Vous êtes sur la page 1sur 7

NORMA ABNT NBR

BRASILEIRA 7809
Segunda edição
15.05.2006

O
Válida a partir de
14.06.2006

Versão corrigida
30.06.2008

Agregado graúdo Determinação do índice


Exemplar para uso exclusivo - DEMONSTRAÇÃO DO SERVIÇO ABNTCOLEÇAO PARA UNIVERSIDADES - 33.402.892/0002-97

de forma pelo mél o paquímetro —


Método de ensai<
Coarse aggregate - , ination of shape index by the caliper -
Method of test

Palavras-chave: Agregado. Concreto.


Descriptors: Aggregate. Concrete.

ICS 91.100.30

ISBN 978-85-07-00809-5

ASSOCIAÇÃO Número de referência


BRASILEIRA ABNT NBR 7809:2006
DE NORMAS
TÉCNICAS 3 páginas
©ABNT 2006

Impresso por: IFTO - PALMAS - SIDNEY


ABNT NBR 7809:2006

O
cT
Exemplar para uso exclusivo - DEMONSTRAÇÃO DO SERVIÇO ABNTCOLEÇÃO PARA UNIVERSIDADES - 33.402.892/0002-97

< y
4?

<5
<5

© ABNT 2006
Todos os direitoss re
£
reservados.. /A menos que especificado de outro modo, nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida
ou por qualquer meio, eletrônic
nico ou mecânico, incluindo fotocópia e microfilme, sem permissão por escrito pela ABNT.

Sede da ABNT
Av.Treze de Maio, 13 - 28° andar
20031-901 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: + 55 21 3974-2300
Fax: + 55 21 2220-1762
abnt@abnt.org.br
www.abnt.org.br

Impresso no Brasil

ii ©ABNT 2006 - Todos os direitos reservados

Impresso por: IFTO - PALMAS - SIDNEY


ABNT NBR 7809:2006

Sumário Página

Prefácio.......................................................................................................................................................................iv
1 Objetivo..................................................
2 Referências normativas........................ O :
3 Definições...............................................
4
5
Aparelhagem..........................................
Amostragem........................................... lí
6 Preparação das amostras para ensaio.
EE
Exemplar para uso exclusivo - DEMONSTRAÇÃO DO SERVIÇO ABNTCOLEÇÃO PARA UNIVERSIDADES - 33.402.892/0002-97

7 Procedimento de ensaio.......................
8 Resultados e relatório .
8.1 Cálculo.........................
8.2 Relatório do ensaio....

= = =

&
/

©ABNT 2006 - Todos os direitos reservados iii


Impresso por: IFTO - PALMAS - SIDNEY
ABNT NBR 7809:2006

Prefácio

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o Fórum Nacional de Normalização. As Normas Brasileiras,
cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNT/CB), dos Organismos de Normalização
Setorial (ABNT/ONS) e das Comissões de Estudo Especiais Temporárias (ABNT/CEET), são elaboradas por
Comissões de Estudo (CE), formadas por representantes dos setores envolvidos, delas fazendo parte: produtores,
consumidores e neutros (universidades, laboratórios e outros).

A ABNT NBR 7809 foi elaborada no Comitê Brasileiro de Cimento, Concreto e Agregados (ABNT/CB-18), pela
Comissão de Estudo de Requisitos e Métodos de Ensaios de Agregados para Concreto (CE-18:200.01). O Projeto
circulou em Consulta Nacional conforme Edital n° 09, de 30.09.2005, com o número de Projeto ABNT NBR 7809.

Esta segunda edição cancela e substitui a edição anterior (ABNT NBR 78C 983), a qual foi tecnicamente
revisada.
Exemplar para uso exclusivo - DEMONSTRAÇÃO DO SERVIÇO ABNTCOLEÇÃO PARA UNIVERSIDADES - 33.402.892/0002-97

Esta versão corrigida da ABNT NBR 7809:2006 incorpora a Errata 1

iv ©ABNT 2006 - Todos os direitos reservados

Impresso por: IFTO - PALMAS - SIDNEY


NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 7809:2006

Agregado graúdo — Determinação do índice de forma pelo método do


paquímetro — Método de ensaio

o
1 Objetivo
<r
Esta Norma estabelece o método para determinação do índice de forma de agregados graúdos com dimensão
máxima característica maior que 9,5 mm, pelo método de paquímetro.
Exemplar para uso exclusivo - DEMONSTRAÇÃO DO SERVIÇO ABNTCOLEÇAO PARA UNIVERSIDADES - 33.402.892/0002-97

2 Referências normativas
rs
As normas relacionadas a seguir contêm disposições que, ac citadas neste texto, constituem prescrições
para esta Norma. As edições indicadas estavam em vigor ento desta publicação. Como toda norma está
sujeita a revisão, recomenda-se àqueles que realizam acor om base nesta que verifiquem a conveniência de
se usarem as edições mais recentes das normas citadc ir. A ABNT possui a informação das normas em
vigor em um dado momento.

ABNT NBR NM 26:2001 - Agregados - Amostrage

ABNT NBR NM 27:2001 - Agregados - Reduçã ostra de campo para ensaios de laboratório

ABNT NBR NM 248:2003 - Agregados - De ção da composição granulométrica

ABNT NBR NM ISO 3310-1:1996 - Per e ensaio - Requisitos técnicos e verificação - Parte 1: Peneiras de
ensaio com tela de tecido metálico

3 Definições
Para os efeitos desta Norm se as seguintes definições:

3.1 índice de form regado: Média da relação entre o comprimento e a espessura dos grãos do
agregado, ponderada p tidade de grãos de cada fração granulométrica que o compõe.

3.2 compriment grão (c): Maior dimensão possível de ser medida em qualquer direção do grão.

3.3 espess grão (e): Menor distância possível entre planos paralelos entre si em qualquer direção do
grão.

4 Aparelhagem
Para a realização dos ensaios estabelecidos nesta Norma, deve ser utilizada a aparelhagem descrita em 4.1 a 4.3
e demais instrumentos e acessórios comuns aos laboratórios de ensaios.

4.1 Peneiras de ensaio de acordo com a ABNT NBR NM ISO 3310-1, das séries normal e intermediária, como
estabelece a ABNT NBR NM 248.

©ABNT 2006 - Todos os direitos reservados 1


Impresso por: IFTO - PALMAS - SIDNEY
ABNT NBR 7809:2006

4.2 Paquímetro com resolução de 0,1 mm, aferido.

4.3 Estufa capaz de manter a temperatura no intervalo de (105 ± 5)°C.

5 Amostragem

A amostragem dos agregados e sua redução para ensaio deve ser realizada de acordo cc BNT NBR NM 26
e ABNT NBR NM 27, nas quantidades mínimas estabelecidas na tabela 1.

Tabela 1 — Quantidade mínima de material para en

Fração granulométrica Massa mír amostra inicial


(abertura da peneira)
Exemplar para uso exclusivo - DEMONSTRAÇÃO DO SERVIÇO ABNTCOLEÇAO PARA UNIVERSIDADES - 33.402.892/0002-97

< 19 mm
> 19 mm e < 25 mm
> 25 mm e < 37,5 mm
> 37,5 mm

6 Preparação das amostras para ensaio

6.1 Secar a amostra em estufa mantida a (105 ± 5)° ssa constante.

6.2 Realizar a análise granulométrica da am forma a dividi-la em frações, de acordo com a


ABNT NBR NM 248, utilizando as séries normal liária.

6.3 Desprezar as frações passantes na peneira com abertura de malha de 9,5 mm e aquelas cujas
porcentagens retidas individuais, em massa, sejam iguais ou menores que 5%.

7 Procedimento de ensaio

7.1 Cada fração obtida de acorc a seção 6 deve ser quarteada como estabelece a ABNT NBR NM 27 até
obtenção do número de grãos obtk equação seguinte:

N, = 4 “ „F
Z f
i=i

onde:

200 é o número de grãos necessários para a realização do ensaio;

N é o número de grãos a serem medidos na fração i.

Fu, é a porcentagem de massa retida individual da fração i.

NOTA Quando N for fracionário, deve ser arredondado ao inteiro mais próximo.

7.2 Efetuar, com o auxílio do paquímetro (4.2), a medida do comprimento “c” (3.2) e da espessura “e” (3.3) de
cada um dos grãos obtidos, conforme 7.1.

2 ©ABNT 2006 - Todos os direitos reservados

Impresso por: IFTO - PALMAS - SIDNEY


ABNT NBR 7809:2006

8 Resultados e relatório

8.1 Cálculo
Calcular o índice de forma de cada uma das frações ensaiadas pela média ponderada pela equação de 7.1, das
relações entre o comprimento e a espessura (c/e) de todos os grãos medidos. O resultado deve ser arredondado
ao décimo mais próximo.

8.2 Relatório do ensaio


O
Deve constar no relatório do ensaio o seguinte:

a) identificação da amostra;
cT
b) granulometria, segundo a ABNT NBR NM 248;
Exemplar para uso exclusivo - DEMONSTRAÇÃO DO SERVIÇO ABNTCOLEÇÃO PARA UNIVERSIDADES - 33.402.892/0002-97

c) índice de forma do agregado, calculado conforme 8.1;

d) resultados de medição individuais e cálculos referentes às ponderações efetuadas.

O
<5
<5

©ABNT 2006 - Todos os direitos reservados 3


Impresso por: IFTO - PALMAS - SIDNEY