Vous êtes sur la page 1sur 86
A batuta do grande mestre 182 No final do século consagrou-se um género de pega chamado de “revista de ano”. Foi sobre- tudo nele que Artur Azevedo se fixon nos tea- tros do Rio de Janeiro. A revista de ano apre- sentava, com um enredo romantico frouxo para justificar a Jigago entre as cenas, a revisio dos acontecimentos sociais e politicos mais im- portantes do ano anterior. Desse tipo de pega nasceram outras, j4 ndo revistas. Consistiam também no casamento de um enredo tradicio- nal. sé que um pouco mais definido, com nui- meros de canto e danga, sobretudo o afamado can-can, que nao podia faltar. Sao desse tipo os dois exemplos que selecionamos: A capital federal ¢ O mambembe. Sao ambas de Artur Azevedo, incontestavelmente o grande rei des- se tipo de teatro no Brasil. A capital federal Comédia — Opereta de costumes brasileiros em trés atos e doze quadros Artur Azevedo (Sio Luis, 1855 - Rio de Janeiro, 1908) ‘Artur Nabantino Gongalves de Azevedo foi jomalista, contista e sobretudo um homem de teatro, reunindo uma copiosa produgo de pe- as, originais ou em adaptages sobretudo fran- cesas. Escreveu alguns dramas, mas seu forte erao género cémico, e musicado. As pecas aqui apresentadas de certo modo coroam sua vasta producdo. A primeira foi representada em 1897, e era adaptagdo de uma revista de ano, a de 1892 (revendo os acontecimentos de 1891). Chamava-se 0 tribofe, que quer dizer ao mes- mo tempo trapaga e namorico. Dela guardou alguns personagens e a situagdo basica, pondo em cena um grupo familiar que chega ao Rio de Janeiro e af se perde, para se reencontrar no final, quando retorna ao interior. O mambem- be, representada em 1904, é uma verdadeira homenagem aos aficionados do teatro nacio- nal, que, na comédia, trabalham em condig6es adversas mas divertidas. O co-autor dessa co- média, José Gabriel de Toledo Piza, foi contis- ta, tradutore teatrélogo, além de ter-se forma- do em direito. Escreveu varias pegas para 0 teatro, muitas em parceria. Os textos desta edigdio baseiam-se na publicagdo do MEC/ ‘Seac/Funarte/SNT, de 1972, e nos ntimeros 290 € 298 da Revista da SBAT. A capital federal teve uma publicacdo no mesmo ano de sua pri- meira representagao, em 1897, pela Casa Mont’ Alverne, no Rio de Janeiro.