Vous êtes sur la page 1sur 7

Rosa Riscala: Candidatura Lula, o começo do fim

15/08/2018

... A Turquia lançou hoje uma retaliação econômica contra Washington, dobrando as tarifas
de alguns produtos importados dos americanos, como automóveis, álcool, tabaco, carvão,
arroz, cosméticos, o que pode recrudescer a crise com Trump. A resposta de Erdogan já
repercutia nos pregões asiáticos. Na agenda, dados relevantes nos EUA, vencimento na
Bovespa, IBC-Br, pesquisa eleitoral e registro da candidatura fake de Lula no TSE.

... O partido esperou até o último dia do prazo para inscrever Lula, porque quer manter seu
nome vivo na eleição pelo máximo de tempo possível, mesmo sabendo que ele é inelegível
e não passará pela lei da Ficha Limpa.

... Se tudo sair como o planejado pelo PT, a impugnação de Lula só acontecerá por volta do
dia 10 de setembro.

... A estratégia é garantir pelo menos uma semana de horário eleitoral para Lula na
televisão, na campanha que terá início no dia 31. Para isso, o PT já tem pronto material
gravado com o ex-presidente antes de ser preso.

... Líderes petistas estão certos de que uma retirada da candidatura de Lula depois de o seu
nome aparecer na TV pode reforçar, e não enfraquecer, a transferência de votos para o seu
substituto, que deve ser Haddad.

... Com cerca de 30% das intenções de votos, as pesquisas indicam que Lula poderá
transferir quase a metade do seu espólio eleitoral, o que – se confirmado – praticamente
garantiria a vaga do PT no segundo turno.

... Os partidos têm até o dia 17 de setembro para fazerem alterações nas chapas
registradas no TSE.

... Um risco à estratégia do PT de sustentar a candidatura de Lula até meados de setembro


seria uma impugnação de ofício, decidida monocraticamente por um ministro do TSE, sem a
necessidade de um pedido do MPF.

... Se acontecer, encurtaria o tempo de Lula, embora seja dado ao candidato o direito de
contestar a impugnação. O TSE estaria determinado a concluir essa história o mais
depressa possível, até o final desse mês.

... A defesa está preparada para utilizar todos os recursos para arrastar o processo,
inclusive protocolando hoje a candidatura de Lula com certidão de antecedentes criminais
de São Paulo, onde ele é ficha limpa.

... O PT seria o adversário dos sonhos de Bolsonaro para o 2º turno, na liderança das
pesquisas quando Lula não aparece. Segundo o Radar de Veja, o candidato do PSL acha
difícil enfrentar Geraldo Alckmin (PSDB).
... Em mesa de debates na GloboNews, ontem à noite, com a participação de Mauro
Paulino (Datafolha), o voto útil desde o 1º turno foi considerado como uma possibilidade
grande na eleição bastante pulverizada.

... O eleitor que quer fugir dos extremos anteciparia o seu voto no candidato de centro mais
competitivo.

... Há uma aposta de que Marina (Rede) possa perder votos para Alckmin, que tem mais
estrutura partidária e o maior tempo de televisão, como perdeu para Aécio (PSDB) quando
enfrentou Dilma (PT), em 2014.

MAIS ELEIÇÃO – O Instituto Paraná divulga hoje, a partir das 8h30, mais uma pesquisa
nacional para presidente. Mais uma vez, o mercado financeiro espera ver um desempenho
melhor de Alckmin, para dois dígitos.

... A próxima pesquisa, da XP/IPESPE, com eleitores de todo o País, será divulgada na 6ªF,
antes da abertura.

... Globo e Estadão encomendaram a primeira pesquisa Ibope para presidência da


República, que sairá na 2ªF.

... Na TV Record, o cabo Daciolo (Patriota) – a nova sensação da eleição – será o


entrevistado de hoje, às 19h.

BOLSONARO – Ontem à noite, abriu a série de sabatinas, questionado pelos assuntos de


sempre – Maria do Rosário, a fraquejada em ter uma filha mulher, quilombolas e, agora, a
Wal do Açaí, que rende muito Twitter.

... Entre as principais declarações, Bolsonaro confirmou acordão “nos meandros” da


Câmara para acabar com a Lava Jato e beneficiar Lula (e outros condenados) com um
“indulto”, pela revisão da prisão em 2ª instância.

... Horas antes, o candidato do PSL registrou seu programa de governo que, entre outros
destaques, propõe uma Renda Mínima (maior que o Bolsa Família) para todas as famílias e
o Imposto Negativo aos mais pobres.

... Bolsonaro ainda propõe o BC independente e a criação do Ministério da Economia, que


agrupará Planejamento, Fazenda e Indústria e Comércio. Para a Previdência, confirma o
sistema de contas individuais de capitalização.

MARINA – Também apresentou seu programa ao TSE, incluindo autonomia operacional do


BC, limite dos gastos públicos a 50% do PIB, idade mínima e sistema misto de contribuição
e capitalização para a Previdência.

... Marina se compromete a não elevar impostos, propõe uma reforma tributária reunindo
PIS, Cofins, IPI, ICMS e ISS, taxação sobre dividendos, uma “revisão completa” das
renúncias fiscais e a suspensão do Refis.
ALCKMIN – Vai depor hoje em inquérito do MP de São Paulo sobre improbidade
administrativa pelo recebimento de R$ 10,3 milhões de caixa dois da Odebrecht nas
campanhas para governador de SP de 2010 e 2014.

TEMER – Participa hoje no Paraguai da cerimônia de posse do presidente eleito, Mario


Abdo Benitez.

MAIS AGENDA – Esgotado o efeito da greve dos caminhoneiros, o IBC-Br de junho (8h30)
deve reverter a queda de 3,34% em maio, para subir 3,30% (Broadcast), mas ainda deve
mostrar recuo no 2TRI, de 1,01%.

... O dado tende a consolidar as apostas de que o PIB trimestral do IBGE ficará próximo da
estabilidade.

... Já o IGP-10 de agosto (8h) deve desacelerar para 0,60%, de 0,93%. O fluxo cambial
semanal sai às 12h30.

TELECONFERÊNCIAS – JBS (9h), Estácio (9h30), Kroton, Marfrig e CCR (11h), e


Eletrobras (14h30).

NOS EUA – O ritmo da economia americana poderá ser conferido por três indicadores
importantes, nesta 4ªF.

... Produção industrial de julho (10h15) deve subir 0,3% e as vendas no varejo em julho
(9h30) têm estimativa de alta de 0,1%. Já o índice industrial Empire State deve perder
fôlego, para 20 em agosto, de 22,6 em julho.

... O dia ainda prevê o índice de produtividade da mão de obra no 2TRI (9h30), os estoques
das empresas em junho (11h), a confiança das construtoras em agosto (11h), além das
reservas semanais de petróleo (abaixo).

FOI PARA O JOGO – Os papéis dos bancos atuaram pelos comprados, garantiram uma
puxada do Ibovespa (+1,43%) na reta final do pregão e resgataram os 78 mil pontos na
véspera do vencimento do Índice Futuro.

... No Broadcast, operador disse que investidores estrangeiros estão com posições
compradas expressivas e que o game deve turbinar o giro dos negócios hoje. Do último
vencimento para cá, a bolsa deu um salto de otimismo.

... Saiu de 71.695 pontos em junho para 78.602,11 pontos no fechamento de ontem, com o
movimento liderado pelas chances de reação de Alckmin. Mas o período eleitoral promete
manter a volatilidade máxima.

... Também um contra-ataque dos vendidos não pode ser descartado, se a Turquia voltar a
assustar hoje.

... Só nesta 3ªF, o índice à vista da Bovespa oscilou mais de mil pontos. O alívio com a crise
turca coincidiu com as movimentações em torno dos interesses do jogo especulativo para
favorecer o potencial de alta.

... As blue chips financeiras foram usadas como principal arma. Bradesco PN subiu 1,70%,
para R$ 29,88, Itaú PN avançou 2,07%, para R$ 44,47, BB ON emplacou ganho de 3,45% e
Santander unit, +0,22%.

... Vale desafiou a queda do minério de ferro na China (+0,72%) e subiu 0,92%, cotada a R$
52,76. Já Petrobras passou o dia se revezando entre altas e baixas, mas acabou em terreno
negativo no fechamento.

... Pesou notícia de que a estatal estaria sofrendo pressão interna contra a venda da fatia
que detém na Braskem. Analistas estão preocupados, já que a estratégia é considerada
importante para reduzir o endividamento.

... Além disso, a companhia está engessada em relação ao desinvestimento de outros


ativos, após a decisão de Lewandowski (STF) de proibir o governo federal de vender ações
de estatais sem o aval do Congresso.

... Petrobras PN zerou a alta e caiu 0,45%, para R$ 22,26. Os papéis ON perderam 0,10%,
para R$ 19,98.

DEU VENDA – Aproveitando que a poeira baixou na Turquia, o real não ficou de fora da
recuperação das moedas emergentes (abaixo) e induziu o dólar a realizar parte do lucro de
mais de 3% nos últimos três pregões.

... A moeda americana já marcou máximas menores ontem (R$ 3,90) do que na véspera
(R$ 3,92), devolvendo toda a alta do momento de maior pressão (R$ 3,9034), para fechar
em queda de 0,68%, a R$ 3,8620.

... Apesar disso, o investidor ainda faz o hedge contra uma possível volta do estresse com a
crise turca e o dólar ainda segue 2,7% mais caro do que há uma semana (R$ 3,7642), antes
de a turbulência estourar lá fora.

... Também o DI ainda não devolveu todo o prêmio de risco. O contrato para jan/21
permanece acima dos 9,03% da última 4ªF, apesar de ter caído com força ontem, de 9,56%
para 9,23%. Toda a curva fechou nas mínimas.

... Jan/20 voltou para 8,17%, de 8,43%, jan/23, a 10,71%, de 11,03%, e jan/25, a 11,39%,
de 11,71%.

TRÉGUA? – Em um sinal de acomodação, que pode não se sustentar após a reação do


governo de Erdogan, a lira turca (6,3477/US$) subiu 9% ontem, interrompendo a queda e
favorecendo outras moedas emergentes.

... Apesar do respiro, o dólar ainda acumula valorização de quase 30% contra a moeda da
Turquia neste mês.

... No fim da tarde, subiam o rublo russo (+1,88%), peso mexicano (+1,31%), rand sul
africano (+1,23%) e peso argentino (+0,96%), animados pela expectativa de uma saída
negociada da crise, que prevalecia, então.

... Empresários influentes da Turquia estariam cobrando uma política monetária mais rígida
para conter a onda inflacionária e recuperar a autonomia do BC. Além disso, animou o
progresso nas negociações com os EUA.

... O noticiário indicou que os governos de Washington e Ancara estariam chegando a um


acordo para a liberação do pastor norte-americano Andrew Brunson, detido em 2016 na
Turquia, sob a acusação de espionagem.

... Mas a retaliação de última hora pode complicar as chances de alívio nos mercados da
turbulência externa.

... Seja como for, no caso dos EUA, a atividade forte e inflação perto de meta de 2%
contrabalançam os riscos.

... Dois grandes bancos (Morgan Stanley e BofA Merrill Lynch) divulgaram avaliações ontem
de que as incertezas na Turquia não comprometem a normalização do juro pelo FED, com
mais duas altas contratadas este ano.

... O ciclo de aperto monetário responde às apostas de PIB perto de 3% nos próximos
trimestres e à inflação que vem ganhando ritmo, como se viu pelo núcleo do CPI de julho
(2,4%), no maior patamar em dez anos.

A BOLA DA VEZ – Nos melhores níveis desde junho/17, o dólar fatura a retomada
sustentada da economia nos EUA e reforça a sua supremacia, consolidando-se como a
força do momento no câmbio global.

... Embora tenha devolvido ontem parte da sua força contra as moedas emergentes,
descontando a instabilidade na Turquia, subiu contra rivais fortes, como o iene
(111,22/US$), a libra (US$ 1,2714) e o euro (US$ 1,1344).

... O índice DXY (mede o dólar contra seis divisas) tocou o maior nível desde junho/17
(96,731 pontos).

... No caso particular do euro, além de precificar o risco potencial de a crise turca atingir os
principais bancos europeus, como o espanhol BBVA e o francês BNP Paribas, a incerteza
política na Itália tem peso adicional.

... O quadro fiscal em xeque e as advertências de “colapso do euro” por um líder italiano
complicam o ambiente.

... Já em NY, o risco menor de contágio da crise turca e a confiança de que o FED seguirá
com os seus planos sustentaram as ações dos bancos (Goldman Sachs, +1,19%, Morgan
Stanley, +1,08%, e Citigroup, +1,23%).

... As bolsas pararam de cair em Wall Street: Dow Jones subiu 0,45%, a 25.299,92 pontos,
S&P 500, +0,64%, para 2.839,96 pontos, a 1% de seu recorde histórico, e o Nasdaq
avançou 0,65%, a 7.879,89 pontos.

... Com o FED no radar e o alívio na Turquia, o yield da Note de dez anos avançou para
2,892%, de 2,873%.

PETRÓLEO – O dólar mais forte tirou alguma força da commodity, apesar da previsão de
queda para o óleo bruto (-1,8 milhão) nos estoques dos EUA hoje (11h30). O Brent caiu
0,20% (US$ 72,46) e WTI, -0,23% (US$ 67,04).

... Ontem à noite, o API revelou um crescimento de 3,7 milhões nas reservas, bem acima da
previsão (950 mil).

EM TEMPO... ELETROBRAS lucrou R$ 2,832 bilhões no 2TRI, resultado 8,2 vezes maior
que um ano antes...

... Investidores vão acompanhar a teleconferência (14h30) na tentativa de entender o


milagre que se operou.

CPFL ENERGIA registrou um lucro líquido de R$ 450 milhões no 2TRI, representando uma
expansão de 265,6%.

COPEL. O lucro líquido de R$ 347,207 milhões no 2TRI ficou 18,8% acima do estimado
pelo mercado...

... O Conselho aprovou redução de R$ 50 milhões em investimentos na Copel


Telecomunicações.

CESP. Lucro líquido saltou 410%, para R$ 341 milhões no 2TRI, muito acima das projeções
(R$ 38 milhões).

CELESC reverteu prejuízo e registrou lucro líquido de R$ 69,2 milhões no 2TRI.

PETROBRAS. 20% das contratações da companhia ainda não seguem as exigências da Lei
das Estatais.

GOL. A S&P reafirmou a nota de crédito em B-, mas alterou a perspectiva de positiva para
estável.

BRF. O conselho de administração aprovou a capitalização de US$ 88 milhões em


controladas na Argentina.

JBS reverteu lucro e registrou prejuízo de R$ 911,1 milhões no 2TRI.

KROTON. Lucro líquido ajustado, de R$ 562 milhões no 2TRI, ficou em linha com as
estimativas de mercado...

.... A companhia pagará dividendos de R$ 0,1091 por ação ordinária. Ex dia 21.
SOMOS EDUCAÇÃO. Prejuízo diminuiu 34,4%, para R$ 47,339 milhões no 2TRI.

ANIMA. Marcelo Bueno assumiu presidência, no lugar de Daniel Castanho, que presidirá o
conselho.

SER EDUCACIONAL informou que a Velt Partners Investimentos adquiriu 5,42% dos
papéis ON.

CCR registrou lucro líquido de R$ 277,7 milhões no 2TRI, cifra 58,4% menor que em igual
etapa de 2017.

HIDROVIAS DO BRASIL. Reverteu prejuízo e obteve lucro líquido de R$ 193 milhões no


2TRI.

QUALICORP registrou lucro líquido consolidado de R$ 88,6 milhões no 2TRI,


representando uma alta de 24%.

BIOTOSCANA saiu de prejuízo para lucro de R$ 19,6 milhões no 2TRI.

POSITIVO reverteu lucro e registrou um prejuízo de R$ 11,6 milhões no 2TRI.

TERRA SANTA reverteu lucro e registrou um prejuízo líquido de R$ 19,253 milhões no


2TRI.

OMEGA GERAÇÃO. Prejuízo diminuiu 30%, para R$ 20,4 milhões no 2TRI.

METALÚRGICA GERDAU. JPMorgan reduziu participação de 5,13% para 4,74% do total de


ações PN.

VALEC. MPF defende que a empresa perca a obra da Ferrovia Norte-Sul, segundo apurou
o Estado.

LOJAS RENNER. Standard Life Aberdeen PLC reduziu sua participação para menos de
10%.

NATURA nomeou Fernando Mattoso Lemos como vice-presidente de Tecnologia e


Negócios Digitais.