Vous êtes sur la page 1sur 5

Bolsonaro já venceu!

Só a oposição e o retrocesso político do Brasil ainda não entendeu, não é de hoje que se
sabe que ele vinha remando no meio político, mas sendo fiel a certos princípios e conseguiu
unificar uma oposição assim como cristãos e brasileiros de todos os credos de todos os
círculos, apesar da intensa polemização que criam distorcendo suas palavras.
Contra toda uma máquina ele chegou a candidato a presidência dominando as pesquisa e
com superioridade nos grande colegiados e capitais. Fora isso muito mais importante
suscitou um levante do desejo de mudanças na forma de fazer política no Brasil, hoje é
complicado e difícil realmente juntar populares não afiliados a ideologia ou doutrina de
esquerda falando contra Bolsonaro.

O legado…
Bolsonaro fez com que os brasileiros percebessem a realidade bem diferente do discurso
de governo ou político onde o ruim se passa por bem, conseguiu a ferro e fogo unificar
grande parte da imprensa a formalizar um ataque direto contra sua pessoa, apelando para
todas as artimanhas e técnicas de manipulação, e mesmo assim não conseguiram tocar no
cidadão de bem nem mesmo suscitar dúvidas no eleitorado, todo este ataque apenas
convenceu o povo de quem ocupa cada posição. Também vem criando uma nova forma de
encarar os problemas do Brasil, trabalhou e expôs toda a esquerda em uma única eleição,
de forma que as candidaturas ficaram expostas entre eles e ele. Provou que é possível sim
criticar os intocáveis e manifestar-se contra a máquina o estamento burocrático e trouxe, ao
cenário do Brasil a ideia de fazer política sem o tradicional “toma lá dá cá”, na prática e não
em discursos doces que visam arrebanhar votos, tanto que já antes de eleito tem revelado
seu interesse por certos elemento para o ministério que não sejam políticos. Trouxe ao
debate os abusos dentro da educação, cultura e mídia. Arcou com isso, e de pé aceitou a
batalha.

Quem era o inimigo?


Ao mostrar quem era a esquerda fez com que suas articulações se manifestassem e junto
com ela seus cabeças, movimentos e legendas. revelou para o Brasil o quanto do dinheiro
público movimenta a máquina de propaganda por meio de artistas e emissoras de TV, tirou
o véu sobre a Lei Rouanet. Mostrou que grande parte do discurso na esquerda de tolerância
não tolera as opiniões da oposição nem a oposição de ideias.
Mostrou e provocou a separação entre o ser e o movimento, hoje revelada a situação real
nem todos os os brasileiros se se identificam com os projetos de grupos e legendas, de tal
forma que homossexuais revelaram não se sentir representados pela militância LGBT ao
conhecer os abusos e as políticas impetradas por estes. Ao contrário do que propagam
conseguiu unir os brasileiros não por classe por cor ou opção e identidade sexual opção
sexual...muitos homossexuais têm se manifestado em apoio a Bolsonaro e sofrido com
preconceito e ataques das legendas..
Os militares
Após anos de políticas e movimentos execrando os militares Bolsonaro trouxe ao cenário a
visão geral revelando que os militares lutaram contra a promoção de um projeto de
implantação da ditadura do proletário no Brasil financiados e treinados por nações e
potências exteriores ao território Brasileiro, com isso a confiança e o clamor a instituição
ganhou movimento e sentimentos positivos na população brasileira.
O povo agora conhece seus inimigos.
Hoje o povo brasileiro não golpeia um fantasma, nem entrega seu voto ao inimigo
disfarçado a estratégia das tesouras ficou exposta, o discurso doce e as promessas
“mirabolantes” não conquistam a grande parcela do povo, os aliados da esquerda antes
operando nas sombras foram iluminados sobre flesh da batalha diária a duras cargas
Bolsonaro foi evidenciando quem realmente apoia quem, quem apoia Lula quem apoia a
ditadura da Venezuela, quem adotou o discurso de condenar a ação da justiça, quem tinha
ladrão de estimação. desde o início se manifestou pró Lava Jato,dignificou o papel da
Polícia Federal, Ministério Público, Procuradores e Juízes como Sergio moro e MArcelo
Bretas…

O povo já sabe quem é a esquerda…


Mesmo que mudem de partido que mudem a legenda, o povo conhece as raízes dos
candidatos, o povo em grande parte sabe quais são as propostas da esquerda e onde elas
levam, a grande parte do trabalhador entende hoje o real sentido da esquerda e a que
meios ela recorre. da parte em contrário é preciso lembrar que este movimento está se
ampliando e alcançado onde ainda não chegou.
Não há solução apoiando ladrões…
Existe uma necessidade real um perigo real, e políticos que tomam essa empreitada como
meta, entorno de Bolsonaro nasceu uma corrente que antes só se manifestava na obra de
Olavo de Carvalho sendo assim se corporificou na pessoa de Bolsonaro, aquilo que tanto
omitiram até um tempo atrás não citando nas pesquisas sua aprovação popular, excluindo
manifestações em eventos esportivos ganhou volume hoje há sim uma divisão de pessoas
dispostas a vender seu voto e pessoas dispostas a reconquistar o Brasil.

Resgatando o passado…

A insatisfação dos brasileiros que viram ano após anos o ataque à família, fé, e valores
conscientes que este ataque abalou a realidade do passado, distorceu o conteúdo e foi
entregue a profissionais que venderam a soberania da história da ética e identidade
brasileira para a ideologia.
Família, Pátria e Deus acima de todos….
Embora sejam as identidades que compõem o povo brasileiro, foram tão atacadas tão
enterradas que brotaram mais uma vez nas palavras do capitão, e causam tremor na
esquerda. Que agora reconhece um fator histórico quando um povo alcança unidade na
vontade de mudar o cenário não há ideologia nem crime que o vença...o Brasil vai inspirar
na América Latina a transformação que tanto lhe foi desejada….seremos o exemplo para os
Venezuelanos seremos brasileiros como somos, cristãos em sua maioria respeitando as
diferenças e divergências dentro da ordem...sem nos tornar uma ameaça a nós mesmos.
Seremos sim duros com o crime, duros com a corrupção duros como o melhor aço forjados
no mais alto grau de calor...mesmo assim sem perder nossa alegria a muito esquecida de
ser brasileiros.
Quanto a medo de acreditar cabe aos brasileiros acreditarem na mudança, e acompanhá-la,
sozinho mesmo eleito entregaremos um leão aos lobos. E pressionar junto ao governo as
mudanças necessárias e se preciso se manifestar o compromisso que este fez nas eleições
de 2018.