Vous êtes sur la page 1sur 9

OS NANOCOSMÉTICOS NO ENVELHECIMENTO FACIAL: revisão de

literatura

Andressa Gonçalves Cavalcanti CAMPOS¹

Leticia Caixeta Ribeiro CUNHA²

Rafaela PINHEIRO3

Alexandra Azevedo CARVALHO4

¹Pós graduanda em Estética Aplicada – Universidade Vale do Rio Verde – UNINCOR


2
Pós graduanda em Estética Aplicada – Universidade Vale do Rio Verde – UNINCOR
3
Pós graduanda em Estética Aplicada – Universidade Vale do Rio Verde – UNINCOR
4
Orientadora e Profª. Ms. do Curso de Graduação e Pós Graduação de Estética e Cosmética/UNINCOR.

Recebido em: 28/01/2015 - Aprovado em: 17/06/2015 - Disponibilizado em: 15/07/2015

Resumo: O envelhecimento é um processo natural, o qual todos estamos suscetíveis. Hoje em dia existem
diversas tecnologias que propõem o seu tratamento e consequente amenização de seus sinais cutâneos.
Com o aumento de consumo de mercado cosmético, surgem também técnicas inovadoras com finalidades
diversas e propostas eficazes. Este presente artigo objetiva revisar a literatura sobre nanocosméticos e sua
atuação no envelhecimento. Para estes fins foram feitas diversas buscas nos bancos de dados científicos,
tais como Medline, Pubmed, Google Acadêmico. O mercado cosmetológico vem aumentando a cada ano,
e os investimentos na área deste seguimento também. A nanotecnologia surgiu como grande inovadora
para diversos tratamentos estéticos, trazendo consigo promessas de resultados milagrosos. Cabe aos
profissionais desta area conhecer e distinguir tais produtos e suas reais capacidades, malefícios e
benefícios. Ainda não se sabe exatamente quais camadas cutâneas são atingidas, se seus efeitos são
meramente hidrantes e se os riscos a sua manipulação e uso continuo podem trazer algum risco a saúde.
Pesquisas mais abrangentes e a longo prazo devem ser realizadas a fim de que duvidas como estas sejam
sanadas, e tais produtos sejam inseridos ou não no mercado.
Palavras Chave: Nanocosmeticos, Envelhecimento, Pele.

Abstract: Aging is a natural process, which we are all susceptible. Today various technologies offer the
treatment and consequent alleviation of their cutaneous signs. With the rise of cosmetic market
consumption, also arise innovative techniques for various purposes and effective proposals. This article
aims to review the literature on nanocosmetics and its performance in aging. For these purposes, several
searches were done on the banks of scientific data, such as Medline, Pubmed, and Google Scholar. The
Cosmetic market is increasing every year, and the investments in this segment as well. Nanotechnology
has emerged as a major innovator for many aesthetic treatments, bringing promises of miraculous results.
It is up to professionals in this area know and distinguish such products and their real capacity, harms and
benefits. It is not known exactly which skin layers are affected if their effects are merely hydrants and if
the risks to its handling and continued use may bring some risk to health. Extensive research over the long
term and should be performed so that doubts as these are corrected, and such products are inserted or not
on the market.
Keys-words: Nanocosmetics, Aging, Skin.

I - INTRODUÇÃO

A pele é grande reveladora do através de sua aparência demonstra o


envelhecimento, pois é o órgão que avanço da idade sendo principalmente a
548

Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 13, n. 1, p. 548-556, 2015
face. Com isso, a qualidade da pele nanométrica. Trata-se de um campo
depende de uma série de fatores, tais científico multidisciplinar que se aplica
como idade, sexo, clima, alimentação, a praticamente todos os setores da
hábitos e estado de saúde do indivíduo, pesquisa, da engenharia de materiais e
podendo ser classificada em pele oleosa, processos e de mercado (LEE, 2004). O
mista e seca (SPIRDUSO, 2005). princípio dessa nova ciência é que os
materiais nesta escala nanométrica
O tema envelhecimento vem
podem apresentar propriedades
ganhando destaque em diferentes
químicas, físico-químicas e
campos, em virtude do aumento da
comportamentais diferentes daquelas
expectativa de vida, com consequente
apresentadas em escalas maiores
aumento da população em idade
(WORLD NANOTECHNOLOGY
avançada, tornando os indivíduos
MARKET, 2005). Portanto, este
preocupados com a aparência (MAIA
presente artigo objetiva revisar a
2008).
literatura sobre nanocosméticos e sua
Atualmente, a medicina atuação no envelhecimento.
antienvelhecimento visa melhorar a
II - DESENVOLVIMENTO
qualidade de vida dos indivíduos
durante este processo (JIMÉNEZ et al. A pele é o maior órgão do corpo
2006), uma vez que que este exerce humano, reveste e delimita o
influência direta nas atividades pessoais organismo, corresponde 15% do peso
e profissionais dos mesmos corporal e tem por objetivo manter o
(PACHECO, 2006). Diante desse tema, meio interno em constante equilíbrio,
recentemente muito tem se discutido e protegendo e interagindo com o meio
estudado sobre vários produtos, dentre exterior, assim como os demais órgãos
eles, os nanocosméticos, por ser dentro do corpo humano sofre alterações que
da estética e da cosmetologia um caracterizam o envelhecimento cutâneo
tratamento não invasivo e com (AZULAY; AZULAY, 2006).
resultados satisfatórios.
A ação que todos estão sujeitos e
A nanotecnologia fundamenta-se que compreende ao ciclo vital do
na habilidade de caracterizar, manipular organismo é o envelhecimento. Ocorre
e organizar materiais em escala desde o nascimento, mas só aparecem

549

Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 13, n. 1, p. 548-556, 2015
sinais após a terceira idade, por um período mais prolongado com a
apresentando um ponto de vista amplo e finalidade de manter a pele mais bonita,
variável de manifestações (GUIRRO & jovem e saudável (ABIHPEC, 2014).
GUIRRO, 2002). Envelhecer nada mais
Como consequência desses
é que a diminuição geral das funções do
fatores, a indústria cosmética viu-se
organismo, e é um processo esperado,
obrigada a repensar sua produção e
previsível, inevitável e progressivo
desenvolver produtos cosméticos
(GOMES; GABRIEL, 2006).
capazes de suprir as necessidades e
A degeneração senil ocorre de exigências dos consumidores. Esta
preferência sobre regiões do tegumento busca estimulou as empresas a investir
que se acham expostas as intempéries, em pesquisas de novos sistemas para
como por exemplo a face, pescoço, incorporação de ativos cosméticos
dorso das mãos e antebraços. A pele se produzindo formulações mais eficazes e
pregueia, enruga, fica flácida e estáveis (MAGDASSI, 1997). As
hiperpigmentada, provocando o constantes pesquisas trouxeram avanços
agravamento ou exagero dos sulcos e e inovações na área cosmética jamais
pregas naturais das regiões vistas anteriormente. Essas pesquisas
comprometidas (HARRIS; HOFFMAN; convergiram para uma tendência
CRUVINEL, 2005). Outro fator tecnológica mundial em todos os setores
importante que contribui com o de produção: a nanotecnologia
envelhecimento precoce da pele, é o (WOKOVICH et al., 2009).
excesso de expressão facial, isto é, A nanotecnologia voltada para a
algumas pessoas usam exageradamente cosmética tem como foco, sobretudo, os
e de forma errada alguns grupos produtos destinados à aplicação na pele
musculares da face (GUIRRO & do rosto e do corpo, com ação
GUIRRO, 2002). antienvelhecimento e de fotoproteção,
capazes de penetrar nas camadas mais
Com o aumento da expectativa
profundas da pele, potencializando os
de vida e busca para prevenir e/ou
efeitos do produto (NEVES, 2008). A
retardar o aparecimento dos sinais de
técnica de fabricação de substâncias
envelhecimento estimulam as pessoas a
com dimensão menor que 100
consumirem uma quantidade e
nanômetros é chamado de
variedade maior de produtos cosméticos
550

Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 13, n. 1, p. 548-556, 2015
nanotecnologia. O nanômetro ao tamanho nanométrico dos sistemas
corresponde à bilionésima parte do (FRONZA et al., 2007; MÜLLER et al.,
metro ou a milionésima parte do 2002; SOMASUNDARAN et al., 2007;
milímetro. A palavra nanotecnologia WEISS-ANGELI et al., 2008).
vem do grego, onde o prefixo nano
Para GUIRRO & GUIRRO
significa “anão”. (MARTINELLO,
2004, o processo fisiológico do
AZEVEDO, 2012). Dentre as quais as
envelhecimento torna o tecido
nanopartículas se destacam as
conjuntivo gradualmente mais rígido, e
poliméricas, subdivididas em
diminui o número de fibras elásticas
nanocápsulas e nanoesferas, lipossomas,
fazendo com que percamos a
nanoemulsões, nanopartícula
elasticidade natural da pele. O
lipídica sólida entre outros (PAESE,
envelhecimento ocorre
2008).
preferencialmente em regiões
Entre os benefícios dos
geralmente expostas ao sol ou regiões
nanocosméticos destacam-se a melhor
que excessivamente realizam mimicas,
penetração de ingredientes ativos na
levando a degradação das fibras
pele e no cabelo, estabilização de
elásticas agravando sulcos e pregas das
substâncias, melhoria da eficácia e do
regiões comprometidas. Existem
sensorial dos produtos e a possibilidade
diversas teorias sobre o envelhecimento,
de liberação controlada dos ativos
dentre estas, a mais aceita aponta como
(MARTINELLO, AZEVEDO, 2012). E
responsável a ação dos Radicais Livres,
algumas das vantagens podem ser
onde o acumulo destes resulta em
obtidas com a utilização de
alterações oxidativas nas moléculas de
nanocosméticos, como: proteção das
longa vida, como colágeno, elastina e
matérias-primas quanto à degradação
material cromossômico, levando a
química ou enzimática, liberação
destruição de mucopolissacarídeos,
gradual e em doses favoráveis (no caso
acumulo de resíduos metabólicos inertes
de substâncias irritantes em altas doses),
pela oxidação polimerizante, reações
melhora na homogeneidade das
estas que envolvem lipídios,
formulações, aumento da estabilidade e
particularmente os poli-insaturados e
da eficácia dos produtos e o aumento da
proteínas, mudanças na integridade da
capacidade de oclusão da pele, devido

551

Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 13, n. 1, p. 548-556, 2015
membrana celular e fibrose Além da pouca penetração
arteriocapilar. comprovada, existem ainda riscos
inerentes à saúde. Com a elevação do
III – DISCUSSÃO uso de nanoparticulas em cosméticos,
aumentam também as precauções a
Sabendo que a nanotecnologia serem tomadas. Estudos
aplicada aos cosméticos tem como epidemiológicos mostram
benefícios a melhora na permeação dos consistentemente que os aumentos das
princípios ativos para ter sua partículas atmosféricas provenientes do
propriedade efetivada, torna-se transporte terrestre (60%) e dos
conveniente descrever o processo de processos de combustão (23%) geraram
permeação cutânea dos produtos bem aumentos, a curto prazo, na morbidez e
como a diferenciação de locais e tempo na mortalidade via inalação
de ação dos produtos com ou sem ativos (WIECHERS, 2009). Porém, de acordo
nanoencapsulados (COSTA et al., com CARVALHO, 2010, as
2004). nanoparticulas podem oferecer novos
Vários estudos experimentais riscos, embora a natureza desses possa
(NOHYNEK et al, 2007, 2008), ser grandemente hipotética.
investigaram a liberação na pele de A eficácia dos nanocosmeticos
nanoparticulas. A maioria desses existentes no mercado, e sua proposta
trabalhos chegou a conclusões de regeneração de colágeno ainda é
similares, no sentido de que as contestada. Tendo em vista que na pele
nanoparticulas penetram no estrato envelhecida ocorreu a perda de
córneo, onde podem ser visualizadas, elasticidade e demais componentes, a
mas não penetram mais profundamente maneira possível de se reestabelecer sua
nas camadas viáveis da epiderme e da produção seria a estimulação de um
derme. Apenas alguns trabalhos processo cicatricial. De acordo com
sugeriram que a penetração na pele das ISAAC et al 2011, o processo cicatricial
nanoparticulas ocorre, mas, nesses está divido em três fases onde ocorrem
casos, a penetração na pele observada diversos processos fisiológicos que
poderia ser explicada pelos métodos resultam na reformulação de
experimentais ou de analises usados. fibroblastos e consequente colágeno.

552

Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 13, n. 1, p. 548-556, 2015
Para CAPEK 2004, as (quanto a degradação
nanoemulsões, poderiam ser utilizadas química/enzimática), controlar a
como veículos para a liberação liberação de determinadas substancias
controlada e dispersão otimizada de que podem se tornar irritantes em altas
ingredientes ativos para finalidades doses e ainda possibilitou a melhora na
diversas como para tratamento de rugas. homogeneidade destas formulações com
Já para NEVES 2008, quando se consequente estabilidade cosmética.
pretende um maior grau de penetração Porém, os nanocosmeticos não
podem ser utilizados certos ativos para apresentam eficácia comprovada no
tais tratamentos. O que se observa é que tratamento do envelhecimento facial,
a absorção nanocosmetica ainda não tendo em vista que não possuem ação
possui concordância quanto as camadas inflamatória e/ou cicatricial para que
cutâneas atingidas e seus haja reconstrução de colágeno. Se torna
correspondentes resultados. imprescindível mais pesquisas sobre o
Ainda não existem estudos assunto para que se esclareça melhor
científicos que comprovem a ação seus benefícios e malefícios, riscos
nanocosmetica no envelhecimento, inerentes à exposição a longo prazo e
tendo em vista que para tal eficácia ainda, a profundidade cutânea
seriam necessários diversos processos alcançada.
fisiológicos que esta tecnologia ainda
não comprovou ser capaz. São V - REFERENCIAS
necessários estudos à longo prazo, para
se descartar possíveis riscos e
benefícios e alia-los ou não ao mercado ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE

cosmético. INDUSTRIA DE HIGIENE PESSOAL,


PERFUMARIA E COSMETICOS.

IV – CONSIDERAÕES FINAIS (ABIHPEC). Panorama do setor


Higiene Pessoal, Perfumaria e

A nanotecnologia em cosméticos Cosméticos, 2014. Av. Paulista, 1313 –

trouxe grandes avanços para o mercado cx 1080 – São Paulo – SP – Brasil e-

da estética. Através dela foi possível mail:comunicacao@abihpec.org.br.

preservar a matéria prima utilizada,

553

Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 13, n. 1, p. 548-556, 2015
AZULAY, Rubem David; AZULAY, Estabelecimento de Marcos
David Rubem. Dermatologia. 3.ed. Rio Regulatórios. Porto Alegre: UFRGS,
de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006. 2007.

CAPEK I. Degradation of Kinetically - GIMÉNEZ JVG, GONZÁLEZ A,


stable o/w emulsions. Advances in ALBANDEA N. Tratamiento del
Colloid Interfacial Science, Amsterdam. envejecimiento cutáneo mediante
v. 107, p. 125-55, 2004. bioestimulación com factores de
crescimiento autógenos.
CARVALHO Dermeval de, Critical Rejuvenecimiento Cutáneo. 7(2): 8-14,
Reviews In Toxicology, 37:151- 2005.
177,2007.
GOMES, R. K.; GABRIEL, M.
CESAR Isaac, PEDRO Ribeiro Soares Cosmetologia: descomplicando os
de Ladeira, FRANCCINI Mambrini princípios ativos. 2. ed. rev. e ampl. São
Pires do Rêgo, JOHNY Conduta Borda Paulo: Livraria Médica Paulista, 2006.
Aldunate, RAFAEL Mamoru Carneiro
Tutihashi, MARCUS Castro Ferreira.
Alterações no processo de reparo GUIRRO, Elaine; GUIRRO, Rinaldo.

fisiológico. Rev Bras Queimaduras. Fisioterapia Dermato-funcional:

2011;10(2):61-5. fundamentos, recursos, patologias. 3.ed.


São Paulo: Manole 2002.

COSTA A, KEDE M. P. V,
SABATOVICH, O. Abordagem GUIRRO, Elaine; GUIRRO, Rinaldo.

terapêutica tópica.. (ORGS). Fisioterapia Dermato-funcional:

Dermatologia estética, 2. Ed., São fundamentos, recursos, patologias. 3.ed.

Paulo: Atheneu, 2004. Cap. 4. 5. P. 82- São Paulo: Manole 2004.

86. HARRIS, M.; HOFFMANN, M.;


CRUVINEL, A. Pele: estrutura,

FRONZA T; GUTERRES S; propriedades e envelhecimento. 2. ed.

POHLMANN A; TEIXEIRA H. rev. e ampl. São Paulo: Senac, 2005.

Nanocosméticos: Em Direção ao
ISAAC C, LADEIRA PRS, RÊGO
554

Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 13, n. 1, p. 548-556, 2015
FMP, ALDUNATE JCB, TUTIHASHI Cosmético. Instituto Racine, publicado
RMC, FERREIRA MC. Alterações no em Indústria Farmacêutica.2012;
processo de reparo fisiológico. Rev Bras
Queimaduras. 2011;10(2):61-5. MÜLLER, RH.; RADTKE, M.;
WISSING, SA. Solid lipid nanoparticles
JIMÉNEZ, Dr. J. Víctor García.
(SLN) and nanostructured lipid carriers
GONZÁLEZ Dr. J. Antônio –
(NLC) in cosmetic and dermatological
ALBANDEA, Nicolás. Tratamiento del
preparations. Advanced Drug Delivery
envejecimiento cutâneo mediante
Reviews. v. 54, p.131–155, 2002.
BIOESTIMULACIÓN: Utilización de
factores de CRECIMIENTO
NEVES, K. Nanotecnologia em
AUTÓGENOS (Parte II) Espanha
cosméticos. Cosmetics & Toiletries, v.
Cortesía de Internacional Journal of
20, jan-fev, p.22, 2008.
Cosmetic Medicine and Surgery.
Volumen 8 - Número 3 – 2006.
NOHYNEK G J, ADEMANN J,
RIBAUD C, ROBERTS M S. Grey goo
LEE, V. H. L. Nanotechnology:
on the skin? Nanotechnology, cosmetic
challenging the limit of creativity in
and sunscreen safety, Crit Rev Toxicol
targeted drug delivery. Advanced Drug
37:251-277, 2007.
Delivery Reviews, v. 56, p.1527-1528,
2004.
NOHYNEK G J, DUFOUR E K,
ROBERTS M S, Nanotechnology,
MAGDASSI, S. Delivery Systems in
cosmetic and the skin: is there a health
Cosmetics. Colloids and Surfaces
risk? Skin Pharmacol Physiol 21: 136-
v.123-124, p.671-679, 1997.
149, 2008.

MAIA GF. Corpo e velhice na


PACHECO CA. A pele nossa de cada
contemporaneidade. Estudos e
dia. Cosmetics & Toiletries. 18: 28,
pesquisas em psicologia UERJ. 8(3):
2006.
704-711, 2008.
PAESE, K. Desenvolvimento
tecnológico, estudo da fotoestabilidade
MARTINELLO, Tiago. AZEVEDO,
e avaliação da permeação cutânea in
Valeska C. Nanotecnologia em
555

Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 13, n. 1, p. 548-556, 2015
vitro da benzofenona-3 a partir de Graduação em Ciências Farmacêuticas,
nanocápsulas poliméricas incorporadas UFRGS, 2007.
em diferentes veículos semi sólidos.
Dissertação (Mestrado em Ciências WIECHERS J W, Nanotechnology and
Farmacêuticas) – Programa de Pós- skin delivery: Infinitely small or infinite
Graduação em Ciências Farmacêuticas, possibilities? Cosm & Toil 124(1):28-
UFRGS, 2008. 39, 2009.

WOKOVICH, A.; TYNER, K.; DOUB,


POHLMANN, AR.; GUTERRES, SS. W.; SADRIEH, N.; BUHSE, LF.
Nanocapsules of octyl Particle size determination of
methoxycinnamate containing quercetin sunscreens formulated with various
delayed the photodegradation of both forms of titanium dioxide. Drug
components under ultraviolet A Development and Industrial Pharmacy.
radition. Journal of Biomedical p.1-10, 2009.
Nanotechnology. v.4. P1-10, 2008.
SPIRDUSO, WW. Dimensões Físicas WORLD NANOTECHNOLOGY
do Envelhecimento. São Paulo: Manole, MARKET. An industry update. p.1-60,
2005. 2005.

SOMASUNDARAN, P.; MEHTA, SC.; WORLD NANOTECHNOLOGY


RHEIN, L; CHAKRABORTY, S. MARKET. An industry update.
Nanotechnology and related safety RNCOS. p.1-60, 2005.
issuses for delivery of active ingredients
in cosmetics. MRS Bulletin. v.32,
WEISS-ANGELI, V.; POLETTO, FS.;
p.779- 786, 2007.
ZANCAN, LR.; BALDASSO, F.;

WEISS-ANGELI, V. Desenvolvimento
e caracterização de formulações
fotoprotetoras contendo nanocápsulas.
Tese (Doutorado em Ciências
Farmacêuticas) – Programa de Pós –

556

Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 13, n. 1, p. 548-556, 2015