Vous êtes sur la page 1sur 17

ÍNDICE

Introdução---------------------------------------------------------------- 2

1ª Capitulo – Antes ou ao entregar-se a Jesus------------- 4

2ª Capitulo – Compartilhando através de um diagrama- - 7

3ª Capitulo – A Igreja-------------------------------------------------- 9

4ª Capitulo – Ocultismo---------------------------------------------- 11

5ª Capitulo – Dízimos e Ofertas----------------------------------- 12

6ª Capitulo – Eventuais Problemas com Pessoas---------- 13

7ª Capitulo – Crescendo Fortalecido---------------------------- 14

8ª Capitulo – Comportamento Cristão-------------------------- 15

9ª Capitulo – O Batismo nas Águas----------------------------- 16

10ª Capitulo – O Batismo de Jesus------------------------------ 21

11ª Capitulo – O Batismo não determina Religião---------- 23

12ª Capitulo – Santa Ceia------------------------------------------- 25

Exercícios de Fixação------------------------------------------------ 29

Respostas dos Exercícios------------------------------------------ 30


MANUAL DO DISCIPULADOR

INTRODUÇÃO

Você entregou sua vida a Jesus, o confessou como seu único e suficiente Salvador,
como Senhor - dono de sua vida. O que significa isso? Você se converteu, mudou a
direção de sua vida porque teve um encontro real com Jesus. Deus lhe ama tanto:
“Porque Deus amou o mundo (você e todos os outros) de tal maneira que entregou o
seu único filho para que todo aquele que nele crer não pereça, mas tenha a vida
eterna.” Jo. 3.16. Você foi salvo do que? Do poder do pecado que te levava a uma
eternidade sem Deus, ao inferno; do poder do sistema do mundo: você não é mais
controlado pelos valores que regem esse mundo, valores que desprezam a soberania
de Deus; do poder de satanás: ele não tem mais nenhum poder sobre sua vida!
“Sujeita-vos pois a Deus, resistí ao diabo e ele fugirá de vós”. Tudo isso aconteceu
com você. Você foi salvo porque? IJo. 3.16 “Conhecemos o amor nisto: que ele deu
a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos.” Mc 12:29-31 “E Jesus
respondeu-lhe: O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o SENHOR nosso
Deus é o único Senhor. Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de
toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o
primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo
como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes.” Você foi salvo para
anunciar, pregar, ensinar a salvação a todos quantos você puder alcançar! Isso é ser
cristão, isso é fazer discípulos, um mandamento de Jesus baseado no amor de Deus
por nós e consequentemente no amor que temos pelos outros. 1JO 4:8 – “Aquele que
não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor.” Você foi salvo: o que Deus
mais espera de você ? Mt. 28.18-20 – “E, chegando-se Jesus, falou-lhes,
dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto ide, fazei
discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e
do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho
mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos
séculos. Amém.”

Esse manual foi concebido com o propósito de lhe ajudar a cumprir a grande comissão
(Mt.28.18-20). De uma forma simples, clara e objetiva, propomos-lhe a cumprir a
ordem do “Ide” (gerúndio = indo) de Jesus. Você deve compartilhar os ensinamentos
contidos neste manual com todos os seus parentes, amigos, colegas, necessitados ...
que você tiver contato. Cremos, que vivendo assim, estamos assumindo o
compromisso real de ser igreja, valorizando a salvação que experimentamos de graça,
estendendo as mãos aos que necessitam encontrar o Unido e Verdadeiro Deus. LC
9:62 - “E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto
para o reino de Deus.” – No amor de Cristo: mãos ao arado!

IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 2


MANUAL DO DISCIPULADOR

1ª Capitulo-
Capitulo-ANTES OU AO ENTREGAR-SE A JESUS

PRECISAMOS MOSTRAR PARA O PECADOR O QUANTO DEUS O AMA:

VOCÊ JÁ OUVIU FALAR DAS 4 LEIS ESPIRITUAIS?

O que são as 4 Leis Espirituais?


Assim como há leis que governa o nosso planeta, á natureza, também há leis que
governam nossa vida com Deus.

a. PRIMEIRA LEI: Deus o Ama e tem um plano maravilhoso para sua vida.

● O Amor de Deus.
João 3.16 “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito,
para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. v.17- Porque
Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o
mundo fosse salvo por Ele. v.18- Quem crê Nele não é julgado; mas quem não crê, já
está julgado; porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.”

● O plano de Deus.
João. 10.10b – “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.”
NB: Porque que a maioria das pessoas não conhecem a vida abundante?

b. SEGUNDA LEI: O homem é pecador. Por isso não pode conhecer nem
experimentar o Amor e o plano de Deus para sua vida.
Rm. 3.23 – “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;”

● O homem esta separado.


Rom. 6: 23 - “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a
vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor.”

c. TERCEIRA LEI: Jesus Cristo a única solução de Deus para o homem


pecador.
NB: Por meio Dele você pode conhecer o amor e o plano de Deus para sua
vida.

● Ele morreu em nosso lugar.


Rm. 5.8 - “Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos
ainda pecadores, Cristo morreu por nós.”

● Ele Ressuscitou dentre os mortos.


1Co.15.3 – “Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo
morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras; v.4- que foi sepultado; que foi
ressuscitado ao terceiro dia, segundo as Escrituras;”

● Jesus é o único caminho.


João 14.6 - “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém
vem ao Pai, senão por mim”

IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 3


MANUAL DO DISCIPULADOR
d. QUARTA LEI: Precisamos receber a Jesus Cristo como Salvador e Senhor.

● Por meio de um convite pessoal, só então poderemos conhecer e


experimentar o amor e o plano de Deus para a nossa vida.
João.1.12 - “Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-
lhes o poder de se tornarem filhos de Deus”

● Recebemos a Cristo pela fé.


Ef. 2.8 – “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom
de Deus;”v.9 não vem das obras, para que ninguém se glorie.”

● Cristo afirma.
Ap. 3:20 - “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta,
entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.”

NB: Receber a Cristo implica em arrependimento:


Significa deixar de confiar em nossos esforços, crendo que Cristo, ao entrar em nossas
vidas, Ele perdoa os nossos pecados e faz de nós aquilo que Ele quer que sejamos.

2ª Capitulo - COMPARTILHANDO ATRAVÉS DE


UM DIAGRAMA

IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 4


MANUAL DO DISCIPULADOR

1 2

3 4

Pecado

5 6

7 8

9 10

IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 5


MANUAL DO DISCIPULADOR

11 12

Jo. 3.16 - “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu Seu Filho unigênito,
para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

3ª Capitulo - A IGREJA

1. O QUE É A IGREJA

A igreja é o corpo vivo de Cristo, ou seja, não é um templo construído de


tijolos, nem paredes; se existir construção, mas não existir um povo reunido, não é
igreja. As pessoas comprometidas com Deus são a igreja. O templo construído torna
possível a reunião dos que crêem.

DENOMINAÇÕES E SEITAS

1. DENOMINAÇÕES

Agora por sua vez damos nomes diferentes e diversos para cada grupo de
pessoas (igreja) reunido, estes nomes não são para dividir, são simplesmente frutos
da história. Um dos motivos pelos quais existem tantas denominações é o fato de que
alguns homens e mulheres que acreditaram na palavra de Deus verdadeiramente,
foram perseguidos e ameaçados. Muitos fugiram para não morrer, mas não deixaram
de falar das verdades divinas; por conseguinte pessoas foram sendo alcançadas e
cada grupo recebeu nomes distintos. Com o passar do tempo e o crescimento
numérico, a imigração natural começou a acontecer.
O testemunho pessoal de cada crente absorveu também a “denominação” na
qual ele conheceu a fé – daí a expansão denominacional – alguém que vivia na
Inglaterra muda-se para a América testemunha sua fé e inicia um movimento. Com o
passar do tempo esse movimento toma forma e precisa ser organizado, o próximo
passo e dar um nome a ele – basicamente assim surgiram as denominações. A
“denominação” é uma identificação social da igreja, além de trazer as influências e
características particulares. A denominação em si não tem o objetivo de transformar
as vidas, o poder de Jesus Cristo faz isso, porém as denominações estão no plano de
Deus (ensine sobre a Igreja do Evangelho Quadrangular).
Independente da denominação todos somos irmãos se professamos a mesma
fé bíblica. Apesar de esta afirmação ser uma verdade, nem todos consideram assim;
por vários motivos: costumes, questões doutrinárias, etc. Porém, a nossa posição é de
respeitar a todos, nunca dividir, e receber e considerar como novos irmãos em Cristo
os que recebem a Palavra de Deus e a praticam.

2. SEITAS
IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 6
MANUAL DO DISCIPULADOR

As seitas admitirem uma regra de fé e conduta paralela com a Bíblia por isso
são diferentes das denominações. Não podemos viver e obedecer ao Evangelho de
Jesus Cristo e simultaneamente um outro evangelho ou ensino – seja de quem for.
Citamos alguns grupos em questão: Testemunhas de Jeová, Mórmons, Igreja
Messiânica (estes se confundem muito com os evangélicos).

4ª Capitulo - OCULTISMO

1. OCULTISMO

Por outro lado temos a macumbaria, feitiçaria, umbanda, quimbanda,


candomblé, espiritismo (linhas preta e branca), búzios, tarô, patuás, cartomancia,
astrologia e etc. Tais seguimentos estão totalmente fora dos ensinamentos bíblicos e
segundo a Palavra de Deus são abomináveis e malditos. NOTA: Se você ainda não
recebeu, poderá receber visitas desses grupos e até de irmãos de outra denominação,
como também convite para participar de reuniões de oração, revelação e etc. Faço-lhe
uma pergunta: Comer verduras, legumes e frutas faz bem para a saúde? Eu posso dar
esses alimentos para um bebê recém nascido?
CONCLUSÃO: A alimentação saudável não se baseia apenas naquilo que é
bom, mas naquilo que é certo. Fazer o certo é melhor do fazer o bom.

CONSELHO: Até que você cresça o suficiente em maturidade e tenha uma boa
base de conhecimento da bíblia é aconselhável não se envolver com tantas coisas.
Temos compromisso de acompanhá-lo dentro do modelo bíblico para que você
experimente uma nova vida.

PARTICIPAÇÃO NOS CULTOS

A igreja precisa estar reunida, pois é assim que é estabelecida a comunhão. É


preciso desenvolver a amizade – como podemos nos chamar de irmãos se nem ao
menos procuramos conviver juntos. É no culto que acontece essa reunião de família
onde o Pai – Deus abençoa seus filhos.

5ª Capitulo - DÍZIMOS E OFERTAS

É uma prática criticada, motivo de chacota para muitos. Porém as pessoas que
criticam na maioria das vezes não tem o mínimo de conhecimento sobre o assunto. É
incrível como desenvolvemos um senso crítico e condenatório quando a maioria o faz.
Dízimos e ofertas são bíblicos. É a maneira usada por Deus para abençoar o seu povo
financeiramente.
A igreja na qual somos abençoados não tem nenhuma verba dos governos para
funcionar, porém tem gastos. O banco em que nos sentamos custou algo, os
sanitários que usamos também, a água que bebemos, o som que ouvimos a
iluminação, e etc. têm custo.

IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 7


MANUAL DO DISCIPULADOR
Mas não deve ser esse o motivo para devolver os dízimos e ofertas, mas sim à
obediência a Bíblia como a Palavra de Deus. Ninguém é obrigado a devolver dízimos e
ofertar, mas aquele que o fizer deve fazer com responsabilidade e espontaneidade.

LITURGIA DE CULTO

Somos uma igreja “pentecostal”, ou seja, cremos na manifestação do poder de


Deus como descrito nos evangelhos e no dia de “Pentecostes” - é preciso gritar?
Quando a seleção brasileira faz um gol, numa final de copa do mundo, muitos
torcedores gritam, soltam fogos, pulam, se abraçam, sorriem, se alegram – outros,
ficam sentados quietinhos, mas muito alegres! E para outros não faz a menor
diferença.
Quando num culto você tem consciência de que Deus está fazendo “gols” a
seu favor, abençoando você e sua família, sua atitude pode até ser diferente do seu
irmão, mas vocês estão somando para um mesmo time.

6ª Capitulo - EVENTUAIS PROBLEMAS COM


PESSOAS

A igreja é um organismo vivo composto de pessoas. Não obrigamos e também


não impedimos ninguém a fazer parte dela, até porque não temos este poder.
Procuramos informar, exortar, ensinar a Palavra de Deus sem rodeios e nem meias
verdades para que cada cristão a pratique e experimente. Porém como em todo
seguimento que envolve pessoas não há possibilidade de se controlar as atitudes dos
outros e nem os temperamentos. Sendo assim você poderá ser criticado,
desmerecido, envergonhado por qualquer pessoa.
Lembramos, porém que se nossas expectativas estiverem embasadas no
homem, e não em Deus, um precipício nos aguarda. Exortamos a fim de que
acontecendo problemas interpessoais não prevaleça o desânimo e as desculpas para
não obedecer a Deus e sua vontade.

7ª Capitulo - CRESCENDO FORTALECIDO

1. BASES PARA A VIDA CRISTÃ

A Palavra de Deus nos apresenta estas Bases para vivermos bem o evangelho:

a. Oração – Orar é muito simples, e falar com Deus e ouvi-lo, é um diálogo pessoal,
portanto você não precisa floriar palavras e nem se intimidar, você fala com Deus
normalmente (faça uma oração breve e simples terminando-a em nome de Jesus)
pergunte a pessoa se ela gostaria e poderia fazer o mesmo.

IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 8


MANUAL DO DISCIPULADOR
b. Palavra – É o alimento para o homem espiritual, sem ela morreremos, precisamos
nos alimentar todos os dias. (sugestão de um versículo por dia de 1 João) ler o 1º
versículo com a pessoa.

c. Comunhão – Devemos procurar se possível ter paz com todos e amar a todos
inclusive os que nos perseguem e nos tem como inimigos.

d. Testemunho – É através dele que falamos sem abrir a nossa boca. “As nossas
atitudes falam tão alto que nossas palavras não serão ouvidas.”

“E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas


orações. E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos
apóstolos. E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum. E
vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia
de mister. E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em
casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus, e caindo
na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que
se haviam de salvar.” At. 2:42-47

8ª Capitulo - COMPORTAMENTO CRISTÃO

PADRÃO DE COMPORTAMENTO ENTRE IRMÃOS – Mateus 18

“15 Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir,
ganhaste a teu irmão; 16 Mas, se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para
que pela boca de duas ou três testemunhas toda a palavra seja confirmada. 17 E,
se não as escutar, dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o
como um gentio e publicano. 18 Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na
terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu. 19
Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa
que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. 20 Porque, onde
estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles. 21 Então
Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão
contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? 22 Jesus lhe disse: Não te digo que até
sete; mas, até setenta vezes sete.”

9ª Capitulo - BATISMO NAS ÁGUAS

O BATISMO NA BÍBLIA

O Batismo nas águas é o rito de ingresso na Igreja Cristã, simboliza o começo


da vida espiritual e sugere a fé em Cristo; a Santa Ceia é o rito de comunhão com os
irmãos, significa a continuidade da vida espiritual, e sugere a comunhão com Cristo.
O primeiro é administrado uma só vez, pois só pode haver um começo na vida
espiritual, o segundo é administrado frequentemente ensinado que a vida espiritual
deve ser alimentada.

IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 9


MANUAL DO DISCIPULADOR
“De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte, para que, como
Cristo ressuscitou dos mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em
novidade de vida.” Rm. 6:4

“Sepultados com ele no batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de


Deus, que o ressuscitou dentre os mortos.” Cl. 2. 12;

“Os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de Deus esperava
nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas (isto é, oito) almas se
salvaram pela água; Que também, como uma verdadeira figura, agora vos salva, o
batismo, não do despojamento da imundícia da carne, mas da indagação de uma boa
consciência para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo;” 1 Pd. 3.20,21

“E agora por que te deténs? Levanta-te, e batiza-te, e lava os teus pecados,


invocando o nome do Senhor.” At. 22.16

A. Significado da palavra batismo

A palavra batizar em Mt. 28.19,20 significa literalmente mergulhar ou imergir –


confirmada por eruditos da língua grega e historiadores da Igreja. (Batismo de
prosélito).
O Batismo nas águas simboliza a morte, sepultamento e ressurreição de Cristo
e do cristão. Significa vida espiritual nova. É uma declaração pública de que cremos
no sacrifício de Cristo e de que houve uma transformação em nossa vida.
O Batismo nas águas é um sagrado sinal exterior de uma obra interior; um belo
e solene símbolo a lembrar-nos de que, assim como nosso Senhor morreu sobre a cruz
do Calvário, assim também, contamo-nos como mortos para o pecado, e a velha
natureza com Ele pregada no madeiro; e que, assim como Ele foi descido do madeiro
e sepultado, assim nós somos sepultados com Ele pelo batismo – para que, assim
como Cristo foi levantado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também
andemos em novidade de vida.

B. A forma do batismo
Existem duas formas mais comuns de batismo: aspersão e imersão.
Qual era a forma de batismo na época dos apóstolos ?

“Saiba, pois, com certeza toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós
crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo. E, ouvindo eles isto, compungiram-se em
seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens
irmãos? E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome
de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo;” At.
2.36-38

“Sepultados com ele no batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de


Deus, que o ressuscitou dentre os mortos.” Cl. 2. 12;

“Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados
na sua morte?

“De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como
Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós
também em novidade de vida.” Rm. 6.3,4.

IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 10


MANUAL DO DISCIPULADOR
“E o anjo do SENHOR falou a Filipe, dizendo: Levanta-te, e vai para o lado do sul, ao
caminho que desce de Jerusalém para Gaza, que está deserta. E levantou-se, e foi; e
eis que um homem etíope, eunuco, mordomo-mor de Candace, rainha dos etíopes, o
qual era superintendente de todos os seus tesouros, e tinha ido a Jerusalém para
adoração, Regressava e, assentado no seu carro, lia o profeta Isaías. E disse o Espírito
a Filipe: Chega-te, e ajunta-te a esse carro. E, correndo Filipe, ouviu que lia o profeta
Isaías, e disse: Entendes tu o que lês? E ele disse: Como poderei entender, se alguém
não me ensinar? E rogou a Filipe que subisse e com ele se assentasse. E o lugar da
Escritura que lia era este: Foi levado como a ovelha para o matadouro; e, como está
mudo o cordeiro diante do que o tosquia, Assim não abriu a sua boca. Na sua
humilhação foi tirado o seu julgamento; E quem contará a sua geração? Porque a sua
vida é tirada da terra. E, respondendo o eunuco a Filipe, disse: Rogo-te, de quem diz
isto o profeta? De si mesmo, ou de algum outro? Então Filipe, abrindo a sua boca, e
começando nesta Escritura, lhe anunciou a Jesus. E, indo eles caminhando, chegaram
ao pé de alguma água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja
batizado? E disse Filipe: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse:
Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus. E mandou parar o carro, e desceram ambos
à água, tanto Filipe como o eunuco, e o batizou. E, quando saíram da água, o Espírito
do Senhor arrebatou a Filipe, e não o viu mais o eunuco; e, jubiloso, continuou o seu
caminho.” At. 8.26-39
Ser batizado no rio é diferente de ser batizado num tanque? É uma diferença de local,
mas não da essência. A exigência bíblica é que seja batizado com água, imergido,
afundado – dando a ideia de um sepultamento. Quanto ao local onde está água está
nada influi. Observe o grifo do último texto estudado.

C. A fórmula do batismo
Alguns segmentos dizem que o batismo só é válido se for praticado no nome de Jesus.
Isso é resultado de uma interpretação bíblica errônea (a bíblia interpreta a sé mesma).
A ordem expressa de Jesus no texto abaixo é suficiente para refutar qualquer
discussão sobre o assunto.
Mt. 28:19 “Portanto ide, ensinai todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do
Filho e do Espírito Santo”

“Respondeu, então, Pedro: Pode alguém porventura recusar a água, para que não
sejam batizados estes, que também receberam como nós o Espírito Santo? E mandou
que fossem batizados em nome do SENHOR. Então rogaram-lhe que ficasse com eles
por alguns dias.” At. 10.47,48,

“Porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo. Nisto
não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque
todos vós sois um em Cristo Jesus.” Gl. 3.27,28

O batismo nas águas é em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, de acordo com
o mandamento de Nosso Senhor.

D. O modo do batismo
Conforme já vimos à palavra batismo significa literalmente mergulhar ou imergir. De
onde veio a prática de aspersão e derramar água? Influência das ideias pagãs,
quando atribuiu importância anti-bíblica ao batismo, sendo considerado essencial
para a regeneração. Logo era ministrado a enfermos e moribundos, sendo que a
imersão não era possível, foi adotado o método de aspersão, e devido a comodidade,
este generalizou-se.
IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 11
MANUAL DO DISCIPULADOR

E. O batismo dos primeiros cristãos


“E, Naqueles dias apareceu João o Batista pregando no deserto da Judéia, e dizendo:
Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus. Então ia ter com ele Jerusalém, e
toda a Judéia, e toda a província adjacente ao Jordão; E eram por ele batizados no rio
Jordão, confessando os seus pecados.” Mt. 3.1, 2-5, 6

10ª Capitulo - O BATISMO DE JESUS

Jesus foi batizado por João Batista com aproximados trinta anos de idade no rio
Jordão, o Pai e o Espírito Santo se manifestaram em seu batismo.
“E aconteceu que, como todo o povo se batizava, sendo batizado também Jesus,
orando ele, o céu se abriu; E o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea,
como pomba; e ouviu-se uma voz do céu, que dizia: Tu és o meu Filho amado, em ti
me comprazo. E o mesmo Jesus começava a ser de quase trinta anos,” Lc. 3.21-23a

“Então veio Jesus da Galileia ter com João, junto do Jordão, para ser batizado por ele.
Mas João opunha-se-lhe, dizendo: Eu careço de ser batizado por ti, e vens tu a mim?
Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém
cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu. E, sendo Jesus batizado, saiu logo da
água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como
pomba e vindo sobre ele. E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho
amado, em quem me comprazo.” Mt. 3.13-17

A observância destes textos que revelam os fatos é suficiente para qualquer cristão
professo ser batizado nas águas sem nenhuma dúvida ou postergação.

OS PRIMEIROS BATIZADOS REGISTRADOS EM ATOS DOS APÓSTOLOS

“Saiba, pois, com certeza toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós
crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo. E, ouvindo eles isto, compungiram-se em
seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens
irmãos? E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome
de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo;
Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão
longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar. E com muitas outras palavras isto
testificava, e os exortava, dizendo: Salvai-vos desta geração perversa. De sorte que
foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e naquele dia
agregaram-se quase três mil almas,”
At. 2:36

a. Então, o que fazer com as crianças?


Não existe nenhum registro bíblico de batismo de crianças. Isto porque a criança
embora nasça com o pecado original, é pura em sua essência, não tendo como
discernir entre o bem o mal, fazer juízo legal de qualquer causa. Por ela não ter poder
de decisão e discernimento amadurecido não pode arrepender-se conscientemente de
seus pecados e nem tem capacidade para tomar decisões que envolvam sua vontade
e o futuro de sua vida. As crianças segundo a Bíblia devem apresentadas ao Senhor.

IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 12


MANUAL DO DISCIPULADOR
“E, cumprindo-se os dias da purificação dela, segundo a lei de Moisés, o levaram a
Jerusalém, para o apresentarem ao Senhor (Segundo o que está escrito na lei do
Senhor: Todo o macho primogênito será consagrado ao Senhor);” Lc. 2.22,23

b. Fui batizado quando criança. O que fazer?


Analise a Palavra de Deus, use seu discernimento e responda sinceramente a você
mesmo, o que você tem que fazer.
“Se me amais, guardai os meus mandamentos.” Jo. 14:15

c.Por que ser batizado depois de adulto?


Porque necessitamos de um salvador, e o Nosso Salvador, O Senhor Jesus nos deixou
essa ordenança ou exigência para nossa entrada na nova vida Nele.

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e
for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.” Mc. 16.15,16

“Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham


direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.”
Ap. 22:14

11ª Capitulo - O BATISMO NÃO DETERMINA


RELIGIÃO

O batismo é a entrada no Reino de Deus.


“E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu
Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida.
Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que
saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus. E
sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o
que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo.
Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.” 1Jo. 5.11-13,20

O BATISMO DETERMINA O NOVO NASCIMENTO

Se realmente alguém morreu com Cristo para o pecado, o mundo e o diabo, “se
realmente morreu” – tem que ser sepultado, imergido nas águas no batismo, você já
viu alguém morrer e na ser sepultado? É o mesmo princípio: alguém não pode
arrepender-se, confessar a Cristo e não ser batizado! É inconcebível! Anormal. Quem
morre, tem que ser sepultado. Quem arrepende-se, tem que ser batizado!

“Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não
nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Disse-lhe Nicodemos: Como pode um
homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe,
e nascer? Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não
nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.” Jo. 3.3-5

OS IMPEDIEMENTOS COLOCADOS PELO HOMEM AO BATISMO

IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 13


MANUAL DO DISCIPULADOR

a. Vícios – “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” Jo. 8.36
b. Parentes – “E Jesus, respondendo, disse: Em verdade vos digo que ninguém há,
que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos,
ou campos, por amor de mim e do evangelho, Que não receba cem vezes tanto, já
neste tempo, em casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com
perseguições; e no século futuro a vida eterna.” Mc.10.29,30
c.Falta de preparo – “Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em
meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto
vos tenho dito.” Jo. 14.26
d. Amasiado - “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos,
e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo
para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.” 1Jo. 1.8,9
e. Dívidas – “A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis
uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei.” Rm. 13.8
f. Promessas – “Mas, sobretudo, meus irmãos, não jureis, nem pelo céu, nem pela
terra, nem façais qualquer outro juramento; mas que a vossa palavra seja sim, sim,
e não, não; para que não caiais em condenação.” Tg. 5.12

12ª Capitulo - SANTA CEIA

A Santa Ceia foi instituída por Jesus na última ceia que Ele participou com seus
discípulos.
A Santa Ceia é considerada como um penhor de amor deixado por Jesus.
Simboliza um fato passado – sua morte na cruz e um acontecimento futuro –
sua volta nas nuvens . O suco de uva representa o sangue de Cristo, e a selagem do
Novo Pacto com esse sangue. Este pacto é considerado um testamento. Jesus selou o
pacto com seu sangue.
O pão representa o corpo de Cristo, que foi partido por nós.

Cremos na comemoração e observância da ceia do Senhor pelo sagrado uso do


pão partido, um precioso tipo do Pão da Vida – Jesus Cristo, Cujo corpo foi partido por
nós; e do vinho – um maravilhoso tipo a lembrar sempre o participante, o sangue
derramado pelo Salvador, que é a videira verdadeira, da qual Seus filhos são as varas;
que esta ordenança e como um glorioso arco-íris a transpor a amplitude do tempo
entre o Calvário e a vinda do Senhor, quando no Reino do Pai, Ele compartilhará,
novamente, da companhia dos seus filhos; e que o servir e o receber esse sagrado
sacramento, deve ser sempre precedido pelo mais solene exame do coração,
autocrítica, perdão e amor para com todos os homens, para que ninguém participe
indevidamente, e beba para condenação de sua própria alma.

Referências Bíblicas

“E, chegada a hora, pôs-se à mesa, e com ele os doze apóstolos. E disse-lhes Desejei
muito comer convosco esta páscoa, antes que padeça; Porque vos digo que não a
comerei mais até que ela se cumpra no reino de Deus. E, tomando o cálice, e
havendo dado graças, disse: Tomai-o, e reparti-o entre vós; Porque vos digo que já
não beberei do fruto da vide, até que venha o reino de Deus. E, tomando o pão, e
havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é
dado; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente, tomou o cálice, depois da

IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 14


MANUAL DO DISCIPULADOR
ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por
vós.” Lc. 22.14-20

“Porventura o cálice de bênção, que abençoamos, não é a comunhão do sangue de


Cristo? O pão que partimos não é porventura a comunhão do corpo de Cristo? Porque
nós, sendo muitos, somos um só pão e um só corpo, porque todos participamos do
mesmo pão.” 1Co. 10:16,17

“Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a
morte do Senhor, até que venha. Portanto, qualquer que comer este pão, ou beber o
cálice do Senhor indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor.
Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice.
Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação,
não discernindo o corpo do SENHOR. Por causa disto há entre vós muitos fracos e
doentes, e muitos que dormem. Porque, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não
seríamos julgados.” 1 Co. 11.26-31.

Porque recordar a morte, e não sua vida ministerial ?

Porque é o ponto culminante de seu ministério, e somos salvos não por sua
vida e seus ensinos, embora divinos, mas por seu sacrifício expiatório.
- Quem deve ser admitido ou excluído na Mesa do Senhor?
“Portanto, qualquer que comer este pão, ou beber este cálice do Senhor
indignamente, será culpado (uma ofensa ou pecado contra), do corpo e do sangue de
Jesus”. 1 Co.11.27

Quem é digno ?

Neste texto o apóstolo fala da indignidade das ações, e não das pessoas. Em
certo sentido apenas os que sinceramente sentem sua indignidade estão aptos; os
que justificam-se nunca serão dignos. Outrossim, as pessoas “mais espirituais” são as
que sentem mais a sua indignidade. (Ex.: Isaías). Paulo descreve-se como “o principal”
dos pecadores, - “Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo
Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.” 1 Tm.
1.15.
Como pode alguém participar indignamente? Praticando alguma coisa que nos
impeça de claramente apreciar o significado dos elementos, e de nos aproximarmos
em atitude solene, meditativa e reverente. No caso dos coríntios o impedimento era
sério: a saber, a embriaguez

Discipulador, se seu discípulo não tem este Manual, providencie uma forma para ele
faça o exercício de fixação pra ser compartilhado na próxima semana.

IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 15


MANUAL DO DISCIPULADOR

EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO

1) Responda objetivamente.

a) O que significa a palavra batizar em Mateus 28:19-20?


b) De onde veio a prática de aspersão e derramar água?
c) Qual é o modo bíblico original de batismo?
d) O que o BATISMO nas águas simboliza?
e) Por que NÃO batizamos crianças?
f) Então como se deve proceder com as crianças?

2) Responda objetivamente.

a) Quem deve ser admitido ou excluído na mesa do Senhor?


b) Como pode alguém participar indignamente?
c) Por que recordar a morte de CRISTO, e não Sua vida ministerial?
d) Escreva a referência bíblica de acordo com o versículo.

3) O que Representa...

a) o suco de uva =
b) o pão =

Exercícios de Fixação RESPOSTAS

1)

a) Significa literalmente mergulhar ou imergir

b) Da influência das idéias pagãs, quando atribuiu importância anti-bíblica ao


batismo, sendo considerado essencial para a regeneração. Assim pessoas
impossibilitadas de ser imergidas eram batizadas por aspersão.

c) Imersão. Rm. 6:1-4

D) Simboliza a morte, o sepultamento e ressurreição de CRISTO e do cristão

IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 16


MANUAL DO DISCIPULADOR
E) Porque é necessário haver arrependimento e ter fé em CRISTO

F) Elas devem ser APRESENTADAS a DEUS, conforme o próprio JESUS quando recém-
nascido

2)

a) Portanto qualquer que comer este pão ou beber este cálice do Senhor
indignamente será culpado do corpo e do sangue de JESUS. 1Co.11:27

b) Praticando alguma coisa que nos impeça de claramente apreciar o significado dos
elementos e de discernir o Corpo de Cristo

c) Porque é o ponto culminante de seu ministério, e somos salvos não por sua vida e
seus ensinos, embora divinos, mas por seu sacrifício expiatório

d) Examine-se, pois o homem a si mesmo e então coma do pão e beba do cálice.


1Co.11:28

3)
a) o sangue de Cristo
b) o corpo de Cristo que foi partido por nós

IEQ - CED MG - Secretaria Estadual de Missões - missoes@ieqmg.org.br 17