Vous êtes sur la page 1sur 4

c 

  
     cc

 


c 

  
   
A matéria está constantemente ciclando dentro de um ecossistema, ou dito de
outra forma, o que os seres vivos retiram do ambiente, eles devolvem. Tem sido assim
desde início da existência da vida da terra, até os dias de hoje. Trata-se de um ciclo
eterno.
Além da matéria, a energia também passa por todos os componentes bióticos de
um ecossistema, só que, no entanto, enquanto a matéria circula, a energia flui de um
organismo para outro, o que significa que a energia não retorna ao ecossistema.
Assim, os ecossistemas possuem uma constante passagem de matéria e energia
de um nível para outro até chegar nos decompositores, que reciclam parte da matéria
total utilizada neste fluxo. A este percurso de matéria e energia que se inicia sempre por
um produtor, passa por consumidores e termina em um decompositor, chamamos de
‘    . Os produtores são organismos autotróficos e os consumidores e são
organismos heterotróficos:
Gp Autotróficos x Heterotróficos: seres que transformam substâncias minerais ou
inorgânicas, como água e CO2, em moléculas orgânicas são denominados
autotróficos (exemplo: plantas e bactérias quimiossintetizantes) e são
responsáveis pela produção de toda a matéria orgânica consumida pelos seres
heterotróficos. Os autótrofos fornecem alimento diretamente para herbívoros
(vegetarianos) e indiretamente fornecem material que compõe carne e outros
alimentos de origem animal para carnívoros.
Gp rodutores x Consumidores: dentro de uma cadeia alimentar os seres
autotróficos são denominados produtores e os seres heterotróficos consumidores.
Dentre os heterotróficos podemos ainda distinguir os consumidores primários
(herbívoros), secundários, terciários e quaternários (carnívoros), e assim por
diante.
As plantas produzem não só o açúcar que você conhece, usado para adoçar o
café e os doces. O arroz, a batata, a banana, o feijão, o macarrão ou qualquer outro
alimento de origem vegetal são constituídos de um tipo de açúcar (chamado de amido)
também fabricado pelas plantas no processo da fotossíntese. Isso faz de nós
consumidores heterótrofos,
Cada grupo de organismos com necessidades alimentares semelhantes quanto à
fonte principal de alimento, chamamos de 
 ‘. Em cada nível, temos um grupo
de organismo com as mesmas características alimentares: produtores, que geram seu
próprio alimento; consumidores primários quese alimentamsomente de itens de origem
vegetal; consumidores secundários, terciários e outros, por sua vez, podem se alimentar
de plantas, mas obrigatoriamentese alimentam de carne; decompositores, que são
organismos que se alimentam de matéria morta e excrementos, provenientes de todos os
outros níveis tróficos.
 ppppppppppppppppppppppp pppppppppppp

   
 p  
p    
p 
  p
É preciso lembrar que tanto os consumidores secundários quanto os terciários
podem ocasionalmente, ou complementarmente, alimentar-se de vegetais, não sendo
este o seu principal item alimentar. No exemplo acima, espécies de aves podem se
alimentar tanto de algas quanto de peixes, o que as faria consumidor primário e
secundário.
Os decompositores são algumas bactérias e fungos. O seu papel num
ecossistema é muito importante uma vez que transformam as substâncias orgânicas de
que se alimentam em substâncias minerais. Estas substâncias minerais são novamente
utilizáveis pelas plantas verdes, que sintetizam de novo matéria orgânica, fechando
assim o ciclo de utilização da matéria. No exemplo acima todos os organismos morrem
e são decompostos. Os decompositores, apesar da sua importância, nem sempre são
muito fáceis de serem observados em um ecossistema, pois sendo a maioria formada
por seres microscópicos, a constatação da sua presença não é uma tarefa tão fácil.
A melhor maneira de se estudar uma cadeia alimentar é através do conhecimento
de toda a parte viva que a compõe.

 
 
Teia ou rede alimentar é um conjunto de cadeias alimentares ligadas entre si,
geralmente representado como um diagrama das relações tróficas (alimentares) entre os
diversos organismos ou espécies de um ecossistema.
As teias alimentares, em comparação com as cadeias, apresentam situações mais
perto da realidade, onde cada espécie se alimenta em vários níveis hierárquicos
diferentes e produz uma complexa teia de interações alimentares (Figura1). Todas as
cadeias alimentares começam com um único organismo produtor, mas uma teia
alimentar pode ter vários produtores. A complexidade de teias alimentares limita o
número de níveis hierárquicos, assim como na cadeia.
As teias alimentares dão uma noção mais realista do que acontece nos diversos
ecossistemas porque a relação entre dois organismos (o alimento e seu consumidor) não
é sempre a mesma.
Os consumidores variam de alimento conforme sua disponibilidade no ambiente
(Figura 1).

        


No início dos anos 50, em um lago dos Estados Unidos, foi utilizado um produto
químico inseticida para matar mosquitos que infestavam a região. A quantidade aplicada
foi mínima.
Cinco anos depois, porém, começaram a aparecer mergulhões (espécie de ave)
mortos no lago. Uma pesquisa mostrou que essas aves morreram intoxicadas pelo
inseticida. Os pesquisadores descobriram que o inseticida havia entrado na cadeia
alimentar.

Figura 1: Exemplo de relações tróficas em uma teia alimentar.



Os seres vivos não conseguem quebrar as moléculas dessas substâncias. Quando
elas são jogadas no ambiente, são assimiladas por produtores, como as algas. ara as
algas, a quantidade assimilada não será tóxica, mas esses organismos serão consumidos
por outros, como os peixes e aves. Ao chegar ao homem, a concentração de compostos
tóxicos já será maior e poderá causar problemas de saúde e mortalidade
O inseticida usado no lago pertencia a um grupo de substâncias que permanece
no ambiente por centenas de anos sem se decompor, ou se decompondo muito
lentamente. Quando ingeridas, essas substâncias em geral demoram bastante para serem
eliminadas pelo organismo.
Outros exemplos de elementos que o organismo dos seres vivos tem dificuldade
em decompor e eliminar são o chumbo e o mercúrio. Se ingeridas com frequência, essas
substâncias vão se acumulando no organismo e provocando doenças.
Em certas regiões do Brasil, os garimpeiros usam mercúrio para separar o ouro
da areia. Uma parte do mercúrio se espalha na água e se perde. Resultado: os próprios
garimpeiros correm risco de se contaminar diretamente e, além disso, as águas dos rios
tornam-se perigosas, com alta taxa de mercúrio. Esse mercúrio pode, com o tempo, se
depositar no corpo das pessoas que se alimentam de peixes.



  

Questão 01- Mergulhando em águas costeiras, encontramos em uma rocha algas, cracas,
anêmonas, estrelas-do-mar e ouriços-do-mar. As algas produzem seu próprio alimento.
As cracas ingerem, com água, seres microscópios que nela vivem. As anêmonas comem
pequenos peixes que ficam presos entre seus tentáculos. As estrelas-do-mar prendem
seus ³braços´ os moluscos contra a rocha e sugam o animal de dentro da rocha. Os
ouriços do mar raspam a rocha com seus ³dentes´, alimentando-se de detritos. Em
função do que foi descrito e de seus conhecimentos correlatos, esquematize uma teia
alimentar diante os seres vivos desta situação. Quantas cadeias alimentares existem na
teia esquematizada por você?

Questão 02- Do texto abaixo classifique os organismos dentro de um nível trófico da


cadeia alimentar (produtor, consumidor primário, consumidor secundário, etc.,
decompositor):
³As espécies de capim que crescem nos campos da Austrália podem ser diferentes das
que existem na América ou na África, mas todas têm a mesma função no campo. Nos
campos da Austrália vivem cangurus, nos da África há zebras e na América do Norte há
bisões.´
Questão 03- Os ecossistemas ecológicos aquáticos apresentam-se me equilíbrio quando
não há efeitos do homem, como a poluição ou caça. Supondo que ocorra algum impacto
ambiental que faça com que as algas do mar desapareçam, o que você acha que ocorrerá
com esse mar? Ainda haverá equilíbrio na cadeia alimentar? Todos os consumidores
conseguirão viver? Justifique.

Questão 04 - O aproveitamento das algas pelo homem é cada vez maior hoje em dia.
Em certos países asiáticos, as algas já fazem parte da dieta humana. Neste caso, qual o
nível trófico que o homem ocupa?

Questão 05 ± Descreva as principais diferenças entre organismos autotróficos


produtores e organismos heterotróficos consumidores.

Questão 06 ± Considere uma cadeia trófica

Responda as seguintes perguntas:


a) Quais organismos são consumidores primários e secundários ao mesmo tempo?
b)Quais organismos irão afetar direta ou indiretamente o homem, se estirem
contaminados por substâncias tóxicas?