Vous êtes sur la page 1sur 1
2oria018 ‘A GUERRA DE CANUDOS - 1897 A GUERRA DE CANUDOS - 1897 "Amanh3, desde as seis horas da manh, toda a forca estar de prontidio e. em forma, oculta pelos: abrigos jé existentes. As 6 horas da manha, a artilharia rompera o fogo) que s6 terminaré com o toque de comando-em- chefe, Infantaria avancar. - Durante a noite os batalhdes 4° e 39° irdo se reunir ao 29, que com a) 38 brigada partiréo para a Fazenda Velha e onde irdo) se colocar na retaguarda do 32° e 37°. Os batalhdes ro render a 3 brigada 90, 220 @ 34 ‘Durante o assalto, as forcas que estéo nas linhas guardarao 0 maior siléncio, e cada batalho teré uma companhia pronta para, por ordem de cada comandante, proteger os _pontos precisos, 0 que fica a critério de cada um deles. Terminando o assalto, todos retirar-se-So aos seus lugares, onde aguardaro ordens do comandante-em- chefe." "Ao toque do comando em chefe - Infantaria, avancar! - as brigadas 3¢ e 62 dirigir-se-3o 2 marche-marche para as posicdes inimigas, que procurarao conquistar a baionetas, fazendo 0 assalto pelos francas e retaguarda da igreja nova, salvo se a conveniéncia de ocasiéo aconselhar outra tatica, que fica a critério dos comandantes das 34 ¢ 69 brigadas. Caso haja necessidade do emprego de fogo, sé se fard em Ultima anélise, somente pelas forcas assaltantes; cumpre ter o maior cuidado em fazé- lo sempre na direco Sul-Norte, a fim de no ofender aos camaradas." "Ao toque de comando em chefe - Infantaria, avancar! = os batalhdes 26° e 5° da Bahia e ala direita da de de S, Paulo dirigir-se-ao pelo Vaza-Barris, a tomar posicao junto & margem esquerda, abrigada no barranco esquerdo do mesmo rio, de modo que 2 extrema esquerda do 26° toque a trincheira do 15° ¢ ala direita da de S. Paulo 2 esquerda do lugar que agora ocupa o 25°. Durante a noite os batalhes 1° e 2° do Paré iréo tomar posi¢ao na retaguarda da ala direita do de S. Paulo, 5° de policia e 26° de infantaria, de modo que, saindo estes dos seus lugares, sejam imediatamente substituldos por aqueles.” ‘Ao toque de avancar, todo o exército armara baioneta e ninguém faré fogo sem ordem expressa do oficial que comandar; desde que a vitéria tenha se manifestado completamente para as nossas forcas, os comandantes das brigadas assaltantes mandarao tocar alvorada; todas as bandas de cornetas ¢ tambores, repetiréo 0 toque, as musicas tocar8o 0 Hino Nacional; mas ninguém abandonaré as posicdes. Os batalhdes 9°, 22° ¢ 34° ficardo sob 0 comando do comandante da 5? brigada.” hitps ww historiadobrasinetdocumentosicanudos.him n