Vous êtes sur la page 1sur 26

Seletividade da Proteção

em
Sistemas Industriais

Prof. José Maria de Carvalho Filho


Grupo de Estudos da Qualidade da Energia Elétrica - GQEE
Universidade Federal de Itajubá
jmaria@unifei.edu.br
Estudo de Seletividade
Conceitos Básicos

• Objetivo:
- Definir os ajustes dos dispositivos de proteção de tal forma
que os mesmos operem de forma seletiva.

• Ocasiões em que o estudo é executado:


- Antes do start-up da instalação
- Expansões
- Registros de atuações indevidas do sistema de proteção
Estudo de Seletividade
Conceitos Básicos

• Tipos de seletividade:

- Seletividade Cronométrica

- Seletividade Amperimétrica

- Seletividade Lógica

- Outras (direcional, diferencial)


Estudo de Seletividade
Seletividade Cronométrica

R1
FONTE
R2

tempo R3

R3
T3 = 0,6 seg

0,6 s

ΔT
R2
T2 = 0,3 seg
0,3 s

ΔT
R1
ICCA ICC T1= 0 seg
ICC
ICCA

- Escalonamento nos ajustes de corrente (25%)


- ∆T é chamado de intervalo de seletividade (0,3 - 0,5s)
Estudo de Seletividade
Seletividade Cronométrica

- Escalonamento nos ajustes de corrente (25%)


- ∆T é chamado de intervalo de seletividade (0,3 - 0,5s)
Estudo de Seletividade
Seletividade Cronométrica
Intervalo de Seletividade:

∆t > tC + tM + 2δ
δt + margem

Onde:
- tC - tempo de abertura do disjuntor
- δT - tolerâncias de tempo (atraso e adiantamento)
- tM - tempo de “memória” da proteção a montante
- margem de segurança.
Estudo de Seletividade
Seletividade Cronométrica

Intervalo de Seletividade:

- Tc= 85 ms
- δT=25 ms
- tM =55 ms
- Margem= 110
Total= 300 ms
Estudo de Seletividade
Seletividade Cronométrica
Inconvenientes:

- Os tempos ficam mais elevados a medida que os


relés se aproximam da fonte;

- Maior exposição dos equipamentos aos curtos-circuitos


(esforços térmicos e mecânicos);

- Maiores danos aos equipamentos e instalações.


Estudo de Seletividade
Seletividade Cronométrica

Inconvenientes:

- Superdimensionamento térmico dos equipamentos

- Maior duração dos afundamentos de tensão

1
duração
0.8
Tensão em p.u.

0.6

0.4

0.2
magnitude
0
0 1 2 3 4 5 6
ELECTRIC
Tempo em ciclos POWER ENGINEERING
Estudo de Seletividade
Seletividade Amperimétrica
• Princípio de funcionamento:
- A corrente de curto-circuito é mais elevada à medida
que o ponto de defeito se aproxima da fonte.

• Exemplo:

• ICCA >> ICCB

•Icc.máx-B < Ajuste < 0,8 Icc.min-A

A seletividade está garantida........


Estudo de Seletividade
Seletividade Amperimétrica
• Exemplo: Proteção primária de transformador.
Estudo de Seletividade
Análise Comparativa
• Seletividade amperimétrica
- Possui bom tempo de atuação

- Nem sempre consegue-se discriminar o local do defeito


(níveis de curtos-circuitos próximos)

• Seletividade cronométrica
- Apresenta boa discriminação do local de defeito

- Apresenta tempo de atuação longo para defeitos


próximos a fonte.

Aplicação da Seletividade Lógica


Estudo de Seletividade
Seletividade Lógica

• Princípio de funcionamento:

- Proteção de sobrecorrente
- Existência de canal de comunicação entre os relés ou cabo
contendo contato físico do relé.

Resposta rápida e seletiva entre os


diversos relés em cascata.

- A troca de dados lógicos entre proteções sucessivas permite


a eliminação dos intervalos de seletividade ∆T.
Estudo de Seletividade
Seletividade Lógica

• Principal aplicação: Font


e

- Circuitos radiais
• Premissas: R4

- Todas as proteções a montante do curto-


circuito são sensibilizadas
R3

- As proteções a jusante não são


sensibilizadas
R2

B
- Somente a primeira proteção a montante
do defeito deve atuar e abrir o disjuntor
R1
correspondente
A
carga
Estudo de Seletividade
Seletividade Lógica

Font
• Premissas: e
- Cada proteção além de abrir o próprio
disjuntor, deverá receber um sinal da
R4
proteção a jusante e enviar um sinal para a
proteção a montante
R3
- As proteções são ajustadas com
temporizações de 50 (R1) a 100 ms (demais
relés) R2

R1
A
carga
Estudo de Seletividade
Exemplo de Funcionamento

• Falta no ponto A Fonte


- As proteções 1, 2, 3 e 4 são sensibilizadas

- A proteção-1 emite sinal de bloqueio para a R4


proteção-2

- A proteção 2 emite sinal de bloqueio para a


R3
proteção a 3 e assim sucessivamente

- A proteção -1 comanda a abertura do disjuntor


R2
- A falta é eliminada no tempo: B

T1 = TP1 + TD1
onde: R1

TP1 - temporização da proteção-1 (50 ms) A


carga
TD1 - tempo de abertura do disjuntor-1
Estudo de Seletividade
Exemplo de Funcionamento

• Falta no ponto B Fonte


- A proteção-1 não é sensibilizada

- A proteção-2 é sensibilizada e não recebe sinal R4


de bloqueio da proteção-1

- A proteção 2 emite sinal de bloqueio para a R3


proteção a 3 e assim sucessivamente

- A proteção-2 comanda a abertura do disjuntor


R2
B
- A falta é eliminada no tempo:

T2 = TP2 + TD2 R1
A
carga
onde:
TP2 - temporização da proteção-2 (100ms)
TD2 - tempo de abertura do disjuntor-2
Estudo de Seletividade
Seletividade Lógica
• Considerações Adicionais:

- A temporização do estágio-1 é tipicamente de 50ms


e dos demais 100 ms

- A duração do sinal de bloqueio deve ser limitada (geralmente em 200


ms) para permitir que a proteção a montante possa atuar no
caso de falha no disjuntor a jusante.

• Cablagem:

- Cabos de comunicação entre os painéis a montante e a jusante

- Cabo contendo contato físico dos relés dependendo do fabricante.


Estudo de Seletividade
Seletividade Lógica
• Vantagens:

- Apresenta boa discriminação do local de defeito

- Elimina os elevados tempos de atuação dos dispositivos


de proteção (seletividade cronométrica)

Menor tempo de exposição dos equipamentos e


instalações aos efeitos dos curtos-circuitos
Estudo de Seletividade
Seletividade Direcional

Obs:
Necessita de transformadores
de potencial para fornecer
referência de fase.
Estudo de Seletividade
Seletividade Diferencial

• A proteção é seletiva por natureza.

• Aplicação: Proteção de gerador,


transformador, barramento, cabo, linha,
motor.
Estudo de Seletividade
Seletividade Combinada
• Amperimétrica + Cronométrica:

Cronométrica

Amperimétrica
Estudo de Seletividade
Seletividade Combinada
• Lógica + Cronométrica:

Cronométrica

Lógica
Estudo de Seletividade
Seletividade Combinada
• Cronométrica + Direcional:
Estudo de Seletividade
Seletividade Combinada
• Lógica + Direcional:
Estudo de Seletividade
Seletividade Mista