para


efectuar a compra de bens ou serviços.
 A competição que até então era local torna-se agora mundial;

 Uma vez publicada a informação na Internet, torna-se fácil a sua cópia;

 As empresas têm receio se os consumidores irão aceitar essa nova


forma de negócio;
Barreiras ao Comércio Electrónico

 Barreiras do Usuário

 Incerteza

 Custo de acesso Barreiras Institucionais

 Tecnologia proprietária Modelos de negocio

Segurança

Segurança ao consumidor
Leis, regras e normas de funcionamento

Numa altura em que rapidamente se impõe a “Nova Economia”, fruto da


expansão incessante do Comércio Electrónico, nasce também, um Novo
Direito.

A.Comércio Electrónico

Transpõe para a ordem jurídica nacional a Directiva 2000/31/CE, do


Parlamento Europeu e do Conselho, de 8 de Junho de 2000, relativa a
aspectos legais dos serviços da sociedade da informação, em especial do
comércio electrónico, no mercado interno.
 Decreto-Lei n.º 7/2004, de 7 de Janeiro
Iniciativa Nacional para o Comércio Electrónico.

 Resolução do Conselho de Ministros n.º115/98, de 1 de


Setembro
Documento Orientador da Iniciativa Nacional para o Comércio
Electrónico

 Resolução do Conselho de Ministros n.º 94/99, de 25 de


Agosto
Aprova o Plano de Acção para a sociedade da Informação.
 Resolução do Conselho de Ministros n.º 107/2003, de 12 de Agosto
Autorização para o Governo legislar sobre certos aspectos do comércio
electrónico

 Lei n.º 7/2003, de 9 de Maio


Existem ainda outras Directrizes e Decretos-Lei que protegem o Comércio
Electrónico e que não mencionámos:

B) Assinatura Electrónica;
C) Factura Electrónica;
D) Moeda Electrónica;
E) Dados Pessoais;
F)Diversos.
Protecção e Segurança do Consumidor

• Antivírus
• Encriptação
• Firewall
• SET – Secure Electronic Transactions
• SSL – Secure Socket Layer
• PIN – Personal Identification Number
 Certificado da verisign secured
 Website acreditado pela ACEPI
Dicas para compras on-line

 Certificarem-se se a loja oferece outros meios de contacto.

 Imprimir todos os procedimentos realizados.

 Solicitar uma confirmação por escrito.

 Cuidado com as promoções.

 Conferir a política de troca e devolução do produto.

 Ter em atenção as taxas de importação e o valor da deslocação.

 E nunca enviar informações do pagamento via e-mail.


O Comércio Electrónico em Portugal

 O que os portugueses mais compram na Internet são livros, CD’s e


DVD’s.

 Também compram produtos informáticos, viagens, obras de arte,


alimentação e bebidas.

 Pertence a quadros superiores ou estudantes na faixa etária entre os 20


e os 29 anos.

 No ano passado os portugueses gastaram mais de 1 milhão de contos


em compras on-line, a maioria delas em sites estrangeiros.
Evolução do Comércio Electrónico em Portugal

Segundo a a UMIC(agencia para a Sociedade e conhecimento, são cada vez


mais as empresas em Portugal que recorrem ao comércio electrónico para
efectuar compras e/ou vendas de bens e serviços.
Empresa que evoluiu com o comercio electrónico

 O Exit é uma empresa do grupo Sonae, fundada em 2000. É hoje um


dos principais prestadores
 de serviços de viagens online B2C do mercado, com uma forte
presença no sector.
Serviços que a empresa nos oferece
Organograma da empresa
Gráfico que comprova o sucesso
Mercado tradicional VS Mercado Online
Lojas VS Sites