Vous êtes sur la page 1sur 30

201 8

CENÁRIO DOS FABRICANTES DE


ESTRUTURA DE AÇO

INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO


Desde 2011 o Centro Brasileiro da Construção Realizada pela e8 inteligência, empresa
APRESENTAÇÃO em Aço (CBCA), com o apoio da Associação especializada em estudos e pesquisas
Brasileira da Construção Metálica (ABCEM), para o setor da construção, contou com a
realiza estudos com os fabricantes de colaboração de 306 empresas.
estruturas em aço (incluindo torres de
transmissão) para traçar um panorama do A pesquisa vem se aperfeiçoando ao
segmento e acompanhar sua evolução. A longo dos anos e os resultados obtidos
edição 2018 conta também com o apoio têm auxiliado na qualificação das
do Instituto Nacional dos Distribuidores informações sobre o setor, de modo
de Aço (INDA) e apresenta os resultados que sirvam como suporte para a sua
das empresas no ano de 2017. Os dados de promoção junto a sociedade, governo e
2016 foram revisados, sofrendo atualizações mercado da construção civil, expondo
nos valores de colaboradores, faturamento, a real importância e dimensão da
produção e capacidade produtiva. construção em aço.
INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO
SOBRE A PESQUISA

O primeiro estudo sobre


O período de coleta dos
2012 o cenário de mercado de
estrutura de aço foi realizado
2018 dados em 2018 ocorreu entre
06/mar a 13/jun/18.
em 2012 (ano base 2011).

Ao longo dos anos a pesquisa vem se aprimorando, tanto em sua


metodologia como em quantidade de empresas entrevistadas.

EVOLUÇÃO DA QUANTIDADE DE FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO CONTATADOS


Redução de empresas devido a Redução devido
exclusão de fabricantes que atuam
356 a exclusão de
em outros setores, como caldeiraria 324 empresas que
306
e fabricação de telhas não fabricam
255 estruturas ou
deixaram de
204 produzir
157 166

2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO


SOBRE A PESQUISA

Na pesquisa de 2018 foram contatadas 306


empresas.
Pouco mais de 15% da amostra (47 empresas) 47 empresas
não participaram por terem mudado de atuação,
encerrarem as atividades ou por não desejarem
participar.
15% (15% da amostra)
não participaram
da pesquisa
Em 2017 a pesquisa considerou dados de 262
empresas. Na edição de 2018 a pesquisa contou
com respostas de 259 fabricantes.

QUANTIDADE DE EMPRESAS CONTATADAS


306 15
14
7 7 4 259

EMPRESAS NÃO OPTARAM POR FECHARAM NÃO FABRICAM DEIXOU FABRICANTES


CONTATADAS LOCALIZADAS NÃO PARTICIPAR DE FABRICAR PESQUISADOS
INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO
SOBRE A PESQUISA

Em 2018 houve contato com 50 novas QUANTIDADE DE EMPRESAS CONTATADAS


empresas. Desse total, 29 fabricantes
efetivamente foram computados na 15 FABRICANTES
pesquisa e 21 empresas fecharam, NÃO LOCALIZADOS
mudaram de atuação, não foram 13 participaram em 2016
localizadas ou não quiseram participar. e 2 foram incluídos em 2017
259 FABRICANTES
PESQUISADOS 14 FABRICANTES OPTARAM
230 participaram em 2016 POR NÃO PARTICIPAR
e 29 foram incluídos em 2017 6 participaram em 2016
e 8 foram incluídos em 2017

7 FABRICANTES
FECHARAM
4 participaram em 2016
e 3 foram incluídos em 2017

7 PESQUISADOS
NÃO FABRICAM
Os 7 foram incluídos em 2017

4 FABRICANTES
MUDARAM DE ATUAÇÃO
3 participaram em 2016
e 1 foi incluído em 2017

INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO


PERFIL DAS EMPRESAS
LOCALIZAÇÃO DAS EMPRESAS
CONFORME ESTADO
Todas as regiões do país possuem fabricantes de DISTRIBUIÇÃO DE FABRICANTES DE
estruturas de aço, havendo uma presença maior na ESRUTURA POR REGIÃO (%)
região Sudeste, com mais de 50% das empresas.
O estado de São Paulo concentra mais de 1/3 dos
fabricantes pesquisados.
N
4%
QUANTIDADE DE FABRICANTES DE NE
ESTRUTURAS DE AÇO POR ESTADO (%) 9%

87 CO
7%
SE
TOTAL 56%
259 EMPRESAS
S
24%

39

29

19
14 12 11 10
7 5 5 4 3 3 3 2 2 2 1 1
SP MG RS SC PR ES GO BA RJ PE PA CE DF AM MT MS PB RO PI MA

INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO


QUANTIDADE DE
COLABORADORES
Houve uma queda no número de
colaboradores, reflexo do cenário sócio
econômico, que impactou na redução
da demanda.

EVOLUÇÃO DO NÚMERO TOTAL DE


COLABORADORES

25.394 28.498
Colaboradores trabalham 25.394

nas empresas fabricantes -12,2%


de estruturas de aço
(ano base 2017)

Em 2017 as empresas que fabricam estruturas de aço


contaram com quase 25,5 mil colaboradores, sendo
mais da metade trabalhando no chão de fabrica.

*2016 2017

*Os dados de 2016 foram corrigidos


INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO
PORTE DAS EMPRESAS POR
QUANTIDADE DE COLABORADORES

Considerando a classificação do porte da empresa pela 20 a 99 colaboradores. Este mercado é bastante pulverizado e
quantidade de colaboradores (segmentação SEBRAE), a maior cerca de 3% das empresas são de grande porte, tendo mais de
parte (57%) se enquadra como pequena empresa, tendo entre 500 colaboradores.

DISTRIBUIÇÃO DAS EMPRESAS


QUANTIDADE MÉDIA DE COLABORADORES
POR QUANTIDADE DE COLABORADORES
SEGUNDO PORTE DAS EMPRESAS
QUE ATUAM COM ESTRUTURAS METÁLICAS

748

25% MÉDIA
(100 a 499 colab.)
57% PEQUENA
(20 a 99 colab.) 3% GRANDE
(≥ 500 colab.)
15% MICRO
(≤ 19 colab.)
186

48
12

MICRO PEQUENA MÉDIA GRANDE


(≤ 19 colab.) (20 a 99 colab.) (100 a 499 colab.) (≥ 500 colab.)

INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO


FATURAMENTO
Evolução do faturamento bruto
destinado a fabricação das estruturas
de aço (R$ Bilhões)
Das empresas pesquisadas, todas declararam o faturamento
bruto da empresa em 2017.

A partir deste dado foi perguntado o percentual do faturamento


destinado para a fabricação de estruturas de aço, chegando a Apesar da queda do mercado, houve um aumento no
um valor anual de R$ 4,4 bilhões. faturamento, pois alguns setores tiveram crescimento, como
agronegócio e energia, por exemplo. Além disso, houve
Este montante representa quase 73% do faturamento bruto também aumento do custo de produção.
total no ano de 2017 das empresas pesquisadas.
4,4
4,1

R$4,4
+7,1%

Bilhões
É o faturamento estimado
para a fabricação de
estruturas de aço
das empresas
pesquisadas *2016 2017

*Os dados de 2016 foram corrigidos


INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO
PORTE DAS EMPRESAS
POR FATURAMENTO

48% MÉDIO
Adotando a classificação BNDES para (> R$ 4,8 MM a 300 MM)
segmentar empresas por porte, observa-
se que quase metade dos fabricantes
pesquisados são considerados de médio
porte e quase 45%, de pequeno porte. 1% GRANDE
8% MICRO (≥ R$ 300 MM)
(≤ R$ 360 mil)

43% PEQUENO
(> R$ 0,36 MM A 4,8 MM)

*Considerado o faturamento referente a produção de estruturas de aço

INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO


PRODUÇÃO
E CAPACIDADE PRODUTIVA
PRODUÇÃO 2017
DE ESTRUTURAS DE AÇO PRODUÇÃO POR REGIÃO (%)

Todas as empresas pesquisadas e identificadas como Região Sudeste representa mais da metade
fabricantes de estruturas de aço declararam sua produção da produção de estruturas de aço, sendo
do ano de 2017, totalizando em 696.944 toneladas. quase 1/4 do total produzido em São Paulo.

697 MIL t N
2%
NE
É a produção total de estruturas de aço em 2017 15%

CO
5%
PRODUÇÃO POR ESTADO (MIL TONELADAS NO ANO)
SE
51%
145
130
S
108 27%

91

55
45
35 38

15 14 12 9

SP RS MG ES PE PR BA SC RJ GO CE OUTROS*
*Outros: AM, DF, MA, MT, MS, PA, PB, RO e PI
INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO
EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO

Em 2017 o setor sofreu queda de 13,1% na fabricação de a 2014, quando a produção atingiu seu pico. A situação
estruturas de aço em relação ao ano anterior, atingindo o nível político econômica resultou na redução da produção, além
mais baixo desde a primeira edição da pesquisa, em 2011. do fechamento de algumas empresas, como já mencionado
anteriormente.
Desde 2015 o setor vem sofrendo queda na produção.
Em 2017 houve uma queda de 50% do volume em relação

EVOLUÇÃO DA QUANTIDADE DE EMPRESAS PESQUISADAS


X PRODUÇÃO DE ESTRUTURAS DE AÇO (TONELADAS/ANO)

313
1.395.000 280
1.245.000 1.234.000 259
1.127.000 240
1.062.000

181 788.595
157 164 696.944

2011 2012 2013 2014 2015 2016* 2017

Produção Número de empresas informantes *Os dados de 2016 foram corrigidos


INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO
CAPACIDADE PRODUTIVA 2017

1.71 MM t
Dos 259 fabricantes de estruturas Assim como a produção, o setor vem
pesquisados, todos informaram reduzindo a sua capacidade produtiva.
sua capacidade produtiva anual. A Em 2017 houve uma queda de 2,7% em
É a capacidade produtiva anual total de somatória resultante foi de 1.713.519 relação a 2016.
estruturas de aço em 2017 das empresas toneladas em 2017.
pesquisadas

EVOLUÇÃO DA QUANTIDADE DE EMPRESAS PESQUISADAS X CAPACIDADE


PRODUTIVA DE ESTRUTURAS DE AÇO (TONELADAS/ANO)
2.112.000
1.966.000
1.760.000 1.713.000
1.654.000
1.523.000 313
1.414.000 280
259
240

181
157 164

2011 2012 2013 2014 2015 2016* 2017

Capacidade produtiva Número de empresas informantes *Os dados de 2016 foram corrigidos
INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO
ESTRUTURA DE AÇO POR TIPO DE OBRA

A pesquisa de 2017 adotou novo critério


PARTICIPAÇÃO DE ESTRUTURAS DE AÇO POR TIPOS DE OBRAS (%)
para segmentar os tipos de obra.

Obra de energia, que antes era classificada


em infraestrutura, passou a ser um tipo 13% COMERCIAL
de obra, representando cerca de 1/3 da (escola, hotel,
produção das estruturas de aço. escritório, shopping)
Destaque também para obras industriais, 29% INDUSTRIAL
com 29% de participação. EDIFICAÇÕES 11% INFRAESTRUTURA
(fabricação, CDBs, (ponte, viaduto,
galpões) saneamento, porto,
aeroporto, passarela em
avenidas/estradas)

5% RESIDENCIAL
36% ENERGIA (prédio residencial,
(torres de transmissão, condomínio e casa)
eólica e solar)
3% INDUSTRIAL
INFRAESTRUTURA
(silos e armazéns)
3% MINERAÇÃO/
ÓLEO E GÁS/ÁLCOOL
E AÇÚCAR

INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO


RELAÇÃO
PRODUÇÃO X CAPACIDADE PRODUTIVA
Em 2015 houve aumento na ociosidade dos
equipamentos (46% de ocupação), mas EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO X CAPACIDADE PRODUTIVA (%)
houve aumento na capacidade produtiva.

Em 2016 houve queda na capacidade


produtiva e também ocupação dos 75% 75% 74%
equipamentos, permanecendo a mesma 71%
situação em 2017.

O índice de ocupação dos equipamentos


é o mais baixo desde 2011, estando
próximo dos 40%.
46% 45%
41%

2011 2012 2013 2014 2015 2016* 2017

*Os dados de 2016 foram corrigidos


INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO
ESTRUTURA DE AÇO POR TIPO DE OBRA

Observa-se comportamento regional


PRODUÇÃO DE ESTRUTURAS DE AÇO X TIPOS DE OBRAS X REGIÃO (%)
distinto da produção x tipo de obra. Na
região Sul por exemplo, mais da metade
das estruturas produzidas nessa região 2% 1% 2%
foram destinadas às obras industriais. 5% 2% 1% 3% 7% MINERAÇÃO
Vale dizer que a estrutura produzida 1% 4%
9% 15% INDUSTRIAL
numa região pode ser utilizada em obras 7%
INFRAESTRUTURA
localizadas em outra região. 20% 13%
5% 10% RESIDENCIAL

7%
36% 13% COMERCIAL

26% 21% 5% INFRAESTRUTURA


44%

8%
12%

INDUSTRIAL
52%
EDIFICAÇÕES
50%
43%
34%
34%

2% 6% ENERGIA

N NE CO SE S

INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO


CERTIFICAÇÃO
CERTIFICAÇÃO PARA
FABRICAÇÃO DE ESTRUTURAS

Quase 30% das empresas pesquisadas possuem algum tipo de certificação. No geral empresas de maior porte são as que
possuem certificação, sendo a ISO 9001 a de maior adesão. Cerca de 75% das empresas de grande porte (segundo faturamento)
possuem certificado ISO 14001 e OHSAS 18001.

POSSUI ALGUMA CERTIFICAÇÃO? CERTIFICAÇÃO QUE POSSUI

97%

NÃO SIM
71% 29%

21%
14%
9%

ISO 9001 ISO 14001 OHSAS 18001 CRC Petrobrás

INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO


COMPETITIVIDADE
E EXPECTATIVA DO SETOR
PERFIL DE ATUAÇÃO
DAS EMPRESAS PESQUISADAS
Quase 45% dos fabricantes entrevistados tem forte atuação em Quase 1/4 dos entrevistados declaram que as estruturas de aço
obras industriais. Por esta razão, consideram que neste tipo também são favoráveis em obras que demandam velocidade,
de obra a estrutura metálica é mais competitiva. baixa geração de resíduos e/ou possuem grandes vãos.

PRINCIPAIS PERFIS DE ATUAÇÃO DOS FABRICANTES PESQUISADOS

INDUSTRIAL 44%

OBRAS DE GRANDES VÃOS 24%

COMERCIAL 22%

TODOS OS TIPOS DE OBRAS 8%

ENERGIA 5%

INFRAESTRUTURA 4%

RESIDENCIAL 3%

INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO


VISÃO DOS FABRICANTES SOBRE
USO DAS ESTRUTURAS DE AÇO
Na visão dos fabricantes pesquisados as estruturas de aço são
pouco utilizadas no Brasil principalmente devido a forte cultura
do uso do concreto armado. É um sistema mais divulgado e,
consequentemente, mais conhecido.

POR QUE O BRASIL UTILIZA POUCO ESTRUTURAS DE AÇO?

37%

29% 29%

7% 6% 6%

A CULTURA DE ALTO PREÇO FALTA DE PROFISSIONAIS ACREDITA QUE O FALTA DE FALTA DE


UTILIZAÇÃO DO DO SISTEMA CAPACITADOS A SISTEMA É MUITO INVESTIMENTO DIVULGAÇÃO
CONCRETO É MAIS TRABALHAR COM O UTILIZADO
FORTE DO QUE O AÇO SISTEMA

INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO


EXPECTATIVA DE MERCADO PARA 2018

Quase 40% dos entrevistados acreditam que a empresa não Fabricantes das regiões Sul e Sudeste mostram-se mais
terá crescimento no ano de 2018. Das empresas que esperam cautelosos, com a maior parte (40%) sem expectativa de
um crescimento positivo, maior parte acredita num crescimento crescimento. As demais regiões estão mais otimistas e a maior
entre 5 a 10%, repreentando 21% do total. parte das empresas das regiões Norte, Nordeste e Centro-
Oeste esperam um crescimento entre 5 a 10%.

EXPECTATIVA DE CRESCIMENTO EXPECTATIVA DE CRESCIMENTO


DAS EMPRESAS EM 2018 DAS EMPRESA EM 2018, POR REGIÃO
2% 3%
4% 5% 4% 70,1% a 100%
70,1% a 100% 2% 10% 6%
9% 5% 30,1% a 70%
10%
4% 11% 15,1% a 30%
30,1% a 70% 3% 6% 18%
10,1% a 15%
16% 16%
15,1% a 30% 9% 35% 19% 5,1% a 10%
60%

10,1% a 15% 9% 22%


32% 15% ATÉ 5%

5,1% a 10% 21% 22%


5%
10%
ATÉ 5% 19% 40% 39% SEM CRESCIMENTO
26% 26%
20%
SEM CRESCIMENTO 37%
N NE CO SE S
INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO
PRINCIPAIS DIFICULDADES
PARA O CRESCIMENTO

Na visão dos fabricantes, o principal fator que dificulta o O baixo volume de obras, que é uma consequência da atual
crescimento da empresa é a conjuntura econômica, sendo conjuntura, aparece como o segundo item que não favorece o
citado por mais da metade das empresas. crescimento.

PRINCIPAIS DIFICULDADES PARA O CRESCIMENTO DA EMPRESA

53%

28%

17% 16%

8%
5% 5%
3% 2%

Crise financeira Baixo volume Tributação e Concorrência Baixo Concorrência Baixa qualidade Capital de giro Dificuldade de
e a falta de de obras custo da matéria desleal conhecimento do com o valor do da mão de obra (liquidez) aprovação de
investimento do prima com outros mercado sobre aço importado que executa crédito para
mercado segmentos o sistema de ou não melhorar fábrica
estrutura metálica qualificado

INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO


AÇÕES DE FORTALECIMENTO

Os fabricantes pesquisados esperam das entidades abordem questões tributárias e normativas, bem como
atividades voltadas para difusão do sistema de estrutura ações para disseminação para públicos segmentados, como
de aço. Há também a expectativa de atuação para aumento especificadores e pequenas construtoras.
da competitividade do sistema através de ações que

AÇÕES QUE AS ENTIDADES PODEM DESENVOLVER PARA FORTALECIMENTO DO SETOR

23%

14%
12%
11% 11%
9%
8% 8%

4%

Palestras de Ações para Curso para Divulgação junto Desenvolver Divulgação Divulgação Divulgação Oferecer
divulgação do melhorias arquitetos e a pequenas planilhas de junto a órgãos junto a de cases e treinamento de
sistema para o de questões projetistas e médias análise de públicos universidades fornecedores mão de obra
público em geral tributárias e construtoras viabilidade qualificados de
normativas do aço estruturas metálicas

INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO


AÇÕES DE FORTALECIMENTO
POR REGIÃO

Ao analisar as ações que os fabricantes desejam que sejam Na região Sul, por exemplo, palestras ao publico geral ganham
implementadas pelas entidades percebe-se desejos e destaque, quando no Nordeste um dos itens de maior incidência
necessidade distintos conforme a região onde se localizam. é a divulgação junto a pequenas e médias construtoras.

AÇÕES QUE AS ENTIDADES PODEM DESENVOLVER PARA FORTALECIMENTO DO SETOR, SEGUNDO REGIÃO

11% 15% 13% 16% 15%


Oferecer treinamento de mão de obra

10% 13% Divulgação junto a órgãos públicos


14% 17%
34% Curso para arquitetos e projetistas
14%
30% 27% Desenvolver planilhas de análise de viabilidade do sistema
23%
Divulgação junto a pequenas e médias construtoras
11%
Divulgação de cases e fornecedores qualificados de estruturas metálicas

20% 33% 15%


20% Divulgação junto a universidades

33% Palestras de divulgação do sistema para o público em geral

Ações para melhorias de questões tributárias e normativas do aço


27% 31%
25% 23%
11%

N NE CO SE S
INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO
CONSIDERAÇÕES FINAIS

Em sua 7ª edição, a pesquisa vem comparar a produção de 2014 (pico) com de estruturas de aço em 2017; além da
sendo aprimorada a cada ano, sendo a de 2017 observa-se uma redução de diminuição da capacidade produtiva em
uma importante fonte de subsídio quase 50%. 2,7%, sendo usado apenas 41% do total
para direcionamento de ações para de 1,7 milhões.
fortalecimento de mercado. Uma das consequências é o fechamento
das empresas. Somente em 2017 a De um modo geral há um otimismo para
Em relação aos resultados do estudo, pesquisa identificou o encerramento o ano de 2018, tendo quase 65% dos
desde 2015 o mercado tem sido atingido ou mudança de setor de 11 empresas e fabricantes pesquisados com expectativa
pela conjuntura econômica do país, paralização das atividades de 15 empresas. de crescimento para o ano de 2018.
situação que não foi diferente para os
fabricantes de estruturas de aço. Desde Analisando a produção percebe-se queda
então o setor vem sofrendo sucessivas de 13,1% comparado ao ano anterior,
quedas no volume de produção. Se com produção de 697 mil toneladas

INICIATIVA APOIO REALIZAÇÃO


AGRADECEMOS AS EMPRESAS PARTICIPANTES DESTA
PESQUISA. OS DADOS FORNECIDOS PERMITIRAM
TRAÇAR UM PANORAMA DO SEGMENTO E SUBSIDIAR O
DIRECIONAMENTO DE AÇÕES FUNDAMENTAIS PARA O
DESENVOLVIMENTO DE MELHORIAS DO SETOR.

CENÁRIO DOS FABRICANTES DE


ESTRUTURAS DE AÇO 2018

ESTE PROJETO, PESQUISA E PUBLICAÇÃO É UMA


INICIATIVA DO CBCA COM O APOIO DA ABCEM E INDA.
Pesquisa, projeto gráfico, edição e produção da
publicação e8 inteligência

APOIO

Criado em maio de 2002, tendo o instituto


Aço Brasil como gestor, tem como missão
promover e ampliar a participação da
construção em aço no mercado nacional.

www.cbca-acobrasil.org.br
Realização

e8 inteligência

e8inteligencia.com.br
+55 11 3085 2093