Vous êtes sur la page 1sur 5

04 de fevereiro de 2015

Verificação Experimental do
Princípio de Arquimedes

Escola Secundária de Penafiel| Francisca Neto | nº 1| 9ºC


Objetivos:
Comprovar o Princípio de Arquimedes.

Aprender a manusear algum material de laboratório.

Compreender que é possível determinar o peso de um corpo através da medição do valor da


água deslocada.

Introdução
Quem foi Arquimedes?

Arquimedes nasceu em Siracusa, Itália, no ano 287 aC. Foi um matemático, engenheiro,
físico, inventor e astrónomo grego.

Foi Arquimedes que descobriu o princípio da hidrostática – o Principio de Arquimedes.


Segundo este princípio, todo o corpo mergulhado num fluido recebe da parte deste uma força
de impulsão vertical, de baixo para cima, e cuja intensidade é igual ao valor do peso do fluido
deslocado por esse mesmo corpo.

O que é a impulsão?

A impulsão é uma força vertical, com sentido de baixo para cima, exercida em qualquer
corpo mergulhado num fluido. A intensidade desta força depende da densidade do fluido onde
o corpo está imerso e do volume imerso desse corpo. Por outro lado, a impulsão não depende
do peso do corpo imerso.
Material
 Dinamómetro;
 Corpo;
 Água;
 Suporte com gancho;
 Gobelé;
 Proveta de vidro;
 Balança.

Procedimento Experimental
1. Na balança, determinou-se a massa do gobelé, tendo sido registado o seu valor.
2. Suspendeu-se o dinamómetro no gancho adaptado ao suporte, e efetuou-se o ajuste
do zero da escala.
3. Suspendeu-se o corpo no dinamómetro e determinou-se o valor do seu peso.
4. Encheu-se a proveta com água e colocou-se dentro do gobelé.
5. Introduziu-se o corpo, suspenso no dinamómetro, dentro da água da proveta.
6. Registou-se o valor do dinamómetro.
7. Retirou-se com cuidado a proveta com água e o corpo de dentro do gobelé.
8. Na balança, determinou-se a massa do gobelé com a água que foi deslocada na
proveta no momento em que se mergulhou o corpo, registando-se o seu valor.

Registo dos resultados


Durante a realização da experiência foram obtidos os seguintes resultados:

Peso real Peso aparente


Corpo (peso) 0,2 N 0,18 N

Analisando a tabela acima, verifica-se que o peso real do corpo é superior ao peso do
mesmo dentro de água (peso aparente).

Massa água deslocada + gobelé = 200,4 g

Massa gobelé = 197,4 g

Tratamento de dados
Cálculo da Impulsão:

I = Pr – Pa = 0,2 – 0,18 = 0,02 N

Calcular o valor da massa da água deslocada:

m água = m água deslocada + gobelé – m gobelé


m água = 200,4 – 197,4

m água = 3 g

Reduzir o valor da massa da água deslocada para o Sistema Internacional de Unidades (SI):

3 g = 0,003 kg

Calcular o peso da água deslocada:

P=mxg

P = 0,003 x 10

P = 0,03 N

Comparar a Impulsão com o Págua deslocada:

I = Págua deslocada

0,02 N ~ 0,03 N

Diagrama de forças

Corpo suspenso num Corpo suspenso num


dinamómetro dinamómetro dentro de água
Conclusões/Crítica dos resultados
A realização desta experiência não permitiu comprovar o Princípio de Arquimedes, uma vez
que o valor da impulsão não corresponde ao valor do peso da água deslocada calculado
anteriormente. Contudo, estes valores foram bastante próximos o que permite concluir que
poderá ter ocorrido algum erro de medição durante a realização da experiência. Além disso, a
dimensão do corpo utilizado poderá ter condicionado os resultados da mesma.

É possível concluir ainda que o corpo afunda no gobelé uma vez que o peso deste (0,2N) é
superior do da impulsão (0,02N).

Apesar de não ter sido possível comprovar o Princípio de Arquimedes, pode-se concluir que
o valor da Impulsão corresponde ao do peso da água deslocado devido à aproximação destes,
verificada através dos cálculos efetuados.

Bibliografia/Webgrafia

http://www.infoescola.com/biografias/arquimedes/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Arquimedes

Pires, I. Ribeiro, S. (2008) “Universo da Matéria – Viver Melhor na Terra”, 2ª Edição, Edições
ASA, Porto, página 58 e 59.