Vous êtes sur la page 1sur 3

COMO APRENDER MAIS RÁPIDO

1. TÉCNICAS DE LEITURA

Skimming: Passada de olhos sobre o texto


Meta guiding: Colocar o dedo sobre a linha a ser lida em uma velocidade um pouco mais rápida
que o habitual; deixar de murmurar quando se lê.

Dica: realizar práticas deliberadas para aumentar a velocidade de leitura.


Dica: para treinar a compreensão e retenção do conteúdo, faça a leitura e em seguida tente
anotar o máximo de informações que conseguir sem precisar voltar ao texto.

2. HÁBITOS DE CONSISTÊNCIA

O maior obstáculo para a aprendizagem é largar o material de estudo no meio e não se dedicar
o suficiente.

Pense nos seus padrões de comportamento. "O que eu comecei e não concluí?"

É preciso superar o medo de usar as ferramentas disponíveis da forma errada e achar a motivação
necessária para continuar

1 - Arquitetura do Inevitável
2 - Praticar pelo menos cinco horas
3 - Métricas Motivadoras

Arquitetura do inevitável

Independente do projeto proposto, devemos como primeiro passo criar um compromisso a ser
cumprido para a realização do objetivo. Por exemplo, fazer um post no Facebook no qual você se
compromete a pagar 100 reais para todos os que curtirem a publicação caso ele não realize o
objetivo proposto no prazo acordado. Usamos, assim, da pressão social.

Outras pessoas podem se planejar e realizar o compromisso de concretizar o objetivo proposto


em um determinado dia e horário, E CUMPRIR ISSO!

Para outras pessoas, a promessa de uma premiação após a conclusão do objetivo pode ser útil.

A “arquitetura do inevitável” é um sistema que aumenta o nosso comprometimento em relação


aos nossos objetivos.

Praticar pelo menos cinco horas


Vamos nos dedicar no mínimo por cinco horas naquilo que desejamos estudar. O número se
refere ao número de sessões (5 sessões de 1 hora) necessárias para que se comece a criar o
hábito em prol do objetivo estabelecido.

Se conseguimos superar essa barreira de dificuldade inicial, a tendência é que o nosso


comprometimento seja mais estável.

Métricas motivadoras

Devemos registrar o nosso desenvolvimento de alguma forma (filmando a si mesmo no primeiro


e décimo dia da aula de violão, por exemplo), pois dessa forma iremos ver o quanto estamos nos
desenvolvendo e nos motivaremos a continuar. Você poderia tirar fotos do próprio corpo ao
praticar academia, por exemplo.

Outra forma de se motivar é atribuir pontos para cada prática realizada (por exemplo, atribuir 1
ponto a cada palavra essencial aprendida ao estudar japonês). Ao ver a pontuação em que se
está, você terá uma noção do quanto aprendeu, o que irá motivá-lo.

É uma forma de gamificação dos estudos.

Não devemos nos comparar com os outros, mas nos comparar a nós mesmos no passado.
Aprender a visualizar o nosso desenvolvimento.

Exemplos:

- Ao se estudar para um concurso público, pode-se atribuir pontos conforme os pesos das
matérias da prova.
- Pode-se fazer um plano de estudos na forma de um quadro com as disciplinas e seus conteúdos
e marcar pontos para cada sessão de estudos finalizada.

Algumas perguntas que, se respondidas, podem nos ajudar a desenvolver ainda mais o nosso
aprendizado.

1 - Como é que eu posso tornar inevitável a minha prática e estudo?


2 - Em que dias, em que horário exato eu vou realizar a minha prática e estudo para totalizar no
mínimo cinco horas?
3 - Que métricas vão me ajudar a perceber o meu progresso e me estimular a continuar?

3. HÁBITOS DESTRUTIVOS

1 - Pensar que já sabe


2 - Perfeccionismo
3 - Multitarefa
4 - Pensar negativamente
Pensar que já sabe

Pensar “eu já sei isso" é o que nos aprisiona e dificulta o nosso aprendizado

O hábito destrutivo é ficarmos demasiadamente apegados nas nossas perspectivas

Esse tipo de situação ocorre especialmente no aprendizado de habilidades sociais, pois estas são
habilidades que estão fortemente ligadas à nossa noção de identidade

Perfeccionismo

Temos que entender que estamos começando, de que não faremos tudo certo de primeira

Ao olharmos a situação a partir da perspectiva de um perfeccionista, iremos ficar desmotivados


com nossos resultados iniciais abaixo da média.

Ao aceitarmos isso, iremos nos permitir tentar para melhorar, enquanto a pessoa perfeccionista
irá ficar congelada no mesmo lugar pelo seu medo de tentar e fracassar.

Multitarefa

Pessoas que se propõe a fazer várias coisas ao mesmo tempo tem problemas com foco e, quando
precisam fazer apenas uma coisa, acabam não conseguindo por que as suas mentes ficam
agitadas e não conseguem se concentrar.

Para combater isso, uma boa idéia é dividir o estudo em blocos através da técnica pomodoro.

Se tentarmos estudar tudo de uma vez até fadigarmos o nosso corpo e mente, iremos acabar nos
afastando dos estudos por não conseguirmos lidar com o ritmo e a sobrecarga. No entanto, se
estudarmos um pouco de cada vez, iremos aos poucos aprendendo tudo sem ficarmos exaustos.

Ao usarmos o pomodoro, iremos competir com nós mesmos para cumprir os prazos
estabelecidos, sempre verificando o máximo que conseguimos estudar em cada bloco, sem nos
deixarmos distrair pelas coisas ao nosso redor.

Gerador de ruído

É possível usar sites de amostras de ruídos brancos que nos ajudam a ficar isolados de barulhos
externos e a nos concentrarmos

Pensar negativamente

A negatividade pode ser uma forma de chamar a atenção

Centres d'intérêt liés