Vous êtes sur la page 1sur 8

A Matéria e suas propriedades

1. Analisando diferentes tipos de materiais:


 Apresentar de imagens selecionadas como as indicadas a seguir, utilizando o
Datashow ou na TV pendrive e pedir que os alunos nomeiem os diferentes tipos de
matéria/materiais expostos e apontem algumas de suas características e usos que o
homem faz dos mesmos.

Material Características Utilização pelo homem

 Agora, os alunos devem organizar os elementos por características semelhantes:

Características Materiais semelhantes


Queimam
Não queimam
Têm cheiro
Não têm cheiro
Possui massa
Não possui massa

2. Texto:
“Matéria e suas propriedades”

Chamamos matéria a tudo que tem massa, ocupa lugar no espaço e pode, portanto, de
alguma forma, ser medido. Por exemplo: madeira, alumínio, ferro, ar, etc.
Corpo é uma porção limitada da matéria e objeto é um corpo fabricado para um determinado
fim.

I. Propriedades da Matéria:
A matéria apresenta várias propriedades que são classificadas em gerais e específicas.
a. Gerais: as propriedades gerais são aquelas comuns a toda espécie de matéria,
independente da substância de que ela é feita.

 Extensão ou Volume: É a propriedade que a matéria tem de ocupar um lugar no espaço


que corresponde ao seu volume. A unidade padrão de volume é o metro cúbico (m³), mas o
litro (L) é também muito usado.

 Massa: É a quantidade de matéria que forma um corpo. A unidade padrão de massa é o


quilograma (kg).

 Inércia: É a tendência natural que os corpos têm de manter seu estado de repouso ou de
movimento numa trajetória reta.
A medida da inércia de um corpo é correspondente à de sua massa. Assim, quanto
maior a massa de um corpo, maior será a sua inércia (apresentará maior resistência à
mudança do seu estado de repouso ou de movimento).

 Impenetrabilidade: É a propriedade que os corpos materiais têm de não poder ocupar um


mesmo lugar ao mesmo tempo.

 Compressibilidade: É a propriedade que um corpo tem de ter seu volume reduzido quando
submetido a determinada pressão. Isso ocorre porque a pressão diminui os espaços
existentes entre as partículas constituintes do corpo.
Os gases podem ser mais comprimidos do que os líquidos. Os líquidos e os gases voltam
ao seu estado anterior depois de cessada a compressão. Já os sólidos, em geral, se
deformam.

 Elasticidade: É a propriedade que um corpo tem de voltar a sua forma inicial, cessada a
compressão a que estava submetido.
A elasticidade, assim como a compressibilidade, varia de um corpo para outro. Os gases,
que são mais compreensíveis do que os líquidos, apresentam maior elasticidade. Já entre
os sólidos, que geralmente se deformam com a compressão, há alguns que apresentam
certa elasticidade, como uma borracha ou uma mola. Esses corpos, cessada a compressão
que atua sobre eles, voltam a sua forma inicial.

 Indestrutibilidade: É a propriedade que a matéria tem de não poder ser criada nem
destruída – apenas transformada. Essa propriedade constitui um dos princípios básicos da
química, ciência que estuda as transformações das substâncias.

 Divisibilidade: É a propriedade que a matéria apresenta de ser dividida. A quantidade de


água em um copo pode ser dividida em porções menores, até chegar a uma gota ou até
mesmo uma molécula.
b. Específicas: algumas propriedades variam conforme as substâncias de que a matéria é
feita e são chamadas propriedades específicas:

 Cor: Os diferentes materiais apresentam diferentes cores. A casca do tomate é vermelha, a


gema do ovo é amarela, a grafite do lápis é preta e assim por diante.

 Dureza: É definida pela resistência que sua superfície oferece quando riscada por outro
material. Os materiais apresentam diferentes graus de dureza, ou seja, alguns são mais
duros que outros. A substância mais dura que se conhece é o diamante. Ele é tão duro que
é usado para riscar e cortar materiais como o vidro.

 Brilho: É a propriedade que faz com que os corpos reflitam a luz de modo diferente. Essa
característica varia de material para material. Os metais apresentam um brilho típico,
conhecido como brilho metálico. Alguns materiais não apresentam brilho algum, como é o
caso da madeira e do couro. Já as pedras preciosas, quando lapidadas apresentam grande
brilho.

 Maleabilidade: É a propriedade que permite que a matéria seja moldada. Isso é possível de
ser feita com a maioria dos metais, como o ferro, o ouro, o alumínio, o cobre, mas não com
a madeira e outros materiais não-maleáveis.

 Ductilidade: É a propriedade que permite transformar materiais em fio. É o caso do cobre,


usado em forma de fios em instalações elétricas, e do ferro, usado na fabricação de arames.

 Densidade: É também chamada de massa específica de uma substância, é a razão (d)


entre a massa dessa substância e o volume por ela ocupado. Em equação:

II. Estados Físicos da Matéria

Observando a natureza do nosso planeta, podemos perceber que a matéria se apresenta, à


temperatura ambiente, em três estados físicos. As rochas da crosta terrestre estão no estado
sólido. Nos mares, rios e lagos, a água se apresenta no estado líquido. E nossa atmosfera está
no estado gasoso.
A matéria é formada pela reunião de partículas que se atraem mutuamente. É a intensidade
dessas forças de atração que determina em que estado de apresentará a matéria:

 Estado Sólido: as substâncias apresentam formas definidas e seu volume não varia de
forma considerável com variações de temperatura e pressão.
As partículas que constituem o sólido encontram-se ligadas umas às outras por uma força
de tração muito grande de modo que não podem movimentar-se livremente, vibrando
apenas em posições fixas.

 Estado Líquido: as partículas que constituem o estado líquido não estão unidas
fortemente, visto que deslizam uma sobre as outras, adaptando-se à forma do recipiente
que as contém, mas estas forças de atração entre as partículas são suficientemente fortes
para que não ocorra variação no volume e as partículas dificilmente podem ser
comprimidas.

 Estado Gasoso: as substâncias apresentam densidade menor que a dos sólidos e


líquidos, ocupam todo o volume do recipiente que as contém, podem expandir-se
indefinidamente e são comprimidas com grande facilidade. Este comportamento pode ser
explicado pelas forças de atração entre as partículas muito fracas as quais possuem,
portanto, alta mobilidade.

 Mudanças de Estado
 Fusão: passagem do estado sólido para o líquido.
 Solidificação: passagem do estado líquido para o sólido.
 Vaporização: é a passagem do estado líquido para o estado gasoso. A vaporização pode
ocorrer de três formas: evaporação, calefação e ebulição.
 Condensação: é a passagem do estado gasoso para o estado líquido. A condensação de
um gás para o estado líquido é denominada de liquefação.
 Sublimação: é passagem do estado sólido diretamente para o estado gasoso.

 Ponto de Fusão: é a temperatura constante na qual um sólido se transforma num líquido.


Os pontos de fusão e solidificação ocorrem numa mesma temperatura.
 Ponto de Ebulição: é a temperatura constante na qual um líquido passa para o estado
gasoso.

III. Atividades:

1) Relacione as propriedades da matéria com a figura correta:

2) Defina e exemplifique:
a) Matéria:
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

b) corpo:
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

c) densidade:
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

3) Relacione as colunas:
(a) compressibilidade ( ) a matéria ocupa lugar nos espaço.
(b) massa ( ) duas porções de matéria não podem, ao mesmo tempo,
ocupar o mesmo lugar no espaço.
(c) impenetrabilidade ( ) quantidade de matéria de um corpo.
(d) inércia ( ) matéria só modifica seu estado de repouso ou de movimento
quando sob ação de forças.
(e) extensão ( ) a ação de forças a matéria reduz o volume.

4) Diferenciar propriedades gerais das propriedades específicas.


_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

5) Observe com atenção o esquema ao lado, sobre as mudanças de estados físicos, e relacione
as duas colunas.

COLUNA A COLUNA B
1 Solidificação passagem do líquido para o gasoso
2 Vaporização passagem do sólido para o líquido
3 Fusão passagem do líquido para o sólido
4 Condensação/Liquefação passagem do gasoso para o líquido
5 Sublimação passagem do sólido para o gasoso

6) "Você, certamente já viu uma vela acesa. Ao prestar atenção à parte que fica mais próxima
da chama, verá que ocorrem dois processos importantes".
 Observe e complete as frases:

a) Quando aquecida, a vela sólida transforma-se


em
_______________________________________

b) Chamamos essa mudança de


_______________________________________

c) Quando esfria, a vela derretida endurece


novamente. Chamamos essa mudança de
_______________________________________

7) Por que a panela de pressão permite que se cozinhem mais rapidamente os alimentos em
água?
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

8) Problemas:

a) Um fragmento de gelo de 250 g tem volume correspondente a 500 cm3. Qual é sua
densidade?

b) A densidade de um fragmento de chumbo é 11,4 g/cm3. Sabendo-se que esse


fragmento de metal ocupa um volume de 57 cm3, qual é sua massa?

9) Explique, utilizando como critério o nível de vibração das moléculas, os três estados da
matéria.
 Sólido:
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

 Líquido:
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

 Gasoso:
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

10) Considere a tabela a seguir, onde estão relacionados os pontos de fusão e de ebulição de
algumas substâncias sob pressão de 1 atm. (lê-se “uma atmosfera”). Qual o estado físico
dessas substâncias à temperatura ambiente (25 °C)?
a) Oxigênio:
_________________________________________________________________________

b) Fenol:
_________________________________________________________________________

c) Pentano:
_________________________________________________________________________

IV. Atividades Práticas:

1º. Torre de líquidos:

I. Materiais Necessários
 Garrafa alta, vazia e transparente  Água
 Copo graduado  Óleo
 Glucose de milho  Álcool
 Detergente  Corante alimentício

II. Procedimento:
 Selecione uma garrafa vazia. A garrafa mais indicada deve ser alta e não muito
larga. Isso possibilitará uma melhor visualização das camadas e diminuirá a
quantidade necessária de líquido para cada uma delas.
 Despeje quantidades iguais de cada líquido. Meça os líquidos usando um copo
graduado; a ideia é usar a mesma proporção para cada líquido. Para uma melhor
visualização das camadas, faça cada uma delas com no mínimo 2,5 cm; camadas
ainda mais largar são preferíveis. Os próximos passos explicam quais líquidos
adicionar em sequência, de acordo com suas densidades.
 Coloque glucose de milho primeiro. Como este é o líquido mais denso, ele precisa
ficar na base das camadas.
 Em seguida, coloque detergente.
 Incline a garrafa e adicione água colorida.
 Incline a garrafa e adicione óleo.
 Incline a garrafa e adicione álcool colorido.
 Tampe. Sua torre de líquidos está pronta!
 Você até pode virá-la de cabeça para baixo!

III. Explicando o procedimento


Os líquidos não se misturam por serem substâncias imiscíveis e com densidades
diferentes, formando assim uma mistura heterogênea.
A densidade pode ser expressa pela divisão da massa pelo volume:
Densidade=massa/volume
A densidade depende da temperatura, pois os materiais sofrem contração ou
dilatação de seu volume.
Quando dois líquidos não se misturam temos uma mistura heterogênea, ou seja,
forma duas ou mais fases.
Podemos também considerar que os líquidos não se solubilizam. Para entender
solubilidade pegamos como exemplo a água e o sal que quando se misturam fica
homogêneos, formando uma única fase, o que nos indicam que são solúveis entre si.
Observando o experimento podemos concluir que a glucose de milho é o liquido
mais denso e o álcool o menos denso.

2º. Atividade Prática sobre Densidade:

I. Materiais:
 Béquer;  Álcool;
 Canudinho de refrigerante;  Bastão de vidro;
 Água;  Óleo de cozinha;
 Massa de modelar;  Caneta permanente;
 Sal de cozinha;  Vinagre.

II. Procedimento:
 1º Experimento:
1) Coloque cerca de 200 ml de água em um béquer e adicione cuidadosamente o ovo e
observe o que acontece;
2) Retire o ovo do béquer e coloque 1 colher de sopa de sal na água do béquer;
3) Recoloque o ovo e observe o que acontece.

 2º Experimento:
1) Tampe a extremidade do canudo com um bolinha de massa de modelar (esse será o
densímetro);
2) Mergulhe, no béquer com água, o densímetro com a bolinha para baixo e marque no
béquer com a caneta a posição que a bolinha se encontra.
3) Repita o processo nos béqueres contendo vinagre, óleo e álcool.

III. Perguntas:
1) Utilizando apenas a água e o ovo, quem apresentou maior densidade?
2) O ovo permaneceu na mesma posição inicial quando foi adicionado sal na água? O que
mudou? Por quê?
3) O que poderia ser alterado para que o ovo ficasse no meio da solução?
4) As marcações feitas nos béqueres foram iguais? Por quê?
5) Compare, por meio da leitura de seu densímetro, as densidades da água, vinagre, óleo e
álcool.
6) Poderíamos dizer que o ovo, no experimento anterior, funcionou como um densímetro?
Por quê?

Centres d'intérêt liés