Vous êtes sur la page 1sur 41

CANOLA

PRODUÇÃO
Ç DE
ÓLEO

1
AGRONEGÓCIO MUNDIAL

A canola é a terceira oleogionosa mais


importante no agronegócio mundial.
No Brasil,, a canola chegou
g ainda em 1974 e
lentamente vem conquistando espaço na
rotação de culturas de inverno. Somente
no período
í d 2002/2003,
2002/2003 a produção
d ã cresceu
em 42%, passando de 14.633 para 20.826 ton.
Em 2004,
2004 a área plantada foi de 15 mil
Hectares,com uma produção estimada em
18 mil ton.
2
HISTÓRIA - DEFINIÇÃO
Ç

A canola (Brassica napus L. e Brassica rapa L.) planta


d ffamília
da íli d
das crucíferas
íf ((como o repolho
lh e as couves),)
pertence ao gênero Brassica. Os grãos de canola
produzidos no Brasil possuem em torno de 24 a 27% de
proteína e de 34 a 40% de óleo. Canola é um termo
genérico internacional,, não uma marca registrada
g g
industrial - como antes de 1986 -, cuja descrição oficial
é "...um óleo que deve conter menos de 2% de ácido
erúcico
ú i e cada d grama d de componente sólido
ólid d
da semente
seco ao ar deve apresentar o máximo de 30 micromoles
de glucosinolatos " (Canola Council of Canada
Canada, 1999)
1999).
3
UTILIZAÇÃO
Ç DA CANOLA

É a terceira oleaginosa mais produzida no mundo


superada apenas pela soja e palma.
Durante muito tempo esteve associada ao consumo
animal e sua toxicidade para os seres humanos era
bem conhecida, devido ao alto teor de ácido erúcico
e glucosinolatos (colza).

4
MELHORAMENTO GENÉTICO

O melhoramentos genéticos ocorridos com a colza


colza,
acarretaram redução do teor de ácido erúcico,
glucosinolatos e de gorduras saturadas originando um
grande mercado de novos consumidores.

Esta variedade genética de colza passou a chamar


chamar-se
se
canola (canadian oil low acid) para incentivar o consumo.
O Canadá foi o p
país qque a desenvolveu. A p produção
ç
mundial do grão em 2005 foi da ordem de 40 milhões
de toneladas.

5
DETALHE DA FLOR

6
PROCURADA POR ABELHAS

7
DIVERSIFICAÇÃO
Ç

8
VANTAGENS

Redução de custos das lavouras subseqüentes;


Rotação de culturas;
Geração e diversificação de renda;
Geração de empregos e impostos (>>R$ 5
milhões em 2006)
2006).
A compra é garantida: demanda > produção.
Podemos expandir muito a produção para
exportar para a Europa
VANTAGENS DA CANOLA

Conforme Gilberto Omar Tomm, a canola


apresenta inúmeros benefícios para o sistema
de produção de grãos, como o efeito residual
dos fertilizantes, principalmente nitrogênio (N),
principal insumo para o crescimento dos cereais.
"Já constatamos o aumento da produtividade do
trigo pós canola de até 10 sacos a mais por ha"

10
VANTAGEM

Outra vantagem está na capacidade de


interromper o ciclo de doenças nas culturas,
ocasionando
i d o controle
t l da
d giberela
ib l nos
cereais de inverno, e da cercosporiose
na cultura do milho.
milho
Características como emergência rápida, alta
tolerância a estresses e estabilidade no
rendimento também são atrativos da cultura.

11
CARACTERÍSTICAS

O óleo de canola é um dos mais saudáveis, pois possui


elevada quantidade de Ômega
Ômega-3 3 (reduz triglicerídios e
Controla arteriosclerose), vitamina E (antioxidante que
reduz radicais livres)
livres), gorduras mono-insaturadas
mono insaturadas
(reduzem LDL) e o menor teor de gordura saturada
(controle do colesterol) de todos os óleos vegetais.
Médicos e nutricionistas indicam o óleo de canola como
o de melhor composição de ácidos graxos para as
pessoas interessadas
i t d em di dietas
t saudáveis.
dá i
O farelo de canola possui 34 a 38% de proteínas,
sendo um excelente suplemento protéico na formulação
de rações para bovinos, suínos, ovinos e aves. 12
DIA DE CAMPO - ROTAÇÃO
Ç

13
FLORES

14
PLANTIO

No Brasil cultiva-se apenas canola de primavera, da


espécie
é i BBrassica
i napus L L. var. oleifera,
l if que ffoii
desenvolvida por melhoramento genético convencional
de colza
colza. A canola constitui uma das melhores
alternativas para diversificação de culturas de inverno
eggeração
ç de renda p pela p
produção
ç de g grãos, no Sul do
Brasil.
O cultivo de canola reduz a ocorrência de
d
doenças, contribuindo
t ib i d para que o ttrigoi semeado d no
inverno subseqüente produza mais e tenha melhor
qualidade e menor custo de produção
produção.
15
OPORTUNIDADE

• Alimento funcional
• Rotação de cultura
• Diversificação de cultura safrinha/inverno
• Óleo valorizado
• Produção de Biodiesel
• Grãos com 38% de óleo
• Grãos com 25% a 27% de proteina
• Farelo com 34 a 38% de proteina
p
16
PLANTIO REGIÃO DE GOIÁS
BENEFÍCIOS DA CANOLA

Canola:: das melhores precessoras para


Canola
a produção de milho
Ensaio “Renda Real” da Pioneer, Rio
Verde, Eng-Agr. Deonir Finckler

Maior estabilidade de rendimentos e


tendência a maior lucratividade

18
PLANTIO NO BRASIL

19
ÁREA DISPONÍVEL

As plantações brasileiras de canola estão em


crescimento e sua maioria se encontra Paraná, com
algumas lavouras no Rio Grande do Sul, São Paulo e
Mato Grosso do Sul
Sul.
A área disponível para o plantio da canola no inverno
é cerca de 3 milhões de ha no sul do país
país.

20
RESULTADOS DE PRODUTIVIDADE

Local Data Data de Grãos


Genótipo semeadura maturação (kg/ha)
Chapadão Hyola 401 21/2 19/5 2328 b
do Céu Hyola 420 21/2 28/5 2413 a
Rio Verde Hyola 401 26/2 28/5 1928 a
Hyola 420 26/2 3/6 1807 a
Mineiros Hyola 401 27/2 26/5 2020 b
Hyola 420 27/2 2/6 2131 a

21
PRODUÇÃO
Ç

Potencial
P t i l d
de R di
Rendimento:t
Lavouras com até 4.500 kg/ha no Canadá
“O
O rendimento da canola é mais limitado por
falhas em aplicar, modificar e ajustar fatores de
produção
p ç dentro de sistemas integrados
g de
produção do que pelas condições de solo e
clima.”
(Resultado de levantamento de propriedades -
Thomas, 2003)

22
SILIQUAS
TÉCNICA DE SEMEADURA

Importante!
Sementes pequenas:
2,5
, kg/ha
g
2 cm de profundidade
distribuição uniforme

24
CUIDADOS COM COLHEITA

A canola usa o mesmo maquinário destinados a


soja
j e aos cereais,, bastando apenas
p a regulagem
g g
das colheitadeiras. Entretanto, o pesquisador da
Embrapa Trigo, Gilberto Tomm, alerta para que
a colheita
lh it seja
j efetuada
f t d com clima
li ameno, já que
as siliquas (estruturas que protegem os grãos)
se abrem com facilidade nos horários de maior
calor.

25
COLHEITA
CUIDADOS COM TRANSPORTE

O transporte e a armazenagem também exigem


precauções, pois, como o grão possui tamanho
pequeno, é preciso garantir a boa vedação dos
caminhões
i hõ e silos
il para reduzir
d i perdas.
d
"A canola é de fácil comercialização, já que a
qualidade do grão não é questionada no
momento da venda, como acontece com os
cereais de inverno. A canola também leva
vantagem com o clima porque a planta suporta
períodos mais longo de estiagem", conclui Tomm.

27
RESISTENTE A GEADA
PLANTA DE CANOLA

29
FOLHAS DA CANOLA

30
EXPERIMENTO FUNDAÇÃO
Ç MS

31
DETALHE DA FLOR

32
CAMPO EXPERIMENTAL LONDRINA

33
CANOLA NA ÍNDIA E CHINA
CRESCIMENTO DA DEMANDA

A produção mundial do óleo canola vem crescendo nos


últimos anos, devido ao seu baixo teor de gordura
saturada, inferior
f ao dos óleos de girassol, milho e soja.
A demanda de óleo de canola no Brasil poderia ser
suprida pelo cultivo nesta região
região, evitando
evitando-se
se assim a
importação do óleo de canola e derivados. No
momento a principal dificuldade para ampliar a
produção de canola no país é a disponibilidade
insuficiente de sementes.
35
MERCADO

Contudo, é a liquidez de mercado que está


atraindo a atenção
ã dos produtores.
A canola produz um óleo que possui menor teor
de gordura saturada e rico em ômega 3,3
diferenciais que reduzem o mau colesterol e o
risco de doenças coronárias.
O óleo de canola já conquistou 20% do
mercado norte-americano.
No Brasil o mercado está bem seguro com
ótimos preços, pagos aos produtores.

36
MERCADO

O Óleo de Canola quando comparado aos óleos de


girassol, soja e milho é o mais rico em gorduras
insaturadas, que ajudam a equilibrar o excesso de
colesterol e apresenta menor índice de gorduras
saturadas consideradas as maiores inimigas do
saturadas,
coração.
O Óleo de Canola apresenta tendência mundial de
aumento no consumo.

37
ALIMENTO FUNCIONAL

• Óleo de canola:
alimento funcional
• Apenas 7% de ác. graxos
saturados (reduz mau
colesterol)
• >60% ácác. graxos
monoinsaturados (reduz
risco de cardiopatias)
• vitamina E e ácidos
graxos essenciais, como
Ômega 3;
Ômega-3;
38
ÓLEO E GRÃOS
FINALIDADES DO ÓLEO

O Óleo
Ó de Canola pode ser utilizado para várias
finalidades: alimentícia, cosmética, farmacêutica, ração
animal veterinário,
animal, veterinário industrial,
industrial entre outras.
outras
Para podermos aumentar a participação do Óleo de
Canola no mercado, precisamos incentivar a plantação
e diminuir os custos de produção, pois o Óleo de
Canola é muito saudável e merece ganhar mais
espaço em nossas vidas.

40
Rural Sementes Ltda
Rod. BR 163 – km 38,5
Eldorado / MS
CEP 79970-000
Fone: 55 67 3473 1214 / 8403 1151
55 43 8816 4527

mauricio@ruralsementes.com.br
i i @ l t b
www.ruralsementes.com.br

41