Vous êtes sur la page 1sur 36

PROJETOS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS

Professora Franciele Peruchi Ronchi

Subestação de Consumidor
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR

Uma subestação elétrica (SE), pode ser


definida como um conjunto de condutores,
aparelhos e equipamentos destinados a
modificar as características de energia
elétrica (corrente e tensão), permitindo a sua
distribuição aos pontos de consumo em
níveis adequados de utilização.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR

São instalações elétricas e civis destinadas a


alojar medição, proteção e transformação.

É formada por um conjunto de equipamentos


que devem atender às necessidades de
fornecimento de energia elétrica das instalações
por ela alimentadas, permitindo sempre a
flexibilidade de manobras, a acessibilidade para
manutenção, a confiabilidade quanto à proteção
e à operação.
CLASSIFICAÇÃO QUANTO A FUNÇÃO

-Subestação central de transmissão:


É aquela normalmente construída ao lado das usinas
geradoras de energia elétrica, cuja finalidade é elevar o
nível de tensão fornecido pelos geradores para transmitir
a potência gerada aos grandes centros de consumo
CLASSIFICAÇÃO QUANTO A FUNÇÃO

-Subestação receptora de transmissão:


É aquela construída próxima aos grandes blocos de carga
e que está conectada, através de linhas de transmissão, à
subestação central de transmissão ou a outra subestação
receptora intermediária
CLASSIFICAÇÃO QUANTO A FUNÇÃO

-Subestação de subtransmissão:
É aquela construída em geral, no centro de um grande
bloco de carga, alimentada pela SE receptora e de onde
se originam os alimentadores de distribuição primários,
suprindo diretamente os transformadores de distribuição
e/ou SE de consumidor
CLASSIFICAÇÃO QUANTO A FUNÇÃO

-Subestação de consumidor:
É aquela construída em propriedade particular suprida
através de alimentadores de distribuição primários,
originados das SEs de subtransmissão, que suprem os
pontos finais de consumo.
CLASSIFICAÇÃO QUANTO A FUNÇÃO

Sistema simplificado de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica


CLASSIFICAÇÃO QUANTO A FUNÇÃO

Sistema simplificado de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica


CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO MODO DE INSTALAÇÃO

-Subestação Externa ou Ao tempo


É aquela em que os equipamentos são instalados ao
tempo e sujeitos portanto ás condições atmosféricas
desfavoráveis de temperatura, chuva, poluição..
Desgastando componentes e exigindo manutenção mais
freqüente.

-Subestação Interna ou Abrigada


É aquela em que os equipamentos são instalados ao
abrigo do tempo.
CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO MODO DE INSTALAÇÃO
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR

A resolução nº 414 de 2010 da ANEEL diz que a tensão de fornecimento


aos consumidores deve obedecer o que segue:

1.tensão secundária em rede aérea: quando a carga instalada na unidade


consumidora for igual ou inferior a 75 kW;

2.tensão secundária em sistema subterrâneo: até o limite de carga


instalada conforme padrão de atendimento da distribuidora;

3.tensão primária de distribuição inferior a 69 kV: quando a carga


instalada na unidade consumidora for superior a 75 kW e a demanda
a ser contratada pelo interessado, para o fornecimento, for igual ou
inferior a 2.500 kW; e

4.tensão primária de distribuição igual ou superior a 69 kV: quando a


demanda a ser contratada pelo interessado, para o fornecimento, for
superior a 2.500 kW.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
PARTES COMPONENTES DE UMA SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR

Em geral, as subestações de consumidor apresentam os seguintes


componentes:

1 – Entrada de serviço:
É o trecho do circuito que compreende as seguintes partes:

a) Ponto de Ligação: É aquele de onde deriva o ramal de ligação.


b) Ramal de Ligação: Trecho compreendido entre o Ponto de Ligação e o
Ponto de Entrega.
c) Ponto de Entrega: É aquele no qual a concessionária se obriga a fornecer a
energia elétrica. Pode ser aéreo ou subterrâneo.

2 – Ramal de entrada:
É o conjunto de condutores, com os respectivos materiais necessários à sua
fixação e interligação elétrica do ponto de entrega aos terminais da medição.
Pode ser aéreo ou subterrâneo.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
PARTES COMPONENTES DE UMA SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR

Norma CELESC - N-321.0002:

Tensão primária até 25kV.

a) subestação externa com transformador em poste, cabine de medição em


tensão secundária;

b) subestação externa com transformador em pedestal e cabine de


medição em tensão secundária;

c) subestação abrigada de medição em tensão secundária e


transformação;

d) subestação abrigada de proteção, medição em tensão primária com ou


sem transformação;

e) subestação abrigada compartilhada.


SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR

Subestação Externa com Transformador em Poste e Cabine de Medição


em Tensão Secundária

O padrão de entrada é aplicado para instalações com potência de


transformação até 300kVA.;

Este padrão consiste em um transformador instalado em um poste de


propriedade do consumidor e sistema de medição em tensão secundária
instalado em uma cabine de medição.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR

Subestação Externa com Transformador em Pedestal e Cabine de


Medição em Tensão Secundária

Este padrão de entrada é aplicado em instalações com potência de


transformação até 300kVA, nas situações onde não se deseja o
transformador particular em poste.

Este padrão consiste em um transformador pedestal instalado ao nível do


solo, com medição em tensão secundária em uma cabine de medição.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR

Subestação Abrigada de Medição em Tensão Secundária de


Transformação

Este padrão de entrada é aplicado em instalações com potência de


transformação até 300kVA, nas situações onde não se deseja um poste
particular para suporte do transformador ou a aplicação de transformador
pedestal.

Este padrão consiste em um transformador abrigado e instalado ao nível


do solo, com medição em tensão secundária localizados numa mesma
cabine de medição.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR

Subestação Abrigada de Proteção, Medição em Tensão Primária, com ou


sem Transformação

Este padrão de entrada é aplicado em instalações onde requer potência


de transformação superior a 300kVA. Nestes casos deve ser instalado
equipamento de proteção em tensão primária para o transformador.

O padrão consiste em uma subestação abrigada contendo todos os


equipamentos de proteção e medição. Por conveniência técnica, o
transformador poderá ser instalado dentro desta subestação, desde que
observado todos os critérios técnicos e de segurança presentes nesta
norma e nas regulamentações vigentes.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR

Subestação Abrigada Compartilhada

Este padrão de entrada destina-se a receber o fornecimento de energia


para atender mais de uma unidade consumidora, localizadas em uma
mesma propriedade ou em propriedades contíguas, com prévio acordo
entre os consumidores participantes do compartilhamento, devendo ser
aditivado no caso de adesão de outras unidades consumidoras além
daquelas inicialmente pactuadas.

Para o atendimento a estas unidades consumidoras é vedada a utilização


de vias públicas (passagem aérea ou subterrânea) e de propriedades de
terceiros não envolvidos no referido compartilhamento.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
PRINCIPAIS COMPONENTES DE UMA SUBESTAÇÃO E SUAS FUNÇÕES

1 – Equipamentos de Transformação

- Transformador de força:

Destinados a rebaixar ou elevar a tensão e consequentemente elevar


ou reduzir a corrente do circuito de modo que a potência não se altere.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
PRINCIPAIS COMPONENTES DE UMA SUBESTAÇÃO E SUAS FUNÇÕES

- Transformadores de instrumentos (TC e TP)

Transformadores de corrente:
É o equipamento capaz de reduzir a corrente que circula no seu
primário para um valor inferior no secundário compatível com o
instrumento registrador de medição (medidores).
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
PRINCIPAIS COMPONENTES DE UMA SUBESTAÇÃO E SUAS FUNÇÕES

- Transformadores de instrumentos (TC e TP)

Transformador de potencial:
É o equipamento capaz de reduzir a tensão do circuito para níveis
compatíveis com a tensão máxima suportável pelos aparelhos de
medida.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
PRINCIPAIS COMPONENTES DE UMA SUBESTAÇÃO E SUAS FUNÇÕES

2 – Equipamentos de manobra
- Disjuntor de potência:
Equipamento destinado à manobra e a proteção de circuitos primários
capaz de interromper grandes potências de curto-circuito durante a
ocorrência de um defeito.

- Chaves seccionadoras:
Equipamento destinado a interromper, de modo visivel, a continuidade
metálica de um determinado circuito.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
PRINCIPAIS COMPONENTES DE UMA SUBESTAÇÃO E SUAS FUNÇÕES

3 – Equipamentos de Proteção
- Pára-Raios:
Equipamento destinado à proteção de sobretensão provocada por
descargas atmosféricas ou por chaveamento na rede.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
PRINCIPAIS COMPONENTES DE UMA SUBESTAÇÃO E SUAS FUNÇÕES

3 – Equipamentos de Proteção

-Chave fusível:
Equipamento destinado a proteção de sobrecorrente de rede, desde o
ponto de entrega de energia até o disjuntor geral da subestação.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
PRINCIPAIS COMPONENTES DE UMA SUBESTAÇÃO E SUAS FUNÇÕES

3 – Equipamentos de Proteção

- Relés:
O Relé é um dispositivo amplamente utilizado em inúmeras funções
nos mais diversos ramos da eletricidade, podendo ser usado desde
telecomunicações até em sistemas elétricos de potência. Esta grande
gama de utilidades é possível devido a função do relé, que é um
interruptor acionado eletricamente.

Em outras palavras, a corrente que passa por este é responsável pelo


acionamento dele, seja por via eletromagnética, por dilatação de
metais, por via computacional ou outra estrutura que venha a
possuir este dispositivo.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
PRINCIPAIS COMPONENTES DE UMA SUBESTAÇÃO E SUAS FUNÇÕES

3 – Equipamentos de Proteção

- Fusíveis:
Utilizados na proteção de transformadores de força, sua principal
característica é sua capacidade de limitar a corrente de curto-circuito.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
PRINCIPAIS COMPONENTES DE UMA SUBESTAÇÃO E SUAS FUNÇÕES

- Terminal Primário ou terminação:


São utilizadas para manter as condições de isolamento elétrico nas
conexões entre cabos isolados e condutores nus, barramentos ou
cabos. Este item é necessário devido a complexidade da isolação de
cabos de média tensão por causa dos possíveis problemas de uma
má isolação ou demais problemas devido ao campo elétrico presente
neste tipo de cabos.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR
PRINCIPAIS COMPONENTES DE UMA SUBESTAÇÃO E SUAS FUNÇÕES

- Bucha de Passagem:
Quando se deseja passar um circuito aéreo de um cubículo fechado
ao seu vizinho, normalmente são utilizadas buchas de passagem
constituídas de um isolador de louça.
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR

1 – Pára-raios
2 – Chave Fusível
3 – Terminal primário (Mufla)
4 – Cabo isolado
5 – Transformador de corrente
6 – Transformador de Potencial
7 – Bucha de Passagem
8 – Chave Seccionadora
9 – Relé Primário
10 – Disjuntor de Potência
11 – Fusíveis Limitadores de Corrente
12 – Transformador de Potência
SUBESTAÇÃO DE CONSUMIDOR