Vous êtes sur la page 1sur 24

MIK A

AEEL
LAA R
ROOB
BEERT
ER
RTTO
TO
O  

Fonologia,
fonética e
ensino
guia introdutório
Direção: ANDRÉIA CUSTÓDIO
Capa e diagramação:  TELMA CUSTÓDIO
Revisão: LAL-UFRRJ e K ARINA MOTA
Revisão técnica: LEONOR SCLIAR-CABRAL, JOSÉ MAGALHÃES E MARLI HERMENEGILDA
Imagem da p. 85: GABRIEL PAZ
Imagem da capa: BR.DEPOSITPHOTOS.COM /© NUVOLANEVICATA

CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA FONTE


SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ
R548f 
Roberto, Tania Mikaela Garcia
Fonologia, fonética e ensino : guia introdutório / Mikaela Roberto.
- 1. ed. - São Paulo : Parábola Editorial, 2016.
176 p. ; 23 cm. (Estratégias de ensino ; 55)
Inclui bibliografia, índice e glossário
ISBN 978-85-7934-124-3
1. Língua portuguesa - Fonética. 2. Língua portuguesa - Fonologia.
3. Língua portuguesa - Ortografia e soletração. I. Título. II. Série.

16-36168 CDD: 469.15


CDU: 81’34

Direitos reservados à
PARÁBOLA EDITORIAL
Rua Dr. Mário Vicente, 394 - Ipiranga
04270-000 São Paulo, SP
pabx: [11] 5061-9262 | 5061-8075 | fax: [11] 2589-9263
home page: www.parabolaeditorial.com.br
e-mail: parabola@parabolaeditorial.com.br

 Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta obra pode ser


reproduzida ou transmitida por qualquer forma e/ou quaisquer meios
(eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia e gravação) ou arquivada
em qualquer sistema ou banco de dados sem permissão por escrito
da Parábola Editorial Ltda.

ISBN: 978-85-7934-124-3
© do texto: Mikaela Roberto, 2016
© da edição: Parábola Editorial, São Paulo, novembro de 2016
Agradecimentos

Agradeço a todos os que ajudaram para que este guia se trans-


formasse em uma contribuição consistente à formação linguística dos
leitores. Agradeço especialmente a meus alunos da primeira turma de
mestrado do ProfLetras (2013) na UFRRJ, por suas observações à versão
preliminar desta obra, adotada na disciplina “Fonologia, variação e ensi-
no”; e aos alunos de fonética e fonologia do 5º período do curso de Letras
da UFRRJ, turma 2013-2, que também estudaram uma versão preliminar
desta obra. Agradeço a dedicação de Letícia Martins, bolsista em revisão
do Laboratório de Assessoria Linguística (LAL) do Departamento de
Letras e Comunicação (DLC) da UFRRJ, que ajudou a revisar a obra e a
elaborar o glossário. Não posso deixar de registrar meu agradecimento
a João Carlos Lopes, professor de língua inglesa da UFRRJ, pelo incentivo
à publicação; e a Mônica Toledo Piza, professora de língua portuguesa da
UFRRJ, pelo olhar crítico na avaliação das atividades propostas. Agradeço
a Marli Hermenegilda Pereira, também professora de língua portuguesa
na UFRRJ, por revisar com seu crivo técnico as várias versões que o
texto ganhou, até estar pronto. Registro, ainda, meus agradecimentos
a Gabriel Paz, aluno do curso de Belas Artes da UFRRJ, pela valiosa
ilustração, e a seu orientador, Alexandre Guedes, por toda a dedicação
e carinho em seu trabalho. À minha orientanda, Leda Loth, sou grata
pelo auxílio nas reflexões relativas ao sexto capítulo. Ao professor José
Magalhães (UFU), coordenador da área de “Fonologia, variação e ensino”
do ProfLetras, agradeço por não ter poupado esforços para me auxiliar
durante o processo de elaboração desta obra, com suas construtivas
e preciosas sugestões, além de seu amplo incentivo para a publicação.

Agradecimentos 5
Expresso, ainda, meu eterno agradecimento à professora Leonor Scliar-
-Cabral (UFSC), primeiramente pelas primorosas aulas e orientações, que
tanto fizeram diferença em minha formação acadêmica, mas também
pelas riquíssimas e cuidadosas críticas e contribuições a esta obra, para
que enfim chegasse à versão final e, também, por honrar-me aceitando
o convite de prefaciá-la. Finalmente, agradeço a Deus pela oportunidade
de cooperar, com este livro, para a formação linguística de professores,
somando esforços para a melhoria da educação no Brasil.

6 Fonologia, fonética e ensino: guia introdutório


Sumário

Prefácio...........................................................................................................................................9
 Apresentação ...........................................................................................................................11
1. Conceitos básicos ............................................................................................................. 15
1.1 Introdução ....................................................................................................................15
1.2 Início dos estudos fonético-fonológicos ........................................................ 17
1.3 Fonética articulatória .............................................................................................18
1.4 Aparelho fonador ......................................................................................................19
1.5 Fonema e fone.............................................................................................................22
1.6 Variação .........................................................................................................................26
1.7 Traços distintivos......................................................................................................28
Síntese ...................................................................................................................................38
Prática ...................................................................................................................................40
2. Fonemas e alofones do português brasileiro  ................................................43
2.1 Alfabeto Fonético Internacional (IPA)............................................................ 43
2.2 Vogais ............................................................................................................................44
2.3 Consoantes do PB ....................................................................................................54
2.4 Glides ou semivogais ................................................................................................63
Síntese ....................................................................................................................................64
Prática ....................................................................................................................................66
3. Constituintes prosódicos ............................................................................................69
3.1 Sílaba ..............................................................................................................................70
3.2 Pé métrico ....................................................................................................................86
3.3 Palavra fonológica e grupo clítico ....................................................................90
3.4 Demais níveis da hierarquia prosódica ........................................................91
Síntese ....................................................................................................................................91
Prática ....................................................................................................................................94
4. Transcrições no PB: praticar para entender  .................................................97
4.1 Diacríticos .....................................................................................................................98
4.2 Possibilidades de transcrições no PB .............................................................99

Sumário 7
Síntese ..................................................................................................................................112
Prática ..................................................................................................................................114
5. Processos fonológicos .................................................................................................117
5.1 Processos fonológicos por apagamento ou supressão .........................119
5.2 Processos fonológicos por acréscimo .......................................................... 121
5.3 Processos fonológicos por transposição .................................................... 122
5.4 Processos fonológicos por substituição...................................................... 123
5.5 Ressilabação ............................................................................................................. 126
5.6 Regras fonológicas ................................................................................................ 128
5.7 A fase de aquisição da linguagem ................................................................. 129
5.8 Os chamados desvios fonológicos ................................................................. 130
Síntese ................................................................................................................................. 134
Prática ................................................................................................................................. 135
6. Ortografia: repensar seu ensino   ....................................................................... 139
6.1 Ortografia: convenção que exige aprendizagem .................................... 139
6.2 A evolução ortográfica do sistema alfabético do PB ............................143
6.3 Os princípios do sistema alfabético do PB ............................................... 150
6.4 Consciência fonológica e alfabetização ....................................................... 156
6.5 O ensino da ortografia ........................................................................................ 160
Síntese .................................................................................................................................162
Prática ................................................................................................................................. 164
Referências ..............................................................................................................................167
Glossário ...................................................................................................................................171

8 Fonologia, fonética e ensino: guia introdutório


Prefácio
Leonor SCLIAR-CABRAL
(Professora emérita, UFSC)

É oportuna  a iniciativa de publicar uma obra de introdução aos


estudos de fonética, fonologia e ortografia do português brasileiro (PB),
destinada aos alunos da graduação de vários cursos nos quais tais conhe-
cimentos são necessários, como os de Letras, Tradução, Fonoaudiologia
e Educação.
Evidentemente, adequar o registro de teorias muito complexas e
específicas a estudantes iniciantes não é tarefa fácil, mesmo porque ain-
da há muita controvérsia entre as próprias teorias e subsistem algumas
questões polêmicas da fonologia do PB, como é o caso da existência ou
não de vogais nasais.
No entanto, é conveniente que, até para o iniciante, sejam expostas
várias teorias, embora discrepantes, para que ele desenvolva seu espírito
crítico e não aceite nenhuma delas como verdade absoluta e inquestionável.
Ao abordar as teorias fonológicas, Mikaela Roberto apresenta não
só a proposta de Chomsky e Halle no The Sound Pattern of English, mas
também as chamadas fonologias não lineares: a teoria autossegmental,
a teoria métrica, a teoria lexical, a teoria da sílaba e a teoria prosódica.
Grande espaço é dedicado no livro à variação fonética já descrita
nas pesquisas sociolinguísticas brasileiras (capítulo 2) e, no capítulo 3,
são apresentadas recentes teorias sobre os constituintes prosódicos,
aplicadas à descrição do PB.
A preocupação didática da autora perpassa o livro. No capítulo 4,
ela exemplifica as transcrições fonéticas e fonológicas de palavras do
PB, utilizando o IPA e se valendo da proposta de Cristófaro-Silva (2010).

Prefácio 9
Os processos fonológicos, que são universais, podem ser examina-
dos sob a ótica diacrônica, sincrônica ou sob ambas. Mikaela Roberto se
detém na segunda, com vistas à aplicação aos estudos de aquisição da
linguagem, à variação sociolinguística, às práticas de alfabetização e à
clínica fonoaudiológica.
É importante conhecer tais processos, que são naturais, para não
confundi-los com desvios fonológicos. Sabemos da existência de uma
tendência em curso nos primeiros anos do ensino fundamental: “pa-
tologizar” a criança que apresente algum problema de aprendizagem,
particularmente no processo de alfabetização. Rotula-se a criança como
disléxica, por exemplo, quando a causa está, muitas vezes, no despreparo
do professor, na falha ou ausência de método e/ou na inadequação do
material pedagógico.
Sem priorizar o enfoque, a autora menciona a importância dos
processos fonéticos e fonológicos nas mudanças das línguas (estudo dia-
crônico). No que se refere aos cursos de Letras, tais fenômenos vinham
(e vêm) sendo estudados com o nome de metaplasmos, na disciplina de
história (interna) da língua, sob o prisma filológico e como fatos isolados.
O capítulo 6 é dedicado ao ensino da ortografia, ao qual os profes-
sores de português reservam grande espaço em suas aulas, sem obter os
resultados desejados, uma vez que sua didática permanece centrada na
memorização de regras e/ou de listas com exceções, sem um fundamento
científico baseado nos princípios do sistema alfabético do PB. Mikaela
Roberto demonstra que a ortografia pode ser ensinada de uma forma
inteligente, valendo-se das generalizações e previsibilidades possíveis, ao
se depreender a conversão dos fonemas em grafemas, independentemen-
te do contexto fonológico, e a que pode ser prevista pela morfossintaxe
(Scliar-Cabral, 2003).
Ao final de cada capítulo, o estudante encontrará uma síntese dos
conteúdos principais e atividades para autoavaliação. Ao final do livro,
um glossário também auxilia o estudante a compreender o significado
básico das palavras especializadas.
Cumpre-se, assim, o objetivo da autora de produzir uma obra para
iniciantes no estudo da fonética, da fonologia e da ortografia do PB.

10 Fonologia, fonética e ensino: guia introdutório


Apresentação

Este livro surgiu da necessidade de sistematizar os estudos previstos


em disciplinas introdutórias aos estudos de fonética e fonologia em nível
de graduação. Para além dos tópicos de fonética e fonologia comumente
abordados em obras introdutórias sobre o assunto, esta obra estuda a
relação oralidade-escrita, tópico nem sempre abordado nessas disciplinas,
mas útil à formação de professores de língua materna e alfabetização. A
conclusão da versão preliminar do livro coincidiu com o início das ativi-
dades do ProfLetras, mestrado profissional em rede proposto pelo MEC,
com sede na UFRN, e do qual inúmeras universidades brasileiras fazem
parte, somando esforços para fortalecer a formação dos professores da
educação básica no Brasil. Esta obra contribui para essa formação, por
ter sido escrita em uma linguagem acessível ao público ao qual se destina,
promovendo reflexão sobre a relação entre oralidade e escrita nos seis
capítulos em que está organizada.
No primeiro capítulo, são apresentados conceitos gerais necessá-
rios aos estudos fonético-fonológicos. Faz-se uma breve introdução ao
início desses estudos e, em seguida, são detalhados aspectos da fonética
articulatória e da estruturação e funcionamento do aparelho fonador,
essenciais à compreensão do processo de fonação e produção da fala. O
capítulo ainda aborda noções basilares da fonologia, tais como fonema
e alofonia, fundamentais para a compreensão dos capítulos seguintes
da obra.
No segundo capítulo, o quadro de fonemas do português brasileiro
é contemplado, bem como os principais alofones da língua. A partir da
classificação do Alfabeto Fonético Internacional (International Phonetic
Alphabet — IPA), as vogais da língua são exploradas, com ênfase no es-

Apresentação 11
tudo das chamadas vogais nasais. Em sequência, os fonemas e alofones
consonantais são apresentados, com destaque para os róticos. O capítulo
é concluído com o estudo dos  glides ou semivogais .
O terceiro capítulo explora os constituintes prosódicos, especi-
ficamente o estudo da sílaba e do acento no PB. São apresentados os
elementos possíveis nas diferentes posições silábicas (ataque, núcleo e
coda). A partir da posição na estrutura silábica, retoma-se o estudo dos
 glides ou semivogais e se resgatam conceitos como os de ditongo, hiato,
dígrafo e encontros consonantais. Os demais constituintes prosódicos
são brevemente explorados.
O quarto capítulo é um detalhado exercício de transcrição das varia-
ções do português brasileiro. Após rápida explanação do uso de diacríticos
e da diferença entre os dois tipos de transcrição, um quadro com palavras
da língua é apresentado, contendo transcrições que merecem estudo. Al-
gumas possíveis transcrições de cada uma das palavras apresentadas são
explicadas em detalhes, contemplando diferentes fenômenos de variação
sociolinguística, preparando para a leitura do capítulo seguinte.
No quinto capítulo, são estudados os processos fonológicos caracte-
rísticos da língua. O capítulo retoma fenômenos mencionados no quarto
capítulo, durante o detalhamento das transcrições. Os processos são
organizados em quatro categorias: por apagamento ou supressão, por
acréscimo, por transposição e por substituição. A noção de ressilabação é
explorada, além da noção de desvio fonológico, relevante para a formação
de professores.
Por fim, o sexto capítulo trata das relações entre fonemas e gra-
femas e explana a organização do sistema alfabético do PB. Aqui se
inicia o estudo da relação entre oralidade e escrita a partir do caráter
convencional da norma ortográfica. Apresenta-se, em sequência, a noção
de transparência/opacidade do sistema alfabético do português bra-
sileiro (doravante, PB), resgatando a evolução ortográfica da língua e
explorando introdutoriamente o impacto da última alteração no sistema
oficial da escrita do PB, pelo Acordo de 1990. O foco central do capítulo
são os princípios de correspondência grafêmico-fonológica e fonológico-
-grafêmica do sistema alfabético do PB, aplicados à leitura e à escrita.
Especial destaque é dado à noção de consciência fonológica, também
conhecida como metafonologia, especificamente ao desenvolvimento da

12 Fonologia, fonética e ensino: guia introdutório


consciência fonêmica e a sua relação com o processo de alfabetização. O
capítulo termina com uma reflexão sobre o ensino da ortografia.
Todos os capítulos apresentam uma síntese dos conteúdos estudados
e exercícios. Ao final do livro, há um glossário com a definição dos termos
que aparecem destacados ao longo da obra, e uma chave de respostas
comentadas pode ser baixada gratuitamente do site da Parábola Editorial,
desde a página do livro no link   a seguir: https://goo.gl/TnFnke.
Mais do que revisitar teorias e apresentar orientações práticas de
transcrição ou análise de processos fonológicos, nosso objetivo é apre-
sentar em uma linguagem bastante acessível as noções mais elementares
da área a professores da educação básica e a estudantes de graduação
em Letras e áreas afins, muitas vezes sem a formação e o conhecimento
linguístico necessários para uma atuação eficiente no ensino da escrita
e da leitura. Nosso fio condutor é a associação com a oralidade para en-
frentar as dificuldades vivenciadas durante o processo de aprendizagem
da escrita, principalmente na fase inicial da alfabetização. Não apenas no
capítulo final, mas ao longo dos demais capítulos, são feitas observações
e reflexões sobre o papel do professor frente a diferentes fenômenos
abordados no livro.
Esperamos que esta obra seja de real proveito aos que dela fizerem uso.
Mikaela Roberto

Apresentação 13
E
sta é uma introdução aos estudos de fonética, fonologia e ortogra ia do
português brasileiro, destinada aos alunos da graduação de vários cur-
sos nos quais tais conhecimentos são necessários, como Letras, Tradu-
ção, Fonoaudiologia e Educação.
Mais do que revisitar teorias e apresentar orientações práticas de transcrição
ou análise de processos fonológicos, este livro apresenta em linguagem bas-
tante acessível as noções mais elementares da área a professores da educa-
ção básica e a estudantes de graduação em Letras e áreas a ins, muitas vezes
sem a formação e o conhecimento linguístico necessários para uma atuação
eiciente no ensino da escrita e da leitura. Fio condutor é a associação com a
oralidade para enfrentar as diiculdades vivenciadas durante o processo de
aprendizagem da escrita, principalmente na fase inicial da alfabetização. Ao
longo dos capítulos, são feitas observações e relexões sobre o papel do pro -
fessor frente a diferentes fenômenos abordados no livro.
Grande espaço é dedicado no livro à variação fonética já descrita nas pesqui-
sas sociolinguísticas brasileiras e à apresentação das recentes teorias sobre
os constituintes prosódicos, aplicadas à descrição do PB.
O empenho didático da autora perpassa o livro. Ao inal de cada capítulo, o
estudante encontrará uma síntese dos conteúdos principais e atividades para
autoavaliação. Um glossário também auxilia o estudante a compreender o sig -
niicado básico das palavras especializadas.

Tudo isso faz de Fonologia, fonética e ensino – guia introdutório , de Mikaela


Roberto, obra mais que adequada para iniciantes no estudo da fonética, da
fonologia e da ortograia do PB.