Vous êtes sur la page 1sur 1
33ª Jornada Acadêmica Integrada COMPLEXO NEUROVASCULAR MÉDIO: RELAÇÃO DO NERVO ABDUCENTE E A ACIA. . Schaffazick,

33ª Jornada Acadêmica Integrada

33ª Jornada Acadêmica Integrada COMPLEXO NEUROVASCULAR MÉDIO: RELAÇÃO DO NERVO ABDUCENTE E A ACIA. . Schaffazick,

COMPLEXO NEUROVASCULAR MÉDIO: RELAÇÃO DO NERVO ABDUCENTE E A ACIA.

. Schaffazick, Fernando¹ (IC); Reetz, Fernando¹ (IC); Schmidt, Daniel² (CO); Becker, Mônica ² (O)

  • 1 Acadêmico do Curso de Medicina, Universidade Federal de Santa Maria; 2 Departamento de Morfologia, Universidade Federal de Santa Maria

A artéria cerebelar inferior anterior (ACIA) surge na metade inferior da artéria basilar e está intimamente associada com os nervos abducente, facial e vestibulococlear. A ACIA e os nervos cranianos acima descritos, juntos, compreendem o complexo neurovascular médio. O objetivo do trabalho é ilustrar uma variação anatômica na origem e no percurso da ACIA e fazer uma revisão bibliográfica da relação da artéria com o sexto par craniano, o nervo abducente. O achado foi constatado em peça anatômica, que foi preparada e estudada no Laboratório de Anatomia Humana do Departamento de Morfologia da UFSM. A peça anatômica encontrava-se fixada em solução de formaldeído a 20%, foi dissecada sendo a meninge dura-máter removida e o foco da dissecção foi em preparar vascularização arterial encefálica e emergência aparente dos nervos cranianos. O encéfalo foi acondicionado em caixa acrílica e mantido conservado em solução de formaldeído a 10 %. O registro fotográfico foi realizado com câmera Nikkon D3200 de 21 megapixel e lente Nikkor 18-55mm. Durante a dissecção, observou-se um padrão de distribuição diferenciado do nervo abducente em relação a ACIA, sendo a passagem do nervo abducente esquerdo anterior à ACIA e o nervo abducente direito passando posterior à ACIA. Além disso, foi observado a origem da ACIA no 1/3 médio da artéria basilar, bilateralmente, deslocando-se até chegar junto ao sulco bulbo pontino, mantendo próxima relação com os nervos facial e vestibulococlear, ocorrendo neste ponto a bifurcação da artéria em troncos rostral e caudal. Ao revisar a literatura, foram encontrados escassos dados sobre o percurso da ACIA e sua relação com o nervo abducente, tanto na bibliografia clássica de Neuroanatomia, quanto no PubMed, plataforma na qual fora realizada uma busca com os termos “antero inferior cerebellar artery anatomy” e encontrados apenas 13 resultados. Na maior parte das bibliografias e ilustrações, as ACIAs distribuem-se inferior ou anterior ao sexto par craniano. Entretanto, há uma única documentação da passagem do nervo abducente esquerdo anterior à ACIA e o nervo abducente direito passando posterior à ACIA, da mesma maneira que ocorre nesta peça em estudo. Desta forma, salientamos que as dissecções de cadáveres e/ou peças anatômicas com foco na descrição das variações anatômicas encontradas e na documentação destes achados, são muito importantes para contribuir com a literatura, incrementando o conhecimento relacionado a práticas de micro-neurocirurgia e também para o ensino e aprendizado em Neuroanatomia.

Trabalho sem apoio financeiro.

33ª Jornada Acadêmica Integrada - JAI Universidade Federal de Santa Maria, 22 a 26 de Outubro de 2018

Centres d'intérêt liés