Vous êtes sur la page 1sur 133

Curso Completo de Aula 01

Matemática para Concursos

Sumário

Introdução ..............................................................................................2
Conjuntos Numéricos ...............................................................................3
Conjunto dos números naturais (N) .........................................................4
Conjunto dos números inteiros (Z) ..........................................................5
Conjunto dos números racionais (Q) ........................................................6
Conjunto dos números irracionais (I) .......................................................8
Conjunto dos números reais (R) ............................................................ 12
Símbolos matemáticos ......................................................................... 15
Operações com conjuntos ....................................................................... 19
Calculando o número de elementos ....................................................... 23
Questões comentadas .......................................................................... 29
Conclusão ........................................................................................... 117
Lista de questões sem comentário ....................................................... 118
Gabaritos ......................................................................................... 132

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 1


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Introdução

Olá. Esta é a primeira aula do nosso curso “completão” de Matemática para


concursos. Vamos começar estudando desde o início.
Vimos algumas operações matemáticas básicas na aula demonstrativa e
hoje vamos estudar os conjuntos numéricos, que será a base de muitos
assuntos de aulas posteriores.
Como iremos falar de conjuntos numéricos, decidi colocar o assunto de
operações de conjuntos nesta aula também, pois são assuntos semelhantes.
Espero que gostem da aula!
Boa leitura.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 2


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Conjuntos Numéricos

Começando desde o início, vamos definir o que é um conjunto. De acordo


com o dicionário, conjunto é uma reunião de elementos, preferencialmente,
com características semelhantes. Portanto, os conjuntos numéricos que iremos
estudar englobam números com características semelhantes de acordo com o
conjunto estudado.
Exemplo: Qual o conjunto de vogais do nosso alfabeto?
Resposta: {A; B; C; D; E}
Assim, os números também são divididos em conjuntos numéricos, de
forma a agrupar números com características semelhantes. Quem criou esta
teoria foi Georg Cantor.
Vamos ver os conjuntos existentes.
 conjunto dos números naturais (N);
 conjunto dos números inteiros (Z);
 conjunto dos números racionais (Q);
 conjunto dos números irracionais (I);
 conjunto dos números reais (R);
 conjunto dos números complexos (C).
Vamos estudar todos os conjuntos nesta aula, com exceção do último
(números complexos). Este conjunto é assunto do nosso último “encontro”, na
aula 19. Por isto, não se preocupem com ele por enquanto, pois é um assunto
bem específico.
Apesar de eu ter dito que conjunto é uma reunião de elementos, na
Matemática, existe o conjunto vazio. É um caso específico de um conjunto
sem elementos.
Exemplo: Qual o conjunto de elementos de números maiores que 6
de um dado comum?
Resposta: ∅
Como vocês devem saber, um dado comum possui números de 1 a 6,
então não há números maiores do que 6 nele. Sendo assim, o conjunto
solução deste exemplo é vazio, representado por ∅.
Feita esta pequena introdução, vamos estudar melhor cada um dos
conjuntos numéricos, começando pelo primeiro, lógico!

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 3


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Conjunto dos números naturais (N)

Fazem parte deste conjunto os números inteiros e positivos, incluindo o


zero.
N = {0; 1; 2; 3; 4; 5; 6; 7; ...}
Números inteiros são os números exatos; não são frações e nem decimais.
Em palavras mais esdrúxulas, números exatos são aqueles que conseguimos
contar nos dedos.
Números positivos são números maiores que zero.

Observação 1: O 0 (zero) não é um número nem positivo e nem negativo;


ele é nulo.

Observação 2: Sempre que colocarmos um asterisco ao lado de um


conjunto, isto indica que devemos excluir o número zero deste conjunto.
Exemplo: N* = {1; 2; 3; 4; 5; 6; 7; ...}

Alguns já sabem e outros já repararam, mas vou reforçar. Os elementos de


um conjunto numérico são representados entre chaves, como os exemplos
citados. Além disso, a reticências no final dos elementos, antes de fechar as
chaves, representa que os elementos não acabaram e vão até o infinito. Vejam
no exemplo anterior que os elementos do conjunto não terminaram no número
7, e sim vão até o infinito.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 4


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Conjunto dos números inteiros (Z)

Fazem parte deste conjunto os números inteiros positivos e negativos,


incluindo o zero. Lembrando que os números inteiros são os números exatos.
Z = {...; – 4; – 3; – 2; – 1; 0; 1; 2; 3; 4; ...}
Notem que este conjunto é mais amplo que o anterior, pois inclui o
conjunto dos números naturais e também os números negativos.
Em todos os conjuntos é válida a notação com o asterisco (*). Assim:
Z* = {...; – 4; – 3; – 2; – 1; 1; 2; 3; 4; ...}
Vejam que o algarismo 0 foi excluído do conjunto.
Podemos introduzir também novas notações como Z+ e Z-. O primeiro
representa os números positivos, incluindo o zero. O segundo representa os
números negativos, incluindo o zero.
Z+ = {0; 1; 2; 3; 4; ...}
Z- = {...; – 4; – 3; – 2; – 1; 0}
Notem que o conjunto Z+ é equivalente ao conjunto N, pois ambos
apresentam números inteiros maiores e iguais a 0.

Observação: Podemos combinar as notações + (positivo) e – (negativo)


com o * (asterisco).
Exemplos: Z ∗ = {1; 2; 3; 4; ...} e Z ∗ = {...; – 4; – 3; – 2; – 1}

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 5


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Conjunto dos números racionais (Q)

Aqui já estamos trabalhando com números não exatos, como as (temidas)


frações. Há muitas pessoas, inclusive da área de exatas que têm aversão e
dificuldades com frações. Explicarei melhor como operar com frações em outra
aula. Por enquanto, vamos apenas entender como são formados este conjunto
numérico.
Fazem parte do conjunto dos números racionais todos os números que
formam o conjunto dos números inteiros (Z), acrescidos dos números
decimais finitos e os números decimais infinitos periódicos.

Observação 1: Números decimais são números não exatos, que


apresentam casas depois da vírgula.
Exemplos: 12,4; 7,35; 8,112

Observação 2: Números decimais finitos podem ser representados por


frações.

Exemplos: 12,4 = ; 7,35 = ; 8,112 =

Notem que estas frações não foram simplificadas, pois aprenderemos como
fazer em aula apropriada.

Observação 3: Números decimais infinitos periódicos são números que


possuem quantidade infinita de casas após a vírgula, mas podem ser
transformados em uma fração geratriz. Por enquanto, decorem esta
informação, pois estudaremos isto com detalhes na aula 3.

Como esta parte é mais complicada, vamos ver os primeiros resumos.

Resumo:
Podem ser transformados em frações:
- números decimais finitos;
- números decimais infinitos periódicos.
Não podem ser transformados em frações:
- números decimais infinitos.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 6


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Resumo:
Fazem parte do conjunto dos números racionais (Q):
- todos os números do conjunto dos números inteiros (Z);
- as frações;
- os números decimais que podem ser transformados em frações.

Talvez, para uma pessoa que está começando a estudar, sem recordação
de alguns conhecimentos de matemática básica, esta aula esteja sendo muito
difícil e com vários termos novos e complicados. Estou tentando explicar o
melhor que eu posso, mas se tiverem mais dúvidas, posso respondê-las por
meio do fórum. Por ora, continuem lendo que algumas dúvidas vão se
dissipando sozinhas conforme vocês vão avançando, pois vários destes tópicos
serão estudados em aula futura.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 7


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Conjunto dos números irracionais (I)

Vamos estudar um conjunto a parte, que não engloba a nenhum outro.


Este conjunto é formado pelos números que são decimais, mas não podem ser
transformados em frações. Em outras palavras, são números decimais
infinitos. Vejam os exemplos mais clássicos.

Exemplos: π = 3,141592...; √2 = 1,414213...

Observação 1: Pi(π) é uma constante matemática muito utilizada para


fazer cálculos envolvendo círculos e circunferências. Será novamente vista na
aula de Geometria.

Observação 2: A raiz quadrada de um número que não é um quadrado


perfeito sempre será um número irracional.

Um quadrado perfeito é um número que é potência de 2, como, por


exemplo, 22 = 4; 23 = 8; 24 = 16; etc. Não se preocupem, pois vamos ver
potências e raízes em outra aula.

Resumo:
O conjunto N (naturais) está dentro do conjunto Z (inteiros), que por sua vez
está dentro do conjunto Q (racionais). No entanto, o conjunto I (irracionais)
não faz parte deles, sendo um conjunto separado.

Vejam um esquema que ilustra isto.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 8


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

1. (Consulplan/2014/CBTU-METROREC/Analista de Gestão)
Sejam os números irracionais: x = √ , y = √ , z = √ e w = √ .
Qual das expressões apresenta como resultado um número natural?

a) yw – xz.
b) xw + yz.
c) xy(w – z).
d) xz(y + w).

Todos estes números são irracionais, pois não podem ser transformados
em frações. Por exemplo, √3 = 1,7320508..., que é um número decimal
infinito.
Eu já frisei anteriormente que toda raiz quadrada de um número que não é
quadrado perfeito será um número irracional.
Para resolver este exercício, precisamos dos conhecimentos de potência e
raiz, que ainda não aprendemos. Então, ensinarei, em poucas palavras, como
resolver uma multiplicação de raízes quadradas.
Basta multiplicar o número que está dentro da raiz.
Exemplo: √ * √ = √

Observação: Isto será explicado posteriormente com mais detalhes, em


aula futura.

Precisamos aprender a extrair a raiz também. Como isto é muito


complicado, deixarei para explicar na aula correta. Sendo assim, para vocês
conseguirem resolver a questão, sem calcular a raiz, já coloquei uma tabela
com algumas raízes quadradas para consulta.
Vejam a tabela a seguir com as raízes dos principais quadrados perfeitos.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 9


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Raiz Resultado Raiz Resultado


√1 1 √121 11
√4 2 √144 12
√9 3 √169 13
√16 4 √196 14
√25 5 √225 15

√36 6 √256 16
√49 7 √289 17
√64 8 √324 18
√81 9 √361 19
√100 10 √400 20

É isto. Vamos começar a resolver.


Vou copiar os valores novamente e resolver alternativa por alternativa.
x=√
y=√
z=√
w=√
a) yw – xz.
yw – xz = √6 * √24 – √3 * √12 = √144 – √36 = 12 – 6 = 6
Logo na letra A, já encontramos a resposta. Notem que 6 é um número
natural (pertencente a N).
Alternativa correta.
b) xw + yz.
xw + yz = √3 * √24 + √6 * √12 = √72 + √72
O número 72 não é um quadrado perfeito, então não podemos extrair sua
raiz. Portanto, esta expressão não gerará um número natural.
Alternativa incorreta.
c) xy(w – z).
Podemos aplicar a propriedade distributiva (vista na aula demonstrativa).
xyw – xyz = √3 * √6 * √24 – √3 * √6 * √12 = √432 – √216

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 10


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Mesmo sem saber o valor de √432, já sabemos que √216 não gerará um
número natural, pois 216 não é um quadrado perfeito.
Alternativa incorreta.
d) xz(y + w).
Vamos aplicar novamente a propriedade distributiva.
xyz + xzw= √3 * √6 * √12 – √3 * √12 * √24 = √216 – √864
Mesmo sem saber o valor de √864, já sabemos que √216 não gerará um
número natural, pois 216 não é um quadrado perfeito.
Alternativa incorreta.

Gabarito: A

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 11


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Conjunto dos números reais (R)

O conjunto dos números reais é formado pela união entre o conjunto dos
números racionais (Q) e irracionais (I).
Vejam novamente o esquema anterior, mas, desta vez, com o conjunto dos
números reais inserido.
Lembrando que o conjunto dos números racionais engloba o conjunto dos
números inteiros, que, por sua vez, engloba o conjunto dos números naturais.

Assim, o conjunto dos números reais contém todos os conjuntos que


estudamos até agora.
Estes eram os conjuntos que tínhamos para estudar nesta aula, pois eu já
tinha afirmado que o conjunto dos números complexos é tópico do nosso
último “encontro”.

2. (Cesgranrio/2014/Petrobras/Técnico Administrativo)

Seja P= {x ∈ N | x < 9}. Dentre os conjuntos abaixo, o único que é


subconjunto de P é

a) {x ∈ N | 2 ≤ x ≤ 9}
b) {x ∈ N | x > 4}
c) {x ∈ Z | - 1 < x < 4}
d) {x ∈ Z | x ≤ 5}
e) {x ∈ R | 1 < x < 8}

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 12


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Vou aproveitar este exercício para explicar outras coisas que eu ainda não
expliquei.
Primeiro de tudo, o que diabos significa P = {x ∈ N | x < 9}? Vamos por
partes.
Lembrem-se de que os elementos de um conjunto são representados
dentro de chaves, então já podemos presumir que este termo significa algum
conjunto de elementos.
Talvez o primeiro símbolo desconhecido que aparece seja o ∈. Ele significa
“pertence”. Assim, “x ∈ N” deve ser lido como “x pertence a N”, sendo que N é
o conjunto dos números naturais, conforme já estudamos.
Em outras palavras, esta expressão está restringindo o nosso universo de
respostas para os elementos do conjunto N.
O próximo símbolo que aparece é | (uma espécie de barra vertical), que
significa “tal que”. Portanto, a expressão “x ∈ N |” deve ser lida como “x
pertence a N, tal que”.
O restante é mais simples, pois x < 9, significa que x é menor que 9.
Assim, {x ∈ N | x < 9} deve ser lido como “x pertence a N, tal que x é
menor que 9”.
Concluindo: P = {x ∈ N | x < 9} significa que P é um conjunto cujos
elementos pertencem ao conjunto N e que são menores do que 9.
Colocando isto em termos matemáticos:
P = {0; 1; 2; 3; 4; 5; 6; 7; 8}
Acima, estão representados os elementos do conjunto dos números
naturais (N), cujos valores são menores do que 9.
Ainda não respondemos a questão, pois pergunta-se qual das alternativas
possui um subconjunto de P. Em outras palavras, queremos um conjunto que
pertence ao conjunto P. Vamos ver cada uma das alternativas.
a) {x ∈ N | 2 ≤ x ≤ 9}
“x pertence a N, tal que x é maior igual a 2 e menor igual a 9”.
{2; 3; 4; 5; 6; 7; 8; 9}
Vejam que o 9 entra neste conjunto e por isto ele não pode ser um
subconjunto de P.
Alternativa incorreta.
b) {x ∈ N | x > 4}
“x pertence a N, tal que x é maior que 4”.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 13


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

{5; 6; 7; 8; 9; 10; 11; ...}


Este conjunto começa em 5 e vai até o infinito, não podendo ser
subconjunto de P que vai até o 8.
Alternativa incorreta.
c) {x ∈ Z | - 1 < x < 4}
“x pertence a Z, tal que x é maior que – 1 e menor que 4”.
É um conjunto dos números inteiros (Z), mas como ele deve ser maior que
– 1, então a parte negativa do conjunto não é englobada.
{0; 1; 2; 3}
Vejam que todos os elementos acima pertencem ao conjunto P, então este
é um subconjunto dele.
Alternativa correta.
d) {x ∈ Z | x ≤ 5}
“x pertence a Z, tal que x é menor igual a 5”.
{... – 3; – 2; – 1; 0; 1; 2; 3; 4; 5}
Este conjunto vai até o infinito negativo ou “menos infinito” e pode-se notar
que não é subconjunto de P.
Alternativa incorreta.
e) {x ∈ R | 1 < x < 8}
“x pertence a R, tal que x é maior que 1 e menor que 8”.
Aqui estamos nos domínios dos números reais. Assim, mesmo que a faixa
de números esteja restrita entre 1 e 8, haverá infinitos números que não
pertencem ao conjunto P, como, por exemplo, 2,33 dentre outros.
Alternativa incorreta.

Gabarito: C

Resumo:
O conjunto dos números reais engloba o conjunto dos números racionais e dos
irracionais.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 14


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Símbolos matemáticos

No exercício anterior, vimos alguns símbolos matemáticos, como >; <; ≥;


≤. Talvez a maioria já conheça estas notações, mas este curso é completo e
visa ensinar tudo, desde o início, inclusive para pessoas com pouco
conhecimento da disciplina.
Vejam uma tabela com os símbolos que utilizaremos.

Símbolo Significado
= Igual
≠ Diferente
± Mais ou menos
> Maior
< Menor
≥ Maior igual
≤ Menor igual
≅ Aproximadamente igual

O primeiro sinal de igual (=) não deve haver dificuldades. Se eu disse que
x = 5, a única resposta possível para x é o valor 5.
O valor diferente (≠) é o contrário. Supondo o domínio dos números
naturais (N), se eu disser que x ≠ 5, a resposta poderá ser {0; 1; 2; 3; 4; 6;
7; 8; ...}, ou seja, qualquer número pertencente ao conjunto dos naturais,
menos o 5.
O símbolo mais ou menos (±) dá duas possibilidades de resposta. Por
exemplo, x = ± 5 equivale a dizer x = 5 ou x = – 5. Qualquer uma dessas
respostas satisfaz a igualdade. Neste caso, estamos no domínio dos números
inteiros, pois – 5 é um valor negativo.
O símbolo maior (>) é intuitivo, pois x > 5 tem como solução {6; 7; 8; 9;
10; ...}. Também estou supondo apenas os números naturais.
O símbolo menor (<) é análogo ao anterior, pois x < 5 equivale a {0; 1; 2;
3; 4}. Notem que, diferentemente do anterior, este conjunto solução não é
infinito, pois, se levarmos em conta apenas os números naturais, temos
apenas estas 5 possibilidades.
Estes dois últimos símbolos podem ser confundidos e, para desfazer esta
dúvida, vou ensinar um macete bem simples.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 15


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Deem uma olhada no esquema abaixo.

Temos um símbolo de maior e menor respectivamente. Para saber qual é


um e qual é outro, a dica é riscá-los, como abaixo.

Maior Menor

Vejam como, após o risco vermelho, o primeiro desenho ficou parecido com
o algarismo 7; já o segundo ficou parecido com o 4. Como 7 é maior do que 4,
então o símbolo de maior é o da esquerda (7) e o símbolo de menor é o da
direita (4). É uma dica para vocês não confundirem os sinais.
Os símbolos de maior igual e menor igual são parecidos com os anteriores,
com apenas uma diferença: temos que concluir o próprio número no conjunto
solução. Exemplos: x ≥ 5 é igual a {5; 6; 7; 8; 9; 10; ...} e x ≤ 5 é igual a
{0; 1; 2; 3; 4; 5}. Notem como o 5 agora faz parte da resposta,
diferentemente de antes.
Notem que: (x > 5) = (5 < x). Dizer que x é maior do que 5 é igual a
dizer que 5 é menor do que x, conforme acima. Esta mesma observação
também é válida para os símbolos ≥ e ≤.
O último símbolo é o aproximadamente igual (≅). Caso vocês encontrem
uma resposta como x = 4,98795. Vocês podem dizer que x ≅ 5. Não é
exatamente igual a 5, mas é muito próximo disto. Em tese, este símbolo é
pouco usado, pois a maioria já arredonda para 5 sem se ater a formalidades
como o símbolo que acabamos de aprender.
Há mais símbolos, mas estes são os principais. Veremos os outros no
decorrer do curso, quando chegar a hora mais apropriada.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 16
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Vamos ver mais um exercício para treinarmos.

3. (Cesgranrio/2014/Liquigás/Técnico de Segurança do Trabalho)


Considere x um número inteiro tal que 0 < x < 2.
O valor de x + 3 é

a) 0
b) 2
c) 3
d) 4
e) 5

Atenção, pois a banca especificou que quer um número inteiro


(pertencente ao conjunto Z). Assim, não pode ser um número fracionário e
nem decimal.
Temos que 0 é menor do que x e x é maior do que 2. Em outras palavras, x
deve ser um número inteiro entre 0 e 2. Qual é a única possibilidade para este
caso?
Exatamente, x = 1.
Estamos querendo o valor de x + 3, então:
x+3=1+3
x+3=4

Gabarito: D

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 17


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Resumo:

Símbolo Significado Exemplo

= Igual x = 5: {5}

≠ Diferente x ≠ 5: {0; 1; 2; 3; 4; 6; 7; 8; 9; 10; ...}

± Mais ou menos x = ± 5: {- 5; 5}

>  Maior x > 5: {6; 7; 8; 9; 10; ...}

<  Menor x < 5: {0; 1; 2; 3; 4}

≥ Maior igual x ≥ 5: {5; 6; 7; 8; 9; 10; ...}

≤ Menor igual x ≤ 5: {0; 1; 2; 3; 4; 5}

≅ Aproximadamente
x = 4,98795 ≈ 5
igual

Todos os exemplos acima são para o domínio N, com exceção do terceiro que é
domínio Z, pois – 5 não é um número natural.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 18


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Operações com conjuntos

Aprendemos o que é conjunto e quais são os principais conjuntos


numéricos. Agora, vamos aprender algumas operações, como união e
intersecção de conjuntos, dentre outros.
Utilizarei, como exemplo, dois conjuntos.
X = {1; 2; 4}
Y = {3; 4; 5}

A. União
União significa que o novo conjunto terá todos os elementos dos conjuntos
que estão sendo unidos. O símbolo é ∪. Vejam um exemplo.

X ∪ Y = {1; 2; 3; 4; 5}
Vejam que a resposta contém todos os elementos dos conjuntos X e Y.

B. Intersecção
Intersecção significa que o novo conjunto terá apenas os elementos em
comum aos conjuntos em questão. O símbolo é ∩. Vejam um exemplo.

X ∩ Y = {4}
Notem que o único termo que está presente tanto no conjunto X, quanto no
Y é o 4. Por isto ele é a resposta desta intersecção.

C. Diferença
Diferença é o conjunto formado pelos elementos de um conjunto, que não
pertençam ao outro. Podemos dizer também que a diferença de conjuntos é o
conjunto dos elementos do minuendo, excluído os elementos da
intersecção entre o minuendo e o subtraendo.
Vimos isto na aula passada, mas vamos revisar.
Uma subtração tem a forma genérica de:
a – b = c, onde:
a = minuendo;
b = subtraendo;
c = diferença ou resto.
Continuando a explicação, se fizermos X – Y, temos de pegar os elementos
de X e excluir os termos que estão presentes tanto em X quanto em Y. Se
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 19
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

fizermos Y – X, temos de pegar os elementos de Y e excluir os termos que


estão presentes tanto em X, quanto em Y. Portanto, a ordem dos termos
altera o resultado.
Vou copiar novamente os valores de X e Y: X = {1; 2; 4} e Y = {3; 4; 5}
Vejam como a diferença possui resultados diferentes se alterarmos a
ordem (invertendo o minuendo com o subtraendo).
X – Y = {1; 2}
Y – X = {3; 5}
Como foi obtido este resultado?
No primeiro caso, pegamos os elementos de X (1; 2; 4) e excluímos o que
é comum entre X e Y (4), sobrando o 1 e o 2.
No segundo caso, pegamos os elementos de Y (3; 4; 5) e excluímos o que
é comum entre X e Y (4), sobrando o 3 e o 5.

D. Diferença simétrica
Diferença simétrica é uma fórmula. Ela é representada por Δ (delta).
X Δ Y = (X ∪ Y) – (X ∩ Y)
Assim, a diferença simétrica é a diferença entre a união e a
intersecção dos conjuntos.
Vamos calcular o exemplo acima.
X Δ Y = (X ∪ Y) – (X ∩ Y) = {1; 2; 3; 4; 5} – {4}
X Δ Y = {1; 2; 3; 5}

Para fixarmos estes conhecimentos, vamos resolver um exercício de


concurso. É um exercício antigo, mas que é muito válido e vai ajudar bastante
a entender estas operações.

4. (Esaf/1998/Receita Federal/Técnico do Tesouro Nacional)


Considere dois conjuntos, A e B, tais que A = {4, 8, x, 9, 6} e B =
{1, 3, x, 10, y, 6}. Sabendo que a intersecção dos conjuntos A e B é
dada pelo conjunto {2, 9, 6}, o valor da expressão y – (3x + 3) é igual
a

a) -28
b) -19
c) 32
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 20
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

d) 6
e) 0

Para fazer a intersecção, precisamos descobrir quais os elementos em


comum em cada um dos conjuntos.
Os termos em comum, a princípio, são: x e 6. Agora, comparem com a
resposta dada pelo enunciado: {2, 9, 6}. O número 9 já está presente no
conjunto A, então o y do conjunto B tem de ser 9 também, para que
este número seja comum a ambos os conjuntos e esteja presente no
conjunto da intersecção. Lembrem-se de que o conjunto da intersecção
deve possuir os elementos que existem tanto no conjunto A, quanto no B.
Resumindo:
y=9
Percebam também que o 2 está presente na resposta do enunciado.
Assim, o x tem de ser o número 2. Desta forma, ele estaria presente nos
dois conjuntos e faria parte da intersecção.
Resumindo:
x=2
Substituam as incógnitas pelos valores encontrados e depois façam a
intersecção que vocês encontrarão a resposta.
A = {4, 8, 2, 9, 6}
B = {1, 3, 2, 10, 9, 6}
A ∩ B = {2, 9, 6}
Conseguimos encontrar x e y, mas a questão está pedindo o resultado de
uma expressão y – (3x + 3).
Basta substituirmos os valores e efetuar uma aritmética simples.
= y – (3x + 3)
= 9 – (3 * 2 + 3)
= 9 – (6 + 3)
=9–9
=0

Gabarito: E

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 21


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Resumo:
União: o novo conjunto deve possuir todos os elementos dos conjuntos que
estão sendo unidos.
Intersecção: o novo conjunto é formado pelos elementos em comum aos
conjuntos interseccionados.
Diferença: o novo conjunto é formado pelos elementos do minuendo, excluído
os elementos que são comuns ao minuendo e ao subtraendo.
Diferença simétrica: o novo conjunto é formado pela diferença entre a união e
a intersecção dos conjuntos.

Resumo:
a–b=c
a = minuendo
b = subtraendo
c = resto ou diferença

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 22


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Calculando o número de elementos

Esta é a parte que mais cai quando o assunto é conjuntos, então redobrem
a atenção. As principais questões deste assunto não querem saber quais são
os elementos, mas sim em quantos eles são. Por exemplo, não é importante
saber quais são os elementos de uma intersecção, mas sim quantos termos
esta intersecção terá.
Vou mostrar um caso fictício para poder ilustrar que tipo de problemas
vocês terão de lidar.
Imaginem uma classe com 8 alunos. Estes alunos fizeram uma prova de
Matemática e suas notas estão no quadro abaixo.

Alunos Notas
Aluno 1 7
Aluno 2 5
Aluno 3 6,5
Aluno 4 3
Aluno 5 5
Aluno 6 4
Aluno 7 3,5
Aluno 8 6

Vamos supor que A seja o conjunto dos alunos que tiraram notas maior
ou igual a 5. E, vamos supor que B seja o conjunto dos alunos que tiraram
notas menores ou igual a 5.
A = {Aluno 1; Aluno 2; Aluno 3; Aluno 5; Aluno 8}
B = {Aluno 2; Aluno 4; Aluno 5; Aluno 6; Aluno 7}
Reparem que cada um dos conjuntos A e B tem 5 elementos. E, agora,
queremos uni-los.
Sabemos que haverá redundâncias (elementos repetidos), pois ambos
possuem notas de alunos iguais a 5.
A∪B = {Aluno 1; Aluno 2; Aluno 3; Aluno 4; Aluno 5; Aluno 6; Aluno
7; Aluno 8}
A união de dois conjuntos com 5 elementos não necessariamente será
um conjunto com 10 elementos, pois eles podem ter elementos em comum. No
caso, ambos os conjuntos têm notas iguais a 5 (Aluno 2 e Aluno 5), o que
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 23
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

causa redundância na união. Assim, a união destes conjuntos possui apenas 8


termos (que é o total da classe), embora cada um dos conjuntos tenha 5
elementos.
Isto é muito simples de entender, pois há elementos comuns nos conjuntos
A e B e estes números não podem ser somados mais de uma vez (Aluno 2 e
Aluno 5 aparecem tanto no conjunto A quanto no conjunto B).
Portanto, para sabermos a quantidade de elementos em uma união, nós
devemos somar a quantidade de cada um dos conjuntos, mas temos de
subtrair os termos que são comuns. E lembrem-se de que a quantidade de
termos que são comuns aos conjuntos é obtida via intersecção.
A∪B = A + B – A∩B
Onde:
A∪B = quantidade de elementos da união entre A e B;
A = quantidade de elementos do conjunto A;
B = quantidade de elementos do conjunto B;
A∩B = quantidade de elementos da intersecção entre A e B.
Dei toda esta explicação apenas para explicar a fórmula acima, mas se
vocês não entenderam, então decorem-na.
Para comprovar a fórmula, vamos aplicá-la ao nosso exemplo.
A = 5 {Aluno 1; Aluno 2; Aluno 3; Aluno 5; Aluno 8}
B = 5 {Aluno 2; Aluno 4; Aluno 5; Aluno 6; Aluno 7}
A∩B = 2 {Aluno 2; Aluno 5}
Substituindo os valores:
A∪B = 5 + 5 – 2

A∪B = 8 elementos
O resultado deu certo, como esperado, pois temos um conjunto com 8
alunos, que corresponde ao total da sala.
Outra coisa: esta fórmula é aplicável para a união de dois conjuntos. Vejam
a fórmula para a união entre três conjuntos.

A∪B∪C = A + B + C – A∩B – A∩C – B∩C + A∩B∩C


Onde:
A∪B∪C = quantidade de elementos da união entre A, B e C;
A = quantidade de elementos do conjunto A;
B = quantidade de elementos do conjunto B;
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 24
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

C = quantidade de elementos do conjunto C


A∩B = quantidade de elementos da intersecção entre A e B;

A∩C = quantidade de elementos da intersecção entre A e C;

B∩C = quantidade de elementos da intersecção entre B e C;

A∩B∩C = quantidade de elementos da intersecção entra A, B e C.


Para facilitar a “decoreba”, decorem assim: devemos somar o número de
elementos de cada conjunto isolado, subtrair a quantidade de elementos da
intersecção de dois conjuntos e somar a quantidade de elementos da
intersecção dos três conjuntos.
Era só isto que tínhamos para ver de teoria, então vamos fazer um
exercício explicativo para começar a entender como isto é cobrado. Nele,
vamos aplicar a fórmula que acabamos de ver, mas fiquem sabendo que vários
exercícios não serão resolvidos apenas com a fórmula, pois exige um raciocínio
diferenciado. Tanto que, este assunto é bastante cobrado em provas de
Raciocínio Lógico também.

5. (Esaf/2010/SMF-RJ/Fiscal de Rendas)
Em uma amostra de 100 empresas, 52 estão situadas no Rio de
Janeiro, 38 são exportadoras e 35 são sociedades anônimas. Das
empresas situadas no Rio de Janeiro, 12 são exportadoras e 15 são
sociedades anônimas e das empresas exportadoras 18 são sociedades
anônimas. Não estão situadas no Rio de Janeiro nem são sociedades
anônimas e nem exportadoras 12 empresas. Quantas empresas que
estão no Rio de Janeiro são sociedades anônimas e exportadoras ao
mesmo tempo?

a) 18
b) 15
c) 8
d) 0
e) 20

São três grupos de empresas: empresas situadas no RJ; empresas


exportadoras e empresas que são sociedades anônimas. Assim, vamos precisar
da fórmula de intersecção de três conjuntos.
Vou chamar de RJ o conjunto de empresas situadas no Rio de Janeiro, de
EX o conjunto de empresas exportadoras e de SA o conjunto de empresas que
são sociedades anônimas.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 25


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

RJ = 52
EX = 38
SA = 35
O total dará mais de 100, pois há empresas enquadradas em mais de um
tipo simultaneamente, como vocês podem perceber. É o caso das
redundâncias (elementos repetidos) que eu expliquei na teoria.
Reparem que há 12 empresas que não se enquadram em nenhuma das
categorias.
Vejam como seria o esquema desta questão

Notem como eu coloquei o número 12 no canto inferior direito, mostrando


que ele não faz parte dos conjuntos coloridos.
Agora, vamos continuar a extrair informações do enunciado.
“Das empresas situadas no Rio de Janeiro, 12 são exportadoras e
15 são sociedades anônimas e das empresas exportadoras 18 são
sociedades anônimas.”
RJ∩EX = 12

RJ∩SA = 15

EX∩SA = 18
O enunciado pergunta quantas empresas estão situadas no RJ e são
exportadoras e AS simultaneamente. Em outras palavras, precisamos calcular
RJ∩EX∩SA.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 26


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Para calcular a expressão acima, é necessário saber a quantidade de


empresas que se enquadram, em pelo menos uma das três categorias do
enunciado. Em outras palavras, precisamos calcular o valor de RJ∪EX∪SA.
Como há 100 empresas no universo desta questão e 12 não são situadas
no Rio de Janeiro, nem são exportadoras e nem sociedades anônimas, é
porque há 88 (100 – 12 = 88) empresas que se enquadram em pelo menos
uma dessas categorias. Em outras palavras:
RJ∪EX∪SA = 88
Vamos resolver o problema agora.
RJ∪EX∪SA = RJ + EX + SA – RJ∩EX – RJ ∩SA – EX∩SA + RJ∩EX∩SA

88 = 52 + 38 + 35 – 12 – 15 – 18 + RJ∩EX∩SA

88 = 80 + RJ∩EX∩SA

RJ∩EX∩AS = 8 empresas
Temos 8 empresas que são, ao mesmo tempo, situadas no Rio de Janeiro,
exportadoras e sociedades anônimas.
Vejam que, neste tipo de exercício, é sempre bom desenhar, pois facilita a
visualização do problema, pois podemos colocar os valores conhecidos e os
que faltam calcular.

Gabarito: C

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 27


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Resumo:
A soma da quantidade dos elementos dos conjuntos não necessariamente
corresponderá ao valor da união destes mesmos conjuntos, pois pode haver
redundâncias (elementos que pertencem a mais de um conjunto
simultaneamente).

2 conjuntos
A∪B = A + B – A∩B
Onde:
A∪B = quantidade de elementos da união entre A e B;
A = quantidade de elementos do conjunto A;
B = quantidade de elementos do conjunto B;
A∩B = quantidade de elementos da intersecção entre A e B.

3 conjuntos
A∪B∪C = A + B + C – A∩B – A∩C – B∩C + A∩B∩C
Onde:
A∪B∪C = quantidade de elementos da união entre A, B e C;
A = quantidade de elementos do conjunto A;
B = quantidade de elementos do conjunto B;
C = quantidade de elementos do conjunto C
A∩B = quantidade de elementos da intersecção entre A e B;

A∩C = quantidade de elementos da intersecção entre A e C;

B∩C = quantidade de elementos da intersecção entre B e C;

A∩B∩C = quantidade de elementos da intersecção entra A, B e C.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 28


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Questões comentadas

6. (Esaf/2012/CGU/Analista de Finanças e Controle)


Em um grupo de 120 empresas, 57 estão situadas na Região
Nordeste, 48 são empresas familiares, 44 são empresas exportadoras
e 19 não se enquadram em nenhuma das classificações acima. Das
empresas do Nordeste, 19 são familiares e 20 são exportadoras. Das
empresas familiares, 21 são exportadoras. O número de empresas do
Nordeste que são ao mesmo tempo familiares e exportadoras é

a) 21.
b) 14.
c) 16.
d) 19.
e) 12.

Vamos chamar de N o conjunto de empresas do Nordeste, de F o conjunto


de empresas familiares e de E o conjunto de empresas exportadoras.
N = 57
F = 48
E = 44
Vejam como seria o esquema desta questão.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 29


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

O conjunto azul representa as empresas do Nordeste; o laranja representa


as familiares; o vermelho, as empresas exportadoras. Não podemos nos
esquecer de que há 19 empresas que não se enquadram em um destes três
tipos, por isto elas ficam fora dos conjuntos (coloquei o número 19 no canto
inferior direito).
Se somarmos todos estes números teremos 168 (57 + 48 + 44 + 19 =
168), que é maior que o número total de 120 empresas, fornecido pelo
enunciado. Isto é devido às redundâncias, pois há empresas em mais de um
dos tipos simultaneamente. Por exemplo, uma empresa pode ser, ao
mesmo tempo, nordestina e exportadora, aumentando a contagem em cada
um dos dois tipos, mesmo sendo apenas uma única empresa.
Entendido até aqui? Então vamos continuar lendo as informações.
“Das empresas do Nordeste, 19 são familiares e 20 são
exportadoras.”
Vejam que há 19 empresas que são nordestinas e familiares N∩F = 19. E
há 20 empresas nordestinas e exportadoras N∩E= 20.
“Das empresas familiares, 21 são exportadoras”.
Agora, estamos falando das empresas familiares que também são
exportadoras F∩E = 21.
A questão pede o número de empresas que são nordestinas, familiares e
exportadoras. Em outras palavras, temos de achar a intersecção dos três
conjuntos, que é N∩F∩E.
A fórmula que temos que utilizar está abaixo.
N∪F∪E = N + F + E – N∩F – N∩E – F ∩E + N∩F∩E

Já temos quase todos os valores, mas ainda não temos N∪F∪E. Pensem
comigo, então. Temos 120 empresas ao todo no universo desta questão. Se
19 delas não são nem nordestinas, nem familiares e nem exportadoras, então
temos 101 empresas (120 – 19 = 101) que preenchem estes três requisitos
(não simultaneamente, mas a um destes três tipos, pelo menos). Assim:
N∪F∪E = 101
Lembrem-se de que a união é o conjunto de todos os elementos, então
basta ter a característica de uma das empresas para ser incluída na união dos
conjuntos.
Vamos substituir os valores encontrados.
101 = 57 + 48 + 44 – 19 – 20 – 21 + N∩F∩E

101 = 89 + N∩F∩E

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 30


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

N∩F∩E = 12 empresas
Vejam o esquema abaixo.

A intersecção das três empresas, representada pela parte pintada em roxo


na figura acima é igual a 12. Isto significa que temos 12 empresas que são,
ao mesmo tempo, nordestinas, familiares e exportadoras.

Gabarito: E

7. (Esaf/2009/Receita Federal/Analista Tributário da Receita


Federal)
Uma escola para filhos de estrangeiros oferece cursos de idiomas
estrangeiros para seus alunos. Em uma determinada série, 30 alunos
estudam francês, 45 estudam inglês, e 40, espanhol. Dos alunos que
estudam francês, 12 estudam também inglês e 3 estudam também
espanhol. Dos alunos que estudam inglês, 7 estudam também
espanhol e desses 7 alunos que estudam inglês e espanhol, 3 estudam
também francês. Por fim, há 10 alunos que estudam apenas alemão.
Não sendo oferecidos outros idiomas e sabendo-se que todos os alunos
dessa série devem estudar pelo menos um idioma estrangeiro, quantos
alunos dessa série estudam nessa escola?

a) 96.
b) 100.
c) 125.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 31
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

d) 115.
e) 106.

São quatro idiomas: francês, inglês, espanhol e alemão. No entanto, notem


que não há alunos que estudam alemão e outro idioma simultaneamente. A
única dica que temos a respeito dos estudantes de alemão é que há 10 deles
que estudam somente este idioma. Portanto, vamos usar a fórmula para os
cálculos de francês, inglês e espanhol, que são os idiomas que possuem
intersecções. Somente depois vamos somar a quantidade de 10 alunos que
estudam alemão ao total obtido pelas fórmulas. Acompanhem a resolução da
questão que vocês entenderão melhor.
O nome das variáveis será intuitivo: F para francês, I para inglês e E para
espanhol.
F = 30
I = 45
E = 40

Reparem que vamos deixar o curso de alemão de lado por enquanto.


“Dos alunos que estudam francês, 12 estudam também inglês e 3
estudam também espanhol.”
F∩I = 12

F∩E = 3

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 32


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

“Dos alunos que estudam inglês, 7 estudam também espanhol e


desses 7 alunos que estudam inglês e espanhol, 3 estudam também
francês.”
I∩E = 7

F∩I∩E = 3
Temos todas as informações que precisamos, então vamos montar a
equação e resolvê-la.
F∪I∪E = F + I + E – F∩I – F∩E – I∩E + F∩I∩E

F∪I∪E = 30 + 45 + 40 – 12 – 3 – 7 + 3

F∪I∪E = 96 alunos
Temos 96 alunos que estudam pelo menos um idioma entre francês, inglês
e espanhol. No entanto, o enunciado pediu o total de alunos desta escola,
então não podemos nos esquecer dos alunos que estudam alemão.
Total = 96 + 10
Total = 106 alunos

Gabarito: E

8. (Esaf/2006/CGU/Analista de Finanças e Controle)


Uma escola de idiomas oferece apenas três cursos: um curso de
Alemão, um curso de Francês e um curso de Inglês. A escola possui
200 alunos e cada aluno pode matricular-se em quantos cursos
desejar. No corrente ano, 50% dos alunos estão matriculados no curso
de Alemão, 30% no curso de Francês e 40% no de Inglês. Sabendo-se
que 5% dos alunos estão matriculados em todos os três cursos, o
número de alunos matriculados em mais de um curso é igual a

a) 30
b) 10
c) 15
d) 5
e) 20

Este exercício é um pouco diferente, pois ele não dá a quantidade de


matriculados em cada curso. Ele dá estes valores em porcentagens, mas, de
resto, é tudo igual.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 33


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

O curso de alemão será A; o de francês será F; o de inglês será I.


A = 50% de 200 = 0,5 * 200 = 100 alunos
F = 30% de 200 = 0,3 * 200 = 60 alunos
I = 40% de 200 = 0,4 * 200 = 80 alunos

Observação: Como vocês devem saber, ainda não aprendemos


porcentagem, então, se não entenderam os cálculos acima, não se preocupem.

Ressalto novamente que a quantidade somada de cada curso é superior ao


total de alunos, pois há redundâncias, já que os alunos podem se matricular
em mais de um curso.
O enunciado pede justamente o descrito no parágrafo acima. Ele quer a
quantidade de alunos matriculados em mais de um curso. Em outras
palavras, precisamos calcular as quantidades dos alunos que fazem dois
ou três cursos. Em seguida, precisamos somá-las.
Há mais uma informação fornecida pela questão. Ele dá a quantidade de
alunos matriculados nos três cursos.
A∩F∩I = 5% de 200 = 0,05 * 200 = 10 alunos
Agora, é só substituir na fórmula.
A∪I∪E = A + I + E – A∩F – A∩I – F∩I + A∩F∩I

200 = 100 + 60 + 80 – A∩F – A∩I – F∩I + 10

200 = 250 – A∩F – A∩I – F∩I

A∩F + A∩I + F∩I = 50


Vamos deixar esta equação de lado, por enquanto, e vamos desenhar uma
figura.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 34


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Vejam que se somarmos x, y, z e 10, teremos a quantidade de alunos


matriculados em mais de um curso.
Agora, vou usar a mesma figura e pintar a intersecção entre os conjuntos A
e F.

Vejam que a intersecção entre A e F (A∩F) é equivalente a (x + 10).


Basta vocês compararem as duas últimas figuras que vocês concluirão isto.
Portanto:
A∩F = x + 10
Se utilizarmos este mesmo raciocínio para as outras duas intersecções,
concluiremos:
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 35
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

A∩I = y + 10

F∩I = z + 10
Lembram-se da equação que deixamos de lado? Vamos retomá-la.
A∩F + A∩I + F∩I = 50
Vamos substituir os valores encontrados.
x + 10 + y + 10 + z + 10 = 50
x + y + z + 30 = 50
x + y + z = 20 alunos
Vou colocar novamente uma figura.

Para calcularmos o número de alunos matriculados em mais de um curso,


temos de calcular a expressão x + y + z + 10, de acordo com a figura acima.
Como (x + y + z) = 20, então:
(x + y + z + 10) = 30 alunos

Gabarito: A

9. (Esaf/2013/DNIT/Técnico Administrativo)
Uma escola oferece reforço escolar em todas as disciplinas. No mês
passado, dos 100 alunos que fizeram reforço escolar nessa escola, 50
fizeram reforço em Matemática, 25 fizeram reforço em Português e 10
fizeram reforço em Matemática e Português. Então, é correto afirmar
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 36
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

que, no mês passado, desses 100 alunos, os que não fizeram reforço
em Matemática e nem em Português é igual a:

a) 15
b) 35
c) 20
d) 30
e) 25

Achei este enunciado confuso. Ele afirma que a escola oferece reforço em
todas as disciplinas, mas somente menciona as matérias de Português e
Matemática. Então, temos de criar um conjunto dos alunos que fizeram
reforços em outras disciplinas que não estas duas.
São três conjuntos: azul é Português (P); laranja é Matemática (M);
vermelho são outras disciplinas (O).
O que o enunciado está pedindo é justamente o número de alunos que
somente fizeram reforço em outras disciplinas (não em Português, nem em
Matemática).

Vamos começar a ler as dicas do enunciado.


“No mês passado, dos 100 alunos que fizeram reforço escolar nessa
escola, 50 fizeram reforço em Matemática, 25 fizeram reforço em
Português e 10 fizeram reforço em Matemática e Português.”
Vamos inserir todas estas informações no quadro.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 37


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Vejam que o número 10, que são os alunos que fizeram reforço de
Português e Matemática corresponde à área verde, pois o enunciado não fala
que eles fizeram apenas reforço de Português e Matemática. Vou destacar
este número 10 em verde para vocês sempre lembrarem que ele refere-se à
intersecção entre os conjuntos P e M (área verde).
Agora, vejam a próxima figura.

Vejam que a área azul possui 15 (25 – 10 = 15) alunos. Já a área laranja
possui 40 (50 – 10 = 40) alunos. Temos que encontrar o valor de x,
lembrando que o total de alunos que fizeram reforço é 100.
x + 15 + 40 + 10 = 100
x = 35 alunos
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 38
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

A combinação de cores acima deve ter ajudado a vocês entenderem de


onde eu tirei aquele valor.
Então, o número de alunos que não fizeram reforço de Português e
Matemática é 35.

Gabarito: B

10. (Esaf/2004/MPU/Analista)
Um colégio oferece a seus alunos a prática de um ou mais dos
seguintes esportes: futebol, basquete e vôlei. Sabe-se que, no atual
semestre,
- 20 alunos praticam vôlei e basquete;
- 60 alunos praticam futebol e 65 praticam basquete;
- 21 alunos não praticam nem futebol nem vôlei;
- o número de alunos que praticam só futebol é idêntico ao número
dos alunos que praticam só vôlei;
- 17 alunos praticam futebol e vôlei;
- 45 alunos praticam futebol e basquete; 30, entre os 45, não
praticam vôlei.
O número total de alunos do colégio, no atual semestre, é igual a

a) 93.
b) 110.
c) 103.
d) 99.
e) 114.

É mais simples resolver este exercício por meio do raciocínio do que pela
aplicação da fórmula. Por isto, é muito importante decorar as fórmulas, mas
não podemos ficar dependendo apenas disto para resolver os exercícios.
São três conjuntos: futebol, basquete e vôlei.
Vamos fazer um desenho com os três conjuntos: azul é futebol (F); laranja
é basquete (B); vermelho é vôlei (V).
Já o quadrado externo é o limite do universo de alunos. Assim, se houver
algum aluno que não pratica nenhum dos três esportes, ele deverá estar fora
dos conjuntos, mas dentro do universo.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 39


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Vamos começar a preencher.


- 20 alunos praticam vôlei e basquete;
Esta informação ainda é inconclusiva, pois eles praticam vôlei e basquete,
mas podem praticar futebol também, já que a afirmação não diz que
praticam exclusivamente vôlei e basquete. Vamos utilizar esta informação
posteriormente.
- 60 alunos praticam futebol e 65 praticam basquete;
O total de alunos de cada esporte eu coloco junto à letra respectiva.

- 21 alunos não praticam nem futebol nem vôlei;

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 40


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Se eles não praticam nem futebol e nem vôlei, então eles praticam apenas
basquete ou podem ser pessoas não-praticantes de esportes. Também vamos
“pular” esta informação.
- o número de alunos que praticam só futebol é idêntico ao número
dos alunos que praticam só vôlei;
Vamos “pular”.
- 17 alunos praticam futebol e vôlei;
Mesma história da primeira afirmação. Eles não praticam somente futebol e
vôlei, então podem praticar basquete também.
- 45 alunos praticam futebol e basquete; 30, entre os 45, não
praticam vôlei.
Esta informação é útil. Vejam que temos 30 que praticam futebol e
basquete, mas não praticam vôlei. Assim, os outros 15 (45 – 30 = 15)
praticam futebol, basquete e vôlei (praticam os três esportes). Vamos colocar
esta informação no esquema.

Agora sim, as coisas vão fluir melhor. Vamos rever algumas informações.
- 20 alunos praticam vôlei e basquete;
Temos que ter 20 alunos na intersecção entre vôlei e basquete. Como um
dos espaços já possui 15 alunos, o outro só pode ter 5 (20 – 15 = 5).
- 17 alunos praticam futebol e vôlei;
A mesma coisa: a intersecção entre futebol e vôlei deve possuir 17
pessoas. Assim, o espaço restante deve possui 2 (17 – 15 = 2) alunos.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 41


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Vamos colocar estas duas últimas descobertas no quadro para vocês


visualizarem melhor o que já descobrimos.

Vejam que podemos descobrir o total de alunos que só praticam futebol e


só praticam basquete.
Só_Futebol + 30 + 15 + 2 = 60
Só_Futebol + 47 = 60
Só_Futebol = 13 alunos
Analogamente:
Só_Basquete + 30 + 15 + 5 = 65
Só_Basquete + 50 = 65
Só_Basquete = 15 alunos
Vejam esta dica.
- o número de alunos que praticam só futebol é idêntico ao número
dos alunos que praticam só vôlei;
Só_Vôlei = Só_Futebol = 13 alunos
Vamos colocar estas três últimas informações no esquema.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 42


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Não foi perguntado, mas podemos descobrir o total de alunos que praticam
vôlei.
V = 2 + 15 + 5 + 13
V = 35 alunos
Vamos analisar a única informação que ainda não foi utilizada.
- 21 alunos não praticam nem futebol nem vôlei;
Neste grupo, estão presentes os alunos que somente jogam basquete e os
alunos que não praticam esportes.
Como já sabemos que o total de alunos que só praticam basquete é 15,
então o número de alunos que não praticam esportes é 6 (21 – 15 = 6).
Este é o diagrama final.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 43


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Agora é só contar os números dentro dos espaços que encontraremos a


resposta. Não se esqueçam de somar o número 6 que está no canto do
esquema.
Total = 13 + 30 + 15 + 2 + 13 + 5 + 15 + 6
Total = 99 alunos

Gabarito: D

11. (Esaf/2005/Secretaria do Tesouro Nacional)


Considere dois conjuntos, A e B, onde A = {X1, X2, X3, X4} e B =
{X1, X5, X6, X4}. Sabendo-se que a operação Ψ é definida por A Ψ B =
(A – B) ∪ (B – A), então a expressão (A Ψ B) Ψ B é dada por:

a) {X1, X5, X4}


b) {X1, X2}
c) {X1, X2, X3, X4}
d) {X4, X6, X5}
e) {X1, X6}

Este exercício inventou uma operação nova, que ele simbolizou de Ψ. Como 
ninguém é obrigado a saber uma operação inventada pelo examinador, ele
mesmo explicou, no enunciado, como é esta operação.
A Ψ B = (A – B) ∪ (B – A)
Após isto, temos que resolver a expressão (A Ψ B) Ψ B.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 44
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Podemos reescrever a expressão da seguinte forma:


(A Ψ B) Ψ B = [(A Ψ B) – B] ∪ [B – (A Ψ B)]
Então, vamos começar a calcular os termos.
Temos  que  calcular  A Ψ B,  então é essencial calcular a diferença entre os
conjuntos.
A diferença é os elementos do minuendo, sem os elementos que são
comuns aos dois conjuntos (minuendo e subtraendo).
A – B = {X2, X3}
B – A = {X5, X6}
Feito isto, se calcularmos a união destes dois resultados, teremos calculado
A Ψ B.
A Ψ B = (A – B) ∪ (B – A) = {X2, X3, X5, X6}
Agora, vamos começar a resolver os termos da expressão [(A Ψ B) – B] ∪
[B – (A Ψ B)].
(A Ψ B) – B = {X2, X3}
B – (A Ψ B) = {X1, X4}
Se unirmos estes dois resultados, chegaremos à resposta pedida pelo teste.
(A Ψ B) Ψ B = [(A Ψ B) – B] ∪ [B – (A Ψ B)] = {X1, X2, X3, X4}

Gabarito: C

12. (Esaf/2006/ANEEL/Técnico)
X e Y são dois conjuntos não vazios. O conjunto X possui 64
subconjuntos. O conjunto Y, por sua vez, possui 256 subconjuntos.
Sabe-se, também, que o conjunto Z = X ∩ Y possui 2 elementos. Desse
modo, conclui-se que o número de elementos do conjunto P = Y – X é
igual a:

a) 4
b) 6
c) 8
d) vazio
e) 1

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 45


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Nesta questão, vou precisar explicar uma teoria rápida que eu não dei na
parte de teoria. Como é simples e cai em menor proporção, decidi explicar aqui
mesmo no próprio exercício.
Vamos aprender o que é subconjunto, que nada mais é do que uma
parte de um conjunto. Visualmente seria assim:

Reparem que o conjunto laranja é um subconjunto do conjunto azul, pois o


conjunto laranja está contido no conjunto azul.
Entendida esta definição, vamos para uma parte um pouco mais
complicada. Imaginem um conjunto C = {e1; e2}.
Este conjunto C tem dois elementos (e 1 e e2) e, por isto, possui quatro
subconjuntos: S1 = ∅; S2 = {e1}; S3 = {e2}; S4 = {e1; e2}. O símbolo ∅ é
utilizado para representar um conjunto ou subconjunto vazio, ou seja, um
conjunto ou subconjunto sem elementos.
Os subconjuntos são as combinações de possibilidades que um
conjunto possui, que vão desde vazio (sem elementos) até ao subconjunto
que corresponde ao conjunto todo (todos os elementos). No caso, um conjunto
com dois elementos possui quatro subconjuntos (S1; S2; S3; S4), pois há
quatro combinações diferentes.

Observação: Aprenderemos melhor o que são combinações na nossa aula


de análise combinatória. Por enquanto, entendam combinações como sinônimo
de possibilidades.

Vamos imaginar, agora, outro conjunto C = {e1; e2; e3}. Vejam as


combinações possíveis de subconjuntos: S1 = ∅; S2 = {e1}; S3 = {e2}; S4 =
{e3}; S5 = {e1; e2}; S6 = {e1; e3}; S7 = {e2; e3}; S8 = {e1; e2; e3}.
Como vocês podem ver, há oito subconjuntos possíveis para um conjunto
de três elementos. Expliquei tudo isto apenas para chegar à seguinte fórmula:
Subconjuntos = 2elementos, onde:

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 46


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Subconjuntos = quantidade de subconjuntos;


elementos = quantidade de elementos que formam o conjunto.

Observação: Esta fórmula utiliza o conceito de potência, que ainda vamos


aprender com detalhes.

Podem ver que um conjunto com 2 elementos apresentará um número


total de subconjuntos igual a 4 (22 = 4). E um conjunto com 3 elementos
apresentará um número total de subconjuntos igual a 8 (23 = 8).
Visto isto, vamos voltar ao exercício. O conjunto X possui 64 subconjuntos
e o Y possui 256 subconjuntos. Partindo disto, vamos descobrir quantos
elementos cada um possui.
Subconjuntos de X = 2elementos de X
64 = 2elementos de X
26 = 2elementos de X
elementos de X = 6 elementos
Vamos repetir o mesmo procedimento para Y.
Subconjuntos de Y = 2elementos de Y
256 = 2elementos de Y
28 = 2elementos de Y
elementos de Y = 8 elementos

Observação: Eu sei que vocês ainda não tiveram a aula de resolução de


equações exponenciais e alguns podem não saber resolver as duas equações
acima. Não se preocupem tanto com isto, pois ainda veremos este assunto em
aula futura.

Para não deixar a matéria “jogada”, vou explicar rapidamente. Notem que
em ambos os lados da equação a base da potência (número 2) é igual. Então,
para satisfazer a equação, os expoentes (número que está acima da base)
também devem ser iguais. Igualando estes números chegamos aos resultados
6 e 8 acima.
Descobrimos quantos elementos cada conjunto possui. O enunciado já
forneceu que o conjunto Z, que é a intersecção entre X e Y possui 2
elementos. Vamos calcular quantos elementos terá P = Y – X.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 47


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Lembram-se de que a diferença de conjuntos é obtida pelos elementos do


minuendo, excluídos os elementos que são comuns ao minuendo e ao
subtraendo? Então P terá 6 elementos (8 – 2 = 6).
O número 8 é o número de elementos do conjunto Y, que é o minuendo. E
2 é o número de elementos da intersecção entre o X e Y (o número 2 foi
fornecido pelo enunciado). Como, na subtração de conjuntos, temos de pegar
os elementos do minuendo e excluir os elementos comuns ao minuendo (Y) e
subtraendo (X), temos de fazer 8 – 2 = 6, conforme calculado no parágrafo
anterior. Estou apenas tentando explicar com outras palavras para deixar mais
claro.
Portanto, P terá 6 elementos.
Exercício complicado!

Gabarito: B

Resumo:
Subconjuntos = 2elementos, onde:
Subconjuntos = quantidade de subconjuntos;
elementos = quantidade de elementos que formam o conjunto.

13. (Fuvest/2013/USP)
O número real x, que satisfaz 3 < x < 4, tem uma expansão decimal
na qual os 999.999 primeiros dígitos à direita da vírgula são iguais a 3.
Os 1.000.001 dígitos seguintes são iguais a 2 e os restantes são iguais
a zero. Considere as seguintes afirmações:
I. x é irracional.
II. x ≥ 10/3
III. x . 102000000 é um inteiro par.
Então,

a) nenhuma das três afirmações é verdadeira.


b) apenas as afirmações I e II são verdadeira
c) apenas a afirmação I é verdadeira
d) apenas a afirmação II é verdadeira
e) apenas a afirmação III é verdadeira

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 48


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Foi apresentado um número esquisito, que é real (pertencente a R), com


as seguintes características:
 maior que 3 e menor que 4;
 possui 999.999 dígitos 3 a direita da vírgula;
 após a sequência de dígitos 3, aparecem 1.000.001 dígitos 2;
 para terminar os próximos dígitos são iguais a 0.
Os algarismos zero deste número podem ser desprezados, pois, por
exemplo, 5,50 é igual a 5,5. Assim, as terminações em zero após a vírgula são
dispensáveis.
Em tese, nosso número real x, então é:
 maior que 3 e menor que 4;
 possui 999.999 dígitos 3 a direita da vírgula;
 após a sequência de dígitos 3, aparecem 1.000.001 dígitos 2.
Vejam, abaixo, um esquema que ajudará a visualizar como este número é
formado.

A primeira coisa que vocês devem perceber é que este número é finito. Ele
tem 2 milhões de casas após a vírgula (999.999 + 1.000.001 = 2.000.000),
mas ele é finito.
Vamos analisar as afirmações agora.
I. x é irracional.
Eu já expliquei que um número irracional é um número decimal infinito
que não pode ser transformado em fração.
Como eu disse anteriormente, x é finito, então ele é um número racional.
Item incorreto.
II. x ≥ 10/3
Se dividirmos 10 por 3, encontraremos:
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 49
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

3,333333333333333333333333333333333333333333333333333333333...
Ou seja, o resultado é um número infinito de algarismos 3 após a vírgula.
Já o nosso número x tem dígitos 3 após a vírgula no começo, mas depois
aparecem dígitos 2. Sendo assim, x é menor do que 10/3 e não maior como
afirma o item.
Item incorreto.
III. x . 102000000 é um inteiro par.
Temos que calcular 10 elevado a 2 milhões. Esta conta dá um número
astronômico de 10000000000... com 2 milhões de 0 após o 1.

Observação: Ainda não aprendemos potência, então não se preocupem


tanto com este item por enquanto.

Como o número x possui 2 milhões de dígitos após a vírgula, se


multiplicarmos x por 102.000.000, o resultado será um número inteiro,
pertencente ao conjunto Z.
Item correto.

Gabarito: E

14. (Fundatec/2014/SEFAZ-RS/Técnico Tributário)


Dado os conjuntos A = {x ∈ Z* | – 1 < x ≤ 7}, B = { x ∈N| x≤4}
e C = { x ∈ Z+ | x ≤ 2 } , afirma-se que

I. (A – B) ∩ (B U C) = ∅.
II. (B – A) ∩ C é um conjunto unitário.
III. (C – A) ∩ C é um subconjunto de B.
Quais estão corretas?

a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas I e III.
d) Apenas II e III.
e) I, II e III.

O conjunto A é um conjunto dos números inteiros que deve começar em 1


e ir até 7, incluindo este último valor. O algarismo – 1 não entra, pois x deve
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 50
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

ser maior do que ele. Já o algarismo 0 não entra, pois todo conjunto com
asterisco (Z*) não possui tal valor.
A = {1; 2; 3; 4; 5; 6; 7}
B é o conjunto dos números naturais que vão de 0 a 4, incluindo este
último.
B = {0; 1; 2; 3; 4}
Vamos analisar C. O índice positivo (Z+) ressalta que o conjunto é formado
pelos valores inteiros não negativos do conjunto Z que devem ser menores e
iguais a 2.
C = {0; 1; 2}
Vamos efetuar os cálculos de cada afirmação.
I. (A – B) ∩ (B ∪ C) = ∅.
Lembrem-se de que a diferença de conjuntos é o primeiro conjunto
excluindo os elementos pertencentes também ao segundo conjunto.
No caso de A – B, A é formado por {1; 2; 3; 4; 5; 6; 7}, mas devemos
excluir deste conjunto os algarismos {0; 1; 2; 3; 4}, que fazem parte de B.
Assim, sobrarão apenas {5; 6; 7}.
(A – B) ∩ (B ∪ C) = {5; 6; 7} ∩ {0; 1; 2; 3; 4}
Notem que não há elementos comuns, então a intersecção será mesmo o
conjunto vazio.
(A – B) ∩ (B ∪ C) = ∅
Item correto.
II. (B – A) ∩ C é um conjunto unitário.
Conjunto unitário é aquele formado por apenas um elemento.
Agora temos os elementos de B, excluídos os elementos que também são
de A. Neste caso, somente sobrará o algarismo 0.
(B – A) ∩ C = {0} ∩ {0; 1; 2}
(B – A) ∩ C = {0}
Item correto.
III. (C – A) ∩ C é um subconjunto de B.
Se excluirmos todos os elementos de A do conjunto C, sobrará apenas o 0,
então C – A = {0}.
(C – A) ∩ C = {0} ∩ {0; 1; 2}

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 51


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

(C – A) ∩ C = {0}
Como 0 é um elemento do conjunto B, então é, de fato, um subconjunto de
B.
Item correto.
Assim, todos os itens são corretos.

Gabarito: E

15. (Cesgranrio/2014/FINEP/Assistente administrativo)


Seja y um número real compreendido entre 1/4 e 1/2. Qualquer
que seja o valor de y, ele pertencerá ao conjunto

a) {x ∈ Z | x ≤ 1}
b) {x ∈ Q |1/4 < x < 1/2}
c) {x ∈ R | – 1 < x ≤ 2}
d) {x ∈ R– | x < 1/2}
e) {x ∈ R | x ≥ 1/2}

Temos que y é um número real entre 0,25 e 0,5. Assim, há uma infinidade
de números para ele, desde que pertencente ao intervalo citado.
Vamos procurar qual intervalo conteria este suposto número y.
a) {x ∈ Z | x ≤ 1}
Reparem que y é um número real e, como deve estar entre 0,25 e 0,5,
certamente é um número decimal finito ou não. Então um intervalo no
domínio Z (inteiro) não conterá o valor de y, que é um número racional (Q) ou
irracional (I).
Alternativa incorreta.
b) {x ∈ Q |1/4 < x < 1/2}
O valor de y pode ser um número irracional (I), pois pertence a R. Assim
como na alternativa anterior, um intervalo de números racionais (Q), não
obrigatoriamente conterá o valor de y.
Alternativa incorreta.
c) {x ∈ R | – 1 < x ≤ 2}

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 52


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Aqui temos um intervalo de números reais que começa em – 1 e vai até o


2. É um intervalo que abriga números reais de 0,25 a 0,5, então y fará parte
dele.
Alternativa correta.
d) {x ∈ R– | x < 1/2}
Aqui há uma pegadinha, pois o intervalo pertence ao domínio R– que
contem números reais negativos começando com o 0 (incluindo o 0). Sendo
assim, não começará em 1/2, como parece estar escrito. Como começa em 0 e
vai até o infinito negativo, não abriga números reais de 0,25 a 0,5.
Alternativa incorreta.
e) {x ∈ R | x ≥ 1/2}
Como vocês devem saber, y deve estar entre 0,25 e 0,5. O intervalo desta
alternativa começa em 0,5 e vai até o infinito, não englobando números entre
0,25 e 0,5.
Alternativa incorreta.

Gabarito: C

16. (Cesgranrio/2013/Liquigás/Assistente Administrativo)


Se A e B são subconjuntos do conjunto dos números reais R,
definem-se
A – B = {x | x ∈ A e x ∉ B}
A ∩ B = {x | x ∈ A e x ∈ B}
A+ = {x ∈ A | x ≥ 0}
A– = {x ∈ A | x ≤ 0}
Sendo Q o conjunto dos números racionais, então, o conjunto dos
números irracionais negativos pode ser escrito como

a) R – (Q+)
b) R – (Q–)
c) R ∩ (Q–)
d) (Q – R)–
e) (R – Q)–

Estamos procurando o conjunto dos números irracionais negativos, ou I –.


Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 53
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Vamos ver cada possibilidade de resposta.


a) R – (Q+)
Temos o conjunto dos números reais, excluído o conjunto dos racionais
positivos. Sobrarão: o conjunto dos números irracionais e o conjunto dos
números racionais negativos sem o zero.
Alternativa incorreta.
b) R – (Q–)
Temos o conjunto dos números reais, excluído o conjunto dos racionais
negativos. Sobrarão: o conjunto dos números irracionais e o conjunto dos
números racionais positivos sem o zero.
Alternativa incorreta.
c) R ∩ (Q–)
A intersecção pega os elementos comuns. Como Q– é um subconjunto de
R, então a intersecção gerará ele mesmo como resposta. Assim, a resposta
desta intersecção será Q–, o que não é o que pede o enunciado.
Alternativa incorreta.
d) (Q – R)–
Q é subconjunto de R. A subtração tirará de Q os elementos comuns entre
ele e R, ou seja, todos. Assim, a resposta desta subtração será o conjunto
vazio (∅).
Alternativa incorreta.
e) (R – Q)–
O conjunto dos números reais (R) é formado pelo conjunto dos números
racionais (Q) e pelo conjunto dos números irracionais (I). Se excluirmos o
conjunto dos racionais pela subtração, sobrará apenas o conjunto dos
irracionais.
Além disso, há um sinal de negativo após os parênteses, o que indica que
será I– o resultado, como pede o enunciado. Esta é a resposta.
Alternativa correta.

Gabarito: E

17. (BIO-RIO/2013/CBM-RJ/Cabo)
Se A e B são os conjuntos A = {2, 3, 4, 5} e B = {1, 2, 4, 6} então
A∪B é o conjunto

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 54


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

a) {1, 2, 3, 4, 5, 6}
b) {2, 4}
c) {2, 4, 6}
d) {1, 2, 3}
e) {1, 2}

A união pega todos os elementos dos dois conjuntos. Vamos unir todos os
elementos em um único conjunto.
A∪B = {1; 2; 3; 4; 5; 6}

Gabarito: A

18. (BIO-RIO/2013/CBM-RJ/Sargento)
Se A e B são os conjuntos A = {2, 3, 4, 5, 7, 8, 10} e B = {1, 2, 4, 6,
8, 9, 10} então A∩B é o conjunto:

a) {1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10}
b) {2, 3, 4, 7, 8, 9, 10}
c) {2, 4, 8, 10}
d) {1, 2, 3, 9, 10}
e) {2, 4, 6, 8, 10}

A intersecção pega os elementos em comum dos dois conjuntos, então:


A∩B = {2; 4; 8; 10}

Gabarito: C

19. (Fepese/2013/CELESC/Técnico Industrial de Eletrônica)


Seja A o conjunto formado pelos números racionais maiores que – 1
e menores do que 1. Seja B o conjunto formado pelos elementos de A
que não são números inteiros. Então:

a) 2 é um elemento de B.
b) O número de elementos em B é igual a 0.
c) O número de elementos em B é igual a 1.
d) O número de elementos em B é igual a 3.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 55


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

e) Existe uma infinidade de elementos em B.

O conjunto A é um conjunto dos racionais (Q) entre – 1 e 1. Notem que há


infinitos números racionais entre – 1 e 1.
Já B é um subconjunto de A sem os números inteiros. Na prática, B é
um conjunto de A sem o número 0, pois 0 é o único número inteiro entre – 1 e
1.
As alternativas tratam das características de B. Vamos ver.
a) 2 é um elemento de B.
O número 2 nem faz parte de A, que vai de – 1 a 1, então não tem como
ele fazer parte de B, que é um subconjunto de A.
Item incorreto.
b) O número de elementos em B é igual a 0.
Errado, pois B é formado pelos números não inteiros entre – 1 e 1, como,
por exemplo 1/2, 1/4, 1/6, 1/8, etc.
Item incorreto.
c) O número de elementos em B é igual a 1.
Apenas no item anterior eu citei 4 exemplos de frações que estão entre – 1
e 1 e há uma infinidade delas.
Item incorreto.
d) O número de elementos em B é igual a 3.
De acordo com o explicado nos itens anteriores, esta é falsa.
Item incorreto.
e) Existe uma infinidade de elementos em B.
Como eu já disse, há uma infinidade de frações entre – 1 e 1, então esta é
correta.
Item correto.

Gabarito: E

20. (Ceperj/2013/Secretaria da Fazenda-RJ/Analista de


Controle Interno)
Uma turma possui 75 alunos. Desses alunos, 20 gostam de
matemática, 30 gostam de química e 40 gostam de física. Sabendo,
ainda, que 10 gostam de matemática e física, 15 gostam de física e

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 56


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

química, 5 gostam de matemática e química e 10 não gostam de


nenhuma dessas disciplinas, o número de alunos que gostam somente
de matemática e química é:

a) 0
b) 5
c) 10
d) 15
e) 20

Vamos desenhar um esquema com três conjuntos para ilustrar os alunos


que gostam de Matemática (M), Química (Q) e Física (F).

Notem o número 10 no canto inferior direito, mostrando que esta


quantidade não se encaixa nos conjuntos.
Vamos utilizar a fórmula.
M∪Q∪F = M + Q + F – M∩Q – M∩F – Q∩F + M∩Q∩F
A união dos três conjuntos dará um total de 65 elementos, pois, do total de
75, 10 não gostam destas disciplinas (75 – 10 = 65).
65 = 20 + 30 + 40 – 5 – 10 – 15 + M∩Q∩F

65 = 60 + M∩Q∩F

M∩Q∩F = 5 elementos

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 57


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Descobrimos o valor da intersecção entre os três elementos, mas o


enunciado pergunta a respeito dos alunos que gostam apenas de Matemática e
Química.

Estamos analisando a área roxa, que é a intersecção entre os alunos que


gostam de Matemática e Química. Esta área roxa, de acordo com o enunciado,
possui 5 elementos. O valor que nos interessa eu chamei de x.
x+5=5
x=0
Assim, os alunos que gostam apenas de Matemática e Física são nulos, pois
todos eles também gostam de Física.

Gabarito: A

21. (EsPCEx/2013/Vestibular)
Uma determinada empresa de biscoitos realizou uma pesquisa
sobre a preferência de seus consumidores em relação a seus três
produtos: biscoitos cream cracker, wafer e recheados. Os resultados
indicaram que:
- 65 pessoas compram cream crackers.
- 85 pessoas compram wafers.
- 170 pessoas compram biscoitos recheados.
- 20 pessoas compram wafers, cream crackers e recheados.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 58


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

- 50 pessoas compram cream crackers e recheados.


- 30 pessoas compram cream crackers e wafers.
- 60 pessoas compram wafers e recheados.
- 50 pessoas não compram biscoitos dessa empresa
Determine quantas pessoas responderam essa pesquisa.

a) 200
b) 250
c) 320
d) 370
e) 530

É um típico exercício de aplicação da fórmula.


Vou chamar os biscoitos cream crackers de C, chamarei os waffers de W e
os recheados de R.
- 65 pessoas compram cream crackers.
C = 65 pessoas
- 85 pessoas compram wafers.
W = 85 pessoas
- 170 pessoas compram biscoitos recheados.
R = 170 pessoas
- 20 pessoas compram wafers, cream crackers e recheados.
W∩C∩R = 20 pessoas
- 50 pessoas compram cream crackers e recheados.
C∩R = 50 pessoas
- 30 pessoas compram cream crackers e wafers.
C∩W = 30 pessoas
- 60 pessoas compram wafers e recheados.
W∩R = 60 pessoas
A fórmula que iremos aplicar é:
W∪C∪R = C + W + R – C∩R – C∩W – W∩R + W∩C∩R

W∪C∪R = 65 + 85 + 170 – 50 – 30 – 60 + 20

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 59


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

W∪C∪R = 65 + 85 + 170 – 50 – 30 – 60 + 20

W∪C∪R = 200 pessoas


Encontramos que 200 pessoas responderam que gostam de pelo menos um
dos três tipos de biscoitos. No entanto, na pesquisa, há pessoas que não
compram biscoitos desta empresa.
- 50 pessoas não compram biscoitos dessa empresa
O total de entrevistados é:
Total = 200 + 50
Total = 250 pessoas

Gabarito: B

22. (Vunesp/2014/DESENVOLVESP/Contador)
Em relação aos conjuntos A, B e C e a um total de 58 elementos que
pertencem a eles, sabe-se: que nenhum elemento pertence
simultaneamente aos três conjuntos; que 13 elementos pertencem
simultaneamente aos conjuntos A e B; que 3 elementos pertencem
simultaneamente aos conjuntos A e C; que 2 elementos pertencem
simultaneamente aos conjuntos B e C; que o número de elementos que
pertencem apenas ao conjunto C é 5 unidades a mais do que aqueles
que pertencem apenas ao conjunto B; que o número de elementos que
pertencem apenas ao conjunto A é 1 unidade a menos do que aqueles
que pertencem apenas ao conjunto B.
O número de elementos que pertencem apenas ao conjunto C é
igual a

a) 46.
b) 31.
c) 24.
d) 17.
e) 12.

O primeiro passo é montar um esquema como o de outras questões


mostrando os três conjuntos com todos os valores fornecidos pelo enunciado.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 60


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Como o enunciado pergunta quantos elementos pertencem apenas ao


conjunto C, então decidi denominar este setor de x.
Em seguida, se C tem 5 unidades a mais do que B, então podemos afirmar
que B tem 5 unidades a menos do que C, então B tem x – 5 elementos.
Comparando B com A, de acordo com o problema, este tem 1 unidade a
menos do que B, então A tem x – 6 elementos.
No esquema anterior, já coloquei todos estes valores que calculamos
agora.
Para terminar, acho que é mais simples somar todos os setores, um a um,
e igualar ao total de 58 do que aplicar a fórmula. Portanto, vamos somar todos
os espaços.
x – 6 + 13 + 0 + 3 + x + 2 + x – 5 = 58
3x + 7 = 58
3x = 51
x = 17 elementos
Assim, há 17 elementos que pertencem apenas ao conjunto C.

Gabarito: D

23. (Vunesp/2013/MPE-ES/Agente Especializado)


O diagrama a seguir apresenta três conjuntos, A, B e C, assim como
suas respectivas intersecções. Todas as regiões do diagrama estão
numeradas e possuem elementos. A região I possui 5 elementos, a
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 61
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

região II possui 10 elementos, a região III possui 15 elementos, a


região IV possui 20 elementos, a região V possui 25 elementos, a
região VI possui 30 elementos e a região VII possui 35 elementos.

O número de elementos de C, que não são elementos de A, supera o


número de elementos de A, que não são elementos de B, em uma
quantidade igual a

a) 25.
b) 20.
c) 15.
d) 10.
e) 5.

A questão já forneceu o desenho e nomeou os espaços. Neste caso,


somente precisamos substituir os valores.

Perdi um pouco de resolução ao aumentar a imagem, mas acho que dá


para vocês entenderem.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 62


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

O próximo passo é calcular os elementos de C, que não são elementos de


A. Podemos traduzir da seguinte forma: queremos os elementos de C que não
fazem intersecção com A. Vejam que esta área corresponde às áreas IV e V.
Elementos de C que não são elementos de A = IV + V
Elementos de C que não são elementos de A = 20 + 25
Elementos de C que não são elementos de A = 45
Também precisamos encontrar os elementos de A, que não são elementos
de B. Isto corresponde aos setores I e VI, ou seja, o raciocínio é análogo ao
anterior, pois queremos os elementos de A que não fazem intersecção com
B.
Elementos de A que não são elementos de B = I + VI
Elementos de A que não são elementos de B = 5 + 30
Elementos de A que não são elementos de B = 35
Por fim, para calcular a diferença, basta a subtração.
Diferença = 45 – 35
Diferença = 10

Gabarito: D

24. (Vunesp/2014/PC-SP/Técnico de Laboratório)


Para um seminário de artes marciais, inscreveram-se 500 pessoas.
Do total de inscritos, 200 praticam caratê, 250 praticam kung fu e 300
praticam aikido. Todos os praticantes de kung fu também praticam
uma das outras duas modalidades, e nenhum dos inscritos pratica as
três modalidades. Sabendo-se que, nesse seminário, 70 pessoas
praticam tanto caratê quanto aikido e que 80 pessoas praticam apenas
aikido, o número de inscritos que não praticam essas modalidades é

a) 70.
b) 30.
c) 50.
d) 80.
e) 100.

Como sempre, desenhem os três conjuntos e comecem a inserir os valores


fornecidos.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 63


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

“Do total de inscritos, 200 praticam caratê, 250 praticam kung fu e


300 praticam aikido”.

C = 200
K = 250

A = 300

“Todos os praticantes de kung fu também praticam uma das outras


duas modalidades, e nenhum dos inscritos pratica as três
modalidades”.

C = 200
K = 250

A = 300

Quando o examinador diz que todos os praticantes de kung fu praticam


uma das outras duas modalidades, isto significa que não há praticantes
apenas de kung fu, pois todos eles se interessam por outro tipo de luta
também. Por isto que eu coloquei o número 0 no espaço reservado para os
praticantes apenas de kung fu.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 64


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

“Sabendo-se que, nesse seminário, 70 pessoas praticam tanto


caratê quanto aikido e que 80 pessoas praticam apenas aikido”.

C = 200
K = 250

0
70

80

A = 300

Estes foram todos os valores fornecidos. Vou colocar variáveis para os


espaços que não temos os dados ainda.

C = 200
K = 250

x y 0

0
70 z

80

A = 300

Podemos encontrar z somando todos os valores do conjunto vermelho e


igualando a 300.
z + 70 + 80 + 0 = 300
z + 150 = 300
z = 150 pessoas

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 65


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

O valor de y pode ser encontrado somando todos os valores do conjunto


laranja e igualando a 250.

C = 200
K = 250

x y 0

0
70 150

80

A = 300

y + 150 + 0 + 0 = 250
y = 100 pessoas
O mesmo raciocínio vale para x, pois devemos analisar o conjunto azul.

C = 200
K = 250

x 100 0

0
70 150

80

A = 300

x + 100 + 70 + 0 = 200
x + 170 = 200
x = 30 pessoas

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 66


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Precisamos somar todos os espaços para encontrar o total de praticantes,


de acordo com a figura abaixo.

C = 200
K = 250

30 100 0

0
70 150

80

A = 300

Praticantes = 30 + 100 + 70 + 0 + 0 + 150 + 80


Praticantes = 430 pessoas
Pergunta-se quantos não se inscreveram em alguma destas modalidades,
lembrando que o total de inscritos foi 500. Assim:
Não praticantes = 500 – 430
Não praticantes = 70 pessoas

Gabarito: A

25. (Vunesp/2014/FUNDUNESP/Auxiliar administrativo)


Uma pesquisa identificou o gosto de um grupo de pessoas pela
leitura dos jornais A, B e C. Doze pessoas afirmaram gostar de ler os
três jornais, 60 pessoas afirmaram gostar de ler o jornal A, 70 pessoas
afirmaram gostar de ler o jornal B, e 85 pessoas afirmaram gostar de
ler o jornal C. Em se tratando de gostar de ler apenas dois desses
jornais, 15 pessoas afirmaram gostar de ler A e B, 18 pessoas
afirmaram gostar de ler B e C, e 12 pessoas afirmaram gostar de ler A
e C. Se 25 pessoas afirmaram não gostar de ler esses jornais, então é
verdade que o número de pessoas pesquisadas foi

a) 171.
b) 151.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 67
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

c) 131.
d) 111.
e) 91.

Vamos fazer o esquema novamente, colocando os valores fornecidos pela


questão.
“Doze pessoas afirmaram gostar de ler os três jornais, 60 pessoas
afirmaram gostar de ler o jornal A, 70 pessoas afirmaram gostar de ler
o jornal B, e 85 pessoas afirmaram gostar de ler o jornal C”.

A = 60
B = 70

12

C = 85

“Em se tratando de gostar de ler apenas dois desses jornais, 15


pessoas afirmaram gostar de ler A e B, 18 pessoas afirmaram gostar
de ler B e C, e 12 pessoas afirmaram gostar de ler A e C”.
Notem que o enunciado deixa claro que estamos na intersecção de dois
jornais.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 68


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

A = 60
B = 70

12

12
15 18

C = 85

“Se 25 pessoas afirmaram não gostar de ler esses jornais”.


Vou colocar este valor no canto inferior direito, mostrando que ele não faz
parte dos conjuntos.

A = 60
B = 70

x 12 y

12
15 18

C = 85 25

Também já inseri as variáveis nos espaços que faltam.


Agora, se somarmos todos os espaços do conjunto azul, este tem que dar
60. O mesmo é válido para os conjuntos laranja e vermelho.
x + 12 + 12 + 15 = 60
x + 39 = 60
x = 21 pessoas
y + 12 + 12 + 18 = 70

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 69


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

y + 42 = 70
y = 28 pessoas
z + 15 + 12 + 18 = 85
z + 45 = 85
z = 40 pessoas

A = 60
B = 70

21 12 28

12
15 18

40

C = 85 25

Estamos querendo o total, então vamos somar todos os valores, sem


esquecer-se do 25 no canto inferior direito.
Total = 21 + 12 + 12 + 15 + 28 + 18 + 40 + 25
Total = 171 pessoas

Gabarito: A

26. (Vunesp/2014/Fundacentro/Assistente em Ciência e


Tecnologia)
Em uma sala de aula, com 36 alunos, todos têm um ou mais
consoles de videogames. Metade dos alunos tem o console Atari, e 15
alunos possuem apenas o console Odyssey. Entre os que possuem dois
consoles, 5 possuem Atari e Odyssey, 8 possuem Atari e Mega Drive, e
um aluno possui Odyssey e Mega Drive. O número de alunos que
possuem apenas o Mega Drive é o mesmo dos que possuem esses três
consoles. O número de alunos que possuem apenas o console Atari é:

a) 0
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 70
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

b) 1
c) 2
d) 3
e) 4

Vamos repetir os procedimentos anteriores.


“Em uma sala de aula, com 36 alunos, todos têm um ou mais
consoles de videogames. Metade dos alunos tem o console Atari, e 15
alunos possuem apenas o console Odyssey.”

A = 18
O

15

Total = 36

Metade de 36 é 18, por isto o total de pessoas que possuem Atari é 18.
“Entre os que possuem dois consoles, 5 possuem Atari e Odyssey, 8
possuem Atari e Mega Drive, e um aluno possui Odyssey e Mega
Drive”.
Estamos falando das intersecções de dois consoles.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 71


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

A = 18
O

5 15

8 1

Total = 36

“O número de alunos que possuem apenas o Mega Drive é o mesmo


dos que possuem esses três consoles”.
Vou chamar esta variável de x.

A = 18
O

5 15

x
8 1

Total = 36

A variável que estamos procurando (pessoas que possuem apenas Atari),


chamarei de y.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 72


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

A = 18
O

y 5 15

x
8 1

Total = 36

Vamos somar todos os espaços do conjunto azul.


y + 5 + + x + 8 = 18
x + y + 13 = 18
x+y=5
Vamos fazer o mesmo para todos os espaços possíveis.
y + 5 + x + 8 + 15 + 1 + x = 36
y + 2x + 29 = 36
2x + y = 7
Temos duas equações e duas incógnitas. Isto significa que temos que
resolver um sistema de equações.

Observação: Não aprendemos ainda como resolver um sistema de


equações, mas aprenderemos com detalhes mais adiante no curso.

Resolverei rapidamente, para aqueles que sabem fazer, conferirem a


resposta.
Vou isolar x na primeira equação.
x+y=5
x=5–y
E substituirei na segunda.
2x + y = 7
2 * (5 – y) + y = 7
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 73
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

10 – 2y + y = 7
y = 3 pessoas

Gabarito: D

27. (Cespe/2009/TRE-MA/Técnico Judiciário)


Uma pesquisa realizada com um grupo de 78 pessoas acerca de
suas preferências individuais de lazer nos finais de semana, entre as
opções caminhar no parque, fotografar e ir ao cinema, revelou que
- 26 preferem caminhar no parque;
- 19 preferem ir ao cinema;
- 12 preferem caminhar no parque e ir ao cinema;
- 8 preferem fotografar e caminhar no parque;
- 5 preferem fotografar e ir ao cinema;
- 2 preferem as três opções;
- 20 não preferem nenhuma das três opções.
Nessa situação, a quantidade desses indivíduos que preferem
fotografar, mas não gostam de ir ao cinema nem de caminhar no
parque nos finais de semana é igual a

a) 10.
b) 12.
c) 15.
d) 25.
e) 29.

Vou resolver esta questão preenchendo os valores no diagrama. Chamarei


de P, os que gostam de caminhar no parque, de C os que gostam de ir ao
cinema e de F os que preferem fotografar.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 74


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Vamos analisar a área verde abaixo.

Esta área toda possui 12 preferências ao todo, de acordo com o enunciado.


- 12 preferem caminhar no parque e ir ao cinema;
x + 12 = 12
x = 10 pessoas
Vou utilizar o mesmo raciocínio para a área abaixo, cuja área total vale 8.
- 8 preferem fotografar e caminhar no parque;

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 75


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

y+2=8
y = 6 pessoas
Vamos repetir o raciocínio.

Esta área acima possui 5 indivíduos.


- 5 preferem fotografar e ir ao cinema;
z+2=5
z = 3 pessoas

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 76


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Ainda faltam calcularmos alguns setores do esquema, mas, por enquanto, a


figura está assim.

Acrescentei as variáveis p, c, f. O alvo da questão é justamente a incógnita


f.
Vamos começar analisando o círculo azul destacado abaixo.

p + 10 + 2 + 6 = 26
p + 18 = 26
p = 8 pessoas
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 77
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Vamos analisar o conjunto laranja, que possui 19 indivíduos.

c + 10 + 2 + 3 = 19
c + 15 = 19
c = 4 pessoas
Por fim, somente falta somar todos os elementos para achar o valor de f,
que é a única variável que restou.

Não se esqueçam de somar as 20 pessoas que estão fora dos conjuntos,


mas dentro do universo de 78.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 78
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

f + 8 + 10 + 2 + 6 + 3 + 4 + 20 = 78
f + 53 = 78
f = 25 pessoas
As pessoas que somente gostam de fotografar são em um total de 25.

Gabarito: D

28. (FGV/2013/CONDER/Jornalista)
Em uma pesquisa de mercado para o lançamento de uma nova
marca de sucos, setenta pessoas foram entrevistadas e deviam
responder se gostavam dos sabores graviola e açaí. Trinta pessoas
responderam que gostavam do sabor graviola e cinquenta pessoas
responderam que gostavam do sabor açaí.
Sobre as setenta pessoas entrevistadas, é correto concluir que

a) no máximo vinte não gostam de graviola nem de açaí.


b) no mínimo dez não gostam de graviola nem de açaí.
c) no máximo dez gostam dos dois sabores.
d) no mínimo trinta gostam dos dois sabores.
e) no máximo vinte gostam dos dois sabores.

O raciocínio é em cima do número mínimo e máximo de pessoas que


gostam dos dois sabores ou dos que não gostam de qualquer um dos dois.

Vou começar analisando o número de pessoas que gostam de ambos os


sabores (variável x). O valor mínimo é dado pela fórmula:
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 79
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

G∪A = G + A – G∩A
70 = 30 + 50 – x
70 = 80 – x
x = 10 pessoas
Este é o valor mínimo. Vejam a configuração do esquema com este valor.

Neste esquema, podemos ver que o valor mínimo para as pessoas que não
gostam de ambos os sabores é 0, pois todas as 70 preferem pelo menos um.
Conclusão: x(min) = 10 e y(min) = 0
Raciocinando um pouco, podemos calcular o valor máximo, de acordo com
o esquema abaixo.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 80


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Assim, nenhuma pessoa gostaria apenas de graviola, mas 20 gostariam


apenas de açaí, sendo que 30 preferem ambos. Há também 20 pessoas que
não gostam nem de graviola e nem de açaí.
Conclusão: x(max) = 30 e y(max) = 20
Vejam que a resposta correta é letra A, que afirma que, no máximo, 20
pessoas não preferem qualquer um dos dois.

Gabarito: A

29. (FCC/2014/TRT 2ª Região/Técnico Judiciário)


Em uma escola de 100 alunos, há três recuperações durante o ano,
sendo uma em cada trimestre. Em certo ano, 55 alunos ficaram em
recuperação no 1º trimestre, 48 no 2º e 40 no 3º. Somente com esses
dados, é correto concluir que naquele ano, necessariamente,

a) pelo menos 3 alunos ficaram em recuperação no 1º e também no


2º trimestre.
b) todos os alunos da escola ficaram em recuperação em, pelo
menos, um trimestre.
c) 40 alunos ficaram em recuperação em dois trimestres e os
demais em um único.
d) pelo menos um aluno da escola ficou em recuperação em
somente dois trimestres.
e) no mínimo 5 e no máximo 40 alunos ficaram em recuperação nos
três trimestres.

Pelo perfil deste exercício, vale mais a pena analisar as alternativas e julgar
se elas são corretas ou não.
a) pelo menos 3 alunos ficaram em recuperação no 1º e também no
2º trimestre.
Esta sentença apenas avalia os dois primeiros trimestres, então vamos
esquematizar.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 81


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Notem que a avaliação da alternativa deve ser feita em cima da variável x,


pois questiona-se se o número de alunos que ficaram de recuperação nos dois
trimestres é, no mínimo, 3.
Vamos utilizar a fórmula vista na parte teórica.
1T∪2T = 1T + 2T – 1T∩2T

100 = 55 + 48 – 1T∩2T

1T∩2T = 103 – 100

1T∩2T = 3
Aparentemente, esta aqui já está certa, mas é bom continuar lendo para
garantir.
Se vocês tiveram dificuldades de entender pelo diagrama e pela fórmula,
tentem por este raciocínio. Temos 55 alunos que ficaram de recuperação no 1º
trimestre e 48 no segundo. Se estes alunos forem todos diferentes, haveria um
total de 103 (55 + 48 = 103), que é mais do que o total de 100 alunos. Isto
significa que pelo menos 3 alunos ficaram de recuperação em ambos os
trimestres.
Alternativa correta.
b) todos os alunos da escola ficaram em recuperação em, pelo
menos, um trimestre.
Não necessariamente isto é verdade. Há a hipótese de sempre serem os
mesmos alunos que ficam de recuperação. Não necessariamente precisam ser
alunos diferentes.
Vamos ver um exemplo.
No primeiro trimestre, 55 alunos ficaram de recuperação; no segundo, 48
ficaram, sendo que todos os 48 ficaram também no primeiro. No terceiro, se 8
destes 48 não ficaram de recuperação, teremos 40 alunos de recuperação.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 82
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Notem que foram apenas 55 alunos diferentes que ficaram de recuperação


neste exemplo.
Alternativa incorreta.
c) 40 alunos ficaram em recuperação em dois trimestres e os
demais em um único.
Como eu disse no item anterior, não necessariamente todos ficaram de
recuperação em um trimestre. É possível que sempre sejam os mesmos alunos
que ficam de recuperação nos trimestres.
Alternativa incorreta.
d) pelo menos um aluno da escola ficou em recuperação em
somente dois trimestres.
Vimos um exemplo na letra B, que mostra que 40 alunos ficaram de
recuperação no terceiro trimestre e eram os mesmos que ficaram de
recuperação no primeiro e no segundo também.
Alternativa incorreta.
e) no mínimo 5 e no máximo 40 alunos ficaram em recuperação nos
três trimestres.
Aqui a intersecção é com os três conjuntos. Já vimos que 3 alunos devem
ficar de recuperação nos dois primeiros trimestres. Precisamos pensar em cima
do terceiro trimestre. Existe a seguinte possibilidade de configuração.

Vejam que os 40 alunos que ficaram de recuperação no terceiro trimestre


(conjunto vermelho) está dentro do conjunto dos alunos que ficaram de
recuperação no segundo, mas não ficaram no primeiro. Sendo assim, é
possível que nem existam alunos que ficaram de recuperação no três
trimestres.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 83


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Isto é apenas um caso hipotético, mas mostra que o número mínimo não é
5 e nem 40, pois nem existiria esta intersecção.
Alternativa incorreta.

Gabarito: A

30. (FCC/2014/AL-PE/Analista Legislativo)


Em um grupo de 90 funcionários de uma repartição pública sabe-se
que:
- 12 têm conhecimentos jurídicos, contábeis e de informática;
- 56 têm conhecimentos de informática;
- 49 têm conhecimentos contábeis.
Além disso, todos que têm conhecimentos jurídicos também
conhecem informática, e 8 funcionários não têm conhecimento
jurídico, nem de informática e nem contábil. Nas condições dadas, o
número de funcionários que têm conhecimentos de informática e de
contabilidade (simultaneamente), mas que não têm conhecimentos
jurídicos, é igual a:

a) 26.
b) 25
c) 18.
d) 11.
e) 7.

Vamos desenhar os conjuntos.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 84


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

As quatro primeiras informações já foram inseridas. São 12 os que têm o


conhecimento dos três institutos (é a intersecção dos três conjuntos). Também
já coloquei o total dos funcionários que tem conhecimento de informática (56)
e contábil (49). Por último, temos o total de tudo, que é 90.
Atenção a esta dica agora: “todos que têm conhecimentos jurídicos
também conhecem informática”. Ou seja, não existem funcionários que
somente têm conhecimentos jurídicos ou tenham conhecimentos
jurídicos e contábeis.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 85


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

A próxima dica é simples, pois há 8 pessoas que não possuem nenhum dos
três conhecimentos, ou seja, colocarei o número 8 dentro do universo de 90
funcionários, mas fora dos três conjuntos.

O enunciado pergunta qual o número de funcionários que possuem


conhecimentos de informática e contábeis, mas não jurídicos. Chamarei este
setor de x.

Para achar este valor x, precisamos raciocinar conforme a figura abaixo.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 86


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Vamos somar todos os valores do esquema acima para encontrar o valor


de y. Reparem que o círculo vermelho equivale a 56 (dado do enunciado) e
também não se esqueçam de somar os 8 funcionários que não possuem
conhecimentos.
y + 56 + 0 + 0 + 8 = 90
y + 64 = 90
y = 26 funcionários
Para achar x, precisamos analisar apenas o conjunto laranja (pintado em
laranja claro).

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 87


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Já substituí a variável y pelo seu valor, que é 26. Todo o conjunto laranja
acima é igual a 49 (dado do enunciado).
x + 12 + 0 + 26 = 49
x + 38 = 49
x = 11 funcionários

Gabarito: D

31. (FCC/2014/TRT 19ª Região/Técnico Judiciário)


Dos 46 técnicos que estão aptos para arquivar documentos 15 deles
também estão aptos para classificar processos e os demais estão aptos
para atender ao público. Há outros 11 técnicos que estão aptos para
atender ao público, mas não são capazes de arquivar documentos.
Dentre esses últimos técnicos mencionados, 4 deles também são
capazes de classificar processos. Sabe-se que aqueles que classificam
processos são, ao todo, 27 técnicos. Considerando que todos os
técnicos que executam essas três tarefas foram citados anteriormente,
eles somam um total de

a) 58.
b) 65.
c) 76.
d) 53.
e) 95.

São três conjuntos: técnicos que arquivam documentos, técnicos que


classificam processos e técnicos que atendem ao público. Vamos,
primeiramente, desenhar estes três conjuntos para depois inserir as
informações do enunciado.
Chamarei de AD os técnicos que arquivam documentos; de CP os que
classificam processo; de AP os que atendem ao público.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 88


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

“Dos 46 técnicos que estão aptos para arquivar documentos 15


deles também estão aptos para classificar processos e os demais estão
aptos para atender ao público”.
Fazendo contas rápidas, 46 (ao todo) arquivam documentos, sendo que 15
também classificam processos e o restante (46 – 15 = 31) atende ao público.
Esta parte não ficou muito clara, mas o que o enunciado quis dizer é que
há 15 pessoas que arquivam documentos e classificam processos e há 31
pessoas que arquivam documentos e atendem ao público. E não há pessoas
que apenas arquivam documentos.
Vejam o esquema a seguir.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 89


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

“Há outros 11 técnicos que estão aptos para atender ao público,


mas não são capazes de arquivar documentos. Dentre esses últimos
técnicos mencionados, 4 deles também são capazes de classificar
processos”.
Há 11 que atendem ao público, mas não podem fazer intersecção com o
conjunto dos que arquivam documentos. Dentre estes 11, há 4 que classificam
processos, sobrando 7 (11 – 4 = 7) que só atendem ao público.

“Sabe-se que aqueles que classificam processos são, ao todo, 27


técnicos”.

Esta é fácil. Coloquei 27 técnicos que classificam processos.


Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 90
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

“Considerando que todos os técnicos que executam essas três


tarefas foram citados anteriormente, eles somam um total de...”
Vejam que todos os técnicos foram mencionados, então, como nada foi
dito a respeito dos técnicos que possuem as três funções, isto significa que não
existem técnicos assim. Ou seja, este número é 0. Além disso, se tivesse
algum técnico nestas condições, ultrapassaria o total de 46 do conjunto das
pessoas que arquivam documentos, o que não é possível. Conclusão: a
intersecção entre os três conjuntos é nula.

Vamos calcular o número de técnicos que apenas classificam processos


(chamei de x), isto é, a análise deve ser feita em cima do conjunto laranja.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 91


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

x + 15 + 0 + 4 = 27
x + 19 = 27
x = 8 técnicos
No entanto, o que a questão quer saber não é isto, e sim, o total.
Vejam a figura toda preenchida.

Agora, é só somar todos os setores para encontrar a resposta.


Total = 0 + 15 + 0 + 31 + 7 + 4 + 8
Total = 65 técnicos

Gabarito: B

32. (FCC/2012/TJ-PE/Oficial de Justiça)


Em um clube com 160 associados, três pessoas, A, B e C (não
associados), manifestam seu interesse em participar da eleição para
ser o presidente deste clube. Uma pesquisa realizada com todos os
160 associados revelou que
- 20 sócios não simpatizam com qualquer uma destas pessoas.
- 20 sócios simpatizam apenas com a pessoa A.
- 40 sócios simpatizam apenas com a pessoa B.
- 30 sócios simpatizam apenas com a pessoa C.
- 10 sócios simpatizam com as pessoas A, B e C.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 92
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

A quantidade de sócios que simpatizam com pelo menos duas


destas pessoas é

a) 20
b) 30
c) 40
d) 50
e) 60

Vamos desenhar um esquema com todas as informações do enunciado.

O que falta calcular são as variáveis x, y e z, que correspondem às


intersecções de dois conjuntos, ou seja, são associados que simpatizam com
dois candidatos.
Vamos somar todos os setores e igualar ao total, que é 160. Não se
esqueçam de somar o número 20 (canto inferior direito), que são os
associados que não simpatizam com qualquer uma das três pessoas. Reparem
que ele está dentro do universo de 160 associados, mas está fora dos
conjuntos dos simpatizantes de A, B e C.
x + y + z + 20 + 40 + 30 + 10 + 20 = 160
x + y + z + 120 = 160
x + y + z = 40 sócios

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 93


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Não precisamos calcular cada uma das variáveis (e nem é possível calcular
também), pois já descobrimos que a soma dos simpatizantes de dois
candidatos é igual a 40.
Muito cuidado com uma pegadinha!
Notem que o enunciado quer a quantidade de sócios que simpatizam com
pelo menos duas pessoas. Em outras palavras, ele quer o total de pessoas
que simpatizam com 2 ou 3 candidatos. Assim, precisamos somar ao total o
valor de 10 pessoas que são os que simpatizam com as três pessoas.
Simpatizam com pelo menos dois = 40 + 10
Simpatizam com pelo menos dois = 50 sócios
Assim, levando-se em conta o número de associados que simpatizam com
2 e 3 candidatos, temos um total de 50 sócios. Muito cuidado para não se
afobarem e marcarem 40 por engano.

Gabarito: D

33. (FCC/2014/Secretaria da Fazenda-RJ/Auditor Fiscal)


Em uma grande empresa, 50% dos empregados são assinantes da
revista X, 40% são assinantes da revista Y e 60% são assinantes da
revista Z. Sabe-se que 20% dos empregados assinam as revistas X e Y,
30% assinam as revistas X e Z, 20% assinam as revistas Y e Z e 10%
não assinam nenhuma das revistas. Considerando que existam
somente as revistas X, Y e Z, obtém-se que a porcentagem dos
empregados que assinam mais que uma revista é igual a

a) 70%.
b) 80%.
c) 40%.
d) 60%.
e) 50%.

Vamos supor que o total de empregados é 100. É apenas uma hipótese


para facilitar os cálculos. Mesmo não sendo necessário, eu sempre prefiro
trabalhar com números.

Observação: Aprenderemos cálculos com porcentagem em aula futura.

X = 50% de 100 = 50
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 94
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Y = 40% de 100 = 40
Z = 60% de 100 = 60
X∩Y = 20% de 100 = 20

X∩Z = 30% de 100 = 30

Y∩Z = 20% de 100 = 20


Atenção para os cálculos da união entre os três conjuntos, que é o número
de pessoas que assinam pelo menos uma revista.
X∪Y∪Z = 90% de 100 = 90 (10% não assinam revistas)
Vamos utilizar a seguinte fórmula para calcular o número de assinantes das
três revistas (X∩Y∩Z).

X∪Y∪Z = X + Y + Z – X∩Y – X∩Z – Y∩Z + X∩Y∩Z

90 = 50 + 40 + 60 – 20 – 30 – 20 + X∩Y∩Z

X∩Y∩Z = 10 empregados
No entanto, não é o número de assinantes das três revistas que é o
questionamento do exercício. Ele quer o total de pessoas que assinam mais de
uma revista, ou seja, que assinam duas ou três revistas. Já vimos esta
pegadinha antes.

O esquema acima indica os setores que assinam duas ou três revistas (são
as intersecções dos conjuntos).
Somando o número de assinantes de mais de uma revista:
Mais de uma revista = 10 + 10 + 20 + 10
Mais de uma revista = 50 empregados
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 95
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Como eu, por hipótese, imaginei que a empresa tem 100 empregados,
temos 50% (50/100) das pessoas que assinam mais de uma revista.

Gabarito: E

34. (FCC/2014/TRT 19ª Região/Analista Judiciário)


Mapeando 21 funcionários quanto ao domínio das habilidades A, B e
C, descobriu-se que nenhum deles dominava, simultaneamente, as três
habilidades. Já com domínio de duas habilidades simultâneas há, pelo
menos, uma pessoa em todas as possibilidades. Também há quem
domine apenas uma dessas habilidades seja qual habilidade for. O
intrigante no mapeamento é que em nenhum grupo, seja de domínio
de uma ou de duas habilidades, há número igual de pessoas. Sabendo-
se que o total daqueles que dominam a habilidade A são 12 pessoas e
que o total daqueles que dominam a habilidade B também são 12
pessoas, o maior número possível daqueles que só dominam a
habilidade C é igual a

a) 3.
b) 1.
c) 2.
d) 4.
e) 5.

Vamos esquematizar as três habilidades, colocando o total de 12 para as


habilidades A e B e um total de 21 funcionários.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 96


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

O enunciado afirma que não há pessoas que dominem as três habilidades,


mas há quem domine uma ou duas habilidades. Conclusão: não pode ser
zero o número de pessoas que dominam uma ou duas habilidades, mas
é zero o número de pessoas que dominam todas as três.
O “intrigante” é que não há números iguais em nenhum dos conjuntos.
Serão todas variáveis diferentes.

Chamei de x o valor que estamos procurando e o restante são variáveis


aleatórias.
Vamos utilizar a fórmula.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 97


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

A∪B∪C = A + B + C – A∩B – A∩C – B∩C + A∩B∩C

21 = 12 + 12 + C – A∩B – A∩C – B∩C + 0

21 = 24 + C – A∩B – A∩C – B∩C


Para continuar a equação acima, podemos olhar para a figura e identificar:
C=d+e+x
A∩B = b

A∩C = d

B∩C = e
Fazendo as substituições acima na equação, fica:
21 = 24 + C – A∩B – A∩C – B∩C
21 = 24 + d + e + x – b – d – e
A variável d e a variável e são canceladas.
24 – b + x = 21
x=b–3
Chegamos à seguinte expressão. Notem que o valor de x (valor que
estamos procurando) está em função de b.

Observação: Aprenderemos função no futuro. Por enquanto, apenas


entenda que o valor de x depende do valor de b.

O enunciado quer o maior número possível de pessoas que só possuem


a habilidade C, ou seja, queremos o valor máximo para x.
Portanto, é intuitivo que o maior valor de x seja quando o valor b seja
máximo também. Agora, temos que ir supondo valores para b, de forma a
encontrar a resposta. Lembrando que há um limite para b, já que o máximo de
pessoas que conhecem a habilidade A e B é 12.

Hipótese 1: b = 12
Já podemos descartas logo de cara, pois, nesta hipótese, a = 0 e d = 0. E
há uma restrição para que os valores sejam todos diferentes. Vejam esta
passagem do enunciado:
“O intrigante no mapeamento é que em nenhum grupo, seja de
domínio de uma ou de duas habilidades, há número igual de pessoas.”

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 98


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Desta forma, os valores de todos os setores devem ser diferentes. Sendo


assim, já podemos descartar esta hipótese. Vejam a figura abaixo.

Em vermelho, destaquei os valores iguais, que não são permitidos.

Hipótese 2: b = 11
Também está incorreta, pois, por exemplo, a = 1 e d = 0.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 99


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Hipótese 3: b = 10
a = 1; d = 1

Também está descartada.

Hipótese 4: b = 9
a = 1; d = 2

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 100


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Por enquanto, está ok, mas não podemos nos esquecer de que há a
variável c e a varável e também.

Vejam que, mesmo tentando colocar valores diferentes, eu fui obrigado a


repetir o zero (em vermelho). Então esta aqui também não é a resposta.

Hipótese 5: b = 8
a = 1; d = 3
c = 2; e = 2
Vamos ver a figura.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 101


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Fui obrigado a repetir o 2, então ainda não chegamos lá. Vamos pensar em
mais uma hipótese.

Hipótese 6: b = 7
a = 1; d = 4
c = 2; e = 3

Parece que, por enquanto, está tudo bem!


Vamos calcular x.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 102
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

x=b–3
x=7–3
x=4
Vejam que, não podemos comemorar antes da hora, pois fomos obrigados
a repetir o número 4.

Ainda não é a hipótese correta.

Hipótese 7: b = 6
a = 1; d = 5
c = 2; e = 4

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 103


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Não há problemas, mas já vimos que não terminou ainda.


x=b–3
x=6–3
x = 3 funcionários

Conseguimos fazer com que todos os números sejam diferentes, mas ainda
não acabou! Precisamos ver se o total deu 21.
Total = 1 + 6 + 0 + 5 + 3 + 4 + 2
Total = 21 funcionários

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 104


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Finalmente, após milhares de hipóteses, chegamos ao valor correto. O


valor máximo para x, respeitando todas as restrições, é 3.

Gabarito: A

35. (FCC/2014/TRF 3ª Região/Técnico Judiciário)


Em uma construtora, há pelo menos um eletricista que também é
marceneiro e há pelo menos um eletricista que também é pedreiro.
Nessa construtora, qualquer eletricista é também marceneiro ou
pedreiro, mas não ambos. Ao todo são 9 eletricistas na empresa e,
dentre esses, são em maior número aqueles eletricistas que são
também marceneiros. Há outros 24 funcionários que não são
eletricistas. Desses, 15 são marceneiros e 13 são pedreiros. Nessa
situação, o maior número de funcionários que podem atuar como
marceneiros é igual a:

a) 33.
b) 19
c) 24
d) 15
e) 23

Vamos utilizar o mesmo procedimento: um esquema com três conjuntos


(eletricista, marceneiro e pedreiro).

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 105


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Vamos ler o enunciado e ir interpretando.


“Em uma construtora, há pelo menos um eletricista que também é
marceneiro e há pelo menos um eletricista que também é pedreiro.”
A intersecção entre o conjunto dos eletricistas e das outras duas profissões
não é nulo.
“Nessa construtora, qualquer eletricista é também marceneiro ou
pedreiro, mas não ambos.”
Apesar de não parecer, há duas informações muito importantes nesta
frase.
A primeira é quando ele afirma que qualquer eletricista é também
marceneiro ou pedreiro. Isto significa que todos os eletricistas possuem mais
de uma função, seja qualquer uma das duas, então, não existe funcionário
que seja apenas eletricista.
A segunda é que não há pessoas que trabalhem com as três funções
simultaneamente, ou seja, a intersecção entre os três conjuntos também
é nula.

“Ao todo são 9 eletricistas na empresa e, dentre esses, são em


maior número aqueles eletricistas que são também marceneiros.”
Há 9 eletricistas ao todo. Aqui começam alguns macetes. Reparem que a
questão quer o maior número possível de marceneiros. Assim, o ideal é
deslocar o maior número possível das 9 pessoas para esta função,
deixando o mínimo para os pedreiros.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 106


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Como há pelo menos um eletricista que seja pedreiro, colocarei este valor
igual a 1. Assim, sobrarão 8 eletricistas que são marceneiros (9 – 1 – 8).
Vejam a imagem abaixo para entenderem.

“Há outros 24 funcionários que não são eletricistas. Desses, 15 são


marceneiros e 13 são pedreiros.”
Os funcionários que não são eletricistas estão pintados de roxo na figura
abaixo. Eles correspondem a um total de 24.

Também é importante analisar a informação de que existem 15


marceneiros e 13 pedreiros, dentre os 24 destacados em roxo.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 107


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Vamos analisar a área em roxo, que vale 24, conforme vimos acima. No
entanto, somando ambos os valores de 15 e 13, o total dará 28 (15 + 13 =
28).
Isto significa que na intersecção entre estes dois conjuntos, há 4 elementos
(28 – 24 = 4). Como já vimos que a intersecção entre os três conjuntos é
nula, o total de 4 fica todo para a intersecção entre os dois conjuntos M e P.
Acompanhem a imagem abaixo para entenderem.

Esta é a figura que nos dará a resposta.


O maior número possível de marceneiros é:
M = 8 + 0 + 4 + 11
M = 23 pessoas
O total de marceneiros é 23 pessoas.

Gabarito: E

36. (FCC/2006/Secretaria da Fazenda-SP/Agente Fiscal de


Rendas)
Um seminário foi constituído de um ciclo de três conferências: uma
de manhã, outra à tarde e a terceira à noite. Do total de inscritos, 144
compareceram de manhã, 168 à tarde e 180 à noite. Dentre os que
compareceram de manhã, 54 não voltaram mais para o seminário, 16
compareceram às três conferências e 22 compareceram também à
tarde, mas não compareceram à noite. Sabe-se também que 8 pessoas

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 108


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

compareceram à tarde e à noite, mas não de manhã. Constatou-se que


o número de ausentes no seminário foi de um oitavo do total de
inscritos.
Nessas condições, é verdade que

a) 387 pessoas compareceram a pelo menos uma das conferências.


b) 282 pessoas compareceram a somente uma das conferências.
c) 108 pessoas compareceram a pelo menos duas conferências.
d) 54 pessoas inscritas não compareceram ao seminário.
e) o número de inscritos no seminário foi menor que 420.

Vamos começar entendendo o enunciado. Há um ciclo de conferências em


três etapas: uma de manhã, outra a tarde e, por último, uma a noite. Alguns
inscritos participaram de todas as três conferências, outros participaram de
duas delas, alguns participaram de apenas uma e outros nem compareceram.
Tendo isto em mente, vamos desenhar os conjuntos: serão três, pois cada
um representaria um período da conferência. Não podemos nos esquecer de
que um grupo não compareceu (um oitavo do total de inscritos).
Chamaremos de M os inscritos que participaram da conferência de manhã;
de T, os que participaram à tarde; de N, os participantes da noite.
M = 144
T = 168
N = 180

Vamos começar a extrair mais informações do enunciado.


Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 109
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

“Dentre os que compareceram de manhã, 54 não voltaram mais


para o seminário, 16 compareceram às três conferências e 22
compareceram também à tarde, mas não compareceram à noite”.
Vejam que há um grupo de 54 pessoas que apenas foram de manhã.
Há também um grupo de inscritos que compareceram de manhã, à tarde e
à noite (16 pessoas).
Por último, 22 pessoas estiveram presentes apenas de manhã e à tarde.

“Sabe-se também que 8 pessoas compareceram à tarde e à noite,


mas não de manhã”.
Isto significa que há 8 pessoas que compareceram em duas conferências
(uma à tarde e outra à noite)

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 110


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Estas são todas as informações que conseguimos extrair. Agora, vamos


iniciar os cálculos. Os espaços vazios dentro dos conjuntos eu preenchi com
algumas variáveis. Vamos utilizar as informações que nós temos para poder
descobri-las.

A soma entre os espaços dentro de um conjunto deve ser igual ao total do


conjunto. Sabendo disso, vamos montar três equações:
Conjunto azul: 54 + 22 + 16 + x = 144
Conjunto laranja: 22 + 16 + 8 + y = 168
Conjunto vermelho: 16 + 8 + x + z = 180
Vamos resolver a primeira.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 111


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

54 + 22 + 16 + x = 144
92 + x = 144
x = 52 pessoas
Agora, a segunda.
22 + 16 + 8 + y = 168
46 + y = 168
y = 122 pessoas
Por fim, a terceira.
16 + 8 + x + z = 180
24 + 52 + z = 180
76 + z = 180
z = 104 pessoas
Vamos substituir os valores encontrados e vamos ter descoberto todos os
espaços dos conjuntos.

Se somarmos todos os espaços, saberemos quantas pessoas


compareceram às conferências, pelo menos em um dos períodos. Vou chamar
de Compareceram a variável que representa estas pessoas.
Compareceram = 54 + 22 + 16 + 52 + 8 + 104 + 122
Compareceram = 378 pessoas
Acho que descobrimos as informações que precisamos. Vamos começar a
ler as alternativas.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 112


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

a) 387 pessoas compareceram a pelo menos uma das conferências.


Errado, pois o correto é 378 pessoas. O examinador inverteu a ordem dos
algarismos para pegar os mais distraídos.
Alternativa incorreta.
b) 282 pessoas compareceram a somente uma das conferências.
Temos que saber o total de pessoas que compareceram somente de
manhã, somente de tarde e somente de noite.
Apenas uma conferência = 54 + 122 + 104
Apenas uma conferência = 280 pessoas
Alternativa incorreta.
c) 108 pessoas compareceram a pelo menos duas conferências.
Aqui, temos de calcular o número de pessoas que compareceram em duas
e três conferências.
Pelo menos duas conferências = 22 + 16 + 52 + 8 = 98 pessoas
Alternativa incorreta.
d) 54 pessoas inscritas não compareceram ao seminário.
O enunciado afirma que (um oitavo) dos inscritos se ausentaram. Então,
o total de pessoas que compareceram (378 pessoas) representa o restante,
que equivale a (1 – = ).

Observação: Cálculo com frações terá um assunto dedicado a eles na


próxima aula.

Vamos montar a regra de três. Chamarei de Ausentes a variável que


representa a quantidade de pessoas que não foram às conferências.

Observação: Ainda não aprendemos regra de três, pois é mais um assunto


de aula futura.

--------------- 378 pessoas

--------------- Ausentes

* Ausentes = * 378
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 113
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

7Ausentes = 378
Ausentes = 54
Resolvi a questão para quem resolveu poder conferir a resposta.
Vejam que esta alternativa está correta e, portanto, ela é o gabarito.
Alternativa correta.
e) o número de inscritos no seminário foi menor que 420.
Para sabermos o total de inscritos, basta sabermos quantos foram às
conferências e quantos não foram (Ausentes). Chamarei de Inscritos o total
de pessoas inscritas, que engloba os inscritos que compareceram e os que não
compareceram.
Inscritos = Compareceram + Ausentes
Inscritos = 378 + 54
Inscritos = 432 pessoas
Alternativa incorreta.

Gabarito: D

37. (IESES/2014/IGP-SC/Auxiliar Pericial)


Faça a leitura das frases sobre conjuntos numéricos:
I. O número natural n pode ser chamado antecessor de n+1.
II. O conjunto dos números naturais é um subconjunto dos
números inteiros.
III. A soma de dois números inteiros ímpares é sempre um
número inteiro par.
IV. Entre dois números racionais, a e b, com a diferente de b,
existe sempre outro número racional.
A sequência correta é:

a) Apenas as assertivas I, III e IV estão corretas.


b) Apenas as assertivas III e IV estão corretas.
c) As assertivas I, II, III e IV estão corretas.
d) Apenas as assertivas I e II estão corretas.

Temos que analisar as informações uma a uma.


I. O número natural n pode ser chamado antecessor de n+1.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 114


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Em se tratando de números naturais, se adicionarmos 1 unidade a um


número n, este número (n + 1) será o sucessor de n e n será o antecessor de
(n + 1).
Afirmação correta.
II. O conjunto dos números naturais é um subconjunto dos
números inteiros.
Também já vimos um esquema que mostra isto.

O conjunto dos números reais é formado pelos números racionais e


irracionais.
O conjunto dos números racionais contém o conjunto dos números inteiros.
Este contém o conjunto dos números naturais.
Assim, N é subconjunto de Z.
Alternativa correta.
III. A soma de dois números inteiros ímpares é sempre um
número inteiro par.
Esta é verdadeira. Façam alguns testes e somem dois números ímpares
quaisquer e vocês verão que o resultado será sempre um número par.
Para deixar mais claro, vou tentar comprovar isto algebricamente.
Um número par qualquer pode ser representado por 2n.
Assim, 2a é um número par e 2b também seria um número par, desde que
a e b sejam dois números inteiros, pertencente a Z.
Para termos um número ímpar, basta somarmos 1 a qualquer número par
que ele se tornará ímpar.
Assim, (2a + 1) é um número ímpar e (2b + 1) também é.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 115


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Temos, então, dois números ímpares e vamos somá-los.


= (2a + 1) + (2b + 1)
= 2a + 2b + 2
Notem que 2a e 2b são dois números pares quaisquer. Temos também a
unidade + 2 que também é par. Portanto, a soma de dois números ímpares
sempre gerará um número par.

Observação: Esta foi uma comprovação algébrica e vocês melhorarão em


Álgebra no decorrer do curso, então não se preocupem muito com isto por
enquanto.

Afirmação correta.
IV. Entre dois números racionais, a e b, com a diferente de b,
existe sempre outro número racional.
Vamos pegar como exemplo a = 3,1 e b = 3,2. Notem que são dois
números racionais. Entre eles existiria o número 3,15, por exemplo, que
também é racional. Então a afirmação é verdadeira.
Notem que o texto não afirma que todos os números, entre dois números
racionais, são racionais, pois isto seria falso.
O texto afirma que, entre dois números racionais, existe sempre um
número racional qualquer e isto é verdade, pois sempre existirão infinitos
números racionais entre dois racionais.
Resumindo: nem todos os números, entre dois racionais, são racionais,
mas há infinitas possibilidades de números racionais para este intervalo.
Afirmação correta.
Todos os itens são verdadeiros.

Gabarito: C

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 116


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Conclusão

Foi uma longa aula, cheia de desenhos e exercícios complicados, mas ela
chegou ao fim.
Não se preocupem com alguns assuntos que vocês não entenderam, pois
ainda temos muita coisa para aprender e vários desses assuntos serão vistos
nas próximas aulas.
Em todo caso, se tiverem com dúvidas e quiserem me procurar, podem
utilizar o fórum ou me mandem um email.
leandrotakaesu@gmail.com
Tentem consolidar bem estes estudos básicos, pois ajudará muito a
entender os assuntos mais complicados que serão vistos mais a frente.
Bons estudos e até a próxima aula.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 117


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Lista de questões sem comentário

1. (Consulplan/2014/CBTU-METROREC/Analista de Gestão)
Sejam os números irracionais: x = √ , y = √ , z = √ e w = √ .
Qual das expressões apresenta como resultado um número natural?

a) yw – xz.
b) xw + yz.
c) xy(w – z).
d) xz(y + w).

2. (Cesgranrio/2014/Petrobras/Técnico Administrativo)
Seja P= {x ∈ N | x < 9}. Dentre os conjuntos abaixo, o único que é
subconjunto de P é

a) {x ∈ N | 2 ≤ x ≤ 9}
b) {x ∈ N | x > 4}
c) {x ∈ Z | - 1 < x < 4}
d) {x ∈ Z | x ≤ 5}
e) {x ∈ R | 1 < x < 8}

3. (Cesgranrio/2014/Liquigás/Técnico de Segurança do Trabalho)


Considere x um número inteiro tal que 0 < x < 2.
O valor de x + 3 é

a) 0
b) 2
c) 3
d) 4
e) 5

4. (Esaf/1998/Receita Federal/Técnico do Tesouro Nacional)


Considere dois conjuntos, A e B, tais que A = {4, 8, x, 9, 6} e B =
{1, 3, x, 10, y, 6}. Sabendo que a intersecção dos conjuntos A e B é
dada pelo conjunto {2, 9, 6}, o valor da expressão y – (3x + 3) é igual
a
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 118
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

a) -28
b) -19
c) 32
d) 6
e) 0

5. (Esaf/2010/SMF-RJ/Fiscal de Rendas)
Em uma amostra de 100 empresas, 52 estão situadas no Rio de
Janeiro, 38 são exportadoras e 35 são sociedades anônimas. Das
empresas situadas no Rio de Janeiro, 12 são exportadoras e 15 são
sociedades anônimas e das empresas exportadoras 18 são sociedades
anônimas. Não estão situadas no Rio de Janeiro nem são sociedades
anônimas e nem exportadoras 12 empresas. Quantas empresas que
estão no Rio de Janeiro são sociedades anônimas e exportadoras ao
mesmo tempo?

a) 18
b) 15
c) 8
d) 0
e) 20

6. (Esaf/2012/CGU/Analista de Finanças e Controle)


Em um grupo de 120 empresas, 57 estão situadas na Região
Nordeste, 48 são empresas familiares, 44 são empresas exportadoras
e 19 não se enquadram em nenhuma das classificações acima. Das
empresas do Nordeste, 19 são familiares e 20 são exportadoras. Das
empresas familiares, 21 são exportadoras. O número de empresas do
Nordeste que são ao mesmo tempo familiares e exportadoras é

a) 21.
b) 14.
c) 16.
d) 19.
e) 12.

7. (Esaf/2009/Receita Federal/Analista Tributário da Receita


Federal)

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 119


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Uma escola para filhos de estrangeiros oferece cursos de idiomas


estrangeiros para seus alunos. Em uma determinada série, 30 alunos
estudam francês, 45 estudam inglês, e 40, espanhol. Dos alunos que
estudam francês, 12 estudam também inglês e 3 estudam também
espanhol. Dos alunos que estudam inglês, 7 estudam também
espanhol e desses 7 alunos que estudam inglês e espanhol, 3 estudam
também francês. Por fim, há 10 alunos que estudam apenas alemão.
Não sendo oferecidos outros idiomas e sabendo-se que todos os alunos
dessa série devem estudar pelo menos um idioma estrangeiro, quantos
alunos dessa série estudam nessa escola?

a) 96.
b) 100.
c) 125.
d) 115.
e) 106.

8. (Esaf/2006/CGU/Analista de Finanças e Controle)


Uma escola de idiomas oferece apenas três cursos: um curso de
Alemão, um curso de Francês e um curso de Inglês. A escola possui
200 alunos e cada aluno pode matricular-se em quantos cursos
desejar. No corrente ano, 50% dos alunos estão matriculados no curso
de Alemão, 30% no curso de Francês e 40% no de Inglês. Sabendo-se
que 5% dos alunos estão matriculados em todos os três cursos, o
número de alunos matriculados em mais de um curso é igual a

a) 30
b) 10
c) 15
d) 5
e) 20

9. (Esaf/2013/DNIT/Técnico Administrativo)
Uma escola oferece reforço escolar em todas as disciplinas. No mês
passado, dos 100 alunos que fizeram reforço escolar nessa escola, 50
fizeram reforço em Matemática, 25 fizeram reforço em Português e 10
fizeram reforço em Matemática e Português. Então, é correto afirmar
que, no mês passado, desses 100 alunos, os que não fizeram reforço
em Matemática e nem em Português é igual a:
a) 15
b) 35
c) 20
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 120
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

d) 30
e) 25

10. (Esaf/2004/MPU/Analista)
Um colégio oferece a seus alunos a prática de um ou mais dos
seguintes esportes: futebol, basquete e vôlei. Sabe-se que, no atual
semestre,
- 20 alunos praticam vôlei e basquete;
- 60 alunos praticam futebol e 65 praticam basquete;
- 21 alunos não praticam nem futebol nem vôlei;
- o número de alunos que praticam só futebol é idêntico ao número
dos alunos que praticam só vôlei;
- 17 alunos praticam futebol e vôlei;
- 45 alunos praticam futebol e basquete; 30, entre os 45, não
praticam vôlei.
O número total de alunos do colégio, no atual semestre, é igual a

a) 93.
b) 110.
c) 103.
d) 99.
e) 114.

11. (Esaf/2005/Secretaria do Tesouro Nacional)


Considere dois conjuntos, A e B, onde A = {X1, X2, X3, X4} e B =
{X1, X5, X6, X4}. Sabendo-se que a operação Ψ é definida por A Ψ B =
(A – B) ∪ (B – A), então a expressão (A Ψ B) Ψ B é dada por:

a) {X1, X5, X4}


b) {X1, X2}
c) {X1, X2, X3, X4}
d) {X4, X6, X5}
e) {X1, X6}

12. (Esaf/2006/ANEEL/Técnico)
X e Y são dois conjuntos não vazios. O conjunto X possui 64
subconjuntos. O conjunto Y, por sua vez, possui 256 subconjuntos.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 121
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Sabe-se, também, que o conjunto Z = X ∩ Y possui 2 elementos. Desse


modo, conclui-se que o número de elementos do conjunto P = Y – X é
igual a:

a) 4
b) 6
c) 8
d) vazio
e) 1

13. (Fuvest/2013/USP)
O número real x, que satisfaz 3 < x < 4, tem uma expansão decimal
na qual os 999.999 primeiros dígitos à direita da vírgula são iguais a 3.
Os 1.000.001 dígitos seguintes são iguais a 2 e os restantes são iguais
a zero. Considere as seguintes afirmações:
I. x é irracional.
II. x ≥ 10/3
III. x . 102000000 é um inteiro par.
Então,

a) nenhuma das três afirmações é verdadeira.


b) apenas as afirmações I e II são verdadeira
c) apenas a afirmação I é verdadeira
d) apenas a afirmação II é verdadeira
e) apenas a afirmação III é verdadeira

14. (Fundatec/2014/SEFAZ-RS/Técnico Tributário)


Dado os conjuntos A = {x ∈ Z* | – 1 < x ≤ 7}, B = { x ∈N| x≤4}
e C = { x ∈ Z+ | x ≤ 2 } , afirma-se que
I. (A – B) ∩ (B U C) = ∅.
II. (B – A) ∩ C é um conjunto unitário.
III. (C – A) ∩ C é um subconjunto de B.
Quais estão corretas?

a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas I e III.
d) Apenas II e III.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 122
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

e) I, II e III.

15. (Cesgranrio/2014/FINEP/Assistente administrativo)


Seja y um número real compreendido entre 1/4 e 1/2. Qualquer
que seja o valor de y, ele pertencerá ao conjunto

a) {x ∈ Z | x ≤ 1}
b) {x ∈ Q |1/4 < x < 1/2}
c) {x ∈ R | – 1 < x ≤ 2}
d) {x ∈ R– | x < 1/2}
e) {x ∈ R | x ≥ 1/2}

16. (Cesgranrio/2013/Liquigás/Assistente Administrativo)


Se A e B são subconjuntos do conjunto dos números reais R,
definem-se
A – B = {x | x ∈ A e x ∉ B}
A ∩ B = {x | x ∈ A e x ∈ B}
A+ = {x ∈ A | x ≥ 0}
A– = {x ∈ A | x ≤ 0}
Sendo Q o conjunto dos números racionais, então, o conjunto dos
números irracionais negativos pode ser escrito como

a) R – (Q+)
b) R – (Q–)
c) R ∩ (Q–)
d) (Q – R)–
e) (R – Q)–

17. (BIO-RIO/2013/CBM-RJ/Cabo)
Se A e B são os conjuntos A = {2, 3, 4, 5} e B = {1, 2, 4, 6} então
A∪B é o conjunto

a) {1, 2, 3, 4, 5, 6}
b) {2, 4}

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 123


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

c) {2, 4, 6}
d) {1, 2, 3}
e) {1, 2}

18. (BIO-RIO/2013/CBM-RJ/Sargento)
Se A e B são os conjuntos A = {2, 3, 4, 5, 7, 8, 10} e B = {1, 2, 4, 6,
8, 9, 10} então A∩B é o conjunto:

a) {1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10}
b) {2, 3, 4, 7, 8, 9, 10}
c) {2, 4, 8, 10}
d) {1, 2, 3, 9, 10}
e) {2, 4, 6, 8, 10}

19. (Fepese/2013/CELESC/Técnico Industrial de Eletrônica)


Seja A o conjunto formado pelos números racionais maiores que – 1
e menores do que 1. Seja B o conjunto formado pelos elementos de A
que não são números inteiros. Então:

a) 2 é um elemento de B.
b) O número de elementos em B é igual a 0.
c) O número de elementos em B é igual a 1.
d) O número de elementos em B é igual a 3.
e) Existe uma infinidade de elementos em B.

20. (Ceperj/2013/Secretaria da Fazenda-RJ/Analista de


Controle Interno)
Uma turma possui 75 alunos. Desses alunos, 20 gostam de
matemática, 30 gostam de química e 40 gostam de física. Sabendo,
ainda, que 10 gostam de matemática e física, 15 gostam de física e
química, 5 gostam de matemática e química e 10 não gostam de
nenhuma dessas disciplinas, o número de alunos que gostam somente
de matemática e química é:

a) 0
b) 5
c) 10
d) 15
e) 20
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 124
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

21. (EsPCEx/2013/Vestibular)
Uma determinada empresa de biscoitos realizou uma pesquisa
sobre a preferência de seus consumidores em relação a seus três
produtos: biscoitos cream cracker, wafer e recheados. Os resultados
indicaram que:
- 65 pessoas compram cream crackers.
- 85 pessoas compram wafers.
- 170 pessoas compram biscoitos recheados.
- 20 pessoas compram wafers, cream crackers e recheados.
- 50 pessoas compram cream crackers e recheados.
- 30 pessoas compram cream crackers e wafers.
- 60 pessoas compram wafers e recheados.
- 50 pessoas não compram biscoitos dessa empresa
Determine quantas pessoas responderam essa pesquisa.

a) 200
b) 250
c) 320
d) 370
e) 530

22. (Vunesp/2014/DESENVOLVESP/Contador)
Em relação aos conjuntos A, B e C e a um total de 58 elementos que
pertencem a eles, sabe-se: que nenhum elemento pertence
simultaneamente aos três conjuntos; que 13 elementos pertencem
simultaneamente aos conjuntos A e B; que 3 elementos pertencem
simultaneamente aos conjuntos A e C; que 2 elementos pertencem
simultaneamente aos conjuntos B e C; que o número de elementos que
pertencem apenas ao conjunto C é 5 unidades a mais do que aqueles
que pertencem apenas ao conjunto B; que o número de elementos que
pertencem apenas ao conjunto A é 1 unidade a menos do que aqueles
que pertencem apenas ao conjunto B.
O número de elementos que pertencem apenas ao conjunto C é
igual a

a) 46.
b) 31.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 125
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

c) 24.
d) 17.
e) 12.

23. (Vunesp/2013/MPE-ES/Agente Especializado)


O diagrama a seguir apresenta três conjuntos, A, B e C, assim como
suas respectivas intersecções. Todas as regiões do diagrama estão
numeradas e possuem elementos. A região I possui 5 elementos, a
região II possui 10 elementos, a região III possui 15 elementos, a
região IV possui 20 elementos, a região V possui 25 elementos, a
região VI possui 30 elementos e a região VII possui 35 elementos.

O número de elementos de C, que não são elementos de A, supera o


número de elementos de A, que não são elementos de B, em uma
quantidade igual a

a) 25.
b) 20.
c) 15.
d) 10.
e) 5.

24. (Vunesp/2014/PC-SP/Técnico de Laboratório)


Para um seminário de artes marciais, inscreveram-se 500 pessoas.
Do total de inscritos, 200 praticam caratê, 250 praticam kung fu e 300
praticam aikido. Todos os praticantes de kung fu também praticam
uma das outras duas modalidades, e nenhum dos inscritos pratica as
três modalidades. Sabendo-se que, nesse seminário, 70 pessoas
praticam tanto caratê quanto aikido e que 80 pessoas praticam apenas
aikido, o número de inscritos que não praticam essas modalidades é
a) 70.

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 126


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

b) 30.
c) 50.
d) 80.
e) 100.

25. (Vunesp/2014/FUNDUNESP/Auxiliar administrativo)


Uma pesquisa identificou o gosto de um grupo de pessoas pela
leitura dos jornais A, B e C. Doze pessoas afirmaram gostar de ler os
três jornais, 60 pessoas afirmaram gostar de ler o jornal A, 70 pessoas
afirmaram gostar de ler o jornal B, e 85 pessoas afirmaram gostar de
ler o jornal C. Em se tratando de gostar de ler apenas dois desses
jornais, 15 pessoas afirmaram gostar de ler A e B, 18 pessoas
afirmaram gostar de ler B e C, e 12 pessoas afirmaram gostar de ler A
e C. Se 25 pessoas afirmaram não gostar de ler esses jornais, então é
verdade que o número de pessoas pesquisadas foi

a) 171.
b) 151.
c) 131.
d) 111.
e) 91.

26. (Vunesp/2014/Fundacentro/Assistente em Ciência e


Tecnologia)
Em uma sala de aula, com 36 alunos, todos têm um ou mais
consoles de videogames. Metade dos alunos tem o console Atari, e 15
alunos possuem apenas o console Odyssey. Entre os que possuem dois
consoles, 5 possuem Atari e Odyssey, 8 possuem Atari e Mega Drive, e
um aluno possui Odyssey e Mega Drive. O número de alunos que
possuem apenas o Mega Drive é o mesmo dos que possuem esses três
consoles. O número de alunos que possuem apenas o console Atari é:

a) 0
b) 1
c) 2
d) 3
e) 4

27. (Cespe/2009/TRE-MA/Técnico Judiciário)


Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 127
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Uma pesquisa realizada com um grupo de 78 pessoas acerca de


suas preferências individuais de lazer nos finais de semana, entre as
opções caminhar no parque, fotografar e ir ao cinema, revelou que
- 26 preferem caminhar no parque;
- 19 preferem ir ao cinema;
- 12 preferem caminhar no parque e ir ao cinema;
- 8 preferem fotografar e caminhar no parque;
- 5 preferem fotografar e ir ao cinema;
- 2 preferem as três opções;
- 20 não preferem nenhuma das três opções.
Nessa situação, a quantidade desses indivíduos que preferem
fotografar, mas não gostam de ir ao cinema nem de caminhar no
parque nos finais de semana é igual a

a) 10.
b) 12.
c) 15.
d) 25.
e) 29.

28. (FGV/2013/CONDER/Jornalista)
Em uma pesquisa de mercado para o lançamento de uma nova
marca de sucos, setenta pessoas foram entrevistadas e deviam
responder se gostavam dos sabores graviola e açaí. Trinta pessoas
responderam que gostavam do sabor graviola e cinquenta pessoas
responderam que gostavam do sabor açaí.
Sobre as setenta pessoas entrevistadas, é correto concluir que

a) no máximo vinte não gostam de graviola nem de açaí.


b) no mínimo dez não gostam de graviola nem de açaí.
c) no máximo dez gostam dos dois sabores.
d) no mínimo trinta gostam dos dois sabores.
e) no máximo vinte gostam dos dois sabores.

29. (FCC/2014/TRT 2ª Região/Técnico Judiciário)


Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 128
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Em uma escola de 100 alunos, há três recuperações durante o ano,


sendo uma em cada trimestre. Em certo ano, 55 alunos ficaram em
recuperação no 1º trimestre, 48 no 2º e 40 no 3º. Somente com esses
dados, é correto concluir que naquele ano, necessariamente,

a) pelo menos 3 alunos ficaram em recuperação no 1º e também no


2º trimestre.
b) todos os alunos da escola ficaram em recuperação em, pelo
menos, um trimestre.
c) 40 alunos ficaram em recuperação em dois trimestres e os
demais em um único.
d) pelo menos um aluno da escola ficou em recuperação em
somente dois trimestres.
e) no mínimo 5 e no máximo 40 alunos ficaram em recuperação nos
três trimestres.

30. (FCC/2014/AL-PE/Analista Legislativo)


Em um grupo de 90 funcionários de uma repartição pública sabe-se
que:
- 12 têm conhecimentos jurídicos, contábeis e de informática;
- 56 têm conhecimentos de informática;
- 49 têm conhecimentos contábeis.
Além disso, todos que têm conhecimentos jurídicos também
conhecem informática, e 8 funcionários não têm conhecimento
jurídico, nem de informática e nem contábil. Nas condições dadas, o
número de funcionários que têm conhecimentos de informática e de
contabilidade (simultaneamente), mas que não têm conhecimentos
jurídicos, é igual a:

a) 26.
b) 25
c) 18.
d) 11.
e) 7.

31. (FCC/2014/TRT 19ª Região/Técnico Judiciário)


Dos 46 técnicos que estão aptos para arquivar documentos 15 deles
também estão aptos para classificar processos e os demais estão aptos
para atender ao público. Há outros 11 técnicos que estão aptos para
atender ao público, mas não são capazes de arquivar documentos.
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 129
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

Dentre esses últimos técnicos mencionados, 4 deles também são


capazes de classificar processos. Sabe-se que aqueles que classificam
processos são, ao todo, 27 técnicos. Considerando que todos os
técnicos que executam essas três tarefas foram citados anteriormente,
eles somam um total de

a) 58.
b) 65.
c) 76.
d) 53.
e) 95.

32. (FCC/2012/TJ-PE/Oficial de Justiça)


Em um clube com 160 associados, três pessoas, A, B e C (não
associados), manifestam seu interesse em participar da eleição para
ser o presidente deste clube. Uma pesquisa realizada com todos os
160 associados revelou que
- 20 sócios não simpatizam com qualquer uma destas pessoas.
- 20 sócios simpatizam apenas com a pessoa A.
- 40 sócios simpatizam apenas com a pessoa B.
- 30 sócios simpatizam apenas com a pessoa C.
- 10 sócios simpatizam com as pessoas A, B e C.
A quantidade de sócios que simpatizam com pelo menos duas
destas pessoas é

a) 20
b) 30
c) 40
d) 50
e) 60

33. (FCC/2014/Secretaria da Fazenda-RJ/Auditor Fiscal)


Em uma grande empresa, 50% dos empregados são assinantes da
revista X, 40% são assinantes da revista Y e 60% são assinantes da
revista Z. Sabe-se que 20% dos empregados assinam as revistas X e Y,
30% assinam as revistas X e Z, 20% assinam as revistas Y e Z e 10%
não assinam nenhuma das revistas. Considerando que existam
somente as revistas X, Y e Z, obtém-se que a porcentagem dos
empregados que assinam mais que uma revista é igual a
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 130
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

a) 70%.
b) 80%.
c) 40%.
d) 60%.
e) 50%.

34. (FCC/2014/TRT 19ª Região/Analista Judiciário)


Mapeando 21 funcionários quanto ao domínio das habilidades A, B e
C, descobriu-se que nenhum deles dominava, simultaneamente, as três
habilidades. Já com domínio de duas habilidades simultâneas há, pelo
menos, uma pessoa em todas as possibilidades. Também há quem
domine apenas uma dessas habilidades seja qual habilidade for. O
intrigante no mapeamento é que em nenhum grupo, seja de domínio
de uma ou de duas habilidades, há número igual de pessoas. Sabendo-
se que o total daqueles que dominam a habilidade A são 12 pessoas e
que o total daqueles que dominam a habilidade B também são 12
pessoas, o maior número possível daqueles que só dominam a
habilidade C é igual a

a) 3.
b) 1.
c) 2.
d) 4.
e) 5.

35. (FCC/2014/TRF 3ª Região/Técnico Judiciário)


Em uma construtora, há pelo menos um eletricista que também é
marceneiro e há pelo menos um eletricista que também é pedreiro.
Nessa construtora, qualquer eletricista é também marceneiro ou
pedreiro, mas não ambos. Ao todo são 9 eletricistas na empresa e,
dentre esses, são em maior número aqueles eletricistas que são
também marceneiros. Há outros 24 funcionários que não são
eletricistas. Desses, 15 são marceneiros e 13 são pedreiros. Nessa
situação, o maior número de funcionários que podem atuar como
marceneiros é igual a:

a) 33.
b) 19
c) 24
d) 15
Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 131
Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

e) 23

36. (FCC/2006/Secretaria da Fazenda-SP/Agente Fiscal de


Rendas)
Um seminário foi constituído de um ciclo de três conferências: uma
de manhã, outra à tarde e a terceira à noite. Do total de inscritos, 144
compareceram de manhã, 168 à tarde e 180 à noite. Dentre os que
compareceram de manhã, 54 não voltaram mais para o seminário, 16
compareceram às três conferências e 22 compareceram também à
tarde, mas não compareceram à noite. Sabe-se também que 8 pessoas
compareceram à tarde e à noite, mas não de manhã. Constatou-se que
o número de ausentes no seminário foi de um oitavo do total de
inscritos.
Nessas condições, é verdade que

a) 387 pessoas compareceram a pelo menos uma das conferências.


b) 282 pessoas compareceram a somente uma das conferências.
c) 108 pessoas compareceram a pelo menos duas conferências.
d) 54 pessoas inscritas não compareceram ao seminário.
e) o número de inscritos no seminário foi menor que 420.

37. (IESES/2014/IGP-SC/Auxiliar Pericial)


Faça a leitura das frases sobre conjuntos numéricos:
I. O número natural n pode ser chamado antecessor de n+1.
II. O conjunto dos números naturais é um subconjunto dos
números inteiros.
III. A soma de dois números inteiros ímpares é sempre um
número inteiro par.
IV. Entre dois números racionais, a e b, com a diferente de b,
existe sempre outro número racional.
A sequência correta é:

a) Apenas as assertivas I, III e IV estão corretas.


b) Apenas as assertivas III e IV estão corretas.
c) As assertivas I, II, III e IV estão corretas.
d) Apenas as assertivas I e II estão corretas.

Gabaritos

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 132


Curso Completo de Aula 01
Matemática para Concursos

1 A 20 A
2 C 21 B
3 D 22 D
4 E 23 D
5 C 24 A
6 E 25 A
7 E 26 D
8 A 27 D
9 B 28 A
10 D 29 A
11 C 30 D
12 B 31 B
13 E 32 D
14 E 33 E
15 C 34 A
16 E 35 E
17 A 36 D
18 C 37 C
19 E

Bons estudos!

Leandro Takaesu

Prof. Leandro Takaesu www.passeifiscal.com.br 133