Vous êtes sur la page 1sur 8

ADMINISTRAÇÃO

PÚBLICA
Prof. º Eduardo Gnisci
ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Toda organização é composta de:

 Estrutura

Modelos de gestão  Processos

9
75
• Contextualização  Resultados

53
• Abordagens

11
• Novas construções organizacionais.

25
• Modelo organizacional celular.

15
• Fundamentos do design organizacional.

• Adhocracia.

-
al
• Enfoque sistêmico e por processos das

br
organizações.

Contextualização Ca
a
nd
• Criação das primeiras estruturas
organizacionais
na

• Evolução dos modelos e suas relações


er

com o contexto
-F
59

Abordagens
37

 Tradicional ou Clássica
15

 Mintzberg
51

 Novas construções organizacionais


52

ORGANIZAÇÃO
-1

“É representada pelo conjunto de órgãos, suas


al

relações de interdependência e a via hierárquica,


br

assim como as vinculações que devem ser


configuradas pelo organograma”
Ca

Nogueira de Faria
Página
da
an

www.cejuris.com.br / email: atendimento@cejurisonline.com.br


rn
Fe
ADMINISTRAÇÃO
PÚBLICA
Prof. º Eduardo Gnisci

9
75
53
11
25
- 15
al
br
Ca
a
nd
na

Princípios Básicos de Organização Não aceitar nada como verdadeiro, enquanto


er

não for conhecido como tal.


• Divisão do Trabalho
-F

• Princípio da Análise
Caracteriza-se pela decomposição
das atividades dos órgãos em tarefas e passos a Fracionar as dificuldades em tantas partes
59

serem executados pelos elementos humanos da quantas forem necessárias, de modo a facilitar a
37

organização de forma que o trabalho seja sua compreensão.


realizado, sem sobrecarga, com eficiência e
15

eficácia. • Princípio da Síntese


51

• Coordenação Pensar ordenadamente, a partir dos fatos mais


simples até chegar aos mais complexos.
52

Consiste em harmonizar os
esforços de todos os setores e/ou pessoas, • Princípio da Enumeração
-1

processando a sinergia necessária a satisfação dos Fazer enumerações tão completas e revisões
clientes tão detalhadas, de modo a certificar-se de que
al

• Alcance do Controle (Amplitude) nada foi omitido.


br
Ca

Raciocínio Cartesiano (Preceitos de Descartes)


Página
da

• Princípio da Evidência
an

www.cejuris.com.br / email: atendimento@cejurisonline.com.br


rn
Fe
ADMINISTRAÇÃO
PÚBLICA
Prof. º Eduardo Gnisci

9
75
53
11
25
- 15
al
br
Ca
a
nd
Níveis de Influência da Estrutura Organizacional Modelos Tradicionais ou Clássicos
na
er
-F
59
37
15
51

Arquitetura Organizacional
52

É a compatibilização entre:
-1

 Estratégia
al

 Estrutura Organizacional
br

 Processos Administrativos
Ca

3
Página
da
an

www.cejuris.com.br / email: atendimento@cejurisonline.com.br


rn
Fe
ADMINISTRAÇÃO
PÚBLICA
Prof. º Eduardo Gnisci

9
75
53
11
25
15
ESTRUTURA LINHA E ASSESSORIA

-
ESTRUTURA LINEAR OU MILITAR

al
• Nas unidades de linha os executivos são

br
É uma estrutura baseada na organização do
encarregados pelas funções básicas da
exército, tendo como característica uma única

Ca
empresa e tem responsabilidade e
chefia como fonte de autoridade.
autoridade perante as atribuições
Vantagens: relacionadas com a operacionalização das
a
atividades principais da organização.
nd
• aplicação simples; (OLIVEIRA, 2004)
na

• fácil transmissão de ordens e recebimento • As funções de assessoria estão ligadas às


de informações;
er

atividades de aconselhamento, análise e


estudos de novos negócios. (OLIVEIRA,
-F

• definição clara dos deveres e


2004)
responsabilidades.
59

Desvantagens:
Vantagens:
37

• organização rígida;
• tornar a organização facilmente adaptável
15

• exige chefes excepcionais;


às necessidades;
51

• não favorece o espírito de equipe e de


• favorecer a execução do trabalho das
cooperação.
52

unidades de linha;

• promover maior eficiência.


-1

Desvantagens:
al

• a assessoria tende a usurpar a autoridade


br

de linha;
Ca

• os órgãos de execução reagem contra


4

sugestões da assessoria;
Página
da
an

www.cejuris.com.br / email: atendimento@cejurisonline.com.br


rn
Fe
ADMINISTRAÇÃO
PÚBLICA
Prof. º Eduardo Gnisci
• as sugestões, às vezes, confundem-se com ORGANOGRAMA CIRCULAR
as ordens ou entram em conflitos com
estas.

9
75
53
11
25
- 15
al
br
ESTRUTURA TIPO COMISSÃO OU COLEGIADA
Ca
a
nd
Caracteriza-se pela chefia colegiada pela tomada de
decisões políticas e estratégicas da empresa e pela
na

divisão de responsabilidade.
er

Denominações: junta, comissão, conselho. (Cury,


-F

2000)

Vantagens:
59

• facilitar a participação de especialistas;


37

• julgamento impessoal;
15

• pontos de vista mais gerais.


51

Desvantagens:
52

• fraqueza na direção de operações


-1

quotidianas;

• decisões mais demoradas;


al

• responsabilidade mais diluída.


br
Ca

5
Página
da
an

www.cejuris.com.br / email: atendimento@cejurisonline.com.br


rn
Fe
ADMINISTRAÇÃO
PÚBLICA
Prof. º Eduardo Gnisci

9
75
53
11
25
- 15
al
br
ESTRUTURA ORIENTADA A PROCESSO
Ca
a
nd
Vantagens:


na

o processo tem um líder que é


responsável por ele;
er

• cada empregado conhece o processo por


-F

inteiro;

• as melhorias no processo são constantes;


59

DEPARTAMENTALIZAÇÃO
• cada empregado é responsável pelo
37

processo por inteiro e não somente por É a técnica de descentralizar as partes de uma
15

sua atividade. estrutura,formando unidades produtoras em


perfeita funcionalização, dentro das necessidades
51

do trabalho.
52

Referência: Nogueira de Faria e Antonio Cury


-1

OBJETIVOS
al
br

 Aproveitar a especialização maximinizar



Ca

Recursos coordenar e controlar as


atividades
6


Página

Descentralizar integrar ambiente e


da

organização reduzir custos


an

www.cejuris.com.br / email: atendimento@cejurisonline.com.br


rn
Fe
ADMINISTRAÇÃO
PÚBLICA
Prof. º Eduardo Gnisci

9
75
53
11
25
- 15
al
br
Ca
a
nd
na
er
-F
59
37
15
51
52
-1
al
br
Ca

7
Página
da
an

www.cejuris.com.br / email: atendimento@cejurisonline.com.br


rn
Fe
ADMINISTRAÇÃO
PÚBLICA
Prof. º Eduardo Gnisci

9
75
53
11
25
- 15
al
br
Ca
a
nd
na
er
-F
59
37
15
51
52
-1
al
br
Ca

8
Página
da
an

www.cejuris.com.br / email: atendimento@cejurisonline.com.br


rn
Fe

Centres d'intérêt liés