Vous êtes sur la page 1sur 80

Curso Completo de Aula 02

Matemática para Concursos

Sumário

Introdução ..............................................................................................2
Múltiplos e Divisores ................................................................................3
MMC e MDC ..........................................................................................7
Números primos e compostos .................................................................9
Fatoração ........................................................................................... 12
Cálculo do número de divisores ............................................................. 20
Questões comentadas ............................................................................ 23
Conclusão ............................................................................................. 65
Lista de questões sem comentário ......................................................... 66
Gabaritos ........................................................................................... 80

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 1


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Introdução

Olá!
De acordo com o nosso cronograma, vamos estudar um pouco o que são o
mínimo múltiplo comum (MMC) e o máximo divisor comum (MDC). Estes
conceitos são importantíssimos em operações com frações, que veremos na
próxima aula.
Além disso, há diversas outras aplicações para eles, conforme vocês verão
no decorrer desta aula.
No entanto, antes de aprendermos o que são MMC e MDC, explicarei um
pouco o que são múltiplos e divisores.
Boa aula!

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 2


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Múltiplos e Divisores

Vamos desde o início, começando por múltiplos e divisores. A primeira


coisa que vocês devem saber é que estes conceitos estão relacionados. Vou
explicar através de um exemplo.
Exemplo: 4 * 5 = 20
Se o produto entre 4 e 5 dá 20, isto significa que 20 é múltiplo de 4 e
também é múltiplo de 5.
Além disso, isto significa também que 20 é divisível por 4 ou por 5, ou seja,
4 e 5 são divisores de 20. Isto significa que, se pegarmos o número 20 e
dividirmos por 4 ou 5, o resultado vai ser um número inteiro (não-fracionário)
e o resto será 0 (zero).
Isto é importante para aprendermos a calcular o Mínimo Múltiplo Comum
(MMC) e o Máximo Divisor Comum (MDC). Vou ensinar isto mais a frente.
Vamos falar sobre divisibilidade ou sobre os critérios de divisibilidade.
Vocês sabem se 9 é divisível por 3? Sim, pois vocês sabem que o quociente
será 3 e o resto será 0.
E, por um acaso, vocês sabem se 471449 é divisível por 3? Agora ficou
mais difícil, não é mesmo?
Para responder a esta pergunta, precisamos aprender quais são os
critérios de divisibilidade de um número por outro.
Vejam a tabela abaixo. Nela está descrito como conseguir identificar se um
número é ou não é divisível por outro. Portanto, como vocês podem saber se o
número 471449 é divisível por 3? A tabela abaixo vai ensinar como, sem
precisar dividir o número, obviamente.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 3


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

N Regra de divisibilidade Exemplos


18954 (terminado em par)
2 São todos os números pares. 78452 (terminado em par)
94210 (terminado em par)

Some todos os algarismos que formam 745284 (soma dá 30)


3 o número. Se ele for múltiplo de 3, 471234 (soma dá 21)
então o número completo também é. 368511 (soma dá 24)

Pegue os dois últimos algarismos. Se 85120 (terminado em 20)


4 for divisível por 4, então o número 498744 (terminado em 44)
completo também é.
7940 (terminado em 40)
2450 (terminado em 0)
São todos os números terminados em 5
5 578415 (terminado em 5)
ou em 0.
10545 (terminado em 5)

São todos os números que satisfazem a 147852 (é par e a soma dá 27)


6 regra do múltiplo de 2 e de 3 3912 (é par e a soma dá 15)
simultaneamente. 94104 (é par e a soma dá 18)
Esse é o mais fácil de decorar, pois não
7 -
há regra. (Rs.)

Pegue os três últimos algarismos. Se for 85008 (terminado em 008)


8 divisível por 8, então o número 11440 (terminado em 440)
completo também é.
10000 (terminado em 000)
78525 (soma dá 27)
Some todos os algarismos que formam
9 o número. Se ele for múltiplo de 9, 69111 (soma dá 18)
então o número completo também é.
111222 (soma dá 9)
8000 (terminado em 0)
São todos os números terminados em
10 4540 (terminado em 0)
0.
100 (terminado em 0)

Como vocês devem ter percebido, algumas regras são intuitivas; outras,
vocês precisarão decorar.
Vamos ver se vocês entenderam a tabela. Vamos ver o primeiro exemplo
do número 3 para que vocês entendam. Se pegarmos o número 745284 e
dividirmos por 3, o resultado dará exato, pois a soma dos algarismos dá 30 (7

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 4


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

+ 4 + 5 + 2 + 8 + 4 = 30) e sabemos que 30 é divisível por 3. Não sabemos


qual o resultado, mas ele, com certeza, será exato. Assim, nós sabemos
que 745284 é um múltiplo de 3. Às vezes, dependendo do exercício, vocês
nem precisam saber o resultado. Basta saberem que um número é múltiplo do
outro para acertarem a questão. Vocês verão quando estivermos resolvendo as
questões.
Então, vamos responder a pergunta inicial: “E, por um acaso, vocês sabem
se 471449 é divisível por 3?”
Vamos somar os algarismos: 4 + 7 + 1 + 4 + 4 + 9 = 29.
Como 29 não é divisível por 3, então o número 471449 também não será.

1. (FCC/2012/Prefeitura de São Paulo/Auditor Fiscal)


Considere a multiplicação abaixo, em que letras iguais representam
o mesmo dígito e o resultado é um número de 5 algarismos.

A soma (S + O + M + A + R) é igual a

a) 33
b) 31
c) 29
d) 27
e) 25

Esta questão não possui solução se vocês tentarem resolver pelo método
braçal. Vocês necessitam saber uma regrinha básica a respeito dos múltiplos
de 9. Vocês lembram-se da tabela que eu coloquei no comecinho da aula?
Não? Então vou dar uma revisada.
Um número é múltiplo de 9 se a soma de seus algarismos for um
número divisível por 9. Vejam três exemplos.
215 * 9 = 1935 (1 + 9 + 3 + 5 = 18)
7246 * 9 = 65214 (6 + 5 + 2 + 1 + 4 = 18)
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 5
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

84759 * 9 = 762831 (7 + 6 + 2 + 8 + 3 + 1 = 27)


Nós sabemos que SOMAR é um múltiplo de 9, pois foi obtido após uma
multiplicação com este número. Portanto, a soma de seus algarismos tem de
ser um número que é divisível por 9. Os números 33, 31, 29 e 25 não são
divisíveis por 9, pois o resto não seria zero. O único que a divisão daria exata é
o 27. E ele é a nossa resposta.

Gabarito: D

Resumo:
Um número é divisível por outro, quando seu resto é zero.
Revejam a tabela para saber qual é o critério para os divisores de 2 a 10.

Observação: Não há critério de divisibilidade por 0, pois não existe


solução para qualquer número que esteja sendo dividido por 0.

Observação: Todo número é divisível por 1 e terá como quociente ele


mesmo.

Observação: Há critérios de divisibilidade para outros números além dos


números de 2 a 10, mas não acredito que seja necessário estuda-los.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 6


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

MMC e MDC

O MMC é o mínimo múltiplo comum de dois ou mais números.


O MDC é o máximo divisor comum de dois ou mais números.
Vamos ver mais detalhes a seguir.

1) Mínimo Múltiplo Comum (MMC)


O MMC de dois números é o menor inteiro positivo que é múltiplo
simultaneamente de ambos os números. Aprender a calcular o MMC é
essencial para conseguir fazer cálculos com frações, conforme vocês verão na
próxima aula.
Certo, aprendemos o que é e para que serve, mas como encontrar o MMC?
Vejam um exemplo.
Exemplo: MMC(3; 4) = 12
Para encontrarmos este valor, basta calcularmos os múltiplos de 3 e de 4.
Depois, é só comparar e encontrar o menor valor que é múltiplo de ambos.
Vejam como encontrar o MMC de acordo com a tabela abaixo.

Múltiplos de 3 Múltiplos de 4 MMC(3; 4)


3 4
6 8
9 12
12 16
12
15 20
18 24
21 28
24 32

Vocês podem notar que 3 e 4 têm infinitos múltiplos. Nesta tabela, já


encontramos dois valores, que são 12 e 24. Notem que 24 também é um
múltiplo de 3 e de 4, ou seja, ele é um múltiplo comum, mas ele não é o
menor, pois o MMC (mínimo múltiplo comum) é 12.
Esta tabela é prática apenas quando os valores são baixos. Mais a frente,
veremos outro meio de calcular.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 7


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

2) Máximo divisor comum (MDC)


O MDC de dois números é o maior número inteiro que é divisor
simultaneamente de ambos os números. Aprender a calcular o MDC é
essencial para aprendermos números primos entre si.
Vamos aprender a calcula-lo? Vejam o exemplo.
Exemplo: MDC(20; 24) = 4
Para encontrarmos este valor, basta calcularmos os divisores de 20 e de
24. Depois, é só comparar e encontrar o maior valor que é divisor de
ambos.
Vejam como encontrar o MDC de acordo com a tabela abaixo.

Divisores de 20 Divisores de 24 MDC(20; 24)


1 1
2 2
4 3
5 4
12
10 6
20 8
12
24

Vocês podem notar que 20 e 24 têm mais de um divisor comum. Nesta


tabela, já encontramos três valores, que são 1, 2 e 4. Notem que estes três
valores também são divisores de 20 e de 24, ou seja, eles são divisores
comuns, mas eles não são os maiores, pois o MDC (máximo divisor comum) é
4.
Também veremos outro meio de calcular, mas, antes, vamos ver algumas
aplicações em que utilizamos o MMC e o MDC.

Resumo:
O MMC de dois números é o menor inteiro positivo que é múltiplo
simultaneamente de ambos os números.
O MDC de dois números é o maior número inteiro que é divisor
simultaneamente de ambos os números.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 8


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Números primos e compostos

1) Números primos
Números primos são números que apresentam, no máximo, dois
divisores, que são o 1 e ele mesmo.
Exemplo: 17 é um número primo, pois seus divisores são apenas dois: 1 e
17 (ele mesmo).

2) Números primos entre si


Números primos entre si são números cujo MDC = 1.
Exemplo: MDC (13; 17) = 1

Divisores de 13 Divisores de 17 MDC(13; 17)


1 1
1
13 17

Vejam que os números 13 e 17 são primos, pois cada um deles possui


apenas dois divisores cada um. Além disso, eles são primos entre si, pois
MDC(13; 17) = 1.
Vamos ver mais um caso.
Exemplo: MDC(8; 15) = 1

Divisores de 8 Divisores de 15 MDC(8; 15)


1 1
2 3
1
4 5
8 15

Vejam que 8 e 15 não são números primos, pois cada um possui quatro
divisores. No entanto, eles são primos entre si, já que o MDC(8; 15) = 1.

3) Números compostos
Ao contrário dos números primos, eles são números que possuem mais de
dois divisores.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 9
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Exemplo: 4; 6; 8; 9; 10...
Vamos pegar o exemplo do número 10, que é divisível por 1, por 2, por 5 e
por 10, ou seja, há mais de dois divisores, então ele é composto.
Podemos dizer que todos os números, que não são primos, são números
compostos.

Observação: Dois números primos sempre serão primos entre si, como no
exemplo dos números 13 e 17.

2. (FCC/2011/TRT 4ª Região/Técnico Judiciário)


Considere o número inteiro e positivo X1Y, em que X e Y
representam os algarismos das centenas e das unidades,
respectivamente. Sabendo que 31692 : (X1Y) = 76, então a soma X +
Y é um número

a) quadrado perfeito.
b) menor que 10.
c) primo.
d) divisível por 6.
e) múltiplo de 4.

Este exercício é bem simples. Basta fazermos a operação inversa para


calcularmos o divisor.
Não podemos nos esquecer de que quociente * divisor = dividendo.
76 * divisor = 31692
divisor = 417
Portanto, o número X1Y é 417.
Assim: X = 4 e Y = 7.
Prestem atenção que o enunciado pede o resultado da soma entre X e Y.
X+Y=4+7
X + Y = 11
Vamos analisar nossas opções.
a) quadrado perfeito.
Este número não é um quadrado perfeito.
Vejam alguns números com esta característica: 1; 4; 9; 16; 25; 36...

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 10


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Observação: Vamos estudar melhor isto na aula de potenciação.

b) menor que 10.


Obviamente, 11 é maior que 10, então esta alternativa está incorreta.
c) primo.
Está correto. Os únicos divisores de 11 são o número 1 e ele mesmo, o que
caracteriza um número primo.
d) divisível por 6.
Não é divisível por 6, pois se dividirmos 11 por 6, a divisão não será exata
(sobrará um resto).
Não é o caso, pois 11 é um número simples de se saber se é ou não
divisível por 6, mas sempre decorem os critérios de divisibilidade. Os dos
divisores de 6 são aqueles que atendem o critérios de divisibilidade do número
2 e do 3 simultaneamente.
e) múltiplo de 4.
Não é múltiplo de 4, pois ele não faz parte da tabuada do 4. No entanto,
sempre decorem o critério de divisibilidade. O do número 4 é analisar se os
dois últimos algarismos formam um número divisível por 4.

Gabarito: C

Resumo:
Números primos são números que apresentam, no máximo, dois divisores, que
são o 1 e ele mesmo.
Números primos entre si são números cujo MDC = 1.
Números compostos são números que não são primos.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 11


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Fatoração

Fatoração é uma ferramenta importante para calcular MMC e MDC de


números maiores e pouco intuitivos. Por exemplo, é fácil saber que o MMC de
3 e 4 é 12, mas calcular de números como 25 e 70 já não é tão simples.
Fatorar é decompor um número em uma multiplicação de números
primos. Parece difícil, mas não é.
Exemplo: Fatorar 60
O primeiro passo é estruturar da seguinte forma:

Ou seja, separar o número a ser fatorado com um traço vertical dos seus
divisores. Notem que os divisores deverão ser números primos.
O segundo passo é começar a dividir o número, sempre começando pelo
menor número primo que é seu divisor. No caso, é o número 2.

Vamos continuar dividir por 2 novamente.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 12


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Vejam que o próximo número a ser dividido é o 15, que não pode ser mais
dividido por 2. Sendo assim, temos que procurar qual é o próximo número
primo que é divisor deste número. Será o 3.

O próximo número é o 5, que não é divisível por 3, então temos que


procurar o próximo número primo, que é o próprio 5.

E quando a fatoração termina? Exatamente no ponto em que chegamos:


quando o dividendo é 1. Neste caso, a divisão não tem mais sentido continuar
e já dividimos o número 60 em números primos.
Agora, é só organizar o resultado da forma abaixo.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 13


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Vejam que a fatoração de 60 corresponde a 22 * 3 * 5.

Observação: Não aprendemos potência ainda, mas saibam que 22 é


equivalente a 2 * 2. Saibam que vamos utilizar bastante o conceito básico de
potenciação nesta parte da disciplina, embora somente iremos aprender isto,
com detalhes, em outra aula.

Vou colocar mais um exemplo para vocês visualizarem. Fatorarei o número


1764.

Assim, o número 1764 fatorado é igual a 22 * 32 * 72.


Como eu disse anteriormente, a fatoração é importante para os cálculos de
MMC e MDC, então vamos aprender como utiliza-la.

1) MMC e fatoração
Para encontrar o MMC de dois ou mais números o ideal é utilizar a
fatoração. Vejam como calcular o MMC de 20 e 30, por exemplo.
Exemplo: MMC de 20 e 30

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 14


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Na etapa acima, chegamos a um ponto um pouco diferente. Vejam que o


número 10 pode ser dividido por 2, mas o 15 não. Neste caso, fazemos a
divisão por 2 e o número que não for divisível (o 15) é simplesmente mantido,
ou seja, somente dividimos os números que são divisíveis; o restante é
mantido.

Repetiremos o processo. Vamos dividir por 3 os números divisíveis por 3.


Como o 5 não é divisível por 3, vamos mantê-lo.

A fatoração só termina quando todos os dividendos são iguais a 1. Para que


isto ocorra, vamos dividir por 5.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 15


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

O resultado é:
MMC(20 ; 30) = 22 * 3 * 5 = 60
Vejam que o MMC corresponde ao resultado da fatoração de ambos os
números.

2) MDC e fatoração
É um pouco diferente do caso anterior, mas também utilizamos a
fatoração. Vamos utilizar o mesmo exemplo.
Exemplo: MDC de 20 e 30

Aqui começam as diferenças. No MDC, somente podemos utilizar um


divisor comum. Sendo assim, não podemos utilizar o 2, pois 10 é divisível
por 2, mas o 15 não é. Também não podemos utilizar o 3, pois 15 é divisível
por 3, mas o 10 não é. Já o 5 é divisor de ambos os números, então vamos
utilizá-lo.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 16


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Vejam que a fatoração, neste caso, já acabou, pois não há mais divisores
comuns entre 2 e 3. Assim, para calcular o MDC, a fatoração não acaba
quando todos os dividendos são iguais a 1; ela acaba quando não há mais
divisores comuns.
O resultado é:
MDC(20 ; 30) = 2 * 5 = 10
Se vocês ficaram com dúvidas, não se afobem, pois há milhares de
exercícios a seguir em que utilizaremos estes cálculos. Com certeza, vocês
entenderão melhor.

3. (Funcab/2012/SEAD-PB/Técnico Administrativo)
Sendo 23 . 3y . 5x a fatoração do número 1800 em bases primas, o
valor de x + y é:

a) 1
b) 2
c) 3
d) 4
e) 5

O enunciado explicou que a fatoração transforma um número numa


multiplicação de bases primas, conforme explicamos na aula.
Não se esqueçam de que fatorar um número é o mesmo que dividi-lo até
que seu valor seja unitário (1), pois assim a divisão não poderá mais
continuar.
O intuito é transformar um número grande em uma multiplicação de
números menores, o que pode facilitar a simplificação do resultado, além das
aplicações já estudadas de MMC e MDC.
Procuramos o menor divisor possível, excluído o 1 para iniciarmos a
fatoração. No caso do número 1800, este número é o 2.

1800 2
900

Dividimos 1800 por 2, que resultará em 900, conforme a figura acima.


Temos que continuar dividindo até que o valor do dividendo seja 1.
Assim, vamos ir dividindo por 2 até chegar no número 225.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 17


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

1800 2
900 2
450 2
225

Quando chegar tal valor, notaremos que não é mais possível dividir por 2.
Então, temos que procurar qual o próximo menor divisor comum de 225. No
caso, é o 3. Iremos fazer a divisão por 3 até o dividendo ser 1 ou precisar
passar para o próximo divisor.

1800 2
900 2
450 2
225 3
75 3
25

Vejam que 25 não é mais divisível por 3. Sendo assim, o próximo menor
divisor é o 5. Vamos terminar a fatoração.

1800 2
900 2
450 2
225 3
75 3
25 5
5 5
3 2 2
1 2 *3 *5

Como chegamos até o 1, conseguimos encerrar a fatoração. Com isto,


podemos notar que o número 1800 equivale a 23 * 32 * 52.
Para terem certeza, vocês podem multiplicar 8 * 9 * 25 = 1800, caso
queiram conferir a resposta.
Continuando, vamos comparar os expoentes para descobrirmos os valores
de x e y.
23 * 3x * 5y = 23 * 32 * 52
x = 2; y = 2
Por fim:

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 18


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

x+y=2+2=4

Gabarito: D

Resumo:
Fatoração é a transformação de um número em uma multiplicação de números
primos.

Fatoração e MMC:
A divisão deve ser feita pelo menor divisor primo de qualquer um dos
números;
Quando o número não for divisível pelo divisor, ele é mantido sem sofrer
alteração;
A fatoração termina quando todos os dividendos forem iguais a 1.

Fatoração e MDC:
A divisão deve ser feita pelo menor divisor primo de todos os números;
A fatoração termina quando não houver mais divisores comuns entre os
dividendos.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 19


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Cálculo do número de divisores

Esta é mais uma aplicação da fatoração em números primos.


Vou dar um exemplo com um número pequeno para ilustrar e depois
vamos estudar um número maior.
Exemplo: Quantos divisores tem o número 24?
São eles: 1; 2; 3; 4; 6; 8; 12; 24, ou seja, 8 divisores.
Quando o número não é grande, não é difícil contar a quantidade de
divisores que ele possui. Entretanto, não é este o caso do número a seguir.
Exemplo: Quantos divisores tem o número 1800?
Vamos pegar o número do último exercício.
Neste caso, dividir e contar já não são tão simples. Assim, é recomendável
utilizar a fatoração para calcular a quantidade de divisores. Vamos aprender
como se faz.

1800 2
900 2
450 2
225 3
75 3
25 5
5 5
3 2 2
1 2 *3 *5

Após a fatoração, vamos aplicar uma fórmula. Ela envolve os expoentes


dos números primos, então irei explicar rapidamente como é a estrutura de
uma potência.
Exemplo: 5 * 5 * 5 = 53 = 125
No exemplo acima, 5 é a base e 3 é o expoente.

Observação: Vamos estudar potência com detalhes em outra aula, mas


adiantei um pouco o conteúdo para explicar a fórmula a seguir.

Para calcular o número de divisores, basta multiplicar os expoentes dos


números primos, adicionando-se uma unidade antes da multiplicação. Desta
maneira, parece difícil, mas não é.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 20


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Notem que o expoente do número 2 é o 3; o expoente do número 3 é o 2;


o expoente do número 5 também é 2. Temos que somar uma unidade a cada
um dos expoentes, conforme esquema acima.
Portanto:
Total de divisores = (3 + 1) * (2 + 1) * (2 + 1)
Total de divisores = 4 * 3 * 3
Total de divisores = 36
Com a fórmula, concluímos que o número 1800 possui 36 divisores.
Vamos aplicar este conhecimento no exercício a seguir.

4. (Funcab/2013/POLITEC-MT/Perito Criminal)
Determine a quantidade de divisores naturais diferentes de 1 do
número 1540.

a) 10
b) 13
c) 22
d) 23
e) 24

Lembrem-se: o primeiro passo é fatorar o número 1540.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 21


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

1540 2
770 2
385 5
77 7
11 11
2
1 2 * 5 * 7 * 11

Vamos somar uma unidade a cada um dos expoentes. Saibam que, quando
não há expoente explícito, consideramos que o expoente é 1.
Assim:
22 * 5 * 7 * 11 = 22 * 51 * 71 * 111

Observação: Este é mais um conceito de potência que iremos aprender na


aula adequada.

Os expoentes para os números primos 2; 5; 7 e 11 são, respectivamente,


2; 1; 1; 1. Temos que somar uma unidade a cada um deles e multiplica-los.
Total de divisores = (2 + 1) * (1 + 1) * (1 + 1) * (1 + 1)
Total de divisores = 3 * 2 * 2 * 2
Total de divisores = 24
Aqui, há uma pegadinha. A questão pede o total de divisores diferentes
de 1 e, este total de 24, inclui o 1 como divisor.
Portanto, o total de divisores, sem contar o divisor 1, é 23.

Gabarito: D

Resumo:
Total de divisores é igual à multiplicação entre os expoentes do número
fatorado, acrescidos de uma unidade.
Exemplo: ax * by * cz
Total de divisores = (x + 1) * (y + 1) * (z + 1)

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 22


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Questões comentadas

5. (Vunesp/2013/CETESB/Escriturário)
Um comerciante comprou uma caixa de ossinhos para cães e, para
revendê-los, fez pacotinhos menores, todos com a mesma quantidade
de ossinhos. Ao iniciar a montagem dos pacotinhos, percebeu que
poderia formar pacotinhos com 6 ou com 8 ou com 10 ossinhos em
cada pacotinho e que não restaria nenhum ossinho na caixa. O menor
número de ossinhos existentes nessa caixa era

a) 100.
b) 120.
c) 140.
d) 160.
e) 200.

Vejam que o número de ossinhos foi dividido por 6, 8 e 10 sempre com


divisões exatas. Assim, o número de ossinhos na caixa é um número que é
múltiplo de 6; 8 e 10 simultaneamente.
A questão pede o menor número possível de ossinhos existentes, então o
múltiplo que estamos procurando é o mínimo múltiplo comum (MMC).

MMC(6; 8; 10) = 23 * 3 * 5
MMC(6; 8; 10) = 8 * 3 * 5
MMC(6; 8; 10) = 120
A resposta, então, é 120.
Para conferirmos, vejam o que acontece se dividirmos 120 por 6, por 8 e
por 10.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 23


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Notem que, nos três casos, o resto da divisão é 0 (divisão exata), conforme
pede o enunciado.
Uma dica: caso não soubessem resolver, era possível testar as alternativas
também. Por exemplo, na letra A, temos o número 100. Podíamos dividir 100
por 6, por 8 e por 10 e analisar se o resto é 0 nas três divisões. Vocês verão
que o número 120 é o único que atenderá este requisito.

Gabarito: B

6. (Vunesp/2014/SAAE-SP/Técnico em Informática)
Uma pessoa comprou um pote com ovinhos de chocolate e, ao fazer
pacotinhos, todos com a mesma quantidade de ovinhos, percebeu que,
colocando 8 ou 9 ou 12 ovinhos em cada pacotinho sempre sobrariam
3 ovinhos no pote. O menor número de ovinhos desse pote é:

a) 38
b) 60
c) 75
d) 86
e) 97

Vejam que o número de ovinhos foi dividido por 8, 9 e 12 com a


particularidade de ter sobrado 3 ovinhos nas três divisões. Tirando este
detalhe, é um exercício muito semelhante ao anterior.
A minha sugestão é que a gente “deixe de lado” o resto 3 por enquanto e
vamos focar nas divisões exatas. Para isto, vamos calcular o MMC de 8; 9 e
12.

8 9 12 2
4 9 6 2
2 9 3 2
1 9 3 3
1 3 1 3
1 1 1 23 * 32

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 24


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

MMC(8; 9; 12) = 23 * 32
MMC(8; 9; 12) = 8 * 9
MMC(8; 9; 12) = 72
Vocês devem se lembrar de que outro meio de achar o MMC é listar os
múltiplos de cada um dos números até encontrar o MMC, como na tabela
abaixo.

Múltiplos de 8 Múltiplos de 9 Múltiplos de 12


8 9 12
16 18 24
24 27 36
32 36 48
40 45 60
48 54 72
56 63 84
64 72 96
72 81 108

No entanto, não podemos nos esquecer de que as divisões de 72 por 8; 9


ou 12 serão exatas, o que não é o que acontece no exercício, já que o
enunciado afirma que sempre sobram 3 ovinhos. Por isto, somarei 3 ao 72.
= 72 + 3
= 75
Vejam o que acontece se dividirmos 75 por 8, por 9 e por 12.

Notem que, nos três casos, o resto da divisão é 3.


Uma dica: caso não soubessem resolver, era possível testar as alternativas
também. Por exemplo, na letra A, temos o número 38. Podíamos dividir 38 por
8, por 9 e por 12 e analisar se o resto é 3 em todos os casos. Vocês verão que
o número 75 é o único que atenderá este requisito.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 25


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Gabarito: C

7. (Vunesp/2013/PM-SP/Soldado da Polícia Militar)


Sobre as características do procedimento para encontrar o mínimo
múltiplo comum, é correto afirmar que, dados dois números naturais
não nulos e:

a) primos entre si, o m.m.c. deles será o produto desses números.


b) ímpares consecutivos, o m.m.c. deles será igual ao maior número.
c) quaisquer, o m.m.c. deles será igual à soma desses números.
d) consecutivos, o m.m.c. deles será igual à diferença desses
números.
e) pares consecutivos, o m.m.c. deles será igual a 4.

Às vezes, estas questões teóricas são mais difíceis do que as contas, pois
elas abordam de um jeito que não estamos acostumados.
Vamos analisar as informações.
a) primos entre si, o m.m.c. deles será o produto desses números.
Esta está correta, apesar de parecer difícil de entender. Vou explicar
melhor.
Se eles são primos entre si, então o MDC entre eles é igual a 1. Vimos
isto na teoria para quem não está lembrado.
Assim, eles não possuem números em comum até o seu respectivo valor.
Vejam o exemplo que eu dei na teoria.

Divisores de 8 Divisores de 15 MDC(8; 15)


1 1
2 3
1
4 5
8 15

Vejam como até o valor 15, não haverá múltiplos comuns. Sendo assim, o
primeiro múltiplo comum que aparecerá será o produto entre eles.
MMC(8; 15) = 8 * 15
MMC(8; 15) = 120

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 26


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Por que isto? Isto se deve ao fato deste ser o primeiro número que é
divisível tanto por 8 quanto por 15.
Se dividirmos 120 por 8, dará 15; se dividirmos 120 por 15, dará 8.
Este exemplo comprova que o MMC de dois números primos entre si é o
produto destes números.
Alternativa correta.
b) ímpares consecutivos, o m.m.c. deles será igual ao maior número.
Para desmentir isto, vamos ver um exemplo.
Números ímpares consecutivos: 3 e 5.
O MMC deles é:

Múltiplos de 3 Múltiplos de 5 MMC(3; 5)


3 5
6 10
9 15 15
12
15

Vejam que o MMC de dois números ímpares consecutivos não é igual ao


maior deles, visto que o MMC de 3 e 5 não é 5. É 15.
Alternativa incorreta.
c) quaisquer, o m.m.c. deles será igual à soma desses números.
Esta já é nitidamente errada, mas vamos ver um exemplo.
Vamos pegar os mesmos números do item anterior (3 e 5), já que
podemos escolher quaisquer números.
A soma é:
3+5=8
Vejam que este número não corresponde ao MMC já calculado.
Alternativa incorreta.
d) consecutivos, o m.m.c. deles será igual à diferença desses
números.
Vamos pegar, como exemplo, os números 3 e 4, que são consecutivo.
A diferença é:
4–3=1
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 27
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Aliás, a diferença entre quaisquer dois números consecutivos sempre será


1.
Já sabemos que 1 não é igual ao MMC de 3 e 4, que é 12.

Múltiplos de 3 Múltiplos de 4 MMC(3; 4)


3 4
6 8
12
9 12
12

Alternativa incorreta.
e) pares consecutivos, o m.m.c. deles será igual a 4.
Números pares consecutivos: 2 e 4.
O MMC deles é:

Múltiplos de 2 Múltiplos de 4 MMC(2; 4)


2 4
4
4

Parece que o item é verdadeiro, não é mesmo? Vamos ver mais um


exemplo: 4 e 6.

Múltiplos de 4 Múltiplos de 6 MMC(4; 6)


4 6
8 12 12
12

Vejam que o MMC de dois números pares consecutivos não é igual a 4 em


todos os casos. Neste caso, deu 12.
Alternativa incorreta.

Gabarito: A

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 28


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

8. (Vunesp/2013/FUNDUNESP/Historiógrafo)
Um supermercado abre às 7 horas e fecha às 22 horas. Na seção de
pães, a fornada de pão francês sai a cada duas horas; de pães doces, a
cada três horas e de pães recheados, a cada quatro horas, a partir do
horário de abertura do estabelecimento. Quantas vezes ao dia há
coincidência de esses três alimentos saírem ao mesmo tempo do
forno?

a) 1.
b) 2.
c) 3.
d) 4.
e) 5.

Estamos querendo saber o número de horários coincidentes (comuns)


entre três frequências diferentes (2; 3 e 4). Em outras palavras, precisamos
calcular os múltiplos comuns entre estes três números.
Temos que calcular o MMC de 2; 3 e 4. Como são números baixos, vou
resolver pela tabela.
Tenham em mente o seguinte: a padaria funciona até as 22:00, então este
será o nosso limite, já que, caso não houvesse um limite, o número de
múltiplos seria infinito.

Múltiplos de 2 Múltiplos de 3 Múltiplos de 4


Coincidências
(pão francês) (pão doce) (pão recheado)
09:00 10:00 11:00
11:00 13:00 15:00
13:00 16:00 19:00
15:00 19:00 1
17:00 22:00
19:00
21:00

Há somente uma coincidência em que os três sairão ao mesmo tempo, o


que ocorre às 19 horas.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 29


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Gabarito: A

9. (Vunesp/2014/SAAE-SP/Auxiliar de Manutenção
Eletromecânica)
Fernanda divide as despesas de um apartamento com suas amigas.
A Fernanda, coube pagar a conta de água a cada três meses, a conta
de luz a cada dois meses e o aluguel a cada quatro meses. Sabendo-se
que ela pagou as três contas juntas em março deste ano, esses três
pagamentos irão coincidir, novamente, no ano que vem, em

a) fevereiro.
b) março.
c) abril.
d) maio.
e) junho.

Exercício semelhante ao anterior, em que temos que calcular múltiplos


comuns entre três números diferentes. Assim, para calcular quando os
pagamentos vão coincidir novamente, basta calcular o MMC.
Temos que calcular o MMC de 2; 3 e 4. Como são números baixos, vou
resolver pela tabela.

Múltiplos de 2 Múltiplos de 3 Múltiplos de 4 MMC(2; 3 ; 4)


2 3 4
4 6 8
6 9 12
12
8 12
10
12

Vejam que somente há nova coincidência após 12 meses, ou seja, 1 ano.


Como Fernanda pagou os três em março deste ano, ela somente voltará a
fazer isto em março do ano que vem.

Gabarito: B

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 30


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

10. (Vunesp/2014/Câmara Municipal de São José dos Campos-


SP/Técnico Legislativo)
Os quatro elevadores de um tribunal de 30 andares, durante a
subida, fazem paradas somente em andares predeterminados. O
primeiro elevador faz a primeira parada no primeiro andar e depois
para de quatro em quatro andares; o segundo elevador só para nos
andares pares; o terceiro elevador faz a primeira parada no terceiro
andar e depois para de três em três andares. O quarto elevador para
somente nos andares não atendidos por nenhum dos outros três
elevadores. O número de andares atendidos pelo quarto elevador,
durante a subida, é igual a

a) 2.
b) 3.
c) 4.
d) 5.
e) 6.

O quarto elevador atende “o resto”, isto é, os andares que os outros três


elevadores não atenderam. E é este elevador que é o alvo da pergunta, então
vamos ver quais andares os outros elevadores atendem.
Vou simular o edifício com o esquema abaixo.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

O primeiro elevador para no primeiro andar e depois de 4 em 4.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

O segundo elevador para nos andares pares, ou seja, nos múltiplos de 2.


Vou continuar pintando os quadrados de laranja para sabermos quais andares
já foram atendidos.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 31


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

O terceiro andar para nos múltiplos de 3.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

É isto. O quarto elevador atenderá as células em branco, que são os


andares que não foram atendidos pelos outros três elevadores. São 4 ao todo
(7; 11; 19 e 23).

Gabarito: C

11. (Vunesp/2013/SAP-SP/Agente de Segurança Penitenciária)


Uma pizzaria funciona todos os dias da semana e sempre tem
promoções para seus clientes. A cada 4 dias, o cliente tem desconto na
compra da pizza de calabresa; a cada 3 dias, na compra de duas
pizzas, ganha uma mini pizza doce, e uma vez por semana tem a
promoção de refrigerantes. Se hoje estão as três promoções vigentes,
esse ocorrido voltará a acontecer daqui a quantas semanas?

a) 40.
b) 12.
c) 84.
d) 22.
e) 7.

O enunciado enrolou para caramba, mas, na verdade, temos que encontrar


quando as promoções que ocorrem a cada 3; 4 e 7 dias acontecem
simultaneamente, ou seja, é novamente o caso de múltiplos comuns.
Devemos calcular o MMC(3; 4; 7).
Meu palpite para calcular este valor é listar os múltiplos de 7 e checar cada
um deles se também são múltiplos de 3 e de 4. Outro modo é testar cada uma

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 32


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

das alternativas. Tente procurar qual valor é divisível por 3; por 4 e por 7
simultaneamente.

Múltiplos de 7 É também múltiplo de 3? É também múltiplo de 4?


7 Não Não
14 Não Não
21 Sim Não
28 Não Sim
35 Não Não
42 Sim Não
49 Não Não
56 Não Sim
63 Sim Não
70 Não Não
77 Não Não
84 Sim Sim

Outra alternativa é calcular o MMC utilizando a fatoração, que é bem mais


fácil.

3 4 7 2
3 2 7 2
3 1 7 3
1 1 7 7
1 1 1 22 * 3 * 7

Vejam que 84 é o primeiro número que é múltiplos dos 3 valores


simultaneamente. Então, descobrimos que após 84 dias haverá coincidência
entre as três promoções.
Muito cuidado com a pegadinha! O enunciado quer o resultado em
semanas, não em dias. Então, temos que dividir o resultado por 7, pois uma
semana tem 7 dias. Assim, o resultado correto é 12 semanas (84/7 = 12).

Gabarito: B

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 33


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

12. (Vunesp/2013/COREN-SP/Agente Administrativo)


Uma clínica recebeu 840 seringas de 5 mL, 1440 seringas de 10 mL
e 600 seringas de 20 mL, e quer distribuí-las em pacotes, sem misturar
tamanhos, de modo que não haja sobras. Todos os pacotes devem ter
a mesma quantidade de seringas, e essa quantidade deve ser a maior
possível. Nessas condições, o número de pacotes formados será igual a

a) 12.
b) 16.
c) 18.
d) 24.
e) 28.

O exercício quer que a quantidade de seringas seja igual, ou seja, temos


que dividir os três tipos de seringa pelo mesmo divisor. Este divisor comum
deve ser o maior possível, então estamos procurando o máximo divisor
comum (MDC). Vamos fatorar.

600 840 1440 2


300 420 720 2
150 210 360 2
75 105 180 3
25 35 60 5
5 7 12 23 * 3 * 5

MDC(600; 840; 1440) = 23 * 3 * 5


MDC(600; 840; 1440) = 8 * 3 * 5
MDC(600; 840; 1440) = 120
Este é o número que dividirá as quantidades de forma a ser o número
máximo. Agora, precisamos dividir 600 por 120; 840 por 120 e 1440 por 120.
Com isto, calcularemos quantos pacotes cada um dos tipos de seringa terão.

Quantidade(seringa de 20 mL) = = 5 pacotes

Quantidade(seringa de 5 mL) = = 7 pacotes

Quantidade(seringa de 10 mL) = = 12 pacotes

Queremos o total de pacotes, então vamos somar tudo.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 34


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Total = 5 + 7 + 12
Total = 24 pacotes

Gabarito: D

13. (Vunesp/2014/SAAE-SP/Procurador Jurídico)


A secretaria de meio ambiente de certo município está montando
kits de mudas de árvores nativas, para distribuição numa campanha de
conscientização ambiental. Há 400 mudas de ipê­amarelo, 600 de
pau­brasil e 1200 de sibipiruna. Sabendo­se que todas as mudas
deverão ser utilizadas, e que cada kit deverá ter a mesma composição,
ou seja, quantidades iguais para espécies iguais, será montado o
número máximo possível de kits nessas condições. Cada kit conterá
uma quantidade de mudas igual a

a) 3.
b) 5.
c) 8.
d) 11.
e) 22.

O exercício é bem parecido com o anterior. Aliás, somente os valores são


diferentes, pois o procedimento é o mesmo.
Como ele quer a maior quantidade possível, o ideal é utilizar o MDC.
Vamos fatorar.

400 600 1200 2


200 300 600 2
100 150 300 2
50 75 150 5
10 15 30 5
2 3 6 23 * 52

MDC(400; 600; 1200) = 23 * 52


MDC(600; 840; 1440) = 8 * 25
MDC(600; 840; 1440) = 200

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 35


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Este é o número que dividirá as quantidades de forma a ser o número


máximo. Vamos dividir 400 por 200; 600 por 200 e 1200 por 200. Em seguida,
vamos somar o resultado destas divisões.

Total = + +

Total = 2 + 3 + 6
Total = 11 mudas

Gabarito: D

14. (Vunesp/2011/TJM-SP/Escrevente Técnico Judiciário)


Ao longo de um dia, um supermercado fez vários anúncios dos
produtos A, B e C, todos eles com o mesmo tempo de duração. Os
tempos totais de aparição dos produtos A, B e C foram,
respectivamente, iguais a 90s, 108s e 144s. Se a duração de cada
anúncio, em segundos, foi a maior possível, então, a soma do número
de aparições dos três produtos, nesse dia, foi igual a

a) 14.
b) 15.
c) 17.
d) 18.
e) 19.

Como ele quer a maior quantidade possível, o ideal é utilizar o MDC.


Vamos fatorar.

90 108 144 2
45 54 72 3
15 18 24 3
5 6 8 2 * 32

MDC(90; 108; 144) = 2 * 32


MDC(90; 108; 144) = 2 * 9
MDC(90; 108; 144) = 18
Este é o número que dividirá as quantidades de forma a ser o número
máximo. O procedimento é o mesmo dos exercícios anteriores.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 36


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Total = + +

Total = 5 + 6 + 8
Total = 19 aparições
Notem que o anúncio A aparecerá 5 vezes, o B aparecerá 6 vezes e o C
aparecerá 8 vezes. Como o enunciado pediu a soma, o resultado está na
equação acima.

Gabarito: E

15. (Vunesp/2014/Fundunesp/Técnico Administrativo)


Um distribuidor de materiais esportivos recebeu três pedidos da
bola oficial da Copa do Mundo ­ 2014. Um de 280 unidades para a loja
A, outro de 320 unidades para a loja B e outro de 840 unidades para a
loja C. Para agilizar o processamento, o distribuidor pretende fazer
embalagens contendo quantidades iguais de bolas em cada uma e,
para reduzir custos, quer fazer o menor número possível dessas
embalagens. Nessas condições, o número dessas embalagens que a
loja C receberá, considerando-se a entrega total de seu pedido, é

a) 15.
b) 18.
c) 20.
d) 21.
e) 24.

O exercício tentou confundir vocês quando disse para calcular a menor


quantidade possível de embalagens.
Pensem: se ele quer a menor quantidade possível de embalagens, então a
quantidade de bolas em cada embalagem deve ser a maior quantidade
possível dentro da embalagem. Ou seja, nada mudou e vamos continuar
utilizando o MDC.
Como nas outras vezes, vamos fatorar as quantidades. É sempre a maneira
mais fácil de calcular o MDC.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 37


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

280 320 840 2


140 160 420 2
70 80 210 2
35 40 105 5
7 8 21 23 * 5

MDC(280; 320; 840) = 23 * 5


MDC(280; 320; 840) = 8 * 5
MDC(280; 320; 840) = 40
Este é o número que dividirá as quantidades de forma a ser o número
máximo.
O enunciado não pediu o total de embalagens; ele só que a quantidade de
embalagens da bola C, então eu não irei calcular os outros, pois não faz
sentido perder tempo com coisas que não foram perguntadas.
Temos que dividir a quantidade de bolas C por 40, que é o MDC calculado.

C=

C = 21 embalagens

Gabarito: D

16. (Vunesp/2014/Fundacentro/Assistente em Ciência e


Tecnologia)
Para a semana de jogos esportivos de uma escola, a professora de
artes irá preparar um arranjo com fitas coloridas. Ela dispõe de 56 m
de fita amarela, 84 m de fita verde e 126 m de fita branca e deseja
dividir essas fitas em pedaços de mesmo comprimento e com o maior
tamanho possível. Fazendo dessa forma, a diferença entre o número
de pedaços de fita branca e o número de pedaços de fita amarela será:

a) 5
b) 6
c) 7
d) 8
e) 9

Queremos o maior tamanho possível de fita, ou seja, é mais um exercício


semelhante.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 38
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Vamos fatorar?

56 84 126 2
28 42 63 7
4 6 9 2*7

MDC(56; 84; 126) = 2 * 7


MDC(56; 84; 126) = 14
A fita branca tem 126 metros e a amarela possui 56 metros. Vamos
calcular as quantidades de cada uma delas e vamos ignorar as fitas verdes,
pois elas não são objeto de questionamento.

Brancas =

Brancas = 9 fitas
Notem que nem precisamos calcular o número de fitas verdes.

Amarelas =

Amarelas = 4 fitas
Para terminar, precisamos calcular a diferença entre as fitas brancas e
amarelas.
Brancas – Amarelas = 9 – 4
Brancas – Amarelas = 5

Gabarito: A

17. (Vunesp/2013/CETESB/Escriturário)
Para realizar um trabalho escolar, um grupo de alunos dispõe de
três rolos de fita adesiva com os seguintes comprimentos: 1,5 metro,
2,5 metros e 3 metros e precisam dividir toda essa fita adesiva em
pedaços de mesmo tamanho na maior medida possível. Sabendo-se
que esse grupo precisa de 15 pedaços de fita, pode-se concluir que,
após a divisão de todos os rolos em pedaços iguais, certamente,

a) sobrará um pedaço.
b) sobrarão dois pedaços.
c) não sobrará nem faltará nenhum pedaço.
d) faltará um pedaço.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 39
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

e) faltarão dois pedaços.

Este exercício tem a metodologia de resolução semelhante aos anteriores;


a diferença é que os valores são em decimais, mas, na prática, é a mesma
coisa.
Vejam como calcular o MDC.

1,5 2,5 3 0,5


3 5 6 0,5

MDC(1,5; 2,5; 3) = 0,5


Vejam que não há impedimentos para o MDC ser número um número
fracionário.

Observação: Aprenderemos a trabalhar melhor com números fracionários


e decimais na próxima aula.

Vamos calcular o número de fitas e o procedimento é idêntico aos


anteriores: vamos dividir o tamanho de cada um das fitas pelo MDC. Em
seguida, é só somar estas divisões.
, ,
Total = + +
, , ,
Total = 3 + 5 + 6
Total = 14 pedaços de fita
O enunciado afirma que serão necessárias 15 fitas, então, como temos 14,
está faltando 1 pedaço.

Gabarito: D

18. (Vunesp/2014/PRODEST-ES/Assistente de Tecnologia da


Informação)
Dois produtos líquidos A e B estão armazenados em galões
separados. Em um dos galões há 18 litros do produto A e no outro, há
42 litros do produto B. Carlos precisa distribuir esses líquidos, sem
desperdiçá-los e sem misturá-los, em galões menores, de forma que
cada galão menor tenha a mesma quantidade e o maior volume

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 40


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

possível de cada produto. Após essa distribuição, o número total de


galões menores será

a) 6
b) 8
c) 10
d) 12
e) 14

Este exercício é igual aos anteriores, mas ele é ainda mais fácil, pois
somente precisamos fatorar duas quantidades.

18 42 2
9 21 3
3 7 2*3

MDC(18; 42) = 2 * 3
MDC(18; 42) = 6
Vamos proceder da mesma maneira.

Total = +

Total = 3 + 7
Número de galões = 10 galões

Gabarito: C

19. (Vunesp/2014/Fundunesp/Assistente Administrativo)


Pretende-se dividir 180 tarefas, sendo 60 do tipo A, 72 do tipo B e o
restante do tipo C, entre um número x de assistentes, de modo que
cada um deles receba a mesma e a menor quantidade possível de cada
uma dessas tarefas. Dessa forma, somando-se os números de tarefas
dos tipos A e C que cada assistente deverá receber, tem-se

a) 6
b) 7
c) 8
d) 9
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 41
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

e) 10

Mais um muito parecido. A diferença é que não foi fornecido o total de


tarefas tipo C, mas podemos descobrir este valor através do total. Basta somar
as quantidades do Tipo A e B e excluir este valor do total.
C = Total – (A + B)
C = 180 – (60 + 72) = 180 – 132
C = 48 tarefas
O resto é idêntico.

48 60 72 2
24 30 36 2
12 15 18 3
4 5 6 22 * 3

MDC(48; 60; 72) = 22 * 3


MDC(48; 60; 72) = 4 * 3
MDC(48; 60; 72) = 12
Vamos calcular o número de tarefas que cada assistente receberá do tipo
A.

A=

A = 5 tarefas
O mesmo para as terefas do tipo C.

C=

C = 4 tarefas
Para terminar, é só efetuar a soma, conforme pedido pela questão:
A+C=5+4
A + C = 9 tarefas
Como eu já disse, nem percam o tempo calculando divisão de tarefas do
tipo B, pois o exercício não pergunta isto.

Gabarito: D

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 42


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

20. (FCC/2011/TRT 14a Região/Técnico Judiciário)


Seja N um número inteiro e positivo que multiplicado por 7 resulta
em número composto apenas por algarismos iguais a 2. Assim sendo, a
soma de todos os algarismos que compõem N é igual a

a) 12
b) 15
c) 21
d) 24
e) 7

Devemos encontrar um número formado apenas por algarismo 2 que seja


divisível por 7.
Não podemos nos esquecer de que um número divisível por 7 significa que
se dividirmos este número por 7, o resto será 0 (zero). Como não há regra
para os múltiplos de 7, vou organizar nossas opções em uma tabela.

Dividendo Divisor Quociente Resto Conclusão


Não é
2 7 0 2
divisível por 7
Não é
22 7 3 1
divisível por 7
Não é
222 7 31 5
divisível por 7
Não é
2222 7 317 3
divisível por 7
Não é
22222 7 3174 4
divisível por 7
É divisível por
222222 7 31746 0
7

Detalhe que não existe regra de divisibilidade por 7, conforme vimos no


começo da aula. Assim, o único jeito de saber se um número é ou não é
divisível por 7 é somente dividindo.
Vejam que o primeiro número formado apenas por algarismo 2 é o número
222222. O quociente é 31746. A questão quer a soma dos algarismos que
compõem este número.
=3+1+7+4+6
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 43
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

= 21

Gabarito: C

21. (FCC/2013/TRT 12ª Região/Técnico Judiciário)


Considere uma lista de trinta números formada pelos dez primeiros
múltiplos naturais dos números 5, 10 e 15. Descarte dessa lista todos
os números que aparecem mais de uma vez. Depois dos descartes, a
quantidade de números que permanecem na lista é igual a:

a) 15
b) 10
c) 9
d) 11
e) 8

Vou organizar uma tabela com os múltiplos de 5; 10; 15. Nesta mesma
lista, destacarei em laranja os números que aparecem em mais de uma lista.

Múltiplos de 5
5 10 15 20 25 30 35 40 45 50
Múltiplos de 10
10 20 30 40 50 60 70 80 90 100
Múltiplos de 15
15 30 45 60 75 90 105 120 135 150

Por exemplo, o número 10 aparece na lista de múltiplos de 5 e de 10,


então vamos descarta-lo (laranja). O mesmo vale para os outros que foram
destacados nesta mesma cor.
Portanto, sobraram (é só ver as células brancas):
(5; 25; 35; 70; 75; 80; 100; 105; 120; 135; 150)
Isto dá um total de 11 números.

Gabarito: D

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 44


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

22. (FCC/2012/TST/Técnico Judiciário)


Em uma urna, existem 80 bolas. Em cada bola, está marcado um
número inteiro diferente. Desses números, 55 são pares e, dentre os
ímpares, todos são múltiplos de 3. Se em metade das bolas está
marcado um número múltiplo de 3, a quantidade de bolas que estão
marcadas com um número múltiplo de 6 é igual a

a) 15.
b) 20.
c) 25.
d) 30.
e) 40.

Vamos interpretar o enunciado.


“Em uma urna, existem 80 bolas. Em cada bola, está marcado um
número inteiro diferente. Desses números, 55 são pares e, dentre os
ímpares, todos são múltiplos de 3”.
Se temos 55 pares de um total de 80, então 25 são ímpares.
Ímpares = 80 – 55
Ímpares = 25 bolas
“Se em metade das bolas está marcado um número múltiplo de 3,
(...)”
Vamos dividir 80 por 2 para encontrar os múltiplos de 3.

Múltiplos de 3 =

Múltiplos de 3 = 40 bolas
“(...) a quantidade de bolas que estão marcadas com um número
múltiplo de 6 é igual a”
Precisamos encontrar os múltiplos de 6.
Reparem que temos três variáveis diferentes: Ímpares e Múltiplos de 3;
Pares e Múltiplos de 3; Múltiplos de 3.
A soma dos números ímpares e múltiplos de 3 e pares e múltiplos de 3 tem
de ser igual ao número de múltiplos de 3 total.
Múltiplos de 3 = Ímpares e Múltiplos de 3 + Pares e Múltiplos de 3
40 = 25 + Pares e Múltiplos de 3
Pares e Múltiplos de 3 = 40 – 25
Pares e Múltiplos de 3 = 15 bolas

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 45


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Sendo assim, temos 15 bolas que são números pares e múltiplos de 3.


Agora, vamos lembrar a regra de múltiplos que está na parte teórica.
Os múltiplos de 6 são todos os números que satisfazem a regra do
múltiplo de 2 e de 3 simultaneamente. Já os múltiplos de 2 são todos os
números pares.
Notem, então, que já encontramos quantos são as bolas que satisfazem
ambos os critérios simultaneamente: ser múltiplo de 2 (pares) e ser múltiplo
de 3. A resposta é 15.

Gabarito: A

23. (FCC/2010/Bahiagás/Analista de Processos


Organizacionais)
"Se a soma dos dígitos de um número inteiro n é divisível por 6,
então n é divisível por 6".
Um valor de n que mostra ser falsa a frase acima é

a) 30
b) 33
c) 40
d) 42
e) 60

A questão fala dos múltiplos de 6. Temos de encontrar um número cuja


soma dos algarismos resulta em um número divisível por 6, mas o número
completo não é múltiplo de 6. Se fizermos isto, conseguiremos provar que a
frase do enunciado é falsa.
Assim, vamos somar os algarismos que compõem o número e analisar se
esta soma é divisível por 6. Além disso, este número em si não poder ser
divisível por 6.
Vejam uma tabela que organiza estas alternativas.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 46


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Soma dos Número


Número Soma dos
Letra algarismos é completo é
completo algarismos
divisível por 6? divisível por 6?
A 30 3+0=3 Não Sim: 30/6 = 5
B 33 3+3=6 Sim: 6/6 = 1 Não
C 40 4+0=4 Não Não
D 42 4+2=6 Sim: 6/6 = 1 Sim: 42/6 = 7
E 60 6+0=6 Sim: 6/6 = 1 Sim: 60/6 = 10

A resposta está na letra B, que contém uma alternativa cuja soma dos
algarismos é um número divisível por 6 (a soma dá 6 e 6 é divisível por 6),
mas o número completo não é (33 não é divisível por 6). Isto prova que o
critério para definir se um algarismo é ou não é múltiplo de 6 está incorreto.

Gabarito: B

24. (Funcab/2012/SEAD-PB/Técnico Administrativo)


Sendo x e y dois números naturais e positivos de modo que o m.m.c
(x;y) = 216 e o m.d.c (x;y) = 6, o valor de x, se y for igual a 54, será:

a) 27
b) 24
c) 30
d) 32
e) 36

Para resolvermos este exercício, tenho que ensinar uma fórmula que ainda
não foi ensinada.
Para dois números quaisquer x e y:
x * y = MMC(x; y) * MDC (x; y)
Vejam, na fórmula acima, que o produto de dois números é igual ao
produto do MMC e do MDC destes mesmos números.
Todos os valores foram dados pelo enunciado, então vamos substituir e
calcular x.
x * y = MMC(x; y) * MDC (x; y)
x * 54 = 216 * 6

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 47


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

x= = 24

Vejam que é uma mera aplicação de fórmula e quem a conhece não


possuirá dificuldades em resolver.

Gabarito: B

25. (Esaf/2012/Receita Federal/Assistente Técnico


Administrativo)
Sorteando-se um número de uma lista de 1 a 100, qual a
probabilidade de o número ser divisível por 3 ou por 8?

a) 41%
b) 44%
c) 42%
d) 45%
e) 43%

Este exercício lida com probabilidades, que não é assunto de Raciocínio


Lógico. No entanto, coloquei-o para testarmos alguns conhecimentos de
múltiplos e divisores.

Observação: Apesar de não ser conteúdo de Raciocínio Lógico (é um


conteúdo de Estatística), eu ensinarei um pouco de Probabilidade na aula de
Análise Combinatória.

Temos de descobrir quantos números são divisíveis por 3 ou por 8 dentro


do universo de números que vão de 1 a 100. Vejam a tabela a seguir e tentem
entender.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 48


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Destacados em amarelo, estão os múltiplos de 3. Em azul, estão os


múltiplos de 8. Em verde (mistura de amarelo e azul), estão os números que
são múltiplos tanto de 3, quanto de 8.
Sabemos que se a é múltiplo de b, então b é divisível por a. Por isto,
encontramos os múltiplos de 3 e de 8, pois estes números encontrados são
divisíveis por 3 ou por 8.
Agora, é só olhar o quadro acima e contar os quadrados coloridos. Temos
29 amarelos, 8 azuis e 4 verdes, resultando em 41 (29 + 8 + 4 = 41).
Aplicando os conceitos de Estatística: temos 41 números divisíveis por 3 ou
por 8, dentro de 1 a 100 (total de números é 100), então a probabilidade é de
41%, pois é só dividir 41 por 100.

Observação: A matéria de porcentagem também é assunto para aula


futura, então se preocupem em entender quantos múltiplos de 3 e 8 existem
de 1 a 100.

Gabarito: A

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 49


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

26. (Cesgranrio/2013/BNDES/Técnico Administrativo)


Seja x um número natural tal que o mínimo múltiplo comum entre x
e 36 é 360, e o máximo divisor comum entre x e 36 é 12.
Então, a soma dos algarismos do número x é

a) 3
b) 5
c) 9
d) 16
e) 21

Novamente, vou utilizar a fórmula abaixo:


x * y = MMC(x; y) * MDC(x; y)
Vocês podem decorar assim: o produto entre dois números é igual ao
produto entre o MMC e o MDC destes dois números.
x * y = MMC(x; y) * MDC(x; y)
x * 36 = 360 * 12
Vocês podem dividir ambos os lados da equação por 36.
x = 10 * 12 = 120

Observação: Técnicas de resolução de equações também serão ensinadas


em outra aula.

O exercício pede a soma dos algarismos de x, que é o número 120:


=1+2+0
=3

Gabarito: A

27. (Cesgranrio/2014/Petrobras/Técnico)
O produto de dois números naturais, x e y, é igual a 765. Se x é um
número primo maior que 5, então a diferença y – x é igual a

a) 6
b) 17

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 50


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

c) 19
d) 28
e) 45

Se x * y dá 765, então x e y são divisores de 765. Notem que x e y são


números naturais, pertencentes ao conjunto N, então eles não podem ser
negativos e nem decimais (vimos isto na aula passada).
Para sabermos quais são os divisores de 765, o ideal é fatorarmos este
número.

765 3
255 3
85 5
17 17
2
1 3 * 5 * 17

Uma dica do enunciado é afirmar que x é um número primo maior que 5. A


única possibilidade que existe é o número 17.
x = 17
Para achar y, é só resolver o problema abaixo.
x * y = 765
17 * y = 765
y = 45
Precisamos calcular a diferença entre x e y.
y – x = 45 – 17
y – x = 28

Gabarito: D

28. (BIO-RIO/2013/CBM-RJ/Cabo)
O MDC entre 23 * 3 * 52 e 22 * 3 * 72 é igual a:

a) 6
b) 12
c) 60
d) 150
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 51
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

e) 300

Temos duas alternativas de resolver. Vou fazer do jeito mais fácil de


entender primeiro. Depois, ensinarei um jeito mais rápido.
O jeito mais fácil de entender é o que vocês estão acostumados que é
calcular o MDC dos números fornecidos utilizando a fatoração.
23 * 3 * 52 = 8 * 3 * 25 = 600
22 * 3 * 72 = 4 * 3 * 49 = 588

588 600 2
294 300 2
147 150 3
49 50 22 * 3

MDC(588; 600) = 22 * 3
MDC(588; 600) = 4 * 3 * 5
MDC(588; 600) = 12
O outro jeito, que é bem mais fácil, é comparar os números já fatorados.
Lembrem-se de que o MDC apenas engloba os divisores comuns, ou seja,
aqueles que são iguais tanto para 588 quanto para o 600. Vejam o raciocínio:

588 600 Comum


3 2
2 2 22
3 3 3
2
5 Não há
2
7 Não há

Assim, o MDC são os divisores que são comuns (aparecem tanto no 588
quanto no 600). O resultado dará 12 da mesma maneira.

Gabarito: B

29. (BIO-RIO/2013/CBM-RJ/Sargento)
O MDC entre 23 * 3 * 54 * 72 e 22 * 36 * 52 é igual a:

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 52


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

a) 6
b) 12
c) 60
d) 150
e) 300

Vou resolver da maneira comparando os números fatorados, pois os


números são muito maiores agora.

N1 N2 Comum
3 2
2 2 22
6
3 3 3
4 2 2
5 5 5
2
7 Não há

Assim, o MDC são os divisores que são comuns, que vale para ambos os
números.
MDC = 22 * 3 * 52
MDC = 4 * 3 * 25
MDC = 300

Gabarito: E

30. (IADES/2014/SES-DF/Auxiliar Operacional de Serviços


Diversos)
Ao separar comprimidos em grupos de 4, um determinado
enfermeiro percebeu que sobravam 2 e que, ao separar os mesmos
comprimidos em grupos de 6, também sobravam 2. Quantos eram os
comprimidos, considerando que o número deles estava entre 80 e 90?

a) 82.
b) 84.
c) 85.
d) 86.
e) 87.

O jeito mais fácil é testar as alternativas. Precisamos dividir o número por 4


e por 6. Em ambos os casos, o resto tem que ser 2. Ou seja, em outras
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 53
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

palavras a resposta é um número que não é múltiplo de 4 e nem de 6, pois


seu resto não é 0 (zero).
Montei a tabela abaixo para testar as alternativas.

Divisão por 4 Divisão por 6


Letra
Quociente Resto Quociente Resto
A = 82 20 2 13 4
B = 84 21 0 14 0
C = 85 21 1 14 1
D = 86 21 2 14 2
E = 87 21 3 14 3

Destaquei, em laranja, quando a divisão resultou em resto 2. Note que, na


letra A, a divisão por 4 tem como resto 2, mas a divisão por 6 não, por isto ela
não é a resposta.
O gabarito é a letra D, pois 86 dividido por 4 tem resto 2 e 86 dividido por
6 também.

Gabarito: D

31. (FGV/2014/SEDUC-AM/Merendeiro)
Uma turma tem entre 20 e 30 alunos, e esses alunos devem formar
grupos para a apresentação de um trabalho. Os alunos tentaram
formar grupos de 3 alunos, mas um aluno ficou sem grupo. Em
seguida, tentaram formar grupos de 4 alunos e, novamente, um aluno
ficou sem grupo.
O número exato de alunos na turma é

a) 22.
b) 23.
c) 25.
d) 26.
e) 28.

Um exercício parecido com o anterior. Estamos procurando a alternativa


que apresenta um número cuja divisão por 3 e por 4 deixará 1 de resto.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 54
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Vou resolver da mesma maneira, testando as alternativas por meio de uma


tabela.

Divisão por 3 Divisão por 4


Letra
Quociente Resto Quociente Resto
A = 22 7 1 5 2
B = 23 7 2 5 3
C = 25 8 1 6 1
D = 26 8 2 6 2
E = 28 9 1 7 0

Destaquei, em laranja, quando a divisão resultou em resto 1. Note que, na


letra A, a divisão por 3 tem como resto 1, mas a divisão por 4 não, por isto ela
não é a resposta.
O gabarito é a letra C, pois 25 dividido por 3 tem resto 1 e 25 dividido por
4 também.

Gabarito: C

32. (FGV/2014/SEDUC-AM/Merendeiro)
Um grupo com mais de 25 e menos de 35 alunos deve ser
acomodado nas mesas de um refeitório. Em cada mesa cabem, no
máximo, 6 alunos.
Para que todas as mesas sejam ocupadas com a capacidade
máxima, o grupo deve ter o seguinte número de alunos:

a) 28.
b) 29.
c) 30
d) 21.
e) 32

Todas as mesas devem estar ocupadas com a capacidade máxima, ou


seja, todas as mesas devem ter 6 alunos. Sendo assim, o grupo todo deverá
ter uma quantidade de alunos que seja múltipla de 6.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 55


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Analisando as possíveis respostas, a única que atende a este critério é a


letra C, pois 30 dividido por 6 terá 5 mesas completamente ocupadas de
alunos.
Se pegarmos um grupo com 28 alunos (letra A), por exemplo, 4 mesas
terão 6 alunos e 1 mesa terá 4 alunos, o que não caracteriza sua capacidade
máxima.

Gabarito: C

33. (FGV/2014/Prefeitura de João Pessoa-PB/Agente


Educacional)
No número 35D8 o algarismo das dezenas (D) foi apagado.
Entretanto sabe-se que esse número tem todos os algarismos
diferentes e é divisível por 6.
O resto da divisão desse número por 7 é

a) 0
b) 1
c) 2
d) 3
e) 4

O número 35D8 é divisível por 6. De acordo com o que estudamos, ele


deve ser divisível por 2 e por 3 simultaneamente.
O critério de divisibilidade por 2 é ser par. Como o número 35D8 é
terminado em 8, então ele é par e atende a este critério de divisibilidade.
Para ser divisível por 3, a soma dos algarismos deve ser um número que
seja divisível por 3.
=3+5+D+8
= 16 + D
Portanto, (16 + D) deve ser igual a 18; 21 ou 24. Não é possível ser
maior que 24, pois o número teria que ser maior que 9, o que não é possível já
que D deve possui um algarismo apenas (é o algarismo da dezena).
Vamos ver cada um dos casos.

Soma igual a 18
16 + D = 18
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 56
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

D=2

Soma igual a 21
16 + D = 21
D=5

Soma igual a 24
16 + D = 24
D=8

Estas são as três possibilidades, mas qual delas escolher? Notem que o
problema afirma que todos os algarismos são diferentes.
D = 2: 35D8 = 3528
D = 5: 35D8 = 3558
D = 8: 35D8 = 3588
Reparam que a resposta somente pode ser D = 2? Nas outras duas opções,
existiriam dígitos repetidos, o que não é permitido.
Agora, precisamos dividir 3258 por 7.

3528 7
0 504

O resto desta divisão é 0.

Gabarito: A

34. (COPEVE/2014/UFAL/Auxiliar em Administração)


Dados os itens acerca dos números inteiros,
I. Todos os números primos são ímpares.
II. Todo número múltiplo de 2 é par.
III. O valor da expressão 8 – 3 x 4 é negativo.
Verifica-se que está(ão) correto(s)

a) I, apenas.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 57
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

b) II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

Vamos analisar cada item.


I. Todos os números primos são ímpares.
Há apenas um número primo que é par, que é o número 2. Por isto, não
são todos ímpares os números primos.
Item incorreto.
II. Todo número múltiplo de 2 é par.
Sim, vejam: 2; 4; 6; 8; 10; 12; 14; 16; etc.
Item correto.
III. O valor da expressão 8 – 3 x 4 é negativo.
Pela ordem de prioridade, precisamos resolver primeiro a multiplicação.
Pela minha convenção, vou substituir o sinal x pelo *.
=8–3*4
= 8 – 12
=–4
Deu negativo e isto significa que a resposta pertence ao conjunto dos
inteiros (Z).
Item correto.
Assim, os itens II e III são corretos.

Gabarito: D

35. (COPEVE/2014/UFAL/Auxiliar em Administração)


Qual é o maior número inteiro que é divisor comum de 48 e 84?

a) 6
b) 12
c) 24
d) 42
e) 48

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 58


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Estamos procurando o MDC de 48 e 84. Vou resolver dos dois modos,


listando os divisores de cada um e através da fatoração.

Divisores de 48 Divisores de 84 MDC(48; 84)


1 1
2 2
3 3
4 4
6 6
8 7 12
12 12
16 14
24 21
48 42
84

Através da fatoração, fica.

48 84 2
24 42 2
12 21 3
4 7 22 * 3

O resultado também dará 12.

Gabarito: B

36. (MB/2013/EAM/Aprendiz de Marinheiro)


Entre os números naturais 25 e 42, há quantos números primos?

a) 5
b) 4
c) 3
d) 2
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 59
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

e) 1

Os números primos entre 25 e 42 são: 29, 31, 37 e 41.


A resposta, então, é 4.
Somente lembrando que números primos possuem apenas dois divisores,
que são o 1 e ele mesmo.

Gabarito: B

37. (INEP/2014/ENEM)
Durante a Segunda Guerra Mundial, para decifrarem as mensagens
secretas, foi utilizada a técnica de decomposição em fatores primos.
Um número N é dado pela expressão 2x • 5y • 7z, na qual x , y e z são
números inteiros não negativos. Sabe-se que N é múltiplo de 10 e não
é múltiplo de 7.
O número de divisores de N, diferentes de N, é

a) x . y . z
b) (x + 1) . (y + 1 )
c) x . y . z – 1
d) (x + 1) • ( y + 1 ) • z
e) ( x + 1) • ( y + 1 ) • ( z + 1 ) – 1

Para calcular o número de divisores, precisamos da fórmula:


ax * by * cz
Total de divisores = (x + 1) * (y + 1) * (z + 1)
No entanto, o enunciado pede o número de divisores de N diferentes do
próprio N.
Por exemplo, qual o número de divisores de 12?
Divisores de 12 = {1; 2; 3; 4; 6; 12}
Agora, qual o número de divisores de 12, diferentes de 12?
Divisores de 12 diferentes de 12 = {1; 2; 3; 4; 6}
Assim, são todos os divisores menos 1, que é o próprio 12.
Analogamente, quando queremos os divisores de N, diferentes de N,
precisamos aplicar a fórmula, mas precisamos excluir uma unidade do
resultado, pois precisamos excluir o próprio N do universo de respostas.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 60
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Assim, a resposta é:
(x + 1) * (y + 1) * (z + 1) – 1

Gabarito: E

38. (Fumarc/2013/CBM-MG/Soldado)
O número N = 2x . 43 . 54 possui 60 divisores naturais. O valor de x
é

a) 0,7.
b) 2.
c) 5.
d) 12.

Também precisamos utilizar a fórmula, mas aqui há uma pegadinha.


O número fatorado deve estar em bases primas. Assim, os números 2 e 5
são primos, mas o número 4 não é.
Aqui, terei que utilizar alguns conhecimentos de potência que vocês não
aprenderam. Vou fazer a operação, sem explicar, mas saibam que vocês
aprenderão isto mais a frente.
N = 2x . 43 . 54
N = 2x . 22*3 . 54
N = 2x+6 . 54

Observação: Caso não tenham entendido as operações acima, não se


preocupem, pois veremos isto na aula 4.

Agora, é só aplicar a fórmula.


Total de divisores = (x + 6 + 1) * (4 + 1)
60 = (x + 7) * 5
x + 7 = 12
x=5

Gabarito: C

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 61


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

39. (FUNDEP/2014/Prefeitura de Bela Vista de Minas-


MG/Contínuo)
Uma cozinheira tem de distribuir 60 pastéis e 45 empadas para um
grupo de alunos, dando a mesma quantidade de cada produto a cada
um deles. O número máximo de alunos que poderá receber os salgados
é de:

a) 3.
b) 5.
c) 15.
d) 30.

Temos que dividir 45 e 60, dando a mesma quantidade, ou seja, o mesmo


divisor. Como o número de alunos deve ser máximo, precisamos calcular o
MDC.

45 60 3
15 20 5
3 4 3*5

MDC(45; 60) = 3 * 5
MDC(45; 60) = 15
Assim, 15 alunos receberão 3 empadas e 4 pastéis.

Gabarito: C

40. (FUNDEP/2014/COPASA/Agente de Saneamento)


Ao fatorar em números primos o número 270, a quantidade de
números primos, distintos, que encontramos é

a) 1
b) 2
c) 3
d) 4

Questão bem objetiva e direta.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 62


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Vamos fatorar o número 270 e, em seguida, vamos contar a quantidade de


números primos distintos que o formam.

270 2
135 3
45 3
15 3
5 5
1 2 * 33 * 5

São 3 algarismos distintos: 2; 3 e 5.

Gabarito: C

41. (UFMT/2013/COPEL/Profissional de Nível Médio)


O mínimo múltiplo comum (mmc) e o máximo divisor comum (mdc)
dos números (20, 18, 6) são, respectivamente:

a) 90 e 4
b) 360 e 4
c) 120 e 2
d) 180 e 2

Vamos fatorar estes três números duas vezes, uma para calcular o MMC e
outra para calcular o MDC.

6 18 20 2
3 9 10 2
3 9 5 3
1 3 5 3
1 1 5 5
1 1 1 22 * 32 * 5

MMC(6; 18; 20) = 22 * 32 * 5


MMC(6; 18; 20) = 4 * 9 * 5
MMC(6; 18; 20) = 180

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 63


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Só com o cálculo do MMC, já conseguimos achar a resposta correta. No


entanto, vou fatorar novamente para calcular o MDC para treinarmos.

6 18 20 2
3 9 10 2

MDC(6; 18; 20) = 2


Aproveitando para recordar:

Fatoração e MMC:
A divisão deve ser feita pelo menor divisor primo de qualquer um dos
números;
Quando o número não for divisível pelo divisor, ele é mantido sem sofrer
alteração;
A fatoração termina quando todos os dividendos forem iguais a 1.

Fatoração e MDC:
A divisão deve ser feita pelo menor divisor primo de todos os números;
A fatoração termina quando não houver mais divisores comuns entre os
dividendos.

Gabarito: D

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 64


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Conclusão

Gostaram da aula? Acharam que valeu a pena ter dedicado uma aula
inteira apenas para MMC, MDC e assuntos correlatos? Espero que sim, pois
principalmente o MMC é muito utilizado no cálculo de frações, conforme vocês
verão na próxima aula.
Estão com muitas dúvidas? Não se preocupem, pois isto é natural. Entrem
em contato pelo fórum que eu terei o maior prazer em ajudar vocês.
Também disponibilizo meu e-mail, pois algumas pessoas preferem entrar
em contato por lá, já que é possível mandar arquivos anexos.
leandrotakaesu@gmail.com
Podem mandar dúvidas diversas; não precisam ser dúvidas dos exercícios
deste material em específico. Se as dúvidas forem de Matemática, estarei aqui
para ajudar.
É isto! Espero vocês na próxima aula.
Bons estudos!

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 65


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Lista de questões sem comentário

1. (FCC/2012/Prefeitura de São Paulo/Auditor Fiscal)


Considere a multiplicação abaixo, em que letras iguais representam
o mesmo dígito e o resultado é um número de 5 algarismos.

A soma (S + O + M + A + R) é igual a

a) 33
b) 31
c) 29
d) 27
e) 25

2. (FCC/2011/TRT 4ª Região/Técnico Judiciário)


Considere o número inteiro e positivo X1Y, em que X e Y
representam os algarismos das centenas e das unidades,
respectivamente. Sabendo que 31692 : (X1Y) = 76, então a soma X +
Y é um número

a) quadrado perfeito.
b) menor que 10.
c) primo.
d) divisível por 6.
e) múltiplo de 4.

3. (Funcab/2012/SEAD-PB/Técnico Administrativo)
Sendo 23 . 3y . 5x a fatoração do número 1800 em bases primas, o
valor de x + y é:

a) 1
b) 2
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 66
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

c) 3
d) 4
e) 5

4. (Funcab/2013/POLITEC-MT/Perito Criminal)
Determine a quantidade de divisores naturais diferentes de 1 do
número 1540.

a) 10
b) 13
c) 22
d) 23
e) 24

5. (Vunesp/2013/CETESB/Escriturário)
Um comerciante comprou uma caixa de ossinhos para cães e, para
revendê-los, fez pacotinhos menores, todos com a mesma quantidade
de ossinhos. Ao iniciar a montagem dos pacotinhos, percebeu que
poderia formar pacotinhos com 6 ou com 8 ou com 10 ossinhos em
cada pacotinho e que não restaria nenhum ossinho na caixa. O menor
número de ossinhos existentes nessa caixa era

a) 100.
b) 120.
c) 140.
d) 160.
e) 200.

6. (Vunesp/2014/SAAE-SP/Técnico em Informática)
Uma pessoa comprou um pote com ovinhos de chocolate e, ao fazer
pacotinhos, todos com a mesma quantidade de ovinhos, percebeu que,
colocando 8 ou 9 ou 12 ovinhos em cada pacotinho sempre sobrariam
3 ovinhos no pote. O menor número de ovinhos desse pote é:

a) 38
b) 60
c) 75
d) 86
e) 97

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 67


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

7. (Vunesp/2013/PM-SP/Soldado da Polícia Militar)


Sobre as características do procedimento para encontrar o mínimo
múltiplo comum, é correto afirmar que, dados dois números naturais
não nulos e:

a) primos entre si, o m.m.c. deles será o produto desses números.


b) ímpares consecutivos, o m.m.c. deles será igual ao maior número.
c) quaisquer, o m.m.c. deles será igual à soma desses números.
d) consecutivos, o m.m.c. deles será igual à diferença desses
números.
e) pares consecutivos, o m.m.c. deles será igual a 4.

8. (Vunesp/2013/FUNDUNESP/Historiógrafo)
Um supermercado abre às 7 horas e fecha às 22 horas. Na seção de
pães, a fornada de pão francês sai a cada duas horas; de pães doces, a
cada três horas e de pães recheados, a cada quatro horas, a partir do
horário de abertura do estabelecimento. Quantas vezes ao dia há
coincidência de esses três alimentos saírem ao mesmo tempo do
forno?

a) 1.
b) 2.
c) 3.
d) 4.
e) 5.

9. (Vunesp/2014/SAAE-SP/Auxiliar de Manutenção
Eletromecânica)
Fernanda divide as despesas de um apartamento com suas amigas.
A Fernanda, coube pagar a conta de água a cada três meses, a conta
de luz a cada dois meses e o aluguel a cada quatro meses. Sabendo-se
que ela pagou as três contas juntas em março deste ano, esses três
pagamentos irão coincidir, novamente, no ano que vem, em

a) fevereiro.
b) março.
c) abril.
d) maio.
e) junho.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 68


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

10. (Vunesp/2014/Câmara Municipal de São José dos Campos-


SP/Técnico Legislativo)
Os quatro elevadores de um tribunal de 30 andares, durante a
subida, fazem paradas somente em andares predeterminados. O
primeiro elevador faz a primeira parada no primeiro andar e depois
para de quatro em quatro andares; o segundo elevador só para nos
andares pares; o terceiro elevador faz a primeira parada no terceiro
andar e depois para de três em três andares. O quarto elevador para
somente nos andares não atendidos por nenhum dos outros três
elevadores. O número de andares atendidos pelo quarto elevador,
durante a subida, é igual a

a) 2.
b) 3.
c) 4.
d) 5.
e) 6.

11. (Vunesp/2013/SAP-SP/Agente de Segurança Penitenciária)


Uma pizzaria funciona todos os dias da semana e sempre tem
promoções para seus clientes. A cada 4 dias, o cliente tem desconto na
compra da pizza de calabresa; a cada 3 dias, na compra de duas
pizzas, ganha uma mini pizza doce, e uma vez por semana tem a
promoção de refrigerantes. Se hoje estão as três promoções vigentes,
esse ocorrido voltará a acontecer daqui a quantas semanas?

a) 40.
b) 12.
c) 84.
d) 22.
e) 7.

12. (Vunesp/2013/COREN-SP/Agente Administrativo)


Uma clínica recebeu 840 seringas de 5 mL, 1440 seringas de 10 mL
e 600 seringas de 20 mL, e quer distribuí-las em pacotes, sem misturar
tamanhos, de modo que não haja sobras. Todos os pacotes devem ter
a mesma quantidade de seringas, e essa quantidade deve ser a maior
possível. Nessas condições, o número de pacotes formados será igual a

a) 12.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 69


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

b) 16.
c) 18.
d) 24.
e) 28.

13. (Vunesp/2014/SAAE-SP/Procurador Jurídico)


A secretaria de meio ambiente de certo município está montando
kits de mudas de árvores nativas, para distribuição numa campanha de
conscientização ambiental. Há 400 mudas de ipê­amarelo, 600 de
pau­brasil e 1200 de sibipiruna. Sabendo­se que todas as mudas
deverão ser utilizadas, e que cada kit deverá ter a mesma composição,
ou seja, quantidades iguais para espécies iguais, será montado o
número máximo possível de kits nessas condições. Cada kit conterá
uma quantidade de mudas igual a

a) 3.
b) 5.
c) 8.
d) 11.
e) 22.

14. (Vunesp/2011/TJM-SP/Escrevente Técnico Judiciário)


Ao longo de um dia, um supermercado fez vários anúncios dos
produtos A, B e C, todos eles com o mesmo tempo de duração. Os
tempos totais de aparição dos produtos A, B e C foram,
respectivamente, iguais a 90s, 108s e 144s. Se a duração de cada
anúncio, em segundos, foi a maior possível, então, a soma do número
de aparições dos três produtos, nesse dia, foi igual a

a) 14.
b) 15.
c) 17.
d) 18.
e) 19.

15. (Vunesp/2014/Fundunesp/Técnico Administrativo)


Um distribuidor de materiais esportivos recebeu três pedidos da
bola oficial da Copa do Mundo ­ 2014. Um de 280 unidades para a loja
A, outro de 320 unidades para a loja B e outro de 840 unidades para a
loja C. Para agilizar o processamento, o distribuidor pretende fazer
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 70
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

embalagens contendo quantidades iguais de bolas em cada uma e,


para reduzir custos, quer fazer o menor número possível dessas
embalagens. Nessas condições, o número dessas embalagens que a
loja C receberá, considerando-se a entrega total de seu pedido, é

a) 15.
b) 18.
c) 20.
d) 21.
e) 24.

16. (Vunesp/2014/Fundacentro/Assistente em Ciência e


Tecnologia)
Para a semana de jogos esportivos de uma escola, a professora de
artes irá preparar um arranjo com fitas coloridas. Ela dispõe de 56 m
de fita amarela, 84 m de fita verde e 126 m de fita branca e deseja
dividir essas fitas em pedaços de mesmo comprimento e com o maior
tamanho possível. Fazendo dessa forma, a diferença entre o número
de pedaços de fita branca e o número de pedaços de fita amarela será:

a) 5
b) 6
c) 7
d) 8
e) 9

17. (Vunesp/2013/CETESB/Escriturário)
Para realizar um trabalho escolar, um grupo de alunos dispõe de
três rolos de fita adesiva com os seguintes comprimentos: 1,5 metro,
2,5 metros e 3 metros e precisam dividir toda essa fita adesiva em
pedaços de mesmo tamanho na maior medida possível. Sabendo-se
que esse grupo precisa de 15 pedaços de fita, pode-se concluir que,
após a divisão de todos os rolos em pedaços iguais, certamente,

a) sobrará um pedaço.
b) sobrarão dois pedaços.
c) não sobrará nem faltará nenhum pedaço.
d) faltará um pedaço.
e) faltarão dois pedaços.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 71


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

18. (Vunesp/2014/PRODEST-ES/Assistente de Tecnologia da


Informação)
Dois produtos líquidos A e B estão armazenados em galões
separados. Em um dos galões há 18 litros do produto A e no outro, há
42 litros do produto B. Carlos precisa distribuir esses líquidos, sem
desperdiçá-los e sem misturá-los, em galões menores, de forma que
cada galão menor tenha a mesma quantidade e o maior volume
possível de cada produto. Após essa distribuição, o número total de
galões menores será

a) 6
b) 8
c) 10
d) 12
e) 14

19. (Vunesp/2014/Fundunesp/Assistente Administrativo)


Pretende-se dividir 180 tarefas, sendo 60 do tipo A, 72 do tipo B e o
restante do tipo C, entre um número x de assistentes, de modo que
cada um deles receba a mesma e a menor quantidade possível de cada
uma dessas tarefas. Dessa forma, somando-se os números de tarefas
dos tipos A e C que cada assistente deverá receber, tem-se

a) 6
b) 7
c) 8
d) 9
e) 10

20. (FCC/2011/TRT 14a Região/Técnico Judiciário)


Seja N um número inteiro e positivo que multiplicado por 7 resulta
em número composto apenas por algarismos iguais a 2. Assim sendo, a
soma de todos os algarismos que compõem N é igual a

a) 12
b) 15
c) 21
d) 24
e) 7

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 72


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

21. (FCC/2013/TRT 12ª Região/Técnico Judiciário)


Considere uma lista de trinta números formada pelos dez primeiros
múltiplos naturais dos números 5, 10 e 15. Descarte dessa lista todos
os números que aparecem mais de uma vez. Depois dos descartes, a
quantidade de números que permanecem na lista é igual a:

a) 15
b) 10
c) 9
d) 11
e) 8

22. (FCC/2012/TST/Técnico Judiciário)


Em uma urna, existem 80 bolas. Em cada bola, está marcado um
número inteiro diferente. Desses números, 55 são pares e, dentre os
ímpares, todos são múltiplos de 3. Se em metade das bolas está
marcado um número múltiplo de 3, a quantidade de bolas que estão
marcadas com um número múltiplo de 6 é igual a

a) 15.
b) 20.
c) 25.
d) 30.
e) 40.

23. (FCC/2010/Bahiagás/Analista de Processos


Organizacionais)
"Se a soma dos dígitos de um número inteiro n é divisível por 6,
então n é divisível por 6".
Um valor de n que mostra ser falsa a frase acima é

a) 30
b) 33
c) 40
d) 42
e) 60

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 73


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

24. (Funcab/2012/SEAD-PB/Técnico Administrativo)


Sendo x e y dois números naturais e positivos de modo que o m.m.c
(x;y) = 216 e o m.d.c (x;y) = 6, o valor de x, se y for igual a 54, será:

a) 27
b) 24
c) 30
d) 32
e) 36

25. (Esaf/2012/Receita Federal/Assistente Técnico


Administrativo)
Sorteando-se um número de uma lista de 1 a 100, qual a
probabilidade de o número ser divisível por 3 ou por 8?

a) 41%
b) 44%
c) 42%
d) 45%
e) 43%

26. (Cesgranrio/2013/BNDES/Técnico Administrativo)


Seja x um número natural tal que o mínimo múltiplo comum entre x
e 36 é 360, e o máximo divisor comum entre x e 36 é 12.
Então, a soma dos algarismos do número x é

a) 3
b) 5
c) 9
d) 16
e) 21

27. (Cesgranrio/2014/Petrobras/Técnico)
O produto de dois números naturais, x e y, é igual a 765. Se x é um
número primo maior que 5, então a diferença y – x é igual a

a) 6
b) 17
c) 19
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 74
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

d) 28
e) 45

28. (BIO-RIO/2013/CBM-RJ/Cabo)
O MDC entre 23 * 3 * 52 e 22 * 3 * 72 é igual a:

a) 6
b) 12
c) 60
d) 150
e) 300

29. (BIO-RIO/2013/CBM-RJ/Sargento)
O MDC entre 23 * 3 * 54 * 72 e 22 * 36 * 52 é igual a:

a) 6
b) 12
c) 60
d) 150
e) 300

30. (IADES/2014/SES-DF/Auxiliar Operacional de Serviços


Diversos)
Ao separar comprimidos em grupos de 4, um determinado
enfermeiro percebeu que sobravam 2 e que, ao separar os mesmos
comprimidos em grupos de 6, também sobravam 2. Quantos eram os
comprimidos, considerando que o número deles estava entre 80 e 90?

a) 82.
b) 84.
c) 85.
d) 86.
e) 87.

31. (FGV/2014/SEDUC-AM/Merendeiro)
Uma turma tem entre 20 e 30 alunos, e esses alunos devem formar
grupos para a apresentação de um trabalho. Os alunos tentaram
formar grupos de 3 alunos, mas um aluno ficou sem grupo. Em
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 75
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

seguida, tentaram formar grupos de 4 alunos e, novamente, um aluno


ficou sem grupo.
O número exato de alunos na turma é

a) 22.
b) 23.
c) 25.
d) 26.
e) 28.

32. (FGV/2014/SEDUC-AM/Merendeiro)
Um grupo com mais de 25 e menos de 35 alunos deve ser
acomodado nas mesas de um refeitório. Em cada mesa cabem, no
máximo, 6 alunos.
Para que todas as mesas sejam ocupadas com a capacidade
máxima, o grupo deve ter o seguinte número de alunos:

a) 28.
b) 29.
c) 30
d) 21.
e) 32

33. (FGV/2014/Prefeitura de João Pessoa-PB/Agente


Educacional)
No número 35D8 o algarismo das dezenas (D) foi apagado.
Entretanto sabe-se que esse número tem todos os algarismos
diferentes e é divisível por 6.
O resto da divisão desse número por 7 é

a) 0
b) 1
c) 2
d) 3
e) 4

34. (COPEVE/2014/UFAL/Auxiliar em Administração)


Dados os itens acerca dos números inteiros,
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 76
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

I. Todos os números primos são ímpares.


II. Todo número múltiplo de 2 é par.
III. O valor da expressão 8 – 3 x 4 é negativo.
Verifica-se que está(ão) correto(s)

a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

35. (COPEVE/2014/UFAL/Auxiliar em Administração)


Qual é o maior número inteiro que é divisor comum de 48 e 84?

a) 6
b) 12
c) 24
d) 42
e) 48

36. (MB/2013/EAM/Aprendiz de Marinheiro)


Entre os números naturais 25 e 42, há quantos números primos?

a) 5
b) 4
c) 3
d) 2
e) 1

37. (INEP/2014/ENEM)
Durante a Segunda Guerra Mundial, para decifrarem as mensagens
secretas, foi utilizada a técnica de decomposição em fatores primos.
Um número N é dado pela expressão 2x • 5y • 7z, na qual x , y e z são
números inteiros não negativos. Sabe-se que N é múltiplo de 10 e não
é múltiplo de 7.
O número de divisores de N, diferentes de N, é

a) x . y . z
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 77
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

b) (x + 1) . (y + 1 )
c) x . y . z – 1
d) (x + 1) • ( y + 1 ) • z
e) ( x + 1) • ( y + 1 ) • ( z + 1 ) – 1

38. (Fumarc/2013/CBM-MG/Soldado)
O número N = 2x . 43 . 54 possui 60 divisores naturais. O valor de x
é

a) 0,7.
b) 2.
c) 5.
d) 12.

39. (FUNDEP/2014/Prefeitura de Bela Vista de Minas-


MG/Contínuo)
Uma cozinheira tem de distribuir 60 pastéis e 45 empadas para um
grupo de alunos, dando a mesma quantidade de cada produto a cada
um deles. O número máximo de alunos que poderá receber os salgados
é de:

a) 3.
b) 5.
c) 15.
d) 30.

40. (FUNDEP/2014/COPASA/Agente de Saneamento)


Ao fatorar em números primos o número 270, a quantidade de
números primos, distintos, que encontramos é

a) 1
b) 2
c) 3
d) 4

41. (UFMT/2013/COPEL/Profissional de Nível Médio)


O mínimo múltiplo comum (mmc) e o máximo divisor comum (mdc)
dos números (20, 18, 6) são, respectivamente:
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 78
Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

a) 90 e 4
b) 360 e 4
c) 120 e 2
d) 180 e 2

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 79


Curso Completo de Aula 02
Matemática para Concursos

Gabaritos

1 D 22 A
2 C 23 B
3 D 24 B
4 D 25 A
5 B 26 A
6 C 27 D
7 A 28 B
8 A 29 E
9 B 30 D
10 C 31 C
11 B 32 C
12 D 33 A
13 D 34 D
14 E 35 B
15 D 36 B
16 A 37 E
17 D 38 C
18 C 39 C
19 D 40 C
20 C 41 D
21 D

Bons estudos!

Leandro Takaesu

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 80