Vous êtes sur la page 1sur 13

Como se sair bem ao escolher uma garrafa de vinho!

Olá!

Meu nome é Roberto Matos.

Preparei este guia para ajudar você que quer


aprender a escolher uma boa garrafa de vinho.

Quando somos iniciantes em qualquer área de


conhecimento, é normal termos dúvidas e medos. No
mundo do vinho isso não é diferente.

Mas com a ajuda deste guia, tenho certeza que


você se sentrá muito mais confante quando tver
que escolher uma garrafa, seja em um restaurante ou
em qualquer outra situação.

Espero que goste!

Vamos lá?

[ 2]
Assim como para a maioria das pessoas, talvez para você, também,
saber como escolher vinhos não seja uma tarefa, digamos, “muito simples”!

Imagine as seguintes situações....

Você fnalmente convidou aquela pessoa que gosta para jantar.


Tentando impressionar, escolhe um restaurante bacana na parte mais
descolada da cidade.

Entram no restaurante, o maître leva vocês para uma mesa bem


posicionada e então os acomoda confortavelmente.

A música suave, o perfume da comida e a elegante presteza dos


garçons, ziguezagueando pelas mesas dão o tom da noite.

[ 3]
Até que vem o sommelier (o profssiooal respoosável pelos viohos da
casa) com uma carta de vinhos e pergunta: Qual vinho poderei servir a
vocês?

Outra cena: Você fnalmente consegue uma reunião para fechar uma
conta importante. Marcam em um restaurante. Menos romântco que o
anterior claro, mas ainda de nível (você também quer impressionar, mas de
outro jeito).

Você revisa suas notas, se prepara e vai para a reunião. Antes de


entrar no assunto, seu futuro cliente fala: “Vamos tomar um vinho antes!
Parece-me uma pessoa de bom gosto. Você escolhe”.

Em ambas situações, e muitas outras, como por exemplo:

o Presentear alguém com vinhos;

o Dar uma festa em casa e que o tema será “queijos e vinhos”;

o Opeo-house.

Ou qualquer ocasião onde conhecer como escolher uma boa garrafa de


vinho faria toda diferença (e como!!).

Acredite, conhecer vinhos pode dar uma ótma impressão de sua pessoa.

E a primeira, mostra ao mundo que você é uma pessoa culta,


sofstcada, informada e que conhece as boas coisas da vida.

E entender um pouco mais de vinhos vai impedir que escolha qualquer


um (só porque tem um rótulo com aquela caligrafa rebuscada). Você é um
adulto, oras...

Calma! Não se puna nem entre no martrio, pois sempre é tempo de


aprender, e é esse o propósito deste guia prátco.

Acompanhe!

[ 4]
3 DICAS PARA SABER COMO ESCOLHER UMA GARRAFA DE VINHO

Vamos agora para a parte prátca, algumas dicas para você não fazer
feio ao escolher uma garrafa de vinho.

Lembrando que o “hábito é que faz um monge”, e quanto mais você


exercitar seu paladar aliado ao seu conhecimento, maiores suas chances de
sucesso.

E por sucesso queremos dizer que são maiores suas chances de


impressionar ou de escolher o vinho certo na hora certa.

Vamos a elas.

[ 5]
DICA
DICA 1
1 –– Leia
Leia o
o Rótulo
Rótulo

Eu sei, eu falei para não escolher pelo rótulo, mas não podemos
escolher pela beleza do rótulo ou pela fonte bonitnha, jovem gafanhoto,
preste atenção!

O rótulo é, pode-se dizer, a certdão de nascimento de um vinho, e lá


contém informações bem relevantes.

O básico do básico para se observar no rótulo:

GRADUAÇÃO ALCOÓLICA

Sempre escrita em forma de porcentagem, refete a quantdade de


álcool presente no vinho.

[ 6]
Vinhos com uma graduação alcoólica maior são considerados mais
“pesados”, ou encorpados, e os que possuem graduação menor são mais
leves. Em geral, o teor alcoólico varia entre 10 e 15%.

A escolha ideal depende do prato que você vai consumir com o vinho.
Isso é de suma importância e vamos ver mais à frente.

VARIEDADE DAS UVAS

Outra informação que contém no rótulo é a uva da qual o vinho feito,


ou uvas.

Cada uma possui característcas próprias, e cada país tem suas regiões
e uvas mais conhecidas.

Talvez seja uma boa ideia, jovem aprendiz no caminho de ser um


cooooisseur (graode coohecedor) de vinhos, dar preferência aos vinhos
varietais, ou seja, vinhos que são feitos a partr de uma única uva (um único
tpo de uva e não de uma uva só, você entendeu).

É questão de experimentar para entender cada vez mais as


partcularidades de cada uva. Você pode se guiar por país também.

Aí vai uma lista de países com suas uvas símbolos:

o Itália – Saogiovese;
o Portugal – Touriga Naciooal;
o Alemanha – Riesliog;
o Espanha – Tempraoillo;
o Chile – Caberoet Sauvigooo;
o Argentna – Malbec;
o Brasil – Merlot.

Lembre-se: Quanto mais saborear, mais referência terá sobre cada


tpo de uva.

[ 7]
O que já não é tão básico para se observar no rótulo...

ORIGEM DO VINHO

Conhecer a origem do vinho exige um pouco mais de estudo!

É importante notar que o clima, o tpo de solo e outras característcas


de cada região fazem toda a diferença na qualidade de um vinho.

Então - se um rótulo indica a região de onde o vinho vem -


possivelmente ele é de uma qualidade superior.

Outro fator que atesta a - superioridade de um vinho - é se ele vem de


uma região que possui Denominação de Origem Controlada.

É como se fosse um selo de qualidade dada pelo órgão governamental


responsável, atestando e garantndo a qualidade superior do vinho.

[ 8]
É bom checar se esta informação está no rótulo. As siglas para as
Denominações nos países mais comuns são:

 Na França: AOC;

 Na Espanha e no Brasil: DO;

 Na Itália: DOC e DOCG

 Em Portugal: DOC;

 Na Alemanha: QBA.

SAFRA E ENVELHECIMENTO

Dizem que quanto mais passa o tempo, melhor é o vinho. Bom, isto
não é tão verdade...

A maioria dos vinhos tntos devem ser consumidos em até 5 anos,


mas, como normalmente passam por processo especial, que os deixa com
sabor e cor como se estvessem envelhecendo por anos, parecem que são
antgos.

A esses chamamos de vinhos de guarda.

Outros exemplos são aqueles que passaram por maturação em barris


de carvalho. Você pode identfcá-los se no rótulo estver escrito Reserva ou
Grao Reserva.

São vinhos mais complexos e, não preciso nem dizer,


substancialmente mais caros.

[ 9]
DICA
DICA 2
2 –– Considere
Considere aa Harmonização
Harmonização

Outra coisa que se deve levar em conta, para escolher uma garrafa de
vinho com sabedoria, é o que vai se comer com o vinho.

Isto vai fazer toda diferença na hora de escolher, e assim aumentar


suas chances de acerto!

De forma geral, podemos falar que espumantes combinam mais com


entradas e como aperitvo. E se for mais doce, com sobremesas e frutas.

Os brancos combinam saladas, peixes, aves, queijos de massa mole,


molhos brancos e frutos do mar. Ao passo que tntos combinam carnes,
molhos vermelhos e queijos de massa dura.

[ 10 ]
Mas vamos um pouco além:

 Leve em conta o peso e a intensidade da comida

Pratos com carne moída, almôndegas ou carnes pouco


condimentadas pedem vinhos tntos mais leves, como Pioot Noir e
Merlot.

Por outro lado, carnes mais fortes pedem vinhos mais


encorpados, como Caberoets e Syrahs.

 Salgados e doces

Vinho vai muito bem com pratos salgados, pois o torna menos
amargo e ácido.

Se você for comer um prato doce, escolha um vinho doce, pois


os secos vão ressaltar demais o álcool presente nele e vai deixá-lo
mais ácido.

 Pratos com mais gordura

Ficam melhores com vinhos mais ácidos, pois eles limpam o


palato e proporcionam uma sensação mais agradável.

 Pratos picantes

Harmonizam melhor com vinhos menos alcoólicos, mais doces e


frutados.

[ 11 ]
DICA
DICA 3
3 –– Tenha
Tenha Atenção
Atenção aos
aos Detalhes
Detalhes da
da Garrafa
Garrafa

Quando falamos em vinhos, todos os detalhes são importantes, então


observe:

 A rolha, que deve estar sempre rente ao bico da garrafa, se estver


saltada, pode ter entrado ar, oxidando o vinho;

 Não compre garrafas com rachaduras (meio óbvio, eu sei);

 Confra se não há um espaço muito grande entre a bebida e a rolha.


Pode indicar vazamento;

[ 12 ]
Então, é isso!

Futuro(a) especialista em vinho, este é um brevíssimo e humilde


compêndio de dicas para que você trilhe seu conhecimento no maravilhoso
mundo dos vinhos.

Lógico, sempre se pode pedir ajuda ao sommelier, mas uma hora você
vai aprender e vai poder fazer a escolha certa para qualquer ocasião.

E o que é melhor, impressionando a todos ao demonstrar que é uma


pessoa refnada e um grande conhecedor (ou melhor, cooooisseur, use esta
palavra) de vinhos e das delícias da vida!

Mas, lembre-se que aprender nunca é demais e, por isso, convido


você a acompanhar os conteúdos que te enviarei por e-mail.

[ 13 ]