Vous êtes sur la page 1sur 7

Indice

Delta……………………………………………………………………………………………….1

Ambientes Deltaicos……………………………………………………………………,,,,………2

Factores que controlam a formação de deltas:……………………………………………………3

Factores decisivos para a sedimentação deltaicos são:

Classificação de Deltas:

Subambientes e fáceis sedimentares deltaicos

Delta admite uma subdivisão em três grandes principais de sedimentação :

Planície deltaico

Os principais depositos sedimentares associados a planície deltaicos são:

Frente deltaico

Os principais depósitos associados a frente deltaico são:

prodeltas

Duas feições geológicas que esta associados a depósitos prodeltas argilosas:

1
Delta

Delta-sao feições progradacionais associados a depósitos sedimentares fluviais reavaliados por


energia marinha.

2
Ambientes Deltaicos

Antes de iniciar torna se necessário distinguir os sentidos de deltas, sistemas deltaicos e


complexo deltaicos .Delta foi referido a configuração exibida pela porção subárea da faz do Nilo

Sistemas deltaicos são conjuntos de subambiente que constituem ambientes deltaicos

Complexo deltaico corresponde a uma associação de deltas geológicas geneticamente


relacionado entre se, porem especial a temporalmente independente.

A palavra delta continua sendo empregado pelos geólogos e geógrafos físicos, referindo se os
depósitos sedimentares tendidos em partes subaeres e prcialmentes submersos, depositados em
um corpo de agua(oceânica ou lagos), principalmente pela acção de um rio de acordo com
Moore Asquith.

O ultimo texto deste definição não e usado para os últimos anos 2500 anos, sendo mais utilizados
a descrita a seguir por Scott . Fisher(1969)Delta é um sistema de posicional alimentada por um
rio, que causa uma progradacao irregular da linha de costa.

Observa se que a definição de deltas é actualmente muito ampla, sendo empregado para designar
associações de fáceis sedimentares, que tem em comum zonas de vincular a curso fluvial.

3
Factores que controlam a formação de deltas:

Para que um delta seja formado, é necessário que um rio(corrente aquosa), transportado de
cargas sedimentares, flua rumo a um corpo permanente de agua em relativo.

As velocidades de correntes fluviais, diminuem da desembocadura para as porcoes mais distais,


de modo que os sedimentos sujeitos a velocidade cada vez mais lentas(mais finos)e menos
esféricas, sejam depositados nesse sentido.

Para que cargas sedimentares carreadas por um rio se acumulem juntos a sua foz e resulte em um
delta, é necessário que:

 A energia do meio receptor não atinja o nível suficiente para despersala o longo da costa,
ou haja, um defeito de energia do meio receptor, e os sedimentos ampliam ao redor da
desembocadura fluvial.

Segundo vários autores, os factores mais importantes para a formação de um delta são: clima,
flutuacaode cargas fluviais e da cargas sedimenteres,processos relacionados a desembocadura
fluvial, energia das ondas, regime de mares, ventos, correntes litoraneas , declividade de
plataformas, tectónicas e geometria da bacia receptora.

Factores decisivos para a sedimentação deltaicos são:

 Regime fluvial;
 Processos costeiros;
 Factores climáticos; e
 Comportamentos tectónicos.

Classificação de Deltas:

Diferentes critérios tem sido usados na classificação de deltas, considerando a natureza da bacia
receptor, os deltas são classificadas em Continentais (Lacustres) e Marinhas (ou Oceânicas).

Baseando se nos contrastes de densidade entre as aguas das afluentes fluvial principal e o corpo
liquido receptor, reconhecem três tipos fundamentais:

4
 Delta hemopicnais;
 Deltas hepercnais;
 Deltas hepopicnais.

Galloring (1975) apresenta uma classificação modificada de Scott e Fsher, baseado na acção
recíproca dos processos marinhos e no papel desempenhado por esses processos na construção
deltaicos , propondo uma grande variedade de deltas, que foram agrupados em um diagrama
triangular, segundo membros extremos:

 Delta de domínio fluvial;


 Delta de domínio por ondas;
 Delta de domínio por mares.

Moore (1968)baseado se em Lyell(1832)e Bats(1953) estabeleceu quatro tipos principais de


deltas:

 De canhão submarinos(fluxo hepercnal em formas de Jato plano),


 Lacustre(fluxo homopicnal em forma de axial);
 Mediterrâneas(fluxo homopicnal em forma de jato plano);
 Oceânica( construídos em ambientes de macromares).

Scott Fisher(1969),estabeleceu dois grandes grupos:

 Predominancias de deltas construtivos com predominâncias de fáceis fluviais;


 Deltas destrutivos com fáceis marinhas.

5
Subambientes e fáceis sedimentares deltaicos

Todos os deltas compreedem uma porcao subáreas e subaquosa.

As partes subáreas abragem a planície deltaicos situado acima de maré baixa;

Parte subaquosa representa a porção permanente submersa.

Na porção subárea podem ser reconhecidas as partes superiores e inferiores, separados pelo o
limite de influencia de mares.

Delta admite uma subdivisão em três grandes principais de sedimentação :

 Planicie ou plataforma deltaicos ;


 Talude ou frente deltaico;e
 Prodeltas.

1-planicie deltaico
Constituem a superfície suborizontal adjacente a desembocadura da corrente fluvial. As
unidades sedimentares são denominados de depositos dorsais(ou de topo).
Abrangem a parte predominante subaerea, onde corrente fluvial distribuem em vários
distributarios e as áreas entre estas distribuitarios, onde se desenvolvem lagos, pântanos
etc.

Os principais depositos sedimentares associados a planície deltaicos são:

 Depósitos de preenchimento de canais;


 Depósitos de diques naturais;
 Depósitos de pantonas.

6
2-frente deltaico

Estas províncias formam área frontal de deposicao do delta que avança sobre os depositos
de prodelta.

São depositadas siltes e áreas finas fornecidos pelo distributario deltaico,o conjunto desses
depositos recebe o nome de depositos frontais.

Os principais depósitos associados a frente deltaico são:

 Deposito de barras distrial;


 Deposito de barras de desembocaduras de distributario;
 Depósitos de canal distributario submerso; e
 Depósito de diques naturais submerso.

3-prodeltas
Sedimentação prodeltas é essencialmente argilosa e representa a parte mais avançada de
depósitos de sedimentos carreados por rio para uma bacia receptor .
As construções de um delta tem inicio com a deposição desses argilas marinhas. As
argilas desses contem umas quantidades moderadamente altas de matérias orgânicas de
uma fauna marinha essencialmente pobre em número de espécies e em densidade,
depende da taxa de sedimentos.

Duas feições geológicas que esta associados a depósitos prodeltas argilosas:

Planície de lama (mudflats), são formados onde o fornecimento de lama fluvial


sobrepuja a capacidade de dispersão de processos costeiros;

Diapiros de lama (mullups), são projecções de lama dentro de depósitos de barras de


desembocadura ou extorsões de lamas, formando ilhas próximas as desembocaduras dos
distributarios.