Vous êtes sur la page 1sur 9

CRISTIANO FRANCISCO ROSSONI

ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE

GUARAPUAVA – AGOSTO 2018


CRISTIANO FRANCISCO ROSSONI

ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE

Artigo científico apresentado ao Curso de PÓS-


GRADUAÇÃO, como requisito parcial para
obtenção do certificado de TÍTULAÇÃO
ESPECIALISTA em ACUPUNTURA.

Prof. Orientador: Especialista Adival José Reinert


Junior

GUARAPUAVA
AGOSTO 2018
TÍTULO: ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE
AUTOR: CRISTIANO FRANCISCO ROSSONI
ORIENTADOR: PROF. ESPECIALISTA ADIVAL JOSÉ REINERT JUNIOR

RESUMO
(Deve ser digitado em parágrafo único, espaço entre as linhas simples e texto
corrido com no máximo 200 palavras resumindo o Artigo com suas próprias palavras
e sem uso de citação).

PALAVRAS-CHAVE: Palavra um, Palavra dois. (no mínimo 2 e no máximo 5


palavras, palavras que dão sentido ao Artigo).
1 INTRODUÇÃO (de dois espaços depois dos títulos)

Demonstrar o que o Artigo trará em todo seu conteúdo.


(O que se vai fazer? e “por quê”?)
O texto deve apresentar o trabalho ao leitor e anunciar de forma clara o assunto
abordado. Texto justificado, Fonte Arial (OU Time News Roman) 12, espaçamento
1,5, respeitando as exceções, como por exemplo, em citações diretas longas.
Elaborar um texto que contemple: a justificativa, o problema e sua relevância, o
objetivo geral, os objetivos específicos e a metodologia do projeto (pré) elaborado,
indicando o contexto histórico e o que significaram na época em que surgiram. Procure
interessar o leitor a ler sua revisão.
Contextualizar, abordando o tema de forma a identificar os motivos pelo qual o
problema foi identificado.
2 TÍTULO DO TRABALHO

Nesse momento o autor deve fundamentar e apresentar as atividades que irá realizar
no decorrer de seu estudo. Texto justificado, Fonte Arial (ou Times New Roman) 12,
espaçamento 1,5, exceto em tabelas e citações diretas longas (com mais de três
linhas), nestes casos observar regras próprias.
No desenvolvimento você fará uso de citações indiretas. Nas referidas citações
(paráfrases) você pode referenciar, entre outros, conforme os exemplos a seguir:
No entanto, para a observação seja sistemática é preciso que o observador tenha um
planejamento claro sobre seus objetivos na pesquisa, bem como a maneira que vai
pesquisar. Além disso, o observador precisa ter requisitos necessários para a função,
nos quais se destacam a organização do material colhido, a capacidade de observar
cientificamente e de se concentrar durante a observação, anotando os fatos no
decorrer da investigação. Através da observação o pesquisador tem um contato maior
com a prática relacionada ao seu tema de pesquisa. Muitos autores afirmam que o
observador provoca uma mudança no ambiente observado, porém outros autores
rebatem essa idéia afirmando que o ambiente geralmente tem uma rotina permanente
e não é afetada com a presença de mais um sujeito. (ANDRÉ; LUDKE, 1986).
Conforme Muller (citado por DANNA; MATTOS; MACHADO, 1999), as observações
do cotidiano permitem descobrir os comportamentos e desenvolvimento psicológico.
Na escola, através da psicologia, têm-se condições de avaliar e mudar as situações
de ensino, que ao longo são desenvolvidos com alguns cuidados técnicos que devem
ser observados durante seu trabalho. Durante o tempo de observação podem-se
descobrir na criança alguns objetivos de capacidade, qualidade e o desenvolvimento
relacionado e poderoso no seu campo de aprendizagem. Buscando
fundamentalmente a elaboração de trabalhos e materiais salientando o problema, a
escola hoje é conhecida como desafio de ensino e desenvolvimento para a vida de
todas as crianças e jovens, mudando o ser capaz de ensinar sobre todas as
ferramentas, são apresentados ao futuro, onde seus valores são conhecidos.
A técnica empregada para coletar dados nessa pesquisa foi a observação. A
observação é um instrumento de coleta de dados que permite a socialização e
conseqüente avaliação do trabalho do cientista. Ela é utilizada para coletar dados
acerca do comportamento e da situação ambiental. Esses dados são usados para
diagnosticar a situação-problema, para escolher as técnicas e procedimentos a serem
lembrados e para avaliar a eficácia destes depois de aplicados. Para a coleta de dados
foi utilizada a observação sistemática e naturalística (DANNA; MATOS, 1999). No
entanto, para a observação seja sistemática é preciso que o observador tenha um
planejamento claro sobre seus objetivos na pesquisa, bem como a maneira que vai
pesquisar. Além disso, o observador precisa ter requisitos necessários para a função,
nos quais se destacam a organização do material colhido, a capacidade de observar
cientificamente e de se concentrar durante a observação, anotando os fatos no
decorrer da investigação. Através da observação o pesquisador tem um contato maior
com a prática relacionada ao seu tema de pesquisa. Muitos autores afirmam que o
observador provoca uma mudança no ambiente observado, porém outros autores
rebatem essa idéia afirmando que o ambiente geralmente tem uma rotina permanente
e não é afetada com a presença de mais um sujeito. (LUDKE; ANDRÉ, 1986).
Em todas as citações diretas precisamos colocar o número da página que retiramos
ela, conforme exemplos a seguir.(AUTOR, ano, p.)
As citações diretas curtas constarão no corpo do texto entre aspas, e serão
referenciadas com sobrenome(s) do autor(es), ano e número da página, conforme
modelos a seguir.
A distribuição justa de renda também é meta da macroeconomia, tanto em relação ao
nível pessoal quanto ao nível regional. Observa-se que a cada dia essa disparidade
aumenta, ou seja, os ricos ficam cada vez mais ricos e os pobres, mais pobres. Mas,
Garcia e Vasconcellos (2002, p. 86) apontam que “[...] a renda de todas as classes
aumentou. O problema é que, embora o pobre tenha ficado menos pobre, o rico ficou
relativamente mais rico [...]”.
[...]
Determina o nível de produção agregada, bem como o nível geral de preços. Para
Garcia e Vasconcellos (2002, p. 90) “A idéia seria a de idealizarmos a economia como
se ela teoricamente produzisse apenas um único bem, que seria obtido através da
agregação dos diversos bens produzidos.”
As citações diretas longas (acima de três linhas) são registradas com tamanho de
letra menor(10), espaço entre as linhas simples, com recuo de 4 cm texto justificado.
Para Garcia e Vasconcelos ( 2002, p. 92)
Na análise macroeconômica, os gastos do governo e a oferta da moeda [...] não são determinadas
nesses mercados, mas sim de forma autônoma pelas autoridades. [...] já que dependem do tipo de
política econômica adotada pelas autoridades. [...] Elas vão condicionar o comportamento de todos os
demais agregados, [...].
[...]

O plano de marketing é um produto estratégico. A sua elaboração constitui uma contribuição valiosa
para a estratégia de marketing de uma empresa. (...) O plano de marketing é uma parte crucial do plano
de negócios global da empresa e fornece à diretoria planos mais específicos e detalhados, como
publicidade e compra de espaço em meios de comunicação. (DIAS, 2006, p. 476)

Quando o sobrenome estiver entre os parênteses será escrito em letras maiúsculas


(DIAS).

A PRÁXIS depende da ação consciente do sujeito e, por isso, une a interpretação da


realidade (teoria) à transformação do mundo (prática, trabalho, criatividade).

A PRÁXIS é a atividade concreta pela qual os sujeitos se afirmam no mundo, modificando a realidade
objetiva e, para poderem alterá-la, transformam-se a si mesmos. É a ação que, para se aprofundar de
maneira mais conseqüente, precisa de reflexão, do auto-questionamento, da teoria que remete à ação,
que enfrenta o desafio de verificar seus acertos e desacertos, cotejando-os com a prática. (KONDER,
apud COTRIM, 2001, p. 259)
3. CONSIDERAÇÕES FINAIS (numeração deverá acompanhar os demais títulos)

Apresentar as suas conclusões em relação ao que você prometeu na introdução e fez


acontecer no desenvolvimento. Manifestar seu ponto de vista. Texto justificado, Fonte
Arial (ou Times New Roman) 12, espaçamento 1,5, respeitando as exceções, como
por exemplo em citações diretas longas.
10 REFERÊNCIAS (numeração deverá acompanhar os demais títulos) (em ordem
alfabética e alinhada a esquerda, espaçamento simples).

ANDRÉ, M. E. D. A.; LÜDKE, M.. Pesquisa em educação: abordagem qualitativa.


São Paulo: E. P. U, 1986.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil.


Brasília: Senado, 1988.

COTRIM, Gilberto. Filosofia. São Paulo: Saraiva, 2001.

CRUZ, Joaquim. A Estratégia para Vencer. Pisa: Veja, São Paulo, v. 20, n. 37, p. 5-
8, 14 set. 1988. Entrevista concedida a J.A. Dias Lopes. Exemplo retirado de revista

DANNA, M. F; MATOS, M. A. Ensinando Observação: uma introdução. 4 ed. São


Paulo: Edicon, 1999.

GARCIA, Manuel Enriquez; VASCONCELLOS, Marco Antonio Sandoval de.


Fundamentos de economia. São Paulo: Saraiva, 2002.

Disponível em: <http://www.actech.com.br/aondamaldita/ creditos.html> Acesso em:


13 out. 1997. Exemplo retirado da Internet

SANTA CATARINA (Estado). Lei n. 5.345, de 16 de maio de 2002. Autoriza o


desbloqueio de Letras Financeiras do Tesouro do Estado e dá outras providências.
Diário Oficial do Estado, Poder Executivo, Florianópolis, 16 jun. 2002. Seção 3, p. 39.

ÚLTIMO NOME DO AUTOR, Restante do Nome. Título do Livro(negrito). Cidade:


Nome da Editora, ano da publicação.